Você está na página 1de 37

designmag

www.bxdcreative.com

sumário
Winter 2015
Revista

TRABALHO
& EMPREGO

FAT : Fundo de Amparo ao


Trabalhador financia setor
produtivo e impulsiona economia 08

06 10
Apoio do MTE FGTS vai investir 84 bilhões
fortalece redes de na economia em 2015
Cooperação Solidária

MTE amplia meta para Aprendizagem Profissional 12


designmag
www.bxdcreative.com

Winter 2015

28 36
Entrevista Unidades Gestão
Ministro do MTE de atendimento em todo administrativa
Manoel Dias: Levantando a o Brasil realizam obras voltada para
bandeira da formalização para aprimorar serviços resultados

26
prestados ao trabalhador

14 16
Preocupação com bem‐estar Conquistas da última década
aquece mercado de trabalho fortalecem o mercado e auxiliam
para nutricionistas recuperação do emprego

PPE: Programa de Proteção ao Emprego estimula a economia 18

Imigrantes estão sendo absorvidos


pelo mercado de trabalho 22 Brasil é referência no combate
ao trabalho escravo e infantil 24
Revista

TRABALHO
& EMPREGO

ministro
Palavras do

Manoel Dias

A
ssumimos o Ministério do Trabalho e Oportunidades para Imigrantes, reforçamos o
Emprego com o compromisso de resgatar combate ao trabalho infantil e ao trabalho escravo,
seu protagonismo concentrando esforços buscamos garantias de prevenção e segurança de
na definição de políticas públicas con- saúde do trabalhador, continuamos perseguindo
tributivas à de inclusão produtiva e social metas para o trabalho decente, lançamos o Plano
do conjunto de trabalhadores brasileiros, de Gestão em Logística Sustentável com o objetivo
na linha de entendimento de que o capital de garantir eficiência, celeridade e qualidade
humano incontrastavelmente representa a nos serviços de atendimento, redução dos gastos
maior força geradora do desenvolvimento de qualquer país, públicos e desburocratização e implantamos
tendo como princípios fundantes: a Política de Gestão de Pessoas na busca da
democratização nas relações de trabalho e novas
a) Defesa dos direitos sociais e trabalhistas; práticas de gestão.
b) Modernização e transparência;
c) Diálogo social. Esta revista se coloca como um canal de
comunicação qualificado entre trabalhadores e
Na construção de um novo design para o MTE abrimos o empregadores, representações sindicais, gestores
diálogo social na busca de consensos entre trabalhadores públicos, jornalistas, servidores e sociedade como
e empregadores, materializamos ações de modernização um todo.
envolvendo processos digitais de fiscalização online,
criamos a Carteira do Trabalho Digital e o Sistema de Reconhecemos, no entanto, que precisamos
Atendimento Agendado, implementamos projetos de avançar ainda mais “pra além dos cravos
reforma e ampliação das Superintendências Regionais de vermelhos” na expressão de Nietche, como
Trabalho (SRT’s) na busca da excelência dos serviços de sentimento de brasilidade e pertencimento.
atendimento, implementamos o Programa de Proteção ao
Emprego (PPE), com ênfase na transição da informalidade
Boa Leitura!
para formalidade, regulamentamos a Lei Complementar
150, dos Empregados Domésticos, adotamos a Política de Manoel Dias
Ministro do Trabalho e Emprego

04
Revista

TRABALHO

Para
& EMPREGO

entender Expediente
A Revista Trabalho e Emprego é distribuída trimestralmente e traz PRESIDENTE DA REPÚBLICA
em seu projeto editorial uma abordagem diferente e original dos Dilma Rousseff
temas relacionados aos programas e linhas de atuação do Ministério
do Trabalho e Emprego. Toda a informação está organizada em MINISTRO DO TRABALHO E EMPREGO 
cinco eixos editoriais, na seguinte ordem: Manoel Dias 

CHEFE DE GABINETE 
André Menegotto

1.
Prosperidade SECRETÁRIO-EXECUTIVO
Francisco José Pontes Ibiapina

SECRETÁRIO DE INSPEÇÃO DO TRABALHO


Paulo Sérgio de Almeida

SECRETÁRIO NACIONAL DE ECONOMIA SOLIDÁRIA


Vocação Paul Israel Singer

2.
SECRETÁRIO DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE EMPREGO
Giovanni Correa Queiroz

SECRETÁRIO DE RELAÇÕES DO TRABALHO


Manoel Messias N. Melo

ASSESSOR ESPECIAL DO MINISTRO 


Antonio Marcos Horostecki

3. Oportunidade CHEFE DA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL


Bruno Ribeiro Cardoso

JORNALISTAS: Edvaldo Santos, Maristela Leitão, Alexandre


Retamal, Lorrane Freitas, Roseli Salete, Cristiano Torres, Juliana
Santana, Elói Dallagnol, Simone Carvalho e Cecilia Kruel

COMUNICAÇÃO 
Integridade Assessoria de Comunicação do Ministério do Trabalho e Emprego

4.
/ Partners Comunicação Integrada 

FOTOGRAFIA
Renato Alves e Kenedy Brayn

... ...
ILLUSTRAÇÕES
Willian Melo

5.
PROJETO GRÁFICO
Diálogo Raquel Freitas e Willian Melo

PROJETO EDITORIAL
Raquel Freitas: DRT/MG-09198JP e Alexandre Retamal
DRT/DF-5024/05
Todos os eixos privilegiam uma relação de proximidade e utilidade entre
os leitores e a revista. E foram criados para facilitar a leitura e incentivar a PERIODICIDADE
colaboração. Para contribuir com uma sugestão de pauta para a próxima Trimestral
edição, envie um e-mail para revistatrabalhoeemprego@mte.gov.br
ou fale conosco através dos telefones (61) 2031-2420 ou 2031-6537. IMPRESSÃO
Colabore! Coronario Gráfica | tiragem: 30 mil exemplares

05
Revista

TRABALHO
& EMPREGO

Prosperidade

Apoio do MTE fortalece redes de


Cooperação Solidária
Com o intuito de promover a articulação econômica dos empreendimentos solidários, desde 2012,
o Órgão já investiu cerca de 45,7 milhões e beneficiou 1850 empreendimentos

A
economia Solidária produtivas, de ações de inserção em 150 Redes de Cooperação Solidárias
compreende uma no mercado e de fortalecimento (Ecosol), através do estabelecimento de
diversidade de práticas institucional, a SENAES lançou, em 24 convênios e um termo de cooperação
econômicas e sociais 2012, a Chamada Pública 04, que técnica com universidade.
organizadas sob a já resultou em investimentos de R$
forma de cooperativas, 45.7 milhões no apoio as Redes de
A organização dos EES em Redes
associações, clubes, empresas Cooperação Solidária (Redes Ecosol).
também é fundamental para o exercício
autogestionárias, redes de cooperação, O objetivo foi fomentar arranjos
das práticas econômicas coletivas
que realizam atividades de produção econômicos territoriais e setoriais, com
que extrapolam o universo do próprio
de bens, prestação de serviços, trocas, vistas à promoção do desenvolvimento
empreendimento. “Do ponto de vista
comércio justo, finanças e consumo sustentável e à superação da extrema
político, a organização dos EES em
solidário. pobreza no âmbito do Brasil sem Miséria.
rede permite a ampliação do poder de
gerência sobre os resultados das diversas
Com o intuito de promover a articulação A Chamada da SENAES possibilitou o etapas do processo produtivo, aferindo
econômica entre esses empreendimentos, atendimento a 1.850 empreendimentos uma renda justa para seus integrantes”,
por meio da constituição de cadeias econômicos solidários (EES), organizados avalia.

06
Revista

TRABALHO
& EMPREGO


“A parceria da SENAES no processo de
organização tem sido imprescindível, Foi muito impor-
uma vez que garante a visibilidade
ao trabalho realizado pelas mulheres, tante a parceria com Redes Ecosol
mostrando sua capacidade produtiva
e administrativa, potencializando a
a Senaes, pois a gen-
produtividade a partir da qualificação te conseguiu dar visi- As Redes Ecosol são compostas
do trabalho. O que possibilita a
conquista de mercados mais seguros e
bilidade ao trabalho “ por cooperativas, empresas
autogestionárias, grupos de
permanentes para os produtos”. das pessoas. produção, entre outros, que
realizam atividades econômicas
Alex Barcelos é coordenador da União Flávia Stela, que administra o Café de prestação de serviços,
Popular de Mulheres (UPM). Para o da Torre, no mirante da Torre de de fundos de crédito, de
dirigente, a parceria com a SENAES TV, em Brasília, acredita que o comercialização de bens, cujos
fortaleceu o trabalho que a instituição fortalecimento das Redes, favorece as
organizações e os parceiros estratégicos. participantes ou sócios são
realiza na periferia da capital paulista trabalhadores dos meios urbanos
“Para o desenvolvimento de projetos e
ao dar mais visibilidade ao trabalho
programas, a Rede Terra, por exemplo, e rural e exercem a gestão de sua
realizado pelos empreendimentos da articula o apoio de várias organizações
Rede. “Foi muito importante contar
atividade e a alocação e resultados
sociais, grupos e coletivos de produção,
com a Senaes, pois a gente conseguiu de forma coletiva.
além de entidades do Terceiro Setor, de
dar visibilidade ao trabalho das pesquisa técnica e organizações públicas”,
pessoas”, observa. explica.

Empreendimentos Econômicos Solidários (EES)


Formas de Atividades Características
Organização
Cooperativa Produção Autogestão (decisões
Associação coletivas);
Prestação de
Grupo informal serviços Solidariedade;
Fundo rotativo Comercialização Comércio Justo e
Sustentável;
Banco Crédito e finanças
comunitário Cooperação.
solidárias
Clube de trocas
Consumo
Redes de
cooperação Trocas, etc.
Empresa
Recuperada

07
FAT financia
setor produtivo e
impulsiona economia
Para 2015, o Fundo tem um orçamento de R$ 76,4 bilhões para
custeio dos benefícios do Seguro­-Desemprego, Abono Salarial
e financiamento de programas de desenvolvimento.

