Você está na página 1de 22

MANUAL DO COLABORADOR

MANUAL DO COLABORADOR MANUAL DO COLABORADOR
MANUAL DO COLABORADOR
MANUAL DO
COLABORADOR
MANUAL DO COLABORADOR MANUAL DO COLABORADOR
MANUAL DO COLABORADOR MANUAL DO COLABORADOR
MANUAL DO COLABORADOR MANUAL DO COLABORADOR

Manual do colaborador

ÍNDICE

1. Introdução

1

2. Administração de Pessoal

2

Legislação Trabalhista

2

Relações Sindicais e Trabalhistas

2

Contratos de trabalhos

2

Horário de Trabalho

2

Ausências ao Trabalho

3

Desligamento do empregado

4

3. Roupa para trabalho

4

4. Benefícios

5

5. Processos disciplinares

6

6. Política de Remuneração

6

7. Treinamento e Desenvolvimento

7

8. Comunicação

8

9. Programas

8

10. Desempenho

9

11. Recrutamento & Seleção

10

Recrutamento Interno

10

Recrutamento Externo

10

Programa nacional - jobposting

10

12. Segurança

10

Segurança do Trabalho

11

Segurança

Patrimonial

13

Demais práticas importantes

14

13. Uso do telefone institucional

14

14. Informações internas

14

15. Relações interpessoais

14

16. Postura

15

17. Linguagem

15

18. Participação e Sugestões

15

19. Relacionamento com superiores

15

20. Relacionamento afetivo entre colegas

15

21. Autocontrole

16

22. Ingresso na Instituição em horário fora do expediente

16

23. Visita de amigos ou familiares no trabalho

16

24. Criatividade

16

25. Flexibilidade

16

26. Organização

17

27. Qualidade

17

28. Ética

17

29. Hot line da Laureate

17

30. Proibição do trabalho infantil

18

31. Mesa de trabalho

18

32. Uso de e-mail

18

33. Celular no trabalho

19

34. Material e equipamentos

19

35. Transferência física de material e equipamentos entre setores

19

Manual do colaborador

MANUAL DO COLABORADOR

Este manual foi criado para orientar os colaboradores da UNIFACS sobre os procedimentos a serem adotados no exercício da sua função. Nosso objetivo é colaborar para o desenvolvimento, dentro da nossa Instituição, de uma cultura cidadã, pautada na nossa missão de formar pessoas por meio de uma educação continuada, inovadora e de excelência, que possa torná-las capazes de contribuir para o desenvolvimento regional. Para isso, precisamos estar alinhados com a nossa proposta. Portanto, é preciso ter consciência da responsabilidade que temos em oferecer um serviço cada vez mais profissional.

A gestão de pessoas da UNIFACS está dividida em grupos de procedimentos:

Administração de Pessoal, Treinamento e Desenvolvimento, Recrutamento e Seleção e Segurança

Manual do colaborador

ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL

Legislação Trabalhista

1. CLT – Consolidação das Leis Trabalhistas: normas que regulam as relações

individuais e coletivas de trabalho.

2. CCT – Convenção Coletiva de Trabalho: é o resultado das negociações coletivas

entre sindicatos de empresa e de colaboradores

3. Data base: é a data prevista para início da vigência a fim de que sejam aplicados

os resultados das negociações da convenção coletiva.

4. Dissídio Coletivo: Caso as negociações trabalhistas não sejam concluídas de

forma amistosa entre os sindicatos representantes das categorias, poderá ser instaurado um processo judicial e encaminhado à Justiça do Trabalho, para que o tribunal decida pelas partes. A este processo judicial dá-se o nome de dissídio coletivo.

Relações Sindicais e Trabalhistas

Todos trabalhadores têm a liberdade de associação sindical e participação das assembleias promovidas pelos sindicatos, para votação dos seus interesses.

Contratos de Trabalhos

1. Contrato de trabalho por Prazo Indeterminado: as contratações ocorrem na

grande maioria das vezes, por prazo indeterminado, com período de experiência de até 90 dias. Havendo continuidade no contrato de experiência, este passará a ser contrato por prazo indeterminado.

2. Contrato de trabalho por Prazo Determinado: é de caráter transitório, com data

de término prevista, aplicado somente em casos específicos, como exemplo: trabalho temporário e menor aprendiz. Este tipo de contrato é limitado a 2 anos, estando incluso neste prazo uma

prorrogação, que deverá ser de, no máximo, 1 ano.

3. Contratação temporária: deve ter como origem necessidades específicas, em que

o trabalhador é empregado de uma empresa fornecedora de mão-de-obra e é contratado por prazo determinado. Este tipo de contratação tem como prazo máximo o período de 6 meses, já inclusa uma prorrogação, limitada a 3 meses.

Horário de Trabalho

1. Jornada de trabalho: é o tempo dispensado pelo colaborador ao trabalho, com

exceção aos períodos destinados às refeições.

