Você está na página 1de 10

08/03/2019 Boston - A total incapacidade do homem de resgatar a si mesmo

Inabilidade total do homem para resgatar a si mesmo


Thomas Boston

O artigo a seguir foi extraído da obra clássica de Boston Human Nature In Fourfold State (Capítulo 3,
pp. 183-197).

Pois quando ainda estávamos sem força, no devido tempo Cristo morreu pelos ímpios. Romanos 5: 6

Ninguém pode vir a mim, a não ser que o Pai, que me enviou, o atraia. João 6,44

Temos agora uma visão da corrupção total da natureza do homem e da carga de ira que recai
sobre ele, o abismo de miséria em que ele está mergulhado em seu estado natural. Mas há uma parte
de sua miséria que merece consideração particular; ou seja, sua total incapacidade de se recuperar, o
conhecimento do que é necessário para a devida humilhação de um pecador. O que eu desenho aqui,
é apenas propor algumas coisas, através das quais convencer o homem não regenerado desta sua
incapacidade, para que ele possa ver uma absoluta necessidade de Cristo e do poder de Sua graça.

Um homem que está caído em um buraco não pode ser obrigado a sair dele, mas de duas
maneiras; ou fazendo tudo sozinho, ou tomando conta e melhorando a ajuda oferecida por outros. Da
mesma forma, não se pode supor que um homem não convertido se ajude a sair de seu estado
natural, mas também no caminho da lei, ou pacto de obras, fazendo tudo a si mesmo sem Cristo; ou
então, no caminho do Evangelho, ou pacto da graça, exercendo sua própria força para apegar-se e
fazer uso da ajuda oferecida por um Salvador. Mas, ai de mim! o homem não convertido está morto na
cova, e não pode se ajudar de nenhum desses modos; não é a primeira maneira, pois o primeiro texto
nos diz que quando nosso Senhor veio para nos ajudar, 'ficamos sem forças', incapazes de nos
recuperar. Nós éramos ímpios, portanto sob um fardo de culpa e ira, ainda "sem força", incapaz de
ficar sob ele; e incapaz de jogá-lo fora ou de sair dele: de modo que toda a humanidade teria sem
dúvida perecido, não tivesse "morrido Cristo pelos ímpios", e ajudado aqueles que jamais poderiam ter
se recuperado. Mas quando Cristo vem e oferece ajuda aos pecadores, eles não podem aceitá-lo?
Não podem melhorar a ajuda quando se trata de suas mãos? Não, o segundo texto diz, eles não
podem; 'Nenhum homem pode vir a mim', isto é, acredite em mim (João 6.44), 'a menos que o Pai o
atraia'. Este é um desenho que lhes permite vir, que até então não poderia vir; e, portanto, não
poderiam se ajudar melhorando a ajuda oferecida. É um desenho que é sempre efetivo; pois não pode
ser menos do que 'ouvir e aprender do Pai', o qual, quem participa, vem a Cristo (verso 45). Portanto,
não está atraindo a mera persuasão moral, que pode ser, sim, e sempre é ineficaz. Mas é atraído pelo
grande poder (Efésios 1: 9), absolutamente necessário para aqueles que não têm poder em si próprios
para vir e tomar posse da ajuda oferecida.

Ouça então, ó homem não regenerado, e esteja convencido de que, como você está em um
estado muito miserável por natureza, então você é totalmente incapaz de se recuperar de qualquer
maneira. Você está arruinado; e de que maneira você irá trabalhar para se recuperar? Qual das duas
maneiras você escolherá? Você tentará sozinho, ou fará uso de ajuda? Você vai cair no caminho das
obras, ou no caminho do Evangelho? Eu sei muito bem que você não vai mais do que tentar o
caminho do Evangelho, até que você tenha achado a recuperação impraticável no caminho da lei.
Portanto, começaremos onde a natureza corrupta ensina os homens a começar, a saber, no caminho
da lei das obras.

Pecador, gostaria que você acreditasse que o seu trabalho nunca o afetará. Trabalhe e faça o seu
melhor; você nunca será capaz de se livrar desse estado de corrupção e ira. Você deve ter Cristo,
senão você perecerá eternamente. É somente "Cristo em você" que pode ser a esperança da glória.
Mas se você precisa experimentá-lo, então eu devo colocar diante de você, da inalterável Palavra do
Deus vivo, duas coisas que você deve fazer por si mesmo. Se você pode fazê-las, deve ser produzido
que você é capaz de se recuperar; mas se não, então você não pode fazer nada desse jeito para a sua
recuperação.
http://www.monergism.com/thethreshold/sdg/boston_maninability.html 1/10
08/03/2019 Boston - A total incapacidade do homem de resgatar a si mesmo

1. 'Se queres entrar na vida, guarda os mandamentos' (Mateus 19:17). Isto é, se você, ao fazer
entrar na vida, então manterá perfeitamente os dez mandamentos; pois o objetivo dessas palavras é
abater o orgulho do coração do homem e permitir que ele veja uma necessidade absoluta de um
Salvador, da impossibilidade de guardar a lei. A resposta é dada adequadamente ao endereço. Nosso
Senhor o checa por seu elogio, 'Bom Mestre' (Mateus 19:16), dizendo-lhe: 'Não há bom, senão um,
que é Deus' (Mateus 19:17). Como se ele tivesse dito: Você se considera um bom homem e eu outro;
mas de onde se fala de bondade, homens e anjos podem ocultar seus rostos diante do bom Deus.
Quanto à sua pergunta, em que ele revelou sua disposição legal, Cristo não responde, dizendo: 'Crê e
serás salvo; "Isso não teria sido tão oportuno no caso de alguém que achava que poderia se sair bem
o suficiente para si mesmo, se ele soubesse" que bem deveria fazer "; mas, adequado ao humor em
que o homem estava, Ele lhe ordena que 'guarde os mandamentos'; mantenha-os bem e com
precisão, como aqueles que observam os malfeitores na prisão, para que nenhum deles escape e sua
vida seja levada para aqueles que escapam. Veja então, ó homem não regenerado, o que você pode
fazer neste assunto; pois se você se recuperar dessa maneira, você deve manter perfeitamente os
mandamentos de Deus. Veja então, ó homem não regenerado, o que você pode fazer neste assunto;
pois se você se recuperar dessa maneira, você deve manter perfeitamente os mandamentos de Deus.
Veja então, ó homem não regenerado, o que você pode fazer neste assunto; pois se você se recuperar
dessa maneira, você deve manter perfeitamente os mandamentos de Deus.