R
esponsável pelo pagamento os canais de acesso ao crédito às micros, financiamento à programas de fomento e
dos benefícios do Abono pequenas e médias empresas, bem como investimento a micros e pequenas empresas e
Salarial e Seguro-Desemprego, fortalecer o mercado de capitais e reduzir os linhas de crédito especiais, com juros atrativos
que somente no ano passado desequilíbrios regionais. – os chamados depósitos especiais – o FAT
representaram uma impulsiona também a geração de emprego
injeção de mais de R$ 50 e renda por intermédio das instituições
Em 2016, o FAT contará com um orçamento
bilhões na economia, o Fundo de Amparo financeiras oficiais federais. Em 2015, o Fundo
de R$ 76,4 bilhões, sendo R$ 17,1 bilhões
ao Trabalhador (FAT) tem se firmado prevê destinar R$ 3,7 bilhões para programas
destinados ao pagamento do Abono Salarial
como uma das mais importantes fontes como o FAT Fomentar, direcionado ao
para 23,4 milhões de trabalhadores e R$
de recursos de financiamentos para o fortalecimento de micros e pequenas
34,8 bilhões com o Seguro­- Desemprego dos
desenvolvimento econômico e social empresas, com investimento de R$ 1,6 bilhão.
7,9 milhões de trabalhadores com direito ao
do país. Seus recursos têm significativo Há ainda o Programa de Geração de Emprego
benefício. Assim, os gastos com o pagamento
impacto na geração de trabalho, e Renda - PROGER Urbano Empresarial,
dos benefícios pode chegar a R$ 52 bilhões no
emprego, renda e melhoria na qualidade direcionado ao financiamento de linhas de
próximo ano.
de vida da população brasileira. crédito de investimento e capital de giro para
micro e pequenas empresas, cujo orçamento
Financiamento à produção – Por meio do para este ano é de R$ 1.1 bilhão.
Entre os exercícios de 2005 e 2014, o
patrimônio do FAT cresceu cerca de 8,53%
ao ano. Alcançou R$ 246,87 bilhões no PROJEÇÕES DE DESPESAS E RECEITAS DO FAT
final do terceiro bimestre de 2015, com
PROGRAMAS E LINHAS DE
crescimento de 6,24% em relação ao final 2014 2015
CRÉDITO ESPECIAIS
do exercício de 2014. Desse montante, R$
190,62 bilhões (77,22%) são aplicados em Arrecadação da Contribuição PIS/PASEP 53.883,9 54.183,1
empréstimos ao BNDES; R$ 33,80 bilhões
Dedução por DRU (10.776,8) (10.836,6)
(13,69%) em títulos públicos no Fundo BB 1. Receita da Contribuição PIS/PASEP 43.107,1 43.346,5
Extramercado; e R$ 22,19 bilhões (8,99%) em 2. Receitas de Remunerações 12.695,3 13.055,4
3. Recursos do Tesouro Nacional (*) 13.842,6 6.751,0
Depósitos Especiais, via bancos oficiais como o 4. Outras Receitas 465,0 1.278,9
BNDES, Banco do Brasil, BNB, BASA, CAIXA
e FINEP. Todos esses valores são destinados a
Total das Receitas (A) 70.110,1 64.431,8
programas e linhas de crédito especiais. 1. Seguro-Desemprego - Benefício 35.955,8 38.689,1
2. Abono Salarial - Benefício 15.876,7 10.125,7
3. Outras Despesas Correntes (*) 519,5 718,4
Os recursos aplicados no BNDES, por exemplo, Total das Despesas (B) 52.352,1 49.533,3
financiam programas de ampliação e de
diversificação das exportações, reestruturação
Resultado econômico (C = A - B) 17.758,0 14.898,5
da indústria e para a expansão e adequação da 4. Empréstimos ao BNDES - Art.239/CF (D) 16.906,8 17.338,6
infraestrutura a cargo da iniciativa privada, Total dasObrigações ( E = B + D) 69.258,8 66.871,9
com ênfase nos investimentos em energia Resultado Nominal (A - E) 851,2 (2.440,1)
e telecomunicações. O FAT contribui ainda
para que o BNDES possa aprimorar e ampliar PATRIMÔNIO FINANCEIRO DO FAT 232.143,9 247.042,4

08
O PROGER tem por finalidade diretamente com o microempreendedor, de 23,83 milhões de operações de
incrementar a política pública de combate oferecendo orientação financeira antes, microcrédito, atendendo mais de 24
ao desemprego, mediante financiamentos durante e após a concessão do crédito. milhões de clientes, com um volume
a micro e pequenos empreendedores, As operações são direcionadas a pessoas concedido superior a R$ 51 bilhões.
nos setores formal e informal da economia. físicas, empreendedores individuais e Até final do terceiro bimestre de 2015,
Atualmente, o programa está presente em microempresas com faturamento de foram aplicados em depósitos especiais
mais de 3.600 municípios brasileiros com até R$ 120 mil anuais, para valores de do FAT nas instituições financeiras oficiais
o objetivo de desenvolver infraestrutura financiamento até R$ 15 mil, destinados a federais, o montante de R$ 1,86 bilhão,
que propicie aumento da competitividade capital de giro ou investimento. representando 50,41% do valor de R$ 3,7
do país e a melhoria das condições de bilhões programado para o ano.
vida dos trabalhadores, em especial os de Desde 2008, já foram realizadas mais
baixa renda. Outro objetivo é estimular
as exportações brasileiras, as cadeias
produtivas e a democratização do crédito PROGRAMAÇÃO ANUAL DE DEPÓSITOS ESPECIAIS DO FAT
popular. Exercício de 2015

Microcrédito – Além do PROGER, tem ALOCAÇÕES


grande importância o Programa Nacional PROGRAMAS E LINHAS DE AUTORIZADAS PELO
de Microcrédito Produtivo Orientado CRÉDITO ESPECIAIS CODEFAT - RES. 740/2014
VALOR (R$ MILHÕES)
(PNMPO), instituído pela Lei nº 11.110
para incentivar a geração de trabalho Programas 3.560,0
e renda entre microempreendedores FAT - Fomentar 1.600,0
populares. O PNMPO desempenha papel
MICRO E PEQUENAS EMPRESAS 1.600,0
relevante no compromisso assumido pelo
governo federal de estímulo à inclusão FAT - PNMPO 260,0
produtiva e geração de trabalho e renda. PROGER Urbando 1.100,0
Sua principal finalidade é universalizar Investimento 1.070,0
o acesso ao crédito para os negócios
populares de pequeno porte, estimulando o
Micros e Pequenas Empresas, Coop., Liberais, Outros 1.070,0
empreendedorismo como ferramenta para PROGER Exportação 30,0
o enfretamento da pobreza e da exclusão PRONAF 600,0
social. Investimento 600,0
O grande diferencial do programa está Linhas de Crédito Especiais 140,0
na metodologia de oferta de crédito, por FAT - Taxista 140,0
meio de agentes que se relacionam TOTAL 3.700,0

09
FGTS vai investir
R$ 84 bilhões na
economia em 2015
Recursos do Fundo são
aplicados em grandes obras
de infraestrutura urbana,
saneamento e, principalmente,
na habitação para cidadãos de
baixa renda

O
financiamento de grandes manutenção e a geração de postos de no setor de habitação, sendo R$ 55,26
obras de infraestrutura, trabalho, com destaque para o setor da bilhões para financiamento à compra da
saneamento e, construção construção civil”, ressaltou o ministro do casa própria por famílias de baixa renda. “Há
de unidades habitacionais Trabalho e Emprego, Manoel Dias, que ainda R$ 8,9 bilhões destinados ao subsídio à
à população de baixa preside o Conselho Curador do FGTS, compra de imóveis para cidadãos que, sem a
renda têm sido uma órgão responsável por autorizar a aplicação ajuda do FGTS, não teriam como ter acesso”,
das estratégias do Fundo de Garantia por dos recursos do Fundo na economia. frisou o ministro.


Tempo de Serviço (FGTS) para patrocinar
o desenvolvimento do país e, ao mesmo Se todo o recurso previsto for aplicado
tempo, impulsionar a geração de postos de Os investimen- este ano, a estimativa do alcance social é
trabalho.
tos provenientes proporcionar unidades habitacionais a 547
mil famílias. Segundo o secretário-executivo
Em 2015, o FGTS tem disponível para do FGTS são fun- do FGTS, Quenio Cerqueira, até 10 de
investimentos nessas três áreas o maior
orçamento de sua história: um montante damentais para o “ agosto, já foram aplicados R$ 30,5 bilhões,
sendo 98% somente em habitação.
de aproximadamente R$ 84 bilhões. Até
2018, o ciclo deve somar R$ 300 bilhões,
nosso país. “Os investimentos em saneamento e
garantindo crédito de longo prazo infraestrutura possuem complexidade
para setores considerados cruciais ao Dias destaca que, somente no ano passado, maior e, geralmente, possuem um menor
desenvolvimento econômico do país e, de foram contratados R$ 43,1 bilhões em ritmo de contratação”, explicou Quenio,
quebra, garantir mais de 3,7 milhões de habitação, que beneficiaram 480 mil famílias ressaltando que, das políticas financiadas
empregos no ano. por meio do Programa Minha Casa Minha pelo Fundo, destacam­ -se os programas
Vida e contribuíram para a geração ou “Carta de Crédito – Individual” e “Pró­
“Os investimentos provenientes do FGTS são manutenção de mais de 3,4 milhões de postos Cotista”, destinados à pessoas físicas, e os
fundamentais para o nosso país. É por meio de trabalho. Houve ainda investimentos programas “Apoio à Produção”, “Carta
dos investimentos do Fundo em grandes de R$ 6,7 bilhões em saneamento e R$ 6,2 de Crédito ­ Associativo Entidades”, “Pró­
obras que garantimos, além de melhorias bilhões em infraestrutura, totalizando R$ 56 transporte” e “Saneamento para todos”,
na vida do cidadão, ­principalmente o bilhões no período. destinados à pessoas jurídicas, Governos e
de baixa renda por meio dos recursos Entidades do setor público.
ao financiamento da casa própria, ­ a Para este ano serão R$ 62,96 bilhões somente

10
ORÇAMENTO PLURIANUAL 2015 2016 2017 2018

1. Habitação 62.960.000 56.560.000 56.560.000 56.560.000


1.1 Financiamentos em
habitação popular
55.260.000 46.360.000 46.360.000 46.360.000
1.2 Descontos (subsídios)
habitação popular
8.900.000 8.900.000 8.900.000 8.900.000
1.3 Demais operações 7.700.000 1.300.000 1.300.000 1.300.000
2. Saneamento básico 7.500.000 7.800.000 7.850.000 8.350.000
3. Infraestrutura urbana 12.000.000 12.000.000 12.000.000 4.000.000
4. Operações urbanas consorciadas
(Operações que envolvem as 3 áreas de
investimento: habitação, saneamento e
1.500.000 500.000 500.000 500.000
infraestrutura)

TOTAL 83.960.000 76.860.000 76.910.000 69.410.000

FI­-FGTS tem disponível R$ 53,7 bilhões para


aplicação em grandes obras
já foram aplicados R$ 27,88 bilhões via O secretário destaca que a rentabilidade
FI­-FGTS, além de reinvestimento de cerca do FI­ -FGTS, em 2014, foi em torno
de R$ 7,5 bilhões, objeto de retorno das de 7,71% a.a, bem acima dos 3% a.a.
aplicações”, detalhou Quenio Cerqueira. se permanecessem parados em contas
do FGTS. “Até junho de 2015, os

“ Desde a criação do Fundo


de Investimento já foram
aplicados R$ 27,88 bilhões.
“ investimentos do FI­-FGTS alcançaram
28,32 bilhões e possibilitaram a
geração de 519.833 empregos diretos e
indiretos”, avalia.

