Você está na página 1de 14

Apostilas

Mon'a'xí

Assentamento
e Culto de
Vumbi
AO LEITOR

Apostilas Mon'a'xí mais uma vez trazendo informação para você.


De forma simples e prática, fazemos seu intendimento ser muito mais preciso e
complexo.
Em nosso material focamos sempre a informação de modo que incentive o estudo e
aperfeiçoamento de conhecimento dentro da religião, procuramos utilizar uma
linguagem ''informal'', ou seja, uma linguagem fora da gramática linguística culta.
Mas não para desmoralizar os dialetos, e sim, fazer que o entendimento seja
satisfatório.
Não adianta criar um documento totalmente dotado de palavras formais e até mesmo
utilizar os verdadeiros dialetos, pois, muitas pessoas não teriam noção do que
realmente está escrito ali.
Dentro deste conceito que desenvolvemos então nosso material, simples , mas
preciso.
Ao decorrer da leitura, você observará todos os registros sobre o assunto referido e ter
a certeza de como fazer e proceder com o mesmo.
É importante lembrar sempre que, ninguém faz nada igual a ninguém e logo, pode
acontecer de algumas informações serem adversas de outras que você já possui
conhecimento. Porém sempre deve ser visado que conhecimento nunca é demais , e
tudo o que aprendemos na vida há ela deve ser agregado.
Nosso material é produzido a partir de depoimentos de pessoas antigas da religião,
não com o intuito de banalizar a mesma, mas sim, de propagar o conhecimento para
evitar que ela se perda e que seja praticada de forma errada.
Sugiro que para tornar sua assimilação mais precisa agregue o conteúdo de uma
apostila com o de outra, pois existem informações que estão divididas em outros
exemplares.

Boa leitura.
NOTA

Para começar a falar de Vumbi antes devemos saber o que realmente é esta energia,
como cultuá-la, para que a mesma serve, etc... Devemos também saber
detalhadamente como devemos proceder com estas divindades e saber tudo sobre sua
origem.

Quando falamos de uma apostila que mostrará sobre o assentamento e o culto de uma
divindade, não é preciso focar tanto na parte teórica, mas sim, na parte prática.
Passar todos os macetes e segredos que devemos saber para ter o domínio máximo
sobre a mesma.

O maior intuito do documento não é desmistificar as segredos que veem sendo


guardados debaixo de sete chaves, mas fazer que estas divindades sejam cultuadas e
usadas de forma coerente e correta.

Boa leitura.
FALANDO SOBRE VUMBI

Quando falamos de vumbi, logo o erro já começa na escrita e na pronuncia. O certo é


escrever NVUMBI e a pronuncia seria UNVUMBI, porém o intuito não é ensinar
ninguém escrever ou falar certo como já abordamos nos demais materiais.

Nvumbi, muito confundido com Egum. Pode até ser energias parecidas, mas a
primeira coisa que temos que entender é que Nvumbi é uma divindade cultuada no
candomblé de nação Ngola pura e, seu culto e processo é muito mais diferente do
que pensamos.

Para podermos mexer com uma energia antes devemos conhecê-la totalmente, saber
quais são suas limitações, etc...

“Ninguém meche em colmeia na qual não se conhece as abelhas”

Nvumbi são nada mais que os antepassados de uma aldeia, ou seja, da nossa raiz e até
mesmo de nossa casa. Estes ancestrais serão sempre os tatas, mametos, makotas ou
kambomdos que faziam parte da comunidade.

Quando vai se fundar uma casa de candomblé, deve se assentar diversas divindades
para fazer a proteção e manter a harmonia da mesma, é certo que tudo depende do
equilíbrio da vida e da morte. Da mesma forma que se precisa assentar Exu para
trazer os caminhos, deve-se assentar Nvumbi para trazer para a casa proteção contra a
morte, saúde, proteção de inimigos, força, sabedoria para os mais velhos e
estabilidade para todos.

Logo no inicio o Nvumbi que será colocado em sua casa deve ser assentado pelo seu
sacerdote como as demais entidades, ele assentará para você o mesmo(a) que foi
assentado na casa dele pela primeira vez, pois na nossa religião tudo é do mais velho
para o mais novo.

