Você está na página 1de 36

Aula 3 – Gestão de stakeholders

Prof. Marly Monteiro de Carvalho

MOPC 2019
©MOPC 2019
Gestão das partes interessadas
Stakeholders

Escopo Cronograma

Recursos Riscos

Aquisições Comunicações

Custos Qualidade

Estamos
Estamosaqui!
aqui!

Leitura: Capítulo 13
Material de apoio do livro-texto:
Carvalho, M. M. & Rabechini Jr, R.
Construindo Competências para Gerenciar Projetos: Teoria e Casos.
Editora Atlas, 5ª ed, 2018.
©MOPC 2019
Gestão das partes interessadas
Stakeholders
Inicialização
1.Identificar as partes interessadas

Planejamento
2.Planejar a Gestão das Execução
partes interessadas 3.Gerenciar o engajamento das
partes interessadas
Nível de Integração
entre Processo

Monitoramento & Controle


4.Controlar o engajamento das
partes interessadas

Início
Tempo Fim

©MOPC 2019
Stakeholders
• Um indivíduo, grupo ou organização que possa
afetar, ser afetado ou sentir-se afetado por uma
decisão, atividade ou resultado de um projeto. (PMI, 2013)
• Stakeholders têm vários níveis de responsabilidade
e autoridade, que pode variar de uma contribuição
ocasional, em surveys e grupo focais, até o
fornecimento de suporte financeiro e político.
• As vezes, identificar stakeholder pode ser difícil.
(PMI, 2013)
• Stakeholders são indivíduos/organizações que
afetam ou são afetados pelos resultados do projeto
(Cleland,1988).

©MOPC 2019
Stakeholders
 Primários
Gerente, equipe do projeto...

Comitê Executivo
PMO
Comunidades

$ Gerente de Portfólio
Parceiros Patrocinador
Gerente de Programas
Clientes
Stakeholders Stakeholders
externos Gerente do Projeto Acionistas da Organização
Órgão regulatórios
Gerentes Funcionais

Fornecedores Diretores

Equipe do Projeto

 Secundários
Ambientalistas, líderes de comunidade, mídia,
grupos comunitários, sindicatos, associações ...

©MOPC 2019
Key stakeholders
• Gerente do Projeto: responsabilidade individual por gerenciar o
projeto.
• Consumidor/Usuário: indivíduo ou organização que irá usar o
produto do projeto. Podem existir múltiplos níveis de
consumidores.
• Ex: consumidores para um novo produto farmacêutico pode incluir os
médicos que prescrevem, os pacientes que tomam as seguradoras que
pagam.
• Em algumas áreas, consumidores e usuários são sinônimo, e em outras,
consumidores são aqueles que adquirem o projeto e usuários são aqueles
que usam diretamente o produto do projeto.

©MOPC 2019
Key stakeholders
• Membros da equipe do projeto: o grupo que é responsável
pelo projeto.
• Patrocinador Sponsor: indivíduo ou grupo que provê os
recursos do projeto, em dinheiro ou qualquer outro tipo.
• Influenciadores: indivíduo ou grupo que não estão
diretamente relacionados com a aquisição ou uso do
produto do projeto, mas devido a sua posição na
organização consumidora pode influenciar, positiva ou
negativamente, o curso do projeto.
• PMO: caso exista na organização executora e tenha
responsabilidade direta ou indiretamente pelo resultado
do projeto.

©MOPC 2019
Stakeholders

• O gerente de projetos deve identificar os


stakeholders e seus requisitos e, na medida do
possível, gerenciar seu influência em relação aos
requisitos para assegurar o sucesso do projeto.

• O gerente de projetos deve gerenciar as expectativas


e o engajamento dos stakeholders

©MOPC 2019
Negociação é fundamental!

Para atingir o ótimo global


todos os interessados têm
que estar dispostos a fazer
concessões e a negociar.

Hidrelétrica de Belo Monte


Conflito explicitado na foto
(Kayapós e Eletrobrás muito
longe do consenso)
©MOPC 2019
O que é sucesso em projetos?