Em 2007, ao instituir, por meio da Lei FI-FGTS - Gráfico por Setor


no 11.491, o Fundo de Investimento do Saldo
Fundo de Garantia do Tempo de Serviço 33,1%
(FI­-FGTS), o Conselho possibilitou que o
FGTS invista recursos em grandes obras
de infraestrutura, com foco nos setores Portos
de energia, portos, ferrovias, rodovias, Ferrovia
5,7%
hidrovias, saneamento e aeroportos. 6,5%
Rodovia
7,0%
Ao todo, o Fundo tem disponível para
investimento nesses setores, via FI-FGTS, Hidrovia
0,6%
um total de R$ 53,7 bilhões, o que
correspondente a 80% do seu patrimônio
líquido, apurado em 2013. Saneamento; 4,3%
Energia
26,5% BNDES
“Desde a criação do Fundo de Investimento, 17%

11
Revista

TRABALHO
& EMPREGO

Vocação

Ministério amplia meta para Aprendizagem Profissional


Intenção é permitir que 1,7 milhão de jovens entrem no mercado de trabalho até 2019

M
ais de 50% dos o MTE pretende ampliar as oportunidades de Plano Plurianual 2012-­2015 previa inserir
aprendizes que formação profissional e de acesso ao mercado 1.220.628 jovens até o fim de dezembro.
encerram seu primeiro para adolescentes e jovens, com trabalho
contrato continuam decente e desenvolvimento social.
a trabalhar no
mesmo local. Além “As ações do MTE oferecem mais recursos
disso, 84% desse contingente permanece no e oportunidades para a inserção de futuros
mundo do trabalho, com contrato formal, trabalhadores, mas o nosso desafio atual
ainda que em outra empresa. Os dados é melhorar a qualidade do trabalho para
– apurados pelo Ministério do Trabalho e alcançar a retomada do pleno crescimento
Emprego (MTE) – mostram a importância da econômico”, explica o ministro Manoel Dias,
Aprendizagem Profissional, responsável por que no Dia Internacional da Juventude, 12
criar oportunidades e oferecer formação para de agosto, apresentou a nova meta de inserção
novos trabalhadores. para o quadriênio 2016­ -2019: alcançar 1,7
milhão de jovens.
Aliada a outras ações realizadas nos últimos
13 anos, a Aprendizagem Profissional faz De 2012, até o primeiro semestre, foram
parte de um amplo esforço do governo federal criadas no país 1.286.007 vagas para os
para estimular a criação de um mercado aprendizes. Somente este ano foram 224.173
profissional mais qualificado no país. Por isso, novos postos. Já superada, a meta incluída no

12
Revista

TRABALHO
& EMPREGO

Ana Alencastro, coordenadora ­ geral de


Preparação e Intermediação da Mão de
Obra Juvenil, conta que a aprendizagem
já alcançou, no país, uma boa visibilidade
como política pública de promoção de
trabalho decente e digno para adolescentes,
jovens e pessoas com deficiência. “O nosso
grande desafio, agora, é interiorizar a
aprendizagem, já que a legislação é dirigida
para as grandes empresas. As pequenas não
absorvem essa demanda”, justifica.

Alencastro afirma que houve uma forte


expansão do mercado da aprendizagem
nos últimos anos. “Nós acompanhamos
essa questão desde 2005. Naquela época,
existiam pouco mais de 50 mil aprendizes. Em
2014, chegamos a 420 mil. E vem crescendo,
consistentemente, ano a ano”, informa.

Um dos instrumentos usados pelo MTE para


incrementar esse crescimento é a fiscalização
eletrônica, que ampliou a capacidade dos
auditores fiscais do Trabalho de alcançar
as empresas. Outra ferramenta importante
História
tem sido a mobilização social, por meio dos

A
fóruns estaduais e do Fórum Nacional aprendizagem foi estabelecida Tribunal Regional do Trabalho de
da Aprendizagem Profissional (FNAP), pela Lei no 10.097/2000 e Curitiba, Ricardo Tadeu da Fonseca,
coordenado pelo MTE, com representantes regulamentada pelo Decreto primeiro juiz cego a trabalhar em
dos ministérios do Trabalho e Educação, da
no. 5.598/2005. As regras determinam um tribunal brasileiro e também um
Secretaria Geral da Presidência da República,
que empresas de médio e grande porte dos responsáveis pela criação da Lei
do Ministério Público, centrais sindicais,
confederações, conselhos, Serviços são obrigadas a contratar adolescentes da Aprendizagem.
Nacionais de Aprendizagem e demais e jovens entre 14 e 24 anos. A cota de
instituições formadoras. aprendizagem, que varia de 5% a 15%,
Fonseca ressalta que a formação
por estabelecimento, é calculada sobre


dos adolescentes e jovens e o
o total de empregados cujas funções
acesso ao mercado de trabalho é um
demandem formação profissional.
De 2012, até o Para pessoas com deficiência, o
compromisso que cabe, ao mesmo
tempo, à família, à sociedade e ao
primeiro semestre limite máximo de idade não existe.
Estado. “Está lá e é uma garantia

de 2015, foram cri- O MTE deve encaminhar à Casa


constitucional. Por isso, é um direito
dos aprendizes inegável e que deve
adas 1.286.007 vagas Civil, ainda este ano, um anteprojeto
de lei que propõe ampliar para
ser estendido para a administração
direta. Todas as organizações são
para aprendizes no a toda a administração pública beneficiadas pela educação profissional
país. Somente neste direta, autárquica e fundacional,
a regulamentação para contratar
de um trabalhador que vai aprender

ano foram 224.173 “ aprendizes. Um dos apoiadores dessa


na prática, dentro de uma instituição
em pleno funcionamento”, defende.

novos postos.
proposta é o desembargador do

13
SAÚDE em alta
Preocupação com bem estar aquece
mercado de trabalho de nutricionistas

O
s 105 mil profissionais estabelecimentos de alimentação (6.848 postos). promover, manter e recuperar a saúde. Trabalha
registrados no Conselho O estoque total de contratações de profissionais no âmbito da nutrição humana, criando soluções
Federal de Nutricionistas de nutrição já está próximo a 40 mil pessoas, que resultem em uma melhor qualidade de vida.
(CFN) podem comemorar: segundo dados do CAGED/RAIS (2014). Para exercer a profissão, o especialista, com
a necessidade de novos diploma expedido por escolas de graduação
hábitos alimentares para a “O mercado ampliou muito, com várias em Nutrição, registradas no Ministério da
população tem ampliado consideravelmente possibilidades de atuação, além das três Educação (MEC), deve estar regularmente
seu mercado de atuação. Para os brasileiros, áreas clássicas. Os egressos têm trabalhado inscrito no CRN de sua jurisdição. A profissão
o aumento da expectativa de vida já é uma muito com nutrição esportiva, atendendo foi criada pela Lei no 5.276, de 24 de abril de
realidade. Mas há agora outro desafio: mais em consultórios, sendo profissionais 1967, e regulamentada em 17 de setembro de
garantir uma vida mais saudável. Nesta importantes em clínicas de cirurgias bariátricas, 1991, pela Lei no 8.234.
maratona, o auxílio do nutricionista é cada vez de tratamento de diabetes, câncer, entre
mais requisitado. outras”, diz Raquel Assunção Botelho, chefe do
Departamento de Nutrição da Universidade de
Os cursos de Nutrição nas universidades Brasília (UNB).
brasileiras oferecem formação generalista para
três áreas: gestão de produção de refeições, A possibilidade de atuar em ramos diversificados
clínica e saúde pública. No total, de acordo é outro ponto favorável. “Um trabalho que
com dados do Censo da Educação Superior, cresceu foi o de “personal dieter, pois as pessoas
314 instituições de ensino oferecem hoje querem um acompanhamento direto. Outro
375 cursos de graduação na área, onde estão nicho é a criação de negócios, como a venda de
matriculados quase 76 mil estudantes. A média lanches alternativos e saladas prontas. Existem
de formandos, ao ano, ultrapassa 10 mil. várias empresas de nutricionistas que oferecem
esses serviços, além de cursos práticos como
Mas as oportunidades de trabalho também são as oficinas de culinária de alimentação
numerosas. No ranking das contratações de complementar e de alimentação saudável”,
nutricionistas, o primeiro lugar é ocupado pelo explica Raquel.
setor público, onde atuam atualmente quase 11
mil profissionais. Entretanto, o crescimento O nutricionista é um profissional da área da
das admissões está constante para áreas saúde capacitado para estudar as necessidades Nutricionista Raquel Assunção Botelho
ligadas à medicina (7.783 postos), além de nutricionais de indivíduos ou grupos a fim de valoriza aquecimento do mercado

14
ASSINATURA DO EMPREGADOR

Todos os dias, novos empregos são criados. E com mais trabalhadores com carteira assinada, mais pessoas são beneficiadas pelo
FGTS. Mantendo o pagamento do FGTS em dia, temos mais gente perto de realizar o sonho da casa própria e mais investimentos
no país. São obras que levam saneamento básico para milhares de famílias, fornecem energia para casas e indústrias e constroem
novas rodovias. Você e o FGTS deixando o Brasil cada vez mais forte e avançando para um futuro melhor.

Acesse www.fgts.gov.br e saiba mais.


Revista

TRABALHO
& EMPREGO

Oportunidade

Conquistas da última década fortalecem o


mercado e auxiliam recuperação do emprego
Para enfrentar o atual cenário econômico, o MTE criou diversos instrumentos, como
o Portal Mais Emprego

Q
uando eclodiu a crise também beneficiada pela ampliação Essas conquistas dos últimos anos
econômica mundial, em 2008, consistente do poder de compra do também criaram melhores condições
o governo brasileiro decidiu salário mínimo, cujo ganho real chegou para enfrentar os atuais desafios, num
implementar uma série de medidas, que a 75% acima da inflação. momento de retração da atividade
ficaram conhecidas como anticíclicas, econômica, que afeta a saúde financeira
responsáveis por estimular o crescimento das empresas e põe em risco as conquistas
Segundo o ministro do Trabalho e
do mercado interno – e que preservaram
Emprego, Manoel Dias, em 2014, o recentes, sobretudo no que se refere à
os investimentos nos programas sociais.
país conquistou mais uma marca recorde: geração de postos de trabalho.
O resultado é conhecido por todos: o
o desemprego atingiu a menor taxa anual
Brasil continuou gerando mais de um
de sua historia: 4,8%. “Para falar de
milhão de postos de trabalho, em média, Nos primeiros sete meses de 2015,
geração de empregos, no Brasil de hoje,
por ano, num ciclo virtuoso que durou segundo dados do Cadastro­Geral de
precisamos olhar para traz, para o que
mais de uma década. Empregados e Desempregados (Caged),
tínhamos no final da década de 1990 e o
que conquistamos até agora. O dado mais a queda registrada no emprego atingiu o
Desde 2003, foram 23 milhões de contundente é termos dobrado a massa montante de ­494.386 postos de trabalho,
trabalhadores com carteira assinada de empregados com carteira assinada, ou ­ 1,20%. Foram 11.286.776 admissões
e 51 milhões de pessoas retiradas que passou de 41 milhões, em 2014”, contra 11.781.162 desligamentos, de
da pobreza. Uma população que foi defende Dias. janeiro a julho.

