Você está na página 1de 38

GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO


SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

PLANO EDUCACIONAL INDIVIDUALIZADO


(PEI)

Estudante:
Pedro Vinícius Lemos Thomé

Ano: 2018

Professor de Apoio Educacional Especializado:


Mírian Angelica de Oliveira da Silva

Organização:
Ângela Maria Dias da Silva
Janaina de Jesus Fernandes Belato

Referências:
Adriana Aparecida Burato Marques Buytendorp
Márcia Denise Pletsch
Rosana Glat

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

NÍVEIS DE PLANEJAMENTO DO PLANO EDUCACIONAL INDIVIDUALIZADO (PEI)

Níveis Descrição
Nível I Identificação das necessidades educativas dos estudantes.
Nível II Avaliação das áreas “fortes” e “fracas” do estudante. Nesse
nível, ocorre a elaboração do roteiro de trabalho entrelaçado
com as adequações curriculares e ambientais (manejo de sala
de aula) necessárias para atender o estudante.
Nível III Neste nível ocorrem a intervenção a partir dos objetivos
propostos no roteiro de trabalho e a reavaliação do
desempenho do estudante e da proposta metodológica.

A partir dessas premissas, a elaboração do PEI deve conter os seguintes componentes:


a) Uma descrição do desenvolvimento atual e desempenho escolar do estudante
(usar o roteiro de identificação das necessidades educativas do estudante, bem
como avaliação das competências e habilidades para elaborar um relatório
inicial);
b) A especificação dos serviços especializados os quais o estudante participa (usar
o roteiro de identificação das necessidades educativas do estudante).
c) Elaboração do roteiro de trabalho (especificando quais conteúdos e conceitos
serão trabalhados; quais objetivos pretende-se alcançar baseados nas
potencialidades e dificuldades dos estudantes; quais estratégias pedagógicas
serão elencadas na sequência didática; quais recursos serão utilizados; com
qual periodicidade as estratégias serão retomadas e/ou reavaliadas).
d) Definição do cronograma de estudos;
e) Definição dos instrumentos de registro da prática pedagógica
(preferencialmente diário debordo com o conteúdo oferecido para a turma e a
adequação da proposta para melhor compreensão e execução do estudante,
acompanha legenda).
f) Definição dos instrumentos de registro do desempenho pedagógico e
desenvolvimento das habilidades sociais do estudante (preferencialmente
portfólio atualizado com relatório inicial das habilidades do estudante,
registros de diagnósticas pedagógicas e comportamentais do mesmo no início
do bimestre e reavaliação ao final de 08 semanas, traçando um paralelo entre
os objetivos, atividades propostas e resultado alcançado).
g) Definição das formas de mensuração do progresso do estudante.

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

NÍVEL I

Identificação das Necessidades Educativas dos Estudantes

Nome: Pedro Vinícius Lemos Thomé


Idade: 16 Data de Nascimento: 09/08/2001 Gênero: masculino
Escola: Estadual Lino Villachá
Ano: 7º Turma: B Turno: Vespertino
Diagnóstico Médico: Deficiências Múltiplas CID-10 F72+G40+G80 E
SINDROME DE ANGELMAN

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Indicar o uso da linguagem e da comunicação:

O Aluno não faz uso da linguagem verbal, Demonstra suas emoções através de
risos e agora com menos gritos. O mesmo, já entender alguns comandos quando
solicitado como: olha quando é chamado o seu nome e quando pede o copo após
beber água. O aluno faz uso da Comunicação Alternativa Ampliada (CAA):
Chaveiro de comunicação, exemplos: beber água, ir ao banheiro, lavar as mãos,
sala de aula, lanche e etc.

Indicar o uso da interação social recíproca:


O aluno está bem adaptado na sala de aula, com os colegas e professores
regentes, não tem noção de colaboração, tem permanecido em um período
maior em sala de aula, mesmo com barulho excessivo. O local onde o aluno
senta, na primeira fileira, na terceira carteira, com a professora de apoio de
frente para o mesmo. O educando tem a visão de toda a sala.

Indicar comportamentos específicos:

O estudante resiste à execução de algumas tarefas. Apesar de suas


limitações, a professora de apoio auxiliá-lo nas atividades pedagógicas
adaptadas que geralmente são de pinturas. Sua rotina está iniciando uma
Sequência, pois o educando, está mais freqüente, mesmo fazendo
atendimento clínico dois dias na semana.
o estudante ainda , enrijece todo o seu corpo esticando-se na cadeira
quando aborrecido. Essas atividades são desenvolvidas quando o aluno
aceita que pegue em sua mão, pois o mesmo, ainda não possui essa
autonomia. O estudante ainda tem apego exagerado por objetos, levando-
os a boca quando manipulados.

Indicar o foco de interesse na escola:

O aluno se interessa pelas as atividades nas aulas de Educação Física,


necessita do auxílio da professora de apoio, para realizar as atividades
pedagógicas adaptadas, pois sua coordenação motora fina e grossa é
comprometida e para se locomover dentro do ambiente escolar necessita do
auxílio da professora para ir e vir.
O estudante não tem compreensão das atividades para executá-las com
autonomia. A professora de apoio, a todo o momento, faz a mediação das
atividades, o educando ainda não consegue manter a atenção nas
atividades pedagógicas. O mesmo não freqüenta a Sala de Recursos
Multifuncional

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Indicar o uso da Língua Portuguesa:


O estudante não faz uso da comunicação oral e também não escreve. O
educando, devida sua limitação motora fina e grossa, não consegue
transcrever as atividades pedagógicas. A professora de apoio desenvolve o
seu trabalho utilizando material pedagógico, como alfabeto móvel, com a
apresentação das vogais ao aluno. Está sendo realizado um trabalho de
Comunicação Alternativa e Ampliada (CAA): Chaveiro de comunicação,
voltado para uma rotina básica para sua localização, possibilitando uma
interação com os professores, alunos e funcionários, com imagens e dizeres
como: Eu quero ir ao banheiro, lanche, lavar as mãos, sala de aula e etc. O
aluno ainda está em adaptação com este material. O mesmo ainda não tem
discernimento para reconhecer, símbolos, ícones, gravuras e fotos nas suas
mais variadas representações.

Indicar o uso da Matemática:

O aluno não oraliza, devido sua limitação cognitiva que não é preservada,
portanto suas atividades pedagógicas são adaptadas para trabalhar
visualmente e oralmente através da professora de apoio( Sequência
numérica, quantidade, formas geométricas e imagens).
A mediação com o educando é realizada com material pedagógico concreto
confeccionado, números e formas geométricas móveis.
O estudante, não apresenta noção temporal e de lateralidade, devido ao
seu processo intelectual.