(1) Sua obediência deve ser perfeita, em respeito ao princípio dela; isto é, sua alma, o princípio da
ação, deve ser perfeitamente pura e totalmente sem pecado. Pois a lei requer toda perfeição moral;
não apenas real, mas habitual: e assim condena o pecado original; impureza da natureza, bem como
das ações. Agora, se você puder fazer com que isso aconteça, você será capaz de responder a essa
pergunta de Salomão, de modo que nunca alguém da posteridade de Adão poderia responder: "Quem
pode dizer, eu fiz meu coração limpo?" (Provérbios 20: 9) Mas se você não pode, a própria falta dessa
perfeição é pecado, e assim você se abre para a maldição e o afasta da vida. Sim, isso faz com que
todas as suas ações, até mesmo suas melhores ações, sejam pecaminosas: 'Pois quem pode tirar
uma coisa limpa de um impuro?' (Jó 14: 4) E você acha que pelo pecado se ajudar a sair do pecado e
da miséria?

(2) Sua obediência também deve ser perfeita em partes. Deve ser tão amplo quanto toda a lei de
Deus: se você não tem uma coisa, você está desfeito; porque a lei denuncia a maldição sobre ele que
não continua em tudo escrito (Gl 3:10). Você deve dar obediência interna e externa a toda a lei, manter
todos os comandos no coração e na vida. Se você quebrar qualquer um deles, isso garantirá sua
ruína. Um pensamento vago, ou palavra ociosa, ainda te calará sob a maldição.

(3) Deve ser perfeito em relação a graus, como foi a obediência de Adão, enquanto ele
permaneceu em sua inocência. Isto a lei exige, e não aceita menos do que isso (Mateus 22:37),
'amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma e de todo o teu entendimento'.
Se um grau desse amor, exigido pela lei, estiver faltando, se cada parte de sua obediência não for
trazida até a maior altura ordenada, essa falta é uma violação da lei, e assim deixa você ainda sob a
maldição. Um homem pode trazer tantos baldes de água para uma casa que está pegando fogo, como
ele é capaz de carregar, e ainda assim pode ser consumido, e assim será, se ele não trouxer tantos
quantos irão apagar o fogo. Mesmo assim, embora você deva fazer o que puder, cumprindo os
mandamentos, se você falhar no mínimo grau de obediência que a lei impõe, você está certamente
arruinado para sempre, a menos que você se apodere de Cristo, renunciando a toda a sua justiça
como trapos imundos. (Veja Rm 10: 5; Gl 3:10).

(4) Deve ser perpétuo, como o homem foi a obediência de Cristo, que sempre fez as coisas que
agradaram ao Pai, pois o teor da lei é: 'Maldito é aquele que não permanece em todas as coisas
escritas na lei para fazê-las ! Portanto, embora a obediência de Adão tenha sido, por algum tempo,
absolutamente perfeita; no entanto, porque finalmente ele falhou em um ponto, ou seja, ao comer o
fruto proibido, ele caiu sob a maldição da lei. Se um homem vivesse um assunto obediente ao seu
príncipe até o fim de seus dias, e então conspirasse contra ele, ele deveria morrer por sua traição.
Mesmo assim, embora você devesse, durante todo o tempo de sua vida, viver em perfeita obediência

http://www.monergism.com/thethreshold/sdg/boston_maninability.html 2/10
08/03/2019 Boston - A total incapacidade do homem de resgatar a si mesmo

à lei de Deus, e ainda na hora da morte apenas nutrir um pensamento vã, ou pronunciar uma palavra
ociosa, essa palavra ociosa ou pensamento vago , apagaria toda a sua antiga justiça e arruinaria você;
nomeadamente,

Agora, tal é a obediência que você deve realizar, se você se recuperar no caminho da lei. Mas,
embora você obedeça assim, a lei o coloca no estado de ira, até que outra exigência seja satisfeita.

