Você está na página 1de 20

[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 1 de 20

MÓDULO - ARTRITE E ARTROSE

[Relatório] As soluções para a artrite e artrose

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 2 de 20

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 3 de 20

Dê uma olhada nessa foto aí em cima.

O que ela te diz sobre a pessoa que está na imagem?

Parece alguém bem saudável, não acha?

E se eu te disser que essa mulher que está na foto tem o diagnóstico de uma doença “incurável” que ataca as articulações do corpo, podendo levar à
deformidade e até a incapacitação física?

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 4 de 20

Que alguns meses antes de capturar este momento, ela sentia dores excruciantes nas juntas, andava com muita dificuldade e mal conseguia executar as tarefas
domésticas.

Sim, é isso mesmo.

Juliana Herkenhoff, de 41 anos, a mulher que você vê aí na foto fazendo uma parada de mão na Pedra Bonita, no Rio de Janeiro, é portadora de artrite
reumatoide, a doença autoimune a que eu me referi há pouco.

E não, essa não é uma pegadinha. A foto da Juliana praticando Yoga não foi tirada antes do diagnóstico.

Na verdade, essa é apenas uma das fotos que ela posta com frequência nas redes sociais como maneira de divulgar o tratamento que ela escolheu para
gerenciar a doença – você vai ver outras ao longo deste texto.

Assim como na esmagadora maioria das doenças crônicas, não existem medicamentos eficientes para a artrite (o Dr. Carlos Schlischka fala um pouco sobre as
abordagens mais tradicionais no vídeo a seguir).

Juliana chegou a iniciar o tratamento convencional, mas insatisfeita com os intensos efeitos colaterais, vem apoiando a sua recuperação em dois pilares
básicos: a vitamina D e a Yoga.

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 5 de 20

As dores do mundo

Em abril de 2014, após sentir muitas dores, foi orientada a procurar um reumatologista e recebeu o diagnóstico de artrite reumatoide.

“As dores vieram de repente e eu comecei a ter muitas dificuldades para andar. Com dores nos pés, punhos, ombros e mãos, não conseguia mais dirigir, me
vestir e mal conseguia abrir uma caixa de leite. Mas meu maior medo era não conseguir cuidar do meu filho, que tinha 5 anos na época. Eu mal conseguia
colocar os tênis dele para ir para a escola”, conta ela.

Com vários médicos na família, ela sentia-se confiante por iniciar o tratamento com uma das melhores reumatologistas do Rio de Janeiro.

Mas assim que começou com as injeções de metotrexato, medicamento que é utilizado até para o tratamento do câncer, percebeu que as perspectivas não eram
assim tão tranquilas.

“Eu me sentia muito mal logo após as aplicações do medicamento, que eram semanais, e comecei a ficar desesperada em imaginar que teria que viver daquele
jeito dali em diante”, lembra.

Além disso, Juliana já fazia suas pesquisas sobre saúde na internet e sabia que um simples remédio não seria a solução de todos os seus problemas.

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 6 de 20

(Se você também tem uma história de “imPaciência” e gostaria de ver uma história em quadrinhos inspirada na sua experiência, mande um email contando ela
pra gente em contato@jolivi.com.br)

POR UMA OUTRA TERAPIA

Juliana tinha ouvido falar por uma amiga de um outro tratamento, mais “alternativo”, que usava altas doses de vitamina D (a vitamina do Sol) para controlar
as doenças autoimunes.

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 7 de 20

Pesquisou bastante e resolveu marcar uma consulta.

A proposta a agradou, e ela decidiu seguir os dois tratamentos em paralelo: a vitamina D e a medicação convencional.

Passados dois meses, no entanto, ela reconsiderou a decisão.

“A gota d’água foi quando eu comecei a sentir dores em outras regiões além daquelas afetadas pela artrite, como nas costas, por exemplo.

Fui ver a bula do metrotexato e estava lá, o remédio que estava causando aquilo. Abandonei as injeções e fiquei só com a vitamina D”, relata.

No primeiro mês do novo tratamento, ela passou a se sentir mais disposta e decidiu procurar um exercício físico para apoiá-la no processo.

Começou a ter aulas de balé e apresentou uma significativa melhora.

Ficou tão feliz com os efeitos da vitamina D em seu organismo que se tornou uma divulgadora ferrenha do protocolo criado pelo neurologista brasileiro Cícero
Coimbra.