Manual do colaborador

2. Registro de presença: pode ser realizado de forma manual, mecânica ou

eletrônica. Quando captados eletronicamente, as informações captadas pelos terminais eletrônicos instalados nas áreas são transferidas para o cartão-ponto, que aponta os horários que o colaborador está trabalhando. Desta forma, é importante lembrar de registrar corretamente seus horários da jornada de trabalho. O gestor é responsável por aprovar os registros dos seus subordinados diretos.

3. Compensação de Jornada de Trabalho: é a compensação autorizada por lei, que

permite a comutatividade entre a extensão extraordinária de uma jornada e redução correspondente de outra. Assim, busca-se compensar o excesso de horas em um dia pela diminuição correspondente em outro dia. Gerencie o tempo de forma produtiva durante a jornada de trabalho. Evite conversas, bate-papos ou reuniões para contar fatos ou fazer observações pessoais com colegas, estudantes e professores. Os serviços extraordinários só devem ser feitos com a autorização da gestão imediata.

Ausências ao Trabalho

1. Faltas ao trabalho: podem ser parciais ou totais. Como exemplo de ausência

parcial pode-se citar a saída antecipada para tratar de questões particulares, que pressupõe autorização do superior imediato e, por ordem médica, que não necessita de autorização do superior imediato, mas deve ser comunicada antecipadamente,

sempre que possível e apresentado o atestado médico.

As ausências totais podem ter várias motivações e contar ou não com o abono, respeitando o artigo 473 da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT. Evite faltar ao trabalho por qualquer motivo.

2. Afastamentos: podem ocorrer por doenças ou acidentes de trabalho.

A empresa é responsável pelo pagamento dos primeiros 15 dias de afastamento do

empregado. Após o 15º dia, deverá ser requerido o benefício previdenciário, junto ao

INSS, onde será realizada uma perícia médica e, caso o resultado seja favorável, passa

a

ser responsabilidade deste órgão o pagamento do colaborador afastado.

3.

Férias: Para cada período de 12 meses trabalhados, o empregado adquire o

direito a 30 dias de férias, os quais podem ser concedidos mediante a negociação entre o colaborador e a empresa. Esses dias de descanso podem ser desfrutados das seguintes formas:

30 dias em descanso; 2 períodos de 20 ou 10 dias, ou ainda 2 períodos de 15 dias. Se coletivas, as férias poderão ocorrer em até dois períodos no ano. As férias coletivas

Manual do colaborador

podem abranger todos os empregados ou determinado(s) setor(es). É importante que as férias sejam agendadas e usufruídas antes do vencimento do próximo período de férias.

As faltas somente serão abonadas em caso de doença, mediante atestado médico, ou por motivos legais, acordado com a gestão.

Desligamento do empregado

Existem as seguintes formas de desligamento de empregados:

1. Desligamento feito sob Pedido do Empregado: neste tipo de desligamento a

demissão é solicitada pelo empregado, o que não viabiliza o saque do FGTS;

2. Desligamento sem justa causa: este tipo de desligamento ocorre normalmente

em razão de desempenho insuficiente, sendo aplicado somente aos empregados que não tenham garantia de emprego;

3. Desligamento com justa causa: este tipo de desligamento ocorre quando uma

falta grave é praticada pelo empregado. Entendem-se por falta grave atos considerados inadequados por desrespeitar as normas internas, por objetivar

prejuízos à empresa e/ou expor a vida de outras pessoas em riscos;

Assim, é importante que o colaborador tenha ciência dos atos e das normas e procedimentos da Instituição.

4. Aviso Prévio: é a previsão legal que visa notificar os empregados que estão sendo

desligados da empresa sem justa causa. Quando promove o desligamento do empregado, a UNIFACS indeniza o período de aviso prévio, que segue a determinação

da lei por tempo na Instituição. Em caso de desligamento solicitado pelo empregado, a UNIFACS não exige o cumprimento do aviso prévio;

5. Homologação da Rescisão Contratual: em casos de rescisão contratual de

empregado que tenha trabalhado por mais de um ano na empresa, deve ocorrer a homologação da rescisão, ou seja, o registro no sindicato da categoria do empregado. O objetivo da homologação é a confirmação do cumprimento dos direitos do colaborador desligado. As homologações são agendadas de acordo com a disponibilidade do sindicato.

Roupa para trabalho

É muito importante cuidar da sua imagem profissional que passa também pelo visual.

A sua forma de se vestir deve estar de acordo com o perfil da nossa Instituição. A sua

Manual do colaborador

aparência deve condizer com a sua função. Nos setores de atendimento ao cliente/aluno é obrigatório o uso de fardamento oferecido pela Instituição, devendo vesti-la de forma completa durante a sua jornada de trabalho.

