Você está na página 1de 138

Lua cheia

A lua simboliza a energia feminina em muitas culturas do mundo. Ela controla as marés,
movimentando toneladas e toneladas de água, imagine o que ela pode fazer com as águas do
nosso corpo.

A lua representa as profundezas do inconsciente.

Suas 3 fases refletem o poder sobre o Céu, a Terra e as Trevas. Ela é o princípio da reflexão, pois
reflete a luz solar. Têm Influência nas plantações e colheitas, nos animais, e em todos os seres
vivos. Tem uma profunda relação com a água. Trabalha nossas emoções e habilidades psíquicas,
aumenta a intuição. É a senhora dos sonhos.

A lua também possui uma face sombria e chega suave e gentilmente até nós para que examinemos
a sombra de nosso próprio ser. Reconhecemos que é a Lua quem domina a Terra, e tem uma
indiscutível influência sobre a psique humana, portanto a estudamos e a reverenciamos.

Assim como a lua influencia magneticamente a água, ela também afeta nosso corpo etérico. A Lua
Cheia aumenta a freqüência vibratória do corpo sutil, tornando as pessoas mais energizadas. Isso é
muito importante, porque o corpo etérico faz a ligação entre o corpo físico e plano mais sutis, assim
permite que flua mais energia interior e informações para o cérebro e sistema nervoso.

A Lua Cheia aumenta a sensibilidade e a atividade psíquica. É como se abrisse um portal entre os
dois mundos, o denso e o sutil. É propícia para uma atividade espiritual mais intensa, para um
trabalho interior mais profundo e dinâmico.

Historicamente a Lua Cheia sempre foi evocada para o trabalho interior, portanto, nós seguimos o
mesmo comportamento e somos ajudados por este grande padrão arquetípico. Como ela pode ser
vista em todos os lugares do planeta, é um sinal para um grande grupo planetário de trabalho.

A Lua Cheia possui qualidades curativas, especialmente, em órgãos femininos. Os remédios feitos
com ervas e substâncias naturais, têm seu efeito potencializado, aumentando as chances de êxito
no tratamento.

É a Lua ideal para abandonar vícios (álcool, tabagismo, drogas, etc).

Trabalha o amor e a sexualidade. É uma boa Lua para solidificar relações amorosas, e ótima para
se fazer amizades.

Os remédios feitos com ervas e substâncias naturais, têm seu efeito potencializado, aumentando as
chances de êxito no tratamento.
Nossas preces , orações, e evocações chegam mais facilmente ao seu destino.

O QUE VOCÊ DEVE EVITAR NA LUA CHEIA.....

 Deve-se evitar todo e qualquer tipo de excesso na Lua Cheia .


 As brigas devem ser evitadas, porque os nervos estarão mais sensíveis e o humor das
pessoas é instável na Lua Cheia.
 Os ciúmes e a possessividade se evidenciam mais.

SEGUNDA LUNAÇÃO
Esta lua tem a dádiva de fazer o coração ficar leve e ser brincalhão . Você pode realmente gostar de
outras pessoas e de você mesmo. Ser humanitário.

Inspira a aperfeiçoar a comunicação, desenvolver o intelecto a transmitir mensagens de forma gentil


e harmoniosa. Expande o poder intuitivo traz recordações de vidas passadas . Esta Lua ajuda a
desenvolver habilidades psíquicas e para descobrir o aspecto corajoso e humanitário de nosso
próprio ser.

O texto abaixo é do Livro de Mirella Faur, publicado sob sua autorização : O Anuário da Grande Mãe
- Gaia. Além desse a autora tem os livros publicados: "O legado da Deusa. Ritos de passagem para
mulheres." Ed. Rosa dos Tempos R.J. e "Mistérios Nórdicos. Deuses. Runas. Magias. Rituais." Ed.
Pensamento S.P. O seu blog: http://sitioremanso.multiply.com/

PLENILÚNIO EM LEÃO
Sol em Aquário

Conceito da Polaridade Astrológica

Leão e um signo de fogo, que enfatiza a expressão criativa individual, a expansão da capacidade de
amar, a coragem, a determinação e o poder. Aquário e um signo de ar que favorece a consciência
social, as mudanças, as preocupações humanitárias, a impessoalidade, o racionalismo e a
inventividade. A combinação desses dois signos masculinos - em que um (o ar) e necessário para a
combustão do outro (o fogo) - proporciona uma atmosfera propicia as mudanças pessoais, saindo-
se das questões individuais para os interesses comunitários, assumindo compromissos humanitários
e expandindo a consciência planetária. Incentiva-se a criatividade intelectual ou artística e a
projeção de ondas de luz e de amor para as pessoas e para o planeta.

Elementos Ritualísticos

Velas amarelas ou douradas.

Defumações com resinas ou ervas sagradas, como sálvia, louro, frutas citricas, alecrim, mirra e
benjoim.

Flores amarelas, como calêndula, camomila, girassol, margarida, hipericão ou palmas.


Incenso de sândalo, acácia ou balsamo, essência de heliotrópio, neroli, tangerina ou angélica.

Pedras amarelas, como citrino, topázio, pedra-do-sol, olho-de-tigre ou de falcão, âmbar e pirita.
Roupas douradas, objetos de ouro, um globo terrestre ou uma imagem do planeta Terra, imagens
ou reproduções dos animais totêmicos (leão, tigre, jaguar, águia, falcão, escaravelho, esfinge,
pavão, galo, grilo, dragão), tocha. Sinos, gongos, músicas com instrumentos de percussão, mantras
(principalmente OM).

Comemoração com o bolo preparado com especiarias, chá indiano, suco de laranja ou maracujá,
dançass sagradas circulares e pirâmides (para usar ou meditar)

Divindades

Sao os deuses com características uranianas como Urano, Ogma, Órion, Ganesha e Heimdal.

Das deusas solares, pode-se escolher dentre Amaterasu, Bast, Sekhmet, Sunna, Arinna, Etain,
Saule ou Brighid, a padroeira celta do mês. Os anjos associados sao Rafael, Uriel,Yramael e
Radziel. Os Orixás correspondentes sao Oxalá, Yorimá, Orunmilá e Oxumaré.

Rituais

De limpeza e purificação; remoção dos resíduos energéticos do passado para preparar o corpo, a
mente e o espírito para novas lições e experiências espirituais; iniciação ou confirmação de seu
caminho espiritual; irradiação de amor e luz para amigos, familiares, o pais e o planeta; cura e
abertura do coração; fortalecimento interior, ativando a coragem, a forca de vontade e a
independência; ativação da intuição e energizacão pela luz solar.

Mentalização

Visualizar um feixe de luz dourada ligando você a seu Eu Divino, trazendo a tona seu potencial
criativo e libertando-a de qualquer dependência ou limitação.

Afirmação

''Sinto-me conectada ao Divino e irmanada com toda a humanidade".

A MATRIARCA DA SEGUNDA LUNAÇÃO

E a guardiã da sabedoria, a guardiã das tradições sagradas e da memória planetária. Ela nos ensina
a encontrar a sabedoria, tornando-nos receptivos aos pontos de vista dos outros e aprendendo com
as experiências alheias. Aceitando a verdade e o espaço sagrado de cada ser expandimos a noção
da família planetária e reafirmamos nossos laços com todos nossos irmãos de criação.

TERCEIRA LUNAÇÃO

Traz a dádiva natural de habilidades curativas e psíquicas. Para aprender sobre sensibilidade
profunda e a descobrir o próprio poder natural, sobre os mistérios da vida e a necessidade de
estabelecer um território seguro. Inspira a acessar poderes de fora do mundo ordinário, a expandir o
dom natural para os mistérios da vida e do Universo.

Esta é uma lua de mistério. Pede mudanças rápidas, e preparação para tempos de crescimento.
Intensifica lado inquieto da natureza, aumenta a habilidade para lidar com energias próprias. Sua
dádiva de pureza ajuda a ter pureza espiritual .

O texto abaixo é do Livro de Mirella Faur, publicado sob sua autorização : O Anuário da Grande Mãe
- Gaia. Além desse a autora tem os livros publicados: "O legado da Deusa. Ritos de passagem para
mulheres." Ed. Rosa dos Tempos R.J. e "Mistérios Nórdicos. Deuses. Runas. Magias. Rituais." Ed.
Pensamento S.P. O seu blog: http://sitioremanso.multiply.com/

PLENILÚNIO EM VIRGEM

Sol em Peixes

Conceito da Polaridade Astrológica


Virgem e um signo de terra que promove a ordem, a estruturação, os detalhes, a busca da
perfeição, o senso critico, a responsabilidade e o serviço. Peixes e um signo de água, imbuído de
sensibilidade emocional e psíquica, compaixão, inspiração criativa e acesso a outras dimensões
(subconscientes e supraconscientes). A combinação da estruturação virginiana a fluidez pisciana
favorece o plantio de novas sementes na mentalidade e nos procedimentos. Tornar-se menos critica
e mais compassiva, julgar menos e aceitar mais, desfazer as couraças e abrir novos canais de
percepção são metas e propostas que podem ser trabalhadas energética e espiritualmente nesse
plenilúnio.

Elementos Ritualísticos

Velas verdes ou marrons. Cumbucas com sementes e brotos, folhagens e flores silvestres, galhos
de aveleira, álamo ou madressilva, musgo e casca de arvores, uma ta,ca com lama (água e terra
vegetal).

Incenso de lavanda, narciso ou capim-santo, essência de capim-limão, cominho, hortelã ou


manjerona.

Cristais e pedras verdes e marrons (jade, malaquita, turmalina, peridoto, amazonita, aventurina,
agata musgosa, cornalina, quartzo verde), argila.

Roupas verdes ou estampadas, imagens ou representações dos animais totêmicos (corça, tatu,
castor, pica-pau, marmota, formiga, coelho, unicórnio, rouxinol).

Musicas com sons da natureza, chocalho, tambor ou didgeridoo (flauta aborígine australiana).

Comemoração com bolo ou pão de cereais, suco de verduras ou frutas, chá de hortelã e tomilho,
canjica, nozes e castanhas.

Divindades Dentre os deuses marinhos, pode-se escolher dentre Netuno (ou Poseidon)~ Oceano,
Nereu, Mannanan Mac Lyr, Njord.

Sao inumeras as deusas da Terra, por isso sugiro apenas algumas como Cerridwen, Demeter
(ouCeres) Nerthus, Pomona, Erda, Pachamamma, A Mae do Milho, Bona Dea, Cibele e Gea.

Os anjos associados sao Mikael, Azariel e Metatron.

Os Orixás correspondentes são Yori, Ossaim,Logun-edé e Xangô.

Rituais
Para promover a cura das pessoas, dos animais, das instituições ou da natureza; ativar novas
sementes, idéias, iniciativas ou projetos; descartar a negatividade e os complexos de inferioridade;
mudar atitudes, como substituir a crítica pela aceitação e o rancor pela compaixão, invocando a
Deusa Kwan Yin; jornada xamânica para buscar seus animais de poder invocando as Deusas das
florestas e seus guardiões; conexão com os elementos, forcas e seres da natureza.

Mentalização

Visualizar-se banhada por uma luz verde brilhante, removendo todos os pontos escuros e obscuros
de sua vida. Em seguida, sinta seu chacra cardíaco se ampliando e vibrando com a chama rosa do
amor.

Afirmação

"Tenho amor e compaixão por mim mesma (o) e por tudo aquilo que me cerca".

A MATRIARCA DA TERCEIRA LUNAÇÃO

E "Aquela que avalia a verdade", a guardiã da justiça que ensina os princípios da Lei Divina, a lei da
ação e reação, o reconhecimento de nossa força e a aceitação de nossa fraqueza, mostrando-nos
como avaliar as situações com imparcialidade, aceitando a verdade sem ferir ninguém.

QUARTA LUNAÇÃO

Esta lua tem a dádiva da liderança, da clareza de visão e adaptabilidade. Para aprender a temperar
as energias de fogo, criar raízes e voar.

Esta Lua convida a encontrar meios de evolução pessoal para si e para os outro. Ensina sobre
energia, intensidade, destemor. Ensina a canalizar energia, conter emoções e a ser pacientes com
os outros. A temperar a energia que o fogo dá, para que o fogo interior possa trazer calor e luz para
tudo o que e entrar em contato.

O texto abaixo é do Livro de Mirella Faur, publicado sob sua autorização : O Anuário da Grande Mãe
- Gaia. Além desse a autora tem os livros publicados: "O legado da Deusa. Ritos de passagem para
mulheres." Ed. Rosa dos Tempos R.J. e "Mistérios Nórdicos. Deuses. Runas. Magias. Rituais." Ed.
Pensamento S.P. O seu blog: http://sitioremanso.multiply.com/

PLENILÚNIO EM LIBRA
Sol em Aries

Conceito da Polaridade Astrológica

Libra é um signo de ar, simbolizando a busca do equilíbrio tanto no nível pessoal quanto no nível de
relacionamentos, regido por Vênus, o planeta e a deusa do amor, da beleza e da harmonia. Áries e
um signo de fogo, caracterizado pela iniciativa, impulso, rapidez, entusiasmo, individualidade e
audácia, regido por Marte, o planeta e o deus da guerra. A combinação desses dois signos
representa a complementação dos opostos para a realização do equilíbrio e da harmonia, interior e
exterior. Libra e o signo dos relacionamentos, representando o "outro", enquanto que Áries
representa o Eu, proporcionando, assim, uma atmosfera de avaliação e renovação das atitudes
pessoais e das dificuldades ou necessidades nos relacionamentos. Por ser a lua cheia mais próxima
do Sabbat de Ostara e do inicio do Ano Novo Zodiacal, esta e uma lunaçâo de renovação e
crescimento.

Elementos Ritualísticos

Velas azuis ou cor de rosa. Flores variadas, como amor-perfeito, verbena, flox, palmas, miosótis,
hibisco e galhos de sabugueiro ou amoreira.

Incenso de rosas, patchouli, gardênia ou maçã, essência de gerânio, erva-doce, melissa ou


pêssego.

Cristais e pedras cor-de-rosa ou azul, como quartzo rosa, rodocrosita, turmalina, kunzita, lápis-lazúli,
esmeralda e sodalita.
Roupas esvoacantes, echarpes e enfeites, imagens e reproduções dos animais totêmicos (lebre,
pomba, cisne, lontra, íbis, andorinha, cegonha, gato), frutas vermelhas (macãs, morangos,
framboesas), espelho, balança, ovos pintados, símbolo do Yin/Yang, mandalas para meditação.
Musicas de harpas, flautas ou cítaras.

Comemoração com bolo ou ovos de chocolate, sorvete, amêndoas, mousse e suco de morango,
champanhe ou vinho rose.

Divindades

Alem do deus Ares (ou Marte), outros deuses guerreiros sao Tyr, Nuada, Ogum, Indra e Wotan.

As deusas correspondentes a essa lunação são Afrodite/Vênus, Ostara, Freyja, Ishtar, Rhiannon,
Themis, Maat, Pallas Athena e as Musas. Os Anjos associados sao Haniel e Samael. Os Orixás
correspondentes são Oxossi, Oxum, Ogum e Oya.

Rituais

Para favorecer a renovação, recomenda-se uma limpeza fluídica (pessoal, no ambiente de trabalho,
no carro e na casa), medita,coes e reavaliações de sua atuação pessoal, profissional e sentimental;
exercícios para harmonização e equilíbrio (respiração, mantras, yoga, tai chi chuan); reconciliação
dos; opostos (Eu/o outro, animus/anima, ação/repouso, combatividade/ diplomacia, trabalho /
relacionamentos, desejo /aceitação); fortalecimento da luz interior.

Mentalização

Visualizar uma luz Azulada, harmonizando as áreas de conflito de sua vida, transmutando a raiva e
criando o equilíbrio. Imagine depois seu coração envolto em uma chama rosa que traz a cura das
antigas feridas e dores.

Afirmação

"Liberto-me do sofrimento causado por antigos relacionamentos e abro meu coração para receber e
dar o verdadeiro amor."

A MATRIARCA DA QUARTA LUNAÇÃO

E "Aquela que vê longe", a guardiã dos sonhos. Ela nos ensina a usar a forca de nossos
pensamentos e sentimentos para alcançar os resultados almejados. Ela também nos mostra o valor
de nossos sonhos e nos guia para us armo s nossa habilidade no descobrimento e desenvolvimento
de nosso potencial pessoal.
QUINTA LUNAÇÃO
Esta lua tem a dádiva de poder tornar agradáveis os ambientes, de cada um se auto-sustentar e
sustentar os outros: a estabilidade.

Esta lua o encorajao para irem além do plano material a buscar qualquer iluminação espiritual que
puder encontrar.

Ensina sobre perseverança, paciência, estabilidade e praticidade. Inspira a colocar a própria casa
em ordem, para que possa ter um lugar tranqüilo e de contentamento.

O texto abaixo é do Livro de Mirella Faur, publicado sob sua autorização : O Anuário da Grande Mãe
- Gaia. Além desse a autora tem os livros publicados: "O legado da Deusa. Ritos de passagem para
mulheres." Ed. Rosa dos Tempos R.J. e "Mistérios Nórdicos. Deuses. Runas. Magias. Rituais." Ed.
Pensamento S.P. O seu blog: http://sitioremanso.multiply.com/

PLENILÚNIO EM ESCORPIÃO

Sol em Touro
Conceito da Polaridade Astrológica

Escorpião e um signo de água, de intensa emoção e magnetismo. As palavras-chave são


sexualidade, possessividade, controle, transforma,cao, cura e interesses místicos. Touro e um signo
de terra, que necessita de segurança e rotina, paciente, pratico, determinado, porem rígido e
apegado aos sentidos. Essa combinação exalta o descontrole emocional e sensorial, o apego e a
necessidade de possuir e controlar. Portanto, este plenilúnio favorece a avaliação da "sombra",
mergulhando nos registros do subconsciente para descobrir e transmutar os padrões compulsivos,
obsessivos, rígidos e escravizantes. Aproveitando a energia transformadora de Escorpião, a
tenacidade e perseverança de Touro e a energia luminosa de Wesak (o nascimento de Buda), pode-
se alcançar, assim como a fênix, o renascimento.

Elementos Ritualísticos

Velas pretas ou metade preta e metade branca.

Galhos e folhas de figueira, aroeira, iuca, hera, flores de trombeta ou beladona, romãs ou macas
(cortadas horizontalmente).

Incenso de benjoim, almIscar, noz-moscada ou estoraque, essência de tuberosa, coriandro, anis,


patchuli ou jacinto.

Cristais e pedras escuras (quartzo esfumaçado, hematita, magnetita, piropo, granada, moldavita),
pedaços de lava, pedras vulcânicas e ferro.

Roupas "misteriosas", xales, véus, mantos com capuz, mascaras de animais, imagens ou
reproduções dos animais totêmicos (escorpião, raposa, gambá, porco-espinho, gavião, javali, cobra,
sapo, aranha, lagarto, coiote, fênix, hidra), imagens de gruta e labirintos, teias de aranha. Musicas
rítmicas, tambor. Comemoração com licor de anis e pratos exóticos.

Divindades

Escolher dentre os deuses telúricos como Dagda, Apis, Lono, Thor, Rudra, Baal, Dioniso, Fauno,
Pan e Cernunnos.

As deusas "escuras" mais conhecidas sao Hecate, Lilith, Ereshkigal, Tiamat, Kali, Pele, Persefone,
Hel, Morrigan, Medusa, Selket, Sekhmet. Os Anjos associados são Sindaephon, Azrael e Haniel. Os
Orixás correspondentes são Ogum, Oya, Oba, Elegba, Oxossi, Oxum.

Rituais
Para descartar padrões comportamentais ultrapassados; livrar-se de dependências e apegos;
"trocar de pele", despertar a energia kundalinica e direciona-la para sua evolução espiritual;
purificação dos sentimentos negativos; reconhecimento, aceitação e integração da "sombra"; sauna
sagrada, meditações em busca de energias transmutadoras, viagens xamânicas para grutas ou
vulcões; queima das larvas astrais e dos resíduos energéticos (papeis, objetos); oferendas para as
deusas Hécate ou Pele.

Mentalização

Imagine-se absorvendo a energia curativa dos planos espirituais e direcione-a para aqueles setores
de sua vida que você precisa transformar.

Afirmação

"Liberto-me de todos os ressentimentos que acumulei e reconheco meu poder, tornando-me capaz
de transformar minha vida".

A MATRIARCA DA QUINTA LUNAÇÃO

E "Aquela que ouve", a guardiã do silencio. Seu ensinamento é silenciar para ouvir as mensagens
do nosso interior, da natureza, dos Mestres, do Criador Encontraremos, assim, a calma e a paz
necessárias para avaliar, ordenar e transformar nossa vida

SEXTA LUNAÇÃO

Esta lua traz a dádiva das habilidades de cura se aprender a desenvolve-la. Para adquirir
habilidades em qualquer área que queira trabalhar, aprender sobre a própria beleza , dos outros e
do meio ambiente.

Esta Lua ensina sobre as próprias habilidades, a serem mais sensitivo, mais veloz, e apreciar a
beleza em todas as suas formas. Revela forças e as fraquezas que vem da energia vital.

O texto abaixo é do Livro de Mirella Faur, publicado sob sua autorização : O Anuário da Grande Mãe
- Gaia. Além desse a autora tem os livros publicados: "O legado da Deusa. Ritos de passagem para
mulheres." Ed. Rosa dos Tempos R.J. e "Mistérios Nórdicos. Deuses. Runas. Magias. Rituais." Ed.
Pensamento S.P. O seu blog: http://sitioremanso.multiply.com/

PLENILÚNIO EM SAGITÁRIO
Sol em Gêmeos

Conceito da Polaridade Astrológica

Sagitário e um signo de fogo; seu impulso dominante e direcionado para a liberdade física, mental,
emocional e espiritual, transpondo barreiras e limites, buscando a expansão. Gêmeos e um signo de
ar, inquieto e curioso, que busca os conhecimentos intelectuais e as mudanças profissionais,
afetivas e existenciais, enfatizando a diversidade e a mutabilidade. A combinação desses dois
signos móveis possibilita um direcionamento das energias físicas ou mentais, sem dispersar ou
desviar o foco. O próprio símbolo de Sagitário exemplifica a busca de um alvo, com concentração e
objetividade, sem se deixar perturbar pela dualidade e superficialidade geminiana. A deusa
Ártemis/Diana nos mostra o exemplo de suas Arqueiras Celestes e nos traz o apoio de suas Ninfas
da floresta.

