Você está na página 1de 4

1

UNIVERSIDADE POSITIVO

JULIANE RIBEIRO CARNIEL

PROGRAMA 5S

CURITIBA
2015
2

JULIANE RIBEIRO CARNIEL

PROGRAMA 5S

Resenha apresentada à disciplina de


Fundamentos da Engenharia de Produção do
Curso de Engenharia de Produção da
Universidade Positivo.

Prof.º: Francisco Antônio Ollé Da Luz

CURITIBA
2015
3

1. INTRODUÇÃO

O programa 5S foi criado no Japão, e leva este nome devido às cinco


palavras do japonês que representam o programa como um todo, são elas: seiri,
seiton, seiou, seiketsu e shitsuke.

2. O PROGRAMA 5S

No português usualmente os termos que representam o programa são


tratados com “senso”, sendo eles: utilização, ordenação, limpeza, saúde e
autodisciplina.

2.1 SENSO DE UTILIZAÇÃO

Refere-se a melhor utilização dos recursos da organização, evitando


excessos e desperdícios. Na pratica resume-se ao descarte de tudo o que é
desnecessário, ou não atende a finalidade especifica a que se destina. Ou seja,
busca otimizar atividades e espaço, eliminando ações puramente burocráticas,
determinando o melhor uso de materiais, equipamentos, métodos e processos.

2.2 SENSO DE ORDENAÇÃO

Baseia-se na organização física da empresa, com definição de arranjo físico


de maquinário e equipamentos, como também de informação e outros recursos.
Envolve itens como transporte interno, disposição de equipamentos, melhoria do
fluxo de pessoas, equipamentos e dados. Com este senso alcança-se economia de
tempo e agilidade em processos.

2.3 SENSO DE LIMPEZA

É a fase de conservação do ambiente de trabalho, no qual deve-se atentar


para a conscientização de mantem o local limpo e organizado. Deve-se trabalhar
tanto na limpeza do ambiente físico de trabalho como na manutenção e conservação
dos equipamentos, focando na eliminação de fontes poluição, seja ambiental, sonora
e até mesmo visual.
4

2.4 SENSO DE SAÚDE

Envolve a melhoria constante das condições de trabalho. Este senso busca


por boas condições físicas, mentais e emocionais de todos os colaboradores da
empresa, zelando por sua integridade.

2.5 SENSO DE AUTODISCIPLINA

Este é o ponto no qual busca a ausência de controle e fiscalização do


seguimento do programa, já que a ideia é transferir todos os sensos para a rotina
dos colaboradores. Por extensão o autodesenvolvimento continuo das pessoas
deve-se tornar uma disciplina global na empresa.

3. CONCLUÇÃO

O programa 5S baseia-se na mudança de hábitos e pensamentos. A ideia


chave do programa é fazer com que todos os envolvidos na mudança sintam a real
necessidade e importância de mudar as atitudes e concepções, para assim alcançar
a melhoria continua do programa.

4. REFERENCIA

PALADINI, E. Pacheco. Gestão da Qualidade: Teoria e Pratica. 3ª Edição. São


Paulo: Atlas, 2012.