Dicas para os demais setores:

- Para os rapazes: um jeans de corte reto com uma camisa polo fica perfeito. No caso do calçado, um sapato discreto de couro, no ambiente de trabalho, faz toda a diferença. - Para as mulheres que adotam o visual informal também é preciso cuidado. Transparências, roupa muito justa, colada ou decotada, jamais. As mulheres que trabalham em setores mais formais devem dar preferência a trajes como terninhos e tailleurs.

Benefícios

Para garantir o bem-estar dos seus empregados, a UNIFACS oferece os seguintes benefícios:

1. Bolsa de Estudos Parcial ou Integral: Política Concessão Bolsa de Estudos – URH

P001 (exceto para Curso de Medicina, Veterinária e Biomedicina): Integral: 100% da

mensalidade para quem vai fazer a 1ª graduação ou pós-graduação; Parcial: 50% da mensalidade para funcionários e dependentes legais para os cursos GB, GT, EAD, GPRO e PG Lato Sensu; Parcial: 60% na mensalidade para cursos do Stricto Sensu apenas para colaboradores e professores;

2. Seguro Saúde: A UNIFACS paga o plano do titular (colaboradores e professores) e

este fica responsável pelo pagamento da coparticipação de 30% em consultas e exames simples utilizados. No caso de inclusão de dependentes legais (esposa, marido e filhos), o colaborador/professor arcará com a despesa integral da mensalidade e da coparticipação; A inclusão no Plano é feita após 90 dias da admissão (fim do prazo de experiência);

3. Plano Odontológico – por Adesão, o empregado pode optar em ter ou não o

benefício - Odontoprev – Planos: Integral (com cobertura básica) ou Master (com cobertura para colocação e manutenção de aparelho e mais prótese dentária); Permanência mínima de 1 ano no Plano, para solicitar exclusão.

4. Tíquete Refeição/Alimentação: Disponível apenas para cargos de nível médio e

com carga horária de 44 horas;

5. Vale Transporte: De acordo com a Legislação é disponibilizado para os

colaboradores e professores que utilizam o transporte coletivo.

Manual do colaborador

Processos disciplinares

As medidas disciplinares (Advertência verbal, escrita ou Suspensões) visam corrigir um comportamento inadequado ou a não observância às normas e procedimentos. O gestor deve aplicar as medidas, imediatamente, após conhecimento e apuração do fato.

Política de Remuneração

1. Pagamento de salários e obrigações: A instituição paga os salários de seus

colaboradores no 1º dia útil do mês. A consulta do contracheque é realizada através do portal: https://laureate.toutatisbr.com

2. Filosofia da UNIFACS: Pagar pela performance; Diferenciar o valor da

remuneração total para os profissionais com performance destacada; Reconhecer o profissional pelo sucesso obtido pela UNIFACS e pela contribuição individual; Ter como “market driven”: Avaliar e analisar anualmente a evolução de mercado versus a estrutura de remuneração, ou seja, comparar salários no mercado onde está inserido, utilizando dados de consultorias, tais como: Hay, Mercer, Catho e outras; Avaliar pagamento similar para o trabalho similar e os dados das consultorias serão utilizados para compor a tabela salarial; Remunerar (remuneração total) na média de mercado para os profissionais com performance aderente às expectativas do cargo (100% de cumprimento do que é estabelecido como resultado esperado); Remunerar acima da mediana os profissionais com performance destacada (>100% de cumprimento do que o estabelecido como resultado esperado); Zelar pela equidade interna (sistema Hay de avaliação de cargos); Estar alinhado com os interesses dos acionistas;

3. Avaliação do cargo: A UNIFACS utiliza em todas as suas operações a metodologia

Hay para determinar a equiparação interna entre cada cargo, alinhada a metodologia utilizada pela Laureate. Esta metodologia mensura a importância e a complexidade relativa aos resultados esperados dos cargos, definindo o valor relativo ou nível de cada posição salarial, usando 3 fatores:

Conhecimento: o conhecimento, a experiência e habilidades necessárias para fazer a atividade;

Solução de Problemas: a aplicação de conhecimento é baseada no ambiente de

desafios e variedade de potencial de solução;

Resultados: a responsabilidade por resultados incluindo a liberdade de atuar e

Manual do colaborador

a magnitude de influência (R$ x).

A mensuração desta avaliação ajuda na determinação de grupos de cargos ou grupos de salário (SG), que obtém um intervalo de pontos, permitindo à Laureate estabelecer uma acuracidade de nível salarial entre os níveis hierárquicos.

Cargos com avaliação igual ou superior a 1.056 pontos, ou grade 22, necessitam ser validados pela área de compensação corporativa da Laureate Education, Inc.

4. Tipo de movimentação Salarial: o funcionário poderá ter seu salário alterado,

mediante a movimentação lateral de salário (mérito), estando ele no mesmo cargo, na medida em que amplia seus conhecimentos e produz maiores resultados ou, ainda, mover para um outro cargo na mesma grade salarial.

