Você está na página 1de 13
1 Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado de Educação Secretaria Adjunta de Ensino

1

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado de Educação Secretaria Adjunta de Ensino Anexo I E.E.E.F.M Barão do Rio Branco Espaço Acolher

PLANO DE TRABALHO- ESPAÇO ACOLHER 2015

I E.E.E.F.M Barão do Rio Branco Espaço Acolher PLANO DE TRABALHO- ESPAÇO ACOLHER 2015 PARCERIA TÉCNICA-
I E.E.E.F.M Barão do Rio Branco Espaço Acolher PLANO DE TRABALHO- ESPAÇO ACOLHER 2015 PARCERIA TÉCNICA-

PARCERIA TÉCNICA- PEDAGÓGICA

2 GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ Simão Robison Oliveira Jatene SECRETARIA DE ESTADO DE DUCAÇÃO

2

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ Simão Robison Oliveira Jatene

SECRETARIA DE ESTADO DE DUCAÇÃO Helenilson Cunha Pontes

SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE Heloísa Maria Melo e Silva Guimarães

SECRETARIA ADJUNTA DE ENSINO Ana Cláudia Hage PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO SANTA CASA MISERICÓRDIA DO PARÁ Ana Conceição Matos Pessoa

COORDENAÇÃO DO ESPAÇO ACOLHER Maria Luzia de Matos

DIRETORA DA ESCOLA BARÃO DO RIO BRANCO Ana Célia Monteiro de Souza

VICE-DIRETORA DA ESCOLA BARÃO DO RIO BRANCO-ANEXO I Deuzanilce Batista

PROFESSORA REFERÊNCIA/SEDUC Denise Corrêa Soares da Mota

QUADRO DE PROFESSORES Ana Rita Fontes Geíse Martins Leite Gilda Maria Maia Martins Saldanha Micheline Banhos de Oliveira Rita de Cássia Reis Rosa Figueiredo

3

PLANO DE TRABALHO DA CLASSE HOSPITALAR DO ESPAÇO ACOLHER- 2015

1- O ESPAÇO ACOLHER

A Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará criou o Espaço Acolher

como parte de um conjunto ações para assegurar o atendimento humanizado

aos pacientes oriundos de municípios distantes e que não possuem casa de

apoio na capital, e necessitam realizar tratamento especializado.

O Espaço tem como prioridade atender vítimas de escalpelamento e

mães que possuem crianças recém nascidas internadas na Clínica de

Neonatologia. Em caráter excepcional, recebe pacientes de outras categorias

que necessitem de pernoite ou acolhimento de curto prazo.

O escalpelamento é a retirada acidental e de maneira brusca do couro

cabeludo que acontece com mulheres da Amazônia. Encaminhadas a capital

paraense essas pessoas são tratadas pela FSCMPA, que hoje se tornou

referência no atendimento integral a esses pacientes oferecendo total

assistência, da chegada até o retorno seguro aos seus municípios de origem.

O Espaço Acolher está organizado em suas ações de forma a atender

as diversas faixas etárias, desde crianças a adolescentes, jovens e pessoas

idosas.

No espaço Acolher, as ações de educação e saúde são desenvolvidas a

partir da atuação de uma equipe multidisciplinar formada por profissionais de

diversas áreas, como: Assistentes Sociais, Psicólogos, Enfermeiros,

Pedagogos, Professores, Bolsistas da Universidade Estadual do Pará e demais

profissionais de apoio.

2-APRESENTAÇÃO DA CLASSE HOSPITALAR DO ESPAÇO ACOLHER

A classe hospitalar do Espaço Acolher iniciou suas atividades no ano de

2011, como parte de um programa de Governo do Estado do Pará para

assegurar o direito à educação às crianças, jovens e adultos (pacientes e

acompanhantes) que por tratamento de saúde interromperam seus estudos.

