Você está na página 1de 5

CENTRO UNIVERSITARIO UNINOVAFAPI

DISCIPLINA: SAÚDE E SOCIEDADE


PROFESSORA: MARIA DA CONSOLAÇÃO PITANGA DE SOUSA

MARIA LAIANE DOS SANTOS VIANA

DETERMINANTES SOCIAIS DA SAÚDE E DESIGUALDADES EM SAÚDE

TERESINA
2019
SUMÁRIO

QUESTIONAMENTO _______________________________________________ 1

REFERENCIAS____________________________________________________ 3
QUESTIONAMENTOS

 DETERMINANTES SOCIAIS

Diante da tensão entre essas ideias, a criação da Organização Mundial de Saúde


(OMS), em 1948, representou um marco para uma nova concepção de saúde, para
além de um enfoque centrado na doença.
Se tornou de grande importância, em torno do século XX, até onde antes era
tratada como caráter biológico, no qual predominou a concepção de que a saúde e a
doença deveriam ser pesquisadas em laboratório, o conhecimento sobre os
determinantes sociais, onde começou-se o a ser entendidas como essencialmente
sociais.
 EXEMPLO DE DETERMINANTES SOCIAIS

São condições tais como econômicas e sociais que afetam na saúde da


população, onde a educação, desenvolvimento infantil, cultural, gênero, renda,
emprego e condições ambientes.

 INTERFERIR NO PROCESSO SAÚDE DOENÇA

Pessoas com um grau de educação, possuem menor risco de adquirirem ou


serem afetados por doenças, devido ao maior conhecimento e acesso aos meios pelo
qual as doenças podem ser tratadas, enquanto que gênero e cultura estão comumente
correlacionados com fatores socioeconômicos.

 OS DS ESTÃO PRESENTES NO NOSSO COTIDIANO NO CAPITALISMO

Vivemos em uma sociedade em que se basea no capitalismo, onde quem tem o


melhor o emprego, melhor educação, renda, tem uma condição de vida melhor, desde
o ambiente em que moram até o seu emprego, é possível notar a interligação entre
os determinantes sociais e o capitalismo.

 AS DESIGUALDADES SOCIAIS ESTÃO RELACIONADAS COM OS DS

A desigualdade social é dos fatores para que influenciem nas determinantes


sociais, países bem desenvolvidos a população tende a ser mais saudável, quando
comparado com uma menos desenvolvida, onde a pessoas adoecem menos e
conseqüentemente a mortalidade é menor.
 AS CONDIÇÕES GLOBAIS DE SAÚDE QUE AMPLIAM AS
DESIGUALDADES

Em nível global, indicadores das condições de saúde da população mostram, em


geral, tendências positivas. Porém, as observações mais detalhadas das evidências
existentes mostram que esse quadro é bem mais dinâmico. Há a persistência de
problemas de saúde ou doenças que deveriam estar erradicadas ou controladas, ou
emergência de problemas de saúde ou doenças não esperadas. Persistem e, em
muitos casos, aumentam as desigualdades nos níveis de saúde entre nações, ou
entre regiões, grupos sociais ou étnicos de uma mesma nação.
REFERENCIA:

SOUZA, Diego de Oliveira; SILVA, Sóstenes Ericson Vicente da; SILVA, Neuzianne
de Oliveira. Determinantes Sociais da Saúde: reflexões a partir das raízes da
"questão social". Saude soc., São Paulo , v. 22, n. 1, p. 44-56, Mar. 2013 .

BARRETO, Mauricio Lima. Desigualdades em Saúde: uma perspectiva


global. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 22, n. 7, p. 2097-2108, July 2017
.