Conhecendo o Estudante
♦ Possui atendimento clínico/terapêutico/Especifique:

Sim, faz fisioterapia e Equoterapia

♦Possui acompanhamento médico/ Faz uso de medicamento / Especifique:

O educando faz acompanhamento médico com Neurologista Infantil Dra


Maria Eulina Quilhão e uso dos seguintes medicamentos:
Levomepromazina 25mg;
AC Valproico 5ml – 250mg;
Imipramina 25mg.

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Identificação dos Professores


Regentes
Nome: Letícia Gomes Oliveira Seiboth (Língua Portuguesa)
O professor possui cursos na área de Educação Especial /TEA: Não
O professor possui cursos na área de Tecnologia Assistiva /CAA: Não

Nome: Maria Lemos (Matemática)


O professor possui cursos na área de Educação Especial /TEA: Não
O professor possui cursos na área de Tecnologia Assistiva /CAA: Não

Nome: Carlos Henrique dos Reis Silva (Geografia)

O professor possui cursos na área de Educação Especial /TEA: Não


O professor possui cursos na área de Tecnologia Assistiva /CAA: Não

Nome: Claudeir da Silva (Língua Inglesa)


O professor possui cursos na área de Educação Especial /TEA: Não
O professor possui cursos na área de Tecnologia Assistiva /CAA: Não

Nome: Cleuzimar de Medeiros (Arte)

O professor possui cursos na área de Educação Especial /TEA: Sim


O professor possui cursos na área de Tecnologia Assistiva /CAA: Não
Nome: Fernanda da Costa Pellini (Educação Física)
O professor possui cursos na área de Educação Especial /TEA: Não
O professor possui cursos na área de Tecnologia Assistiva /CAA: Não
Nome: Luzia Labanhares (Ciências)
O professor possui cursos na área de Educação Especial /TEA: Não
O professor possui cursos na área de Tecnologia Assistiva /CAA: Não
Nome: Camila Dias Maia (História)
O professor possui cursos na área de Educação Especial /TEA: Não
O professor possui cursos na área de Tecnologia Assistiva /CAA: Não

Professor de Apoio
Nome: Mírian Angélica de Oliveira da Silva

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Marque com um (X) as práticas pedagógicas utilizadas em suas aulas:


( X) Confecção de rotinas.
( X ) Contextualização de situações vividas.
( ) Discussão oral sobre os temas.
( X ) Aulas práticas com a confecção de maquetes e outras representações.
( )Uso funcional e/ou de exercícios que demonstre a aplicação dos conteúdos
trabalhados.
( X) Sessão de filmes e/ou documentários.
( ) Notícias de jornais e televisivas.
(X ) Dramatização e/ou expressão corporal, brincadeiras e jogos.
( X ) Pesquisa de imagens e de informações em repositórios da internet.
( ) Material de consulta expostos em cartazes no mural e/ou fichas de consulta.
(X ) Cadernos Pedagógicos e/ou livros.

Outras especifiquem:

A professora de apoio faz uso cada câmera do celular, pra registrar através de
vídeos e fotos as atividades mediadas.

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Avaliação das áreas “fortes” e “fracas” do estudante.

Identificação do Estudante
Nome: Pedro Vinícius Lemos Thomé
Idade:16 Data de Nascimento:09/08/2001 Gênero:MASCULINO
Nome completo da Escola: ESTADUAL LINO VILLACHÁ
Ano:7º Turma: B Turno: VESPERTINO

HABILIDADES E COMPETÊNCIAS
Função Cognitiva
PERCEPÇÃO
O aluno tem uma boa percepção auditiva, visual e tátil. O mesmo atende
pelo seu nome e procura quem o chama, porém não tem noção espacial e
nem temporal.

ATENÇÃO

O aluno ainda não adquiriu conhecimento para a compreensão de ordem,


manutenção e foco para identificar personagens em outras atividades
pedagógicas.
O Educando ainda só se interessa por uma imagem que está inserido no
chaveiro de comunicação, a sala de aula. Entende-se que o estudante está
começando a fazer relação, pois, quase sempre atende o comando da
professora de apoio de voltar a sala de aula.

MEMÓRIA

O aluno tem uma boa audição e visão, porém não se comunica e ainda não
adquiriu conhecimento numérico.
A professora de apoio está trabalhando o sistema numeral
através atividades pedagógicas em folhas A4 impressas, números móveis
confeccionados com papelão, EVA , ou seja de matérias concretos, para
construção deste conhecimento através do visual.

LINGUAGEM

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

O aluno não oraliza e não faz uso da escrita. O mesmo não tem
conhecimento sobre a Língua Brasileira de Sinais. A professora de apoio
confeccionou
RACIOCÍNIO e inseriu uso de outros recursos de comunicação alternativa, o
LÓGICO:
chaveiro e quadro adaptado com velcro.

O aluno está em fase de construção, pois ainda não adquiriu esta


percepção de raciocínio, pois o mesmo se comunica com algumas
expressões corporal e facial.

Função Motora
DESENVOLVIMENTO E CAPACIDADE MOTORA :
O aluno no processo de desenvolvimento da sua coordenação motora
grossa e fina tem avançado na ação de comer com a colher adaptada,
agora, o estudante segura a colher, fazendo o movimento de levá-la a boca.
O mesmo já tem a autonomia da beber água. Durante a aula de Educação
Física, o aluno tem respondido os estímulos de a chutar a bola, mesmo
sentando, bate palmas quando ver outros batendo, gerando interação como
grupo, mas ainda necessita de auxílio para sua locomoção devido ao seu
desequilíbrio.

Função Social / Pessoal


ÁREA EMOCIONAL – AFETIVA – SOCIAL:

O aluno ainda varia o seu estado emocional, é sorridente e às vezes se


agita em sala de aula. Sua socialização teve um grande avanço, pois o
mesmo já permanece na sala, quando a professora de apoio precisa se
ausentar.

RESPONSÁVEIS PELA AVALIAÇÃO


Nome dos professores do Ensino Comum:
*Maria Lemos ( Matemática)
*Letícia Gomes de Oliveira Seiboth (Língua Portuguesa)

Nome do professor da sala de recursos multifuncional:


*Kátia Caroba dos Santos da Silva

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Nome do professor de apoio especializado em ambiente escolar ou domiciliar:


*Mírian Angélica de Oliveira da Silva

Coordenação Pedagógica:
*ÍRIS HELENA TEIXEIRA DA CUNHA

Campo Grande, MS _____/_____/__________.