4

Para tal, foi firmado um Convênio de Cooperação Técnica entre a Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará e a Secretaria Executiva de Educação (SEDUC). O Objetivo da Classe hospitalar no Espaço Acolher é dar continuidade ao processo de desenvolvimento e aprendizagem de pacientes vítimas de escalpelamento e seus acompanhantes, assegurando os vínculos escolares durante o todo o tratamento. Também visa: criar condições para o resgate da autoestima dos pacientes e acompanhantes que residem no espaço; minimizando suas perdas físicas, sociais, psicológicas e cognitivas; favorecer a humanização; diminuir a ociosidade e problemas decorrentes desta e valorizar as potencialidades dos residentes. A Classe hospitalar do Espaço Acolher apresenta como proposta um trabalho estruturado, com atendimentos específicos, para cada nível de ensino, com ações de escolarização e projetos pedagógicos interdisciplinares, que contribuem para assegurar o direito a educação, cidadania e resgate da autoestima dos alunos atendidos. A Classe hospitalar do Espaço Acolher apresenta como proposta para o ano de 2015 um trabalho estruturado,com atendimentos específicos, para cada nível de ensino. Os alunos do 1º e 2º ciclos (1º, 2º, 3º 4º e 5º anos) trabalharão com cadernos pedagógicos individualizados, devidamente preparados de acordo com o nível de aprendizagem de cada criança e baseado nos conteúdos curriculares de cada ciclo. Da mesma forma, materiais pedagógicos de apoio serão construídos pelos próprios professores da classe hospitalar partindo das realidades regionais dos diversos municípios do Pará. Para os 3º e 4º ciclos (6º, 7º, 8º, 9º anos) os cadernos pedagógicos serão interdisciplinares, confeccionados por áreas de conhecimentos, a saber:

Área

de

Linguagens,

Códigos

e

suas

tecnologias.

Língua

Portuguesa,

Redação,

Literatura,

Arte,

Ed. Física, Inglês e Espanhol.

 

5

Área

de

Ciências

Humanas

e

suas

tecnologias:

História, Geografia e Vida Cidadã (Sociologia e Filosofia).

Área

de

Ciências

da

Natureza

e

suas

tecnologias:

Física, Química e Biologia.

 

Área

da

Matemática

e

 

suas

tecnologias:

álgebra, geometria, gráficos e tabelas.

 

Na educação de Jovens e Adultos-EJA toda a dinâmica de trabalho será desenvolvida a partir da concepção teórica e metodológica freireana. O planejamento acontecerá todas as sextas feiras com objetivo de organizar atividades pedagógicas decorrentes dos temas geradores surgidos pelos diálogos com as alunas nas atividades diárias. Todo o trabalho educativo terá a parceria da Universidade Estadual do Pará, por meio do Núcleo de Educação Paulo Freire- NEP, que dará o suporte técnico para implementação do referencial teórico freireano. O NEP disponibilizará bolsistas da graduação em pedagogia para desenvolverem atividades da educação infantil e EJA,em conjunto com os professores da SEDUC. As atividades serão desenvolvidas em dois espaços:

Brinquedoteca: desenvolvimento de atividades lúdicas que propiciem alegria, socialização, bem-estar físico e emocional a crianças e

Sala de Apoio Pedagógico: espaço organizado e equipado para facilitar a aprendizagem de alunos/pacientes regularmente matriculados na rede educacional, pública ou privada, da capital ou interior, e visa dar continuidade ao processo de aprendizagem, sem interrupção do ano letivo, nos períodos em que se encontrem no hospital internados ou em tratamento ambulatorial, sempre em parceria com a escola de origem desses alunos.

6

3- CALENDÁRIO DE ATIVIDADES DO ESPAÇO ACOLHER ANO 2015

TEMA GERADOR: O UNIVERSO DA AGÚAS NA AMAZÔNIA:

Globalização, Sustentabilidade e Preservação.

Mês: Janeiro

DIAS

ATIVIDADES

05

a 16

Recesso dos Professores

22, 23, 26, 27,28

Organização do

Espaço/recadastramento

21,29 e 30 a 24

Reunião Pedagógica

Mês: Fevereiro

 

DIAS

ATIVIDADES

02

a 06,

Planejamento de ensino e Organização dos cadernos pedagógicos

9 , 10 ,11 , e 12

Semana de Acolhimento

19 e 20

Estudos

 

24

Lançamento do Projeto Universo das

 

Aguas.

Mês: Março

DIAS

ATIVIDADES

 

06

Roda de Conversa: Discutindo o papel da mulher na sociedade Amazônica

16

a 20

Semana alusiva as comemorações ao dia da água: Passeio Fluvial, visitas monitoradas a parques ambientais

 

31

1ª reunião preparatória para o 2º Colóquio do Espaço Acolher

Mês: Abril

DIAS

ATIVIDADES

01

Celebração da Páscoa

30

2ª Reunião Preparatória do Colóquio Acolher

Mês: Maio

7

DIAS

ATIVIDADES

04

a 08

Semana da Família

 

28

3ª Reunião Preparatória do Colóquio Acolher

Mês: Junho

DIAS

ATIVIDADES

23

4ª Reunião Preparatória do Colóquio Acolher

26

Programação de encerramento do semestre

Mês: Agosto

DIAS

ATIVIDADES

 