Mérito: normalmente, são realizados conforme disponibilidade de orçamento, no final do primeiro trimestre, e são resultados da combinação do nível da performance individual relativo ao ano anterior (avaliação de desempenho, atingimento dos objetivos estabelecidos, etc), da média de mercado, da relatividade interna e da capacidade de orçamento para fazer o respectivo reconhecimento. Dependendo do orçamento da empresa é possível que, em determinado ano, não haja aumento por mérito; Promoção: ocorre como resultado de movimentos onde o profissional assume posição de maior responsabilidade, suficiente para promover mudança de faixa salarial (mudança de uma grade para outra superior). Dependendo do orçamento da empresa é possível que, em determinado ano, não haja aumento por promoção Convenção Coletiva da Categoria: estabelece as regras nas relações de trabalho entre os Sindicatos dos Empregadores e dos Empregados. Caso não haja acordo entre as partes, poderão ingressar com uma ação junto ao Tribunal Regional do Trabalho (Dissídio Coletivo). Por liberalidade, a UNIFACS poderá conceder um percentual de antecipação de dissídio.

TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO

Estamos comprometidos em promover um ambiente de trabalho que incentive a comunicação, o reconhecimento e a gestão de pessoas. Para tanto, existem diversas práticas e programas com o intuito de construir o ambiente propício para o desenvolvimento de nossos empregados.

Manual do colaborador

COMUNICAÇÃO

Com objetivo de promover a divulgação de informações a todos os colaboradores da Instituição, utilizamos de diversos canais de comunicação interna:

1. Reunião com colaboradores: nossos gestores se reúnem trimestralmente com

sua equipe para compartilhar as informações que foram divulgadas na reunião

trimestral com os gestores. Abordando assuntos relevantes de cada diretoria, a fim de apresentar os objetivos do negócio, indicadores, conquistas, expectativas e desafios das equipes;

2. Reunião trimestral com os gestores: a diretoria executiva da Unifacs se reúnem

trimestralmente, para divulgar as ações relevantes realizadas e a realizar de cada

diretoria;

3. Murais de comunicação nos refeitórios e locais de registro de ponto eletrônico:

informações sobre eventos promovidos pela Unifacs para incentivar a participação de nossos empregados;

4. Jornal IntegraRH: publicação periódica, voltado para empregados, que aborda

diversos temas relacionados ao negócio, reconhecimento, dicas de saúde, dicas

profissionais, etc;

5. E-mails de comunicados: informativos internos divulgando assuntos de interesse

do empregado;

6. Portal do professor e intranet: veicula informações de interesses específicos

para conhecimento de todos;

7. RH Itinerante: periodicamente um empregado do RH visita um prédio de aula,

durante um determinado período do dia, a fim de esclarecer qualquer dúvida relacionada à área de Recursos Humanos;

8. Rh Consultivo: participa das reuniões acadêmicas promovidas pelos Diretores de

Escolas junto a sua equipe, visando esclarecer dúvidas dos processos de gestão de pessoas e uma aproximação na área acadêmica;

9. Café com você: uma ação realizada 2 (duas) vezes ao ano, onde um grupo de

empregados tem a oportunidade de tomar um café da manhã com o Presidente da Unifacs, a fim de conhecê-lo um pouco mais, esclarecer suas dúvidas sobre o nosso negócio e colocar suas críticas e sugestões.

PROGRAMAS

São disponibilizados diversos programas na UNIFACS:

• Programa de Integração realizado em 1 dia ao iniciar seu trabalho na Unifacs;

Manual do colaborador

• Programa de Desenvolvimento de Lideranças;

• Programa de Desenvolvimento Acadêmico;

• Programa de atendimento ao cliente;

• Treinamento de produtos UNIFACS;

• Semana de Saúde e Qualidade de Vida UNIFACS;

• Programa UNIFACS com Saúde em parceria com a Escola de Saúde;

• Treinamentos das Brigadas de Emergência e da CIPA;

• FIPPE – Fórum Interno de Pedagógico;

• FOCCO – Fórum Capacitação do Colaboradores;

• Gerando Reconhecimento: você pode reconhecer um colaborador ou setor que melhor atende nossos clientes (internos e externos);

• Canal+;

• Reconhecimento Latam;

• Reconhecimento Acadêmico (professores e coordenador de curso);

• Programa de Estágio;

• Programa Jovens Profissionais;

• Feedback diário (Day by Day);

• Homenagem por tempo de serviço na Unifacs;

• Programa de Inclusão de pessoas;

Para obter maiores detalhes de cada programa, você pode contatar o RH.