Elementos Ritualísticos

Velas púrpuras ou laranjas, tochas ou fogueiras (pela proximidade do Sabbat Litha).

Galhos e folhas de mangueira, castanheira, figueira ou cedro, flores de lírio da cachoeira, colônia,
dália ou madressilva, sementes de anis estrelado ou cumaru, musgo, pedaços de estanho.

Incenso de sândalo, vetiver, sálvia ou balsamo, essência de cravo, híssopo, açafrão ou gengibre.

Cristais ou pedras polidas de topázio, turmalina, fluorita, malaquita, turquesa.

Roupas esportivas, botas, bastão mágico, a imagem de um alvo, a representação de uma flecha,
imagens ou reproduções de animais totêmicos (cavalo, lobo, alce, cervo, antílope, jaguar, faisão,
falcão, grifo). Musicas indígenas ou a Cavalgada das Valquírias e a Nona Sinfonia. Comemoração
com comida grega e vinho.

Divindades

Os deuses regentes da comunicação sao Hermes/Mercúrio, Thoth, Odin, Ogma, Ganesha, Nuada,
Apolo e Taliesin.

As deusas sao Epona, Rhiannon, Etain e Macha e as regentes da natureza selvagem como
Artemis/Diana, Artio, as Amazonas e as Valquírias, as Driades, Rauni, Saule e Zemina. Os Anjos
associados sao Tzaphkiel e Mikael.

Os Orixás correspondentes sao Xangô, Oya, Yori, Iroko.

Rituais

Para a complementação das polaridades e integração da dualidade (casamento interior,


harmonizando os opostos); direcionamento da energia física e mental para um determinado objetivo;
viagens xamânicas para encontrar seus animais de poder e contatar a Amazona interior;
homenagens e conexão com as Deusas das florestas e dos animais, reconhecendo e equilibrando
seu lado instintivo e a necessidade da liberdade interior e exterior; jornadas xamânicas, "busca da
visão", oferendas para os Seres da Natureza, praticas de centramento e equilíbrio.

Mentalização

"Abro-me para novos conhecimentos e abandono minha inquietação e dispersão."

A MATRIARCA DA SEXTA LUNAÇÃO

E "A Contadora de Historias" que, por meio de seus contos, ensina o relacionamento correto com
nossos irmãos de criação, como usar o humor para afastar os medos, como equilibrar o sagrado e o
profano e preservar a tradição oral de nossos ancestrais.

SÉTIMA LUNAÇÃO

Esta lua tem a dádiva da intuição e inspira a ser amante da família. Para aprender sobre a
importância das relações e a necessidade de um lar forte.

Esta Lua educa sobre a lei dos relacionamentos e sobre a família. Ela ensina sobre as necessidades
de dar e receber amor. De seguir as próprias percepções e intuições, para aprender sobre o próprio
sentido de segurança e encontrar uma direção espiritual que ajude a canalizar as energias da vida
que sempre fluem através de todos nós.

O texto abaixo é do Livro de Mirella Faur, publicado sob sua autorização : O Anuário da Grande Mãe
- Gaia. Além desse a autora tem os livros publicados: "O legado da Deusa. Ritos de passagem para
mulheres." Ed. Rosa dos Tempos R.J. e "Mistérios Nórdicos. Deuses. Runas. Magias. Rituais." Ed.
Pensamento S.P. O seu blog: http://sitioremanso.multiply.com/

PLENILÚNIO EM CAPRICÓRNIO

Sol em Câncer

Conceito da Polaridade Astrológica

Capricórnio e um signo de terra, caracterizado por disciplina, organização, praticidade tenacidade,


seriedade, tendo dificuldade em expressar seus sentimentos e se relacionar. Ao contrario dele,
Câncer - por ser um signo de água regido pela própria Lua - e muito emotivo e sensível,
necessitando de segurança e proteção, apegado à família, a casa e ao passado. Essa combinação
favorece o retorno as raízes (familiares, ancestrais, espirituais) e a abertura psíquica para receber
orientações do seu Eu Divino, dos ancestrais ou da Deusa. Usando as qualidades telúricas
(disciplina,responsabilidade e perseverança), cria-se uma estrutura segura para desenvolver e
direcionar a sensibilidade psíquica da água e da Lua.

Elementos Ritualísticos
Uma cumbuca de barro com terra ou um vaso com uma planta, galhos de azevinho, tuia, hera, junco
ou salgueiro, folhas de artemísia, cinerária, avenca ou lagrimas de Nossa Senhora, flores de
trombeta, papoula ou Iris.

Essência de limão, pinho ou cipreste, incenso de cânfora, madeira, raízes ou mirra.

Jóias ou pedras polidas de ônix, obsidiana, lágrimas-de-apache ou agata, cristais esfumaçados


("fume"), objetos de azeviche ou prata, fosseis.

Fotografias dos ancestrais, símbolos da maternidade, figuras de deusas lunares, chifres (de cabra,
vaca ou cervo), imagens dos animais totêmicos (cabra, escaravelho, coruja, corvo, urubu, condor,
iguana, elefante, salmão, sapo, ganso, tartaruga). Musicas com sons da natureza ou ritmo de
tambor.

Comemoração com pão integral, queijo de cabra, tabule, salada grega, uvas e vinho do Porto.

Divindades

As deusas personificam a Mãe Terra, como Rhea, Gala, Tellus Mater, Asase Yaa, Coatlicue,
Demeter/Ceres, Mayahuel, Mokosh, Nerthus, Omamama, Ops e Zemyna. Os deuses tem
caracteristicas lunares, como Sin, Horus, Thoth, Ptah,

Shiva e Varuna O Anjos associados sao Tzaphkiel, Yramael e Gabriel. Os Orixás correspondentes
sao Yorimá, Yemanjá e Nana.

Rituais

Para reverenciar a Grande Mãe, a Mãe Terra e as ancestrais; honrar a fertilidade e a maternidade,
da Terra ou da mulher; gerar, incentivar e fortalecer novos projetos e pianos; remover as energias
bloqueadas, cristalizadas ou ultrapassadas, das lembranças, dos ambientes, das pessoas ou dos
relacionamentos; enviar vibra ,coes de cura para a Terra.

Mentalização

Visualize-se como se fosse uma arvore, cujas raízes estao firmemente entranhadas na terra, de
onde extrai sua nutrição e sustentação, enquanto que suas folhas captam a energia cósmica e a luz
lunar.

Afirmação
"Sinto-me perfeitamente segura, liberta das preocupações e influencias negativas do passado. A
Grande Mãe me apóia e ilumina sempre."

A MATRIARCA DA SÉTIMA LUNAÇÃO

E "Aquela que ama todas as coisas", a guardiã do amor incondicional. Ela ensina o amor e a
compaixão em todas as manifestações da vida. Amar o self sem restrições, quebrar os padrões
impostos de dependências, ajudara nossa criança a interior a aceitar e dar amor, curando as feridas
do passado.

OITAVA LUNAÇÃO
Esta lua tem a dádiva de saber demonstrar afeição e de encarar temores. Deve aprender que o
coração é a fonte de sua força e desenvolver habilidades de liderança.

Esta Lua ensina como a trabalhar o centro do coração, como demonstrar afeição, como encarar os
medos, e como desenvolver habilidades de liderança. Ajuda a desenvolver a coragem e o poder.

O texto abaixo é do Livro de Mirella Faur, publicado sob sua autorização : O Anuário da Grande Mãe
- Gaia. Além desse a autora tem os livros publicados: "O legado da Deusa. Ritos de passagem para
mulheres." Ed. Rosa dos Tempos R.J. e "Mistérios Nórdicos. Deuses. Runas. Magias. Rituais." Ed.
Pensamento S.P. O seu blog: http://sitioremanso.multiply.com/

PLENILÚNIO EM AQUÁRIO

Sol em Leão
Conceito da Polaridade Astrológica

Aquário e um signo de ar, regido por Urano, representando o potencial criador, inventivo, renovador
e transformador. Tendo características humanitárias, favorece as preocupações sociais e os
objetivos comunitários em oposição ao signo de Leão, regido pelo Sol e centrado na expressão da
individualidade e dos interesses pessoais. Essa combinação favorece a expansão do individuo na
direção grupo, 0 confronto entre comodismo e a ousadia, a inércia e o impulso de libertação. São
necessárias avaliações e reestruturações antes de romper com o passado e realizar os ideais de
independência e liberdade. Iluminando e fortalecendo o Eu favorece-se a interação com o grupo e a
participação em projetos comunitários e humanitários.

Elementos Ritualísticos

Velas brancas amarelas ou douradas. Purificação em torno de fogueiras, aproveitando a egrégora


do Sabbat Lammas. Flores amlarelas e brancas. Incenso de eucalipto, gardênia, cedro ou copal,
essência de bergamota, bétula, mimosa ou tuberosa, folhas de louro, dente-de-leão e hipericão.

Cristais de ametista, fluorita, lápis-lazúli, olho-de-tigre, safira, zircônio ou labradorita, joias de âmbar,
ouro ou diamantes.

Representações dos meios modernos de comunicacao ou criatividade (computador, pinceis,


esquadros, ferramentas, instrumentos científicos ou musicais) imagens dos animais totêmicos
(borboleta, lontra, albatroz, beija-flor, libélula, aranha, cuco, búfalo branco. Musicas NewAge com
flautas, citaras, címbalos ou sons sintetizados.

Comemoração com pratos a base de milho, travessas com frutas e legumes, sementes de girassol,
uvas, suco de frutas ou sidra.

Divindades Como deusas com características uranianas, mencionamos Athena, Brighid, Arachne, Ix
Chel, Sarasvatl, as Musas, Saule, Nut, Urania e A Mulher Bufala Branca. Dentre os deuses solares
podem-se escolher Apolo, Lugh, Baldur, Mithra, Bel, Surya, Inu, Llyr e Guaracy. Os Anjos
associados sao Ratziel, Yramael, Rafael e Uriel. Os Orixás correspondentes sao Yorimá, Oxumaré,
Oxalá e Orunmlá.

Rituais

Devido a proximidade do Sabbat Lammas, celebrado com fogueiras, festas da colheita e a dança do
Sol, pode-se usar o fogo como elemento purificador e ativador das mudanças, para queima de
resíduos, oferendas de grãos e danças ao redor da fogueira. Recomendam-se irradiações de luz em
beneficio dos projetos comunitários, apos os rituais de cura pessoal,com energizacão, fortalecimento
da vontade e do poder pessoal e Avaliam-se as amarras e os obstáculos que impedem a expressão
e a realização pessoal, bem como a interação e a cooperação com o grupo ou a comunidade.

Mentalização

Medite a respeito de alguma contribuição que possa fazer para o mundo, visualizando-se conectado
as pessoas que possam proporcionar ou participar desse projeto.

Afirmação

"Abro mão dos interesses pessoais pelo bem de todos e liberto-me da rebeldia desnecessária,
confiando em minha capacidade plena."

A Matriarca da Oitava Lunação

E "Aquela que cura", a guardiã das artes curativas e dos ritos de passagem. Ela mostra a
humanidade que cada ato da vida e um passo no caminho da cura. Abrindo mão dos julgamentos e
condicionamentos do passado, seremos capazes de curar o medo do futuro e lniciar um novo ciclo
por meio de um rito de passagem.

NONA LUNAÇÃO

Esta lua tem a dádiva de tomar decisões justas, da perseverança e da habilidade para analisar .
Poderá aprender os conceitos do dever e do trabalho, e adquirir bom senso e confiança.

Esta Lua ensina sobre justiça, discriminação, habilidades de raciocínio e análise.

Ensina a equilibrar suas próprias energias espirituais e físicas, dá habilidades para penetrar em
regiões secretas do coração e da alma, e despertar a curiosidade

O texto abaixo é do Livro de Mirella Faur, publicado sob sua autorização : O Anuário da Grande Mãe
- Gaia. Além desse a autora tem os livros publicados: "O legado da Deusa. Ritos de passagem para
mulheres." Ed. Rosa dos Tempos R.J. e "Mistérios Nórdicos. Deuses. Runas. Magias. Rituais." Ed.
Pensamento S.P. O seu blog: http://sitioremanso.multiply.com/

PLENILÚNIO EM PEIXES
Sol em Virgem

Conceito da Polaridade Astrológica

Peixes e um signo de água, cujas características principais são a compaixão a sensibilidade e a


busca da realização espiritual. Virgem e um signo de terra, que valoriza a organização, a analise e a
discriminação racional, a responsabilidade e o serviço. A combinação das qualidades de água e
terra favorece a fertilidade, o plantio e a colheita. E uma data propícia às praticas oraculares e a
abertura da percepção psíquica, compartilhando os frutos dos esforços pessoais ou da própria terra
- e agradecendo os resultados e a dádivas (flores, frutos, filhos, poemas, canções, pinturas, danças,
artesanato) Avaliam-se as realizações, ponderando-se sobre os erros e a dificuldades e preparando-
se a terra e as sementes para a próxima colheita.

Elementos Ritualísticos

Velas violetas ou lilás.

Infusões de ervas que proporcionem a percepção psíquica (artemísia, angélica, louro, tomilho e
hortelã).

Cestas com flores silvestres, espigas de trigo e frutas, um vaso com terra molhada pronta para ser
semeada.

Incenso de artermísia, lótus ou olíbano, essência de nardo, gardênia, artemísia ou violeta.

Cristais de ametista, agua-marinha, azurita, lepidolita ou safira.


Roupas exóticas, imagens com representações dos animais totêmicos (peixes, foca, baleia, cavalo-
marinho, golfinho, pingüim, gaivota, enguia, sapo, martim-pescador, cegonha), oráculos (Runas,
Tarot, I Ching), mandalas para meditação, pinceis e tintas para artesanato, pedaços de argila para
modelar símbolos ou figuras, lãs coloridas, imagens da Terra. Musica com batidas de tambor.

Celebração com pão caseiro com sementes e passas, gelatina de agar-agar com maçã, suco de
melancia ou melão, ponche de frutas.

Divindades

As deusas do mar mais conhecidas sao Anfitrite, Salacia, Atargatis, Afrodite, Yemanjá, Ilmatar, Mari,
Sedna e Tethys.

Dos deuses telúricos, escolhemos Dammuzi, Tammuz, Osiris, Freyr Attis, Crom Cruaich e Mabon.
Os Anjos associados sao Metatron e Mikael.

Os Orixás correspondentes são Xangô, Yori, Logun-edé, Ossaim.

Rituais

Para celebrar a abundancia da colheita, exterior e interior; proporcionar a abertura da percepção


psíquica em viagens astrais ou xamânicas, canalizações, radiestesia ou oráculos; oferendas para os
seres da natureza e a Mãe Terra; purificação com água do mar; irradiação em beneficio das áreas
poluídas ou desequilibradas do planeta; invocação da compaixão divina para curar a humanidade,
por intermédio de Maria e de Kwan Yin.

Mentalização

Esvazie a mente para sentir a liga,cao com o plano divino. Concentre-se em sua respiração e entoe
o mantra OM, irradiando paz e luz para o planeta e para a humanidade.

Afirmação "Sinto-me conectada (o) ao Divino e desapego-me de todo o supérfluo."

A MATRIARCA DA NONA LUNAÇÃO

E "A Mulher do Sol Poente", a guardiã das gerações futuras. Ela nos ensina a encontrar a verdade
pessoal, encarando o futuro sem medo e manifestando nossas visões na Terra. Somos
responsáveis pelas próximas sete gerações e não devemos lhes deixar um legado negativo, doentio
ou fragmentado.

DÉCIMA LUNAÇÃO
Esta lua, tem a dádiva do equilíbrio e da harmonia, e de como entender as mensagens de seu
coração, através de sua introspecção e força. Para aprender realmente o que é equilíbrio, mesmo
que necessite sentir desconforto para fazer isso.

Esta lua ensina sobre os paradoxos da própria vida, de uma maneira mais direta e intensa, pela
própria experimentação. Ensina a mostrar a afeição fícsica e como se sentir confortável, tanto no
Céu como na Terra, e a compreensão dos relacionamentos com grupos.

O texto abaixo é do Livro de Mirella Faur, publicado sob sua autorização : O Anuário da Grande Mãe
- Gaia. Além desse a autora tem os livros publicados: "O legado da Deusa. Ritos de passagem para
mulheres." Ed. Rosa dos Tempos R.J. e "Mistérios Nórdicos. Deuses. Runas. Magias. Rituais." Ed.
Pensamento S.P. O seu blog: http://sitioremanso.multiply.com/

PLENILÚNIO EM ÁRIES

Sol em Libra

Conceito da Polaridade Astrológica

Áries representa o espírito combativo do guerreiro, favorecendo a iniciativa pioneira e os novos


empreendimentos. Libra traz influxos de moderação, equilíbrio e harmonia, alem das tendências
artísticas venusianas. Essa combinação ressalta a oposição/complementação das polaridades -
Marte/Vênus, combate/conciliação, eu/outro, dar/receber, imposição / diplomacia, exteriorização/
contemplação, assertividade /sensibilidade, individuo/comunidade. E um momento propicio para
avaliar os relacionamentos, procurando os meios adequados para criar harmonia e igualdade, sem
sobrecarregar nenhum dos "pratos da balança", sempre visando o "caminho do meio", entre a
agressividade marciana e a passividade venusiana.

Elementos Ritualísticos

Velas cor de rosa ou vermelhas.

Flores diversas (flamboyant, buganvília, cravos, dálias), folhas de hortelã pimenta, lança e espada-
de-Ogum, carqueja ou aloé, um vaso com cacto.

Incenso de cravo, canela, noz moscada ou gengibre, essência de mil folhas, manjericão cardo santo
ou cominho.

Cristais ou pedras polidas de granada, rubi, rubelita, jaspe sanguíneo, ágata-de-fogo, hematita ou
magnetita.

Roupas em tons vermelhos ou rosa, um punhal (ou bastão) e um cálice, uma mandala ou imagem
do Yin/Yang, os arcanos seis, oito e quatorze do

Tarot (os Enamorados, a Justiça e a Temperança), reproduções dos animais totêmicos (carneiro,
antílope, leopardo, tigre, javali, porco-espinho, garanhão, falcão, gavião, corvo, galo, sabiá), algum
chifre de animal (carneiro, cervo), um búzio ou concha grande. Musicas e artes marciais, exercícios
bioenergéticos.

Comemorações com arroz com açafrão, pratos com "curry" e "mango chutney", chá indiano com
gengibre, cravos e canela.

Divindades

Escolha uma destas deusas guerreiras: Ártemis, Andraste, Badb, Bellona, Morrigan, Pele, Oya,
Scatach, as Amazonas ou Valquirias.

Os deuses do amor são Adonis, Angus Mac Og, Dummuzi, Eros, Krishna, Vishnu e Kama.

Os Anjos associados sao Samael e Haniel.

Os Orixás correspondentes são Ogum, Oyá, Oxossi e Oxum.

Rituais

Para entrar em contato com sua força interior, aprender a lidar com a raiva ou o medo, a
agressividade ou a desistência, saber quando lutar ou negociar. E uma data propicia para a
descoberta e liberação, por meio da catarse, das emoções reprimidas ou dos bloqueios energéticos,
queimando papeis ou galhos na fogueira, dançando ou gritando ou para curar as feridas emocionais
do passado, encenando o mito do Graal e respondendo a pergunta "O que me aflige realmente?".

Mentalização

Visualize uma bola de energia vermelha trazendo a tona qualquer energia bloqueada ou raiva
reprimida, direcionando-a para ser transmutada depois pela terra.

Afirmação

"Liberto-me de toda a raiva que me intoxica e canalizo minha energia para fins construtivos."

A MATRIARCA DA DÉCIMA LUNAÇÃO

E "Aquela que tece a teia", a guardiã da força criativa que nos ensina a desenvolver nossas
habilidades, destruindo as limita,coes, saindo da estagnação e materializando nossos sonhos.
Nossa criatividade e determinada por nossa capacidade de sonhar e usar nossa imaginação

DÉCIMA PRIMEIRA LUNAÇÃO

Esta lua, tem a dádiva de inspirar um mensageiro para os aspectos espirituais da vida. A
adaptabilidade e a capacidade de viajar em silêncio em lugares de maiores medos.

Para aprender a focalizar as energias, a ser mais sensível a elas e a desenvolver habilidades de
cura .

Esta Lua ensina sobre a força de transformar o seu mais íntimo ser, trazendo todas as lições que se
tenha aprendido. Ensina sobre a extensão da própria energia, habilidade para criar mudanças,
curiosidade, desejo de verdade, adaptabilidade, paciência, tenacidade, ambição , poder e a deixar
nossa marca bem penetrante.

O texto abaixo é do Livro de Mirella Faur, publicado sob sua autorização : O Anuário da Grande Mãe
- Gaia. Além desse a autora tem os livros publicados: "O legado da Deusa. Ritos de passagem para
mulheres." Ed. Rosa dos Tempos R.J. e "Mistérios Nórdicos. Deuses. Runas. Magias. Rituais." Ed.
Pensamento S.P. O seu blog: http://sitioremanso.multiply.com/

PLENILÚNIO EM TOURO
Sol em Escorpião

Conceito da Polaridade Astrológica

Touro representa a estabilidade e a segurança da terra, enfatizando a rotina, a praticidade, a


determinação e a perseverança. Seu oposto, Escorpião, ressalta a intensa emotividade e
intensidade da água, trazendo um profundo envolvimento dos sentidos e um acentuado potencial
psíquico. A combinação da rigidez da terra, com o turbilhão das "águas turvas" favorece o trabalho
interior de observação, reconhecimento e transformação dos padrões emocionais e
comportamentais, compulsivos ou obsessivos. A proximidade do Dia dos Mortos permite a avaliação
do "peso morto", a iluminação e a transmutação das sombras, a transição do velho para o novo, as
homenagens para os ancestrais e a reverencia as Deusas "escuras".