16
Revista

TRABALHO
& EMPREGO

“ Além disso, o
governo federal am-
pliou o valor do in-
vestimento, o que
demonstra que o
Brasil dá continui-
dade às suas políti-
cas públicas e ao
fortalecimento da “
economia.
Perspectivas Contribuições
positivas participando do Bolsa Família, que
do MTE
irriga as finanças das pequenas cidades

C
e gera, consequentemente, vagas de
ontudo, o Caged também trabalho. O MTE também está fazendo sua parte
demonstra que a agropecuária e contribuindo de maneira significativa
continua criando empregos no O Minha Casa, Minha vida é outro bom nesse processo. Modernizou sua
país. Em julho, pelo quarto exemplo. Até 2018, a previsão é de que 27 estrutura para auxiliar melhor e
mês seguido, foram 24.465 novos postos milhões de brasileiros sejam beneficiados proteger os trabalhadores. Criou, por
– um crescimento de 1,51%. Trata­-se do exemplo, o Portal Mais Empregos,
com o direito a comprarem uma casa
onde desempregados podem tomar
melhor resultado para o setor neste mês, própria.
conhecimento de vagas de emprego em
desde 2010.
todo o país e se candidatar a elas por meio
Há ainda o Fundo de Garantia por Tempo de uma plataforma digital disponível no
Manoel Dias explica que o lançamento de Serviço – FGTS, cujo orçamento para portal do MTE da internet ou em www.
do Plano Safra 2015/16, feito pela financiamento de moradias, em 2015, é de maisemprego.mte.gov.br.
Presidenta Dilma Rousseff, trouxe mais 62,9 bilhões reais. Para que as mais de 545
R$ 187 bilhões para investimentos na mil unidades previstas sejam construídas, Até agosto de 2015, o portal disponibilizou
agricultura e na pecuária, um aporte de a expectativa é de que sejam gerados 1,1 milhão de vagas de trabalho. O setor
recursos que tem reflexos diretos no cerca de 2,5 milhões de empregos. de Serviços foi o que mais ofereceu
mercado. “Além disso, o governo federal oportunidades, com 557.037 postos de
mantém os recursos aplicados e ampliou trabalho, seguido do Comércio, com
Além disso, e apesar dos prognósticos 241.212, e Agropecuária, com 22.088.
o valor do investimento nesses setores,
ruins de alguns setores produtivos,
o que demonstra que o Brasil dá
nos quatro primeiros meses de 2015,
continuidade às suas políticas públicas e Outro exemplo é o Sistema de
segundo o Banco Central brasileiro,
ao fortalecimento da economia”, defende. Atendimentos Agendadas (SAA) nas
investidores estrangeiros aportaram R$ agências do Ministério em todos os
17,5 bilhões no país. E grandes grupos estados brasileiros, que já acontece
É importante ainda elencar os benefícios econômicos planejam manter e ampliar por um sistema totalmente online. E
econômicos gerados pelos programas seus investimentos. Isso significa mais está também sendo implantada uma
sociais do governo federal. Em 2015, há oportunidades de trabalho em todas as versão digital da Carteira de Trabalho
mais de 50 milhões de pessoas no Brasil regiões brasileiras. e Previdência Social.

17
PPE: Programa de Proteção ao
Emprego estimula economia e
reduz gastos do governo

Previsão é reduzir em R$ 191


milhões os gastos com o paga-
mento do seguro- desemprego e
atender 50 mil trabalhadores

O
governo federal criou este Para o ministro do Trabalho e Emprego, A medida, que é emergencial e temporária,
ano um novo instrumento de Manoel Dias, o objetivo principal é permitir e foi adotada por indicação da Organização
combate ao desemprego, inédito a manutenção de milhares de empregos, mas Internacional do Trabalho (OIT). O
no Brasil, mas que já foi usado a iniciativa ainda favorece a saúde financeira PPE preserva os empregos formais
por países como Alemanha, Canadá e Japão. do FAT - Fundo de Amparo ao Trabalhador, num momento de retração da atividade
O Programa de Proteção ao Emprego (PPE), financiador do PPE e do seguro-desemprego. econômica e auxilia na recuperação da saúde
instituído pela Medida Provisória N° 680, de “Além de garantir a permanência do cidadão econômica e financeira das empresas, fatores
6 de julho de 2015, estimula a permanência na empresa, essa proposta permite a redução de indispensáveis para retomar o crescimento
dos trabalhadores em empresas que se R$ 191 milhões nos gastos com o pagamento econômico. Além disso, estimula a
encontram em dificuldades financeiras do seguro-desemprego, se comparada com a produtividade, ao aumentar a duração do
temporárias. A proposta permite reduzir a projeção de despesa líquida do PPE, que é de vínculo trabalhista e a negociação coletiva,
jornada do trabalhador em até 30%. Mas cerca de R$ 68 milhões, em uma estimativa de aperfeiçoando as relações de trabalho.
cabe ao governo garantir a reposição de 50% 50 mil trabalhadores atendidos”, avaliou.
da perda salarial do empregado, enquanto a
empresa fica obrigada a preservar seu posto
de trabalho.

A medida traz benefícios para todos os


envolvidos. O trabalhador preserva o seu
emprego, o saldo do FGTS e permanece
com todos os benefícios trabalhistas. As
empresas continuam com seus funcionários
qualificados e reduzem os custos com demissão,
contratação e treinamento, além de diminuir
temporariamente os gastos com salários em
30%. E o Estado mantém parte da arrecadação
com as contribuições sociais incidentes sobre os Entrevista coletiva após o lançamento
do PPE, no Palácio no Planalto
salários.

18
milhões – para pagar os benefícios do Programa,
provocando uma economia de 51%.

Depois, até o final de setembro, outras três em-


presas aderiram ao PPE. A Pricol do Brasil Com-
ponentes Automotivos, a Indústria de Serras Dal
Pino LTDA e a Mercedez-Benz do Brasil LTDA
participarão do Programa por seis meses, benefi-
ciando mais 9.249 trabalhadores brasileiros, que
receberão um montante de quase R$ 33,9 milhões
aCORDO COLETIVO oriundos do FAT.

As empresas e os trabalhadores devem


fixar a decisão de aderir ao PPE por meio
de Acordo Coletivo específico. À empresa
cabe ainda comprovar a situação de dificul-
dade econômica e financeira. O período
de adesão vai até o fim deste ano e o Pro-
grama está previsto para funcionar até 31
de dezembro de 2016. As empresas podem HISTÓRIA
participar do PPE por um prazo de seis a 12
meses.

O
Entrevista coletiva: 28/07, após lançamento da regulamentação do PPE
Depois da adesão, as empresas não podem Programa de Proteção ao
dispensar os empregados que tiveram sua
Repercussão positiva
Emprego (PPE) foi inspirado
jornada de trabalho reduzida temporari- numa medida usada na Ale-
amente. No final, o vínculo trabalhista terá manha após a crise de 2009, conhecida
estabilidade pelo prazo equivalente a um O PPE foi exaltado por representantes dos di- como Kurzarbeit (trabalho curto,
terço do período envolvido. versos setores envolvidos, no governo e entre em alemão) e que foi um dos prin-
empresários e trabalhadores, que consideram cipais instrumentos para conter o
as medidas importantes para estimular o cresci- desemprego. Cerca de 1,5 milhão
mento do país. O presidente da Nova Central de pessoas foram atendidas no país
Sindical de Trabalhadores (NCST), José Calixto europeu, que preservou 400 mil em-
Ramos, lembrou que todas as centrais sindicais pregos, de acordo com um relatório
já manifestaram, à presidente Dilma Rousseff, o da Organização para a Cooperação
apoio ao programa. “Patrões e empregados, todos, e Desenvolvimento Econômico
estão imbuídos de uma disposição para suavizar, (OCDE).
nesse momento de crise, os impactos sobre tra-
balhadores e empregadores”, destacou Calixto. O Kurzarbeit foi usado pela primeira
vez na Alemanha antes da Segunda
O presidente da Associação Nacional dos Fabri- Guerra Mundial e após a queda do
cantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luis Muro de Berlim e a Reunificação,
As primeiras Moan, criticou o ambiente de pessimismo, que por causa da situação econômica da
considera como um dos responsáveis pelo atual antiga Alemanha Oriental.
As empresas Grammer do Brasil, Rassine cenário, e enfatizou os aspectos positivos do Pro-
NHK Autopeças e Caterpillar do Brasil foram grama e a parceria com o governo federal. “O
as primeiras a receberem Termos de Adesão PPE é uma medida moderna e importante não
ao PPE. A participação delas beneficiará 2,5 somente para o setor automotivo, mas para toda


mil trabalhadores, proporcionando uma eco- atividade econômica, e vai nos permitir manter os
nomia de R$ 6 milhões ao (FAT). investimentos”, assegurou. Além de garantir
a permanência do
A Rassine NHK aderiu com 551 trabal- No dia seguinte ao lançamento do PPE, os par-
hadores, pelo período de três meses, e tidos da base aliada soltaram uma nota, manife-
cidadão no posto de
redução de 15% da jornada de trabalho e do stando apoio à Medida Provisória 680, instituiu trabalho, essa proposta
salário. Já a Grammer e a Caterpillar firmar-
am a adesão por seis meses, com redução de
o programa: “Os partidos que integram o bloco permite a redução
de sustentação do Governo da presidenta Dilma
20% na carga horária e nos vencimentos de, Rousseff saúdam a edição da MP. Debatido am- de R$ 191 milhões
respectivamente, 451 e 1.498 funcionários. plamente com as centrais sindicais e entidades nos gastos com o
Os gastos com seguro-desemprego, caso representativas do empresariado, a medida
esses trabalhadores fossem demitidos, re- preserva empregos e colabora para a retomada
pagamento do “
sultariam num dispêndio estimado em R$ do crescimento econômico”, diz o texto. seguro-desemprego
11,5 milhões. Mas com a adesão das empre-
sas, serão usados recursos do FAT – R$ 5,7 Ministro Manoel Dias

