Você está na página 1de 7

1

INTRODUÇÃO E HISTÓRIA DA ACUPUNTURA VETERINÁRIA

A Medicina Tradicional Chinesa baseia-se no equilíbrio ou harmonia tanto no


interior do organismo como o relacionamento com o meio exterior. Inclui a
homeostasia das funções neuroendócrinas, estado emocional, influência hereditária.
Considera também um equilíbrio com o meio ambiente externo. O conceito básico
utilizado é representado pelos termos Yin e Yang, ou seja energias opostas e ao
mesmo tempo complementares. Podem-se interpretar estas metáforas
resumidamente como os processos de anabolismo (Yin) e catabolismo (Yang), ou
ainda influência parassimpática e simpática.

Embora os conceitos básicos e conceitos da medicina chinesa e ocidental


difiram amplamente, ambas as disciplinas se direcionam e tentam tratar as mesmas
desordens físicas. Cada escola encorpa conceitos que são estranhos à outra. A
medicina tradicional chinesa não considera nem o sistema endócrino, nem sistema
nervoso periférico e a medicina ocidental não tem o formato que inclua o diagnóstico
de doenças causadas por “fatores patogênicos externos”, tais como calor, frio, vento
ou umidade. O praticante de cada uma usa seu treinamento para alcançar a mesma
meta: a ótima saúde do paciente.

A diferença entre as duas abordagens tem sido comparada com a diferença


entre a mente de um mecânico versus à do jardineiro. O doutor da medicina ocidental
é treinado para detectar doenças específicas ou desordens no paciente, para acessar
onde o corpo esta com mau funcionamento e reparar ou substituir a parte danificada.
O prático da medicina tradicional chinesa se esforça para ver o paciente e a doença
em termos de sua relação entre cada um, e então auxilia o corpo no seu retorno ao
um estado de equilíbrio, portanto “cuidando do jardim”, ao invés de “consertar a
máquina”. A associação de psique e soma, na abordagem do diagnóstico e
tratamento é fundamental no pensamento filosófico oriental.

A acupuntura é um dos métodos mais antigos de terapia chinesa. O termo


Acupuntura é originário das palavras em latim acus = agulha e pungere = espetar. É
a técnica de perfurar a pele com pequenas agulhas num local pré-determinado,
chamado ponto de acupuntura, para prevenir ou tratar doenças. Esta palavra não
2

traduz a expressão chinesa “Shen Shiu” (também “Zhen Jiu”) para esta terapia, que
quer dizer “espetar e queimar”. Assim podemos falar de um outro método terapêutico
que está intimamente ligado à Acupuntura: a moxibustão (vem de Moxa = Mogusa –
tipo de preparação de Artemísia e bustum = local de queimadura). Desta forma a
Acupuntura engloba na verdade duas técnicas: a estimulação de áreas definidas na
pele (pontos de acupuntura) por agulhas e/ou por transferência de calor para fins
terapêuticos (moxabustão).

A técnica da Acupuntura utiliza estímulos físicos (agulha, laser) e químicos


(acuinjeção) em áreas definidas através da pele para terapêutica e diagnóstico de
doenças funcionais reversíveis, assim como para melhora de doenças graves. Além
da Acupuntura tradicional, existem outros métodos: Auriculoterapia,
Eletroacupuntura, Hipoalgesia, Eletroacupuntura, Terapia de laser, Moxabustão,
Terapia neural, Acuinjeção, Escarificação da pele, uso de ventosas com ou sem
presença de agulhas, ultrassom, ultravioleta e indução magnética, entre outros.

A acupuntura, assim como toda a medicina chinesa, baseia-se na filosofia


taoista, espelhada pela dualidade Yin e Yang e a teoria dos 5 elementos. O termo Yin
e Yang é mencionado pela primeira vez no Livro das Mutações (I Ching), que é
anterior à Confúncio. A melhor documentação referente a acupuntura é o Huang Di
Nei Jing, Livro Clássico do Imperador Amarelo, escrito 27 séculos A.C. Os jesuítas,
no século XVI, foram os primeiros a introduzir os conhecimentos e a prática da
acupuntura na Europa. Todavia, o primeiro tratado de acupuntura editado no ocidente
foi obra do Dr.Dabry de Thiersant (1826-1898) e na década de 1920/30 o francês
Souliet de Morant e seus discípulos divulgaram com maior ênfase a acupuntura no
ocidente. Foi o Professor Frederico Spaeth que introduziu de uma maneira mais
efetiva a acupuntura no Brasil em 1950, sendo fundada em 1958 a Associação
Brasileira de Acupuntura.