19

Reunião Colóquio

27

e 28

Seminário de Prevenção de Escalpelamento e 2º Colóquio Espaço Acolher com Mostra Pedagógica das atividades do Espaço Acolher

Mês: Setembro

DIAS

ATIVIDADES

08

a 11

Projeto de Iniciação Científica Museu Emílio Goeldi: Universo das Águas na Amazônia

Mês: Outubro

DIAS

ATIVIDADES

16

a 29

Participação do EDUCERE

Mês: Novembro

DIAS

ATIVIDADES

23

a 27

Oficinas Natalinas

Mês: Dezembro

DIAS

ATIVIDADES

15

Celebração de Natal

8

4-ORGANIZAÇÃO DO TEMA GERADOR E PROJETO DE REFERÊNCIA

I- Justificativa

A água é o elemento que nos garante a sobrevivência e está presente em

todos os momentos da existência dos seres vivos, no processo de formação do planeta Terra permitiu o surgimento da vida.

Hoje além de nos satisfazer biologicamente, a água nos fornece energia fazendo parte do conjunto das matérias-primas mais importantes da atualidade. É sinônimo de guerras por poder, assim como ocorreu com o fogo na idade primitiva da humanidade, podemos assistir a conflitos internos e internacionais por questões relacionadas à apropriação de grandes áreas de mananciais.

Diante da grave crise de escassez e contaminação do recurso hídrico planetário, vivenciamos as ameaças constantes de um desequilíbrio do ciclo natural da vida. Em virtude disso os termos globalização, sustentabilidade e preservação também são aplicados às reservas de água doce que estão sendo atingidas pela contaminação e poluição devido o mau uso dessas áreas limítrofes, que se localizam as margens de grandes bacias hidrográficas. Desta forma as águas na Amazônia são globalizadas já que são fontes de geração de energia através da construção de hidrelétricas que favorecem a produção industrial.

A sustentabilidade na Amazônia é uma das diretrizes para a preservação

das águas na região e está diretamente relacionada às questões globais mais complexas, mediante as relações capitalistas de produção que intensificam a

aceleração e o incalculável uso dos recursos hídricos.

Porém, o universo das águas amazônicas vai além das discussões sobre sustentabilidade, preservação e globalização. A água está em todos os setores e é vista como significado de alimento, transporte, energia, moradia, além de mantenedora do ecossistema amazônico.

9

Aqui surge também como elemento primordial e simbólico para uma reflexão da existência do homem, um fator que escapa aos nossos olhos e nos leva a ponderar sobre a importância da água, desde o líquido de incubação no útero materno, passando pelo batismo, pelas narrativas mitológicas bíblicas e Amazônicas. Também, a importância dos rios para a população ribeirinha, destacando os fatores culturais e tradição que se integram com a arquitetura das palafitas, além de também ser um palco de brincadeiras de crianças.

Dentro desse contexto, o Espaço Acolher tem como proposta curricular para 2015 o projeto “Águas na Amazônia: globalização, sustentabilidade e preservação”, pois o espaço oportuniza a continuidade da escolarização a crianças, jovens e adultos, que na sua maioria são ribeirinhos e tem nessas águas o maior referencial de sobrevivência.

II-Objetivo geral

Proporcionar às crianças, jovens e adultos atendidos pela classe hospitalar do Espaço Acolher um olhar global sobre as águas amazônicas, através de descobertas científicas e da ressignificação do imaginário, tendo em vista os conceitos de sustentabilidade e preservação.

III- Objetivos operacionais das Unidades Contextualizadas:

a) Perceber conceitos globais de sustentabilidade e preservação voltados

para o espaço amazônico a partir do uso da água na região.

b) Recriar o Ambiente (Cenário) dos seis contos de Histórias de Mistérios,

como forma aluno em tempo e espaço para uma maior compreensão dos

assuntos discutidos em classe.

c) Observar a importância dos rios Nilo, Tigres, Eufrates e Amazonas e

compreendendo os fatores que influenciaram e os legados deixados das

civilizações antigas para os dias atuais.

d) Fomentar no aluno a investigação, imaginação e vivências, como forma

de instrumento de aprendizagem através da pesquisa, da produção de textos, pinturas, esculturas e instalações.

10

e) Aproximar o aluno, da leitura textual com as imagens, vídeos, fotografias

e obras de arte.

f) Familiarizar as alunas com a linguagem poética, navegar na poesia para

que elas sintam prazer em ler, ouvir e criar poemas.

g) Conhecer a Declaração Universal dos Direitos da água.

h) Ler e interpretar, individual ou coletivamente textos escolhidos sobre ÁGUA.

i) Confeccionar material sobre a ÁGUA (Scrap /Mini telas).

j) Expor cartazes, painéis e varais.

k) Ilustrar e apresentar os textos poéticos produzidos.