______________________________________________
Professor(a) de Apoio Especializado

_________________________________________________
Professor(es)regente(s) / Professor da sala de recursos multifuncional

_________________________________________________
Coordenador(a) Pedagógico

_________________________________________________
Técnico(a)do CEESPI

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

NÍVEL II
Roteiro de Trabalho Pedagógico
Escola: Escola Estadual Lino Villachá
Estudante: Pedro Vinícius
Idade:16 Data de Nascimento:09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino

Disciplina de Língua Portuguesa:


Data Habilidades Estratégias Recursos Te
06/02 Empregar e ler, adequadamente, Sondagem prévia e explicação Livro didático; Pa
a os Sinais de pontuação. de cada pontuação e de cada Pen drive; me
04/05 pronome específico. Data show; co
Reconhecer a utilização da classe Sala de informática
gramatical (tipos de pronomes Construção de textos, fazendo Confecção de uma
pessoais, relativo, possessivo e uso da pontuação adequada, apostila com
demonstrativo) em estruturação de usando figuras de linguagem: interpretação de
frases e textos, observando a como a metáfora, a textos;
concordância nominal e flexão de comparação, para descrever;
número. Atividades
Revezamento de leitura na impressas.
Conhecer a diferença existente sala e na biblioteca.
entre uma descrição objetiva que é
a apresentação da realidade como Abordar a flexão do verbo
ela fisicamente é, e um subjetivo quanto ao modo e tempo.
quando há a interferência da Exposição de verbos no modo
emoção. indicativo e tempos para
Compreender e diferenciar cada melhor fixação.
verbo em sua conjugação
corresponde.

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

NÍVEL II
Roteiro de Trabalho Pedagógico
Escola: Escola Estadual Lino Villachá
Estudante: Pedro Vinícius
Idade:16 Data de Nascimento:09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino

Disciplina de Matemática:

Data Habilidades Estratégias Recursos Te


av
06/02
a • Resolver cálculos envolvendo as Sondagem com o tema. Data show; Pa
04/05 operações de adição e/ou Sala de informática/ me
subtração com números racionais Atividade para representar jogos; co
positivos e fracionários. graficamente, frações ou Livro Didático.
decimais.
•Conceituar e interpretar
porcentagem. Trabalho com textos com
referências numéricas
• Identificar e associar que um .
mesmo número pode ser Ampliação e redução de
representado de diversas formas: figuras utilizando a idéia de
fracionária, decimal e percentual. fração

• Resolver problemas envolvendo


os diferentes significados das
operações
de adição e subtração.

• Resolver cálculos utilizando a


escrita decimal de cédulas e
moedas do Sistema Monetário
Brasileiro.

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Data Habilidades Estratégias Recursos Te


av
06/02
a • Resolver cálculos envolvendo as Sondagem com o tema. Data show; Pa
04/05 operações de adição e/ou Sala de informática/ me
subtração com números racionais Atividade para representar jogos; co
positivos e fracionários. graficamente, frações ou Livro Didático.
decimais.
•Conceituar e interpretar
porcentagem. Trabalho com textos com
referências numéricas
• Identificar e associar que um .
mesmo número pode ser Ampliação e redução de
representado de diversas formas: figuras utilizando a idéia de
fracionária, decimal e percentual. fração

• Resolver problemas envolvendo


os diferentes significados das
operações
de adição e subtração.

• Resolver cálculos utilizando a


escrita decimal de cédulas e
moedas do Sistema Monetário
Brasileiro.

Roteiro de Trabalho Pedagógico


Escola: Escola Estadual Lino Villachá
Estudante: Pedro Vinícius Lemos Thomé
Idade:16 Data de Nascimento:09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino

Demais Habilidades (autonomia frente à higiene, locomoção,


alimentação, entre outros):

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Data Habilidades Estratégias Recursos Te


06/02 av
a
04/05 Orientação nos diversos Banheiro adaptado, A
aspectos de higiene básica, papel higiênico,
fazendo uma rotina, levando o toalhas, água,
educando lavar as mãos após sabonete e chaveiro
✓ Estimular a higiene pessoal ir ao banheiro, antes e após o de comunicação.
lanche, limpar a sialorréia
(baba).
Rotina: levar o educando ao
banheiro sempre no mesmo
horário.

Três cadeiras em alguns Professora de O


06/02 pontos do pátio, para o apoio, alunos,
a aluno ir sentando até professores,
04/05
✓ Incentivar a locomoção chegar ao bebedouro, com coordenação,
auxilio da professora de funcionários,
apoio segurando somente bebedouro, cadeira
pelas mãos. e chaveiro de
O aluno é apoiado pela mão comunicação.
esquerda ou direita.
No intervalo, passeio no
pátio para socialização .

06/02
a
04/05 A
✓ Estimular a alimentação Segurar a mão do aluno Colher adaptada,
com autonomia. sob a colher e levar a boca. copo e água.
Fazer esse movimento até
o educando sentir
segurança com a colher,
pois o mesmo tem muito
tremor.
O mesmo fazer com o
copo.

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

NÍVEL III
NO CADERNO DO ESTUDANTE COM SUGESTÃO DE LEGENDA

ATIVIDADE PROPOSTA PELO REGENTE ATIVIDADES ADEQUADA

Língua Portuguesa As atividades adaptadas sã


concreto: trabalhando texto
✓ Sinais de pontuação o educando.
✓ Pronomes Pintura na folha A4, com lá
✓ Descrição Objetiva e subjetiva adaptados e auxilio da prof
✓ Verbos Adaptação de um Chaveiro
básicas como: Ir ao banhei
sala de aula e etc.
Matemática Para iniciar a alfabetização
✓ Confecção do alfabe
✓ Fração ✓ Confecção de Núme
✓ Números decimais ✓ Imagens móveis em
✓ Sistema Monetário ✓ Lousa com velcro
✓ Porcentagem

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

REALIZOU: (X ) c/ ajuda física ( ) ajuda leve ( ) ajuda verbal ( ) independente


RECURSOS: ( X ) material concreto ( X ) visual ( X ) auditivo
ATENÇÃO: ( ) adequada ( ) moderada ( ) leve ( X ) insuficiente

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

NÍVEL III
Escola: Escola Estadual Lino Villachá
Estudante: Pedro Vinícius Lemos Thomé
Idade: 16 Data de Nascimento:09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino
Relatório ( 1º ) bimestre de 2018:

Este relatório tem por objetivo, apresentar o desenvolvimento do aluno Pedro


Vinícius Lemos Thomé que está matriculado na escola Estadual Lino Villachá no 7º
Ano B, no período vespertino do ensino fundamental II. O Educando está bem
adaptado a sala de aula e professores. A comunicação do aluno ainda é restrita. Para
favorecer a comunicação do estudante na escola, a professora confeccionou um
recurso, um chaveiro da comunicação (TAA), contendo imagens de ações básicas
como, ir ao banheiro, beber água, lavar as mãos, lanche e sala de aula.
A professora de apoio continua trabalhando o recurso TA, que é o chaveiro de
comunicação, o mesmo demonstra relacionar. A professora diz que está na hora de
voltar para a sala de aula e mostra à imagem correspondente, ele, logo atende o
comando, o estudante já fica mais fora da sala de aula, sua locomoção necessita de
auxílio. o aluno é estimulado a marchar, segurando a mão da professora de apoio.
Conseqüentemente o seu o seu corpo ficou mais ereto e seus passos aumentaram.
No Aspecto cognitivo, o aluno não faz uso da escrita, as atividades de pinturas,
são realizadas com auxílio da professora de apoio segurando na mão dele, para
trabalhar a coordenação motora fina, pois o mesmo não possui autonomia.
Beneficiasse por atividades concretas, lápis de cor e giz de cera todos adaptados,
alfabeto móvel, números móveis, imagens para trabalhar quantidade e lousa adaptada
com velcro.
O estudante já atende o comando de arrumar sua postura na cadeira, através de
toques próximos ao joelho, antes, a água e o lanche eram dados em sua boca, hoje o
aluno segura o copo e bebe água com autonomia, a professora o auxilia segurando o
braço do discente próximo ao punho, para diminuir os tremores, e o mesmo segura a
colher adaptada e faz o movimento de levar o alimento a boca.

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

O educando tem uma rotina de ir ao banheiro sempre no mesmo horário, alcançando


objetivo, e não faz mais o uso de fraldas.
O discente freqüenta todo espaço escolar, desde a sala de informática, a
quadra de esporte e entre outros locais da escola.
O aluno será avaliado diariamente em sua aprendizagem, desenvolvimento,
participação e interesse, e suas habilidades e aspecto positivo. Desta forma, fazendo
as intervenções e adaptações de acordo com suas necessidades.

Campo Grande, MS, _______/______/______.

___________________________ _____________________________
Coordenação Pedagógica/Direção Professor(a) de ApoioEducacional
Especializado

______________________________________________________________
Professor(es) regente(s)

_______________________________________
Técnico(a) do CEESPI

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

NÍVEL II 2º bimestre

Roteiro de Trabalho Pedagógico


Escola: Escola Estadual Lino Villachá
Estudante: Pedro Vinícius Lemos Thomé
Idade: 16 Data de Nascimento:09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino

Disciplina de Língua Portuguesa:


Data Habilidades Estratégias Recursos Tempo para reavaliação e
07/05 *Apresentar a vogal E; *Apresentar ao *Alfabeto critérios de avaliação
A *Conhecer o seu estudante o seu nome móvel; A avaliação do processo será em
16/07 com letras móveis no *Apoio do duas semanas,
nome; quadro com velcro professor na acompanhada pelos professores
*Identificação das para que o mesmo pintura das regentes e professor de apoio
ações no chaveiro de possa manusear. atividades; durante as intervenções
comunicação. Apresentar a vogal E, e *Tinta guache; educativas e realização das
para relacionar com a *Quadro de atividades, com vista à
vogal em estudo, a velcro. adequação das mesmas, sempre
presentar a (escova *Chaveiro de que necessário, ao nível de
dental) pois é um comunicação; realização do estudante, durante
objeto que inicia com a *Giz de cera o bimestre.
letra E. adaptado
Estimular o *Escova dental
reconhecimentos de
algumas ações que
estão no chaveiro de
comunicação, para que
o estudante se
comunique através de
apontamentos ou
expressões faciais.
Identificação da vogal E
através de pintura no
caderno.

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Roteiro de Trabalho Pedagógico


Escola: Escola Estadual Lino Villachá
Estudante: Pedro Vinícius Lemos Thomé
Idade: 16 Data de Nascimento:09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino

Disciplina de Matemática:

Data Habilidades Estratégias Recursos Tempo para reavaliação e


*Trabalhar sequencia *No quadro de velcro, Tampas de critérios de avaliação
07/05 numeral de 0 a 5; colar os números de 0 garrafas; O estudante será avaliado
A *Noções espaciais: a 5 para trabalhar a Quadro de durante todo o bimestre de
16/07 embaixo e em cima, sequência numérica, e velcro (TA); forma processual e continua.
Dentro e fora, longe e na mesma atividade o Ábaco; Suas atividades serão
perto estudante manusear os Atividades no examinadas pela professora de
*Identificar os numerosa e números colando e caderno; apoio e professores regentes em
quantidades 1 e 2 descolando no quadro Giz de cera sala de aula. Registros em diário
*Desenvolver a de velcro trabalhando adaptado; de bordo, sobre seus avanços
Coordenação motora. a coordenação motora. Tinta guache; tanto na parte pedagógica
*Identificar os Números quanto na social.
números 1 e 2 em móveis com .
atividades no caderno, velcro.
fazer o contorno do Lixa
números 1e 2 na lixa (construção)
usando o dedo.

Roteiro de Trabalho Pedagógico


Escola: Escola Estadual Lino Villachá
Estudante: Pedro Vinícius Lemos Thomé
Idade: 16 Data de Nascimento:09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino
Demais Habilidades (autonomia frente à higiene, locomoção,
alimentação, entre outros):

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Data Habilidades Estratégias Recursos Tempo para reavaliação e


07/05 Estimular a higiene Orientação nos diversos Banheiro critérios de avaliação
A pessoal aspectos de higiene adaptado, papel A avaliação do educando será
16/07 básica, fazendo uma higiênico, diariamente.
rotina, levando o toalhas, água,
educando lavar as mãos sabonete e
após ir ao banheiro, chaveiro de
antes e após o lanche, comunicação.
limpar a sialorréia
(baba).
Rotina: levar o
educando ao banheiro
sempre no mesmo
horário.

07/05 Incentivar a locomoção O aluno é apoiado Professora de O estudante será avaliado


A pela mão esquerda apoio, alunos, diariamente.
16/07 ou direita. professores,
No intervalo, passeio Coordenação,
no pátio para funcionários,
socialização. bebedouro, e
chaveiro de
comunicação.

07/05 Estimular a alimentação Segurar a mão do Colher A avaliação será diariamente.


