Você está na página 1de 7

JORDANA MOZER DA SILVA

PATRÍCIA APARECIDA CUSTÓDIO

PREVIDÊNCIA PRIVADA PGBL

Relatório de Pesquisa desenvolvido


com o objetivo de apresentar uma
simulação de Previdência Privada
PGBL, da disciplina de Matemática
Financeira ministrada pela Prof. Dra.
Milena Machado de Melo, no Instituto
Federal do Espírito Santo – Campus
Guarapari.

Guarapari - ES
2016
RELATÓRIO DE PESQUISA

RESUMO

A reforma da previdência do setor público tem ocupado lugar de destaque em


debates políticos e técnicos e começa a motivar estudos acadêmicos mais
aprofundados. A importância do tema decorre dos déficits crônicos que essa reforma
tem gerado para o sistema previdenciário como um todo e do fato de que esses
déficits representam restrição
importante à priorização adequada dos recursos e dos investimentos públicos.
Dentre as medidas estruturais que vêm sendo adotadas, o incentivo a obtenção de
planos de previdência privada vem tomando força e adeptos de varias faixas etárias.
Diante do exposto apresentamos este relatório que de forma simples demonstra
uma simulação de previdência privada PGBT feita no banco Itaú.

PALAVRAS-CHAVE: previdência privada, setor público.


1. INTRODUÇÃO
O presente relatório tem como objetivo descrever a simulação de um plano de
Previdência Privada - PGBL feita pelo banco Itaú. Inicialmente, é necessário
conceituar os termos propostos para melhor entendimento sobre a simulação.

A previdência privada é uma aposentadoria que não está ligada ao sistema do


Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Ela é complementar à previdência
pública. Todo setor de previdência privada é fiscalizado pela Superintendência de
Seguros Privados (Susep), órgão do governo federal. Nos planos de previdência
privada, é possível escolher o valor da contribuição e a periodicidade em que ela
será feita e o valor que receberá quando começar a fazer uso dessa previdência
será proporcional ao que contribuiu. Além disso, o valor investido em um plano de
previdência privada pode ser resgatado pela pessoa se ela desistir do plano.
No momento em que é escolhido um plano, é importante estar atento à forma de
cobrança de impostos. Independentemente do plano, existe a opção por duas
formas de tributação.

Uma delas é a tabela regressiva, que favorece o resgate do dinheiro de uma só vez.
A outra forma é a tabela de impostos progressiva, mais vantajosa para aquelas
pessoas que querem receber a quantia investida em forma de parcelas mensais e
não resgatar o dinheiro todo numa só parcela.

Existem dois principais tipos de previdência privada:

Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) - É recomendado para pessoas com


renda mais alta, pois o valor pago ao plano pode ser abatido no Imposto de Renda
(desde que esse valor represente até 12% de sua renda bruta anual). Porém,
quando o dinheiro é sacado, o imposto pago é referente ao total que havia no fundo.
Por exemplo, se esse valor for de R$ 500 mil, o imposto será cobrado sobre ele.

Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) - Sua diferença para o PGBL é que ele
não pode ser abatido no Imposto de Renda. Porém, quando o dinheiro é sacado, o
imposto cobrado é referente ao que o dinheiro investido rendeu.
Na simulação foi proposto um plano de previdência privada PGBL estimando que
quando um dos alunos participantes da pesquisa completar 50 anos tenha um saldo
de R$1.000.000,00. Perante isso, qual seria o valor das parcelas considerando a
taxa de juros atual? E qual é a taxa?
2. DESENVOLVIMENTO

CÁLCULO DA PREVIDÊNCIA PRIVADA - ITAU UNICLASS PGBL PLUS


15/11/1996
DATA DE NASCIMENTO:
50 anos
IDADE DE APOSENTADORIA:
R$ 4.000,00
VALOR DO APORTE INICIAL:
R$ 2.000,00
VALOR DO PRÊMIO MENSAL:
R$ 9.639,16
VALOR DA APOSENTADORIA MENSAL:
3,0%
RENTABILIDADE ESTIMADA:
Renda Temporária
NOME DA COBERTURA:
Tabela de Carregamento (?)
CARREGAMENTO ESTIMADO:
R$ 1.137.957,63
FUNDO ACUMULADO ESTIMADO:

Cálculo Efetuado Com Alimento De 50% Do Valor Da Contribuição Mensal

DATA DE NASCIMENTO: 15/11/1996


50 anos
IDADE DE APOSENTADORIA:
R$ 4.000,00
VALOR DO APORTE INICIAL:
R$ 3.000,00
VALOR DO PRÊMIO MENSAL:
VALOR DA APOSENTADORIA MENSAL: R$ 14.418,64
RENTABILIDADE ESTIMADA: 3,0%
Renda Temporária
NOME DA COBERTURA:
Tabela de Carregamento (?)
CARREGAMENTO ESTIMADO:
FUNDO ACUMULADO ESTIMADO: R$ 1.702.202,41
O simulado foi realizado pela gerente do Banco Itaú, agência localizada no
centro da cidade de Guarapari. Os cálculos foram baseados num período de 30
anos, uma vez que a aluna tem 20 anos e retirará o dinheiro em seu valor total com
50 anos de idade.
Para conseguir a quantia proposta pelo trabalho – R$ 1.000.000,00, será necessária
a entrada de R$ 4.000,00 estando representada na simulação pela nomenclatura
‘aporte inicial’.
O ‘valor do prêmio mensal’ é a quantia que o aluno terá que investir
mensalmente para que o seu objetivo seja cumprido. Investindo R$ 2.000,00 com
rendimento de, aproximadamente, 3% ao mês será possível a retirada em 2066 no
valor total de R$ 1.137.957,63.
A segunda tabela apresenta os valores segundo um investimento mensal de
50 % a mais que na primeira. Consequentemente, haverá um aumento de 49,58%
(R$ 564.244,78) no fundo acumulado ao final do período de 30 anos.
3. CONCLUSÃO

Ao ir a campo realizar a simulação do trabalho proposto pela professora Milena


Machado de Melo da disciplina de Matemática Financeira percebe-se que para
acumular 1 milhão de reais é necessário uma entrada alta e parcelas
consideravelmente elevadas para a população de média e baixa renda que vive na
cidade de Guarapari. Entretanto, observa-se também a necessidade do investimento
na previdência privada tendo em vista as crises financeiras e econômicas do país. É
de suma importância que os cidadãos que pretendem ter um certo conforto no futuro
invistam seu capital em algo que lhe proporcionará retorno certo, tal como o
investimento apresentado e explicado no trabalho acima.