Você está na página 1de 19

Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social

Prof. Mariana Larrieu

Apêndice Gramatical

 Artigo Definido e Indefinido

O artigo definido e indefinido são tipos de artigos. Lembre-se que os artigos representam a classe de
palavras que precedem o substantivo de forma que determinam seu número (singular ou plural) e
seu gênero (feminino ou masculino).
Dessa maneira, os artigos representam elementos essenciais na construção das frases, visto que
mantêm a coesão no texto e ainda, destacam algumas de suas particularidades.

Tipos de Artigos
Os artigos são classificados em:

1. Artigos Definidos (o, a, os, as): palavras determinam o substantivo de forma precisa.
2. Artigos Indefinidos (um, uma, uns, umas): termos que determinam o substantivo de forma
imprecisa.

 Artigo Definido

Os artigos definidos, como o próprio nome indica, definem ou individualizam os substantivos, seja
uma pessoa, objeto ou lugar. São eles:

Artigo Definido Gênero Número

o masculino singular

a feminino singular

os masculino plural

as feminino plural

Exemplos:

As pessoas ainda precisam desenvolver o que chamamos de “inteligência contextual”.


Por causa do aumento na demografia multicultural em todos os países.
A pessoa de outra região está vindo roubar seus empregos, enfim, tudo isso cria estereótipos
negativos que podem resultar em agressões.

 Artigo Indefinido

Os artigos indefinidos determinam de maneira vaga, indeterminada ou imprecisa, uma pessoa,


objeto ou lugar ao qual não se fez menção anterior no texto. São eles:

APÊNDICE GRAMATICAL Página 1


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

Artigos Indefinidos

um

uma

uns

umas

Exemplos:

É apenas um conceito dinâmico, portanto não existe, por exemplo, um país com uma terceira
cultura; é algo gerado pela tentativa de adaptação entre pessoas.
Uma necessidade de melhorarmos a forma como nos expressamos uns com os outros.

Emprego dos artigos e sua contração com as preposições EM DE POR A

Regras dos Artigos Exemplos

Os artigos definidos devem ser O texto é dedicado aos especialistas.


combinados com preposições (de – por Vou à faculdade todas as manhãs.
– em –a ) de forma obrigatória: Ganhamos boas notas da professora.
Os artigos especializados eram dos professores.
ao/aos (a+ o/os) No fim, os brasileiros não são nem só brasileiros
à/às (a+ a/as) nem são também só nordestinos ou sulistas; eles
da/das (de+ a/as) são tudo isso ao mesmo tempo.
do/dos (de+ o/os) A Comunicação Intercultural é uma evolução da
na/nas (em+ a/as) Teoria da Comunicação
no/nos (em+ o/os) Considerado um dos pais da área e um dos mais
pelo/ pelos (por + o/os) importantes estudiosos do tema.
pela / pelas (por + a/as) Um ponto em que pelo menos a tolerância - e veja
que não falo nem em apreciação pela diferença,
e os artigos indefinidos com as mas na simples tolerância ao diferente - seja a base
preposições em e de contraem de das relações sociais.
forma não obrigatória.
Hoje estamos num (= em um) congresso.
num/nuns (em+ um/uns) Almocei numa (= em uma) lanchonete essa
numa/numas (em+uma/umas) semana.
dum/duns (de+ um/uns) Os cadernos encontrados são dum (= de um)
duma/dumas (de+ uma/umas) pesquisador.
Preciso dumas (= de umas) blusas para sair.

Fonte: https://www.todamateria.com.br/artigo-definido-e-indefinido/
Texto adaptado.

APÊNDICE GRAMATICAL Página 2


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

APÊNDICE GRAMATICAL Página 3


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

APÊNDICE GRAMATICAL Página 4


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

Fonte: Barbosa, C. N., Castro, G. N., (2014). Brasil Intercultural, nível básico. Buenos Aires, Casa do Brasil.