“Eu também participava de grupos no Facebook e via que as pessoas que faziam o tratamento convencional não melhoravam. Muita reclamação, muito
sofrimento.

E eu pensava: como assim? O tratamento não faz efeito, tem um monte de efeitos colaterais, por que seguir por aí?”, questionava.

Criou então seu próprio grupo divulgar o tratamento e ajudar outros pacientes “Artrite Reumatoide Tratamento com VITAMINA D” – que hoje já conta com
mais de 9 mil participantes.

O TRATAMENTO DA VITAMINA D

Já falamos muitas vezes aqui na Jolivi sobre o tratamento de altas doses de vitamina D para doenças autoimunitárias desenvolvido aqui mesmo no Brasil, pelo
neurologista Cícero Galli Coimbra.

Caso esta seja a primeira vez que você ouve sobre ele, vou dar uma resumida rápida só para você não se sentir muito deslocado.

Cícero é professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e um incansável pesquisador.

Insatisfeito com os resultados que observava no tratamento de doenças neurológicas, começou a se interessar pelos trabalhos que apontavam para os efeitos
benéficos da vitamina D no tratamento de algumas dessas doenças, em especial a esclerose múltipla.

Há cerca de 15 anos, convencido de sua eficácia, decidiu testar a utilização exclusiva de vitamina D para controlar os sintomas e tratar pacientes da doença.

Os resultados foram impressionantemente positivos e, mais surpreendente ainda, foi notar que aqueles efeitos se estendiam a todas as doenças autoimunes
(como a artrite, por exemplo).

Mesmo sendo alvo de críticos que o acusam de colocar em prática um tratamento experimental, Cícero segue desde então atendendo milhares de pacientes e
repassando seus conhecimentos a médicos do mundo inteiro.

(Sou suspeito para falar desta terapia, já que fiz a mesma escolha para tratar a esclerose múltipla, que também é uma doença autoimune. Se você acha que ela
pode te ajudar e quiser mais informações, me escreve em dcunha@jolivi.com.br que eu te passo o que puder).

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 8 de 20

DE PERNAS PRO AR

Sentindo falta de algo?

Como você viu nas imagens ao longo deste texto, a jornada da Juliana inclui ainda um outro elemento muito importante: a Yoga.

“Foi uma amiga que me convidou, no início de 2015. Eu ainda sentia algumas dores no balé, especialmente nos membros superiores, e resolvi tentar porque
achei que poderia ajudar com isso”.

Buscando por um benefício físico, Juliana foi profundamente transformada pela prática.

“Passei a ver mente e corpo como uma coisa só. E como é uma doença autoimune, que é provocada por nós, essa mudança de pensamento, de percepção, de
forma de ver a vida, que foi proporcionada pelo Yoga, influenciou também a minha relação com a doença” diz.

Ainda em 2015, Juliana passou a utilizar seu Instagram para postar suas fotos em asanas (posturas) de Yoga, divulgar o tratamento com altas doses de
vitamina D e incentivar as pessoas a se apropriarem dos cuidados com a própria saúde.

O exemplo da Juliana é mesmo fantástico.

Mas você não precisa se tornar um(a) yogue contorcionista para se ver livre dos sintomas de uma doença crônica como a artrite.

E ela mesma dá o recado.

“Você não tem que aceitar menos que a vida. Se o seu tratamento não está te ajudando a ficar bem, não está acabando com as suas dores e está te trazendo
efeitos colaterais, mude.

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 9 de 20

Eu não fico tentando empurrar vitamina D pra todo mundo, pode ser pela alimentação, pode ser pelo exercício, cada um vai encontrar um caminho.

Mas é necessário conscientizar as pessoas de que existem outras opções além dos medicamentos e que não devemos nos resignar tão facilmente por um
problema de saúde”.

Mesmo quando parece não haver mais chão, o céu ainda é o limite.

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 10 de 20

A melhor experiência acreditamos ser em vídeo, mas se preferir você pode ter acesso na versão em texto abaixo.

A minha experiência com a acupuntura e também a especialização na área de envelhecimento saudável fizeram com que muitos pacientes com artrite e artrose
já tenham passado em minha rotina médica.

Aprendi com eles formas bem interessantes de gerenciamento de dor e recuperação de articulações.

E também sei que a saúde natural oferece muitas alternativas para estas pessoas que vivem sob o domínio da dor.

