Você está na página 1de 21

AULAS DE ELETRÓNICA BÁSICA

PROFESSOR: ENG. IVANDRO PEREIRA MENDONÇA


Introdução
O curso de eletrónica básica tem como principal
objetivo proporcionar aos estudantes um
entendimento dos principais conceitos
relacionados à essa área, mas sem os excessivos
conceitos de cálculos.
O que é a eletrônica…?
É ciência que estuda as formas de controlar a
energia elétrica utilizando componentes, ou
elementos elétricos, onde os eletrões tem um
papel muito importante.
Múltiplos e Submúltiplos
O que é um circuito elétrico…?
Na engenharia elétrica, estamos muitas vezes interessados na
comunicação, ou na transmissão de energia de um ponto para outro, e
para isso é necessária uma intercomunicação de dispositivos elétricos.
Tal intercomunicação é conhecida como circuito elétrico, e cada
componente é denominado elemento. Portanto:
Carga e corrente elétrica
A quantidade mais elementar em um circuito elétrico é a carga elétrica.
Todos nos já experimentamos o efeito da carga elétrica quando
tentamos tirar o nosso suéter de lã e este fica preso ao nosso corpo por
exemplo. Afinal o que é uma carga
elétrica…?

Carga elétrica – é uma propriedade elétrica das partículas atômicas que


compõem a matéria, medida em Coulombs (C)

Sabemos, da física elementar que a matéria é formada por minúsculas


partículas chamados de átomos. O átomo possui dois tipos de carga
elétrica: Positiva (Protões) no seu núcleo e negativa (Eletrões) girando à
sua volta do núcleo.
Carga e corrente elétrica
Os seguintes pontos devem ser observados sobre as cargas elétricas:
1. Coulomb é uma unidade grande para cargas. Em 1 C de carga,
existem 6,24x10e18 de eletrões. Portanto, valores reais ou de
laboratório para cargas elétricas se encontram na casa dos pC ou nC;
2. De acordo com as observações experimentais, as únicas cargas que
ocorrem na natureza são múltiplos inteiros da carga eletrônica;
3. A lei de conservação das cargas afirma que as cargas não podem ser
criadas nem destruídas, apenas transferidas. Portanto a soma
algébrica das cargas num sistema não se altera.
Carga e corrente elétrica
Agora consideremos o fluxo de cargas elétricas. Uma característica
exclusiva da carga elétrica é o facto dela ser móvel. Isto é, pode ser
deslocada de um lugar para outro, onde pode ser convertida em outra
forma de energia.
Quando um fio condutor (formado por vários átomos) é conectado a
uma bateria (uma fonte de força eletromotriz), as cargas são
compelidas a se moverem.
À essa movimentação de cargas dá-se
o nome de Corrente elétrica. Portanto:

Corrente elétrica – é o fluxo de cargas por


unidade de tempo, medidas em Ampère
(A)
Tensão elétrica
Conforme mencionado antes, para deslocar o eletrão em um condutor a
determinado sentido é necessário algum trabalho ou transferência de
energia. Esse trabalho é realizado por uma força eletromotriz (FEM)
externa representada pela bateria na figura.
Essa força é também conhecida pela Tensão ou diferença de potencial.

Tensão ou diferença de potencial é a energia necessária para deslocar uma


carga unitária através de um elemento, medida em Volts (V)
Tensão (Corrente) contínua e
alternada
Os sinais das tensões e correntes podem ser classificadas em contínuos
e alternados.
O sinal continuo não muda a sua polaridade ao longo do tempo. Esse
sinal normalmente é produzido por fontes como a bateria, pilhas,
dínamos e painéis solares.

O sinal alternado já muda sua


polaridade ao longo do tempo.
Um exemplo disso é a tenção
fornecida pela rede publica de
eletricidade. Essa forma de
energia é produzida por
alternadores.
Resistores
Os resistores são os elementos mais utilizados em um circuito elétrico.
Tem como principal função a redução da corrente e da tensão elétrica
em vários pontos do circuito.
Sendo assim, quanto maior o valor da resistência de um resistor, menor
será a corrente no circuito e maior a queda de tensão causada por ele.