2. Você deve pagar o que deve. É inegável que você é um pecador; e seja o que for que você
esteja no tempo para vir, a justiça deve ser satisfeita por seus pecados já cometidos. A honra da lei
deve ser mantida, pelo seu sofrimento, a ira denunciada. Pode ser que você tenha mudado seu curso
de vida, ou esteja agora decidido a fazê-lo, e se esforçar para manter os mandamentos de Deus: mas
o que você fez ou o que fará com a velha dívida? Sua obediência a Deus, embora fosse perfeita, é
uma dívida devida a ele pelo tempo em que é realizada, e não pode mais satisfazer os pecados
anteriores, do que o pagamento de um inquilino do aluguel do ano corrente pode satisfazer o senhorio
por todos os atrasos. Pode o pagamento de novas dívidas absolver um homem de contas antigas?
Não enganem vocês mesmos; você encontrará estes guardados em loja com Deus e selados entre os
seus tesouros (Dt 32:34). Resta, então, que ou você deve suportar essa ira, à qual por seu pecado
você é responsável, de acordo com a lei; ou então você deve reconhecer que não pode suportá-lo e,
em seguida, recorrer ao Fiador, o Senhor Jesus Cristo. Deixe-me agora lhe perguntar: Você é capaz
de satisfazer a justiça de Deus? Você pode pagar sua própria dívida? Certamente não: pois, como Ele
é o Deus infinito, a quem você ofendeu, a punição, sendo adequada à qualidade da ofensa, deve ser
infinita. Mas sua punição, ou sofrimentos pelo pecado, não podem ter valor infinito, pois você é uma
criatura finita: portanto, eles devem ser infinitos em duração ou continuidade; isto é, eles devem ser
eternos. E assim todos os seus sofrimentos neste mundo são apenas um penhor do que você deve
sofrer no mundo vindouro. a qual pelo seu pecado você é responsável, de acordo com a lei; ou então
você deve reconhecer que não pode suportá-lo e, em seguida, recorrer ao Fiador, o Senhor Jesus
Cristo. Deixe-me agora lhe perguntar: Você é capaz de satisfazer a justiça de Deus? Você pode pagar
sua própria dívida? Certamente não: pois, como Ele é o Deus infinito, a quem você ofendeu, a
punição, sendo adequada à qualidade da ofensa, deve ser infinita. Mas sua punição, ou sofrimentos
pelo pecado, não podem ter valor infinito, pois você é uma criatura finita: portanto, eles devem ser
infinitos em duração ou continuidade; isto é, eles devem ser eternos. E assim todos os seus
sofrimentos neste mundo são apenas um penhor do que você deve sofrer no mundo vindouro. a qual
pelo seu pecado você é responsável, de acordo com a lei; ou então você deve reconhecer que não
pode suportá-lo e, em seguida, recorrer ao Fiador, o Senhor Jesus Cristo. Deixe-me agora lhe
perguntar: Você é capaz de satisfazer a justiça de Deus? Você pode pagar sua própria dívida?
Certamente não: pois, como Ele é o Deus infinito, a quem você ofendeu, a punição, sendo adequada à
qualidade da ofensa, deve ser infinita. Mas sua punição, ou sofrimentos pelo pecado, não podem ter
valor infinito, pois você é uma criatura finita: portanto, eles devem ser infinitos em duração ou
continuidade; isto é, eles devem ser eternos. E assim todos os seus sofrimentos neste mundo são
apenas um penhor do que você deve sofrer no mundo vindouro. o Senhor Jesus Cristo. Deixe-me
agora lhe perguntar: Você é capaz de satisfazer a justiça de Deus? Você pode pagar sua própria
dívida? Certamente não: pois, como Ele é o Deus infinito, a quem você ofendeu, a punição, sendo
adequada à qualidade da ofensa, deve ser infinita. Mas sua punição, ou sofrimentos pelo pecado, não
podem ter valor infinito, pois você é uma criatura finita: portanto, eles devem ser infinitos em duração
ou continuidade; isto é, eles devem ser eternos. E assim todos os seus sofrimentos neste mundo são
apenas um penhor do que você deve sofrer no mundo vindouro. o Senhor Jesus Cristo. Deixe-me
agora lhe perguntar: Você é capaz de satisfazer a justiça de Deus? Você pode pagar sua própria
dívida? Certamente não: pois, como Ele é o Deus infinito, a quem você ofendeu, a punição, sendo
adequada à qualidade da ofensa, deve ser infinita. Mas sua punição, ou sofrimentos pelo pecado, não
podem ter valor infinito, pois você é uma criatura finita: portanto, eles devem ser infinitos em duração
ou continuidade; isto é, eles devem ser eternos. E assim todos os seus sofrimentos neste mundo são
apenas um penhor do que você deve sofrer no mundo vindouro. não pode ser infinito em valor, pois
você é uma criatura finita: portanto, eles devem ser infinitos em duração ou continuidade; isto é, eles
devem ser eternos. E assim todos os seus sofrimentos neste mundo são apenas um penhor do que
você deve sofrer no mundo vindouro. não pode ser infinito em valor, pois você é uma criatura finita:

http://www.monergism.com/thethreshold/sdg/boston_maninability.html 3/10
08/03/2019 Boston - A total incapacidade do homem de resgatar a si mesmo

portanto, eles devem ser infinitos em duração ou continuidade; isto é, eles devem ser eternos. E assim
todos os seus sofrimentos neste mundo são apenas um penhor do que você deve sofrer no mundo
vindouro.

Agora, pecador, se você puder responder a essas exigências, poderá se recuperar no caminho da
lei. Mas você não está consciente da sua incapacidade de fazer qualquer dessas coisas, muito mais
para fazer todas elas? mas se você não fizer tudo, não fará nada. Volte então para o curso da sua
vida, você ainda está em um estado de ira. Estragar sua obediência para a maior altura que puder;
sofrer o que Deus coloca em você; sim, acrescente, se você quiser, ao fardo e ande sob tudo sem a
menor impaciência; tudo isso, porém, não satisfará as exigências da lei; portanto você ainda é uma
criatura arruinada. Ai de mim pecador, o que você está fazendo enquanto se esforça para ajudar a si
mesmo, mas não recebe e se une a Jesus Cristo? Você está trabalhando no fogo, se cansando de
muita vaidade; trabalhando para entrar no céu pela porta que o pecado de Adão tão aparafusado, que
nem ele, nem qualquer de sua posteridade perdida, pode entrar por ela. Não vês a espada flamejante
da justiça, afastando-te da árvore da vida? Você não ouve a lei denunciando uma maldição em você
por tudo o que você está fazendo, mesmo por sua obediência, suas orações, suas lágrimas, sua
reforma da vida, e assim por diante; porque, estando sob o domínio da lei, as vossas melhores obras
não são tão boas como - requer que elas estejam sob a dor da maldição? Acreditem, senhores, se
vocês vivem e morrem de Cristo, sem estar realmente unidos a Ele como o segundo Adão, o Espírito
que dá vida, e sem cair sob o disfarce de Seu sangue expiatório, embora devam fazer o máximo que
qualquer o homem pode fazer, mantendo os mandamentos de Deus, você nunca verá a face de Deus
em paz. Se você deve, a partir deste momento, despedir-se eternamente das alegrias deste mundo, e
de todos os seus assuntos, e doravante ocupados com nada além da salvação de suas almas; se você
entrar em algum deserto, viver na grama do campo e ser um companheiro de dragões e corujas; se
você se retirar para alguma caverna escura da terra, e chorar por seus pecados, até que você tenha
chorado cego; se você deve confessar com sua língua, até que ela se apegue ao céu da boca; ore, até
que seus joelhos cresçam como chifres; rápido, até que seu corpo se torne como um esqueleto, e,
depois de tudo isso, dê para ser queimado; a palavra saiu da boca do Senhor em retidão e não pode
retornar, para que você pereça para sempre, apesar de tudo isso, como não sendo em Cristo (João 14:
6), 'Ninguém vem ao Pai senão por mim ( Atos 4:12), 'nem há salvação em nenhum outro'. (Marcos
16:16), 'Aquele que não crer será condenado!

Objeção: Mas Deus é um Deus misericordioso e sabe que não somos capazes de responder a
essas exigências; Esperamos, portanto, ser salvos, se fizermos o melhor que pudermos, e manter os
comandos tão bem quanto pudermos.

Resposta 1: Embora você seja capaz de fazer muitas coisas, você não é capaz de fazer uma
coisa certa: você não pode fazer nada aceitável a Deus, estando fora de Cristo (João 1: 5), 'Sem mim
nada podeis'. Um homem não renovado, como você é, não pode fazer nada senão pecar, como já
provamos. Suas melhores ações são pecado e, assim, aumentam sua dívida para com a justiça: como
então se pode esperar que diminuam a dívida?

