Você está na página 1de 7

1 – Lê com muita atenção o texto que se segue.

Havia duas meninas, Paula e Júlia, grandes amigas, grandes comedoras de chocolate,

grandes leitoras.

Muitas vezes, Júlia e Paula iam à biblioteca da Rua das Caravelas e mergulhavam os

narizes, as sardas, os olhos, toda a cabeça (Paula era loura, Júlia morena), nos livros de

aventuras e não as levantavam até as histórias acabarem, ou então porque já era tarde e

a biblioteca tinha de fechar.

Apenas uma vez por semana, à sexta-feira, Paula e Júlia podiam ir juntas à biblioteca,

e isto porque frequentavam escolas diferentes, com horários diferentes. Assim,

normalmente, Paula ia às terças e quintas-feiras, Júlia às segundas e quartas-feiras. Mas

à sexta-feira iam juntas e liam no silêncio quente da biblioteca, que cheirava a papel

antigo, a madeira e cola, e também um pouco a verbena.

Porque cheirava a biblioteca a verbena?

Porque a Dona Luísa, a bibliotecária, que tinha os cabelos de uma cor entre o louro e o

moreno e os olhos claramente verdes, usava um perfume de verbena que se misturava

com os outros cheiros da biblioteca da Rua das Caravelas.

Em matéria de leituras, as duas amigas também tinham os mesmos gostos: os livros

que agradavam a Júlia também agradavam a Paula; os que não agradavam a Paula também

não agradavam a Júlia. Às vezes, as duas meninas liam o mesmo livro em dias alternados,

para depois, à sexta-feira, continuarem ou acabarem de o ler, com as cabeças juntas

sobre a grande mesa de madeira clara da biblioteca, virando cada uma a sua página.

Na verdade, o regulamento da biblioteca não permitia que dois leitores lessem juntos

o mesmo livro: mas a Dona Luísa, à sexta-feira, fechava os olhos, porque Júlia e Paula

eram as leitoras mais fiéis da biblioteca e também porque vê-las com as cabeças juntas e

os olhos paralelos sobre as linhas do livro era um espectáculo delicioso.

Roberto Piumini, Um Amor de Livro

Atenção:
Caso não compreendas o
significado de algumas
palavras, consulta o
dicionário.
Escola Básica e Secundária da Povoação
-

Língua Portuguesa
Gouveia

FICHA DE AVALIAÇÃO
Data___/___/___
2008/2009
Elsa

Nome:___________________________________________________________Tª _________
©

Compreensão da Leitura 40%

Responde cuidadosamente às questões que se seguem:

1 - No primeiro parágrafo são-nos apresentadas duas das personagens.

1.1 - Quem são?


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

1.2 - O que têm em comum?


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

2 - No segundo parágrafo ficamos a saber que eram leitoras muito atentas. Transcreve
as palavras que comprovam esta afirmação.

2.1 - Que características física as distinguia?

3 - A Dona Luísa era a bibliotecária.

3.1 O que faz uma bibliotecária?

3.2 - Faz a caracterização física da Dona Luísa.

4. Relê o último parágrafo do texto e diz se as afirmações que se seguem são


verdadeiras (V) ou falsas (F).
V F

a. O regulamento da biblioteca não mencionava como os leitores se


deviam comportar
b. A Dona Luísa era uma pessoa de princípios rígidos.

c. As duas amigas eram assíduas frequentadoras da biblioteca.

d. Era um prazer vê-las juntas a ler.

4.1 Corrige, agora, as afirmações falsas.

5. Dá um título ao texto.
____________________________________________________________
______

6.Lê atentamente o texto informativo sobre uma das mais famosas bibliotecas da

antiguidade.

A Biblioteca de Alexandria, o coração da humanidade


Durante uns sete séculos, entre os anos de 280 a.C. a 416, a biblioteca de
Alexandria reuniu o maior acervo de cultura e ciência que existiu na antiguidade.
Ela não contentou-se em ser apenas um enorme depósito de rolos de papiro e de
livros, mas por igual tornou-se uma fonte de instigação a que os homens de
ciência e de letras desbravassem o mundo do conhecimento e das emoções,
deixando assim um notável legado para o desenvolvimento geral da humanidade.

