Você está na página 1de 12

FACULDADE METROPOLITANA DA GRANDE FORTALEZA

CURSO DE ENFERMAGEM

LUCAS LIMA DUTRA

CUIDADOS HOSPITALARES EM UMA PERSPECTIVA HISTORICA DO SUS

FORTALEZA - CE
2018
LUCAS LIMA DUTRA

CUIDADOS HOSPITALARES EM UMA PERSPECTIVA HISTORICA DO SUS

Relatório apresentado a disciplina Formação


Étnica Brasileira, do curso de Psicologia da
Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza
(FAMETRO) como requisito parcial para
aprovação na disciplina, sob a orientação do
prof.º Dr. Francisco Secundo da Silva Neto.

FORTALEZA
2018
RESUMO

O presente artigo trata de uma visita, com o intuito de observar os cuidados de uma instituição
que, emprega as diretrizes do SUS e o atendimento Humanizado, para observar se os cuidados
de hoje, em relação aos cuidados que eram feitos antes da inserção, desses sistemas mudaram,
a respeito do atendimento e cuidado dos pacientes em uma instituição, e observar que
mudanças estas, trouxeram para o atendimento destes pacientes.
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO................................................................................................................. 04
2. “PERSPECTIVA HISTORICA”.....................................................................................05
3. “DESCRIÇÃO DA VISITA........................................................................................... 07
4.CONSIDERAÇÕES FINAIS ......................................................................................... 08
REFERÊNCIAS.................................................................................................................. 09
ANEXO
4

1. INTRODUÇÃO
O trabalho realizado foi descrito e realizado a partir do pressuposto de novas práticas
que o SUS traz, no cuidado do pacientes. Verificando se estas práxis são as mesmas realizadas
antes da implementação do SUS na década de 80, que traz consigo o movimento de uma
reforma na saúde Brasileira. Esta mudança traz consigo, a reforma da práxis no cuidado dos
pacientes. Motivo norteador da visita realizada em um Hospital de fortaleza.
O estudo e a visita trazem relevância para se observar e traçar um paralelo de como a
saúde tem evoluído e mudado, conforme as praticas de cuidados foram se implementado, e
ressaltando que, com o passar do tempo, houve uma mudança significativa nos cuidados.
A práxis e cuidado antes da implementação, eram bastante torturantes, e
desqualificava a subjetividade humana, onde o que imperava era o saber médico, onde os
pacientes eram submetidos a métodos de tratamentos degradantes, para a sua saúde e dotados
de práticas que são desumanas, com o objetivo de buscar a ausência de doenças.
Esse sistema de cuidado realizado antes da reforma era um meio de isolamento da
população. Ditas Anormais, que nela se enquadravam todos aqueles que eram ou agiam foram
do padrão da sociedade; homossexuais, doentes mentais, negros, bêbados ou crianças que as
famílias abandonavam.
Que hoje houve uma mudança significativa em todo o sistema de saúde com a
implementação, do SUS. Promovendo um maior bem estar de saúde física e mental.
Esta visita foi realizada como um sujeito testemunha do atendimento e da observação
do cuidado do Hospital, e de informações Públicas que ele contém. Na instituição Hospital
São José das doenças infecciosas, Hospital do Estado. Aqui faço uma relação dos cuidados da
atualidade com os realizados antigamente, para levantar e observar as mudanças no cuidado
de hoje para o anterior.
5