Resposta 2: Embora Deus se ofereça para salvar os homens, sob a condição de fazerem tudo o
que puderem, em obediência aos Seus mandamentos, ainda assim temos razão para pensar que
aqueles que deveriam tentar nunca seriam salvos: pois onde está o homem que faz o melhor que
pode? Quem não vê muitos passos falsos que ele fez, que ele poderia ter evitado? Há tantas coisas a
serem feitas, tantas tentações para nos levar para fora do caminho do dever, e nossa natureza é tão
apta a ser incendiada pelo inferno, que certamente devemos falhar, mesmo em algum ponto que esteja
dentro de nós. a bússola de nossas habilidades naturais. Mas,

Resposta 3: Embora você deva fazer tudo o que for capaz de fazer, em vão você espera ser salvo
dessa maneira. Que palavra de Deus é essa sua esperança fundada? Não se baseia em lei nem em
evangelho; portanto, é apenas uma ilusão. Não é fundado no Evangelho; porque o Evangelho conduz
a alma de si mesma a Jesus Cristo para todos; e estabelece a lei (Rm 3:31). Considerando que esta
sua esperança não pode ser estabelecida, mas nas ruínas da lei, que Deus irá magnificar e tornar
honrosa. Por conseguinte, parece que não se baseia nem na lei. Quando Deus colocou Adão
http://www.monergism.com/thethreshold/sdg/boston_maninability.html 4/10
08/03/2019 Boston - A total incapacidade do homem de resgatar a si mesmo

trabalhando para a felicidade para si e para sua posteridade, a obediência perfeita era a condição
exigida dele; e a maldição foi denunciada em caso de desobediência. A lei sendo violada por ele, ele e
sua posteridade foram submetidos à penalidade pelo pecado cometido; e ainda estavam obrigados a
perfeita obediência. Pois é absurdo pensar que o pecado do homem e o sofrimento pelo seu pecado
devem libertá-lo de seu dever de obediência ao seu Criador. Quando Cristo entrou na sala dos eleitos,
para comprar sua salvação, os termos eram os mesmos. a justiça teve os eleitos presos: se Ele está
desejoso de entregá-los, os termos são conhecidos. Ele deve satisfazer pelo seu pecado, sofrendo a
punição devida a ele; Ele deve fazer o que não pode fazer, a saber, obedecer perfeitamente à lei e
assim cumprir toda a justiça. Assim, tudo o que Ele fez, e assim se tornou “o fim da lei para a justiça,
para todo aquele que crê” (Rm 10: 4). E você acha que Deus vai abater esses termos para você,
quando o Seu próprio Filho não tem nenhum abatimento deles? Não espere, embora você deva
implorar com lágrimas de sangue; porque se prevalecessem, eles devem prevalecer contra a verdade,
justiça e honra de Deus (Gl 3:10). Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas que
estão escritas no livro da lei para fazê-las. (Gálatas 3:12), 'E a lei não é da fé, mas o homem que fizer
isso, viverá nelas'. É verdade que Deus é misericordioso: mas ele não pode ser misericordioso a
menos que Ele te salve de uma maneira que não seja consistente com a Sua lei nem com o Seu
Evangelho? Sua bondade e misericórdia não apareceram suficientemente, enviando o Filho do Seu
amor, para fazer 'o que a lei não podia fazer, porque era fraca pela carne?' Ele forneceu ajuda para
aqueles que não podem se ajudar: mas você, insensível à sua própria fraqueza, precisa pensar em se
recuperar de suas próprias obras, enquanto não é mais capaz de fazê-lo do que remover montanhas
de latão de seu lugar. . justiça e honra de Deus (Gl 3:10). Maldito todo aquele que não permanece em
todas as coisas que estão escritas no livro da lei para fazê-las. (Gálatas 3:12), 'E a lei não é da fé, mas
o homem que fizer isso, viverá nelas'. É verdade que Deus é misericordioso: mas ele não pode ser
misericordioso a menos que Ele te salve de uma maneira que não seja consistente com a Sua lei nem
com o Seu Evangelho? Sua bondade e misericórdia não apareceram suficientemente, enviando o Filho
do Seu amor, para fazer 'o que a lei não podia fazer, porque era fraca pela carne?' Ele forneceu ajuda
para aqueles que não podem se ajudar: mas você, insensível à sua própria fraqueza, precisa pensar
em se recuperar de suas próprias obras, enquanto não é mais capaz de fazê-lo do que remover
montanhas de latão de seu lugar. . justiça e honra de Deus (Gl 3:10). Maldito todo aquele que não
permanece em todas as coisas que estão escritas no livro da lei para fazê-las. (Gálatas 3:12), 'E a lei
não é da fé, mas o homem que fizer isso, viverá nelas'. É verdade que Deus é misericordioso: mas ele
não pode ser misericordioso a menos que Ele te salve de uma maneira que não seja consistente com
a Sua lei nem com o Seu Evangelho? Sua bondade e misericórdia não apareceram suficientemente,
enviando o Filho do Seu amor, para fazer 'o que a lei não podia fazer, porque era fraca pela carne?'
Ele forneceu ajuda para aqueles que não podem se ajudar: mas você, insensível à sua própria
fraqueza, precisa pensar em se recuperar de suas próprias obras, enquanto não é mais capaz de fazê-
lo do que remover montanhas de latão de seu lugar. . Maldito todo aquele que não permanece em
todas as coisas que estão escritas no livro da lei para fazê-las. (Gálatas 3:12), 'E a lei não é da fé, mas
o homem que fizer isso, viverá nelas'. É verdade que Deus é misericordioso: mas ele não pode ser
misericordioso a menos que Ele te salve de uma maneira que não seja consistente com a Sua lei nem
com o Seu Evangelho? Sua bondade e misericórdia não apareceram suficientemente, enviando o Filho
do Seu amor, para fazer 'o que a lei não podia fazer, porque era fraca pela carne?' Ele forneceu ajuda
para aqueles que não podem se ajudar: mas você, insensível à sua própria fraqueza, precisa pensar
em se recuperar de suas próprias obras, enquanto não é mais capaz de fazê-lo do que remover
montanhas de latão de seu lugar. . Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas que
estão escritas no livro da lei para fazê-las. (Gálatas 3:12), 'E a lei não é da fé, mas o homem que fizer
isso, viverá nelas'. É verdade que Deus é misericordioso: mas ele não pode ser misericordioso a
menos que Ele te salve de uma maneira que não seja consistente com a Sua lei nem com o Seu
Evangelho? Sua bondade e misericórdia não apareceram suficientemente, enviando o Filho do Seu
amor, para fazer 'o que a lei não podia fazer, porque era fraca pela carne?' Ele forneceu ajuda para
aqueles que não podem se ajudar: mas você, insensível à sua própria fraqueza, precisa pensar em se
recuperar de suas próprias obras, enquanto não é mais capaz de fazê-lo do que remover montanhas
de latão de seu lugar. . 'E a lei não é da fé, mas o homem que fizer isso, viverá nelas'. É verdade que
Deus é misericordioso: mas ele não pode ser misericordioso a menos que Ele te salve de uma maneira
que não seja consistente com a Sua lei nem com o Seu Evangelho? Sua bondade e misericórdia não
http://www.monergism.com/thethreshold/sdg/boston_maninability.html 5/10
08/03/2019 Boston - A total incapacidade do homem de resgatar a si mesmo