Por isso, reservei o nosso encontro de hoje para falar sobre a doença que na verdade é um nome comum para mais de 100 problemas de saúde diferentes.

Sim, a artrite que te acomete pode ser completamente diferente da artrite que está no joelho do vizinho.

Por isso, é importante trazer alguns conceitos que nos ajudam a encontrar as soluções possíveis para este grupo.

OS CONCEITOS E OS TIPOS MAIS COMUNS

Artrite é a famosa dor nas juntas.

A região existente entre dois ossos é chamada de articulação e quando há inflamação nessas partes do corpo está instalado um quadro de artrite.

Acontece que as articulações ao longo do corpo não são todas iguais.

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 11 de 20

As causas para a inflamação das articulações podem ser crônicas ou agudas.

Várias doenças, inclusive, podem resultar em artrite.

Neste Dossiê, vamos nos ater aos dois tipos de artrite mais comuns: a osteoartrite – ou artrose – e a artrite reumatoide.

A ARTROSE

Artrose, osteoartrite e osteoartrose são batismos diferentes para a artrite mais comum que existe.

Ela ocorre quando a cartilagem começa a se desgastar.

Cartilagem é um tecido que serve como “almofada” ou “amortecedor” entre dois ossos.

O primeiro sinal de que essa almofada está gasta, muitas vezes, é a dor que aparece após uma atividade extenuante.

Pode haver ainda sensação de atrito entre os ossos.

Na maioria dos casos, a artrose ataca as articulações das mãos, do joelho, do quadril e da coluna (os famosos bicos de papagaio).

Importante lembrar que a artrose pode acometer uma ou várias articulações ao mesmo tempo.

Durante muito tempo a artrose foi considerada consequência natural do envelhecimento.

Hoje sabemos que as causas são muito mais complexas e podem ocorrer por alguns motivos como:

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 12 de 20

Existem tratamentos eficazes que podem melhorar muito a qualidade de vida de uma pessoa com artrose.

Eles aliviam a dor, protegem as articulações e melhoram a amplitude de movimento nas articulações afetadas.

É sobre eles que vamos falar mais adiante.

Antes, vou apresentar o segundo tipo mais comum de artrite.

ARTRITE REUMATOIDE

Artrite reumatoide é uma doença autoimune. Nestes casos, o sistema imunológico do organismo, por motivos ainda estudados, ataca as próprias articulações.

Fatores genéticos parecem influenciar na manifestação autoimune, mas pesquisas já começam a apontar que o comportamento, especialmente o alimentar,
também é gatilho para a artrite reumatoide.

Já são apontadas como causas associadas a este tipo de artrite os seguintes fatores:

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 13 de 20

Em geral, a AR acomete mais as mulheres adultas e brancas e se manifesta entre 30 e 60 anos.

Pode atacar vários órgãos e tecidos do corpo, mas apresenta uma clara preferência pelas mãos e pés.

É preciso atenção porque pacientes com artrite reumatoide apresentam maior risco para doenças cardiovasculares, principalmente o infarto do miocárdio, em
função da vasculite, uma inflamação das paredes dos vasos sanguíneos.

Há ainda o risco de inflamação do pericárdio, do pulmão e da pleura, inflamações dos olhos, lesões nos nervos periféricos, aumento do baço e formação de
nódulos subcutâneos, principalmente na região do antebraço e cotovelo.

A PREVENÇÃO DA ARTRITE

Tanto a artrose quanto a artrite reumatoide seguem receitas parecidas para a prevenção.

Caso seguidas logo no início da manifestação dos sintomas, elas podem perfeitamente reverter a evolução dos quadros.

Estas medidas podem retardar o processo de adoecimento ou mesmo recuperar as articulações.

É importante sempre procurar um médico para o acompanhamento, especialmente se já há instalação de rigidez.

Fazendo uma ressonância nuclear magnética, um exame não invasivo, será possível identificar o interior das articulações e diagnosticar de forma precoce os
desgastes da mesma, ainda que os sintomas não tenham aparecido.

De forma resumida, podemos dizer que a prevenção capaz de mudar os destinos consiste em:

1) Manter um peso saudável

Perder 5% do seu peso atual, se você estiver com sobrepeso ou em situação de obesidade, pode fazer uma diferença notável para as suas articulações.