A com autonomia. aluno sob a colher e adaptada
16/07 levar a boca.
Fazer esse
movimento até o
educando sentir
segurança com a
colher, pois o mesmo
tem muito tremo.
Alimenta-se dos
lanches da escola,
exceto (mingau).

NÍVEL III
NO CADERNO DO ESTUDANTE COM SUGESTÃO DE LEGENDA

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

ATIVIDADE PROPOSTA PELO REGENTE ATIVIDADES ADEQUADAS PELO (A) PROF (A) DE
APOIO
Língua Portuguesa ● Na Língua Portuguesa, apresentação
● Interpretação de Texto da primeira vogal “E.” Atividades em
● Concordância Nominal A4 para que o aluno identifique a vogal
● Sujeito apresentada, pintando ou circulando,
com giz de cera adaptados.

● Texto (O gato Preto) trabalhados pela


Matemática professora regente. Na adaptação
desse texto, o aluno identificará
● Gráfico circulando a imagem que fará
● Multiplicação e divisão de fração referência com o título do texto.
● Ângulos
● Adaptação de um Chaveiro de
comunicação contendo as ações
básicas como: Ir ao banheiro, lavar as
mãos, beber água, lanche, sala de aula
e etc.

Na Matemática, apresentação do numeral 2 e


quantidade com material concreto:

● Números móveis com velcro;


● Tampinhas de garrafas
● Atividades em folhas A4
● Lousa com velcro
● Ábaco

● Lixa (construção) para trabalhar o


contorno e a sensibilidade.
● Noções espaciais: Embaixo e em cima,
● Dentro e fora, Longe e perto

REALIZOU: (X ) c/ ajuda física ( ) ajuda leve ( X ) ajuda verbal ( ) independente


RECURSOS: ( X ) material concreto ( X ) visual ( ) auditivo
ATENÇÃO: ( ) adequada ( ) moderada ( X ) leve ( ) insuficiente

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

NÍVEL III
Identificação do Estudante
Escola: Escola Estadual Lino Villachá
Estudante: Pedro Vinícius Lemos Thomé
Idade: 16 Data de Nascimento:09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino

Relatório 2º bimestre de 2018

O estudante acima citado, está matriculado na escola Estadual Lino Villachá no


7º Ano B, no período vespertino do ensino fundamental II. Está bem adaptados com
professores e colegas de sala e foi bem assíduo nesse bimestre. Para trabalhar a
comunicação do aluno ainda é restrita PAAE faz uso do recurso de Comunicação
Alternativa Ampliada, o Chaveiro da Comunicação, contendo imagens de ações
básicas como, ir ao banheiro, beber água, lavar as mãos, lanche e sala de aula,
estimulando o mesmo a demostrar seus anseios e necessidades fazendo
apontamentos ou expressões faciais para indicar tais ações.
O estudante além demonstra relacionar a imagem da sala de aula que está
inserida no Chaveiro de Comunicação com o voltar à sala de aula o mesmo já
demonstra quando está querendo beber água. O estudante tenta alcançar o copo que
fica na mesa da PAAE e puxa a mão da professora. A sua marcha necessita de apoio,
ou seja, o estudante anda, segurando na mão da PAAE.
No Aspecto cognitivo, o aluno não faz uso da escrita, as atividades de pinturas,
são realizadas com a mediação física da PAAE, ou seja, segurando em sua mão, pois
o mesmo não possui autonomia. Atividades concretas, lápis de cor e giz de cera todos
adaptados com a bola de isopor, alfabeto móvel com velcro, números móveis com
velcro, imagens para trabalhar quantidade confeccionados com papelão e lousa
adaptada com velcro. Para apresentação da vogal E, foi oferecido um objeto concreto
ao estudante (uma escova dental). A postura do estudante na cadeira, tem melhorado,
pois o mesmo atende comandos e toques próximos ao joelho para arrumar a postura.
O estudante se alimenta de tudo que é oferecido na escola, exceto (qualquer
tipo de mingau) a pedido dos pais, pois os mesmos relataram que o intestino do
estudante desanda ao consumir alimentos que levam leite.

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

No dia que o lanche é mingau, é sempre oferecido um outro em substituição. Hoje o


estudante beber água com autonomia, ainda necessita de auxílio da PAAE, para
segurar a colher adaptada e fazer os movimentos de levar os alimentos a boca, pois
os tremores são constantes. Sua rotina de ir ao banheiro ainda é a mesma, sempre no
horário após o intervalo.
O estudante frequenta todo espaço escolar, mas percebe-se que ao direcionar a
quadra de esporte, o estudante demonstra alegria (sorrisos), pois agrada-lhe as aulas
de educação física, assim entende-se que o estudante faz relacionamento das aulas
com ambiente.
Sua avaliação será diariamente em sua aprendizagem, desenvolvimento,
participação e interesse, e suas habilidades e aspecto positivo. Desta forma, fazendo
as intervenções e adaptações de acordo com suas necessidades.

Campo Grande, MS, _______/______/2018.

___________________________ _____________________________
Coordenação Pedagógica/Direção Professor de Apoio

______________________________________________________________
Professores regentes

_______________________________________
Técnica do CEESPI

NÍVEL II 3º bimestre

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Roteiro de Trabalho Pedagógico


Escola: Escola Estadual Lino Villachá
Estudante: Pedro Vinícius Lemos Thomé
Idade: 17 Data de Nascimento:09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino

Disciplina de Língua Portuguesa:


Data Habilidades Estratégias Recursos Tempo para reavaliação e
02/08 *Apresentar a vogal *Apresentar ao critérios de avaliação
* Letras móveis
A ‘I”; estudante o seu nome A avaliação do processo será em
28/09 com letras móveis no *Papel sulfite oito semanas,
*Conhecer o seu quadro com velcro
*Painel acompanhada pelos professores
nome; para que o mesmo velcrado regentes e professor de apoio
*Identificar os verbos possa manusear. durante as intervenções
através de figuras no Apresentar a vogal E, e *Giz de cera,
educativas e realização das
tempo PRESENTE. para relacionar com a lápis de cor
atividades, com vista à
*Reconhecer as vogais vogal em estudo, a adaptados
adequação das mesmas, sempre
nas palavras retiradas presentar a (escova que necessário, ao nível de
do texto apresentado dental) pois é um realização do estudante, durante
pela professora objeto que inicia com a o bimestre.
regente. letra E.
Estimular o
reconhecimentos de
algumas ações que
estão no chaveiro de
comunicação, para que
o estudante se
comunique através de
apontamentos ou
expressões faciais.
Identificação da vogal E
através de pintura no
caderno.