DESEMPENHO

A UNIFACS se preocupa com o desempenho profissional satisfatório de seus empregados, procurando reconhecer pelo seu potencial e resultados alcançados. Para isso, utilizamos 3 tipos de avaliações de desempenho:

Gestores: através do Sistema PATH. Alinha os objetivos/metas anuais e as competências de liderança definida em 8 competências organizacionais, permitindo 2 vezes no ano o feedback (no meio do ano e no final do ano);

Professores: Avaliação Discente e Docente – semestralmente, o processo é realizado pela Diretoria de Planejamento e Suporte Acadêmico –DPSA;

Administrativo: Avaliação de Desempenho realizada pelo gestor imediato, avaliando a performance dentro das competências estabelecidas para os empregados administrativos / técnicos.

Manual do colaborador

RECRUTAMENTO & SELEÇÃO

Nosso objetivo é atrair talentos, promover o crescimento da carreira profissional e, consequentemente, o aprimoramento de nossa Instituição.

Recrutamento Interno

A UNIFACS oferece oportunidades de crescimento profissional a seus empregados. Um dos meios utilizados para incentivar esse crescimento é o recrutamento interno. Assim, todos os nossos colaboradores têm oportunidade de participar da seleção e concorrer a um novo cargo na Instituição.

As

vagas são divulgadas nos quadros de avisos, internet (trabalhe conosco).

O

interessado pode se inscrever para participar do processo seletivo por meio de

preenchimento da ficha de Recrutamento Interno com a aprovação do seu gestor imediato. É necessário que o colaborador esteja, no mínimo, 9 meses ocupando a posição atual.

Recrutamento Externo

Para as vagas abertas internamente que não forem preenchidas ou alguma vaga com perfil mais técnico desejado.

Programa nacional - Jobposting

A Laureate oferece oportunidades de crescimento profissional para seus empregados, divulgando as vagas de Analistas Sênior, Especialista e Coordenação, para os empregados que têm mobilidade de atuar em outra região.

SEGURANÇA

A Unifacs se preocupa com a Segurança de seus empregados, atuando nas áreas de segurança do trabalho e patrimonial.

Manual do colaborador

Segurança do Trabalho

Abrange:

1. Acidente de trabalho: é aquele que ocorre pelo exercício do trabalho, a serviço

da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause morte, perda ou redução, permanente ou temporária, da capacitação para o trabalho;

2. Acidente de trajeto: quando ocorrer um acidente durante o deslocamento da

sua residência para o trabalho ou durante o retorno para sua casa, independentemente do meio de transporte;

3. Prevenção de acidentes: sempre podem ser prevenidos, os acidentes em gerais

podem ser evitados. Para isto, é preciso adquirir o hábito de procurar as suas causas

e eliminá-las. A prevenção de acidente é dever de todos e que praticá-la é demonstrar interesse e reconhecimento pelo valor da saúde humana. Exemplos simples:

mantenha seu local de trabalho organizado com as gavetas e arquivos fechados, o material de trabalho guardado adequadamente, as cestas de lixo fora dos locais de passagem, entre outros cuidados básicos.

4. O uso de EPI – Equipamento de Proteção Individual é obrigatório, sempre que a

atividade desenvolvida o exigir, conforme Norma de Higiene e Segurança do Trabalho;

5- Como proceder em caso de acidente: comunique imediatamente o ocorrido ao

gestor imediato. Um colega de trabalho deve entrar em contato com o Gerente de

Segurança e/ou Coordenador Administrativo do prédio de aula que ocorreu o

acidente, informando o local da ocorrência e aguarda a chegada da Brigada de

Emergência;

6. Brigadista: são empregados treinados para dar assistência em caso de

emergência, para orientar na evacuação de determinada área do edifício, por fornecer

o alertar à comunidade universitária sobre a necessidade de evacuar, orientando as rotas de evacuação, além de prestar serviços de primeiros socorros;

7. Transporte manual de carga: o joelho deve ficar adiantado em ângulo de 90º

graus. Braços estendidos entre as pernas. Dorso plano. Queixo não dirigido para baixo. Pernas distantes entre si lateralmente. Carga próxima ao eixo vertical do corpo.

Tronco em mínima flexão;

8. Situações de emergência: como agir: qualquer empregado ou prestador de

serviço, ao perceber um princípio de incêndio, deverá acionar a botoeira de alarme mais próxima, que se encontra no prédio. A Unifacs conta com presença de bombeiro profissional, além do corpo de brigadista devidamente treinados;

9. Higiene Pessoal: lembre-se de que a higiene pessoal é essencial para a

conservação da saúde e do bem-estar. O banho após o trabalho é recomendado pela sua função higiênica e repousante. Lave sempre as mãos antes das refeições, conserve

Manual do colaborador

sua roupa de trabalho sempre limpa e em boas condições de uso. Unhas aparadas

para manutenção da higiene corporal. Não deixe alimento exposto no local de trabalho. O refeitório é o lugar adequado para fazer as refeições. Fazer um intervalo para se alimentar, além de relaxante, evita acidentes com comida e bebidas.