APÊNDICE GRAMATICAL Página 5


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

VERBOS

Fonte: www.aulete.com.br

APÊNDICE GRAMATICAL Página 6


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

 Pessoas do discurso

EU NÓS

VOCÊ VOCÊS
ELE / ELA ELES / ELAS
O SENHOR / A SENHORA* OS SENHORES / AS
SENHORAS
A GENTE

 Verbos Regulares (Presente do Indicativo) MORAR, BEBER, ABRIR

Fonte: Barbosa, C. N., Castro, G. N., (2014). Brasil Intercultural, nível básico. Buenos Aires, Casa do Brasil.

*
A formalidade para o brasileiro é muito importante. Seja formal SEMPRE ou até que o seu interlocutor o habilite a
chamar de você.

APÊNDICE GRAMATICAL Página 7


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

 Verbos Irregulares (Presente do Indicativo)

ter estar ser

tenho temos estou estamos sou somos

tem têm está estão é são

ir haver† dar

vou vamos - - dou damos

vai vão há - dá dão

dizer trazer fazer

digo dizemos trago trazemos faço fazemos

diz dizem traz trazem faz fazem

perder poder querer

perco perdemos posso podemos quero queremos

perde perdem pode podem quer querem

saber pôr  ver

sei sabemos ponho pomos vejo vemos

sabe sabem põe põem vê veem

sentir produzir vir

sinto sentimos produzo produzimos venho vimos

sente sentem produz produzem vem vêm


Em português, o verbo auxiliar mais usado é o verbo TER (ex.: tenho feito muitas horas de estágio; Provavelmente teria
sido melhor) porque além de ter sentido de “possuir” (tenho muito trabalho), tem sentido de “existir” (O laboratório tem
muitos pacientes hoje = há muitos pacientes hoje). Neste quadro, o que lhe falta à conjugação de HAVER é porque não se
usa.

Pôr: forma contrata do antigo poer (ou põer, derivado do latim ponere), é o único verbo da língua que tem
o infinitivo irregular. Pelo paradigma de pôr se conjugam todos os seus derivados: antepor, apor, compor,
contrapor, decompor, depor, descompor, dispor, expor, impor, propor, etc. (Fonte: Aulete Digital).

APÊNDICE GRAMATICAL Página 8


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

preferir pedir ouvir

prefiro preferimos peço pedimos ouço ouvimos

prefere preferem pede pedem ouve ouvem

sair cair subir

saio saímos caio caímos subo subimos

sai saem cai caem sube subem

dormir seguir

durmo dormimos sigo seguimos

dorme dormem segue seguem

 Verbos Regulares em Pretérito Perfeito do Indicativo. MORAR, BEBER,


ABRIR

Fonte: Barbosa, C. N., Castro, G. N., (2014). Brasil Intercultural, nível


básico. Buenos Aires, Casa do Brasil.

 Verbos Irregulares em Pretérito Perfeito do Indicativo

APÊNDICE GRAMATICAL Página 9


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

ter estar ser

tive tivemos estive estivemos fui fomos

teve tiveram esteve estiveram foi foram

ir haver dar

fui fomos - - dei demos

foi foram houve - deu deram

dizer trazer fazer

disse dissemos trouxe trouxemos fiz fizemos

disse disseram trouxe trouxeram fez fizeram

perder poder querer

perdi perdemos pude pudemos quis quisemos

perdeu perderam pôde puderam quis quiseram

saber pôr ver

soube soubemos pus pusemos vi vimos

soube souberam pôs puseram viu viram

sentir produzir vir

senti sentimos produzi produzimos vim viemos

sentiu sentiram produziu produziram veio vieram

preferir pedir ouvir

preferi preferimos pedi pedimos ouvi ouvimos

preferiu preferiram pediu pediram ouviu ouviram

APÊNDICE GRAMATICAL Página 10


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

 Pretérito Imperfeito do Indicativo


Neste tempo, quase todos os verbos que são irregulares em Pretérito Perfeito aqui são
regulares.