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Roteiro de Trabalho Pedagógico


Escola: Escola Estadual Lino Villachá
Estudante: Pedro Vinícius Lemos Thomé
Idade: 16 Data de Nascimento:09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino

Disciplina de Matemática:

Data Habilidades Estratégias Recursos Tempo para reavaliação e


* Atividades a serem Números critérios de avaliação
02/08 Organizar os numerais já desenvolvidas: Aulas móveis de O estudante será avaliado
A apresentados na sua dialogadas e plástico; durante todo o bimestre de
28/09 sequência; vivenciadas, com Abaco; forma processual e continua.
auxílio de materiais Formas Suas atividades serão
Associar conjuntos aos concretos: números geométricas de examinadas pela professora de
numerais estudados; móveis em plástico, e plástico e apoio e professores regentes em
formas geométricas vasadas; sala de aula. Registros em diário
Manusear os numerais; para percepção do Tinta guache; de bordo, sobre seus avanços
Reconhecer as figuras contornos e texturas, Giz e lápis tanto na parte pedagógica
geométricas; números velcros para adaptados. quanto na social.
trabalhar a sequência
Perceber contornos e no painel velcrado.
texturas. Todas as atividades
serão com a medição
Desenvolver a orientação da PAAE.
espacial.

Roteiro de Trabalho Pedagógico


Escola: Escola Estadual Lino Villachá
Estudante: Pedro Vinícius Lemos Thomé
Idade: 16 Data de Nascimento:09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino
Demais Habilidades (autonomia frente à higiene, locomoção,
alimentação, entre outros):

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Data Habilidades Estratégias Recursos Tempo para reavaliação e


02/08 Estimular a higiene Orientação nos diversos Banheiro critérios de avaliação
A pessoal aspectos de higiene adaptado, papel A avaliação do educando será
28/09 básica, fazendo uma higiênico, diariamente.
rotina, levando o toalhas, água,
educando lavar as mãos sabonete e
após ir ao banheiro, chaveiro de
antes e após o lanche, comunicação.
limpar a sialorréia
(baba).
Rotina: levar o
educando ao banheiro
sempre no mesmo
horário.

02/08 Incentivar a locomoção O estudante é apoiado Professora de O estudante será avaliado


A pela mão esquerda ou apoio, alunos, diariamente.
28/09 direita e já sente professores,
segurança em andar Coordenação,
sendo apoiado por um funcionários,
colega da sala. bebedouro, e
chaveiro de
No intervalo, passeio no comunicação.
pátio para socialização.

02/08 Estimular a alimentação Segurar a mão do aluno Colher adaptada A avaliação será diariamente.
A com autonomia. sob a colher e levar a
28/09 boca.
Fazer esse movimento
até o educando sentir
segurança com a colher,
pois o mesmo tem
muito tremor.
Alimenta-se dos lanches
da escola, exceto
(alimentos que levem
leite e achocolatado).

NÍVEL III
NO CADERNO DO ESTUDANTE COM SUGESTÃO DE LEGENDA

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

ATIVIDADE PROPOSTA PELO REGENTE ATIVIDADES ADEQUADAS PELO (A) PROF (A) DE
*VERBOS: PRETÉRITO PERFEITO E IMPERFEITO; APOIO
*LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS NARRATIVOS:
CONTOS, LENDAS E ROMANCES; ● Na Língua Portuguesa, apresentação da
LINGUAGEM FORMAL E INFORMAL. primeira vogal “I.” Atividades em A4 para
que o aluno identifique a vogal
apresentada, pintando ou circulando, com
giz de cera adaptados.

● Aulas dialogadas, vivenciadas, com auxílio


Matemática
de materiais concretos: figuras velcradas
*LINGUAGEM MATEMÁTICA
para trabalhar VERBOS no tempo
PRESENTE, atividades adaptadas no
*EQUAÇÃO DO 1º GRAU
caderno que serão executadas pintando,
*ÂNGULOS
circulando, riscando com a mediação da
*PROPRIEDADES DO TRIÂNGULO
PAAE.
*PERÍMETRO ÁREA DOS *TRIÂNGULOS
● Exposição do nome do aluno com letras
moveis no painel velcrado.

Na Matemática, apresentação do numeral 2 e


quantidade com material concreto:

● Instigar o estudante a explorar o numerais


móveis confeccionados de plástico
orientando-o para que não leve a boca,
para que o mesmo pois o mesmo ainda se
encontra na face oral. Organize sua
sequência no painel ampliado com a
mediação da PAAE.
● A apresentação das formas geométricas
também serão com matérias concretos
para que o aluno perceba seu contorno e
textura e material plastificado.

● Nas atividades do caderno identificar:


pintando, circulando, marcando, com o
auxílio da PAAE

REALIZOU: (X ) c/ ajuda física ( ) ajuda leve ( X ) ajuda verbal ( ) independente


RECURSOS: ( X ) material concreto ( X ) visual ( ) auditivo
ATENÇÃO: ( ) adequada ( ) moderada ( X ) leve ( ) insuficiente

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

NÍVEL III
Identificação do Estudante
Escola: Escola Estadual Lino Villachá
Estudante: Pedro Vinícius Lemos Thomé
Idade: 17 Data de Nascimento: 09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino

Relatório 3º bimestre de 2018

O estudante acima citado, está matriculado na escola Estadual Lino Villachá no 7º Ano B,
no período vespertino do ensino fundamental II. Está bem adaptados com professores e colegas
de sala, mas nesse bimestre, apresentou algumas faltas, que foram justificadas como: (viagem
com a mãe em visita ao avó que mora em outro Estado na data comemorativa “Dia dos Pais”, a
falta do carro para a locomoção do estudante e até mesmo o próprio tempo, chuvoso e frio as
vezes). Para uso da linguagem e da comunicação continuamos o trabalho com Chaveiro de
Comunicação com o estudante, pois o mesmo não fala. O Chaveiro de Comunicação, contem
imagens de ações básicas como, ir ao banheiro, beber água, lavar as mãos, lanche e sala de aula,
estimulando o mesmo a demostrar seus anseios e necessidades fazendo apontamentos ou
expressões faciais para indicar tais ações.
. Nos comportamentos específicos, o estudante já se faz entender quando está com sede,
demonstrando algumas alterações: empurra a mesa, tenta levantar da cadeira e balbucia com
expressões de choro, além da tentativa de alcançar o copo que fica na mesa da PAAE. A sua
marcha necessita de apoio, ou seja, o estudante anda, segurando na mão da PAAE.
Em relação à interação social, está sempre em evolução. Um desses avanços é resposta
quando alguém o chama, procurando a pessoa quando ouve o seu nome, gosta muito da hora do
recreio, e até demonstra percepção desse horário, querendo até sair da sala faltando
aproximadamente 5 minutos para esse momento. Bate palmas, sorri, demostrando alegria quando
bate o sino.
Com a reforma da escola, a rampa que dá acesso ao banheiro adaptado masculino, foi
demolida, então a PAAE solicita de ajuda para subir as escadas com o estudante. Com isso o
mesmo sente-se seguro e confiança em apoiar-se em um colega da sala que geralmente é o
ajudante.
No Aspecto cognitivo, o aluno não faz uso da escrita, as atividades de pinturas, são
realizadas com a mediação física da PAAE, ou seja, segurando em sua mão, pois o mesmo não
possui autonomia. Atividades concretas, lápis de cor e giz de cera todos adaptados com a bola de
isopor, alfabeto móvel com velcro, números móveis com velcro, imagens para trabalhar quantidade
confeccionados com papelão e lousa adaptada com velcro.