Elementos Ritualísticos

Velas pretas ou roxas.

Galhos ou frutas de amora e romã, maçãs, amêndoas, flores de crisântemos, junquilho, prímulas ou
violetas.

Incenso de gardênia, lírio, maçã ou magnólia, essência de hortelã, murta, Ylang-ylang, gerânio ou
morango.

Cristais ou pedras polidas de quartzo verde, malaquita, amazonita, crisocola, turquesa ou


esmeralda.
Um xale preto, objetos de cobre, um caldeirão ou cumbuca de cerâmica, enfeites ou mascaras com
penas ou pele de animais, representações dos animais totêmicos (touro, vaca, búfalo, serpente,
corvo, garça, cisne, pombo, castor, esquilo), fotografias e oferendas para os ancestrais, lista de
hábitos ou lembranças para descartar (queimando no caldeirão), lanterna talhada em abóbora com
uma vela dentro, representação de um labirinto.

Divindades

Escolha dentre as deusas Ereshkigal, Inanna, Persefone, Afrodite, Blodewedd, Freyja, Morgan Le
Fay, Oxum, Parvati, Radha, Rhiannon, Flora, Astarte, Hathor ou Psyche.

Os deuses da morte são Anúbis, Adonis, Hades, Odin, Arawn, Gwyn ap Nudd e Xipe Totec.

Os Anjos associados são Haniel, Azariel, Sindaephon.

Os Orixas correspondentes são Oxossi, Oxum, Ogum, Obá, Oyá, Elegbá.

Rituais

Para abandonar velhos hábitos ou resíduos dolorosos de antigos relacionamentos ou vivencias;


meditações sobre as mudanças necessárias para ampliar sua consciência e reverenciar os
ancestrais; fortalecimento da vontade para alcançar seus objetivos (encantamentos, talismãs,
afirmações, exercícios de centramento); ritos de passagem para separações, menopausa, viuvez e
cirurgias com retirada de órgãos; contato com o corpo e a terra; invoca,coes para saúde e
prosperidade; meditações sobre a morte e conexão com as divindades do reino subterrâneo.

Mentalização

Envolva-se em uma esfera de luz verde e avalie todas as atitudes e conceitos limitantes em relação
a sua saúde, seu corpo, sua profissão e sua situação financeira.

Afirmação

"Liberto-me de todos os pensamentos e atitudes que me bloqueiam ou empobrecem."

A MATRIARCA DA DÉCIMA PRIMEIRA LUNAÇÃO

E "Aquela que anda com firmeza", a Mãe da inovação e da perseverança. Ela nos ensina o uso
adequado da vontade e do poder para modificar as circunstancias da vida pela ação pessoal, sem
depender dos outros para agir, afirmando nossa auto-estima e auto-suficiência.
DÉCIMA SEGUNDA LUNAÇÃO

Esta Lua inspira a receber e a transmitir conhecimentos ancestrais, para meditar nos próprios dons,
enxergar a vida com mais clareza. Permita que esta energia do Universo venha energizar os seus
dons e assim poderá ter acesso, como um aparelho dos grandes poderes do Universo.

Esta Lua convida para um tempo de descanso e renovação. Ela não permite transparecer as
emoções, mas sinaliza para interiorizar e descansar. Refletir as ações do passado, preparando-se
para o futuro. Os nascidos nesta lua devem prevenirem-se para não ficarem bloqueados,
perfeccionistas e para arrumar tempo para lazer. Ela pede para ser adaptável, flexível, prudente,
correto na conduta.

Para trabalhar a concentração, pois pode gerar dispersão. Para trabalhar a comunicação consigo
mesmo, o auto conhecimento, buscar o Eu Superior.

Favorece a comunicação, o bom uso da palavra, energia para adatar-se às mais diversas situações.
Saber também a hora certa de calar, de ouvir e de falar.

Para curar as más palavras que usamos contra nós mesmo, as limitações que nos impomos através
da palavra. Trabalhar as afirmações positivas e curar suas programações negativas através delas.
Para que façamos um balanço entre aquilo que falamos com aquilo que o nosso coração realmente
sente. Sabermos honrar os compromissos feitos através da nossa palavra, da nossa comunicação.

O texto abaixo é do Livro de Mirella Faur, publicado sob sua autorização : O Anuário da Grande Mãe
- Gaia. Além desse a autora tem os livros publicados: "O legado da Deusa. Ritos de passagem para
mulheres." Ed. Rosa dos Tempos R.J. e "Mistérios Nórdicos. Deuses. Runas. Magias. Rituais." Ed.
Pensamento S.P. O seu blog: http://sitioremanso.multiply.com/

PLENILÚNIO EM GÊMEOS
Sol em Sagitário

Conceito da Polaridade Astrológica

Gêmeos, atualmente representado pelos gêmeos Castor e Pólux, representa a dualidade, a


curiosidade e a inquietação mental, a superficialidade e multiplicidade dos conhecimentos, a
dispersão e mutabilidade. Sagitário traz o entusiasmo do buscador, o fogo da motivação e a
necessidade da liberdade pessoal, em todos os planos e circunstancias. Enquanto que Gêmeos
quer saber o porque e como, Sagitário se deixa levar pela fé, sem questionar ou duvidar. Essa
combinação proporciona uma ativação do potencial energético, visando um objetivo específico, sem
se deixar dispersar ou desviar. A imaginação pode ser usada como uma flecha para alcançar o alvo,
enquanto que a coragem e a forca interior do arqueiro sustentarão a expressão concreta dos ideais.

Elementos Ritualísticos

Velas amarelas e lilás.

Flores silvestres ou flores miúdas (margaridas, verbenas, flox, ervilha-decheiro, petúnias ou ipê),
capim-limão, trevo, funcho ou orelha de urso.

Incenso de benjoim, alfazema ou alecrim, essência de hortelã, lavanda, endro ou citronela.

Cristais ou pedras polidas de berilo, ágata, crisoberilo, olho-de-tigre ou de gato, alexandrita.

Reproduções dos animais totêmicos (papagaio, pica-pau, macaco, pardal, arara, borboleta,
camaleão, canário, urso), símbolos da deusa Artemis (Lua crescente, cinto de metal ou pedras, arco
e flecha, pele ou máscara de urso), roupas de couro ou camurça, botas, fotografias de nossa
adolescência, imagem de uma floresta. Comemoração com sanduíches naturais, pipoca limonada e
sorvete.

Divindades

Os deuses correspondentes são Zeus/Júpiter, Thor, Tupã, Xangô, Baal, Quiron.

As deusas com características geminianas são Sarasvati, Brighid Athena/Minerva, Mnemosyne, as


Musas e Ártemis/Diana, Senhora florestas e dos animais.

Os Anjos associado, são Mikael e Tzadkiel.

Os Orixás correspondentes são Yori, Iroko, Xangô, Oyá.

Rituais

Praticas para melhorar e aprofundar a comunicação no nível interno buscando o contato com o Eu
Superior e os mentores espirituais no nível exterior, adquirindo mais conhecimentos e
transformando-os em sabedoria; encantamentos para alcançar um objetivo, inscrevendo-o em um
alvo e mentalizando a flecha de sua vontade e determinação voando em sua direção; conexão com
as qualidades de coragem, força interior e expressão da auto-suficiência simbolizadas pelas
Amazonas e pelas deusas lunares virgens; danças xamânicas para homenagear a Mãe Ursa;
confecção e uso de máscaras de animais; meditações ao som de tambores para encontrar seus
aliados.

Mentalização

Para acalmar e equilibrar suas ondas mentais, ilumine seu cérebro com luz prateada, respirando de
forma calma e ritmada e entoando o mantra OM. Imagine suas ondas mentais diminuindo de
intensidade e freqüência até que, suavemente, reproduzam a superfície tranqüila de um lago.

Afirmação

"Liberto-me de bloqueios em minha comunicação e aprendo tudo o que necessito com rapidez e
segurança."

A Matriarca da Décima Segunda Lunação

E "Aquela que agradece as dadivas", que nos ensina a agradecer por tudo que recebemos na vida,
abrindo, assim, espaco para a futura abundancia. Não importam quais sejam as dificuldades ou
desafios que enfrentamos, devemos agradecer por essas oportunidades que nos permitem
desenvolver e revelar nossa força interior. Como a "Mãe da Abundancia", ela nos mostra o valor do
dar para receber.

Léo Artése

Foi numa manhã de lua cheia do quarto mês lunar, que corresponde quase sempre ao mês de maio,
que nasceu como um príncipe, Siddhartha Gautama.

Conta-se que numa Lua Cheia de maio, nasceu Siddharta, filho do Rei Suddhodana e da Rainha
Maia. O rei sentiu que todos os seus desejos estavam realizados com o nascimento do filho Siddarta
Gautama, que significa “Aquele que realiza os desejos” ou “Desejo realizado”

A mãe de Siddhartha faleceu uma semana após o seu nascimento e passou a ser criado por sua tia
sua tia Mahaprajapaty. Seu pai não desejava que Siddharta visse o lado negativo da vida, lhe
propiciou treinamentos especiais em literatura e artes marciais. Ele dava tudo a ele para que não se
interessasse em conhecer a realidade da vida.

Quanto tinha 16 anos concordou em se casar escolheu Yasodhara para ser sua esposa e tiveram
um filho, Rahula. Durante anos o príncipe viveu protegido dos sofrimentos da vida, dentro do
palácio. Cresceu como um nobre, entre prazeres, mas sempre seus pensamentos voltavam-se para
o problema do sofrimento, tentando compreender o verdadeiro significado da vida.

Ao completar 29 anos, pediu a um dos guardas que o levasse para conhecer a Cidade. Eles
escondidos saíram. A primeira coisa que viu Sidarta, foi um triste e velho mendigo pedindo esmolas
e conheceu a realidade da velhice.

No quarto encontro impressionou-se ao encontrar um monge errante que mendigava alimento, e


notou um expressão serena, tranqüila e feliz em seu rosto, e viu o desapego.

A segunda foi um doente ardendo em febre e conheceu a realidade da doença.

A terceira foi um viu um homem morto numa pira funerária e compreendeu a realidade da morte.

Ele viu a velhice, a doença e a morte.

Ao voltar para o palácio ele vê um velho monge, com a cabeça raspada, vestido com um velho
manto, alimentando-se do que as pessoas davam a ele. Sómente ele parecia ter encontrado o
significado, o sentido da vida. Impressionou-se ao ver o monge errante com uma expressão serena
e feliz , conheceu desapego.

Na noite seguinte Sidarta abandona o palácio em silencio, deixando sua esposa e filho. Raspou sua
cabeça, cobriu-se com um manto e partiu para a floresta em busca da resposta para os sofrimentos
do mundo. Fez longas viagens, aprendendo com mestres e homens santos.

Recolheu-se floresta, fazendo rigorosa disciplina ascética por 6 anos. Nesse período, alimentava-se
comendo apenas um grão de arroz ou uma semente de gergelim há textos que digam que foi uma
semente de cânhamo.

Praticava a redução da respiração, e foi ficando com um corpo raquítico, parecendo morto.Até que
um dia atravessando exauto, com dificuldade um rio, deitou-se enfraquecido na margem, conta uma
história que passou um barco por ele, onde um professor de citara ensinava a seu aluno:

Se esticar demais a corda ela arrebenta...se deixá-la frouxa ela não faz musica.

Essas palavras soaram como uma grande verdade na alma de Sidarta, Uma mulher da Vila que
passava por ele, Sujata, lhe ofereceu uma tijela com alimento e ele aceitou. Os seus discípulos ao
verem se alimentando, sentiram-se traídos e o abandonaram.

Ele levantou e sentou- se sob uma árvore (figueira) e meditou profundamente. Nas suas visões
enfrentou demônios, a ilusão, os desejos.
Meditando na árvore do conhecimento, a Árvore Bodhi, Para testa-lo, o deus Mara (Rei dos
demônios) enviou três de suas filhas, O demônio representa o mundo terreno (ego) das aparências,
e tentava passar-lhe dúvidas, mas ele argumentava com Mara que sua vida tinha ganho novo
sentido e que ele não se apegava aos desejos. E Mara disse a ele para entrar logo no Nirvana, o
que lhe trouxe certa dúvida, mas percebeu que o seu bem estar não estava acima de compartilhar
uma consciência mais elevada com as pessoas.

Enquanto meditava. Mara, sabia que seu poder para desvirtuar a humanidade estava ameaçado.
Durante a noite, muitas distrações surgiram, sêde, luxuria, descontentamento e distrações de
prazer. E ao longo de Sua concentração meditativa, Ele foi tomado por visões de incontáveis
exércitos atacando-O com as mais terríveis armas. Mara enviara um exército de demonios para
destruí-lo. Mas por causa de Sua meditação indestrutiva Ele pode converter negatividade em
harmonia e pureza, as flechas lançadas se transformaram em flôres.

Então Mara envia três tentações, suas três filhas : o Desejo, Prazer e Cobiça, que se apresentaram
como lindas mulheres, ardorosas para dar e receber prazer, apareceram, como belíssimas
mulheres, para distraí-lo ou seduzí-lo. Outros assumiram formas de animais ferozes. Mas seus
rosnados, ameaças e qualquer outra tentativa foram em vão para tira-lo de sua meditação, ele
permaneceu imóvel, sentado em um estado de total meditação, alcança todos os graus de
realização, adquirindo o conhecimento de todo o Seu ciclo de mortes e renascimentos. A terra
tremeu e uma chuva caiu de um céu totalmente sem nuvens em resposta à Sua suprema conquista.

Com o amanhecer Ele se levantou como Buda ou "O Iluminado", numa noite de Lua Cheia de maio,
com a idade de 35 anos. Seus desejos e sofrimentos haviam terminado e como Buda, o Iluminado,
Aquele que Despertou experienciou o Nirvana.Teve a compreensão que todos os sofrimentos
provém de ilusões e por as pessoas não compreenderem que dentro de si está a iluminação, o
Buda.

Ele compreendeu que o sentido da vida não era encontrado nem numa ilusão do palácio e nem
numa vida miserável. Que existia um caminho do meio, compreendeu que a vida se estende por
todo o universo, do passado até o futuro. Compreendeu a essência da vida do universo, e que sua
vida fazia parte dela. Ele teve consciência total do destino (lei da casualidade) de toda a
humanidade e fundou o budismo na história espiritual da humanidade.

Com a iluminação, ele encontrou a forma de superar os sofrimentos humanos - o nascimento, a


velhice, a doença e a morte.Pregou por 45 anos o Caminho do Meio, o Caminho do Dharma, através
das 4 nobres verdade:

No Pico da Águia,(distante da cidade), pregou diversos ensinos e os compilou no que seria o Sutra
de Lótus, seu mais elevado pensamento, ensinado durante seus últimos oito anos da vida.
1- A nobre verdade do sofrimento.

2- A nobre verdade da causa do sofrimento.

3- A nobre verdade da extinção da causa do sofrimento.

4- A nobre verdade da senda que leva à extinção do sofrimento.

OS 8 GRANDES ENSINAMENTOS DE BUDA

 A Crença Correta: é a crença de que a Verdade é o guia do Homem;


 A Resolução Correta: ser sempre calmo e nunca fazer dano a nenhuma criatura viva;
 A Palavra Correta: nunca mentir, nunca difamar ninguém e nunca usar linguagem grosseira
ou áspera;
 O Comportamento Correto: nunca roubar, nunca matar, e nunca fazer nada de que uma
pessoa possa mais tarde arrepender-se ou envergonhar-se;
 Ocupação Correta: nunca escolher uma ocupação que seja má, tal como falsificação,
manejo de coisas roubadas e coisas semelhantes;
 O Esforço Correto: procurar sempre o que é bom e afastar-se do que é mau;
 A Contemplação Correta: ser sempre calmo e não permitir-se pensamentos que sejam
dominados pela alegria ou pela tristeza;
 Concentração Correta: consegue-se quando todas as outras regras forem seguidas e uma
pessoa tenha atingido o nível da paz perfeita".

Conta-se que faleceu aos 80 anos, ingerindo um alimento estragado. Ele sabia que iria morrer e
chamou seus discípulos, e disse: Agora basta, é o momento de partir.

"Depois virou-se para os seus discípulos e quis saber se alguém tinha alguma dúvida. Ninguém
disse nada. Três vezes fez a pergunta, mas todos permaneceram em silêncio. Disse então suas
últimas palavras:

"Tudo que foi criado está sujeito à decadência e à morte. Tudo é transitório. (A única coisa
verdadeira é: Trabalhem a própria salvação com disciplina e paciência."

Buda morreu sorrindo. Seus ensinamentos, espalharam-se no mundo todo.

BUDA

(Léo Artése)
Compreendendo as Nobres Verdades
Vou examinando meu viver
Libertando a mente prá alcançar
E ver o mundo exatamente como é

Olhando a verdade, o sofrimento


Fruto de uma insatisfação
Entendendo a causa dele estar
E otimista com o futuro que virá

Vou examinando o pensamento


Vendo o poder que nele está
A palavra justa vou dizendo
Também sabendo a hora certa de calar

Peço para mim a ação justa


Para eu saber me comportar
Me sustendo e vou sustentar
E vou plantando o que quero semear

Nesta vida vou me descobrindo


Vivendo a cada amanhecer
Viajando dentro do Meu Ser;
Eu me liberto da ação que faz sofrer

Buda, Grande Mestre do Oriente


Na via do meio quero andar
Eu liberto agora o que Eu Sou;
Senhor Gautama, o Nirvana quero achar

PLANTAS DE PODER
Por Léo Artese

 · Êxtase Xamânico
Das plantas se obtém os princípios ativos empregados nos medicamentos. Deus nos deu uma
completa fármácia natural.

DEUS DISSE:
"Eis que vos dou toda a erva que dá semente sobre a Terra e todas as árvores
frutíferas, contendo em sí mesmas a sua semente, para que vos sirva de alimento"
Genesis 1,29

Das plantas se obtém os princípios ativos empregados nos medicamentos. Deus nos uma completa
fármácia natural. Umas alimentam, outras nos perfumam, outras nos purificam, nos calmam, nos
dão prazer, etc. Porém, algumas plantas transportam a mente humana a regiões de maravilhas
espirituais, alterando a nossa consciência, levando-nos ao Mundo Profundo, reconectando-nos com
os nossos ancestrais.

A pergunta que os vegetalistas mais encontram é a seguinte:

- Para que é necessário tomar uma substância para encontrar a Deus ? Essa cansativa pergunta
pode ser respondida por respostas cansativas, tais como :

O que seria do vermelho, se todos gostassem do azul ?


A casa do Meu Pai tem muitas moradas...
Todos os caminhos nos levam a Deus.... e por aí vai..

Quero começar tirando os rótulos: alucinógeno, drogas...

O uso de Plantas Sagradas vem fazendo parte da experiência


humana há milênios. Não podem nunca serem confundidas com drogas que causam a dependência
e colocam em risco a saúde de quem as usa. A Planta é criação de Deus, a droga é uma criação
humana.

As Plantas de Poder são ingeridas em rituais. Obedecem a preceito mágico-religiosos e


proporcionam cura, autoconhecimento, expansão da consciência.

Com as obras de Castañeda, abriu-se uma porta para a observação do uso de plantas de poder,
para a expansão da consciência, mas há sinais de sua utilização em Escrituras Sagradas. Sabe-se
por exemplo que os sacerdotes védicos se utilizavam do Soma para entrar em contato com o Reino
Celestial, que o Rei Salomão era mestre no conhecimento de algumas plantas de poder. Os druidas
tomavam uma poção que lhes conferia força e coragem, mas, foi entre os primitivos, os indígenas
que se têm um relato mais preciso de sua utilização.

Conhecidas atualmente como plantas enteógenas ( entheos = Deus dentro ) são também
reconhecidas como; Plantas Mestres, Plantas Professoras, Plantas de Conhecimento, Plantas de
Poder, Plantas Sagradas.

As plantas de Poder, em suas diferentes espécies, participaram e participam de cerimônias rituais


em todos os continentes. Com o advento das obras de Castañeda, abriu-se uma porta para a
observação do uso de plantas para expansão da consciência, porém há sinais de sua utilização em
muitas escrituras sagradas.

Atualmente, existem comunidades religiosas que se


utilizam de Plantas de Poder, como sacramento de seus rituais tais como; a Igreja Nativa Americana
que se utiliza do Peiote ( Don Juan ) ; o Catimbó, da Jurema; a Ganja entre os Rastafaris, O Santo
Daime, a União Vegetal, e a Barquinha, da bebida Sacramental conhecida no Peru como Ayauasca,
e nas matas brasileiras com os nomes; iagé, nixi honi xuma, caapi.

As Plantas de Poder aumentam a percepção, a acuidade visual e auditiva, e transportam o


praticante para outras camadas vibracionais ou dimensões. A experiência é individual, algumas
pessoas tem visões, outras canalizam mensagens, fazem regressões, recebem insights, recebem
soluções para seus problemas com maior claridade, percebem as causas de suas doenças,
recebem cura, se conectam a arquétipos, aos mitos, aos medos, traumas, símbolos que estão no
inconsciente coletivo, visualizam entidades, viajam astralmente, etc..

O uso ritualístico de Plantas de Poder, proporciona, sem dúvida, uma experiência místico-religiosa
de beleza incomparável, proporcionando o samadhi, o êxtase, o nirvana, o encontro com o Eu
Superior, o transe.

Gostaría de ressaltar uma pequena preocupação com relação ao uso de cogumelos e plantas
sagradas, sabemos que estas plantas foram utilizadas por nossos ancestrais. Nós civilizados, que
temos uma alimentação cheia de aditivos quimicos, onde reina, por exemplo, esse mundo dos
refrigerantes, pricipalmente as "colas",sei que nossos organismos não são puros e contaminados
por corantes, conservantes, agrotóxicos e etc... Será que os nossos ancestrais suportavam melhor
estas plantas pois seus organismos eram mais puros e naturais?