10. Manuseio de Material: levante peso corretamente para evitar esforços

desnecessários, lesões musculares ou entorses lombares. Proceda assim: flexione as

pernas e pegue a carga localizando-a entre os dois pés e junto ao corpo. Levante a carga executando a força com as pernas, de forma que o dorso permaneça plano e a coluna vertebral reta. Nunca faça torções com a coluna enquanto estiver segurando uma carga (transporte a carga junto ao corpo, peça sempre auxílio ao levantar ou remover objetos pesados, empilhe material corretamente, mantendo os corredores livres, carregue os carrinhos de transportar materiais, devendo ser sempre empurrados e nunca puxados);

11. Ordem e Limpeza: ordem, arrumação e limpeza podem ser considerados os

alicerces da segurança. O trabalho é mais fácil e seguro quando o ambiente está em ordem. Mantenha o seu local de trabalho limpo e organizado. Os corredores devem permanecer sempre desimpedidos de materiais, caixas, etc. Os equipamentos de emergência (macas, extintores e caixas de hidrantes) e painéis elétricos, nunca devem ser bloqueados. Equipamentos com ponta, bem como materiais desordenados, não devem permanecer no ambiente, pois podem provocar acidentes. O piso deve ser mantido limpo de qualquer substância que possa escorregar. Providencie imediatamente a remoção dos líquidos derramados. Utilize recipiente adequado para depositar lixo;

12. Segurança no escritório: manuseie e guarde corretamente lápis, alfinetes,

percevejos e tesouras, de forma a evitar acidentes. As gavetas de arquivos devem ser abertas uma por vez e assim que utilizar manter as gavetas fechadas. Nunca suba na mesa, cadeiras ou outros equipamentos não-adequados para esta finalidade. Evite prensagem das mãos ou dos dedos, ao abrir ou fechar janelas, arquivos e portas. Ao subir ou descer escadas, faça isto com calma e use o corrimão. Use apontadores de

lápis em vez de lâminas cortantes. Não permita que fios de equipamentos de máquinas fiquem espalhados sobre o piso para evitar quedas;

13. Dirigindo veículos: ao adentrar ou sair dos estacionamentos dos prédios tenha

cuidado com a velocidade e com os carros dos seus colegas;

14. Promovendo segurança – CIPA: a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

foi criada pela legislação trabalhista para ser um elo entre os empregados e a direção das empresas no que diz respeito à prevenção de acidentes. Foi implementada para que os empregados tivessem a quem informar e solicitar providências sobre os riscos de acidentes que eles mesmos detectassem. A comissão é composta por representantes dos empregados e do empregador. Os representantes dos

Manual do colaborador

empregados são eleitos pelos funcionários. Para atingir seus objetivos, a CIPA realiza diversas atividades, destacando-se: investigações e análise dos acidentes ocorridos, inspeções de segurança e promoção de campanhas educativas (SIPAT). Os integrantes da CIPA reúnem-se com os representantes do empregador e nesses encontros, são apresentados os riscos de acidentes observados, além de sugestões para eliminá-los, e também acompanham as providências tomadas pela empresa.

Segurança Patrimonial

Abrange:

1. Identificação: O crachá é para ser usado durante o expediente. Seu uso é

fundamental em uma instituição como a nossa, onde existem várias unidades

localizadas em áreas diferentes e nem todas as pessoas se conhecem. O crachá também evita constrangimentos quando estiver conversando com colegas de outros setores que você não sabe o nome, além de facilitar a sua comunicação com os visitantes.

2. Porteiro: todos os prédios possuem porteiros para identificar o acesso das

pessoas em nossas instalações, bem como, informar entrada de visitas nos

departamentos.

3. Perda de objetos pessoais: A instituição não se responsabiliza por perdas ou

esquecimentos de objetos pessoais nas dependências dos prédios e nos veículos estacionados; entretanto, caso isto ocorra, você pode comunicar ao Agente de Serviços Gerais do seu Prédio de Aulas, pois os objetos encontrados ficarão à disposição na Coordenação Administrativa do Prédio.

4. Malote: A Instituição possui um serviço de malote para transporte de

documentos entre os diversos setores e prédios. O serviço de malote é utilizado apenas para fins institucionais e a universidade não se responsabiliza pelo transporte de documentos ou objetos pessoais que estejam circulando indevidamente pelo malote.

5. Catracas de segurança: todas as entradas dos prédios de aula possuem catracas

de segurança para garantir o acesso a pessoas da comunidade Unifacs, através do crachá de identificação ou autorizado pelo porteiro.