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

A postura do estudante na cadeira, tem melhorado, pois o mesmo atende comandos e


toques próximos ao joelho para arrumar a postura.

O estudante se alimenta de tudo que é oferecido na escola, exceto (qualquer tipo de


mingau) a pedido dos pais, pois os mesmos relataram que o intestino do estudante desanda
ao consumir alimentos que levam leite. No dia que o lanche é mingau, é sempre oferecido um
outro em substituição. Hoje o estudante beber água com autonomia, ainda necessita de auxílio
da PAAE, para segurar a colher adaptada e fazer os movimentos de levar os alimentos a boca,
pois os tremores são constantes. Sua rotina de ir ao banheiro ainda é a mesma, sempre no
horário após o intervalo, ou um pouco mais cedo, quando vai para a Equoterapia.

Geralmente o estudante frequenta todo espaço escolar, mas em virtude da reforma,


nesse bimestre não foi possível. Um dos espaços que mais lhe agrada na escola é a quadra
de esporte que está em reforma, o estudante demonstra alegria (sorrisos), pois agrada-lhe as
aulas de educação física, assim entende-se que o estudante faz relacionamento das aulas
com ambiente.
Sua avaliação será diariamente em sua aprendizagem, desenvolvimento, participação
e interesse, e suas habilidades e aspecto positivo. Desta forma, fazendo as intervenções e
adaptações de acordo com suas necessidades.

Campo Grande, MS, _______/______/2018.

___________________________ _____________________________
Coordenação Pedagógica/Direção Professor de Apoio

______________________________________________________________
Professores regentes

_______________________________________

NÍVEL II 4º bimestre
Roteiro de Trabalho Pedagógico
Escola: Escola Estadual Lino Villachá

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Estudante: Pedro Vinícius Lemos Thomé


Idade: 17 Data de Nascimento:09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino

Disciplina de Língua Portuguesa:


Data Habilidades Estratégias Recursos Tempo para reavaliação e
01/10 *Apresentar a vogal *Para a apresentação critérios de avaliação
* Letras móveis
A “O”; consequentemente A avaliação do educando será
21/12 trabalharemos o seu *Painel diariamente, acompanhado pelos
*Identificar a vogal “O” nome e vogal “O”, velcrado
no seu próprio nome;. professores regentes e professor
usando as letras *Chaveiro de de apoio durante as intervenções
*Sequenciar as vogais
móveis no quadro com comunicação educativas e realização das
trabalhadas.
* Trabalhar o chaveiro velcro para que o atividades, com vista à
de comunicação. mesmo possa adequação das mesmas, sempre
manusear. que necessário, ao nível de
para Estimular o realização do estudante, durante
reconhecimento da o bimestre.
vogal “O” será
apresentado ao mesmo
um objeto para fazer
relação ( um óculos de
plástico).
Ainda para auxiliar na
estimulação e
intervenção para o
desenvolvimento da
comunicação e da
linguagem o chaveiro
de comunicação está
sendo trabalhado com
o estudante .

Roteiro de Trabalho Pedagógico


Escola: Escola Estadual Lino Villachá
Estudante: Pedro Vinícius Lemos Thomé

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Idade: 16 Data de Nascimento:09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:


Vespertino

Disciplina de Matemática:

Data Habilidades Estratégias Recursos Tempo para reavaliação e


* Atividades a serem *Números critérios de avaliação
01/10 *Apresentar os desenvolvidas: Aulas móveis de O estudante será avaliado
A dialogadas e
números 4 e 5. vivenciadas, com plástico; durante todo o bimestre de
21/12
auxílio de materiais *números de forma processual e
*Sequenciar os concretos: números papelão contínua. Suas atividades
móveis em plástico,
numerais de 1 a 5. para percepção do
velcrado serão examinadas pela
contornos e texturas, *painel professora de apoio e
*Manusear os números velcros velcrado. professores regentes em
numerais; para trabalhar a sala de aula. Registros em
sequência no painel
Perceber contornos e velcrado. diário de bordo, sobre seus
texturas. Todas as atividades avanços tanto na parte
serão com a medição pedagógica quanto na
da PAAE. social.

Roteiro de Trabalho Pedagógico


Escola: Escola Estadual Lino Villachá

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Estudante: Pedro Vinícius Lemos Thomé


Idade: 16 Data de Nascimento:09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino
Demais Habilidades (autonomia frente à higiene, locomoção,
alimentação, entre outros):
Data Habilidades Estratégias Recursos Tempo para reavaliação e
01/10 Estimular a higiene Orientação nos diversos Banheiro critérios de avaliação
A pessoal aspectos de higiene adaptado, papel A avaliação do educando será
21/12 básica, fazendo uma higiênico, diariamente.Registros em
rotina, levando o toalhas, água,
educando lavar as mãos sabonete e
diário de bordo, sobre seus
após ir ao banheiro, chaveiro de avanços.
antes e após o lanche, comunicação.
limpar a sialorréia
(baba).
Rotina: levar o
educando ao banheiro
sempre no mesmo
horário.

01/10 Incentivar a locomoção O estudante é Professora de O estudante será avaliado


A apoiado pela mão apoio, alunos, diariamente.Registros em
21/12 esquerda ou direita e professores, diário de bordo, sobre seus
já sente segurança Coordenação, avanços.
em andar sendo funcionários,
apoiado por um bebedouro, e
colega da sala. chaveiro de
comunicação e
*No intervalo, acessibilidade:
passeio no pátio para rampa com
socialização. corrimão.
*Estimular ao
estudante a segurar
no corrimão da
rampa e incentivá-lo
que de seus passos
com autonomia.