19
COMO FUNCIONA O PPE

O
programa permite reduzir a jornada CPPE O mesmo vale para as empresas que tiverem
de trabalho em até 30%, com demitido mais do que admitido funcionári-
uma complementação de 50% da O Conselho do Programa de Proteção os, já que seu ILE será negativo. Porém,
perda salarial pelo Fundo de Amparo ao ao Emprego (CPPE) é formado por mesmo que a empresa obtenha um resul-
Trabalhador (FAT), limitada a 65% do maior representantes dos ministérios do tado superior a 1%, poderá apresentar à
benefício do seguro-desemprego. Planejamento, Fazenda, Trabalho e secretaria executiva do Conselho do PPE
Emprego, Desenvolvimento, Indústria e – responsável pela gestão do Programa
INSS e FGTS Comércio Exterior e da Secretaria‐Geral da – outras informações que julgar relevantes
Presidência da República. para comprovar sua situação de dificuldade.
A contribuição do empregado e do
empregador incidirá sobre o salário com
ILE
a complementação, ou seja, sobre 85% do CADASTRAMENTO
salário original (incluindo a parcela paga Será considerada em situação de dificuldade
A inclusão será por meio de formulário es-
pelo governo federal). econômico‐financeira a empresa, cujo ILE
pecífico dirigido ao Comitê e que pode ser
for igual ou inferior a 1%.
encontrado no Portais do MTE e Mais Em-
O custo de salários e encargos para o
empregador caem em 27%. prego, na internet.
O ILE é simplesmente um percentual
que representa a diferença acumulada
QUEM PODE PARTICIPAR entre o número de admissões e demissões
Qualquer empresa, de todos os setores realizadas nos últimos doze meses, em
produtivos, que comprovar situação de relação ao total (estoque) de empregados da
dificuldade econômico-financeira por meio empresa verificado no 13º mês anterior ao
desse índice, pode aderir ao PPE. da solicitação de adesão ao PPE. Esses dados
deverão estar devidamente registrados
no Cadastro Geral de Empregados e
COMO ADERIR Desempregados – CAGED.
Além de os trabalhadores fixarem, por
meio de Acordo Coletivo específico, a CÁLCULO DO ILE
decisão de concordar com a adesão ao PPE, Se uma empresa que tem, atualmente, mil
essa empresa deve também comprovar empregados, contratou 120 nos últimos 12
sua situação de dificuldade econômica e meses e desligou 111, ela terá admitido nove
financeira. funcionários a mais do que demitiu no pe-
ríodo. Com isso, seu Indicador Líquido de
O Indicador Líquido de Empregos (ILE) é a Empregos será positivo, com valor de 0,9%.
principal referência para essa comprovação. E, como o valor é inferior a 1%, essa empre-
sa estará habilitada para participar do PPE.

20
Revista

TRABALHO
& EMPREGO

Integridade

Política de oportunidades para imigrantes fundamenta


ações do Conselho Nacional de Imigração
Estrangeiros estão sendo absorvidos no mercado de trabalho nacional sem prejudicar brasileiros

A
relação entre o trabalho dos aspectos mais importantes para a
e migração tem ganho integração dos imigrantes. Por isso, um
relevância na agenda global. dos primeiros documentos recebidos ao
As crises econômicas,
ingressar no país é a Carteira de Trabalho
políticas e sociais em
diversos países forçam um êxodo humano e Previdência Social (CTPS).
contínuo e sem precedentes. Neste
cenário, mesmo com a curva imigratória
Paulo Sérgio relata que, entre 2014 e
em alta desde 2008, o Brasil optou por
manter uma política de oportunidades agosto de 2015, foram emitidas 88 mil
para os estrangeiros. A evolução deste CTPS para estrangeiros. “Os estudos que
fluxo migratório e sua inserção no desenvolvemos comprovam que esses
mercado de trabalho é acompanhada cidadãos estão sendo absorvidos pelo
pelo Conselho Nacional de Imigração
nosso mercado de trabalho sem impactar
(CNIg), órgão colegiado e vinculado ao
Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). a oferta de vagas para os brasileiros.
As informações que temos das centrais
sindicais e de empregadores mostram
De acordo com o presidente do CNIg e
secretário de Inspeção do Trabalho do até mesmo que a inserção dos imigrantes
MTE, Paulo Sérgio de Almeida, as ações viabiliza outras atividades, gerando vagas
do Ministério consideram o trabalho um de interesse para os brasileiros”, informa. Paulo Sérgio de Almeida, presidente do CNIg

22
Revista

TRABALHO
& EMPREGO

Observatório das
Imigrações Internacionais
Imigrantes haitianos junto com o Professor Duval Magalhães

P Recomeçando a
ara acompanhar esse “Meus pais estão felizes porque têm boas
fluxo de trabalhadores notícias a meu respeito, sabem que estou

vida no Brasil
imigrantes no Brasil trabalhando no Ministério e olham para mim,
e a repercussão no mercado, o de lá do Haiti, alcançando meus sonhos aqui
CNIg criou, em parceria com a no Brasil. Comecei minha carreira musical
Universidade de Brasília (UnB), Os estudos do OBMigra apontam ainda que e quero recuperar o que perdi com o
a imigração de jovens é a que mais ocorre no terremoto”, enfatiza Jean, que adotou o nome
o Observatório das Migrações
Brasil, sendo a maioria latino-americanos. Porém, artístico de Free Thony e está finalizando seu
Internacionais (OBMigra).
desde 2010, também vem se destacando africanos, primeiro CD, gravado em quatro idiomas
Segundo o diretor da entidade, asiáticos e, sobretudo, haitianos. (francês, creoulo, inglês e português).
Leonardo Calvalcanti, os
dados do Cadastro Geral de O terremoto, de 2010, forçou a migração de
Empregados e Desempregados 60 mil haitianos para o Brasil. Em torno de
(Caged), no primeiro trimestre 26 mil ingressaram com o visto humanitário,
de 2015, demonstram que a estabelecido pela Resolução Normativa 97, do
movimentação dos trabalhadores Conselho Nacional de Imigração. Outros 34
imigrantes no mercado formal mil, entraram pela fronteira com o Acre. Esses
manteve a tendência observada em imigrantes, segundo o professor Duval Magalhães
2014, com o número de admissões Fernandes (PUC/MG), um dos observadores
superando o de demissões. do CNIg, têm alcançado integração no país.
“Os empresários, inclusive, indicam que esses
trabalhadores têm contribuído de forma
“O mercado laboral se mantem expressiva nas atividades de suas empresas”,
contratando trabalhadores imigrantes. atesta.
Foram 1.762 admissões no primeiro
trimestre, contra 293 desligamentos. Entre eles, está Jean Thony Lucien (29), nascidos
Entre as nacionalidades que mais em Porto Príncipe. O haitiano, que chegou
se destacaram em 2015, nigerianos, ao Brasil há três anos, está empregado, há oito
senegaleses, argentinos e portugueses”, meses, no Ministério do Trabalho e Emprego,
afirma Cavalcanti. em Brasília, por meio de uma empresa
terceirizada. O haitiano Jean Thony trabalha no MTE

23
Brasil é referência no
combate ao trabalho
escravo e infantil
Tema é prioridade para o governo
federal e a sociedade civil

H
á anos o Brasil é apontado por suporte financeiro, por exemplo, do Bolsa só vão embora depois que o empregador
organismos internacionais Família, tende a não colocar o filho para paga as verbas aos trabalhadores, quitando
como referência de ações trabalhar e complementar a renda”. dividas e garantindo o retorno a suas casas.
para erradicar o trabalho
infantil e escravo. Esse Grupo Móvel é destaque no Na sequência, esses cidadões têm direito
reconhecimento se deve principalmente combate ao trabalho escravo ainda a três parcelas do seguro-desemprego.
à atuação conjunta do Governo Federal e Porém, mesmo depois dessas ações, muitos
da sociedade civil, que consideram o tema retornam ao trabalho escravo, mostrando a
A atuação do governo na erradicação do
uma prioridade dentro da busca por gerar existência de um ciclo vicioso da escravidão
trabalho realizado em condição análoga à
integridade a todos os trabalhadores no de escravo tem se dado principalmente nas contemporânea.
País, inclusive aos imigrantes. Boa parte ações fiscais de repressão aos empregadores
desse esforço é realizado pelo Ministério que cometem essa prática ilegal. Em 1995,
do Trabalho e Emprego (MTE) a partir dos foi criado, pelo MTE, o Grupo Especial de
auditores fiscais do Trabalho. Fiscalização Móvel (GEFM) para o combate
ao trabalho escravo contemporâneo. Desde
No combate a toda e qualquer forma então, mais de 49 mil trabalhadores foram
de trabalho infantil, o MTE procurou resgatados dessa condição degradante.
dar maior ênfase a ações de fiscalização,
criando grupos específicos para o tema
As denúncias representam a principal
ainda na década de 90. Desde então, o
forma de orientar as ações de fiscalização.
Brasil conquistou avanços significativos.
O denunciante pode buscar ajuda nas
Dados da UNICEF, mostram que de 1992
Superintendências Regionais do Trabalho
a 2013, o número de crianças entre 5 e 15
e Emprego (SRTE) do MTE, no Ministério
anos trabalhando passou de 5,4 milhões Público do Trabalho, na Pastoral da Terra e
para 1,3 milhão, uma redução de 73,6%. por meio do Disque 100, da Secretaria de
Direitos Humanos.
Só em 2015, o MTE realizou 4.182
fiscalizações, que alcançaram 5.084 crianças Após o recebimento da denúncia, o MTE
e adolescentes em condições insalubres. providência o envio ao GEFM, que analisa
As políticas afirmativas de redução da a situação dos trabalhadores e registra as Por situações assim, em Mato Grosso, foi
desigualdade e de combate à pobreza violações em autos de infração. De acordo implementado o Projeto Ação Integrada.
também determinantes nesse contexto. “À com o que é encontrado, fica caracterizado Iniciado pela Superintendência Regional
Trabalhador resgatado em ação fiscal do
medida em que uma família recebe um ou não o caso de trabalho escravo. Os fiscais

24
Trabalho e Emprego no Mato Grosso (SRTE/
MT), o Ministério Público do Trabalho de
Mato Grosso (MPT) e a Fundação Uniselva da
Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT),
com apoio da OIT. A ação visa a impedir a
reincidência dos trabalhadores resgatados. São
criadas condições efetivas de acolhimento social
e profissional aos trabalhadores resgatados
e vulneráveis ao trabalho escravo, com o
acolhimento psicossocial contínuo, formação
cidadã, qualificação profissional e inserção em
políticas públicas de emprego e renda.