2. PERSPECTIVA HISTORICA
Atualmente se percebe um maior cuidado em relação à saúde, que advém de um
percurso histórico de evolução do Sistema integrado de Saúde. Para tal o SUS garante o
serviço de saúde de qualidade para a população que se torna responsabilidade do Estado a
atribuição, pois está na constituição de Saúde do Brasil que atribui cuidados para os níveis
Federal, Estadual e Municipal (Souza,2010). Nesta lei a constituição de 1988 possibilita que a
saúde nos Hospitais seja igualitária e de acesso universal. E que evolui a partir do
desenvolvimento da Humanidade, em contexto, que as formas de instrumentos e tecnologias,
se desenvolvem continuamente, impactando, diretamente nesse avanço. Porém em relação ao
cuidado com a implementação, do sistema no Hospital da região de Fortaleza do estado,
caracterizada por uma grande população pobre na periferia, com baixas condições monetárias
e que podem utilizar de recursos de saúde, do estado ou de Hospitais universitários grátis,
com a presença do sistema reforçado por suas diretrizes mostra a sua relevância e
desenvolvimento dos cuidados.
Pois os hospitais contam com equipes multidisciplinares e com vários profissionais
que integram a sua equipe para melhor atender a população. Cuidados que vão desde o
tratamento da doença especifico, com o saber medico, á cuidados como a nutrição do
paciente. Para se ter um melhor atendimento, os cuidados integram o melhor bem-estar,
desses pacientes internados, e que estão passando por um sofrimento em relação a sua doença.
Esse movimento garantiu à descentralização do cuidado a população que não possuía
acesso a saúde de qualidade e igualitária que vem superando as desigualdades, pois antes da
implementação da constituição de 1988, havia uma restrição no atendimento dos hospitais
Brasileiros de 30 milhões de brasileiros sendo um sistema centralizado para a população e
tinha a saúde somente como uma ausência de doenças. Após a constituição o sistema se
tornou integrado e descentralizado para a população mais pobre e que não tinha acesso, tendo
um aumento de 30 milhões de brasileiros, para 70 milhões (Brasília: Editora do Ministério da
Saúde, 2011),
Um grande marco se deu em 1930 com a criação do Hospital colônia de Barbacena,
conhecido como a cidade dos loucos, que eram mandados para a instituição, como forma de
isolamento da sociedade (Borges, 2011). Marcado por superlotação e condições degradantes e
que separavam as pessoas que fugiam dos padrões da sociedade, homossexuais, doentes
mentais, negros, bêbados ou crianças que as famílias abandonavam, e era imposto um
tratamento que muitas vezes se relacionava a torturas e medicamentalizações.
6

Esse percurso reverbera no atendimento observado, na evolução do atendimento, e


presença, onde o sujeito também tem voz, nesses hospitais no seu cuidado, que atendem a
periferia pobre de fortaleza, se torna indispensável por ter diretrizes que acolhem a população,
que se tem um sistema econômico inferior em paralelo com a qualidade do atendimento,
biopsicosocial das instituições, e se ver que a saúde vem se desenvolvendo gradativamente
por apresentarem, hoje uma equipe multidisciplinar em atendimentos gratuitos, e que contam
com uma assistência de relevância para os sujeitos, em sofrimentos psicológicos que diferem
das praticas anteriores de imposto saber medico, medicalização, internamento e isolamento
dos sujeitos, centralização e ausência de doenças.
Tendo assim, que as praticas vem para acrescentar e somar na saúde Brasileira, e que
possui cuidados integrais dos sujeitos, que evoluiu ao longo da historia.
7