5% parece muito, mas para um homem de 90 Kg significa emagrecer 4,5 Kg.

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 14 de 20

Aqui na Jolivi diariamente te apresentamos trocas simples de alimentos que já promovem uma relação de mais tranquilidade com a balança.

Além disso, o meu colega Dr. Leonardo Aguiar também está empenhado neste processo de te ajudar a evitar o excesso de quilos e tem enviado alguns e-mails
relacionados a isso.

Você já viu esse vídeo aqui em que ele explica como calcular o seu Índice de Massa Corpórea?

Depois de calcular o seu IMC, você pode ver na tabela abaixo em qual faixa você está se encaixando.

2) Evite passar muito tempo sem mudar de posição

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 15 de 20

O repouso por período prolongado favorece o acúmulo de líquido no interior da articulação inflamada, levando a distensão desta e ao aumento da dor.

Esse é um dos motivos pelo qual os pacientes geralmente referem piora das dores pela manhã, ao acordar.

Como não dá para alongar enquanto dormimos, o melhor é evitar passar horas sentado ou com os membros parados em uma mesma posição durante muito
tempo durante o dia.

Se for viajar de carro ou avião, faça paradas ou levante-se do assento de vez em quando e procure se alongar.

Enquanto estiver sentado procure movimentar e alongar mãos, braços, pernas e pés.

Se trabalha sentado em um escritório, pode apostar em ginástica laboral, além de procurar se alongar periodicamente.

3) Exercite-se regularmente

O exercício ajuda a emagrecer, melhora o condicionamento aeróbico geral, alonga e fortalece os músculos que suportam uma articulação com artrite.

Isso reduz a dor e a rigidez.

A evidência dos benefícios do exercício é mais forte para a artrite do joelho.

Mesmo que o exercício seja doloroso, você ainda pode se beneficiar.

As caminhadas são boas opções. Use calçados adequados que reduzem o impacto.

Natação e hidroginástica figuram como opções para aqueles que sofrem mais com o impacto.

Considere também um treinamento, alternando caminhadas num dia, andar de bicicleta no outro e em um terceiro fazer natação. Você não vai se cansar e vai
aderir melhor ao hábito.

Recomendo fortemente o Pilates, que trabalha as articulações e ainda fortalece a musculatura para evitar que os vícios de postura comprometam as
cartilagens.

Sugiro, por fim, um santo remédio chamado Tai Chi Chuan.

4) O Tai Chi Chuan

Tai Chi Chuan ajuda a melhorar a força física, a mobilidade e promove uma sensação de bem-estar.

Entre outras coisas, o Tai Chi Chuan é benéfico por melhorar a força muscular, uma vez que os efeitos são comparáveis a musculação, porém sem causar
impacto. Também é eficiente para a coordenação.

O Tai Chi leva ainda a uma melhor estabilidade articular.

Além disso, os aspectos mente-corpo e controle da respiração promovem a calma mental, que pode ajudar a quebrar o ciclo da dor da artrite.

Vários grupos oferecem aulas de Tai Chi em parques, sempre gratuitas. Procure as opções na sua cidade.

5) Atenção aos seus níveis de Vitamina D

Os estudos têm ligado baixos níveis sanguíneos de vitamina D com maior risco de osteoartrite e artrite reumatóide.

Pesquisas mostram que a osteoartrite piora três vezes mais rápido em pessoas com insuficiência de vitamina D.

Como sempre falamos aqui na Jolivi, a principal fonte de vitamina D é o Sol.

Cerca de 15 minutos com braços, pernas e tórax expostos, sem protetor solar, 3 ou 4 vezes por semana, são suficientes para a maioria das pessoas manterem
níveis adequados.

A indicação e a necessidade variam conforme alguns critérios como latitude, peso, idade e a tonalidade da pele.

Se você optar pela suplementação, recomendo 10 mil unidades de vitamina D por dia.

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 16 de 20

6) Repense o glúten e o leite

O potencial inflamatório do glúten e do leite já está consolidado como acelerador de doenças crônicas, como é o caso da artrose e da artrite reumatoide.

A especialista no assunto, a nutricionista e consultora da Jolivi, Drª. Denise Carreiro, afirma de forma categórica que a mudança genética do trigo e o alto
consumo de produtos com glúten hoje estão entre os responsáveis pelo aumento de doenças crônicas.