É óbvio que se observamos uma dieta, a experiência torna-se mais plena. E isso acontece na
medicina também. Nos pós-operatório os médicos já vão recomendando uma certa dieta, na
recuperação dos pacientes também há dietas. Porém, cada organismo é um. Eu conheço casos de
pessoas que comem carne antes de irem para o trabalho espiritual. Assim como se você briga,
discute, fica externando raiva de alguém, sua experiência muda. Alguns trabalhos no Perú exigem
uma dieta de 7 dias, outros, antes de tomarem enteógenos passam por "purgas".

Outro fator : O uso de plantas sagradas tende a fazer com que as pessoas passem a querer
consumir produtos mais saudáveis. Quanto aos químicos, conheço muitos casos, nestes anos todos
em que tive a graça de conhecer "as Plantas Sagradas", de pessoas que largaram dependências
químicas, vícios de álcool, etc. Lembrando que as Plantas possuem um poder depurativo, ou sejam
elas provocam limpeza, quando acham algo a ser limpado. Tanto no corpo, como na mente, nas
emoções e no espírito.

Alerta - A busca pelas Plantas de Poder pode ser perigosa. Não são todos os que dizem conhece-
las, que as conhecem realmente. As Plantas de Poder só trazem resultados benéficos, se utilizadas
dentro de um fundamento espiritual. Consagradas em rituais e preparadas de forma correta.

O texto abaixo é de Terence Mackenna foi um dos mais importantes e divertido


estudioso de plantas enteógenas e visionário da América :
“A história humana tem sido uma corrida de quinze mil anos, desde o equilíbrio no berço africano até
a apoteose de desilusão, desvalorização e morte em massa no século XX. Agora estamos no limiar
do vôo estelar, das tecnologias de realidade virtual e de um xamanismo renascido que anuncia o
abandono do corpo do macaco e do grupo tribal que sempre foram nosso contexto.

A era da imaginação está surgindo. As plantas xamânicas e os mundos que elas revelam são
mundos dos quais imaginamos que viemos há muito, mundos de luz, poder e beleza que, de um
modo ou de outro, estão por trás das visões escatológicas de todas as grandes religiões do mundo.
Podemos reivindicar esse legado pródigo assim que pudermos refazer nossa linguagem e a nós
mesmos.

Refazer nossa linguagem significa rejeitar a auto-imagem que herdamos da cultura dominadora - a
imagem de uma criatura culpada pelo pecado, e portanto merecendo a exclusão do paraíso. O
paraíso é nosso direito por nascença, e pode ser reivindicado por qualquer um de nós.

A natureza não é nossa inimiga, para ser estuprada e conquistada. A natureza somos nós, para ser
investigada e tratada com carinho. O xamanismo sempre soube disso, e sempre, em suas
expressões mais autênticas, ensinou que o caminho requer aliado. Esses aliados são as plantas
alucinógenas e as misteriosas entidades mestras, luminosas e transcendentais, que residem na
dimensão próxima, dimensão de beleza e compreensão extática que negamos até quase ser tarde
demais.

Agora podemos nos dirigir para uma nova visão de nós mesmos e de nosso papel na natureza.
Somos a espécie adaptável a tudo, somos os pensadores, os fazedores, os solucionadores de
problemas

Trecho extraído do livro do meu querido amigo, o antropólogo Edward McRae:


"Guiado Pela Lua ". - Ed. Brasiliense :

"O uso de psicoativos para variados fins, mas principalmente na busca da cura e contato com o
divino, ocorre historicamente em muitas regiões do mundo. Os textos sagrados da Índia e os
poemas épicos de Homero, na Grécia, trazem relatos sobre o uso de plantas e outras substâncias
naturais para provocar alterações de consciência. Até em regiões tão ermas quanto a Sibéria usou-
se cogumelos para fins xamânicos.

Entretanto, é nas Américas que se concentra o maior número dessas substâncias, e onde até hoje
mais freqüentemente se faz uso delas. Seu emprego nesta região do mundo está ligado mais a fins
sagrados, na recreacionais, para validar ou retificar a cultura, e não como uma maneira de
temporariamente escapar dela. É possível que a maioria das tribos indígenas da região da bacia do
Amazonas e do Orenoco use preparados feitos de uma ou mais plantas psicoativas em funções
centrais da sua vida religiosa e cultural.

De todas as plantas, a que tem seu uso mais difundido é a Banisteriopsis, cujas variedades, caapi,
quitenses e inebrians são utilizadas no preparo da ayahuasca. As receitas dessa bebida variam, e
os diversos grupos adicionam a ela diferentes ervas, dependendo de suas tradições e dos fins a que
ela se destina. Geralmente incluem a Diploterys Cabrerana, a Psychotria Carthaginensis ou mais
comumente, a Psychotria viridis, que se crê eficientes em reforçar e sustentar as visões
provocadas."

Comentários do médico francês Jacques Mabit, estudioso da ayahuasca, fundador


Takiwasi - Centro de Reabilitação de Toxicômanos e de Investigação de Medicinas
Tradicionais, em Tarapoto - Peru :

"O vocabulário "alucinação", amplamente utilizado, possui um claro sentido depreciativo que
prejudica a questão a debater. Parece-nos mais apropriado em tal debate falar de "visão" e de "ver"
para designar as percepções mentais experimentadas em uma sessão de Ayahuasca, cobrindo
assim não sómente a imaginação mental, principal, mas também as percepções atribuídas aos
outros sentidos. Não se qualifica de alucinação uma visão que conduza a uma ação eficiente ou
operatória permitindo ao sujeito dominar melhor o seu universo interior. O "ver" não é experimentado
como uma compreensão de ordem intelectual, mas como um entendimento imediato, global e
instantâneo que mobiliza todos os sentidos e funções. A visão se manifesta do mesmo modo que
um insight.

O mundo visionário das plantas oferece ampliar o panorama mental do sujeirto ocidental e em lugar
da uniformização triste, linear e monótona de sua excessiva mentalização racional, outorgar-lhe uma
abordagem renovada da vida em todas a sua amplitude, descobrindo-lhe realidades múltiplas ou
múltiplos olhares sobre a realidade, com maior integração de seu corpo e de seu coração, de sua
materialidade e sua afetividade "

Comentários do Padrinho Alex Polari de Alverga, Diretor de Comunicação do


CEFLURIS - Santo Daime, fundador da Comunidade Céu da Montanha em Mauá -RJ

"Algumas teorias especulam que, na aurora dos tempos, as plantas divinatórias foram o fruto
proibido que influiu decisivamente na passagem da semiconsciência biológica para a consciência
humana, trazendo com ela a faca de dois gumes do livre-arbítrio. Ajustou-se assim o espírito à
matéria e consumou-se a queda do espírito na carne.

Estamos no crepúsculo desse mesmo tempo e não é a toa que a relação entre mente, consciência e
espírito, trazida a baila pelo uso de plantas de poder, esteja hoje tão presente em nossa civilização,
confundida pela desinformação e pelo preconceito com uma das questões mais inquietantes dessa
nova civilização : as drogas.

Pessoalmente acho positivo o fato das plantas de poder não serem uma unanimidade. Se assim
fosse, talvez não houvesse plantas para todos, e a ciência se apropriaria desse conhecimento, do
mesmo jeito que quer fazer hoje com a acupuntura e outras práticas naturais."

ANIMAIS DE PODER
Do livro: o Espírito Animal - Léo Artése

A simbologia animal está profundamente gravada no inconsciente coletivo da humanidade.


Herdamos sentimentos e recordações inconscientes que condicionam nosso comportamento
consciente

OS PRIMÓRDIOS - ANTIGAS CIVILIZAÇÕES - RELIGIÕES

Conta uma lenda siberiana, que no princípio viviam dois Povos Celestiais na Terra.

O povo que vivia no ocidente era bom, e o Povo que vivia no oriente era mau.
Os deuses criaram os homens e tudo vivia em paz e harmonia, mas o Povo Mau, enviou para os
homens as doenças e a morte.

Para aliviar o sofrimento das pessoas, os Deuses enviaram uma Águia para transmitir poderes
medicinais do xamanismo.

A Águia foi até os homens, mas os homens não entendiam sua linguagem, de forma que ela não
conseguiu transmitir a ciência e o dom da medicina.

Á Águia voando, com a firme decisão de cumprir sua missão, viu das alturas uma bela mulher,
dormindo nua, nas sombras de uma árvore.

A Águia pousou, fez amor com essa mulher, e do fruto desse amor, nasceu o primeiro xamã da
Terra.

Essa metáfora ilustra a ligação do homem medicinal, do xamã, ao animal.

Na Sibéria, entre os Buriatas, o animal ou ave que protege o xamã é chamado de Khubilgan, palavra
que significa metamorfose, assumir outra forma.

Segundo Alix de Montial, o xamã é uma espécie de herói zoomorfo, meio homem, meio deus, meio
animal. Esboça-se o retrato do xamã: mais que homem, não totalmente deus, bebendo da fonte do
conhecimento intuitivo animal. A pintura de uma imensa caverna paleolítica, conhecida como Tróis
Frères, no sul da França, mostra um feiticeiro vestido com roupa cerimonial, com a cabeça dotada
de chifres e orelhas de veado, olhos de coruja, cauda, órgão sexual felino sugerindo um leão, garras
de urso.
Nas paredes de muitas cavernas paleolíticas, foram descobertas, inscrições, que firmam o pacto
entre o homem e o animal, cuja época remonta a cerca de 30.000 a.C. Em Lascaux, na França,
numa espécie de cripta, vê-se a figura de um xamã deitado em transe, usando máscaras e roupa de
uma ave. A associação da viagem xamânica com o vôo de uma ave é comum no xamanismo.

O ritmo do tambor, considerado em algumas crenças como o cavalo que transporta o xamã em
transe, em outras eram consideradas asas de transporte espiritual, que elevam o espírito do xamã.
Os xamãs as Sibéria usam ainda hoje vestimentas de aves, e muitos acreditam que suas mães
receberam visitas de aves, sendo concebidos através dessa união.

Os dinossauros estabelecem vínculos com um passado


distante, ou o que chamam de Mundo Perdido. Gigantescos, ameaçadores, dóceis, engraçados;
estão nos mitos e lendas da humanidade, despertando curiosidade sobre a sua origem e
desaparecimento.
Eles estão presentes nas artes, desenhos, filmes, revistas, histórias em quadrinhos, brinquedos, nos
estudos científicos, documentários, na literatura, nos sonhos, cinemas, etc. Restabelecem o vínculo
com um passado misterioso do planeta.

Um mundo distante, desconhecido, profundo, de uma natureza selvagem intocável. Nos ensina a
cuidarmos do meio ambiente e a saber nos adaptarmos a circunstâncias e ambiente

Nas religiões antigas existem registros de rituais do homem e do animal em todos os hemisférios.
Exemplos como Ganesha, a divindade hindú, forma humana com cabeça de elefante; no Egito,
Thot, forma humana com cabeça de falcão; o peixe e a ovelha no cristianismo.

Na mitologia grega, entre os fenícios, maias, aztecas, indios norte-americanos, na Siberia, nos
cultos africanos, no Perú, entre os aborígenes australianos, entre os esquimós, índios brasileiros, no
taoísmo e etc.

Nos contos Jakata conta-se que Buda em seu “Grande Despertar “ lembrou-se de encarnações
animais.

Jesus, um dia, disse aos seus discípulos : “Eis que vos enviou como ovelhas no meio de lobos;
portanto, sede espertos como as serpentes e simples como as pombas “. (Mateus, 10:16 )

A história também faz registros do Sermão aos Peixes, de Santo Antonio e São Francisco pregando
a palavra de Deus aos pássaros.

Também o símbolo dos Quatro Evangelistas: Mateus, o Anjo ou o Homem, marcando o nascimento
de Cristo; Marcos, o Leão, seu Evangelho começa no deserto; Lucas, o touro, iniciando com
Zacarias, que sacrificou o Gado; João, a Águia, porque através dela o Espírito de Deus se
manifesta.
Na astrologia os símbolos astrológicos são animais. Na astrologia chinesa idem. Nos chacras, há
para cada vórtice um animal que carrega o bija ( semente ) . A Kundalini é representada por uma
serpente.

A simbologia animal também está presente em todas as linhas de ocultismo, na alquimia, nas cartas
de tarô, nas runas, no I Ching, etc.

DEPOIMENTO

Na minha adolescência, vinha sempre em minha mente um pássaro de fogo, e eu brincava com
meus amigos e minha namorada, que eu era um pássaro de fogo por ter muita energia. Tive uma
adolescência bastante agitada, cheia de experiências fortes. Além do que, o meu nome Léo,
significa Leão. Um nome que acompanha a história de minha família, meu avô Léo, meu pai Léo, e
hoje meu filho Léo.

Sempre tinha visões, e um carinho especial pelo Leão, e fui descobrir a alguns anos atrás ter quatro
Leões na minha carta natal. Eu adorava estudar os animais, lia livros de zoologia, quando tinha 15
anos de idade, meu pai foi administrar uma fazenda no Mato Grosso, na fronteira entre o Brasil e a
Bolívia e fiquei radiante com a possibilidade de vê-los mais de perto. De todos os animais que
conheci fiz uma amizade com um quatí. Quando cheguei ele ficava preso numa jaula. Eu todos os
dias ia conversar com ele e dar alimentos, até que ele se tornou bastante dócil e começou a comer
na minha mão, foi ai que finalmente consegui soltá-lo e ganhou a liberdade. Passeava livre pelos
arredores da casa onde estava, brincava comigo.

Certo dia, na fazenda, fui informado que um grupo de funcionários da fazenda iriam caçar uma
lobeta, que invadia a fazenda, para comer as galinhas. Fiquei preocupado com a notícia, pedia para
o meu pai não deixar os homens matá-la, apenas caçá-la, mas no fundo sentia que o meu pedido
não iria adiantar muito. Uns dois dias após a notícia, sai com um colega para fazermos nosso
programa habitual, que era andar a cavalo e tomar um banho no rio. Quando chegando próximo a
uma casinha de um morador da fazenda, vimos os perus saindo correndo, e fomos ver o que era.
No início um susto, era a lobeta. No primeiro momento ficamos paralisados olhando, e ela
encurralada entre o muro e o local onde ficavam os perus. Até hoje eu não sei como fiz isso, eu
usava uma bota bem reforçada, e rapidamente pisei no pescoço da lobeta, ela se prendeu numa
grade de ferro do local e ficou presa, depois fiquei com medo de tirar o pé e levar uma mordida,
caso ela se soltasse, até que meu amigo, pegou uma corda da moradora e amarrou suas patas, daí
pude soltar o pé. Ela se debateu por uns instantes, e ficamos esperando ela se cansar, depois
soltamos o seu pescoço da grade e fomos levando-a em dois, até a casa da fazenda, um segurava
as suas patas e o outro, a sua cabeça com uma blusa.
Quando minha mãe nos viu, quase desmaiou. Deixamos a lobeta na jaula onde estava o quati.
Como fiz com o quati, todos os dias eu levava alimentos e conversava com ela, até que ela foi
amansando, amansando até comer na minha mão. Eu a alimentava com uma mão e fazia carinho
com a outra, até que depois de um certo tempo, ela, tal como um cachorro faz, lambia a minha mão.
A partir daí ela aceitou que eu pusesse uma coleira no seu pescoço, e finalmente a soltei. Foi a
minha grande amiga, passeávamos juntos todos os dias, os funcionários da fazenda mal podiam
acreditar no que viam.

Outra ligação importante que tive com os animais foi através do Kung Fu, aos 19 anos. No Kung Fu,
aprendi os movimentos animais, mais particularmente os movimentos da Águia (Estilo Eagle Claw =
Garra de Águia) , me sentia voando.

Tornei-me vegetariano, por amor aos animais, uma força que veio e foi mais forte do que qualquer
paradigma alimentar. A alimentação vegetariana mudou muita coisa na minha vida, e me
reaproximou mais ainda do reino animal.

Mas, foi no xamanismo que aprendi a conhecer o Poder do Reino Animal. Descobri que há um
animal guardião presente em cada um de nós. Tambem chamado de animal de poder, espírito
protetor, nagual, aliado totem, etc., representa o nosso alter ego, nosso duplo. É o nosso instinto
animal, nosso lado mais forte e menos racional.

Os animais estão mais próximos do que nós da Fonte Divina. O animal é mítico, onírico. Quando
compartilhamos de sua consciência animal, podemos transcender o tempo e o espaço, e, as leis de
causa e efeito. A natureza da relação entre o homem e o animal é de origem espiritual.

Quero explorar, nestas páginas, o significado de animal para todo o ser vivo e organizado, que se
movimenta, que não seja o homem. Dentro dessa definição, quero abordar para o termo animal; os
mamíferos, répteis, insetos, peixes, aves, e tudo o que tem vida e se movimenta.

Todas as coisas do Universo têm espírito e vida. As pedras, a terra, o céu, as águas, as plantas e os
animais são diferentes expressões de consciência, em reinos e realidades diferentes. Todas as
coisas do Universo se harmonizam com o todo, e sabem como se dar uns aos outros.

Os animais simbolizam aspectos instintivos, inconsciente do ser. Jung considerava o simbolismo


animal como uma visualização do Eu Inconsciente. Ele afirmava que o homem torna-se humano ao
conquistar a sua individualidade animal

Todos nós temos um animal, fazendo parte de nossa Medicina Pessoal. Os Totens, ou animais de
poder são uma força que nos ajudam na busca de harmonia. Estão profundamente enraizados na
nossa consciência, representando qualidades que necessitamos desenvolver, as lições que
devemos aprender, com intuição e humildade, que estão ocultas. Quando evocamos o poder do
animal, evocamos a essência da criatura.

Aprendendo sobre os aspectos animais de nossa própria natureza, podemos nos conectar com
padrões instintivos que guiam o comportamento dos animais e que estão presentes nos seres
humanos, como uma fonte inesgotável de sabedoria.

Os animais de poder são manifestações dos poderes arquetípicos ocultos, que estão por trás das
transformações humanas. Torna as pessoas com um corpo vigoroso, aumenta a resistência a
doenças, a acuidade mental e a autoconfiança.

Eles auxiliam no diagnóstico de doenças, na realização de objetivos desafiadores, para aumentar a


disposição, auxiliam no autoconhecimento. Enfim, são nossos aliados.

Cada animal traz seus talentos específicos, ou uma essência espiritual, e através disso, cada um
com sua própria medicina, transmitem-nos a sua sabedoria.

Este canal é para que o leitor entre em contato com essa força, através de uma maior compreensão
da energia animal e da pratica de rituais e meditações, para aumentar o seu poder pessoal, expandir
sua consciência e o autoconhecimento. Esse relacionamento poderá lhe trazer um vigor extra,
ajudará a ter idéias mais criativas, a prevenir doenças ou ajudar na recuperação de sua saúde, a
melhorar seu relacionamento com as pessoas e com o Universo, aumenta sua intuição, melhora seu
poder de tomar decisões, aumenta a confiança e a disposição para enfrentar os desafios da vida,
proteção contra perigos.

Fazendo um passeio em diversas tradições, minha intenção, é estabelecer um processo para os


leitores conectarem-se com nossa Mãe Terra através de suas criaturas.

Espero abrir uma nova porta de entendimento e autoconhecimento. Que seja uma ponte para um
novo modo de ver o mundo, que traga mais conhecimento para caminhar em equilíbrio na nossa
Mãe Terra.

Nesse momento decreto que se abra a porta do Mundo Profundo, para que você leitor, se encontre
com os mistérios, com a magia e com o poder dos espíritos animais.
Canção de Poder

Chamo a Força Encarnada


Para usar as minhas mãos
Para expulsar os malfazejos
Que atrapalham meus irmãos

Chamo os Seres Sagrados


Pra me dar a proteção
E a Águia vai por cima
E o Leão vai pelo chão

Segue a Águia em seu vôo


Para me dar a visão
E quando eu toco o meu tambor
É quem segura a minha mão

O Leão com sua força


Reinando na imensidão
E essa é a força que Eu sinto
Dentro do meu coração
Fique muito alinhado
Diante desta afirmação
Eu uso a Luz do Amor
Prá te tirar da escuridão

Amor – Paz e Luz! Léo Artése

PEDRAS DE PODER
Há um conto xamânico que o Criador vendo a escuridão da noite, pegou um cristal de quartzo e
despedaçou-o em milhares de pedaços, jogando-os no Universo criou as estrelas. Os aborígines
australianos chamam os cristais de luz solidificada.

O Reino mineral, além de prover a substância do nosso corpo, que é a expressão física de nós
mesmos, mas a comida que comemos contém elementos do reino mineral para nossas
necessidades .Pedras e rochas são partes desta terra antes de qualquer outra forma de vida. Elas
tem presenciado a evolução deste planeta. A humanidade utiliza do reino mineral como as coisas
mais preciosas da terra (ouro, prata, petróleo, jóias, etc ) Cada pedra tem pode receber e transmitir
energia . Pode ser usada para curar, para proteção, para trasmutar vibrações, para meditação.