FALAR
CANTAR
OLHAR

FAZER
VER
QUERER
SABER
PODER

DORMIR
PRODUZIR
SENTIR
VIR
IR

Os irregulares apenas são 4:

Fonte: Barbosa, C. N., Castro, G. N., (2014). Brasil Intercultural, nível básico. Buenos Aires, Casa do Brasil.

APÊNDICE GRAMATICAL Página 11


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

 Futuro do presente do Indicativo‡

Formação: a partir do infinitivo do verbo se acrescenta a terminação que corresponde ao


futuro do presente. Para este tempo, não importa se o verbo termina em AR, ER, ou IR.
TODOS ganham a mesma dissidência como indica o quadro abaixo.
Uso: é sinônimo do futuro imediato (IR + INFINITIVO) vou fazer = farei. Os contextos de
circulação correspondem a situações mais ou menos formais (futuro imediato – formal / futuro
do presente + formal).

SER ESTAR HAVER IR

Ser ei Ser emos Estar ei Estar emos - - Ir ei Ir emos

Ser á Ser ão Estar á Estar ão Haver á Haver ão Ir á Ir ão

TRAZER DIZER FAZER

Trar ei Trar emos Dir ei Dir emos Far ei Far emos


Irregulares§

Trar á Trar ão Dir á Dir ão Far á Far ão

 Futuro do Pretérito do Indicativo


Formação: Segue a mesma regra de formação que o futuro do presente, a partir do verbo em
infinitivo. Os verbos irregulares também são os mesmos.
Uso: É utilizado para indicar uma ação que é consequente de outra, encontrando-se
condicionada (Se pudesse, iria). Expressa também incerteza, surpresa e indignação (A
doutora atenderia à paciente). Confere um caráter mais polido a pedidos e afirmações
(gostaria de um cafezinho?).

SER ESTAR HAVER IR

Ser ia Ser íamos Estar ia Estar íamos - - Ir ia Ir íamos

Ser ia Ser iam Estar ia Estar iam Haver ia Haver iam Ir ia Ir iam


CUIDADO! No caso dos verbos regulares, por causa da fonética, podem confundir a 3ra. Pessoa do plural do passado
com a do futuro. Ex.: eles trabalharam (semana passada) – eles trabalharão (semana próxima).
§
Os três verbos irregulares são aqueles que apresentam a sílaba ZE no meio. Para conjugar em futuro, esta sílaba
desaparece e se acrescenta a mesma dissidência que os regulares.

APÊNDICE GRAMATICAL Página 12


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

TRAZER DIZER FAZER

Trar ia Trar íamos Dir ia Dir íamos Far ia Far íamos


Irregulares**

Trar ia Trar iam Dir ia Dir iam Far ia Far iam

 Presente do Subjuntivo
Formação: o presente do subjuntivo se forma a partir da primeira pessoa do presente do
indicativo mudando apenas a última vogal. (como indica o quadro a seguir).

(que eu) GOSTE ficar


-AR Eu gosto GOSTE O E sentar – falar – morar -
GOSTEMOS
GOSTEM
(que eu) FAÇA
-ER Eu faço FAÇA O A correr– trazer – poder – viver –
FAÇAMOS esquecer – pôr
FAÇAM
PEÇA
-IR Eu peço (que eu) PEÇA O A medir – servir – sentir - preferir
PEÇAMOS
PEÇAM

 SÃO 7 OS VERBOS IRREGULARES EM PRESENTE DO SUBJUNTIVO:

**
Os três verbos irregulares são aqueles que apresentam a sílaba ZE no meio. Para conjugar em futuro, esta sílaba
desaparece e se acrescenta a mesma dissidência que os regulares.

APÊNDICE GRAMATICAL Página 13


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

Fonte: Barbosa, C. N., Castro, G. N., (2014). Brasil Intercultural, nível básico. Buenos Aires, Casa do Brasil.