Da mesma forma, ela afirma que o leite de vaca e as suas proteínas de difícil absorção também contribuem para elevar o índice inflamatório dos organismos e
culminar nestas doenças.

Sugestões semelhantes de redução de consumo têm sido feitas para as gorduras trans, encontrada em óleos hidrogenados e parcialmente hidrogenados, em
algumas marcas de margarinas, batatas e outros alimentos fritos.

A recomendação de ouro é, portanto, reduzir ou substituir totalmente os alimentos com glúten, leite e gorduras trans.

Para isso, basta comer mais comida de verdade do que produtos alimentícios industrializados.

7) Invista nos ácidos graxos insaturados Ômega 3

Por fim, entre as dicas de ouro para prevenir os dois tipos de artrite, cito a importância do Ômega 3.

Alimentos ricos em Ômega 3 têm outros benefícios para a saúde além da redução da inflamação, especialmente na prevenção da doença cardíaca.

As melhores fontes são de peixes como sardinha, cavala, arenque e atum.

Outras fontes de Ômega 3 (menos potentes do que os peixes, no entanto) incluem óleo de linhaça, nozes e vegetais de folhas verdes, como couve e espinafre.

Eu costumo indicar uma dose de 4 gramas, dividido em duas tomadas, após o café da manhã e o almoço, mas ela pode variar de acordo com diversos critérios,
então recomendo que você se certifique da dose ideal com seu médico.

Estas são as 7 estratégias preventivas para a artrite e a artrose, especialmente para quem ainda não cruzou com estes problemas de saúde ou está no início dos
sintomas.

Caso o diagnóstico já esteja instalado há mais tempo, as doenças das articulações exigem mais intervenções.

APÓS O DIAGNÓSTICO DA ARTROSE

No tratamento convencional para artrose, costuma ser indicado o uso de anti-inflamatórios para o controle da dor.

Em alguns casos selecionados, com intenso processo doloroso, pode-se aplicar cortisona intra-articular.

Porém, este tratamento feito a longo prazo e feito repetidamente, pode piorar a degeneração das cartilagens.

Além disso, existem os efeitos indesejáveis do uso contínuo de corticoides, que incluem sangramento intestinal, osteoporose, maior risco de doenças
cardiovasculares, diminuição da densidade óssea e aumento do risco de infecções, entre outros.

Caso acordado com o médico que faz o seu acompanhamento, minha sugestão é trilhar o caminho da medicina alternativa e também a suplementação de
nutrientes.

Neste sentido, a acupuntura já aparece como muito eficiente para o gerenciamento da dor.

E para a deficiência do colágeno, eu recomendo atenção à Glucosamina e à condroitina.

DEFICIÊNCIA DO COLÁGENO

A cartilagem existente nas articulações é composta principalmente por colágeno.

É preciso uma abundância de moléculas de colágeno para ajudar a substituir e reconstruir o que está danificado.

Ingerimos algum colágeno em nossas dietas por meio das carnes, ovos e frutos do mar.

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 17 de 20

Mas somente o aumento da ingesta via alimentos é insuficiente.

São muitos os suplementos existentes quando o assunto é artrite, mas somente a Glucosamina e sulfato de condroitina têm alguma evidência científica para
apoiar a sua utilização.

A Glucosamina com condroitina pode diminuir a dor em pessoas com artrose moderada à grave, com efeitos colaterais mínimos.

Minha sugestão de dosagem padrão é de 3 g para Glucosamina e 1,5 g para condroitina, divididos em duas tomadas diárias. Recomendo associá-las a
cápsulas de 100 mg da planta unha-de-gato, duas vezes ao dia, o que potencializa seus efeitos analgésicos e anti-inflamatórios (sempre de acordo com o
profissional que te acompanha).

Se você for alérgico a frutos do mar, apenas use a Glucosamina de fontes vegetais.

E a condrotina é contraindicada para aqueles que usam medicamentos anticoagulantes e antiagregantes plaquetários, como a varfarina e a aspirina.

Diabéticos também precisam tomar cuidado com a Glucosamina, já que ela pode aumentar a taxa de glicose no sangue.

Minha outra sugestão de suplementação é sobre o colágeno não desnaturado, que contém todos os aminoácidos e proteínas que você precisa para
reconstruir a cartilagem. Entre 4 e 8 gramas por dia, dependendo do grau de acometimento do paciente, são doses comumente utilizada.