Após isso sim, você já saberá como é que ele faz o ritual e terá total poder para dar
continuidade aos demais Nvumbi da casa.

È certo informar que para se tornar Nvumbi assentado, aquele sacerdote deve ter sido
uma pessoa que exerceu muito bem sua função e plantou sementes do bem aqui na
terra enquanto em vida.

Após o falecimento deverá ser feito os ritos fúnebres chamado no Ngola de


MUKONDO. Este ritual geralmente dura sete dias para aqueles que já tinham mais
de sete anos de iniciado, será no mukondo que o nvumbi mais velho da casa dará a
palavra se o mesmo que faleceu passará a fazer parte do NZO KANZUMBI(casa dos
mortos) ou não.
A partir desta determinação é que será possível saber como proceder com o restante
do ritual e também com as coisas de santo da pessoa.

A resposta do nvumbi é passada através do oráculo chamado NGOMBO, este


somente sacerdotes que tem verdadeiro conhecimento do ngola raiz sabe fazer o seu
uso e se tratando de nvumbi, somente o TATA KANZUMBI(kambondo responsável
pelos cuidados dos ancestrais da casa) saberá interpretar a resposta do ngombo se
aquele se tornará nvumbi ou não.

Será somente após este consentimento que o sacerdote poderá dar um destino certo
sobre a situação do falecido e de suas coisas. Quando indicado que o mesmo ficará
como Nvumbi da casa, será feita então no mukondo o procedimento de desvincular o
espírito das divindades e dos apetrechos de culto, porém tudo permanecerá na casa
como objeto de culto e aquela pessoa passará a ter um assentamento de nvumbi que
ficara na casa dos ancestrais.
Caso a pessoa não tenha sido escolhida para ser ancestral da casa, após o termino do
mukondo suas coisas serão entregues a natureza, a pessoa será lembrada apenas nos
rituais fúnebres.

A MORTE

Quando tocamos no assunto morte é muito complicado tentar explicar o que


exatamente é a morte e qual o seu significado. Nos dias de hoje e no ensinamento que
trazemos de nossas famílias a morte sempre vem com a imagem de perca, tristeza ou
um adeus eterno, mas no candomblé por mais que as pessoas não aceitem a morte
tem um significado muito diferente.

Morte não significa em hipótese alguma tristeza, mas sim, a conclusão de um ciclo de
vida e de uma missão que a pessoa cumpriu aqui na terra.
Devemos entender que todos aqui na terra tem uma meta e um tempo exato para
cumpri-la, quando este tempo se esgota teremos nosso descanso ou continuidade de
algo, mas isso dependerá muito do que plantamos ao decorrer de toda a vida.
Por isso é muito importante sempre seguir por um caminho limpo e digno para
sempre termos a absolvição de qualquer ato que seja.

FUNÇÃO DE NVUMBI

Ao contrário do que muitos pensam e fazem, nvumbi jamais será algo para fazer o
mal para o próximo ou causar alguma coisa que traga dor na vida de uma pessoa.
Nvumbi dentro do ngola, são entidades consideradas curandeiras. Suas principais
funções são de curar pessoas que estejam passando por algum mal de saúde ao qual
até mesmo a medicina já está enganada, para livrar pessoas de vícios como
alcoolismo e drogas, de depressões incuráveis, suicídio e claro protegem a casa ao
qual fazem parte de qualquer inimigo ou ameaça que apareça.
È função também destas divindades trazer a harmonia com a mudo espiritual, fazendo
que haja um equilíbrio evitando que espíritos perdidos no mundo não atrapalhem
quem quer que seja.

Não é certo afirmar que nvumbi não faça o mal, até mesmo porque se tratando de
divindades desencarnadas e que passaram a pertencer ao mundo dos mortos, logo
estes tem o domínio sobre a morte e seus mistérios. Porém é aquilo, cada um deve
arcar com seus próprios atos feitos.

Quando bem agradados podem proporcionar muita prosperidade e riquezas, fazem a


casa ou local ser visto com bons olhos e ser frequentados por pessoas que ajudem
ainda mais a crescer, porém no seu inverso trazem moléstias gravíssimas, roubos,
doenças e até mesmo a morte de todas que fazem parte da comunidade.