Pedras e cristais vem sendo utilizados, pelas mais diferentes civilizações. Eles possuem vibrações
variadas de luz e som. No xamanismo norte-americano são chamados de Seres Pedra, são
detentores dos registros da Mãe-Terra. Das pedras quentes na tenda-do-suor, que proporcionam
purificação e limpeza, ao significado da Roda da Vida, Roda Medicinal, composta por 36 pedras,
que simbolizam o mapa da consciência.
As pedras possuem um espírito, um talento, um poder específico. Amplificam pensamentos,
expandem a consciência, auxiliam nos processos de cura, protege de energia negativas. Algumas
delas (AD = comentários de Antonio Duncan) :

 Ametista: para meditação,


tranqüilizar os pensamentos,
acalmar e trazer a paz. Ensinar
humildade abrindo a mente para
vibrações superiores.
 Âmbar : é uma resina
fossilizada. Para depressão,
dores corporais, melhora o
humor, protege crianças. Deve
ser sempre limpado após uso.
 Abalone : é uma concha.
Utilizo-a na cerimônia de
purificação e limpeza,
representando o elemento água.
 Água-Marinha : harmoniza
ambientes, desbloqueia a
comunicação, reduz o stress,
estabelece ligação com a
natureza, alegria nos
relacionamentos.
 Amazonita : reforça qualidades
masculinas, acalma o sistema
nervoso.
 Cornalina : Conexão com a
energia da Terra, traz
segurança, abre caminho para o
novo, aumenta a motivação,
estimula pensamentos.
 Crisocola : é a pedra dos
terapeutas holísticos. Alivia os
medos, para parturientes,
atenua a tristezas e raivas,
equilibra emoções.
 Crisoprásio : introspecção.
Abre para novas situações,
problemas mentais, acalma,
torna as pessoas menos
egoístas.
 Quartzo: reflete a pureza. É um
coringa, usado para cura, para
ampliação dos poderes
xamânicos, é o mais utilizado
nas suas diversas formas.
 Quartzo Azul : aumenta o
conhecimento sobre a
espiritualidade
 Quartzo Rosa : é a pedra do
amor incondicional. Acalma as
mágoas, equilibra emoções,
atrai o perdão, o amor próprio,
auxilia nos traumas de infância.
 Quartzo Fumê : Purifica chacra
básico. Aumenta a esperança,
trabalha a aceitação, o
desapego.
 Quartzo Verde: para a cura
física (principalmente para o
coração). Traz prosperidade. É
conhecido também como
aventurina.
 Citrino : (atenção com ametista
queimada) Liga-se com o
Sol.Criatividade, dissipa
emoções negativas, clarifica
pensamentos, estimula a
consciência cósmica.
 Esmeralda : Para equilíbrio
físico, emocional e mental. Para
sabedoria, aumenta a
capacidade psíquica, reforça e
imunidade, traz renascimento.
Não se aconselha a usar com
outras pedras.
 Granada : Informações de vidas
passadas, paciência, amor e
compaixão, coragem. Limpa
pensamentos impuros
 Lápis-Lázuli : Para
clarividência, intuição.
Relaciona-se com a mente, paz,
espiritualidade, iluminação,
amplia o poder pessoal.
 Madeira Petrificada / fóssil :
Para trabalhar regressão a vidas
passadas, tem conexão com a
terra e desperta a consciência
ecológica.
 Malaquita : A preferida dos
xamãs da Africa. É a pedra de
cura. Para proteção, para as
crianças dormirem em paz,
relaxamento.
 Obsidiana : ajuda a esquecer
amores antigos, aguça as
visões, ajuda a liberar raiva,
ensina o desapego. Deve-se
conhecer bem a pedra antes de
usá-la.
 Pedra-da-Lua :desperta o lado
feminino, sensibilidade, conecta-
se com o subconsciente, acalma
as emoções, traz paz de
espírito.
 Sodalita : Para mudança de
atitudes, equilibra o
metabolismo, compreensão
intelectual, equilíbrio yin e yang,
fortalece a comunicação,
desperta a terceira visão.
 Turmalina Negra : repele
energias negativas.
 Fenacita : trabalha com os
chacras superiores. Conecta-se
com energias angélicas.
 Moldavita : harmonização com
o Eu Superior, ajuda a dar
"ground" equilibrando corpo e
mente.

Há uma variedade de livros sobre o tema, entre eles, o ABC dos Cristais e o Caminho das Pedras
do meu grande amigo-irmão, o saudoso Antonio Duncan.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DOS CRISTAIS


Por Antonio Duncan

 · Aplicação e Uso dos Cristais


 · Métodos de Limpeza
 · Energização e Programação
Generalidades

Os cristais (e as pedras preciosas) são a manifestação mais pura da energia e da luz no plano
físico. Os átomos que os compõem estão em perfeita harmonia, e permitem assim a manifestação
da luz em forma sólida. Fisicamente já está provado e comprovado que os cristais são os melhores
condutores e amplificadores de energia, sendo utilizados na composição de fibra ótica, chips de
computadores, fabricação de relógios (Rubi, Quartzo), etc. Da mesma forma, como são condutores,
receptores, amplificadores ou geradores de energia, são utilizados metafìsicamente para curas,
meditações, energização de ambientes e pessoas, ou de qualquer outro ser vivo. Os cristais têm
vida, são parte de um todo maior formado de energia pura. Tudo o que é energia é vida e tem vida.
Esses seres tão especiais podem tornar-se amigos imprescindíveis, ajudando no crescimento
espiritual e no autoconhecimento, e principalmente ensinando inúmeras formas de utilizar

positivamente sua energia em conjunto com a nossa.

Devemos aprender a nos relacionar com eles da melhor forma possível, e assim estaremos ao
mesmo tempo melhorando o relacionamento com nosso Eu Superior, nossos semelhantes, com o
planeta, o Universo e com a força maior que é Deus/Deusa/Tudo O Que Existe. É de extrema
importância que o coração e a intuição estejam sempre presentes, e milhares de descobertas
individuais se oferecerão, a partir do convívio e do relacionamento com esses seres maravilhosos. A
simples contemplação de um Cristal de Quartzo ou de uma pedra preciosa ou semipreciosa já nos
transmite energia e nos leva a outras dimensões e à percepção de realidades paralelas, através da
luz, da pureza e da beleza. Com a ajuda dos cristais, penetramos com mais clareza em nosso
mundo interior. O único segredo para o funcionamento perfeito da interacão da energia de um cristal
com a nossa própria é a intenção clara.

É preciso saber que o cristal por si só não pode processar nenhum tipo de cura. A interação de
energias é absolutamente necessária. Existem vários tipos de cristais e pedras preciosas, e cada
um tem sua energia particular. Para fazer uma comparação prática e fácil, o Cristal de Quartzo seria
como um clínico geral, aquele médico da família, que sabe de tudo um pouco, e é também
conselheiro, psicólogo, amigo, etc. Já as pedras coloridas são as especialistas, cada qual
dominando sua área de energia e de cura, com energias mais específicas. Por isso mesmo, é
aconselhável que a primeira pedra a ser adquirida seja um cristal de quartzo simples, de terminação
única. A partir do relacionamento com este primeiro cristal, vamos pouco a pouco aumentando
nossa coleção e começando a interagir com as diferentes energias das diferentes pedras.

O primeiro passo é a escolha de nosso primeiro cristal. Às vezes ele nos é presenteado, às vezes o
encontramos por acaso, às vezes o adquirimos. Neste último caso é aconselhável sentir e olhar para
vários cristais, e escolher exatamente aquele que nos atrair, que chamar nossa atenção. É comum
dizer-se que não escolhemos um cristal, é ele que nos escolhe. O importante é trazê-lo para casa e
a partir do primeiro momento estabelecer um relacionamento. De posse do cristal, procede-se à sua
limpeza e energização

DICAS

 Quando seu cristal quebrar em


vários pedaços, junte esses
pedaços e coloque num jardim
ou vaso de plantas. Se
acontecer apenas uma lasca ou
pequena fratura, não dê
importância, continue a usá-lo
da mesma maneira. Muitas
vezes as pedras se quebram ou
desmancham, e quando isso
acontece é porque receberam
uma carga de energia que talvez
estivesse dirigida a você, e se
sacrificaram em seu benefício.
Isto geralmente acontece com
as Malaquitas e as Turmalinas
Pretas.
 Se um Cristal Biterminado se
quebrar no meio quando você
estiver na presença de outra
pessoa, guarde uma das pontas
e dê a outra a essa pessoa.
Quando acontece este fato é
porque o relacionamento entre
os dois está necessitando de
alguma clareza ou equilíbrio.
 Considere seus cristais e suas
pedras como extensões de seu
próprio ser. Se tiver alguma
dúvida a respeito de quanto
tempo deixá-los numa limpeza
ou energização, ou qual o
melhor método para isso, pense
no que seria bom para você e
faça o mesmo com eles. Por
exemplo, se você tiver mais
afinidade com incensos
orientais, estes serão os
melhores para limpar as suas
pedras. Se sua afinidade forem
os incensos ligados ao
Xamanismo, como sálvia, cedro
e artemísia, o mesmo vale para
suas pedras, e assim por diante.
 Nunca coloque peixes ou
plantas num aquário de pedras
destinado a limpeza de
ambientes, pois eles não
sobreviverão. Se você tiver um
aquário ornamental, com peixes
e plantas, pode colocar alguns
cristais para energizar os peixes
e plantas, mas neste caso a
intenção clara do aquário não é
para limpeza de ambientes.
 Quando fizer algum tipo de
trabalho com as pedras para
enviar energia de cura à
distância, lembre-se sempre de
pedir permissão, em meditação,
ao Eu Superior da pessoa a
quem quer enviar essa energia,
para não desrespeitar o livre
arbítrio da pessoa. Depois de
pedir a permissão, você terá a
sensação exata se deve ou não
proceder com o trabalho.
 Se tiver cachorros como animais
de estimação, não coloque
pequenas pontas de Cristal de
Quartzo para eles, pois têm o
hábito de comer as pedras, e se
estas tiverem pontas, podem
feri-los interiormente. Dê
preferência, neste caso, a
pequenas peças roladas, pois
estas podem ser engolidas sem
prejudicar os animais. Quanto a
outros animais, como gatos, não
precisa se preocupar, pois estes
não comem as pedras.
 Cristais e pedras preciosas
podem e devem ser aplicados
em conjunto com outras
técnicas de utilização de
energias, como Radiestesia e
Radiônica, Reiki, Massagens,
Cerimônias Xamânicas, etc.
 Não se atenha a nenhuma regra
se sua intuição determinar algo
diferente, Os cristais e pedras
ampliam a intuição e você deve
confiar nela. Se achar que
precisa aplicar uma pedra num
chakra diferente do costumeiro,
pode fazê-lo sem medo de errar.
 Dê sempre preferência a pedras
em seu estado bruto, ou
simplesmente polidas ou
roladas. Pedras lapidadas
podem conter o que é chamado
de energia de forma, que dá
mais força à forma que à própria
energia da pedra. Somente as
lapidações curvas, como
esferas, ovos ou cabochões,
não prejudicam a força
energética das pedras.
LISTA DE PEDRAS

POR ANTONIO DUNCAN

 Âmbar
 Ágata Azul Rendada (Blue Lace)
 Água Marinha
 Ágata Musgo
 Amazonita
 Ametista
 Apofilita
 Aventurina (quartzo verde)
 Azurita
 Calcita
 Celestita
 Charoíta
 Cianita
 Citrino
 Cobaltocalcita
 Coral
 Cornalina
 Crisocola
 Crisoprásio
 Crocoíta
 Diamante
 Diamante Herkimer
 Dioptásio
 Enxofre
 Esmeralda
 Fenacita
 Fluorita
 Goshenita
 Granada
 Heliodoro
 Heliotrópio
 Hematita
 Indicolita (Turmalina Azul)
 Jade (Jadeíta)
 Jaspe Vermelho
 Kunzita
 Labradorita
 Lápis Lázuli
 Larimar
 Lepidolita
 Malaquita
 Moldavita
 Morganita
 Obsidiana
 Ônix
 Pedra da Lua
 Pedra do Sol
 Peridoto
 Pirita
 Quartzo Enfumaçado (Fumê)
 Quartzo Olho de Falcão
 Quartzo Olho de Tigre
 Quartzo Rosa
 Rodocrosita
 Rubelita (Turmalina Rosa)
 Rubi
 Selenita (Gipsita)
 Smithsonita
 Sodalita
 Sugilita
 Tanzanita
 Tempest Stone
 Topázio
 Turmalina Melancia
 Turmalina Negra
 Turquesa
 Variscita
 Verdelita (Turmalina Verde)
 Wulfenita

ÂMBAR
É uma mistura de várias resinas de origem vegetal, mas é utilizado como pedra para efeitos
energéticos. É mais abundante na Alemanha, República Dominicana, Canadá e Sicília. Trabalha
mais especificamente no plexo solar (terceiro chakra), fortalecendo-o e energizando-o. Sua energia
é anti-depressiva, pois ajuda a encarar a vida com mais humor e alegria a cada passo do caminho.
Ajuda também a aliviar dores, quando colocado diretamente sobre a área dolorida (qualquer área do
corpo). Pode também ser usado como proteção contra qualquer tipo de negatividade, e nesse
aspecto seu uso é especialmente recomendado para crianças e adolescente. Como amuleto, os
antigos o usavam para atrair amor, aumentar o prazer no sexo, para assegurar fertilidade e
combater a impotência.

ÁGATA AZUL RENDADA (BLUE LACE)

É proveniente dos Estados Unidos, Austrália, Uruguai e Brasil; sua cor original é azul bem clarinha
com listas brancas que se assemelham a renda. Está relacionada ao quinto chakra e tem uma
energia de livre expressão, espontaneidade e pureza. É uma pedra que atrai particularmente as
crianças, por ter uma sintonia com a energia dos anjos da inocência, alegria e pureza. Ajuda a
liberar nossa verdade interior sem censura e sem julgamento. Fisicamente, é usada para impedir a
contração do chakra laríngeo, portanto aliviando tensões nos ombros e pescoço, infecções linfáticas,
dores de garganta e problemas de tiróide. Também pode ser usada como auxiliar no tratamento da
artrite, no fortalecimento da estrutura óssea e nos processos de desenvolvimento das unhas das
mãos e dos pés.
ÁGUA MARINHA

Pertence ao grupo do berilo, e sua composição química é Be3Al2 (SiO3)6 (silicato de alumínio e
berílio). É considerada a pedra básica do quinto chakra. Sua cor é azul claro, azul, ou azul
esverdeado. Pode ser transparente ou opaca, porém as mais transparentes são mais fortes para o
trabalho energético. É encontrada em diversas regiões do planeta, principalmente no Brasil (MG e
BA), Rússia, Austrália, Índia e Sri Lanka. Sua energia representa a capacidade de verbalização, a
expressão da verdade interior e universal através do poder da palavra falada. Relaciona-se também
intimamente com a essência angélica de cada ser. A nível físico, sua força de purificação tem
grande efeito em todo o sistema respiratório superior e nos órgãos da fala. Ajuda a combater
congestões e infecções da garganta, problemas de tiróide, dificuldades respiratórias (rinite, sinusite,
asma, bronquite), rouquidão e problemas nas cordas vocais. Seu uso é particularmente
recomendado a pessoas que utilizam muito a voz (locutores, atores, cantores, professores,
oradores, etc.)

ÁGATA MUSGO
Outra variedade especial de ágata, que se apresenta em cor branca leitosa ou transparente com
inclusões verdes que se assemelham ao musgo. É usada no quarto chakra (cardíaco), como auxiliar
nos processos de cura de doenças genéticas, congênitas ou hereditárias (diabetes, hemofilia,
aneurismas, etc.). A nível emocional, é usada para aumentar e liberar a capacidade de alegria do
coração.

AMAZONITA

Pertence ao grupo do feldspato e sua composição química é K (AlSi3O8) (silicato de alumínio e


potássio). Sua cor é verde azulada, é opaca, e provém principalmente do Brasil, EUA, Índia e
Madagascar. Seu potencial energético está mais ligado ao chakra laríngeo, mas também se aplica
ao cardíaco. Ajuda no aperfeiçoamento da expressão pessoal, não somente através da fala,
aliviando e acalmando o cérebro e o sistema nervoso. Por aumentar a expressão criativa, é
recomendada para ser usada pelas pessoas envolvidas com a vida artística. Fisicamente, pode ser
usada para aliviar tensões musculares, principalmente nos ombros e pescoço; ajuda também a
minorar problemas relacionados com a gravides e o parto. Como amuleto, atribui-se a ela o poder
de atrair sucesso e também a sorte no jogo.

AMETISTA
É uma das variedades do grupo do quartzo (SiO2 - Óxido de Silício), cuja cor é violeta, variando do
lilás pálido ao roxo escuro, transparente. É mais amplamente encontrada no Brasil, Uruguai, México
e Madagascar. Trabalha principalmente no chakra coronário (sétimo), mas também tem afinidades
com as energias do chakra frontal (sexto). Representa a ligação com a espiritualidade propriamente
dita e o poder de transmutação da chama violeta. Sua energia relaxante e suave a torna perfeita
para trabalhos de relaxamento e meditação. Ajuda a eliminar sentimentos de raiva, medo e
ansiedade e atrai a mente para uma compreensão mais profunda, com tranquilidade. Fisicamente,
ajuda a eliminar dores de cabeça, enxaquecas e insônia. Pode também ser usada para auxiliar no
combate à vícios mentais, como o alcoolismo.

APOFILITA

É um cristal raro, procedente da Índia, cuja composição química é KCa4(Si4O20) (OH, F). 8H2O
(Fluorsilicato hidratado de cálcio e potássio). Pode ser incolor ou verde clara, e é bastante
transparente. A Apofilita incolor ativa e equilibra o chakra “Estrela da Alma” (décimo primeiro) e o
coronário (sétimo). A Apofilita verde tem maior sintonia com o cardíaco (quarto) e o laríngeo (quinto).
Ela facilita o contato com energias angélicas, promovendo uma conexão definida e clara com o
corpo físico e mandando informações para o consciente, ao mesmo tempo produzindo reflexão para
o reconhecimento e a correção de deficiências. Possui ainda uma forte energia de preservação e
rejuvenescimento de células e tecidos, podendo ser sempre usada para a recuperação e
manutenção da saúde física. Ajuda também a melhorar e clarear a visão.

AVENTURINA (QUARTZO VERDE)

É a variedade verde da família do quartzo (SiO2 - óxido de silício). É opaca, translúcida e pode ser
encontrada no mundo inteiro, principalmente no Brasil, EUA, Índia e Europa. Atua no chakra
cardíaco, com a energia de cura que é comum a todas as pedras verdes. Estimula o tecido
muscular, fortalece o sangue e trás saúde e bem-estar. É particularmente eficiente no tratamento de
problemas da pele. Pode ser ainda usada para aliviar o stress, restaurar o equilíbrio emocional e
ajudar a liberar o medo e a ansiedade. Como amuleto, atribuem-se a ela os poderes de
prosperidade financeira e sorte.

AZURITA

É uma pedra azul escura (anil ou índigo), que pode ser transparente ou opaca e cuja composição
química é Cu3[(OH)2 / (CO3)2] - (carbonato básico de cobre). É proveniente da África, EUA, Rússia,
Grécia e Itália. Trabalha no chakra frontal (sexto), abrindo a visão interior, a percepção da verdade
infinita e a consciência cósmica. Tem a capacidade de deslocar pensamentos subconscientes para
a mente consciente, dissolvendo quaisquer bloqueios que possam estar impedindo a ligação com a
visão interior. Ajuda a dissolver conceitos limitados e crenças antigas. Auxilia a recuperar a memória
e a coordenação mental. É ótima para ser usada na elaboração de estudos, textos e teses.
Fisicamente, age principalmente na área da visão e da audição. É indicada para o tratamento de
infecções nos olhos e ouvidos, labirintite, amnésia e problemas de perda de memória e
concentração.

CALCITA

É um mineral macio, de composição química CaCO3 (carbonato


de cálcio). Pode ser encontrada em todo o planeta e pode apresentar as mais diferentes variedades
de formas e cores, desde o incolor transparente até o preto. Frequentemente tem a forma de
romboedros (sólidos de seis faces paralelas duas a duas). As melhores calcitas para o trabalho
energético são as rombóides, pois nos ligam a realidades paralelas. A lição mais importante de
todas as calcitas é a arte de ser, o conhecimento do nosso próprio ser em todos os aspectos e todas
as dimensões.

A calcita incolor, também chamada de calcita ótica, tem a propriedade da refração dupla. Pode ser
usada no chakra coronário (sétimo), mas também é uma das ativadoras do “Estrela da Alma”
(décimo-primeiro), permitindo assim que a energia do “Divino Impessoal” se transmita à identidade
personalizada. Ela também pode ser usada como elo de percepção de realidades paralelas, tanto
passadas como presentes ou futuras. Fisicamente, pode ser usada no sexto chakra para melhorar a
visão, e é ainda um agente de equilíbrio na assimilação de cálcio pelo corpo.

A calcita verde é basicamente uma equilibradora da mente, tornando mais flexíveis os limites
rígidos do intelecto. Pode ser usada no sexto chakra para a liberação de padrões antigos de
pensamento, e no quarto chakra para fazer contato com as emoções ligadas a esses padrões.
Auxilia nas transições, no desapego, na liberação de coisas antigas e em processos de mudanças
mentais, escolhas e decisões. Fisicamente, ajuda no tratamento dos ossos, ligamentos e tendões
(artrite, tendinite, reumatismo) e na cura de alergias a fumaças tóxicas e produtos químicos.
A calcita azul equilibra o emocional e remove bloqueios para que as emoções possam fluir mais
livremente. Reduz a intensidade de traumas relacionados a mudanças e de emoções fortes. Tem
maior efeito quando usada no quarto ou no terceiro chakra.

A calcita rosa, usada no chakra cardíaco, ajuda a dissolver padrões emocionais de medos antigos,
bem como de tristeza, mágoa e solidão, enquanto simultaneamente abre caminho para a entrada da
energia do Amor Incondicional, expandindo a capacidade de amar e ser amado, de dar, receber e
ser amor.

A calcita dourada pode ser usada no chakra coronário e no plexo solar, integrando a nova
espiritualidade ao corpo físico e às realidades do plano físico. Auxilia a manter equilíbrio emocional
durante fases de transição, assegurando a expressão perfeita do poder pessoal e aumentando a
capacidade de reconhecer o que é verdadeiro. Fisicamente, ajuda o aparelho digestivo a manter o
equilíbrio durante fases de transição, e é especialmente efetiva em problemas relacionados à
vesícula.

A calcita amarela também pode ser usada simultaneamente no chakra coronário e no plexo solar,
unindo o que é percebido pelo mental superior com as frequências mais densas da matéria. Quando
usada no coronário, estimula a glândula pineal, para que perspectivas de maior grandeza sejam
percebidas conscientemente.