De 2009 a 2015, o projeto realizou 36 cursos


de formação, que resultaram na alfabetização
e qualificação profissional de 643 pessoas. Um
dos beneficiados foi Geraldo José da Silva, um
alagoano de 48 anos, resgatado em uma ação
O que é trabalho infantil e escravo?
fiscal da SRTE/MT, em 2011, numa usina de
cana-de-açúcar. No Brasil, crianças ou adolescentes, pode ser um impeditivo para que esses
com menos de 16 anos, não podem direitos se concretizem. Além disso,
Desde os 9 anos, Geraldo trabalhava com o trabalhar sob qualquer condição, exceto pode causar prejuízos à formação e ao
corte de cana. Durante mais de 14 anos foi como aprendiz, a partir dos 14 anos. desenvolvimento integral de crianças e
explorado nas lavouras, em condições de Também é proibido para menores de 18 adolescentes.
trabalho análogas à escravidão. Participou anos o trabalho noturno, perigoso ou
do projeto, sendo alfabetizado e qualificado insalubre e os da lista das piores formas
profissionalmente. “Éramos 25 resgatados, Já o trabalho análogo à escravo
de trabalho infantil (Lista TIP).
mas nem todos quiseram entrar no projeto, ocorre quando os trabalhadores são
eu participei e mudei de vida”, afirmou. obrigados a realizar trabalhos forçados,
Atualmente, ele é microempresário, tem uma O trabalho infantil é proibido porque com jornada exaustiva, condições
lan house, que sua esposa Lurdes administra, crianças e adolescentes devem ter degradantes, restrição da locomoção
e uma horta em que ele cultiva para vender os garantidos os direitos de acesso à e vigilância ostensiva no local de
produtos. educação, lazer e esporte. O trabalho trabalho.

Geraldo também afirma que as condições


de trabalho nas lavouras de cana-de-açúcar
evoluíram bastante nos últimos anos, graças Mapa do Trabalho
as ações do Ministério. “Trabalhar é muito
Escravo no Brasil em 2015
importante, por isso, é preciso ter condições
boas. Depois que o MTE começou a bater nas
fazendas e usinas as condições melhoraram”,
afirma.

Microempresário, Geraldo também


produz alimentos na sua horta

25
Manoel Dias, Ministro do Trabalho e Emprego
MTE ENTREVISTA
Manoel Dias

Levantando a bandeira da
formalização no Brasil
Desde que assumiu o cargo de ministro do Trabalho e Emprego (MTE), em abril de 2013, o ministro Manoel Dias adotou como uma
das principais bandeiras de sua gestão a criação de condições para que trabalhadores informais, no Brasil, possam fazer uma transição
digna para a formalidade. Nessa entrevista, Dias explica as principais ações da pasta dedicadas ao tema e relata como os esforços
dentro do país tem repercutido positivamente em todo o mundo. Ao final, o ministro resume ainda alguns de seus planos para o futuro

Trabalho & Emprego - A transição da in- Ministro – Nós lançamos este ano um mas, como o combate ao trabalho análogo
formalidade para formalidade tem sido programa cujo objetivo, no decorrer de ao de escravo, infantil e tantos outros que o
uma das principais bandeiras da sua ad- 2015, é formalizar o emprego de cerca de
governo brasileiro empreendeu em seus
ministração. Por quê? 400 mil trabalhadores, o que representará,
primeiramente o ingresso destes trabal- projetos de inclusão social e distribuição
Ministro - Trata­-se de uma meta que repre- hadores no mercado formal, mas também de renda.
senta a melhoria da qualidade do emprego e uma aumento na arrecadação de mais de R$
o atendimento a uma demanda fundamen- 2,3 bilhões.
tal de todos os trabalhadores, que é o pleno Trabalho & Emprego - No atual contexto
acesso aos direitos trabalhistas e previden- Trabalho e Emprego - Recentemente, econômico, como recuperar e manter as
ciários. A formalização acaba ainda com a na 104º Conferência Internacional do vagas de emprego?
concorrência desleal, porque aquele em- Trabalho, da qual o senhor participou, foi
presário que paga suas obrigações tem di- aprovada uma resolução sobre o tema.
ficuldades de concorrer com alguém que O senhor estava presente e participou Ministro – A transição da informalidade
não contrata legalmente, ou seja, que não da votação. Qual a importância dessa para a formalidade, como política pública
formaliza o emprego. resolução? de trabalho é fundamental porque cria con-
Trabalho & Emprego - Desde 2013, o gov- Ministro – A resolução implica em dições de empregabilidade.
erno federal criou mais de 20 milhões estimular os países membros da Organi-
de empregos formais no Brasil. Qual o zação Internacional do Trabalho (OIT) a Trabalho & Emprego - Além da formali-
impacto dessa formalização na economia tratarem com prioridade a formalização,
zação, que outras ações o senhor con-
brasileira e na vida dos trabalhadores? que trata de estabelecer para os cidadãos um
trabalho descente, digno e que tenha justa sidera determinantes para a manutenção
Ministro – A formalização é fundamen- remuneração. O Brasil, que até anos atrás do equilíbrio e do desenvolvimento do
tal porque, na medida em que se criam 23 tinha 60% de trabalhadores informais mercado de trabalho no Brasil?
milhões de novos postos de trabalho, e 40% formais, conseguiu inverter essa
isso representa que a economia tornou-­se equação. Hoje, temos 60% de trabalhadores
dinâmica. Você inclui mais pessoas no formais, e 40% de informais. Nosso Ministro – Estamos lançando a Univer-
mercado e, consequentemente mais pessoas objetivo é avançar e alcançar os 100%, sidade do Trabalhador, objetivando e
consumindo, o que desencadeia um ciclo através de campanhas e fiscalização, afim de
aprimorando a qualificação profissional
de prosperidade na economia. Ainda mais incluir as pessoas no sistema produtivo e
quando esse processo de geração de em- social. dos trabalhadores brasileiros. Com essa
pregos formais é também acompanhando plataforma, vamos também melhorar
da valorização do salário mínimo, cujos Trabalho & Emprego - O senhor citou di- a qualidade dos empregos. Outro foco
aumentos superaram a inflação em cerca versos avanços que foram conquistados
de 76%, nos últimos 12 anos, servindo no Brasil nesses últimos anos. A OIT desse projeto são os programas dedicados
de base e influenciando todos os outros tem reconhecido esses esforços feitos no à juventude, pelos quais queremos criar
aumentos que os trabalhadores brasileiros Brasil ? condições para que o imenso número de
conquistaram.
jovens possa se preparar melhor para in-
Ministro – Há um reconhecimento inter-
Trabalho & Emprego - Quais as iniciati- nacional com relação aos avanços que o gressar no mercado de trabalho.
vas em curso atualmente, no MTE, para Brasil teve nesses últimos 12 anos, não só no
ampliar ainda mais essa formalização campo da geração de emprego e da valori-
do emprego no Brasil? zação do salário, mas em outros progra-

27
Revista

TRABALHO

...
& EMPREGO

... ...
Diálogo

Ministro Manoel Dias visita obras da SRTE/ES.

Unidades de atendimento em todo o Brasil são reformadas


para aprimorar serviços prestados ao trabalhador
Mais de R$ 15,5 milhões foram investidos em uma série de construções novas e reformas

P
intura, substituição das A obra, tem 500 m² de área construída,
fachadas e telhados, adaptação com investimento de cerca de R$ 1,5
de rampas e banheiros às milhão, atenderá mais de 50 municípios e
normas de acessibilidade, troca uma população de 200 mil pessoas.
da infraestrutura elétrica e
hidráulica, implantação de novo
O projeto de modernização da SIRT/
sistema de combate a incêndio, dentre outros
CE impactará diretamente na qualidade
serviços, integram o Projeto Nacional de
e celeridade dos serviços oferecidos pela
Modernização do Ministério do Trabalho e
superintendência.
Emprego (MTE). Já foram descentralizados
mais de R$ 15,5 milhões para uma série
de construções novas e reformas iniciadas
nas instalações físicas das superintendências,
gerências regionais, agências e da pasta em
todo Brasil.

No Ceará, foi recentemente inaugurada


a Gerência Regional de Maracanaú, na Reforma da Superintendência Regional do
região metropolitana de Fortaleza (CE), Trabalho e Emprego do Espirito Santo

28
Revista

TRABALHO
& EMPREGO

Curiosidades para anunciar benefícios para os trabalhadores. A


CLT – Consolidação das Leis do Trabalho (1943) e
o segundo homem mais rico do mundo declarou
a uma revista britânica que desejava que o final de
no mundo a Justiça do Trabalho (1942) tiveram suas criações semana fosse estendido para quatro dias por semana.
do trabalho anunciadas na data. Você sabia que na CLT – Consolidação das
Mesmo sendo um feriado nacional no Brasil, o Leis do Trabalho existe um artigo que proíbe o
O dia 1 de maio é o Dia Internacional do estado da Bahia ficou 55 anos sem comemorar a salário‐cachaça? “Em caso algum será permitido
Trabalho. Oficializado no Brasil em 1925, marca data porque os governantes acreditavam que era o pagamento com bebidas alcoólicas ou drogas
a luta por melhores condições de trabalho. uma contradição não trabalhar no dia do Trabalho. nocivas”. (Redação dada pelo Decreto‐lei no 229, de
O ex‐presidente Getúlio Vargas usava a data O empresário mexicano, Carlos Slim, considerado 28.2.1967).

equipe técnica são fundamentais, pois


garantirão serviços com ainda mais
qualidade e agilidade em todo o país”.
Entre os órgãos federais, o MTE é
uma das instituições mais próximas
dos cidadãos, pois promove a garantia
de direitos essenciais. Na perspectiva de
ampliar o protagonismo do MTE.

Ainda estão previstos projetos de reforma


e construção nas superintendências
regionais de Alagoas, Amapá, Pará,
Rondônia e Rio de Janeiro. Só a regional
do Maranhão recebeu investimentos de
mais de R$ 7 milhões para a construção da
nova sede, na capital.

Alessandra Silva, auxiliar de escritório.


A SIRT do Espírito Santo está passando
por reformas, mas o prédio provisório já
Entre os órgãos
trouxe satisfação aos usuários, como conta federais, o MTE é uma
a moradora do município de Cariacica,
Alessandra Silva, de 37 anos, que procurou
das instituições mais
a unidade para fazer a homologação de próximas dos cidadãos,
um menor aprendiz. “Sou auxiliar de
escritório e sempre procuro o MTE. Esse
pois promove a garantia “
novo local é excelente, possui uma ótima de direitos essenciais.
localização, é confortável, espaçoso e bem Ministro Manoel Dias
iluminado. Sem falar no atendimento que é Dentre as obras concluídas e inauguradas
de boa qualidade”, elogia. neste ano, está a Gerência Regional de
Chapecó, localizada no oeste de Santa
A reforma e ampliação estão sendo custeadas Catarina. A nova sede, construída em
com recursos próprios da unidade. prédio mais amplo e moderno, atende
Serão investidos, aproximadamente, R$ a uma média de 100 pessoas por dia e
3 milhões, com a finalização prevista responde por mais de 90 municípios do
para o início de 2016. “Recentemente, oeste e extremo-­oeste do estado. Além da
foram entregues novas sedes das gerências nova estrutura de atendimento, também
de Cachoeiro de Itapemirim e Colatina e recebeu mobiliários e computadores
das agências de Serra, Vila Velha, Domingo novos.
Martins e Vitória”, informa.