O QUE É NECESSÁRIO PARA TER NVUMBI ASSENTADO?

Quando vamos assentar nvumbi existem algumas regras essenciais para poder ter
domínio sobre esta energia.
O que devemos respeitar de inicio é que só podemos ter algo que nosso sacerdote nos
permitiu e nos autorizou a ter. Não adianta querer assentar por livre e espontânea
vontade, pois a energia vai se virar contra você, aquela não te reconhecerá.
Será ainda preciso possuir na casa o assentamento de divindades como Nzumba
(senhora das terras molhadas e que possui o poder sobre a vida e a morte),
Nsumbo (Senhor da ráfia, do perdão), Kavungo (dono da terra da vida e da morte),
Nkukualunga(dono da adivinhação), Kitembú (senhor da ancestralidade)
Kalungangombé (aqueles que possuem a feitiçaria), entre outras.
Precisará ter a nzo kanzumbi, ter mais de sete anos de iniciação e obrigações, já ter
um nvumbi assentado pelo seu sacerdote e alguém falecido na casa.
Precisará ter também um tata kanzumbi para cuidar dos ancestrais, conhecimento
sobre seu culto e como proceder com o mesmo, terá que ter participado de um ritual
fúnebre e é claro, o consentimento de seu santo.

OBJETOS DE PODER PARA NVUMBI

Como toda divindade, os ancestrais também possuem vários objetos de poder, estes
objetos tem como função representar as forças que cada ancestral possui, os caminhos
que andou, coisas que deixou aqui na terra, o orixá que seu filho pertencia, etc...
Estes objetos são fundamentais para o assentamento e para manter a energia
presente, é importante ressaltar que aqui serão citados alguns dos objetos, pois cada
casa e cada sacerdote adota fundamentos próprios.
Alguns dos principais objetos são:

TERRA: Representa onde aquele ancestral andou ou mais gostava de andar. Terra é
essencial para colocar dentro de assentamentos.

OSSOS: Representam o que já não está mais vivo

CABAÇAS: Representam a ancestralidade, o poder do feitiço, são usadas como


instrumento de toque na hora do mukondo.

ARMAS: Geralmente, facas, lanças, machadinhas, etc. Representa o que eles usam
para fazer a segurança da comunidade e muitas das vezes o que os orixás de seus
filhos usavam.

FOLHAS: Como falado na Apostila das Folhas Sagradas, são fundamentais na


preparação dos banhos, pó, limpezas, enfeites, magias, etc. Possui uma importância
muito grande na hora de dar comida para nvumbi.

FIOS DE CONTAS: Vão representar o grau espiritual daquele ancestral, o orixá.

MOEDAS: Representam a prosperidade em si, mas também possui um outro


significado muito importante. Moedas para nvumbi sempre devem ser aquelas que
não tem mais valor, pois estas são consideradas como dinheiro morto, que não te mais
vida.

BÚZIOS: Representam a realeza, o dinheiro, e a prosperidade. Usados para enfeitar e


também para que os ancestrais use-os para se comunicar com os vivos.

TECIDOS: Usados para adornar, geralmente tecidos de cores frias, pois não
representam a vida.

OBJETOS DE BARRO: Além de servir como assentamento para várias divindades, o


barro representa também a terra e os potes são usados para tocar os ritmos no
mukondo.

COMIDA: Para agradar os ancestrais.

PALHA: Usada nos assentamentos, representa ancestralidade, e esconde seus


mistérios.

PENAS: Representa o poder e a realeza. Usadas em um defumador para evocá-los.

PÓS: Usados nos assentamentos, magias, curas, pinturas e preparação do ambiente.

ABANOS: Usados para evocá-los e possui uma grande importância, pois são usados
para bater na boca dos potes para fazer um som e também para abanar a brasa que
será feito o defumador.

Possui ainda alguns outros objetos, mas são usados propriamente no mukondo.

FOLHAS DE NVUMBI

As folhas de nvumbi quase sempre são as mesmas que se usam para os orixás, Nanã,
Omolu e Obaluaiê, Oya, e todos os orixás que tenham alguma ligação com os mortos.