Manual do colaborador

DEMAIS PRÁTICAS IMPORTANTES

Uso do telefone institucional

O telefone deve ser atendido com a forma padrão: Universidade Salvador (ou Unifacs), mais o setor e o nome do colaborador, além do cumprimento (bom dia, boa tarde ou boa noite).

Lembre-se que o telefone é para ser usado apenas para o trabalho. Evite fazer ou receber ligações pessoais. Caso seja imprescindível, procure não ter conversas demoradas.

Informações internas

Certifique-se de que está convicto das informações solicitadas antes de repassá-las. Assim, você evita dar informações erradas, incompletas, baseadas em opiniões próprias ou palpites. É preciso sempre confirmar a informação com uma fonte segura, antes de transmiti-la para outras pessoas.

Mesmo que o seu setor se ocupe apenas com uma atividade específica, saber um pouco mais sobre o funcionamento da universidade demonstra que você é um profissional antenado. Além do mais, isso seguramente o ajudará na sua função.

Informações confidenciais não devem ser comentadas.

Relações interpessoais

Procure ser gentil com todos os professores, alunos, visitantes e seus colegas, indistintamente.

Cumprimentar as pessoas nos corredores e nos elevadores faz parte das regras básicas de educação, que ajudam a construir um clima saudável na universidade e, consequentemente, uma boa imagem institucional.

Preste atenção no seu tom de voz, para que seja tranquilo e amistoso.

Preste

atendimento realizado.

atenção

no

seu

interlocutor,

pois

esta

atitude

demonstra

cuidado

no

Manual do colaborador

Postura

Manter uma postura comprometida com o trabalho é o que a Instituição deseja dos seus colaboradores. Procure não deixar que os problemas pessoais influenciem no seu desempenho profissional.

A sua postura profissional e o conhecimento dos procedimentos assumidos pela

Instituição são importantes para o bom desempenho da sua atividade.

Seja sempre uma pessoa colaborativa.

Linguagem

Manter uma postura comprometida com o trabalho é o que a Instituição deseja dos seus colaboradores. Procure não deixar que os problemas pessoais influenciem no seu desempenho profissional.

A sua postura profissional e o conhecimento dos procedimentos assumidos pela

Instituição são importantes para o bom desempenho da sua atividade.

Seja sempre uma pessoa colaborativa.

Participação e Sugestões

Estas serão sempre bem-vindas. Não se restrinja às suas atividades apenas. Colabore, questione e aponte soluções para possíveis questões que você considere importantes e que possam ser melhoradas.

Relacionamento com superiores

Em toda Instituição, a hierarquia é importante e deve ser respeitada. Tratar as pessoas formalmente no ambiente de trabalho é essencial.

Relacionamento afetivos entre colegas

Evite se envolver emocionalmente com colegas de trabalho, mas, se isso acontecer, seja discreto e evite deixar transparecer o vínculo afetivo nas dependências da Instituição.

Manual do colaborador

Autocontrole

Esta é uma das coisas mais importantes para um profissional. A calma e o respeito são fundamentais em qualquer situação e é isso o que a instituição espera dos seus colaboradores, mesmo que a situação favoreça o contrário.

A expectativa da instituição com relação aos seus colaboradores em situações de crise é de que eles sejam apaziguadores e busquem neutralizar os conflitos.

Ingresso na Instituição em horário fora do expediente

Caso fique comprovada a real necessidade de o trabalhador ingressar nas dependências da Instituição fora do horário normal do trabalho, isso deverá ser autorizado, por escrito, pelo seu superior imediato, que deverá solicitar o acesso à Coordenação Administrativa do Prédio com, no mínimo, 48h de antecedência.

Visita de amigos ou familiares no trabalho

Evite-as. Caso não tenha como fazê-lo, restrinja o tempo de permanência do visitante para não atrapalhar os seus colegas.

O ideal é receber o visitante fora da sala de trabalho, para que ele perceba que você está em horário de serviço e que é necessário retornar em breve ao seu posto.

Criatividade

Procure estar aberto a novas ideias e mudanças. A criatividade é uma característica incentivada pela instituição porque contribui para agregar valor a ambas as partes.

Quando surgir uma ideia que traga benefícios à instituição ou à comunidade profissional não deixe de externá-la ao seu superior imediato.

Flexibilidade

Ter flexibilidade é um fator relevante para o desenvolvimento do colaborador e da UNIFACS. O desempenho da Instituição depende da participação global das pessoas envolvidas no processo, portanto, é imprescindível a colaboração permanente de toda

Manual do colaborador

a comunidade profissional. Esta é uma atitude positiva, que contará para o crescimento do colaborador na Instituição.

Organização

Um colaborador organizado ajuda a melhorar o desempenho da instituição. Por isso, é preciso buscar tal valor constantemente. Mantenha uma metodologia de trabalho que prime pela ordem desde a sua mesa de trabalho até o arquivo de documentos.