Leitura: Capítulo 19 Sistemas de indicadores de desempenho em projetos


Material de apoio do livro-texto:
Carvalho, M. M. & Rabechini Jr, R.
Construindo Competências para Gerenciar Projetos: Teoria e Casos.
Editora Atlas, 5ª ed, 2018.
©MOPC 2019
Visão tradicional: o triângulo de ferro

(Carvalho; Rabechini Jr, 2005 e 2007)


©MOPC 2019
Constituintes do desempenho do projeto

Barclay e Osei-Bryson (2010)


©MOPC 2019
Sucesso em Projetos
Stakeholders

Perspectivas distintas

Cadeia de Valor

Gestão de
Eficiência Eficácia Gestão
Estratégica
Projetos
de Projetos
Curto prazo Longo prazo

Abordagem
Foco no projeto Contingencial Foco no negócio
Tipo de projeto
Setor
País
Foco na gestão dos recursos Foco no valor

©MOPC 2019
Sucesso em Projetos

(Shenhar & Dvir, 2007)


©MOPC 2019
Critérios de sucesso

Benefício Social & Ambiental

Equipe

Novos Negócios: futuro Desempenho

Eficiência

Cliente & Stakeholders

Negócio: presente

Carvalho, M. M.; Rabechini Jr, R. Fundamentos em Gestão de Projetos. São Paulo: Editora Atlas, 4 ed., 2015, 422 p.

©MOPC 2019
Modelo de referência LGP
Fatores Críticos de Sucesso

Eficácia
Ambiente Competitivo Benefício Social & Ambiental

Sucesso em Projeto
Equipe
Estratégia & Estrutura
Gestão de Portfolio
Y= f(X) Novos Negócios: futuro Desempenho
Cadeia de valor

Competências
Eficiência
Maturidade

Boas Práticas em
Cliente & Stakeholders
Gestão de Projetos
Negócio: presente

Eficiência
Abordagem
Contingencial:
Tipo de Projeto
Contexto Organizacional
Setor, País

Diamante (complexidade, tecnologia, passo e novidade) Existem muitos BoKs, e


Projetos ágeis x tradicional modelos de referência.
Projetos tipo Soft & Hard,
Modelo I4 (inovação, integração, impacto, imediato)
Como escolher a forma
de gestão mais
adequada?

©MOPC 2019
Não só os critérios de sucesso podem ser diferentes,
como a forma mais apropriada de mostra-lo!

Borges e Carvalho
(2010, 2011)

©MOPC 2019
Como mapear os stakeholders?

©MOPC 2019
Stakeholders
• Modelo Poder x Interesse
• Modelo do Arco Íris
• Modelo da Saliência
• Mapeamento de redes sociais

©MOPC 2019
Modelo do Poder x Interesse

©MOPC 2019
Poder x Interesse

Manter Satisfeito Gerenciar com atenção


Poder

Monitorar Manter Informado

Baixo Alto
Interesse

(Adaptado de PMI, 2017) ©MOPC 2019


Modelo do Arco-íris

©MOPC 2019
Modelo Arco-íris

Chevalier e Buckles (2008)


©MOPC 2019
Modelo da Saliência

©MOPC 2019
Modelo da Saliência

Os stakeholders podem ser identificados pela posse dos seguintes


atributos:

•Poder: tem acesso a meios coercivos e normativos com a finalidade de impor


sua vontade no relacionamento. Esse acesso tem caráter transitório, ou seja,
ele pode ser adquirido ou perdido.
•Legitimidade: aqueles cujas reinvindicações o time entende que sejam justas e
procedentes. ("Legitimidade" pode ser entendida como a percepção de que as
ações de uma pessoa são desejáveis ou apropriadas, dentro de um sistema social
com normas, valores, crenças e definições).
•Urgência: o grau com que o stakeholder reivindica por atenção imediata, tanto
com a conotação de prioridade como urgência de tempo.

Esse processo é contínuo, pois com o passar do tempo, a composição dos


stakeholders pode mudar, ou seja, novos stakeholders podem ser incluídos
enquanto outros podem sair

(Adaptado de Mitchell et al., 1997 e Elias, Cavana e Laurie, 2002).


