Você está na página 1de 21

ANATOMIA

PALPATÓRIA
Professor Lucas
Constantino
III. PELVE E MEMBROS INFERIORES
III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• MEMBROS INFERIORES – PELVE


• OSSOS – Ílio, Ísquio e Púbis (fusão)
• Divide-se em PELVE MAIOR e PELVE
MENOR. Essa divisão é representada por
uma linha imaginária, que passa pelo
promontório do sacro, pela linha
iliopectínea e pela borda superior da
sínfise púbica.
III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• MEMBROS INFERIORES – OSSO DO QUADRIL

• ÍLIO
• Corpo: contribui com menos de 2/5 para a formação do acetábulo.
• Apresenta duas faces: face externa glútea e face interna ou pélvica.
III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• MEMBROS INFERIORES – OSSO DO QUADRIL

• ÍSQUIO
• Corpo: contribui com mais de 2/5 para a formação do acetábulo.
• Apresenta a espinha isquiática e, superiormente a ela, a incisura isquiática
maior, que é transformada em um forame por meio do ligamento
sacroespinhal; pela região passam o músculo piriforme e o nervo ciático.
III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• MEMBROS INFERIORES – OSSO DO QUADRIL

• PÚBIS
• Corpo: contribui com 1/5 para a formação do acetábulo.
Ramo superior: contém o tubérculo púbico, local de inserção do
ligamento inguinal.
• Ramo inferior: em sua face externa inserem-se os músculos grácil,
obturador externo, adutor curto e adutor magno.
III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• MEMBROS INFERIORES - PALPAÇÃO

• Crista Ilíaca
• EIPS - espinha ilíaca posterossuperior
• EIPI - espinha ilíaca posteroinferior
• Espinha Isquiática
• Tuberosidade Isquiática
• Ramo Isquiopúbico
• Incisura Isquiática Maior
III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• MEMBROS INFERIORES – PALPAÇÃO – CRISTA ILÍACA


III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• MEMBROS INFERIORES – PALPAÇÃO - EIPS - ESPINHA ILÍACA POSTEROSSUPERIOR


III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• MEMBROS INFERIORES – PALPAÇÃO - EIPI - ESPINHA ILÍACA POSTEROINFERIOR


III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• MEMBROS INFERIORES – PALPAÇÃO - ESPINHA ISQUIÁTICA


III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• MEMBROS INFERIORES – PALPAÇÃO - TUBEROSIDADE ISQUIÁTICA


III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• MEMBROS INFERIORES – PALPAÇÃO - RAMO ISQUIOPÚBICO E INCISURA ISQUIÁTICA MAIOR


III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• MEMBROS INFERIORES – SACRO


• Apresenta uma base, um ápice e três faces.

Diferenças Anatômicas do Sacro Quanto ao Sexo


MULHER HOMEM
Mais curto A curvatura sacra é maior;
Mais largo Em toda a sua extensão, sua curvatura
é mais homogênea.
é mais oblíquo; apresenta uma direção
mais dorsal, aumentando o tamanho da cavidade
pélvica, além de também aumen- taro ângulo
sacrovertebral.
III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• MEMBROS INFERIORES – SACRO


• Apresenta uma base, um ápice e três faces.
III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• SACRO - PALPAÇÃO

• Crista Sacral Mediana


• Hiato do Sacro
• Forames Sacrais Posteriores
• Cornos do Sacro
• AILS (Ângulo Inferolateral do Sacro)
• Cristas Sacrais Intermediárias
• Cristas Sacrais Laterais
• Sulco do Sacro
III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• SACRO - PALPAÇÃO

• Crista Sacral Mediana Hiato do Sacro Forames Sacrais Posteriores


III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• SACRO - PALPAÇÃO

• Cornos do Sacro AILS (Ângulo Inferolateral do Sacro)


III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• SACRO - PALPAÇÃO
• Cristas Sacrais Intermediárias Cristas Sacrais Laterais Sulco do Sacro
III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• MEMBROS INFERIORES - CÓCCIX

• Normalmente é formado por quatro vértebras rudimentares.


• E composto pela base e ápice; pelas faces pélvica e dorsal; e pelas bordas
laterais.
• Face pélvica: apresenta três sulcos que significam a junção de seus corpos
vertebrais.
• Face dorsal: apresenta uns tubérculos que representam os processos
articulares rudimentares do cóccix.
• Os primeiros tubérculos são alongados e são denominados cornos
coccígeos; articulam-se com os cornos do sacro.
III. PELVE E MEMBROS INFERIORES

• CÓCCIX - PALPAÇÃO
• Base do Cóccix Ligamento sacrotuberal