apareceram suficientemente, enviando o Filho do Seu amor, para fazer 'o que a lei não podia fazer,
porque era fraca pela carne?' Ele forneceu ajuda para aqueles que não podem se ajudar: mas você,
insensível à sua própria fraqueza, precisa pensar em se recuperar de suas próprias obras, enquanto
não é mais capaz de fazê-lo do que remover montanhas de latão de seu lugar. . 'E a lei não é da fé,
mas o homem que fizer isso, viverá nelas'. É verdade que Deus é misericordioso: mas ele não pode
ser misericordioso a menos que Ele te salve de uma maneira que não seja consistente com a Sua lei
nem com o Seu Evangelho? Sua bondade e misericórdia não apareceram suficientemente, enviando o
Filho do Seu amor, para fazer 'o que a lei não podia fazer, porque era fraca pela carne?' Ele forneceu
ajuda para aqueles que não podem se ajudar: mas você, insensível à sua própria fraqueza, precisa
pensar em se recuperar de suas próprias obras, enquanto não é mais capaz de fazê-lo do que
remover montanhas de latão de seu lugar. . mas ele não pode ser misericordioso a menos que Ele te
salve de uma maneira que não seja consistente com a Sua lei nem com o Seu Evangelho? Sua
bondade e misericórdia não apareceram suficientemente, enviando o Filho do Seu amor, para fazer 'o
que a lei não podia fazer, porque era fraca pela carne?' Ele forneceu ajuda para aqueles que não
podem se ajudar: mas você, insensível à sua própria fraqueza, precisa pensar em se recuperar de
suas próprias obras, enquanto não é mais capaz de fazê-lo do que remover montanhas de latão de
seu lugar. . mas ele não pode ser misericordioso a menos que Ele te salve de uma maneira que não
seja consistente com a Sua lei nem com o Seu Evangelho? Sua bondade e misericórdia não
apareceram suficientemente, enviando o Filho do Seu amor, para fazer 'o que a lei não podia fazer,
porque era fraca pela carne?' Ele forneceu ajuda para aqueles que não podem se ajudar: mas você,
insensível à sua própria fraqueza, precisa pensar em se recuperar de suas próprias obras, enquanto
não é mais capaz de fazê-lo do que remover montanhas de latão de seu lugar. .

Portanto concluo que você é totalmente incapaz de se recuperar, no caminho das obras, ou pela
lei. O que você concluiria o mesmo a respeito de si mesmo!

Vamos tentar em seguida o que o pecador pode fazer para se recuperar, no caminho do
Evangelho. Pode ser que você pense que não pode fazer tudo sozinho, mas Jesus Cristo lhe
oferecendo ajuda, você pode de si mesmo abraçá-lo e usá-lo para sua recuperação. Mas, ó pecador,
seja convencido de sua absoluta necessidade da graça de Cristo: pois, verdadeiramente, há ajuda
oferecida, mas você não pode aceitá-la: há uma corda projetada para atrair os pecadores náufragos
para a terra, mas, infelizmente, eles não têm mãos para segurá-lo. Eles são como crianças expostas
em campo aberto, que precisam morrer de fome, embora a comida seja deitada por eles, a menos que
alguém a coloque em suas bocas. Para convencer os homens naturais disto, que seja considerado,

1. Que embora Cristo seja oferecido no Evangelho, ainda assim eles não podem crer nEle. A fé
salvadora é a fé dos eleitos de Deus, o dom especial de Deus para eles, forjado neles pelo Seu
Espírito. A salvação é oferecida a eles que acreditarão em Cristo, mas como você pode acreditar?
(João 5:44) É oferecido àqueles que virão a Cristo; mas ninguém pode vir a ele, a não ser que o Pai o
atraia. É oferecido àqueles que vencem olham para Ele, como erguidos no pólo do Evangelho (Is
45:22); mas o homem natural é espiritualmente cego (Apocalipse 3:17); e quanto às coisas do Espírito
de Deus, ele não pode conhecê-las, pois elas são discernidas espiritualmente (1 Co 2:14). Não, quem
quiser, ele é bem-vindo; que ele venha (Apocalipse 22:17); mas deve haver um dia de poder sobre o
pecador, antes que ele possa estar disposto (Sl 110: 3).

2. O homem naturalmente não tem meios para melhorar, para sua recuperação, a ajuda trazida
pelo Evangelho. Ele é lançado fora em um estado de ira, e está amarrado de pés e mãos, de modo
que ele não pode agarrar as cordas de amor que lhe foram lançadas no Evangelho. O artífice mais
esperto não pode trabalhar sem ferramentas; nem o músico mais habilidoso pode tocar bem em um
instrumento desafinado. Como alguém pode acreditar, ou se arrepender, cuja compreensão é a
escuridão (Efésios 5: 8), cujo coração é um coração de pedra, inflexível, insensível (Ez 36:26), cujas
afeições são totalmente desordenadas e destemperadas, que é avesso a bom e inclinado ao mal? Os
braços das habilidades naturais são muito curtos para alcançar ajuda sobrenatural; portanto, aqueles
que mais se destacam neles são freqüentemente mais afastados das coisas espirituais (Mateus
11:25),

http://www.monergism.com/thethreshold/sdg/boston_maninability.html 6/10
08/03/2019 Boston - A total incapacidade do homem de resgatar a si mesmo