Para o ministro do Trabalho e Emprego,


Ministro Manoel Dias anuncia nova
Manoel Dias, os recursos do MTE para sede da Superintendência Regional
infraestrutura e desenvolvimento da do Trabalho no MA

29
Modernizar
para avançar
na cidadania
Para melhorar a relação dos
trabalhadores com o MTE,
diversas iniciativas que buscam
reduzir custos, melhorar a
eficiência dos serviços e dar
mais agilidade e qualidade
ao atendimento estão sendo
implantadas
Ministro conferindo o sistema de emissão de CTPS digital em operação

N
esse momento importante descentralizam diversas atividades e do Cadastro Geral de Empregados e
da história recente do beneficiam trabalhadores que não residem Desempregados (CAGED) ao governo.
país o MTE recuperando nos grandes centros urbanos.
seu protagonismo A criação da Carteira de Trabalho Digital
desenvolvendo “Entre os órgãos federais, o Ministério é é outra novidade, que permiti a reunião
programas, projetos e a instituição que mais se envolve com os de todos os dados profissionais em um
ações de políticas públicas do mundo do trabalhadores, pois promove e garante documento eletrônico, além de reduzir o
trabalho na melhoria da qualidade dos direitos essenciais. O nosso principal tempo necessário para o acesso aos direitos
serviços de atendimento e da garantia objetivo é assegurar o protagonismo da e diminuir os gastos e o tempo para obter os
dos direitos sociais e trabalhistas. A instituição, uma ferramenta fundamental documentos.
modernização do MTE implica ações na para o país”, explica o ministro Manoel Dias.
área técnica especialmente de fiscalização
online, emissão da carteira de trabalho
digital, desburocratização dos serviços,
Metas do MTE tem foco no traba-
diminuição das filas do seguro desemprego,
lhador e também no empregador
criação do Portal Mais Emprego - através
do qual o trabalhador busca seu emprego,
identificando biométrica, Certidão As metas atuais do MTE envolvem acabar
Eletrônica de Débitos, descentralização com a fila no Seguro-Desemprego e
de ações, reforma e ampliação das SDT’s - na Carteira de Trabalho, por meio do
Superintendências Regionais de Trabalho, agendamento eletrônico. Para ampliar
dentre outras. a transparência e facilitar o acesso,
oferece ao trabalhador e ao empregador a
O objetivo é modernizar a relação do MTE oportunidade de receber e transmitir dados
com os trabalhadores e transformar diversos por meio do Portal Mais Emprego, ­ uma
serviços presenciais em ações que possam plataforma de comunicação direta, onde é
ser realizadas à distância. Além de reduzir possível ao profissional encontrar postos de
os custos e melhorar a eficiência, as trabalho disponíveis em todo o país e que
iniciativas aumentam o acesso aos serviços, permite ao empresário enviar informações

30
Auditores fiscais deverão
superar, em 2015, recorde
de empresas autuadas

A mobilização dos auditores fiscais do


Trabalho – que recentemente passaram a
verificar as informações das empresas
também por meio eletrônico –
possibilitará que o MTE supere a marca
de empresas autuadas em 2014, quando
32 mil foram notificadas e multadas por
deixarem de pagar o Fundo de Garantia
do Tempo de Serviço (FGTS). O governo S istema de Ate n dime n to Age n dado
prevê que, só em 2015, a arrecadação
proveniente das medidas de combate à
O agendamento eletrônico surgiu na seguro-desemprego, homologação de rescisão
sonegação alcance R$ 2,6 bilhões, além
Superintendência Regional do Trabalho e de contrato de trabalho, solicitação de registro
de formalizar 400 mil empregados.
Emprego na Paraíba. Observando o sucesso profissional, Empregador Web, orientação
do sistema, o Ministério do Trabalho e trabalhista, dentre outros.
Outra ação que merece ser destacada é Emprego ­ (MTE) decidiu desenvolver um
o Sistema de Escrituração Digital das novo sistema, a partir de uma plataforma web,
Em agosto deste ano, foi instalada a “Sala de
Obrigações Fiscais, Previdenciárias e com o objetivo de evitar as filas, dando mais
Monitoramento”, que acompanha em tempo
Trabalhistas (eSocial). A ferramenta fará conforto ao cidadão para ser atendido com
real o serviço de atendimento realizado
a integração dos dados para ampliar as hora marcada. O Sistema de Atendimento
através do SAA em todo o país. A Central vai
relações entre empregadores, empregados Agendado (SAA) foi instituído por meio da
monitorar o tempo de espera, o atendimento,
e Estado, além de permitir, de forma Portaria nº 790, de 2 de junho de 2014,
os serviços prestados e a produtividade
padronizada, a transmissão, validação, e atualmente está implementando em 140
dos atendentes. O cidadão pode agendar o
distribuição e o armazenamento de unidades, entre Superintendências, Gerências,
serviço desejado no SAA, disponível no portal
informações pelas empresas. Agências e postos conveniados localizados em
do MTE (saa.mte.gov.br), ou discando 158 no
todos os estados brasileiros.
telefone.
“Todas essas iniciativas que o MTE e o
governo realizam pretendem preservar O MTE disponibiliza, por meio do SAA, os
e ampliar as garantias trabalhistas, a serviços de emissão de Carteira de Trabalho,
manutenção de uma situação de pleno inclusive para estrangeiro, entrada no
emprego e o aumento consistente
dos rendimentos, conquistas que são
resultado de ações desenvolvidas desde
2003”, destacou o ministro Manoel Dias. Outras novidades no mte
Alô Trabalho: Pelo telefone 158 são autorizar o trabalho de estrangeiros no
prestadas informações sobre serviços e Brasil. O sistema já alcançou 100% dos
programas do MTE, como legislação atendimentos.
trabalhista, CAGED, RAIS, seguro-
desemprego, Abono Salarial, Carteira
Identificação biométrica dos beneficiários
de Trabalho, entre outros. De maio
do seguro­ -desemprego: Em fase de
a julho de 2015, foram 316 mil ligações.
testes, vai reduzir as fraudes. com a
O atendimento está disponível todos os
identificação digital do trabalhador, que
dias, durante as 24 horas.
terá de fazer a identificação biométrica
nas unidades da CAIXA. O novo processo
Empregador Web: Ferramenta que já será instalado em 2016.
alcança 91% dos empregadores. O
sistema eliminou o formulário de rescisão
Certidão Eletrônica de Débitos: Torna
de contrato do trabalhador. Agora, a
imediata a consulta às informações
comunicação de dispensa do trabalhador
processuais de autos de infração e a
e o preenchimento do Requerimento de
emissão da Certidão de Débitos. O
seguro­-desemprego – antes obtidos em
sistema cruza informações sobre o
papelarias – é feito pela internet.
empregador pesquisado e confirma a
autenticidade dos documentos. A emissão
Migrante Web: A ferramenta possibilita é imediata.
que os empregadores façam pedidos e
Auditora fiscal em ação enviem documentos pela internet para Acesse: www.mte.gov.br

31
85 ANOS DE
CONQUISTAS PARA
O TRABALHADOR
Desde sua criação o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) tem
se firmado como importante ponto de apoio para trabalhadores e
empregadores. Esta vocação se apresentou logo no início da história
do órgão, com a edição das primeiras leis que traçaram as bases da
atual legislação do trabalho.

PRINC I PA I S C ONQU I STAS

1930 a 1959 Em setembro de 1966, nasce o Fundo de Garantia do


As duas primeiras leis assinadas pelo primeiro Tempo de Serviço (FGTS) e, em novembro do mesmo
ministro do Trabalho, o gaúcho Lindolfo Collor, ano, o Instituto Nacional de Previdência Social (INPS),
foram as chamadas “Lei dos sindicatos”, que unificando os institutos de aposentadorias e pensões.
estabeleceu a unidade sindical e a “Lei dos Dois
Terços”, que reservou 2/3 das vagas de empregos para 1974 a 1999
brasileiros em reação ao avanço dos estrangeiros no Em março de 1976, é criado o Sistema Nacional
mercado de trabalho daquela época. de Emprego (Sine) com a função de reinserir o
trabalhador no mercado de trabalho. Em abril
Também foram importantes normas editadas do mesmo ano, foi instituído o Programa de
no alvorecer do MTE: a Carteira Profissional Alimentação do Trabalhador.
(antecedente da atual Carteira de Trabalho e
Previdência Social), a instituição das Comissões Por meio da Medida Provisória 1.799/99, o MTE
Mistas de Arbitragem e Conciliação, as leis que ganha a atual denominação: Ministério do Trabalho
regularam o trabalho da mulher e do menor, e Emprego.
bem como a que criou as Juntas de Conciliação e
Julgamento nos dissídios individuais, ­embriões da
atual Justiça do Trabalho. Depois de 2000
Em outubro de 2004, a Portaria 540 do MTE cria o
Cadastro de Empregadores flagrados explorando
Em 1938, o Decreto­Lei 399 criou o Salário Mínimo trabalho análogo ao de escravo, a chamada “Lista Suja”.
Regional. Depois, a Consolidação do Trabalho
(CLT), promulgada pelo Decreto­Lei 5.542/43,
reuniu e firmou definitivamente as leis trabalhistas Em maio de 2006, o então presidente da República,
existentes até então. Luiz Inácio Lula da Silva, sanciona a Medida Provisória
293, reconhecendo as Centrais Sindicais e criando o
Conselho Nacional de Relações do Trabalho.
1960 a 1973
Em março de 1963, é promulgado o Estatuto do
Trabalhador Rural, estendendo aos trabalhadores Em primeiro de junho de 2015, a presidenta Dilma
do campo conquistas adquiridas pelo trabalhador Rousseff sancionou a Lei Complementar 150/2015, a
urbano. Lei dos Domésticos.