MUITA ATENÇAO AO HORMÔNIO DO CRESCIMENTO

Chego nesta parte da aula te pedindo muita atenção a sigla HGH.

Trata-se do Hormônio do Crescimento.

Apesar do nome, no adulto ele é secretado no sentido de promover regeneração dos tecidos danificados, por trauma ou por radicais livres, ao longo do dia.

A secreção deste hormônio naturalmente cai muito com o processo de envelhecimento e/ou nos casos em que existam distúrbios do sono.

Recentemente, os cientistas descobriram que o HGH pode realmente reconstruir suas articulações.

Estudos com animais da Universidade de Cornell provaram que este hormônio, produzido no cérebro, pode estimular o crescimento de uma nova
cartilagem saudável nas articulações lesionadas.

Isso significa que, ao longo do tempo, ele pode literalmente substituir seu tecido articular, célula por célula.

A má notícia é que a suplementação com HGH é muito complexa e deve ser feita estritamente com acompanhamento médico, em casos bem selecionados.

A boa notícia é que temos condições de, através de suplementos adequados e inócuos, induzir seu organismo a aumentar naturalmente a produção de HGH.

COMO AUMENTAR A PRODUÇÃO DE HGH

O segredo é que esta substância natural potente só funciona enquanto você está dormindo.

Uma outra curiosidade é que o HGH é acionado para promover a reparação da cartilagem quando há inflamação.

Calma. Não estou falando que é desejável ter inflamação crônica e entrando em contradição com tudo que já te disse até agora.

Mas lembremos que a inflamação é também um processo de reparação, deve ser uma inflamação adequada. É importante dizer que, em equilíbrio, a
inflamação vai nos ajudar.

Reforço que se há inflamação demais como pode haver depois de um esforço físico árduo este processo causa mais danos do que benefício.

Mas um tiquinho de ação inflamatória em equilíbrio vai fazer o HGH trabalhar a seu favor.

E adivinha quem é um poderoso modulador da inflamação?

O lúpulo.

Sim, você ouviu direito: o lúpulo, o ingrediente adicionado à cerveja para dar-lhe um pouco de amargura.

Ele tem um poderoso efeito antioxidante, contém óleos naturais chamados ácidos alfa.

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 18 de 20

Eles são alguns dos compostos naturais mais bem estudados quando se trata de inflamação.

Ajudam a regular a enzima COX-2, uma substância que, em excesso, traz problemas para as articulações.

O lúpulo pode ser encontrado em lojas especializadas e farmácias de manipulação, e consumido em cápsulas de 200 mg.

Deve ser ingerido antes de dormir, para ajudar a regular a sua inflamação, facilitando a ação reparadora do HGH.

Além disso, para estimular a produção de HGH é necessário que você tenha uma excelente noite de sono reparadora, como eu já comentei anteriormente.

Para isso, eu recomendo o extrato de valeriana. Cerca de 50 mg são suficientes para lhe provocar um sono reparador, sem dopá-lo.

Procure também fazer uso da melatonina, que regula o ritmo do sono e é o mais poderoso antioxidante existente na natureza.

Finalizo as recomendações para a artrose citando as ervas naturais que têm efeitos analgésicos e anti-inflamatórios.

São elas:

Garra do diabo (tomada em forma de comprimidos)


Rosa canina (tomada em forma de pó ou cápsulas)
Arnica (em geral a ser utilizada em gel, creme, pomada)
Salgueiro branco (em geral, tomado em forma de comprimido ou, cápsula)
Pimenta (utilizada em forma de creme ou compressas)
Açafrão da terra ou cúrcuma (em cápsulas, 500 mg, duas vezes por dia).

Todas podem provocar efeitos colaterais e a superdosagem pode causar intoxicação.

Converse com o seu médico sobre o uso e não se esqueça de perguntar sobre a interação com outros remédios.

E PARA A ARTRITRE REUMATÓIDE?

Como dissemos, a artrite reumatoide está no grupo das doenças autoimunes.

Os tratamentos convencionais indicados para os sintomas leves da artrite reumatoide são os anti-inflamatórios não-esteroidais e o paracetamol.

Nestes casos, além de não tratar a causa da doença, existe o risco do uso prolongado ocasionar, por exemplo, uma lesão no fígado.