3. O homem não pode operar uma mudança salvadora em si mesmo; mas tão mudado ele deve
ser, senão não pode acreditar nem se arrepender, nem jamais ver o céu. Nenhuma ação pode ser sem
um princípio adequado. Acreditar, arrepender-se e assim por diante, são o produto da nova natureza e
nunca podem ser produzidos pela velha natureza corrupta. Agora, o que o homem natural pode fazer
nesse assunto? Ele deve ser regenerado, gerado de novo para uma viva esperança; mas como a
criança não pode ser ativa em sua própria geração, também um homem não pode ser ativo, mas
apenas passivo, em sua própria regeneração. O coração está fechado contra Cristo: o homem não
pode abri-lo, somente Deus pode fazer isso por Sua graça (Atos 16:14). Ele está morto em pecado; ele
deve ser estimulado, ressuscitado de sua sepultura; quem pode fazer isso senão o próprio Deus?
(Efésios 2: 1-5). Não, ele deve ser 'criado em Cristo Jesus, para boas obras' (Efésios 2:10). Estas são
obras de onipotência,

4. O homem, em seu estado depravado, está totalmente incapacitado de fazer algo realmente
bom, como foi demonstrado antes: como então ele pode obedecer ao Evangelho? Sua natureza é o
próprio reverso do Evangelho: como ele pode, por si mesmo, cair nesse plano de salvação e aceitar o
remédio oferecido? A corrupção da natureza do homem infalivelmente inclui sua total incapacidade de
se recuperar de qualquer forma, e aquele que é convencido de um, precisa admitir o outro; porque eles
se levantam e caem juntos. Se toda a compra de Cristo fosse oferecida ao homem não regenerado por
um bom pensamento, ele não pode comandá-lo (2 Coríntios 3: 5), 'Não que nós somos suficientes de
nós mesmos, para pensar qualquer coisa como de nós mesmos! Se fosse oferecido sob a condição de
uma boa palavra, ainda assim, "como podeis, sendo mau, falar coisas boas?" (Mateus 12:35) Não, se
você escolher o que é mais fácil,

5. O homem natural não pode senão resistir à oferta do Senhor para ajudá-lo; contudo, essa
resistência é infalivelmente superada nos eleitos, convertendo a graça. O coração de pedra pode
escolher, mas resistir ao derrame? Não há apenas uma incapacidade, mas uma inimizade e
obstinação na vontade do homem por natureza. Deus sabe, ó homem natural, quer você saiba ou não,
que 'tu és obstinado, e teu pescoço é um tendão de ferro, e teu fronte de bronze' (Is 48: 4), e não pode
ser superado, mas por Aquele que Quebrou as portas de bronze e cortou as barras de ferro ao meio.
Por isso, humanamente falando, há um trabalho tão árduo na conversão de um pecador. Às vezes ele
parece estar preso na rede do Evangelho; ainda rapidamente ele se afasta novamente. O gancho pega
ele; mas ele se esforça, ficando livre disso, ele vai embora com uma ferida sangrenta. Quando boas
esperanças são concebidas para ele, por aqueles que trabalham no parto para a formação de Cristo
nele, muitas vezes não há nada trazido além do vento. O coração enganoso faz muitos artifícios para
evitar um Salvador e enganar o homem de sua eterna felicidade. Assim, o homem natural está
afundado em um estado de pecado e ira, totalmente incapaz de se recuperar.

Objeção 1: Se estivermos completamente impossibilitados de fazer qualquer bem, como Deus


pode exigir que façamos isso? Resposta: Deus tornando o homem justo (Eclesiastes 7:29), deu-lhe o
poder de fazer tudo o que Ele requeresse dele; este homem do poder perdeu por sua própria culpa.
Fomos obrigados a servir a Deus e fazer o que Ele nos ordenou, como sendo Suas criaturas; e
também, estávamos sob o laço superadicionado de uma aliança, para esse propósito. Agora, tendo
nós, por nossa própria culpa, nos incapacitado, Deus perderá o direito de exigir a nossa tarefa, porque
nós jogamos fora a força que Ele nos deu para realizá-la? O credor não tem o direito de exigir o
pagamento do seu dinheiro porque o devedor o desperdiçou e não pode pagá-lo? Verdadeiramente, se
Deus não pode exigir mais de nós do que somos capazes de fazer, não precisamos mais para nos
salvar da ira, mas para nos tornarmos incapazes para todos os deveres, e nos incapacitarmos em
servir a Deus de qualquer maneira, como fazem freqüentemente os homens profanos. Assim, quanto
mais profundo o homem for mergulhado no pecado, ele ficará mais seguro da ira, pois onde Deus não
pode exigir nenhum dever de nós, não pecamos ao omitir isso; e onde não há pecado não pode haver
ira. Quanto ao que pode ser instado pela alma desamparada, contra o fato de colocarmos a nossa
ação nas mãos de Adão, a justiça daquela dispensação foi explicada antes. Mas, além disso, o homem
não regenerado está diariamente jogando fora os restos das habilidades naturais, a luz racional e a
força que se encontram entre as ruínas da humanidade. Além disso, ele não acreditará em sua própria
incapacidade absoluta de se ajudar; de modo que, de sua própria boca, ele deve ser condenado.

http://www.monergism.com/thethreshold/sdg/boston_maninability.html 7/10
08/03/2019 Boston - A total incapacidade do homem de resgatar a si mesmo

Mesmo aqueles que fazem da sua impotência natural um bem encoberto para a sua indolência, fazem,
com os outros, adiar o trabalho de voltar-se para Deus de tempos em tempos e, sob convicções, fazer
grandes promessas de reforma, que depois elas nunca consideram, e retardar seu arrependimento a
um leito de morte, como se pudessem se ajudar em um momento; o que mostra que eles estão longe
de um senso devido de sua incapacidade natural, seja qual for a sua pretensão.