Acupuntura Veterinária

A acupuntura veterinária surgiu contemporaneamente à humana e é uma


terapêutica que teve a capacidade de ter sobrevivido ao redor de 5000 anos até os
dias atuais. A acupuntura provavelmente teve origem no período Neolítico e a
primeira informação no Ocidente foi veiculada por Marco Pólo. Sua difusão ao resto
3

do mundo ocorreu na mesma época que na China, havendo relatos de seu uso na
África, Arábia, Oceania e inclusive na América do Sul. Entretanto, dá-se a primazia
da Acupuntura à China em razão da grande difusão da mesma nesse país e em
razão do desenvolvimento obtido pelos chineses no uso, ensino e aplicação da
mesma.

Apesar de haver uma lenda de que um guerreiro foi curado de suas dores
reumáticas com uma flexada no calcanhar e a partir daí os demais pontos e
meridianos foram descoberto, com maior probabilidade a acupuntura se desenvolveu
a partir da reflexologia onde a partir da pressão de áreas sensíveis do corpo foi
possível aliviar diversos sintomas nos pacientes.

Referências mais específicas sobre a Acupuntura Veterinária podem ser


encontradas por volta de 900 a.C. quando no reino de Qin viveu um General da
Montaria, Sunyang, chamado “Bole” (também “Bai Lê”) que conhecia
Acupuntura/Moxabustão, especialmente em cavalos. Ele também clinicava como
Shou-i (veterinário) e Shu-ma (veterinário de cavalos).

A estreita relação do povo Chinês com os cavalos de montaria e com o búfalo


d’água usado na agricultura, explicam porque existem referências, mais antigas e
detalhadas, sobre a Acupuntura Veterinária para estas duas espécies animais.

A Acupuntura no cão e no gato, por outro lado, é mais recente e desenvolvida


principalmente no ocidente. Estas espécies apenas posteriormente receberam
atenção dos chineses. Da mesma forma como a Acupuntura humana se propagou
através da região do extremo oriente (Japão, Tibet, Ceilão etc), no princípio do
primeiro milênio d.C., o tratamento de animais propagou-se pela mesma região
geográfica.

Em conseqüência de viagens de comércio e de explorações para a China,


foram encontradas referências sobre Acupuntura em relatórios de viagens. Na
primeira metade do século XIX existiram inúmeros relatórios na literatura da medicina
veterinária francesa e alemã sobre esta estranha forma de tratamento. Uma visão
detalhada sobre o desenvolvimento da Acupuntura humana e animal dentro e fora da
China e com muitas referências literárias, pode ser encontrada em Bossut (1990) e
Schippers (1993).
4

Quando em 1602 foi fundada a Companhia dos Países Baixos e das índias
Ocidentais, a Acupuntura humana foi tema de diversas publicações. De acordo com
Schippers (1993), o termo “acupunctura” foi mencionado pela primeira vez na
dissertação de W.Ten Rhyne de 1683 (apud Schippers, 1993), cujo surgimento
provavelmente remonta ao ano 1669. Já a primeira publicação ocidental detalhada
sobre a Acupuntura Veterinária é datada do ano de 1825, no qual Girard (Alfort,
França) publicou “Sur l’acupuncture” (Sobre Acupuntura). Outros escritos se
seguiram em 1826, Casuísticas no Cavalo de Von Prevost (Genf, Suíça); Casuísticas
no Cão e no Gato; no mesmo ano de Von Chanel (Lyon, França), em 1830 na
Alemanha uma dissertação sobre Acupuntura em coelhos, patos, sapos (Eupen,
Bonn), bem como em 1833 encontra-se dois trabalhos de Hayne (Viena, Áustria),
realizados na atual Faculdade de Medicina Veterinária de Viena.

Por volta de 1950, seguiram-se outras publicações ocidentais sobre a


Acupuntura Veterinária, especialmente na França, até que a partir de 1960, o médico
veterinário Oswald Kothbauer, amigo de Bischko (Viena), fundador da pesquisa
cientifica da Acupuntura na Europa Ocidental, empenhou-se na pesquisa cientifica
sobre os mecanismos de ação da Acupuntura, ampliando ainda mais o número de
publicações e pesquisas sobre o tema.

Graças ao desempenho de Kothbauer, a Acupuntura foi reconhecida


rapidamente entre os médicos veterinários na Áustria. Em seguida foi professor de
Acupuntura na Faculdade de Medicina Veterinária de Viena, cujo cargo manteve
durante 15 anos.

Importantes contribuições para a Acupuntura veterinária em animais de


pequeno porte provêm do austríaco Brunner (1980) e no cavalo e no gado do alemão
Westermayer e Greiff (1980). O reconhecimento oficial deste método de terapia foi
fundamentado através do trabalho pioneiro destes médicos veterinários, de forma
que a Acupuntura se tornou uma parte integrante da complementação dos estudos
da veterinária.