Os médicos também costumam indicar corticoides orais ou injetáveis que podem trazer efeitos adversos ruins, fazendo com que muitos usuários afirmem que
“é preferível a doença ao tratamento”.

Neste sentido, o nosso objetivo aqui é diminuir ao máximo o processo inflamatório generalizado que aparece na AR e a sugestão é por uma suplementação
adequada e uma revisão na alimentação.

Para isso, trago para esta etapa da nossa aula a vitamina D

SUPERDOSAGEM DE VITAMINA D

O tratamento com altas doses de vitamina D para doenças autoimunes, desenvolvido no Brasil, também vem sendo adotado por alguns profissionais do
planeta.

É uma opção para quem busca se livrar dos sintomas da doença.

A metodologia para suplementar ainda carece de estudos científicos que comprovem sua eficiência, mas alguns trabalhos já indicam que ela é efetiva.

Além disso, a experiência de pacientes tratados com este protocolo de alta dosagem reforça o coro para que a medicina alopática enfim reconheça sua eficácia.

A dosagem padrão para cada paciente precisa ser individualizada, mas um estudo publicado em 2015 no International Journal of Rheumatic Diseases concluiu
que a suplementação de 60 mil UI por semana de vitamina D em pacientes com artrite reumatoide, por 6 semanas consecutivas, contribuiu para uma redução
significativa na atividade da doença dentro de um curto período.

Minha recomendação é que, caso você tenha uma doença autoimune como a AR, procure um profissional que segue o protocolo de alta dosagem de vitamina
D.

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 19 de 20

Aqui na Jolivi sempre abordamos o tema e prometo voltar para falar mais sobre isso.

OUTRAS SUPLEMENTAÇÕES

Além da vitamina D, as pesquisas sugerem que os ácidos graxos Ômega 3 têm propriedades anti-inflamatórias e precisam fazer parte das suplementações para
pacientes com AR.

O Ômega 3 pode ajudar com articulações dolorosas e na rigidez, além de reduzir a necessidade de tomar medicamentos anti-inflamatórios não-esteróides
(AINEs).

Um estudo descobriu que os pacientes com AR que tomaram 10 gramas por dia de óleo de fígado de bacalhau – cerca de 2 colheres das de chá – foram capazes
de reduzir em mais de 33% a ingestão diária de remédios.

Várias outras ervas e suplementos foram avaliados quanto à sua capacidade para reduzir a inflamação em pessoas com artrite reumatoide.

Cito como principais a Boswellia, gengibre, chá verde, e a raiz de açafrão, que podem ser consumidos in natura.

Não quero parecer repetitivo, mas para todas sugiro que você converse com o seu médico.

Sugiro ainda a suplementação com a pregnenolona, um hormônio esteroide derivado do colesterol, que tem um importantíssimo e vital efeito sobre a
manutenção da atividade cerebral.

Trabalhos demonstraram que este hormônio tem um potentíssimo efeito antirreumático.

Ele é capaz de modular a síntese da enzima COX 2, reduzindo a atividade inflamatória.

Foi demonstrado que, na dose de 450 mg/ ao dia, foi capaz de reduzir a necessidade de corticosteroides

O único efeito colateral observado com o uso de pregnenolona foi o aumento da oleosidade natural da pele.

Diferentemente da artrose, portadores de artrite reumatoide têm seu estado nutricional mais afetado com a evolução da doença.

Por isso, a preocupação com a alimentação é ainda mais importante. Reduzir drasticamente o glúten e o leite ficam na ordem do dia.

Também é indicado o consumo de antioxidantes – como vitaminas C, E, selênio, ômega 3 e flavonoides – para diminuir a agressão da inflamação.

Para o alívio da dor, novamente falo da acupuntura e das terapias de calor, com banhos quentes e compressas que promovem o relaxamento.

Obrigado pela companhia.

Até a próxima.

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017
[Relatório] As soluções para a artrite e artrose Jolivi – Saúde Natural - Página 20 de 20

(*) A reprodução indevida, não autorizada, deste relatório ou de qualquer parte dele sujeitará o infrator a multa de até 3 mil vezes o valor do
relatório, à apreensão das cópias ilegais, à responsabilidade reparatória civil e persecução criminal, nos termos dos artigos 102 e seguintes da Lei
9.610/98

https://minhasassinaturas.jolivi.com.br/relatorio-as-solucoes-para-a-artrite-e-artrose/?x=38 07/12/2017