Quando uma determinada corrente


elétrica passa por um resistor, parte
da energia é transformada em
energia elétrica (que é responsável
pela movimentação dos eletrões) e a
outra parte é convertida em calor,
também conhecida por efeito Joule.
Resistores
As principais caraterísticas
Resistência Elétrica – Corresponde ao valor do resistor. É medida em
Ohm e indicado no seu corpo por anéis coloridos ou com números;
Tolerância – Indicada em percentagem, é a diferença máxima e mínima
entre o valor indicado no corpo real da peça.
Potencia nominal – Máximo de calor suportado pela peça. A potencia
nominal de um resistor depende do tamanho da peça.
Resistores
Funções no circuito
Quais são as principais funções
dos resistores…?

Em muitos casos práticos, deseja-se que o valor da resistência seja o menor


possível, para reduzir a dissipação de energia. Em outras aplicações, como nos
circuitos eletrônicos, deseja-se limitar a corrente e tensão a um determinado
valor calculado. E ainda em alguns casos deseja-se apenas transformar a
energia elétrica em energia térmica. Então, podemos concluir que os resistores
podem ser utilizados para:
Limitar a passagem da corrente;
Introduzir uma queda de tensão;
Gerar calor.
Resistores
Tipos de resistores
Resistores
Aplicações
Resistores
Código de cores
Resistores
Código de cores - Exercícios
Resistores
Associação dos resistores
A associação de resistores é a ligação feita entre vários resistores para
obtermos um determinado valor da resistência num circuito. Essa
associação pode ser em série ou em paralelo.
Associação em série: Na associação em série, a mesma corrente passa
por todos os resistores.

Na associação em serie a resistência total é a soma de todas a s resistências


ligados.
𝑹𝒆𝒒 = 𝑹𝟏 + 𝑹𝟐 + 𝑹𝟑 =
= 𝟐𝟐𝟎 + 𝟏𝟎𝟎 + 𝟒𝟕𝟎 = 𝟕𝟗𝟎Ω
Resistores
Associação dos resistores
A associação de resistores é a ligação feita entre vários resistores para
obtermos um determinado valor da resistência num circuito. Essa
associação pode ser em série ou em paralelo.
Associação em paralelo: Na associação em paralelo todos os resistores
partilham a mesma tensão, mas a corrente entre eles é dividida de forma
inversamente proporcional aos seus valores.

Na associação em paralelo, o
inverso da resistência equivalente
é igual à soma dos inversos das
varias resistências na ligação

𝟏 𝟏 𝟏 𝟏 𝟏
= + + + ⋯+
𝑹𝒆𝒒 𝑹𝟏 𝑹𝟐 𝑹𝟑 𝑹𝒏
Resistores
Associação dos resistores – Exercícios
Lei de Ohm
Em 1826, o físico alemão George Simon
Ohm realizou diversos experimentos para
verificar a relação entre tensão, corrente e
resistência elétrica.
Durante essa experiencia o Ohm notou que:
A corrente que flui por um resistor é
diretamente proporcional à tensão
aplicada e inversamente proporcional ao
valor da sua resistência.

.
Lei de Ohm e Potência
Um dos efeitos da corrente elétrica ao atravessar uma resistência é a
produção do calor (efeito Joule). No entanto nem sempre esse calor é
desejável.
Por exemplo no caso dos motores elétricos, onde a finalidade principal
é a conversão da energia mecânica em energia mecânica, o calor
resultante da passagem da corrente elétrica nos condutores é
indesejável.
Em ambos os casos é preciso calcular a
potencia dissipada na resistência. Esse
valor é calculado pela seguinte equação:
𝑉2
𝑃 = 𝑉𝑥𝐼 =
𝑅
A potência elétrica é medida em Watts (W)