3. “DESCRIÇÃO DA VISITA/TRABALHO DE INTERPRETAÇÃO DA


ENTREVISTA”
A visita foi realizada ao São José, Hospital do estado, que se encontra em Fortaleza-
CE, foi criado no dia 31 de julho de 1970, é um órgão do estado, vinculado a Secretaria da
Saúde do Estado do, ceará. Com o corpo composto com 700 servidores, com capacidade de
120 leitos e 8 da UTI.
A instituição foi nomeada na época com o nome de São José de doenças
Transmissíveis Agudas, ele tinha na época de sua inauguração, como diretor o Dr. Lúcio
Gonçalo de Alcântara, o governador do Ceará o Dr. Plácido Aderaldo Castelo e o secretário
de Saúde era o Dr. José da Rocha Facundo.
O Hospital, com 46 anos de historia funciona como referência em doenças infecciosas
no Estado ceará, onde atende pessoas de todo o Estado com o sistema integrante da Rede
SUS- sistema único de Saúde.
O hospital nasceu com a necessidade de tratar as doenças transmissíveis, e continuou
assim por 10 anos, tratando de doenças comuns na época ( coqueluche, sarampo, difteria,
tétano neonatal, hepatites) que diminuíram, posteriormente com o advento das vacinas. Hoje
se solidifica em uma referência em atender, pacientes soropositivos para o HIV aqui no Ceará,
tratando com Humanização e profissionalismo, com reconhecimento Nacional.
Sendo assim, representa muita importância para a população, pois pacientes que
necessitem de atendimento, na área citada, são bem recebidos e tratados, com Humanização.
Os sistemas do Hospital integram atendimentos Humanizados e Multiprofissionais, onde a
população que carece de renda e que vive em situações de pobreza, e aqueles que têm alguma
condição, é tratada bem e de forma igualitária nessa instituição do Estado, ou seja, os
atendimentos são gratuitos, tendo a Missão de prestar assistência qualificada e humanizada
em doenças infecciosas, sendo instituição de ensino e pesquisa. Mantendo sempre a visão de
futuro e ser um centro de excelência internacionalmente reconhecido em doenças infecciosas.
Os valores que constituem a instituição são Humanização; Melhoria na qualidade do
atendimento à saúde do usuário e das condições de trabalho dos profissionais. Democracia na
Gestão, excelência na gestão, ética, equidades no atendimento, responsabilidade
socioambiental, Pontualidade, compromisso com o ensino, cooperação nas relações de
trabalho, aprendizado continuo, credibilidade institucional.
8

4. CONSIDERAÇÕES FINAIS
A pesquisa resolveu o problema inicial deste trabalho e ampliou o meu conhecimento
sobre o tema, e ao mesmo tempo um desafio, de procurar artigos se aprofundar mais sobre o
assunto.
A minha visita a instituição eu vejo um desenvolvimento e aprendizagem, pois a visita
traz a experiência real daquilo, que se aprende nas teorias e artigos da disciplina, e a presença
física naquilo, traz um conjunto de sensações e percepções sobre o que se teoriza, ampliando
o campo da linguagem e da subjetividade a cerca da experiência e da vivência.
E na visita, você percebe o atendimento de hoje no Hospital, consegue ver os
atendimentos Humanizados e as diretrizes do SUS na prática. Portanto foi muito gratificando
aprender, mais sobre o tema, ver que ao longo da historia os atendimentos e cuidados,
evoluíram bastante.
Essa experiência me fez avançar alguns passos, sobre o conhecimento, de um lado
vejo como os atendimentos eram realizados anteriormente, de outro a evolução que se deu ao
aplicar o SUS nessas instituições- e a sua relevância para a população que possuem, baixa
renda e não podem pagar para um atendimento de qualidade, o encontra gratuitamente pela
instituição do Estado.
E que os problemas básicos da Saúde vem se desenvolvendo, com o passar dos
tempos, e que a cada dia, as doenças vão se tratando de forma mais eficaz.
9

REFERÊNCIAS:

BORGES, Viviane Trindade. Memórias difíceis: hospital colônia de barbacena, reforma psiquiátrica brasileira e
os usos políticos de um passado doloroso . programa de pós-graduação em museologia e patrimônio -
unirio, Santa catarina, v. 10, n.11, p.111-222, ./dez. 2010. Disponível em: <https://www.xxxxxx.yyyy>. Acesso
em: 01 mai. 2018.
Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria-Executiva. Subsecretaria de Assuntos Administrativos. SUS: a saúde do Brasil /
Ministério da Saúde, Secretaria-Executiva, Subsecretaria de Assuntos Administrativos. – Brasília: Editora do Ministério da
Saúde, 2011. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/sus_saude_brasil_3ed.pdf >. Acesso em: 27 mai.
2018.
HOSPITAL SÃO JOSÉ. O hospital. Disponível em: <http://www.hsj.ce.gov.br/#>. Acesso em: 29 mai. 2018
SOUZA, Georgia Costa De Araújo; , Iris Do Céu Clara Costa. O SUS nos seus 20 anos: reflexões num
contexto de mudanças. Saúde Soc, São paulo, v. 19, n. 3, p. 509-517, jan./dez. 2010. Disponível em:
<http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-12902010000300004&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em:
27 mai. 2018.
ANEXO