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

01/10 Estimular a alimentação Segurar a mão do Colher A avaliação será


A com autonomia. aluno sob a colher e adaptada diariamente.Registros em
21/12 levar a boca. diário de bordo, sobre seus
Fazer esse avanços.
movimento até o
educando sentir
segurança com a
colher, pois o mesmo
tem muito tremor.
Alimenta-se dos
lanches da escola,
exceto (alimentos
que levem leite e
achocolatado).

NÍVEL III
NO CADERNO DO ESTUDANTE COM SUGESTÃO DE LEGENDA

ATIVIDADE PROPOSTA PELO REGENTE ATIVIDADES ADEQUADAS PELO (A) PROF (A) DE
* ACENTUAÇÃO GRÁFICA; APOIO
*PRODUÇÃO DE TEXTOS NARRATIVOS;
*REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL ● Na Língua Portuguesa, apresentação da
primeira vogal “o”, atividades com letras
movéis e velcradas para identificação da
vogal em estudo no nome do estudante .
Atividade para o aluno fazer relação o
objeto concreto com a letra inicial(óculos
Matemática de Plástico).

*EQUAÇÃO DO 1º GRAU
*VALOR DE X
Na matemática apresentação apresentação do
.*REGRA DE TRÊS numeral 4 e 5.
*RAZÃO E PROPORÇÃO Instigar o estudante a explorar o numerais móveis
confeccionados de plástico para que o mesmo o
manuseie para percepção dos contornos e
texturas, orientando-o para que não leve a boca,
para que o mesmo pois o mesmo ainda se
encontra na face oral.
REALIZOU: (X ) c/ ajuda física ( ) ajuda leve ( X ) ajuda verbal ( ) independente
RECURSOS: ( X ) material concreto ( X ) visual ( ) auditivo
ATENÇÃO: ( ) adequada ( ) moderada ( X ) leve ( ) insuficiente

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

NÍVEL III
Identificação do Estudante
Escola: Escola Estadual Lino Villachá
Estudante: Pedro Vinícius Lemos Thomé
Idade: 17 Data de Nascimento: 09/08/2001 Ano: 7º Turma: B Turno:
Vespertino

Relatório 4º bimestre de 2018

finalizando o semestre, neste 4º bimestre, descrevo sobre o estudante acima citado,


matriculado na escola Estadual Lino Villachá no 7º Ano B, no período vespertino do ensino
fundamental II. Em relação à interação social, o estudante Interage com os profissionais da escola
(professores regentes, apoios, sala de recursos,coordenadores, inspetores, etc), ou seja sua
adaptação com professores e colegas de sala está bem consolidada. demonstra sua emoções
através de expressões elementares, sem uso funcional com (gritos, risos, choros).
O chaveiro de comunicação vem sendo trabalhado ao longo de todos os semestres para
estímulo da linguagem e da comunicação, pois o mesmo Não vocaliza, O Chaveiro de
Comunicação, contém imagens de ações básicas como, ir ao banheiro, beber água, lavar as mãos,
lanche e sala de aula, estimulando o mesmo a demonstrar seus anseios e necessidades fazendo
apontamentos ou expressões faciais para indicar tais ações.
. Nos comportamentos específicos, o estudante já se faz entender quando está com sede,
demonstrando algumas alterações: balbucia com expressões de choro e agora ja puxa pela roupa
ou pela mão da professora de apoio. A sua marcha necessita de apoio, mas sempre é estimulado
a andar seguando na parede. Agora com a acessibilidade rampa com corrimão, o estudante ja faz
o trajeto da rampa até ao banheiro com autonomia, mas com monitoramento da PAAE.
está sempre em evolução. Um desses avanços é resposta quando alguém o chama, procurando a
pessoa quando ouve o seu nome, gosta muito da hora do recreio, e até demonstra percepção
desse horário, querendo até sair da sala faltando aproximadamente 5 minutos para esse momento.
Bate palmas, sorri, demostrando alegria quando bate o sino.
Com a reforma da escola, a rampa que dá acesso ao banheiro adaptado masculino, foi
demolida, então a PAAE solicita de ajuda para subir as escadas com o estudante. Com isso o
mesmo sente-se seguro e confiança em apoiar-se em um colega da sala que geralmente é o
ajudante.
No Aspecto cognitivo, o aluno não faz uso da escrita, as atividades de pinturas, são
realizadas com a mediação física da PAAE, ou seja, segurando em sua mão, pois o mesmo não
possui autonomia. Atividades concretas, lápis de cor e giz de cera todos adaptados com a bola de
isopor, alfabeto móvel com velcro, números móveis com velcro, imagens para trabalhar quantidade
confeccionados com papelão e lousa adaptada com velcro.

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264
GOVERNO DO ESTADO DE MATOGROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS
COORDENADORIA DE POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO ESPECIAL
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA

A postura do estudante na cadeira, tem melhorado, pois o mesmo atende comandos e


toques próximos ao joelho para arrumar a postura.

O estudante se alimenta de tudo que é oferecido na escola, exceto (qualquer tipo de


mingau) a pedido dos pais, pois os mesmos relataram que o intestino do estudante desanda
ao consumir alimentos que levam leite. No dia que o lanche é mingau, é sempre oferecido um
outro em substituição. Hoje o estudante beber água com autonomia, ainda necessita de auxílio
da PAAE, para segurar a colher adaptada e fazer os movimentos de levar os alimentos a boca,
pois os tremores são constantes. Sua rotina de ir ao banheiro ainda é a mesma, sempre no
horário após o intervalo, ou um pouco mais cedo, quando vai para a Equoterapia.

Geralmente o estudante frequenta todo espaço escolar, mas em virtude da reforma,


nesse bimestre não foi possível. Um dos espaços que mais lhe agrada na escola é a quadra
de esporte que está em reforma, o estudante demonstra alegria (sorrisos), pois agrada-lhe as
aulas de educação física, assim entende-se que o estudante faz relacionamento das aulas
com ambiente.
Sua avaliação será diariamente em sua aprendizagem, desenvolvimento, participação
e interesse, e suas habilidades e aspecto positivo. Desta forma, fazendo as intervenções e
adaptações de acordo com suas necessidades.

Campo Grande, MS, _______/______/2018.

___________________________ _____________________________
Coordenação Pedagógica/Direção Professor de Apoio

______________________________________________________________
Professores regentes

_______________________________________

Avenida Tiradentes, nº 20, Bairro Amambaí


ceespi2018@gmail.com
Campo Grande, MS – (67)3314-1264

Você também pode gostar