A calcita laranja, geralmente usada no chakra sexual (segundo), transmite sensações de felicidade,
reduz o ceticismo e ajuda a aceitação. Quando usada no plexo solar, pode também ajudar a
equilibrar o emocional. As esferas lapidadas de calcita laranja transmitem uma aura de felicidade ao
ambiente em que se encontra.

CELESTITA

É um mineral azul claro, transparente, de composição química SrSO4 (sulfato de estrôncio),


proveniente do México, Polônia, EUA, Madagascar. Atua sobre o chakra laríngeo (quinto) e suas
energias são de purificação, clareza, pureza, calma e compreensão. Tem uma sintonia direta com a
energia angélica. Facilita a paz e o silêncio da mente para que a conexão com os planos superiores
seja bem integrada. Ajuda a discernir se a orientação está realmente vindo dos planos espirituais ou
se o ego está interferindo. Auxilia na canalização fluente e clara das mensagens e energias
recebidas. Fisicamente, pode ser usada como substituta da água-marinha em qualquer problema
físico ligado aos órgãos relacionados com o chakra laríngeo.

CHAROÍTA

É um mineral bastante novo, tendo sido descoberto na década de 60 na região do Rio Chara, na
Sibéria. Sua composição química é (Kna) 5(CaBaSr) 8(Si6O15) 2Si4O 9(OHF) 11H2O (silicato
hidratado complexo de potássio, sódio, cálcio, bário e estrôncio). Sua cor violeta intensa é permeada
por traços pretos e brancos, formando desenhos magníficos. Por possuir essas linhas pretas, tem a
importante propriedade de trazer ao corpo físico a energia mais pura da alma representada pelo
violeta. É uma pedra que proporciona o reconhecimento dos medos mais profundos que se
escondem em nosso ser, para que possamos resolvê-los. Faz também a ligação direta da energia
do Eu Superior com a energia do centro da Terra, passando através de todo o nosso corpo físico.
Liberta-nos dos condicionamentos impingidos por religiões, pela sociedade e pela própria História,
mostrando que existem novos caminhos e novas possibilidades para o crescimento espiritual ainda
no plano físico, sem termos que esperar a morte para entramos em contato com a energia de
Deus/Deusa/Tudo O Que Existe.

CIANITA
É um mineral de cor azul, transparente a opaco, e de
composição química Al2SiO5 (silicato de alumínio), procedente do Brasil, EUA, Áustria e Suíça. A
cianita ativa e equilibra o chakra causal (décimo), promovendo através dele a conexão com o plano
causal, que é o plano mais elevado e sutil do mental superior. Neste plano é que todas as
frequências da energia espiritual se transformam em formas-pensamento, para serem depois
trazidas à realidade (ou ilusão) do plano físico. Com o acesso a este plano através da cianita,
podemos processar e programar o que desejamos manifestar em nossas realidades. A cianita é a
ponte que une o corpo de luz ao corpo físico através da mente. Pode ser também usada em
meditações para facilitar a canalização e o contato com guias espirituais e mestres. Assim como os
cristais “laser”, lâminas de cianita também podem ser utilizadas para fazer incisões no campo áurico,
atravessando camadas de formas mentais desnecessárias e criando novos espaços energéticos por
onde possam penetrar pensamentos de luz. Essas mesmas lâminas também podem ser usadas
para criar escudos energéticos de proteção em volta do campo áurico.

CITRINO

O citrino natural é uma variedade transparente de quartzo (SiO2


- óxido de silício), de cor amarelo claro até pardo-dourado, que pode ser encontrado no Brasil,
Madagascar, EUA, Espanha, Rússia, França e Escócia. É importante saber diferenciar o citrino
natural, que é usado energeticamente, do citrino comercial, que é uma ametista queimada por
processos químicos para ter cor semelhante à do citrino natural. A energia desta pedra é
semelhante à do sol: aquece, conforta, penetra, energiza e dá vida. Trabalhando no plexo solar
(terceiro chakra), é um forte equilibrador emocional, dissipando tensões e depressões, acalmando e
aliviando condições de distúrbio e removendo bloqueios de ordem emocional. É a pedra essencial
para tratar dos distúrbios no aparelho digestivo, que estão sempre intimamente ligados aos
distúrbios emocionais. Pode ser usado no tratamento de gastrites, úlceras, prisão de ventre, diarréia,
etc. Remove medos, evita pesadelos, e usado com ametista assegura um bom sono para facilitar a
percepção psíquica. Atua também fortemente contra a depressão, a autodestruição e a tendência ao
suicídio, pois eleva a alma em direção à compreensão e à compaixão.

COBALTOCALCITA

É uma calcita que adquire a tonalidade magenta devido a presença do cobalto. Sua composição
química é CaCO3 (carbonato de cálcio) e é mais encontrada no Zaire e na Espanha. Atua no chakra
cardíaco (quarto) e no sexual (segundo). Esta descoberta recente no reino mineral é também
chamada de Afrodite, em homenagem à deusa grega do amor, por representar a verdadeira
manifestação do Amor Incondicional. Sua energia estimula suavemente o corpo emocional e faz
renascer sentimentos de auto-estima e merecimento. Dilui traumas trazidos de vidas passadas
associadas à falta de amor, ajudando a descartar crenças antigas de desmerecimento que obstruem
o oferecimento e a aceitação do amor verdadeiro. Ancora a energia luminosa no corpo físico,
fazendo com que este reflita e emane a luz do amor. associa e equilibra o amor físico com o
espiritual, dando um sentido mais completo à sexualidade. A cobaltocalcita também é ótima
companheira para as crianças, desenvolvendo a expressão de sua sabedoria interna e suavizando
suas emoções. Pode ainda ser usada para um melhor entrosamento energético com a criança
interior.

CORAL

Os corais são um
empréstimo do reino animal ao reino mineral. São formados por pequenos pólipos que segregam
uma substância calcária através de suas bases. Sua composição química é CaCO3 (carbonato de
cálcio + magnésia + matéria orgânica). Suas cores mais comuns são o vermelho, rosado, branco,
negro e azul. Para efeitos energéticos são mais usados os corais vermelhos, que atuam no segundo
chakra. São provenientes do Mar Mediterrâneo ocidental, golfo de Biscaya, Canárias, Japão,
Austrália e Havaí. Trabalham a nutrição da energia sexual e da criatividade e podem ser usados
para aumentar a fertilidade e para garantir um bom desenvolvimento do feto durante a gravidez.
Usados como amuletos, atribuem-se a eles os poderes de atração sexual e fertilidade.

CORNALINA

É uma variedade de ágata, do grupo do quartzo, e sua


composição química é SiO2 (óxido de silício). Sua cor vai do laranja ao vermelho acastanhado, é
translúcida e é encontrada principalmente na Índia e no Uruguai. Atua no chakra sexual (segundo),
ativando-o e energizando-o. Sua energia inspira ação, movimento, eloquência e coragem, mantendo
o corpo físico bem desperto e ativo, e inspirando sensação de bem-estar e de pertencer à Terra.
Pode auxiliar a ensinar o indivíduo a moldar um lugar único para si na vida e a utilizar o poder
pessoal no mundo físico. Recomenda-se seu uso para pessoas distraídas, confusas e
desconcentradas. Assenta a atenção no momento presente para que se possa concentrar em
acontecimentos correntes. Estimula um amor e uma apreciação mais profunda pela beleza e pelas
dádivas da Terra. Deve ser usada pelos tímidos para aumentar sua coragem. Fisicamente, deve ser
usada em casos de infertilidade, impotência, distúrbios dos órgãos sexuais e reprodutores e
doenças da pele. Estimula os impulsos sexuais e fortalece a saúde em geral.

CRISOCOLA

É um mineral opaco, de cor verde azulada, cuja composição


química é CuSiO3. 2 H2O (silicato de cobre hidratado). É procedente do Chile, Rússia, EUA e Zaire.
Atua no chakra laríngeo (quinto) e na área entre o laríngeo e o cardíaco. Trata-se de uma pedra
feminina, representante da água, do inverno, da Lua, do passivo porém poderoso, das emoções e
da energia Yin. É ideal nos casos de perturbações femininas. É extremamente benéfica às mulheres
que sofrem de desconforto menstrual (dor lombar, cólicas, depressão). Também é perfeita para
segurar, usar ou meditar durante o trabalho de parto. É um equilibrador emocional e pode ser posta
sobre o chakra do coração para colocar o comportamento errático ou emocionalmente
descontrolado sob o controle da vontade. Alivia a dor da tristeza e a tensão da raiva, substituindo-as
por compreensão e perdão. Proporciona paz à mente e ao coração. Pode-se empregá-la como
pedra de resfriamento para baixar febres, curar queimaduras, neutralizar a raiva e acalmar nervos
em frangalhos. Descongestionante, pode ser usada em casos de rinite e sinusite. Auxilia também no
equilíbrio da pressão arterial. Na área psicológica, ajuda a eliminar ansiedade, stress, culpa, tensão
nervosa e medo sobrenatural. Faz a limpeza do subconsciente e desenvolve o equilíbrio emocional
e a maturidade.

CRISOPRÁSIO

Faz parte do grupo do quartzo (calcedônia), e sua composição química é SiO2 (óxido de silício). É
translúcido, de cor verde maçã, e existem jazidas na Índia, Brasil, Madagascar, Rússia. África do Sul
e EUA. Atua no chakra cardíaco, capacitando o indivíduo a ter a coragem de ser, de amar e de
aceitar incondicionalmente a si mesmo e aos outros. Ajuda a reduzir complexos de superioridade e
inferioridade. Focaliza a habilidade de ser amoroso e de perdoar. Fisicamente, auxilia a aumentar a
assimilação de vitamina C e a melhorar estados de fraqueza. Pode ser usado também para
promover relaxamento e distensão muscular, principalmente nas áreas dos ombros e pescoço.

CROCOÍTA
É uma pedra rara, transparente, de cor laranja ou vermelho alaranjado e de composição química
PbCrO4 (cromato de chumbo). É proveniente da Tasmânia (Austrália). Agindo diretamente sobre o
segundo chakra, a crocoíta potencializa a energia sexual a níveis muitidimensionais, aumentando
infinitamente nosso potencial de criação, de vitalidade e de coragem. Desperta em nós a
consciência da vida infinita, procurando uma maior interação dos corpos sutis para a criação e
manifestação de novas realidades, tanto a nível espiritual como físico. Dá-nos coragem e disposição
para enfrentar o desconhecido, sem medos ou hesitações. No plano físico, fortalece os órgãos de
reprodução, promovendo vitalidade e grande fluxo de energia. Aumenta a nossa consciência de
pertencermos ao planeta, nosso sentimento de amor e apreciação pela Natureza e por tudo que faz
parte, como nós, deste grande ser vivo que é a Terra. Representa o núcleo da Terra, a energia da
matéria ígnea, o magma, a força vital, criadora e motriz.

DIAMANTE

A mais nobre das pedras preciosas, o diamante é o carbono cristalizado, de símbolo químico C. É
transparente e sua coloração pode variar do incolor ao negro. As principais jazidas se encontram na
África, Sibéria, Índia e Brasil. Atua principalmente sobre o chakra coronário (sétimo), mas pode
ativar e energizar todos os outros. Símbolo mais alto da luz branca, ajuda-nos através da
transformação, pela qual chegamos a um estado de não dualidade. Neste estado, podemos utilizar
esta luz em todos os aspectos de nosso ser.
A energia do diamante fortalece as funções cerebrais e ajudam o alinhamento dos ossos do crânio.
Ele pode ser utilizado no tratamento de todas as doenças ligadas ao cérebro, ao sistema nervoso e
às glândulas pineal e pituitária. Ajuda a eliminar bloqueios no chakra coronário e na personalidade.
Afastando a negatividade, purifica o corpo físico e o etérico. Promove a comunhão com o Eu
Superior e amplifica as energias da abundância, da inocência, da pureza e da fidelidade.

DIAMANTE HERKIMER

É um tipo de cristal de quartzo (SiO2 - óxido de silício) encontrado unicamente nas minas de
Herkimer, estado de New York. Por sua clareza excepcional, parece um diamante e pode substituí-
lo em trabalhos energéticos. Atua no chakra coronário (sétimo) e também ativa o “Estrela da Alma”
(décimo-primeiro). Promove a limpeza dos corpos sutis e equilibra a energia dentro do corpo e da
mente, também purificando. Aumenta a percepção dos sonhos e ajuda em experiências conscientes
fora do corpo, por isso sendo também conhecido como “cristal dos sonhos”. Guarda informações e
amplifica formas-pensamento positivas, Colocado sobre o corpo, limpa e dissolve bloqueios em
áreas emocionalmente tensas e congestionadas.

DIOPTÁSIO

É um mineral transparente, de cor verde esmeralda, de


composição química Cu6 (Si6O18)6H2O (silicato de cobre hidratado). As principais jazidas estão na
Namíbia e no Zaire. Atua no chakra cardíaco e tem a capacidade de fazer com que seu raio verde
de cura penetre nos recessos mais profundos e escondidos de nosso coração, dissipando dores e
medos enraizados e esquecidos. Sua forte energia faz com que dores emocionais, mesmo aquelas
trazidas de vidas anteriores, sejam transmutadas, e o coração se manifesta em sua totalidade,
pronto para receber e emitir a energia do amor novo transformando todo o nosso ser. Promove a
união com o nosso próprio ser, eliminando quaisquer sentimentos de separação, fazendo a conexão
direta com a fonte universal do amor. Usado sobre o quarto chakra, o dioptásio nos faz sentir uma
verdadeira renovação do coração, dissipando todas as feridas antigas e nos dando ânimo e
disposição para usar toda a potencialidade do coração rejuvenescido, transformando todos os
padrões preestabelecidos de nossa relação com o amor.

ENXOFRE

O cristal do enxofre é amarelo claro, translúcido e seu símbolo químico é S (enxofre). É encontrado
principalmente no México, Bolívia, EUA, Índia e Japão. Trabalha no plexo solar (terceiro chakra), e
sua principal função é a de eliminação. Por isso mesmo é muito benéfico para a parte inferior do
aparelho digestivo, auxiliando os órgãos de filtragem e eliminação (fígado, rins, vesícula, baço,
pâncreas, bexiga e intestinos). Não deve ser colocado em água, pois se dissolve muito facilmente.
Para limpá-lo energeticamente, o método mais efetivo é o uso da selenita. Nas civilizações antigas
era comum queimar-se o enxofre para afastar demônios e maus espíritos e para proteger as
habitações contra energias negativas. Pode ser usado também para aliviar sensações de
queimadura e problemas da pele. Seu uso no plexo solar ajuda a eliminar sentimentos de raiva,
depressão, irritabilidade e egoísmo, e para aumentar a força de vontade e o poder de
argumentação.

ESMERALDA
É um mineral verde, de transparente a opaco e composição química Be3Al2 (SiO3)6 (silicato de
berílio e alumínio). Atua no chakra cardíaco (quarto) e simboliza a energia verde da cura. Ajuda a
revitalizar o corpo físico, normaliza a pressão arterial e é a grande especialista das doenças do
coração. Sua energia está relacionado com o renascimento, abundância e a maturidade. Na área
psicológica, proporciona equilíbrio emocional e mental, harmonia e habilidade de expressão. Deve
ser usada sozinha, pois sua energia não se compatibiliza com a de outras pedras, com exceção do
diamante.

FENACITA

É uma pedra rara, incolor e transparente, formada por várias faces naturais, com brilho vítreo. Sua
composição química é Be2 (SiO4) (silicato de berílio), e é encontrada no Brasil, Madagascar, Rússia
e EUA. Atua principalmente no “Portal das Estrelas” (décimo-segundo chakra) e nos outros chakras
acima da cabeça. Tem a capacidade de nos unir às energias provenientes do Sol Central do
Universo, principalmente às energias angélicas. Em meditação com a fenacita, passamos a
compreender a multidimensionalidade de nosso ser e a unicidade com Deus/Deusa/Tudo O Que
Existe e nossa essência angélica. Recomendamos bastante prática com as pedras mais simples,
como o cristal de quartzo, a ametista e o diamante Herkimer, antes de começar a praticar
meditações com a fenacita. A energia é muito forte, e para que se atinjam bons resultados é
necessário muita prática e conhecimento.

FLUORITA

É um mineral transparente ou translúcido, que pode ser


encontrado em diversas tonalidades, do incolor ao violeta, sendo mais comum a violeta. Sua
composição química é CaF2 (fluoreto de cálcio) e é proveniente dos EUA, Brasil, Inglaterra e
Alemanha. Atua principalmente no chakra coronário (sétimo). As variedades de outras cores atuam
nos chakras correspondentes àquelas cores. É uma pedra relativamente nova, que ainda está
desenvolvendo seu potencial completo. É uma catalisadora de transmutação que pode levar à
devoção inspiracional, à verdade cósmica e à sabedoria. Tem um potencial de cura semelhante ao
da ametista. Ajuda em desordens mentais e no despertar espiritual. Os octaedros de vários tons
podem ser usados no terceiro olho para ajudar na meditação e relaxamento. Trabalha com a mente
consciente e é útil para colocar pensamentos em ordem, reduzir envolvimento emocional em
situações em que se quer ganhar uma perspectiva mais acurada. É também utilizada para
assimilação mais fácil de informações. Beneficia os dentes e os ossos, aliviando a artrite, o
reumatismo e as dores na coluna. Aumenta a intuição e regulariza o apetite sexual. Manifesta o
aspecto mais alto da mente; a mente em sintonia com o espírito. Facilita a comunicação
interdimensional.

GOSHENITA
É o berilo incolor, transparente, que tem seu nome devido à jazida de Goshen, nos EUA. É também
encontrada no Brasil. Sua composição química é Be3Al2 (SiO3)6 (silicato de alumínio e berílio).
Ativa e energiza o chakra coordenador (nono), mas pode ser também usado no coronário. Ajuda a
coordenar o movimento de energias entre todos os chakras e os corpos sutis, trazendo um estado
de plenitude e conforto. Auxilia o indivíduo a manter a compostura e o autocontrole através das
mudanças da vida e a dirigir a energia de cada revelação aos aspectos mais elevados do seu ser.

GRANADA

É um mineral de cor vermelho escuro, de transparente a translúcido, proveniente do Brasil, África do


Sul, Checoslováquia, Austrália, Sri Lanka e Madagascar. Sua composição química é Fe3 Al2
(SiO4)3 (silicato de ferro e alumínio - variedade almandina) ou Mn3 Al2 (SiO3)2 (silicato de alumínio
e manganês - variedade espessartita). Atua no chakra básico (primeiro) auxiliando no ancoramento,
que significa estar presente no próprio corpo, e na habilidade para atuar de forma amorosa no plano
físico. Dá energia e coragem e ajuda a sair de condicionamentos mentais. Fisicamente, trabalha
diretamente com o sangue e a circulação. Seu uso é recomendado durante sangramentos,
hemorragias e para todas as doenças relacionadas com sangue.

HELIODORO
Pertence ao grupo do berilo, é de cor amarelo claro, transparente, e sua composição química é Be3
Al2 (SiO3)6 (silicato de alumínio e berílio). As principais jazidas estão na Rússia, Brasil, Namíbia e
Madagascar.

Atua no sétimo chakra (coronário) e seu propósito é a conexão com a sabedoria do Eu Superior e da
espírito. Ensina a parar de fazer o que não é necessário, filtrando as distrações e estímulos
desnecessários. Aumenta a percepção psíquica, o otimismo e a felicidade.

Também é usado para trazer energia cósmica ao corpo físico através do chakra coronário e para
auxiliar a mente consciente a reter informações. Como amuleto, é usado para proteger contra
tempestades.

HELIOTRÓPIO

Faz parte do grupo do quartzo (calcedônia), é opaco e tem cor verde escura com pontos vermelhos.
Sua composição química é SiO2 (óxido de silício), e é proveniente da Índia, Austrália, China, Brasil
e EUA.
Atua sobre o chakra básico (primeiro) e seus pontos vermelhos trabalham para equilibrar
deficiências de ferro no fluxo sanguíneo. Reforça e protege o sistema imunológico, sendo por isso
recentemente muito usada no tratamento de pacientes com AIDS.

Pode ser também usada em quaisquer outros problemas do sangue e da circulação. Ajuda também
a revigorar e estimular toda a saúde, a dar coragem, e a eliminar os medos e a raiva.

HEMATITA

É uma pedra opaca de cor cinzenta, encontrada em quase todo o mundo, principalmente no Brasil,
Inglaterra, Alemanha e EUA. É um óxido de ferro (Fe2 O3), e por isso mesmo tem em sua essência
a força do ferro e a natureza etérica do oxigênio, trabalhando tanto no corpo físico quanto no etérico.
É um mineral que trabalha a metamorfose, incorporando elementos espirituais na forma física. A
essência da hematita é de cor vermelha (quando passa por processos de polimento a água que
escorre dela sai completamente vermelha) e por isso tem efeito direto sobre o sangue e sua
circulação no corpo humano. Com o poder de fortalecer e purificar o sangue, é essencial no
tratamento e prevenção de doenças como o câncer, leucemia, AIDS, anemia e diabete. Ajuda na
coagulação, cicatrização, no controle de perda de sangue durante cirurgias e na purificação da
corrente sanguínea. Sua principal missão é ancorar no corpo físico a essência do espírito. A
hematita atua no chakra básico (primeiro) e principalmente no oitavo chakra, o “Estrela da Terra”,
que é ativado e equilibrado por ela. Desta forma, a hematita constrói a ponte que liga a energia do
espírito, que entrou através do “Estrela da Alma”, com as raízes do planeta. É uma pedra que
promove o total ancoramento das energias na Terra, eliminando limitações da mente e promovendo
um equilíbrio entre o sistema nervoso etérico e o sistema nervoso físico. Pode também ajudar a
dissolver a negatividade. Fisicamente, é ótima para ser usada contra tonteiras, pressão baixa, após
intervenções cirúrgicas e anestesia, e auxilia o sono quando usada em conjunto com a ametista.
Auxilia no tratamento de cãibras e tem um grande poder de alinhar a coluna vertebral. Durante
sessões de energização com cristais, deve-se sempre colocar hematitas nas mãos ou pés da
pessoa, para que a energia recebida possa ancorar no corpo físico. É essencial o uso de hematita
nos pés ou mãos quando se está trabalhando com pedras aceleradas nos chakras transpessoais.
Sempre que houver uma exposição a um excesso de energia, a hematita deve ser usada dentro dos
sapatos, para descarregar o excesso para a Terra.