Um fato muito importante é que são as folhas que fornecem o '' sangue '' que se
oferece a nvumbi. Para os ancestrais não se usa o sangue de animais, pois este
representa a vida. Logo o sumo das folhas e pó, misturados com água servem como o
sangue para dar a nvumbi.

Algumas folhas:

EMBAÚBA ROXA
SETE SANGRIAS
BAMBÚ
ELOYA (PEREGUM VERMELHO)
CHORÃO
GENIPAPO
ARATICUM
DORMIDEIRA
TAIOBA ROXA
FOLHA DE BETERRABA
CARURÚ ROXO
VELUDO
ROSAS
CALENDULA
CRISANTELO
ARRUDA
FEDEGOSO
BARBA DE VELHO
CIPÓ CHUMBO
AMOREIRA
AROEIRA ROXA
FOLHA DE CHUCHU
FOLHA DE ABOBORA MORANGA

Entre outras, você pode obter mais folhas na apostila Folhas Sagradas.
SACRIFÍCIO PARA NVUMBI

Como foi mencionado no tópico anterior, para nvumbi não se da sacrifícios como
forma de alimento ou como símbolo de gratidão.
Existe sim o sacrifício para esta divindade, mas este é com o intuito de livrar a pessoa
de algum mal, doença ou praga.
Estes sacrifícios são feitos nos ebós de nvumbi ou os chamados ''ebó ikú'', porém
mesmo assim são feitos em recipientes e entregues a natureza como representação de
finalizar algo.
O sacrifício que deve ser feito e determinado pelo jogo de búzios.

Possuem cantigas para estes sacrifícios, você poderá encontrá-las na apostila


Kimengá Oro da Nação Ngola.

OFERENDAS PARA NVUMBI

Logo estes sendo pessoas que já viveram aqui, cada um tem seu prato predileto de
comer e, pode ser feito sem problema algum.

Existem nvumbi que pedem até mesmo pedir feijoada, cerveja ou churrasco. Errado?
Não!

Mas existem também as comidas ritualísticas que devem ser oferecidas, pois aquele
agora é uma divindade.

As comidas devem ser oferecidas de forma '' pagã '', ou seja, nem crua e nem cozidas
totalmente.

Geralmente as comidas mais utilizadas são:

MINGAU DE FARINHA DE MANDIOCA COM ÁGUA, SAL E AÇUCAR


ACAÇÁ
CANJICA BRANCA
CANJICA AMARELA
ARROZ
FAVAS DO NORTE
FEIJÃO BRANCO COZIDO COM LEITE DE COCO
PIPOCA
PADE DE ÁGUA
PADE DE MEL
PADE DE DENDÊ
PADE DE AZEITE BRANCO
PADE DE AÇUCAR
FEIJÃO ANDÚ
FEIJÃO FRADINHO
ACARAJÉ
EKURÚ
BOLAS DE MEL
BOLAS DE ÁGUA
BOLAS DE DENDE
ÁGUA DO COZIMENTO DE INHAME
ÁGUA DO COZIMENTO DE BETERRABA
LEGUMES PICADOS CRÚS
FOLHAS DE TAIOBA REFOLGADA
FOLHAS DE COUVE REFOLGADA

Entre outras.

O ASSENTAMENTO

O material necessário é:

1 CABAÇA GRANDE
1 ALGUIDAR GRANDE (QUE CAIBA A CABAÇA)
13 BÚZIOS
13 MOEDAS ANTIGAS
13 CABAÇINHAS
1 FAVA DE EGUM
TERRA DE CEMITÉRIO
TERRA DO TERREIRO
CABELO DO FALECIDO
OSSOS DO FALECIDO
EFUM
OSUM
21 FOLHAS DE NVUMBI
CARVÃO EM PÓ
BANHA DE CARNEIRO
RASPA DE CHIFRE DE CARNEIRO
AZEITE DE DENDE
AZEITE DE OLIVA
VINHO LICOROSO
OLEO DE MAMONA
OLEO DE MANIÇOBA
PALHA DA COSTA
TECIDOS DE ROUPAS DE SANTO DO FALECIDO

O sacerdote deve jogar para saber o que vai amais, pois quem determinara sera o
vumbi que será assentado.
Montagem:

Para a montagem todas a mulheres da casa devem estar com panos de cabeça
amarrados no ventre de forma que aperte bem, tudo devera ser feito de noite com
todas as luzes apagadas somente com velas acesas.