 Imperfeito do Subjuntivo

APÊNDICE GRAMATICAL Página 14


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

Fonte: Barbosa C. N., Schrägle, I., (2015). Brasil Intercultural, nível intermediário. Buenos Aires, Casa do Brasil.

APÊNDICE GRAMATICAL Página 15


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

Fonte: Barbosa, C. N., Castro, G. N., (2014). Brasil Intercultural, nível básico. Buenos Aires, Casa do Brasil.

Os conectivos
As palavras que podem funcionar como elementos de coesão

Preposições a, de, para,com, por, etc.


Conjunções que, para que, quando, enquanto, embora,
mas, porém, contudo, todavia, e, ou, etc.
Pronomes ele, ela, seu, sua, este, esse, aquele, que, o
qual, etc.

Advérbios e locuções aqui, aí, lá, assim, abaixo, adiante, fora, mais, menos, agora, logo, antes, por certo, de fato,
adverbiais com efeito, desse modo, dessa maneira,aos poucos, etc.

Palavras denotativas apenas, eis, é que, lá, ainda, só, então, afinal, agora, também, até, mesmo, inclusive, menos,
exceto, fora, salvo, senão, sequer, etc.

APÊNDICE GRAMATICAL Página 16


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

Como funcionam os conectivos

1 Aliás, além do mais, além de tudo, além disso:acrescentam o argumento final, decisivo.

"Eduardo é um bom rapaz, aliás , muito aplicado. Além disso, não bebe, não fuma, não faz coisa
nenhuma."

2 Embora, ainda que, mesmo que: estabelecem relação de concessão e contradição; admitem argumento
contrário, mas têm força para negá-lo e vencê-lo.

"Embora seja teimoso demais, o Popó tem bom coração."

"Ainda que dê coices no futebol, é delicado na vida civil."

3 Ainda, afinal, por fim: introduz mais um argumento por determinada conclusão ou para incluir mais um
elemento no conjunto.

"Disse, ainda , que assim não vai dar."

4 E, nem, como, quanto (depois de tanto ), como também, mas também : estabelecem relação de soma aos
dois termos ou às duas orações, acrescentam novo dado, algo mais como desenvolvimento da argumentação.

"A patroa é autoritária e trata os auxiliares com dureza."

5 Assim, logo, portanto, pois, por isso, desse modo, dessa forma:exemplifica e complementa a
argumentação; confirma com mais força o que já foi dito.

"Trabalhar não vale a pena. Assim , é melhor ser político."

6 Isto é, ou seja, quer dizer, em outras palavras: anunciam retificações, esclarecimentos, retificações ou
evolução ao já exposto.

"Escreva um bom texto, isto é, claro, coeso e coerente."

7 Mas, porém, contudo, todavia, entretanto, senão, no entanto, ao passo que, não obstante, apesar
disso: estabelecem oposição entre dois enunciados ou dois segmentos do texto. Ligam apenas segmentos que não se
opõem, ainda que entre significados apenas implícitos.

"Estudava muito, porém não passou no vestibular."

"Ela não venceu o campeonato, no entanto fez o que pôde."

8 Até, mesmo, até mesmo; ao menos, pelo menos, no mínimo:estabelecem gradação entre os elementos de uma escala.
" Mesmo sofrendo, ela foi fiel a ele."

"O suarento deputado exigiu no mínimo dez por cento."

(Quadro baseado na relação do livro Para Entender o Texto, de Platão & Fiorin, Editora Ática, 3ª edição, 1991, capítulo
"Coesão Textual II)

APÊNDICE GRAMATICAL Página 17


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

Fonte: Machado J. (2011). A cola das ideias: Coesão e coerência são fundamentais para criar o encadeamento adequado
a um texto claro e convincente. Revista Língua Portuguesa, dezembro de 2011.

ANOTAÇÕES

APÊNDICE GRAMATICAL Página 18


Portugués I - Licenciatura en Trabajo Social
Prof. Mariana Larrieu

APÊNDICE GRAMATICAL Página 19