INDICOLITA (TURMALINA AZUL)

É um mineral transparente, encontrado em variados graus de azul, principalmente encontrado no


Brasil, Sri Lanka e Madagascar.

Sua composição química é (NaLiCa) (Fe11MgMnAl)3 Al6[(OH)4(BO3)3Si6O18] (borossilicato


complexo de alumínio de composição variável). Atua principalmente no chakra frontal (sexto), mas
também pode ser usada no laríngeo e no cardíaco.

No frontal, ajuda a desenvolver a capacidade de concentração e de visualização e traz sensações


de paz a mentes conturbadas; usada no laríngeo, permite uma expressão verbal mais clara e no
cardíaco, acalma um coração zangado ou entristecido.

No entanto, a principal expressão energética da indicolita, como todas as outras turmalinas, está
diretamente ligada à cura física ao nível celular. Para este tipo de aplicação, quando usada no
chakra frontal, ajuda a combater todos os tipos de problemas dos órgãos da visão e da audição; no
chakra laríngeo é usada contra dores de garganta, problemas de tireóide e problemas da fala.
JADE (JADEÍTA)

É um mineral verde, transparente, de composição química MaAl (Si2O6) (silicato de alumínio e


sódio). É proveniente da Birmânia, China, Japão, México e Guatemala. No Extremo Oriente, é usada
desde tempos imemoriais como pedra de cura em geral, proteção e harmonização emocional.

É também conhecida como pedra dos sonhos; pois aumenta a capacidade de lembrar dos sonhos e
interpretá-los. Usada sob o travesseiro ajuda a liberar emoções reprimidas através do processo dos
sonhos.

Era também muito usada pelos Maias e Astecas para trazer a paz equilibrando o físico, o emocional
e o mental. Atua no chakra cardíaco (quarto) e seu uso é aconselhado como complemento a
qualquer tipo de medicina oriental, pois sua vibração está em harmonia com este tipo de medicina.

JASPE VERMELHO
Pertence ao grupo do quartzo (SiO2 - óxido de silício), é opaco e cor de tijolo, encontrado em quase
todo o mundo, principalmente no Brasil. Entre as inúmeras variedades do Jaspe, o vermelho é o
mais usado para fins energéticos, auxiliando o processo de maior aceitação do corpo físico e da
sexualidade.

Atua no segundo chakra (sexual), reduzindo sentimentos de vitimização e trazendo uma energia
mais dinâmica e vivaz. É particularmente aconselhável para pessoas que sintam culpa ou vergonha
por terem uma orientação sexual diferente, estimulando a auto-aceitação e a auto-estima.

KUNZITA

Pertence ao grupo do Espodumênio, tem cor rosa claro ou rósea-violeta, é transparente e sua
composição química é LiAl (Si2O8). É mais encontrada no Madagascar, Brasil, EUA e Birmânia.
ativa e equilibra o chakra cardíaco (quarto), exprimindo o amor em ações.

Expande a energia amorosa do chakra cardíaco para os outros chakras. É uma pedra ótima para se
usar junto ao coração. Manifesta o estado maduro do coração: aberto, desobstruído, seguro, forte,
vibrante, radiante, equilibrado e amoroso. Une as pessoas à própria fonte infinita do amor. Seu
objetivo é preparar o amor-próprio internalizado para que se expresse externamente.

Tem habilidade em criar equilíbrio entre a mente e o coração. Também é uma poderosa pedra
pessoal de meditação. Pode-se usá-la para equilibrar estados emocionais negativos e/ou estados
mentais perturbados. É também usada para atrair amor.

LABRADORITA
Pertence ao grupo do feldspato, é opaca. de cor cinzenta escura, apresentando um jogo de cores
em tons metálicos brilhantes, frequentemente azuis e verdes. É mais encontrada no Canadá,
Madagascar, México, Rússia, Finlândia e EUA. Sua composição química é
Na(AlSi3O8)Ca(Al2Si2O8) (silicato de alumínio, cálcio e sódio). Atua no chakra frontal (sexto),
estimulando a visualização e a imaginação. Facilita a transformação da intuição em pensamento,
trazendo para o consciente as informações guardadas no subconsciente. Tem uma sintonia muito
forte com a estrela Sirius, e as pessoas que se sentem atraídas pela labradorita geralmente têm
algum relacionamento com aquele sistema estelar.

LÁPIS LÁZULI

É uma pedra opaca de cor azul anil (índigo), e de composição química Na8(Al6Si6O24)S2 (silicato
de alumínio e sódio com enxofre). É proveniente do Afeganistão, Rússia e Chile. Atua no chakra
frontal (sexto). Acalma a mente, desenvolvendo a intuição, a meditação e a sabedoria. Ajuda a
aumentar as habilidades mentais e a sensibilidade à energia sutil. Fisicamente, ajuda a melhorar a
concentração, a memória e a visão. É muito importante para os alicerces da Terra, pois representa
luz absoluta. Toca o âmago do coração, do amor e da beleza, harmonizando tanto o interno quanto
o externo. É uma pedra de contemplação e meditação. Tem grandes propriedades de cura e
purificação. Ajuda a desenvolver a estabilidade e o poder da mente que possibilitarão atuação da
força espiritual. Atrai a mente para o interior à procura de sua própria fonte de poder. No Egito antigo
era moída e colocada nos olhos dos faraós que faleciam, para que eles pudessem enxergar as
portas de entrada para a outra vida.

LARIMAR

É uma variedade da pectolita, opaca, de cor azul-celeste, apresentando traços brancos e às vezes
avermelhados ou pretos. É proveniente da República Dominicana e sua composição química é
NaCa2Si3O8 (OH) (silicato de sódio e cálcio hidratado). Atua principalmente no chakra laríngeo
(quinto). Transmitindo a tranquilidade pacífica dos mares do Caribe, o larimar é uma pedra
extremamente útil para unir a calma do coração à paz da mente, integrando o amor emanado pelo
quarto chakra com o pensamento positivo. Através de seu uso, facilitamos a comunicação de nossa
energia mais pura, passando aos semelhantes nossa compaixão e paz interior. Embora seja de
origem vulcânica, o larimar apresenta as qualidades da água e do ar, esfriando emoções
afogueadas, tensões e facilitando a comunicação tranquila, compreensiva e eficiente entre seres. É
uma pedra profundamente ligada à energia dos golfinhos, à inteligência pura e intuitiva, simples e
inocente. Traz alegria, bem-estar, e desperta nossos sentimentos mais puros. Embora pertença ao
quinto chakra pode ser igualmente usada no sexto e no quarto, em situações onde necessitemos de
nossa pureza interior para aplacar pensamentos raivosos ou negativos e emoções intensas de raiva,
ciúme ou inveja. Diz a lenda que as piscinas e fontes de Atlântida eram revestidas de larimar, e por
isso mesmo ela também é conhecida como mármore de Atlântida. Experimente usar larimar em
regiões onde existam golfinhos e prepare-se para uma agradável surpresa.

LEPIDOLITA

É a variedade lilás da mica, sendo também conhecida como mica roxa. Sua composição química é
K(LiAl)3 (SiAl)4 O10 (F OH)2 (fluorsilicato básico de potássio, lítio e alumínio). É proveniente dos
EUA, e do Brasil. Atua no chakra coronário (sétimo), causal (décimo) e cardíaco (quarto). A lepidolita
une as energias dos raios rosa e violeta fazendo com que o amor gerado no coração atinja as mais
altas esferas, através do equilíbrio dos chakras cardíaco e coronário e da ativação destas energias
do plano causal. Com isso, prepara o caminho para a harmonização de sentimentos de auto-estima,
aceitação, abertura, honestidade e perdão, provenientes do chakra cardíaco, com o intelecto e a
energia do espírito. Desperta o amor à espiritualidade, por sua capacidade de sintonizar energias
angélicas em alto grau. A lepidolita é uma pedra que ajuda nas transições, facilitando a
restruturação e reorganização de padrões antigos de atitudes, crenças e pensamentos. Ela induz à
mudança, quando necessário, estimulando a aceitação do novo. Fisicamente, ajuda a reduzir a
tensão e o stress, auxilia o processo da digestão, e pode ser usada para aliviar cãibras nas pernas,
tendinite, músculos tensos e para localizar áreas do corpo onde existam bloqueios energéticos

MALAQUITA

É um mineral opaco de cor verde clara a verde escura, e geralmente os traços de diversas
tonalidades de verde formam lindos desenhos em sua superfície. Sua composição química é Cu2
[(OH)2 CO2] (carbonato básico de cobre). As malaquitas de melhor qualidade são provenientes do
Zaire, mas também podem ser encontradas na Rodésia, Namíbia, EUA, Rússia, Austrália, Israel e
Chile. É uma pedra do chakra cardíaco (quarto), mas também atua com grande eficácia sobre o
plexo solar. Sua energia de cura é extraordinária, servindo praticamente para todos os fins curativos.
É costume dizer-se que quando houver dúvida sobre qual pedra deve ser usada para um
determinado mal. pode usar a malaquita pois, além de tudo, ela ajuda a restabelecer a saúde de
uma forma geral. Colocada sobre o plexo solar, libera a tensão do diafragma e restaura a respiração
profunda e plena. Ajuda o funcionamento de todo o aparelho digestivo, além do respiratório. Tem a
qualidade de absorver energia podendo ser colocada sobre qualquer área doente ou dolorida para
extrair a energia da dor e trazer à tona as causas pisico-emocionais. Emocionalmente, trabalha para
revelar nossos medos mais profundos sobre mudança e crescimento, e nos auxilia a reconhecermos
e utilizarmos nossos poderes. Por isso mesmo é uma pedra perfeita para trabalhar a abundância, a
prosperidade e a manifestação de nossos desejos. Usada junto ao computador ou aparelhos de
televisão, absorve a radiação emitida, protegendo os usuários. Para efeito de proteção contra
acidentes de locomoção, deve ser sempre carregada dentro de automóveis, aviões e outros
veículos. Junto à crisocola e à pedra da lua, é muito eficaz no tratamento e prevenção de qualquer
tipo de câncer. Quando usada para extirpar dores ou doenças, deve ser limpa pelo processo da
selenita imediatamente após o seu uso. Por ser derivada do cobre, a malaquita não reage bem ao
sal e portanto sua limpeza energética nunca deve ser feita através do processo água / sal.

MOLDAVITA

É um mineral de origem extraterrestre, formado por rochas fundidas pela queda de meteoritos na
região da Moldávia. É transparente, de cor verde garrafa. Sua composição química é SiO2 (+Al2O3)
(óxido de silício+óxido de alumínio). Atua no chakra coronário (sétimo). Ajuda a canalizar informação
e energia de fontes extraterrestres ou interdimensionais. Equilíbrio entre corpo físico e mente.
alinhamento com o Eu Superior. reconexão espiritual, envolvendo mudança e regeneração. Ajuda a
desvencilhar-se de crenças limitadoras que o impedem de receber maior percepção espiritual. Tem
muito em comum com seres originários de Sírius, Plêiades e Orion, e ajuda “star children” a se
aclimatarem no planeta. Novo raio verde-marrom, combinação de cura (verde) na Terra (marrom).
Comunicação conscientes com forças de origem “star-seed” (semente estrela).

MORGANITA

Pertence ao grupo do berilo, é transparente, de cor rosa-lilás, rosa, ou rosa alaranjado. Sua
composição química é Be3Al2 (SiO3)6 (silicato de alumínio e berílio). É encontrada principalmente
no Brasil, Madagascar, Moçambique, Namíbia e EUA. A morganita abre o chakra cardíaco para a
recepção e transmissão da energia do Amor Incondicional a níveis multidimensionais. Ensina o amor
ao Todo, a compreensão da ligação de nosso coração com o coração universal. É a pedra do Amor
Universal, trazendo a nossos corações a vibração angélica canalizada através da Fenacita. Atua
também sobre a respiração, fortalecendo fisicamente os pulmões e permitindo o fluxo da energia do
amor por todo o nosso corpo. Às vezes apresenta nuances alaranjadas fundindo o rosa do Amor
Universal com o dourado da Iluminação e da Sabedoria Cósmica. O uso da Morganita sobre o
chakra cardíaco nos dá a sensação da unidade do Amor Total e ajuda-nos a compreender que
pertencemos a um todo. A qualidade acelerada da Morganita aplica-se principalmente aos cristais
de boa transparência. Os cristais mais opacos funcionam dentro da mesma vibração do quartzo
rosa.

OBSIDIANA

É uma rocha vulcânica, amorfa, rica em óxido de silício. Sua cor é geralmente negra, do opaco ao
translúcido, e é encontrada no mundo inteiro. A obsidiana mais usada é chamada de “Lágrima de
Apache” (Apache tear), proveniente dos EUA, e que, apesar de negra, apresenta uma transparência
quando olhada contra a luz. Trabalha no chakra básico (primeiro), ancorando forças espirituais ao
corpo. Tem a propriedade de amplificar as emoções negativas para que as percebamos melhor.
Ajuda a liberar a raiva e ativa um senso de poder positivo que nos move a tomarmos conta de
determinada situação. Ensina o desapego, com sabedoria e amor, ajudando a liberação de crenças
e hábitos antigos. A obsidiana tem um forte poder de absorção das energias negativas, mesmo as
mais resistentes, funcionando até em casos de obsessão espiritual. Para não permitir que ela
acumule a energia negativa absorvida, é imprescindível limpá-la pelo processo da selenita após
cada uso. existe uma variedade de obsidiana negra opaca com pontos brancos que se assemelham
a flocos de neve, e por isso mesmo é chamada de “obsidiana floco de neve”, que é mais suave e
deve ser usada nos casos menos graves.

ÔNIX
Pertence ao grupo do quartzo (SiO2 - Óxido de silício).

Existem várias cores de ônix, mas para efeitos energéticos o mais usado é o ônix negro. É
encontrado no mundo inteiro.

Trabalha no chakra básico, agindo principalmente como pedra de ancoramento, que significa estar
presente no próprio corpo.

Pode ser usado para eliminar a mágoa, para aumentar o autocontrole e para estimular o poder da
tomada de decisões.

PEDRA DA LUA
Faz parte do grupo do feldspato, é geralmente incolor e translúcida, e sua composição química é
K(AlSi3O8) (silicato de alumínio e potássio). É proveniente da Índia, Birmânia, Sri Lanka, Austrália,
Brasil, Madagascar, Tanzânia e EUA. Atua no quarto chakra, fazendo conexão com a energia da lua
e o aspecto feminino de nossa natureza emocional, abrindo o ser à parte feminina da personalidade,
para que ele possa integrar-se inteiramente na unicidade. Ajuda a acalmar e equilibrar as emoções,
trazendo-as sobre o controle da vontade superior, em vez de reprimi-las. Age como guardiã à
entrada do subconsciente e serve para nos proteger das nossas próprias emoções. Auxilia os
homens a se sintonizarem mais com o aspecto feminino de sua natureza. Fisicamente, estimula a
glândula pineal a ajudar nos processo do crescimento, ajuda nos pequenos desequilíbrios das
endócrinas nas mulheres, e pode ainda auxiliar na limpeza de linfáticos congestionados. É também
usada na prevenção e tratamento do câncer.

PEDRA DO SOL

Pertence ao grupo do feldspato, é opaca, de cor alaranjada cintilante. Sua composição química é
Na(AlSi3O8)Ca(Al2Si2O8) (silicato de sódio, cálcio e alumínio). Existem jazidas nos EUA, Índia,
Canadá, Noruega e Rússia. Atua no plexo solar (terceiro chakra), ativando o nosso sol interior e
irradiando sua luz para facilitar o fluxo livre de energias. Pode ser usada para dissipar medos, aliviar
stress, aumentar a vitalidade e para encorajar a independência e a originalidade.

Na Grécia antiga, era usada para representar o Deus Sol, trazendo vida e abundância aos que a
usavam. Na Índia, era usada pelos antigos como proteção contra as forças destrutivas dos reinos
sobrenaturais.

PERIDOTO

Também conhecido como Crisólita ou Olivina, é um mineral de cor verde amarelada, transparente, e
sua composição química é (MgFe)2 SiO4 (silicato de ferro e magnésio). É proveniente do Egito,
Birmânia, Austrália, Brasil, África do Sul, EUA, Zaire e Noruega. O peridoto é um calmante,
purificador e equilibrador do corpo físico. Atua principalmente no chakra cardíaco (quarto) e no plexo
solar (terceiro). Auxilia a digestão de alimentos e alivia a prisão de ventre e as condições de
inflamação do intestino. Estimula a cura dos órgãos do aparelho digestivo, principalmente fígado,
rins e vesícula. Ajuda a equilibrar o sistema endócrino, principalmente as glândulas endócrinas que
controlam a saúde do corpo físico e associam-se diretamente aos chakras. Age como um tônico
para animar e acelerar todo o organismo, deixá-lo mais forte, sadio e radiante. Pode afetar certos
estados emocionais negativos, como raiva e inveja. Purifica e cura mágoas, egos feridos e ajuda a
reparar relacionamentos deteriorados. Cura mordidas de insetos e ajuda em doenças do fígado. É
também usado para atrair amor e acalmar a raiva.

PIRITA
É um mineral opaco de cor cinzenta, ou cinzento-amarelada, com brilho metálico. Sua composição
química é FeS2 (sulfeto de ferro). Existem jazidas em todo o mundo, mas as mais importantes se
encontram na Itália (ilha de Elba) e nos Andes (Peru, Chile e Bolívia). É também conhecida como
“ouro dos tolos”, devido à sua semelhança com o ouro. Atua no chakra coronário (sétimo), trazendo
a sabedoria do espírito para trabalhar mais especificamente com o conceito da expectativa mais
larga e abrangente, encorajando os ideais do bem-estar físico, emocional e mental. Também ajuda a
ver além das aparências, promovendo uma compreensão maior daquilo que está entre as palavras e
as ações. Como amuleto, é usada para atrair riqueza e prosperidade, e proteção contra perigos
físicos e vibrações negativas.

QUARTZO ENFUMAÇADO (FUMÊ)

É o tipo de quartzo (SiO2 - óxido de silício) de cor parda a cinzenta enfumaçada. É transparente e
provém de todo o mundo, principalmente Brasil, EUA e Escócia. Atua no chakra básico (primeiro),
equilibrando o espírito na Terra e dando um escudo de proteção contra energias negativas. Ensina
que há luz na escuridão. Ajuda nossa busca interior para que possamos nos integrar e transformar
nossas sombras em luza. Estabiliza as emoções e dá segurança quando se teme o fracasso.
Também encoraja a experimentar coisas novas e a desenvolver uma atitude de auto-aceitação no
processo de aprendizagem. cura depressão e outras emoções negativas. Fortalece rins, pâncreas,
aumenta a fertilidade, equilibra a energia sexual. Inicia o movimento da Kundalini. Dissipa bloqueios
do subconsciente e negatividade em todos os níveis. Fortalece a percepção dos sonhos e habilidade
de canalização. Aumenta o conhecimento da Natureza e a preocupação com o meio ambiente.
QUARTZO OLHO DE FALCÃO

É um agregado de quartzo opaco (SiO2 - óxido de silício), com inclusões de hornblenda, possuindo
cor azul-acinzentado a azul-esverdeado e opalescência de superfície.

É encontrado principalmente na África do Sul. Atua no chakra frontal (sexto), e sua principal
mensagem é a de estar sempre alerta, ajudando o indivíduo a observar mais profundamente o
ambiente físico que o cerca.

O uso do Olho de Falcão é apropriado para auxiliar-nos na observação aguçada da realidade que
estamos criando, e também da energia das pessoas que nos cercam.

QUARTZO OLHO DE TIGRE


É um tipo de quartzo (SiO2 - óxido de silício) opaco, listrado de dourado e marrom, apresentando
um brilho sedoso. As jazidas mais importantes localizam-se na África do Sul, Austrália, Birmânia,
Índia e EUA.

Pode ser usado no chakra básico (primeiro) e no plexo solar (terceiro). Sintetiza as energias do Sol
e da Terra. Ajuda as pessoas a se tornarem mais práticas, trazendo um otimismo que conduz ao
sucesso. Traz a percepção das necessidades pessoais, assim como das necessidades dos outros, e
tem sido usada para estimular a criação e a manutenção da abundância.

QUARTZO ROSA

É a variedade rosa do quartzo (SiO2 - óxido de silício), transparente, proveniente do Brasil, EUA e
Japão. É a pedra fundamental do chakra cardíaco. Ele representa o Amor Incondicional, e acende a
chama rosa desse amor em nossos corações. Através de sua suave emanação, permite que nos
lembremos de nossa essência amorosa, do nosso propósito, despertando no centro de nosso ser
esse amor sem cobranças, sem culpas ou mágoas, sem posse e sem medo, o amor a todos os
aspectos de nosso ser e do universo, um amor com perdão, consciência e compaixão. Munidos
desta energia, estamos prontos para expandi-la e para criar uma nova realidade em nossas vidas e
no universo. O quartzo rosa ensina o poder do perdão e reprograma o coração a amar-se,
auxiliando a construção e manutenção da auto-estima, da auto-aceitação e do autovalor.