32
Mesa utilizada pelo ministro Lindolfo Boeckel
Histórias de
uma sonhadora
Leila passou por vários setores
da SRTE/SP, sendo um dos
primeiros o de Mesa Redonda,
no qual agendava reuniões de
mediação trabalhista Leila Nahas, em sua mesa de trabalho na SRTE/SP

E
m abril de 1968, ingressava bairro do Ipiranga. ioga e é terapeuta holística. “Não tenho casa
no quadro de servidores própria e nem carro, contudo sou feliz a
do Ministério do Trabalho e Hoje, Leila chefia o Setor de Seguro- meu modo”, afirma, com simpatia, Leila.
Emprego (MTE) uma jovem Desemprego e Abono Salarial, com
sonhadora. Com apenas saudade dos velhos tempos, mas ainda com
18 anos, Leila Nahas estava disposição.
apenas iniciando sua carreira como
servidora pública, depois de ser aprovada Durante esses 47 anos entrando e saindo
no concurso do Tribunal Regional do mesmo prédio, Leila acumulou
do Trabalho de São Paulo. Ela teve a histórias que, segundo seus colegas, dariam
oportunidade de escolher trabalhar nesse um livro. Até fantasmas no prédio ela já
órgão ou na Diretoria Regional do Trabalho viu. “Sabe que aqui tinha fantasmas? É
do Estado, ­ hoje Superintendência Regional verdade, no nono andar antigamente era a
do Trabalho. Escolheu a segunda opção, Divisão de Higiene e Segurança do Trabalho.
onde enfrentou diversas batalhas, conheceu Os servidores ficavam apavorados, pois viam
muita gente e acompanhou inúmeras ao lado de suas mesas uma pessoa de branco.
mudanças, mas sempre permanecendo firme Dizem que aqui foi um hospital. Eu também
e forte. já vi muitas almas penadas”, conta a bem
humorada servidora.
Leila passou por vários setores da SRTE/
SP, sendo um dos primeiros o de Mesa Exemplo de mulher e profissional
Redonda, no qual agendava reuniões de batalhadora, essa jovem senhora de 67 anos
mediação trabalhista. Ela lembra inclusive permanece na ativa não só no trabalho.
da participação do ex­-presidente Lula, Acorda diariamente às 5h, enfrenta ônibus
em seus tempos de sindicalista. Chefiou rumo ao trabalho, onde chega às 7h e fica até
também a Agência Regional do Trabalho no as 17h. Mas o pique não acaba aí: faz ainda Servidora Leila Nahas

34
Coloque na

agenda
Data: 28 de setembro a 16 de outubro Local: Auditório do Serviço Social do Comercial. Rua
Evento: CGRT/SRT | Curso de Negociação Coletiva Tupinambás, 956 ­16o andar. Belo Horizonte/ MG.
Informações marcileia.teixeira@mte.gov.br
Público: Sindicatos laborais
Local: Teresina/PI. Informações: (86)3222­6415
Data: 30 de outubro
Evento: SRTE/CE | Dia do Servidor Público
Data: Primeira quinzena de outubro
Público: Servidor público
Evento: SRTE/MG | Mobilização virtual em defesa dos
direitos da criança e adolescente com ênfase no Artigo 227 Local: Sede da SRTE/CE
da Constituição Federal.
Público: Adolescentes Data: Primeira quinzena de novembro
Local: Site e redes sociais. Informações: fectipamg@gmail. Evento: SENAES | Seminário Nacional do Projeto Cataforte
com – Negócios Sustentáveis em Redes Solidárias de Catadores e
Catadoras de Materiais
Data: 19 de outubro a 13 de novembro Público: Representantes de 33 Redes de Cooperação de
Catadores e Catadoras de Materiais
Evento: CGRT/SRT | Curso de Negociação Coletiva
Local: São Paulo/SP
Público: Sindicatos laborais
Local: Cuiabá/MT. Informações: (65)3616­.4838 / 6415 Informações: (61) 2031.6924

Data: 02 a 04 de dezembro de 2015


Data: 21 a 23 de outubro
Evento: FUNDACENTRO | Exposição Ocupacional às
Evento: SRTE/CE | Feira de Emprego e Estágio e Radiações Não-Ionizantes
Desenvolvimento Profissional
Público: Engenheiros, técnicos, médicos e auditores fiscais
Público: Diverso
Local: São Paulo/SP
Local: Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza
Informações: (11) 3066.6055

Data: 28 e 29 de outubro
Data: 03 de dezembro de 2015
Evento: SENAES | II Encontro dos Projetos de Economia
Evento: SRTE/MG | Primeira Feira Mineira de
Solidária com População em Situação de Rua
Aprendizagem
Público: Coordenadores dos projetos apoiados pela
Público: Empresários e entidades de formação profissional
SENAES/MTE e Comitê Interministerial de População em
Situação de Rua Local: Ainda a definir. Informações fectipamg@gmail.com

Local: Brasília / DF Informações: (31) 3270.6100

Informações: (31) 2031.6924


Data: 18 e 19 de dezembro de 2015

Data: 29 de outubro de 2015 Eevento: SRTE/PI | Feira Territorial da Agricultura Familiar


e Economia Solidária
Evento: SRTE/MG | Palestra sobre RAIS (Relação Anual
de Informações Sociais), CAGED (Cadastro Geral de Público: Diverso
Empregados e Desempregados), Abono Salarial e o Local: Curralinhos/PI
Programa de Proteção ao Emprego. Informações: (86) 3226.1715
Público: Contadores e profissionais de Recursos Humanos

35
Gestão
ARTIGO

administrativa
voltada para
resultados
Francisco Ibiapina

O
Secretário­-executivo do MTE

Ministério do Trabalho e Emprego (MTE),


ao longo dos últimos anos, vem adotando
práticas gerenciais e medidas administrativas
que repercutem positivamente tanto no
âmbito interno da instituição, quanto no
plano externo, com evidente melhoria na
forma em que os serviços de atendimento
a população são prestados.

Tendo por base um Planejamento Estratégico construído políticas e entregar serviços públicos na área de trabalho, emprego
de forma coletiva, e respeitando o conjunto de princípios e renda com maior efetividade, pautada no comprometimento dos
culturais, ideológicos, morais e éticos que devem caracterizar nossos servidores.
a instituição e pautar a conduta de seus integrantes, o MTE
estabelece seus objetivos de maneira a atender sua finalidade.
Essa efetividade pretendida se materializa, também, com
a informatização dos meios de atendimento à população. O
Assim, por exemplo, desde 2014, existe o Plano de Gestão Ministério conta com uma rede de grande capilaridade à disposição
em Logística Sustentável para difundir e promover a prática aos cidadões englobando unidades próprias e conveniadas e ainda
de sustentabilidade no âmbito do MTE, racionalizando investe em unidades móveis de atendimento para levar àquelas
os custos de consumo de energia, água e esgoto, telefonia, localidades mais distantes, (seja no meio urbano ou rural), serviços
materiais de expediente, incluindo papel, copos descartáveis e diversos, a exemplo da emissão de CTPS e do atendimento de seguro-­
o deslocamento de pessoal. Outros objetivos são: estabelecer desemprego.
parcerias visando à reciclagem de resíduos e a destinação
ambientalmente adequada; revisar e realizar compras e
Além disso, o acesso qualificado aos serviços e informações do
contratações sustentáveis e promover a qualidade de vida no
MTE está sendo ampliado com a entrada em produção de sistemas
ambiente de trabalho.
informatizados como o Atendimento Agendado, a CTPSweb, o
Portal Mais Emprego, com auto­intermediação de mão­de ­obra, a
Além dessa iniciativa, compreendemos que a promoção da Rais, o Caged, o Cadastro Nacional de Entidades Sindicas, o
qualidade de vida no ambiente de trabalho se concretiza, sistema Mediador, o Empregador Web, o Homolognet, a Certidão
principalmente, pela Política de Gestão de Pessoas Eletrônica de Débitos e as consultas a processos via CPMR e Alô
atualmente implantada, melhorando o desempenho dos Trabalho.
que ocupam posição de liderança, democratizando as
relações de trabalho e ampliando o reconhecimento do
Portanto, a implantação e o permanente desenvolvimento de
valor do nosso capital humano, pautado no respeito e na
iniciativas de gestão administrativa interna e de melhoria das
ética profissional. Parte deste trabalho de apropriação e
ferramentas na prestação de serviços e informações à sociedade
sensibilização dos princípios e diretrizes, tem sido executada
são essenciais para que o Ministério possa continuar a exercer
por meio da realização de palestras com todas as chefias das
sua atuação preponderante em ações de grande relevância para o
Superintendências Regionais, durante o ano de 2015.
governo federal, a exemplo dos recentemente lançados Programa
de Preservação do Emprego e Fórum de Debates sobre Políticas
Ao fortalecer essa dimensão da valorização do processo de Emprego, Trabalho e Renda e de Previdência Social.
de gestão de pessoas no MTE, com a crescente oferta de
ações de capacitação e desenvolvimento, espera­-se conceber

36
Dr. Trabalho
FIQUE DE OLHO

explica
JADE – Jovem Aprendiz do Desporto

U
m dos compromissos do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) é a inserção
de profissionais qualificados no mercado de trabalho. Com esse pensamento
e priorizando a juventude brasileira, foi criado o JADE – Jovem Aprendiz do
Desporto. Saiba mais sobre esse programa, lançado no ano passado, e que necessita do
apoio dos empregadores para prosperar.

1­ - O que é o JADE?
É um programa de aprendizagem profissional voltado para a formação de jovens que deverão
atuar em clubes, academias e outros espaços onde se praticam atividades esportivas. A
metodologia é chamada Arco Ocupacional porque reúne, num mesmo programa, ocupações
cuja base técnica é a mesma.
Esse arco é composto pelas seguintes ocupações: auxiliar da prática esportiva; auxiliar da
administração esportiva, e auxiliar da organização de eventos esportivos.

2 – Como funciona?
Nos mesmos moldes do programa de Aprendizagem Profissional, voltado para empresas privadas
e públicas. A formação técnico-­profissional é baseada em material especifico desenvolvido pela
Coordenação de Programas de Pós-­graduação em Engenharia – COPPE, da Universidade
Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, já utilizado pelas entidades formadoras credenciadas.
A prática será desenvolvida nas empresas do setor desportivo, que disponibilizarão as vagas para
os aprendizes. O programa terá a duração máxima de dois anos.

3 – Qual o público alvo?


Empregador: clubes sociais e recreativos que ofereçam a prática de esportes diversos; pequenos
e grandes clubes de futebol e de outros esportes; Vilas Olímpicas; escolinhas de práticas esportivas e academias de ginástica.
Aprendiz: jovens com idade entre 14 e 24 anos devidamente matriculados no ensino fundamental ou médio e que apresentem bom desempenho
escolar. Terão preferência os jovens em vulnerabilidade social e não há limite de idade em caso de pessoas com deficiência.

4 – Quais os direitos do jovem aprendiz do desporto?


Contrato de trabalho de até dois anos, com carteira de trabalho assinada; direitos trabalhistas e previdenciários garantidos, FGTS, férias e descanso
semanal remunerados; vale­transporte; jornada de trabalho não excedente a seis horas diárias e salário­mínimo.

5 – Quais as vantagens para o empregador?


Contribuição para qualificação profissional, que poderá ter relevância para a futura efetivação do jovem na empresa ou em outras empresas do
setor desportivo, além da alíquota do FGTS de 2%.

6 – Onde está funcionando?


Atualmente, existem seis entidades qualificadoras credenciadas para executar o programa nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Santa
Catarina. No Distrito Federal, o Serviço Nacional de Aprendizagem no Comércio – SENAC/DF abrirá uma turma na primeira quinzena de
setembro deste ano.
Para acessar o Cadastro Nacional de Aprendizagem Profissional – CNAP e consultar quais entidades qualificadoras estão credenciadas pelo MTE,
acesse www.juventudeweb.mte.gov.br/indexPesquisaAprendizagemInternet.asp, escolha a opção Arco Ocupacional – Desporto e clique sobre o
nome do curso.

37