Fundando uma biblioteca

Fascinada por leituras, a jovem princesa Cleópatra visitava quase que


diariamente a grande biblioteca da cidade de Alexandria. Mesmo quando César
ocupou a maior parte da cidade, no ano de 48 a.C., ela, sua amante e protegida,
o fazia acompanhá-la na busca de novas narrativas. O conquistador romano,
também um homem de letras, um historiador, ficara impressionado com a
desenvoltura cultural dela. Acoplada ao Museu, mandando construir pelo seu
ilustre antepassado e fundador da dinastia, o rei do Egipto Ptolomeu I Sóter (o
Salvador), que reinou de 305 a 283 a.C. , a biblioteca tornara-se, até aquela
época, o maior referencial cientifico e cultural do Mundo Antigo. Tudo indica que o
erguimento daquele magnífico edifício no bairro do Bruquéion, nas proximidades
do palácio real, deveu-se a insistência de Demétrio de Falério, um talentoso
filósofo exilado que encheu os ouvidos de Ptolomeu para que ele tornasse
Alexandria uma rival cultural de Atenas.

http://educaterra.terra.com.br/voltaire/antiga/2002/10/31/002.htm
7. Preenche o quadro com os dados sobre a biblioteca da Babilónia, retirando a
informação necessária do texto que acabaste de ler.

Anos em que existiu a


biblioteca
Princesa amante da leitura

Fundador da biblioteca

Filosofo que contribuiu


para a sua criação
Bairro onde foi construída

Conhecimento Explícito 35%

1. Nós, as letras não servimos apenas para as pessoas escreverem, mas também para
elas falarem umas com as outras. As pessoas usam-nos muito e nós somos só vinte e
seis.”

2. O alfabeto português é formado por 26 letras.


As letras ______, _______ e ______ usam-se em palavras ou siglas de origem
estrangeira.

3. Coloca por ordem alfabética, as seguintes palavras:

Paula, televisão, ficha, carteiro, porta, computador, livros.


__________________________________________________________________

4. Nas palavras seguintes, identifica os ditongos


5. Assinala com um X os orais e os nasais.
Palavras Ditongos Nasais Orais
rua
poucas
então
Luísa
duas
não

6. Separa as sílabas das palavras que se seguem e classifica-as quanto ao seu


número:
7.

Classificação quanto ao
Palavra Número de sílabas número de sílabas
Zumbido
Jardim
Comida
Meu
Boneca
Sons
Computador 8. Quando,
Pai
escrevemos as palavras, devemos separar as sílabas ao chegarmos ao fim de
cada linha.

Supõe que chegaste ao fim da linha e tens de translinear estas palavras:

Duche _______________________________________________
Conquista_____________________________________________
Caderno______________________________________________
Aguardente___________________________________________
Subtil________________________________________________
Fluído________________________________________________
Segunda-feira__________________________________________

9 – Relaciona, ligando com setas, os elementos das colunas.


a) Ordens, pedidos ou conselhos.  Modo Indicativo

b) Factos reais, certezas.  Modo Infinitivo

c) Desejos, possibilidades ou dúvidas.  Modo Imperativo

d) Hipótese que depende de uma condição.  Modo Condicional

e) Acção vista de uma maneira geral.  Modo Conjuntivo

10. Indica o tempo e o modo das formas verbais presentes nestas frases.

a. A Paula e a Júlia são grandes amigas.


__________________________________________________________________
b. Ela pagara o livro.
__________________________________________________________________
c. O Paula fora muito esperta.
__________________________________________________________________
d. Tu darás uma prenda à Júlia no dia dos seus anos.
__________________________________________________________________
e. Elas recebiam os leitores com um sorriso.
__________________________________________________________________

11 - Conjuga o verbo LER nos seguintes TEMPOS do modo INDICATIVO.

Modo Indicativo
Presente Pretérito Pretérito Pretérito mais- Futuro
Perfeito Imperfeito que-perfeito
Eu
Tu
Ele
Nós
Vós
Eles

12– Completa as frases com os verbos e os tempos indicados entre parênteses.


Todos os verbos deverão estar no modo Indicativo.

a) Era uma vez uma pastor que _______________________(mentir – Pretérito


imperfeito) muito.

b) O navio que _________________________(chegar – Pretérito perfeito) ontem


______________(trazer – Pretérito imperfeito) muitos carros novos.

c) Hoje ____________________ (querer – Presente) sopa.


d) Ele _______________________ (sentir – Pretérito mais-que-perfeito) uma dor no
peito.

e) O sol ______________________(brilhar – Pretérito imperfeito) por toda a cidade.

f) Vós ____________________________ (receber – Pretérito imperfeito) uma


recompensa por este magnífico trabalho.

Expressão Escrita – Produção de Texto 25%

Conta um episódio interessante que se tenha passado contigo numa biblioteca. Pode
ser uma história verdadeira ou fruto da tua imaginação.

(Título) __________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

BOM TRABALHO!

Apreciação:______________________________________________________________

A professora: Elsa Gouveia Enc de Educação:


_________________________