IV- Público alvo

Alunas da classe hospitalar do Espaço Acolher, vítimas de escalpelamento.

V- Níveis de ensino

Ensino fundamental / Ensino Médio/ EJA

VI-Período

Ano letivo de 2015

VII-Componentes curriculares

1- O SIGNIFICADO DE ÁGUA.

1.1. O elemento água presente na natureza.

1.2. Significados da água a partir de vivências históricas, abstratas,

simbólicas, objetivas, realistas, e científicas.

1.3. Água e religiosidade purificação e batismo

1.4. Águas e narrativas bíblicas: Dilúvio; travessia do mar vermelho,

Jonas.

11

2- A ÁGUA: CONTEMPORANEIDADE E USO 2.1- A historia das civilizações antigas a partir do uso das águas dos rios Nilo, Tigres e Eufrates; 2.2- O ciclo hidrológico: alterações e consequências; 2.3- Conceitos de sustentabilidade e preservação do ambiente. 2.4- A distribuição da água no planeta; 2.5- Guerras mundiais pela água;

3- O UNIVERSO AMAZÔNICO DA ÁGUA 2.1- O Rio Amazonas: paisagens ribeirinhas. 2.3. Águas Ribeirinhas: sobrevivência, moradia, transporte, produção de energia. 2.3- Narrativas amazônicas: Yara mãe d’água Boto, outros.

VIII- Procedimentos Metodológicos:

a) No dia 24/02/15 será feito o lançamento do Projeto das Àguas no espaço de convivência do acolher com diversdas atividades referentes ao tema.

b)Posteriormente será realizado uma roda de conversa para que as alunas expressem a visão que elas têm sobre o termo água, depois serão analisados alguns conceitos inerentes a esse assunto, tendo como ponto de partida o cotidiano de cada uma delas.

c)Discutir com os alunos os interesses de cada um no que se refere as propostas a serem desenvolvidas a partir do tema;(livros, vídeos, revistas, Web, fotos, imagens e obras de arte).

d)Organizar

projetos

individuais

por

aluno,

de

acordo

com

as

propostas ( no decorrer das leituras e atividades).

12

e)Socialização dos projetos,com apresentação seus trabalhos em uma exposição ambientada.

f)Durante as aulas as alunas farão uma pesquisa bibliográfica utilizando a internet, sobre a distribuição da água no planeta Terra e as formas de poluição e contaminação, para que possamos discutir conceitos de preservação.

g)

Nos

demais

momentos,

cadernos pedagógicos.

teremos

discussões

de

textos

dos

h) Visitas ao Museu Emílio Goeld e à Universidade Federal do Pará no Centro de Geociências e Meteorologia para que as alunas conheçam as pesquisas acadêmicas realizadas a respeito da bacia hidrográfica da Amazônia e seus resultados para a população ribeirinha.

i) Após esse momento as alunas sistematizarão o que aprenderam nas visitas a academia através de um debate em sala de aula.

IX- A criação do ambiente ou instalação

Instalação: "o universo das águas" uma releitura interdisciplinar a partir do imaginário das águas. A proposta é transformar uma imagem em 3d ( três dimensões) (escolher uma fotografia, uma obra de arte, vídeo, um poema ou conto com o tema da água) e proporcionar além de uma releitura, uma ambientação interativa e sinestésica.O objetivo é proporcionar uma ambiente de aprendizagem interdisciplinar lúdico e gráfico no contexto da Arte, tanto para as alunas como também para o público que deixará de ser um espectador passivo para interagir com o ambiente.

Cenário:

A proposta é utilizar materiais recicláveis. Na construção de objetos em 3d a Papietagem feita com papelão, caixas e jornal. Também para compor

13

a instalação serão reutilizados objetos de uso comum que carregam identidade com as ribeirinhas como: remo, tronco de árvores, baldes, cordas, casco de rabeta entre outros.

X-Bibliografia.

Materiais audi-visuais utilizados:

Globo reporte mundo das águas Amazônicas.

Globo natureza: rio Amazonas nascente e foz.

Amazônia, a vida nas águas.

Rio Nilo, Fotografias: Sebastião salgado: êxodo

Gravura: A onda- Hokusai

Exposição: “Real Sociedade Amazônica” – Odair Mindello, Pinturas s/ telas