Fazer um circulo com as velas bem grande e colocar tudo o que for utilizar ao centro.

Convocar os kambondos da casa para começarem a tocar e cantar tocando os potes


com os abanos e as cuias, da mesma forma que se faz no mukondo ou axexe.

Deve-se acender brasas com carvão e colocar em um alguidar, ir abanando para que
as brasas fiquem sempre acesas. Pegar uma galinha branca viva e ir arrancando suas
penas e jogar na brasa junto de folhas de bambu e amoreira para fazer uma espécie de
defumação que invoca os ancestrais.

Os toques, cantorias e defumação devem acontecer o tempo todo que estiver fazendo
o assentamento.

Abrir a cabaça grande ao meio e colocar dentro do alguidar.


Fazer uma massa com as terras, poses e líquidos.
Formar uma bola e dentro desta colocar os cabelos, os ossos, uma foto, as moedas e
algo mais que queira. Esta bola servira como otá do assentamento. Orná-la com
búzios e moedas e colocar no centro da cuia.
Fazer um sumo com as folhas e jogar por cima dessa bola, como se estivesse fazendo
uma matança. Esta será a consagração maior de todas.
Tampar a cuia com a outra parte da cabaça e amarrar tudo com as tiras de tecido.
Enfeite-as com os búzios, cabacinhas, palha da costa e algo que tenha sido pedido.

Levar o assentamento para a casa de kanzumbi, porém antes de colocar o mesmo no


chão deve-se fazer um buraco de mais ou menos meio metro de profundidade e
enterrar a galinha que foi usada para tirar as penas viva, jogar a terra por cima e
colocar o assentamento.

Colocar todas as comidas exigidas, bebidas, flores, velas, e presentes em geral.

Ir para a mata fechada e enterrar também 9 frangos brancos vivos para alimentar a
terra no pé de 9 árvores diferentes.

Durante treze dias deve-se jogar muita pipoca dentro da casa onde estará o
assentamento, mas não deve ascender nenhuma luz mesmo sendo de velas e não olhar
para o mesmo até que passe o prazo.
Sempre colocar água fresca, flores e aquilo que o mesmo mais gostava.

Ninguém que não seja do culto pode ver o assentamento

Ninguém deve tocá-lo

Só abrir uma vez por ano para colocar sumo das folhas e algo mais.

CANTIGAS DE NVUBI

AI AI
DILE LE UÁ
AI AI
DILE LE UÁ
DILE AFAIA FAIA
E NVUMBI AUA FÁ
DILE AFAIA FAIA
E NVUMBI AUA FÁ

VUMBE LE KE
HUN HUN HUN
VUMBE LE KE
HUN HUN HUN

AE AE VUMBE
VUMBE KISALA
KERE KERE
AE AE VUMBE
VUMBE KISALA
KERE KERE

MI KAKA
NUN VE NUN VE
MI KAKA
NUN VE
MI KAKA
NUN VE NUN VE
E NUN SEREPETE
IA IA TE
KUMBALA
KUMBALA IXE
IA IA TE
KUMBALA
KUMBALA IXE

E VUMBE
E VUMBE
KEREBO
E VUMBE
E VUMBE
KEREBO
ASUMEGUE
VUMBE O
E VUMBE
E VUMBE
KEREBO

A SAUDAÇÃO DE NVUMBI

A saudação para Nvumbi é:

NVUMBE LÊ QUE !!!

HUNNNNNN !!!
CONSIDERAÇÕES FINAIS

Ao chegar ao fim deste documento é muito importante saber que não basta apenas
tem uma lista de como fazer um assentamento. È preciso saber exatamente como se
cultuar todas as divindades e usar o conhecimento para o bem e nunca para o mal.

O que apresentamos aqui as vezes pode parecer para você uma coisa de outro mundo
e não fazer sentido algum, mas é como sempre falamos, ninguém faz nada igual e
informação sempre deve ser agregada e nunca dispensada.

É muito importante que você saiba fazer todo o ritual fúnebre para saber exatamente
como invocar a energia e manter a presente.

APOSTILAS MON'A'XÍ

Interesses relacionados