©MOPC 2019
Modelo da Saliência

PODER
LEGITIMIDADE
Dormente

Dominante

Discricionário

Definitivo
Perigoso

Dependente

Exigente

URGÊNCIA

(Adaptado de Mitchell et al. (1997) ©MOPC 2019


Teoria dos stakeholders: lacunas

Legitimidade
Poder
Urgência Fringe Stakeholders:
• kklljjk Stakeholders marginais sem
Interesse
saliência

©MOPC 2019
Modelo de Redes

©MOPC 2019
Redes Sociais
• Redes sociais se formam da interação direta, indireta e experiência comum
• Estruturas de rede
• Ênfase no motivo da conexão
• Quem fala com quem sobre o quê?
• Quem dá, recebe ou compartilha, que tipo de recursos com quem?
• Qual a intensidade de informação que flui entre os atores?
• Qual o grau de confiança entre atores
• Análise dos resultados
• Como a estrutura da rede afeta o fluxo de recursos entre membros do grupo?
• Como a circulação da informação afeta no sucesso do projeto?
• Como a confiança estabelecida entre os stakeholders afeta a percepção de sucesso do
projeto?
• O que os indivíduos obtêm das suas redes?
• Componentes das rede: atores, nós, laços,
densidade e configuração

Fonte: Haythornthwaite (2009), Carvalho e Rabechini (2018) ©MOPC 2019


Redes Sociais
• Atores - Nós
• Nós nas redes
• Interagem e mantêm relações
• Ex: Pessoas, grupos ou times, organizações, países, páginas na web, etc.

• Laços - Relações
• Ligações (linhas) nas redes
• Conectam atores em tipos específicos de interação
• Direção dos recursos: recursos fluem de um ator para outro
• Ex: conteúdo físico, emocional ou informacional trocado, compartilhado,
criado ou experimentado, comunicação, etc.
• Intensidade da interação: frequência de contato, quantidade e variedade
da informação que é compartilhada...

• Redes
• Configuração geral de laços e atores

Haythornthwaite (2009)
©MOPC 2019
Redes Sociais: Medidas
– Densidade: Que proporção dos laços possíveis estão
da Rede

B2
de fato presentes, o quão coesa é a rede; D9
14 atores
– Centralização da rede: Até que ponto a rede está
22 conexões
organizada em torno de um núcleo centrar D3
 B10 
densidade=.24
– Grau de centralidade: Quem tem as mais diretas D12

conexões na rede – “Estrelas”


do Ator

– Influência - Quem tem mais conexões voltadas para B4


fora (outbound)  D5   Network Star, & Broker
– Prominência, popularidade: Quem tem mais
conexões para dentro (inbound)
– Isolados: Quem tem menos ou nenhuma conexões
com os outros
– Subdivisão da rede: subgrupos de atores conectados A7
Subgrupos

– Brokers: Quem conecta 2 ou mais partes da rede


que sem ele estaria desconectada C13
C15
– Betweenness: Quem se situa no caminho onde a
maior parte da informação passa A11

A14 A6
C8

91 canais
Canais = n (n – 1)/2 Quantos
(14*13)/2
canais tem a
Densidade= #/canais rede?

Haythornthwaite (2009)
©MOPC 2019
Na fase 1, o ator Na fase 2, o ator
A5 é o estrela da A1 A2 A1 A2 A5 passa a ser o
rede, com maior A4 A4 estrela e o broker
número de da rede,
conexões 5. conectando-se ao
Já os atores A6, A7 A3 A5 A3 A5 B grupo dos isolados
e A8 são os e assim
isolados aumentando a
densidade da rede
A6 A7 A6 A7

A8 A8
Projeto – Fase 1 Projeto – Fase 2

Canais = n (n – 1)/2 Na fase 1 Na fase 2


Densidade= #/canais Canais=28 Canais=28
Em que: n=8 n=8
n: atores (nós) #=10 #=12
#: conexões entre nós Densidade=0,3571 (~36%) Densidade=0,4286 (~43%)
: estrela
B : broker

©MOPC 2019
Redes Sociais: Evolução
Internet Chat

Time 1 Time 2 Time 3

Haythornthwaite (2009)
©MOPC 2019
Gestão do Engajamento dos Stakeholders

Stakeholder Alheio Resistente Neutro Solidário Direcionador

•C – engajado atualmente
•D – engajamento desejável

©MOPC 2019
Estudo de caso

Haythornthwaite (2009)

©MOPC 2019
Caso Belo Monte

Construction Extension
PMBOK® Guide 2017

©MOPC 2019