Como pode ser constatado em escritos e ilustrações da Idade média, naquela


época muitos pontos do corpo já eram tratados por sangria. Documentações mais
detalhadas apresentam ilustrações dos chamados “Lass-Roesslein” (cavalinhos de
5

sangria), baseados em referências de diversas indicações de mapas de pontos, os


quais mantinham estreita relação com os mapas de Acupuntura animal.

Cronograma Histórico:

• Neolítico (há 5000 anos)

• Lenda: soldado ferido por uma flecha

• Relação de causa e efeito

• China, India, Coréia, Sri Lanka (animais)

• Acupuntura em animais na mesma época que no homem

• Primariamente eqüinos (transporte e trabalho)

• Primeira referência escrita em acupuntura veterinária - 947 a 928 a.c. (Zhao Fu) -
tratamento de choque por calor através de sangramento da jugular

• Huang Di Nei Jing - livro clássico do imperador amarelo - 300 ac - yin e yang

• Dinastia Qing e Han (221 ac - 220 dc) - maior organização da acupuntura


veterinária, utilizando-se agulhas de fragmentos de osso e bambu e
posteriormente metal e ervas, surge o conceito de meridianos

• "Lie Xian Zhuan" (legenda dos imortais) - 209 ac - tratamento de animais


utilizando acupuntura - 1º tratado importante

• "Zhou Hou Bei Ji" (livro de bolso para emergências em medicina veterinária) - 265
dc - Ge Hong - acupuntura e moxabustão, venopuntura, cautério - alterações
lombosacras

• "Ma Jing Kong - Xue Tu" (atlas de meridianos e acupontos de eqüinos) - 581-618
dc

• "Yuan Heng Liao Ma Ji" - Yu Ben-Yuan e Yu Ben-Heng - eqüinos e bovinos - livro


mais importante em acupuntura, moxabustão e fitoterapia em veterinária -
publicado em 1608

• Com a invasão da china pelos europeus ocorreu uma redução do uso de


acupuntura

• 1929 - Chiang Kai-Sheck – proibição do uso da medicina tradicional chinesa


6

• Uso reiniciado em 1949, com a fundação da república popular da china (Mao Tse
Tung)

• Uso de estimulação elétrica introduzido em 1972 para analgesia

• Atualmente 5 de 8 universidades chinesas de veterinária possuem departamentos


de medicina veterinária tradicional chinesa, incluindo acupuntura, sendo
ministrados cursos de especialização nesta área

• No Japão 10,4% de eqüinos psi são tratados com acupuntura

• Atualmente a acupuntura é o método de eleição para o tratamento de problemas


musculares em Miho, o maior centro de treinamento de psi no Japão

• Vários países da europa tem utilizado acupuntura em animais, especialmente


após a década de 50: Holanda, Inglaterra, Irlanda, Finlândia, França, Alemanha,
Áustria, Itália, Irlanda, Países Escandinavos, Suiça, Rússia e países da europa
oriental

• Os franceses foram provavelmente os primeiros ocidentais a introduzir a


acupuntura em animais (assim como para a acupuntura humana)

• A acupuntura tem sido ensinada nas duas escolas mais antigas da europa, a de
Lion e de Alfort, desde 1762 e 1766 respectivamente

• Associação dos Veterinários Acupunturistas da França foi fundada na década de


70.

• Primeiras referências sobre a acupuntura na literatura inglesa datam do século


XIX

• A partir da década de 70 a acupuntura veterinária apresentou um grande


desenvolvimento devido ao maior intercâmbio com o oriente

• Na Europa, a primeira cirurgia de cesariana com analgesia por acupuntura - 1975


- Oswald Kothbauer (Áustria) - professor da faculdade de veterinária de Viena

• Pesquisas relacionadas ao efeito fisiológico da acupuntura em animais têm sido


realizadas nas faculdade de veterinária de Munique e Hanover, na Alemanha.

• Sociedade Internacional de Acupuntura Veterinária (IVAS) foi fundada nos EUA


em 1974 (cursos de especialização)
7

• Congresso internacional da IVAS ocorre anualmente em diversos países do


mundo

• Brasil - a partir da década de 50

• Associação Brasileira de Acupuntura - fundada em 1958 (congressos anuais na


área médica)

• Veterinária - maior impulso a partir da década de 80

• I Simpósio Brasileiro de Acupuntura Veterinária em São Paulo (setembro de


1994);

• Associação Brasileira de Acupuntura Veterinária (Abravet): fundada em 1999.

• 2003 – Congresso Internacional de Acupuntura Veterinária (IVAS)

• 2006 – 1º. Exame de Certificação de Médicos Veterinários brasileiros junto ao


IVAS