Agora, se Deus pode exigir dos homens o dever que eles não são capazes de fazer, Ele pode, na
justiça, puni-los por não terem feito isso, apesar de sua incapacidade. Se Ele tem poder para exigir a
dívida da obediência, Ele também tem poder para lançar o devedor insolvente na prisão, pois ele não o
paga. Além disso, embora os homens não regenerados não tenham habilidades graciosas, ainda
assim eles não querem habilidades naturais que, no entanto, não melhorarão. Há muitas coisas que
eles podem fazer, o que eles não fazem; eles não os farão e, portanto, sua condenação será justa.
Não, toda a sua incapacidade de fazer o bem é voluntária; eles não virão a Cristo (João 5:40). Eles
não se arrependerão, eles morrerão (Ez 18:31). Assim, eles serão justamente condenados, porque
não amarrarão a Deus, nem virão a Cristo, mas amarão suas cadeias melhor do que sua liberdade,

Objeção 2: Por que você então prega a Cristo para nós, nos chama para vir a Ele, para crer,
arrepender-se e usar os meios de salvação? Resposta: Porque é seu dever fazer o mesmo. É seu
dever aceitar de Cristo, como Ele é oferecido no Evangelho, se arrepender de seus pecados e ser
santo em todos os tipos de conversação; estas coisas te são mandadas por Deus; e o seu comando,
não a sua capacidade, é a medida do seu dever. Além disso, esses apelos e exortações são os meios
que Deus tem o prazer de usar, por converter Seus eleitos e trabalhar a graça em seus corações: para
eles, 'a fé vem pelo ouvir' (Rm 10:17), enquanto eles são tão incapaz de se ajudar como o resto da
humanidade é. Com base em boas razões, nós, sob o comando de Deus, que ressuscitar os mortos,
vamos para as sepulturas deles e clamamos em seu nome: "Desperta, tu que dorme e ressuscita dos
mortos, e Cristo te iluminará ”(Ef 5:14). E ver os eleitos não deve ser conhecido e distinguido dos
outros antes da conversão, como o sol brilha no rosto do cego, e a chuva cai sobre as rochas e sobre
as frutíferas planícies, então pregamos a Cristo a todos e atiramos. a flecha em um empreendimento,
que o próprio Deus dirige como Ele achar adequado. Além disso, esses chamados e exortações não
são totalmente em vão, mesmo para aqueles que não são convertidos por eles. Tais pessoas podem
ser convencidas, embora não sejam convertidas: embora não sejam santificadas por esses meios,
ainda assim podem ser impedidas de correr para aquele excesso de iniqüidade, que de outra forma
chegariam. Os meios da graça servem, por assim dizer, para embalsamar muitas almas mortas, que
nunca são estimuladas por elas; embora não os restaurem à vida, todavia, eles os impedem de
apodrecer, do contrário eles fariam. Finalmente, embora você não possa se recuperar, nem se
apoderar da ajuda salvadora oferecida a você no Evangelho, ainda que pelo poder da natureza você
possa usar os meios externos e ordinários, pelos quais Cristo comunica o benefício da redenção aos
pecadores arruinados, são totalmente incapazes de se recuperar do estado de pecado e ira. Você
pode e pode, por favor, fazer muitas coisas que o colocariam de maneira justa para a ajuda do Senhor
Jesus Cristo. Você pode ir tão longe, para não ficar longe do reino de Deus, como o discreto escriba
fez (Marcos 12:34), embora pareça que ele estava destituído de habilidades sobrenaturais. Embora
você não possa curar a si mesmo, ainda assim pode chegar à piscina, onde muitas pessoas doentes
como você foram curadas;

'Quem sabe senão o Senhor pode voltar e deixar uma bênção para trás?' como no caso do
homem impotente (registrado em João 5: 5-8). Espero que Satanás não o encadeie em suas casas,
nem o coloque em seus campos no dia do Senhor; mas você está em liberdade e pode esperar nos
postes das portas da sabedoria, se quiser. Quando você chega lá, ele não bate bateria aos seus
ouvidos, que você não pode ouvir o que é dito; não há força sobre você, obrigando-o a aplicar tudo o
que ouve aos outros; você pode aplicar a si mesmo o que pertence ao seu estado e condição. Quando
você vai para casa, você não está preso em suas casas) onde talvez nenhum discurso religioso seja
ouvido, mas você pode se retirar para algum lugar separado, onde você pode meditar. e exercite suas
consciências com perguntas adequadas sobre o que você ouviu. Você não está possuído por um diabo
idiota que você não pode ter suas bocas abertas em oração a Deus. Você não é tão expulso de suas
camas para seus negócios mundanos, e de seus negócios mundanos para suas camas de novo, mas

http://www.monergism.com/thethreshold/sdg/boston_maninability.html 8/10
08/03/2019 Boston - A total incapacidade do homem de resgatar a si mesmo

você pode, se você quiser, fazer algumas orações a Deus sobre o caso de suas almas que perecem.
Vocês podem examinar-se quanto ao estado de suas almas, de maneira solene, como na presença de
Deus; você pode discernir que você não tem graça, e que você está perdido e desfeito sem isso, e
você pode clamar a Deus por isso. Essas coisas estão dentro da bússola das habilidades naturais e
podem ser praticadas onde não há graça. Deve agravar a sua culpa, de modo que você não se
importe tanto com o estado e o caso de suas preciosas almas. Se você não fizer o que puder, será
condenado, não apenas por sua falta de graça, mas por sua desprezo.

Objeção 3: Mas tudo isso é desnecessário, visto que somos totalmente incapazes de nos ajudar a
sair do estado de pecado e ira. Resposta: Não dê lugar a essa ilusão, que separa o que Deus uniu, ou
seja, o uso de meios e um senso de nossa própria impotência. Se alguma vez o Espírito de Deus
graciosamente influenciar suas almas, você se tornará completamente sensível à sua absoluta
incapacidade, e ainda assim entrará em vigoroso uso de meios. Vocês farão por si mesmos, como se
fizessem tudo e, no entanto, ignorem tudo o que fazem, como se não tivessem feito nada. Você não
fará nada por si mesmo porque não pode fazer tudo? Não estabeleça tal conclusão ímpia contra suas
próprias almas. Faz o que podes; e, pode ser, enquanto você está fazendo o que pode por si mesmo,
Deus fará por você o que você não pode. Entende tu o que lês? disse Filipe ao eunuco; 'Como posso,
'disse ele,' exceto que algum homem deveria me guiar? ' (Atos 8: 30-31). Ele não conseguia entender
a Escritura que lia, mas podia ler: ele fez o que pôde, leu; e enquanto ele estava lendo, Deus lhe
enviou um intérprete. Os israelitas estavam em um grande estreito no Mar Vermelho; e como eles
poderiam se ajudar, quando, de um lado, havia montanhas e, do outro, o inimigo em perseguição;
quando Faraó e seu exército estavam por trás deles, e o Mar Vermelho antes deles? O que eles
poderiam fazer? 'Fala aos filhos de Israel', disse o Senhor a Moisés, 'para que sigam' (Êxodo 14:15).
Para que fim eles deveriam seguir em frente? Eles podem fazer uma passagem para si mesmos
através do mar? Não; mas deixe-os seguir em frente, diz o Senhor: embora eles não possam
transformar o mar em terra seca, ainda assim eles podem ir para a praia. Então eles fizeram;