Qualidade

Buscar sempre a qualidade no desempenho da sua atividade é fundamental. Por isso, suas tarefas devem ser realizadas com cuidado, zelo e atenção ao cumprimento dos prazos estabelecidos.

Ética

É preciso adotar uma postura ética, sempre. Responsabilidade com o trabalho e respeito à confidencialidade das informações da organização, são atributos fundamentais para um bom colaborador.

Mantenha discrição sobre o desenvolvimento da sua atividade. Os assuntos do trabalho não devem ser comentados em rodas de amigos, especialmente aqueles que requerem um mínimo de sigilo, como dados sobre salários, questões de provas, notas e outros assuntos confidenciais.

Como parte da Rede Laureate International Universities, adotamos o Código de Conduta e Ética da Laureate como nosso. O código está disponível na intranet.

Hot line da Laureate

Caso observe uma conduta que possa violar o Código de Conduta e Ética ou a lei, é importante relatar. Levantar questões e preocupações nos dão oportunidades de lidar com problemas e corrigi-los antes deles se tornarem uma violação da legislação ou um risco para os outros. Podemos usar a linha confidencial Hot line da Laureate. A linha de apoio está

Manual do colaborador

disponível em www.laureateethics.net ou, pelo telefone 0800-892-1828. As denúncias podem ser feitas em qualquer idioma. A linha de apoio é composta por um provedor de serviços profissional, que encaminhará as dúvidas e preocupações aos contatos apropriados, que as processarão.

Proibição do trabalho infantil

A UNIFACS não utiliza o trabalho infantil, salvo na condição de Jovem Aprendiz, conforme estabelece o Artigo 403, da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT.

Mesa de trabalho

Sua mesa diz muito a seu respeito. Nada de excessos na decoração da sua estação de trabalho. O ideal é o equilíbrio. Uma estação de trabalho limpa e com visual moderno, com computador, porta-retratos, material de escritório e até uma pequena planta dá a impressão de organização e profissionalismo sem deixar de lado um toque mais pessoal.

Uso de e-mail

É preciso ser elegante mesmo no mundo virtual. A Internet é uma rede mundial de comunicação e, como tal, também tem regras de comportamento que devem ser respeitadas.

Na comunicação eletrônica, palavras escritas em maiúsculas funcionam como se você estivesse gritando, o que é considerado agressivo. Colaborador UNIFACS 15

Não use o correio eletrônico para brincadeiras. A utilização do e-mail corporativo é vedada para fins pessoais, de cunho político e/ou pornográfico.

Use o recurso da cópia oculta para evitar a divulgação de todos os nomes para quem você enviou uma mensagem. Evite abreviaturas e “emoticons” (símbolos). Eles acabam com qualquer possibilidade de estilo no texto, além de passarem uma impressão de pouca seriedade.

Cuidado com o envio de mensagens para grupos. Às vezes, o envio inadequado de

Manual do colaborador

uma mensagem que deveria ser restrita a uma única pessoa ou apenas para um departamento ou grupo restrito, pode trazer problemas.

Celular no trabalho

Pode ficar ligado, mas com um toque discreto para não atrapalhar os colegas.

Seja breve no diálogo e, se necessário, saia da sala por um instante para atender a ligação.

Material e equipamentos

Todos os equipamentos devem ser desligados quando não estiverem em uso;

Caso constate qualquer dano nos equipamentos, comunique à gestão imediatamente;

O material de trabalho e os equipamentos são para uso exclusivo em serviço, devendo

se evitar utilizá-los para fins pessoais. No caso dos materiais, é preciso fazer uma

estimativa do que será utilizado e solicitar apenas o necessário; Fazer bom uso do material de serviço e dos equipamentos ajudará a Instituição e o colaborador. Ao sair do departamento, certifique-se que não há mais ninguém, desligue todas as luzes, ar condicionado e o monitor do computador.

Transferência física de material e equipamentos entre setores

A transferência só poderá ser feita com a concordância dos gestores dos setores

envolvidos nesta operação. Além disso, é preciso que estes deem autorização formal para que a permuta seja feita, sendo imprescindível informar o número de patrimônio e o destino dos bens para o setor de Patrimônio.

Consumo consciente

Imprimir apenas o necessário e evitar o desperdício de água e energia. Estas atitudes simples fazem toda a diferença no dia-a-dia de uma organização comprometida com o desenvolvimento sustentável. Por isso, a UNIFACS mantém o Programa Interno de Consumo Consciente (PICC), que desenvolve uma série de ações de conscientização. Nos diversos prédios da instituição, por exemplo, há etiquetas adesivas espalhadas, convidando a comunidade a refletir sobre o uso consciente de interruptores, torneiras, monitores, impressoras, etc. Como colaborador da UNIFACS, você também deve contribuir com o PICC. É o seu compromisso com o futuro do planeta!

unifacs .br

unifacs.br

unifacs .br