Pergunta 1: Deus prometeu converter e salvar aqueles que, no uso dos meios, fazem o que
podem para seu próprio alívio? Resposta: Podemos não falar mal de Deus; os homens naturais, sendo
estranhos aos convênios da promessa (Ef 2:12), não têm essa promessa feita a eles. No entanto, eles
não agem racionalmente, a menos que exerçam os poderes que possuem e façam o que podem. Pois,
é possível que este curso possa ter sucesso com eles. Se você fizer o que pode, pode ser que Deus
faça por você o que você não pode fazer por si mesmo. Isto é suficiente para determinar um homem
em uma questão de extrema importância, tal como esta é (Atos 8:22), 'Orar a Deus, se talvez o
pensamento do teu coração possa ser perdoado'. (Joel 2:14), 'Quem sabe se ele voltará?' Se o
sucesso pode ser, o julgamento deve ser. Se, em um acidente no mar, todos os marinheiros e
passageiros dirigem-se a um tabuleiro quebrado por segurança, e um deles deve ver todo o resto
perecer, apesar de seu esforço máximo para salvar-se, mas a própria possibilidade de escapar por
esse meio determinaria que alguém ainda fizesse isso. seu melhor com sua prancha. Por que, pois,
não raciocinas entre vós, como fizeram os quatro leprosos que se assentaram à porta de Samaria? (2
Reis 7: 3-4). Por que você não diz: 'Se ficarmos parados,' não fazendo o que podemos ', morremos';
vamos colocá-lo em julgamento; se formos salvos, 'viveremos'; se não, 'nós devemos apenas morrer?'
Por que, pois, não raciocinas entre vós, como fizeram os quatro leprosos que se assentaram à porta
de Samaria? (2 Reis 7: 3-4). Por que você não diz: 'Se ficarmos parados,' não fazendo o que podemos
', morremos'; vamos colocá-lo em julgamento; se formos salvos, 'viveremos'; se não, 'nós devemos
apenas morrer?' Por que, pois, não raciocinas entre vós, como fizeram os quatro leprosos que se
assentaram à porta de Samaria? (2 Reis 7: 3-4). Por que você não diz: 'Se ficarmos parados,' não
fazendo o que podemos ', morremos'; vamos colocá-lo em julgamento; se formos salvos, 'viveremos';
se não, 'nós devemos apenas morrer?'

Pergunta 2: É provável que este curso possa ter sucesso; Deus é bom e misericordioso; Ele gosta
de surpreender os homens com a Sua graça, e é freqüentemente 'encontrado dos que não o
buscavam' (Is 65: 1). Se você faz isso, você está tão longe no caminho do seu dever, e você está
usando os meios que o Senhor costuma abençoar para a recuperação espiritual dos homens: você se
coloca no caminho do grande Médico, e assim é Provavelmente você pode ser curado. Lydia foi, com

http://www.monergism.com/thethreshold/sdg/boston_maninability.html 9/10
08/03/2019 Boston - A total incapacidade do homem de resgatar a si mesmo

outros, para o lugar "onde a oração costumava ser feita"; e 'o Senhor abriu o seu coração' (Atos 16:
13-14). Você ara e semeia, embora ninguém possa lhe dizer com certeza que você ganha tanto quanto
sua semente novamente: você usa meios para a recuperação de sua saúde, embora não tenha
certeza de que eles serão bem-sucedidos. Nestes casos, a probabilidade determina você; e por que
não nisso também? Oportunidade, vemos, faz muito com os homens. Portanto, ore, medite, deseje a
ajuda de Deus, esteja muito no trono da graça, suplicando pela graça e não desmaie. Embora Deus
não o considere, que em seu estado atual é apenas uma massa de pecado, universalmente depravado
e viciado em todos os poderes de sua alma, ainda assim Ele pode considerar oração, meditação e os
meios semelhantes de Sua própria designação, e Ele pode abençoá-los para você. Portanto, se você
não fizer o que pode, você não está apenas morto, mas se declara indigno da vida eterna. e Ele pode
abençoá-los para você. Portanto, se você não fizer o que pode, você não está apenas morto, mas se
declara indigno da vida eterna. e Ele pode abençoá-los para você. Portanto, se você não fizer o que
pode, você não está apenas morto, mas se declara indigno da vida eterna.

Concluindo, então, que os santos admiram a liberdade e o poder da graça, que vieram a eles em
sua condição impotente, fizeram suas correntes caírem, o portão de ferro se abriu para eles,
ressuscitou as criaturas caídas e as tirou do estado. do pecado e da ira, onde teriam ficado e perecido,
se não tivessem sido misericordiosamente visitados. Deixe o homem natural ser sensível à sua total
incapacidade de se recuperar. Saiba que você está sem força: e não pode vir a Cristo até ser atraído.
Você está perdido e não pode se ajudar. Isso pode abalar a base de suas esperanças, se você nunca
viu sua necessidade absoluta de Cristo e sua graça, mas pense em inventar para si mesmo por sua
civilidade, moralidade, desejos sonolentos e deveres, e por uma fé e arrependimento que surgiram. de
seus poderes naturais, sem o poder e eficácia da graça de Cristo. Oh, seja convencido de sua
necessidade absoluta de Cristo e Sua graça superadora, acredite em sua completa incapacidade de
se recuperar, para que você possa ser humilhado, abalado por sua autoconfiança, e deite-se em pó e
cinzas, gemendo sua miserável caso diante do Senhor. Um senso adequado de sua impotência
natural, a impotência da natureza humana depravada, seria um passo em direção a uma entrega.

Até agora, do estado natural do homem, o estado da depravação total.

Este artigo foi extraído da obra clássica de Boston Human Nature In Fourfold State (Capítulo 3, pp.
183-197).

http://www.monergism.com/thethreshold/sdg/boston_maninability.html 10/10