RODOCROSITA

É um mineral róseo-avermelhado, com listras brancas, de transparente a opaco, proveniente da


Argentina. Sua composição química é MnCO3 (carbonato de manganês). Atua no chakra cardíaco
(quarto), ensinando o amor à vida e a repartir o amor com os outros. Tem forte influência no
processo criativo e na mente intuitiva. Atua bem em conjunto com a malaquita, adicionando energia
amorosa ao potencial de cura da malaquita. a chama do amor gerada e alimentada pelo quartzo
rosa se expande quando entra em sintonia com a energia da rodocrosita, a pedra de dar e receber
amor. Quando em contato com o chakra cardíaco, a rodocrosita ocasiona a transmissão da energia
amorosa para fora do coração, buscando a conexão direta com outras fontes de amor, Ela também
age sobre o terceiro e o segundo chakras, unindo o amor às emoções e à energia sexual. A
rodocrosita proporciona equilíbrio emocional para relacionamentos amorosos e amplifica nosso
sentimento de amor ao planeta em que vivemos e à vida, de uma maneira geral.

RUBELITA (TURMALINA ROSA)


É a variedade de turmalina de cor rosa a vermelha, ocasionalmente com tonalidade violeta. É
transparente e sua composição química é (NaLiCa)(Fe11MgMnAl)3 Al6[(OH)4(BO3)3Si6O18)]
(borossilicato complexo de alumínio de composição variável). As jazidas mais importantes são
encontradas no Sri Lanka, Madagascar e Brasil. Atua no quarto chakra (cardíaco), transmitindo a
energia de amor gerada no coração diretamente às células do corpo físico.

Reforça a vontade de compreender o amor e estimula a criatividade da aspiração amorosa.


Amplifica as qualidades curativas do coração e promove paz e alegria durante o período de
crescimento e de mudanças, liberando tendências destrutivas.

RUBI

Pertence ao grupo do Corindon, tem cor vermelha, de transparente a opaca, e sua composição
química é Al2O3 (óxido de alumínio). É proveniente da Birmânia, Tailândia, Índia, Sri Lanka,
Afeganistão, Austrália e Brasil. Atua no chakra básico (primeiro), ativando e vitalizando o corpo
através da ação do fluxo sanguíneo. Trabalha diretamente com o sangue, a circulação e o coração.
Representa o mais alto grau da justiça divina, que é o não-julgamento e proporciona o
reconhecimento do poder através da verdade do espírito, Fisicamente, é usada para prevenir e
combater qualquer tipo de doença ligada ao sangue. Ajuda a eliminar a desorientação, os
desapontamentos, a depressão e a raiva. Auxilia ainda na tomada de decisões, nos problemas com
a imagem paterna e nos assuntos de família. Proporciona equilíbrio emocional, flexibilidade,
autoconfiança, habilidade para negociações, harmonia e auto-estima.

SELENITA (GIPSITA)

É a forma incolor, transparente e cristalizada do gipso. Sua composição química é CaSO4.2H2O


(Sulfato hidratado de cálcio). É proveniente do México, Sibéria, Brasil e EUA. Atua sobre os chakras
transpessoais acima da cabeça, principalmente o “Portal das Estrelas” (décimo segundo). Não é
considerada pedra preciosa porque é muito macia e sensível demais para ser lapidada. Não é raro
se notar que a selenita muda de forma, às vezes curvando-se. esta capacidade da selenita
demonstra a maleabilidade do forma física quando em sintonia direta com a energia da luz do
espírito. Por isso mesmo ela pode ser usada para promover flexibilidade à natureza, dando maior
força às decisões. Com sua ajuda, uma pessoa pode perceber mais claramente os aspectos mais
profundos de qualquer situação, compreendendo melhor tanto o que está na superfície quanto o que
está no fundo. No corpo físico, promove flexibilidade à estrutura muscular e ajuda a alinhar a coluna
vertebral. Quando colocada na base da coluna com seu fluxo energético direcionado para cima,
ajuda a remover bloqueios energéticos em qualquer parte da coluna. na direção oposta, colocada na
base do pescoço com o fluxo energético direcionado para baixo, ela vai ajudar a equilibrar o fluxo de
energia vital na coluna. Também pode ser usada para facilitar a regeneração da estrutura das
células, para corrigir deformações do sistema ósseo, e durante ataques de epilepsia. A selenita é
um importante instrumento para ativar os chakras transpessoais, situados acima da cabeça,
principalmente a ligação entre a “Estrela da Alma” e o “Portal das Estrelas”. através desses chakras,
recebemos a energia da mais pura luz do espírito, ligando-nos ao grande Sol Central do Universo, a
fonte de todas as energias e de toda a luz. Um dos aspectos mais importantes da selenita é a
capacidade de maleabilizar a energia pura da luz para que possa manifestar-se no plano físico
através da canalização. Como a selenita é muito sensível, devemos procurar não dar espaço a
pensamentos ou atitudes negativas enquanto estivermos trabalhando com ela, pois ela pode se
fraturar ou quebrar. Este mineral também apresenta propriedades de solubilidade, e por isso não
deve ser deixado por muito tempo em contato com a água. Ao usar a selenita em meditações ou
para ativar os chakras transpessoais, tenha ao mesmo tempo nas mãos, pés ou no chakra básico,
pedras de ancoramento, como a hematita ou a turmalina preta. Outra função importantíssima da
selenita é a limpeza e energização simultâneas de outras pedras, objetos, e até mesmo de pessoas
ou ambientes. Por isso ela se transforma num instrumento indispensável para quem trabalha
energeticamente com cristais ou com qualquer outro tipo de terapia energética.

SMITHSONITA

É um mineral translúcido a opaco, que pode ser de cor rosa, verde clara ou azul claro. Sua
composição química é ZnCO3 (carbonato de zinco). Atua principalmente no chakra cardíaco
(quarto). A smithsonita alivia, conforta e tranquiliza os sentidos. Sua energia suave e prazeirosa
conduz à facilidade nos relacionamentos, ajudando-nos a encontrar saídas elegantes e satisfatórias
em situações embaraçosas. Ela trabalha a auto-aceitação, e é excelente companheira em situações
de desamor e abandono. Diminui tensões e ansiedades, promovendo a alegria de viver
amorosamente. Um dos aspectos mais importantes é a capacidade de nutrir a criança interior com
amor, o que ajuda o indivíduo a se sentir amado pelos outros. Auxilia os nascimentos e o trabalho
do parto, ajudando também os bebês a se adaptarem à vida. Aumenta a capacidade psíquica,
confirmando ou negando as mensagens recebidas através da clarividência e da intuição. Pode ser
usada para ajudar na adaptação a novas fases e promove bem-estar e paz interior. Realça o
charme pessoal e dá maior autoconfiança. Fisicamente, pode ser usada durante massagens para
ajudar a aliviar tensões musculares. Neste caso, deve ser colocada no chakra correspondente ao
músculo tensionado, ou no alto da coluna, se a massagem for nas costas. Também pode ser
utilizada contra erupções da pele, congestionamentos nasais, problemas digestivos e no tratamento
da osteoporose.
SODALITA

É um mineral de cor azul escura acinzentada, de translúcido a opaco, cuja composição química é
Na8 (Cl2Al6Si6O24) (silicato de sódio e alumínio com cloro). É mais encontrada no Brasil, Canadá,
Índia e EUA. Atua no chakra frontal (sexto), abrindo o subconsciente para a canalização da intuição.
Atravessa a densidade e a ilusão trazendo clareza e verdade. Fortalece a comunicação e a
expressão criativa. Ajuda a ser mais objetivo e e menos crítico sobre os modos de lidar com a
existência. Ensina também a examinar as metas depois que elas foram atingidas.

É uma das despertadoras da terceira visão, preparando a mente para receber a visão interior e o
conhecimento intuitivo, ajudando também a chegar a conclusões mais lógicas. Acalma e clareia a
mente e alivia o medo. Fisicamente, equilibra o sistema endócrino e fortalece o metabolismo e o
sistema linfático.

SUGILITA
É um mineral de cor magenta a violeta profundo, opaco, proveniente da África do Sul. Sua
composição química é (K Na) (Na Fe3 + ) 2 (Li Fe3 +) Si12 O30 , (silicato ferroso de lítio e potássio).
Atua no chakra coronário (sétimo), trazendo a visão da perfeição divina em todas as coisas. Surgiu
no planeta há pouco tempo. Seu raio violeta representa o elo entre a mente e o corpo físico,
sintonizando o indivíduo com seu corpo mental, a fim de que ele descubra o que gera o problema
físico. Cria um estado de receptividade a influências mais elevadas. Pode ser usada como proteção
contra as realidades duras do mundo e para capacitar o indivíduo a aceitar viver no aqui e agora,
acreditando em si mesmo. Ajuda também a eliminar a hostilidade, o preconceito, a raiva, e todos os
atributos negativos que se possa imaginar. Tem o poder de transmutação, trazido pela essência do
raio violeta. Facilita e filtra a comunicação com energias angélicas e extraterrestres. Fisicamente,
traz energia curativa ao sistema nervoso, auxiliando o equilíbrio entre os lados direito e esquerdo do
cérebro; ajuda na coordenação física e na tratamento de doenças ligadas ao cérebro e ao sistema
nervoso central, como autismo, dislexia, epilepsia, etc.

TANZANITA

É uma variedade da Zoisita, de cor violeta azulada, transparente e proveniente da Tanzânia. Sua
composição química é: Ca2 Al3 (SiO4) 3(OH) (silicato de cálcio e alumínio). a suavidade dos tons
violeta-azulados da Tanzanita nos permite a sintonia direta com a dimensão dos Arcanjos. Com este
contato, o chakra coronário é estimulado para canalizar visões dos reinos espirituais mais elevados.
Sua energia age como uma força espiralada que traz proteção e segurança durante toda a
atividade. A Tanzanita é uma pedra mágica, e produz a perfeita simetria do poder pessoal e da
atualização, trazendo força da vontade ao processo da manifestação das energias espirituais
superiores. Também facilita a comunicação com o mundo espiritual das mais antigas comunidades
tribais localizadas em todo o planeta, assim como o encontro com os diferentes aspectos do próprio
ser e a compreensão das maravilhas que existem em outros planos. Fisicamente, pode ser usada
no tratamento de problemas da pele, no alinhamento da coluna e para ajudar a voltar de um estado
comatoso.

TEMPEST STONE

É uma pedra formada por uma mistura de Olho de Tigre, Olho de Falcão e Hematita, proveniente
dos EUA. Atua no plexo solar e no chakra básico, e sua função principal é dar uma nova perspectiva
ao conjunto de reações emocionais que possa estar provocando causa ou desordem na vida das
pessoas.

Sua poderosa energia provoca mudanças pessoais, dissipando formas-pensamento que possam
estar congestionando o corpo emocional. Seu uso é aconselhável durante “tempestades
emocionais” de resistência ã mudança

TOPÁZIO
É uma gema transparente, que pode ser de várias cores diferentes, porém os mais comuns são o
amarelo dourado, o azul claro e o incolor. Sua composição química é Al2 (SiO4) (FOH2) (silicato de
alumínio fluorado). É proveniente do Brasil, Sri Lanka, Madagascar, Austrália, EUA, Rússia, México
e Namíbia. O topázio incolor atua no chakra coordenador (nono), integrando a luz do espírito aos
chakras do corpo físico. O topázio azul atua no chakra laríngeo (quinto), apresentando as mesmas
características vibratórias da água-marinha. O topázio amarelo é conhecido como topázio imperial, e
é o de uso mais comum para efeitos energéticos. Atua no plexo solar (terceiro chakra), ativando-o e
equilibrando-o. Ajuda a promover a digestão física e mental, colocando em foco as emoções e os
pensamentos. Ensina a respeito da irrealidade da matéria e da eternidade do espírito. Magnetiza
nosso ser por inteiro, o que significa que nos carrega com uma capacidade maior de compreensão,
vontade, clareza, concentração e criatividade. É excelente ajuda nos casos de trauma nervoso,
exaustão ou depressão mental. Promove a ligação e a manifestação consciente da sabedoria. Alivia
a dor do reumatismo. Age contra inveja, intriga, doença, injúria, morte súbita, feitiçaria e magia
negativa e loucura. Regula o sistema digestivo e é usado para auxiliar na perda de peso.

TURMALINA MELANCIA

É um tipo de turmalina bicolor, apresentando normalmente a cor rosada no interior e verde


externamente. É principalmente encontrada no Brasil, Madagascar e Sri Lanka e Moçambique.

Sua composição química é (NaLiCa) (Fe11MgMnAl)3 Al6 [(OH)4 (BO3)3 Si6 O18] (borossilicato
complexo de alumínio de composição variável).

Atua no chakra cardíaco (quarto), representando a sinergia do coração, pois possui o verde da cura
e o rosa do amor incondicional. Integrando essas duas energias e simbolizando a totalidade do
chakra cardíaco.
TURMALINA NEGRA

É uma turmalina opaca, de cor negra brilhante, com a mesma composição química e proveniência
das outras turmalinas. Atua no chakra básico, provendo um escudo protetor contra todas as
energias negativas. Ela não absorve energia negativa, mas repele. Por esta razão sugere-se que as
pessoas sempre tragam consigo uma turmalina preta para proteção.

Tem propriedades elétricas, como todas as turmalinas, e também ajuda a defesa contra doenças
debilitadoras, como condições cardíacas, artrite e sistema imunológico fraco.

Ensina como conservar-se radiante nas circunstâncias mais obscuras e como manter uma
consciência espiritual vivendo em grandes cidades poluídas e cercadas de gente sem consciência.

TURQUESA

É uma pedra opaca de cor azul celeste a azul esverdeado, de composição química CuAl2 [(OH)2 /
PO4]4 4H2O (fosfato de alumínio e potássio, contendo cobre). Provém dos EUA, Irã, Afeganistão,
Tibete, Austrália e Israel. Atua no chakra laríngeo (quinto), capacitando a verbalização, a clareza na
comunicação e o equilíbrio da expressão emocional. Representa a paz interior, o estar em paz
consigo mesmo e com todos os seus aspectos, devendo ser usada sempre que houver algum
conflito interior. Fisicamente, ajuda na cura de quaisquer problemas do sistema respiratório e
músculos do peito e do pescoço.

Atua também diretamente nas células da pele, amaciando e rejuvenescendo. Por isso mesmo,
aconselha-se usar uma turquesa nos recipientes de cremes hidratantes.

VARISCITA

É um mineral verde claro, opaco, proveniente dos EUA e da Austrália. Sua composição química é Al
PO4 2H2O (fosfato hidratado de alumínio). Atua no chakra cardíaco (quarto), emitindo energia
curativa diretamente ao chakra básico. Com uma vibração suave e um movimento sutil, ajuda a
compreender porque estamos aqui e como nos relacionamos com o planeta.

Ajuda a encontrar soluções ou ações que possam produzir resultados positivos para todos.
Fisicamente, auxilia a regenerar a elasticidade das veias e da pele e pode ser usada no tratamento
da impotência e das desordens do sistema de reprodução masculino.

VERDELITA (TURMALINA VERDE)


É a turmalina de cor verde, transparente, de mesma composição química e proveniência das outras
turmalinas. Atua no chakra cardíaco (quarto), transmitindo a energia curativa do verde diretamente
para as células afetadas, possibilitando assim uma recuperação mais rápida de qualquer
enfermidade.

Esta propriedade torna a verdelita imprescindível como auxiliar das outras pedras no tratamento de
todas as enfermidades do corpo físico.

WULFENITA
É um mineral translúcido, de cor laranja, cuja composição química é PbMoO4 (molibidato de
chumbo). Provém do México e EUA. Atua no chakra sexual (segundo), trazendo para o foco a
energia criativa, principalmente para remover obstáculos que possam impedir ou limitar o progresso
e o desenvolvimento em qualquer situação. Pode ser também usada para auxiliar na conexão com
energias naturais do planeta, como árvores, florestas, rios, montanhas, etc.

CRISTAIS E CHAKRAS
Antonio Duncan

OS CHAKRAS CORRESPONDENTES AO CORPO FÍSICO.

Os chakras são pontos energéticos situados em nosso corpo, a respeito dos quais já existe extensa
literatura.

Vamos dar aqui um pequeno resumo e estudar a utilização dos cristais e pedras preciosas de
acordo com nossos chakras.
São sete os chakras principais, e cada um deles se associa a uma cor diferente, a glândulas
diferentes e a cristais diferentes. Cada chakra é um vórtice energético em forma de cone, com o
vértice no interior do corpo, ligado à coluna, e a base voltada para fora. O sétimo chakra tem a base
arredondada no topo da cabeça, virada para cima, e o primeiro tem a base virada para baixo, em
direção ao chão. Todos os outros são cones duplos, partindo do centro (coluna) para a frente e para
trás (ver ilustração). Ao utilizar as pedras sobre os chakras, vamos colocá-las na frente do corpo,
mas é preciso que a pessoa em que elas estarão sendo aplicadas visualize a energia das pedras
atingindo também a parte posterior de cada chakra. O cristal de quartzo pode ser utilizado em
conjunto com qualquer chakra, embora, por suas características principais, seja classificado como
pertencente ao chakra coronário (sétimo). Descendo da cabeça para os pés, vamos iniciar nosso
estudo pelo sétimo chakra.

O Chakra Coronário (sétimo chakra)

Situa-se na cabeça, bem no centro, e é também conhecido como coroa. Relaciona-se com a
glândula pineal, sua cor é violeta, e está diretamente ligado à espiritualidade, ao contato com o Eu
Superior, canalização e meditação. Fisicamente, rege nossa cabeça e o sistema nervoso central. É
através do chakra coronário que entram no corpo as energias de transmutação, purificação e
espiritualidade. As pedras que trabalham no sétimo chakra são as de cor branca transparente
(incolores), violeta e dourada.

Branco transparente (incolor) Violeta/ Lilás Violeta e dourado Dourado Outras Cores

Apofilita Incolor Ametista Ametrino Calcita Dente de Cão Alexandrita

Calcita Ótica Charoita Calcita Dourada Moldavita

Cristal de Quartzo Fluorita Heliodoro


Danburita Halita Violeta Pirita

Diamante Iolita

Diamante Herkimer Lepidolita

Dolomita Sugilita

Escolecita Tanzanita

Fenacita

Goshenita

Selenita (Gipsita)

Topázio Incolor

Ulexita

Para ativar e energizar o sétimo chakra com um cristal de quartzo, sugerimos o seguinte exercício
de meditação: Prepare o ambiente com incenso e música suave. Escolha a posição mais confortável
para seu corpo, de preferência sentado numa cadeira de espaldar reto. Concentre-se praticando um
relaxamento que se inicia pelos pés, subindo lentamente até a cabeça, e mentalize luz branca em
volta de todo o seu corpo, para proteção. Segure com a mão direita um cristal de quartzo gerador
ligeiramente inclinado, com a ponta direcionada a seu chakra coronário, mantendo uma distância de
10 a 12 centímetros. Feche os olhos e mentalize um raio de luz branca saindo pela ponta do cristal e
penetrando em seu corpo através do chakra coronário, abrindo-o e energizando-o. Mantenha o
cristal em constante movimento giratório, no sentido horário, por três a cinco minutos. Depois, baixe
seu braço direito e, mantendo o cristal em suas mão e os olhos fechados, perceba quaisquer
sensações, luzes, cores, imagens ou intuições. Terminada a meditação, é bom anotar as sensações
para comparação com experiências futuras. Não se frustre se não houver nenhuma sensação nas
primeiras experiências. Tudo vem com a prática e a regularidade, como em qualquer trabalho
espiritual.

O Chakra Frontal (sexto chakra)


Está localizado entre as sobrancelhas, e é também conhecido como terceiro olho ou terceira visão.
Associa-se também com a glândula pituitária e é responsável por nossa concentração, memória,
imaginação e visualizações. Pode-se compará-lo ao computador que registra em nosso cérebro as
informações e sensações recebidas através do chakra coronário, para que possamos compreendê-
las e dar forma a elas através de pensamentos ou imagens. Sua cor é o índigo (azul anil), e as
pedras que trabalham com esse centro energético têm também esta cor. As principais são:

Lápi
Halit Indicolita Safir
Apatit Azurit Calcantit Cianit Labradori s Papagoit Sodalit Vivianit
a (Turmali a
a a a a ta Lazu a a a
Azul na Azul) Azul
li

Fisicamente, este chakra e suas pedras correspondentes regem a visão, a audição, a memória, a
capacidade de concentração e todas as funções cerebrais. Para energizar o sexto chakra, proceda
da mesma forma que na meditação anterior, apontando o cristal ligeiramente inclinado na direção
deste centro de energia. Lembre-se de visualizar a parte posterior do chakra também vibrando com
esta luz. O sétimo e o sexto chakras devem ser trabalhados sempre em conjunto, começando-se
pelo sétimo. Algumas das pedras do sexto chakra também agem sobre o quinto, como o Lápis
Lazuli e a Indicolita. Para energizar o chakra laríngeo proceda exatamente como nos dois primeiros,
modificando apenas a posição do cristal, que neste caso deverá ficar paralelo ao chão,
horizontalmente apontando para este centro de energia, não esquecendo de girá-lo sempre em
sentido horário e de visualizar sua parte posterior.

O Chakra Laríngeo (quinto chakra)


O quinto chakra situa-se na região da garganta e se associa à tiróide, que por sua vez está ligada ao
metabolismo do corpo. Este centro energético é responsável pela verbalização, pela comunicação
de nossa verdade interior e pela respiração. Fisicamente rege a garganta, a laringe, a boca e o
nariz. É através desse chakra que purificamos nossas energias. Sua cor é o azul, assim como a das
pedras que aí trabalham. As mais importantes são:

Ágata Azul Rendada Crisocola

Água Marinha Euclásio

Ajoita Hemimorfita

Albita Larimar

Amazonita Quartzo Azul

Angelita Shattuckita

Calcantita Sílica Gema

Calcita Azul Topázio Azul

Celestita Turquesa

Algumas das pedras do sexto chakra também agem sobre o quinto, como o Lápis Lazuli e a
Indicolita.

Para energizar o chakra laríngeo proceda exatamente como nos dois primeiros, modificando apenas
a posição do cristal, que neste caso deverá ficar paralelo ao chão, horizontalmente apontando para
este centro de energia, não esquecendo de girá-lo sempre em sentido horário e de visualizar sua
parte posterior.

O Chakra Cardíaco (quarto chakra)


Localiza-se bem no centro do peito, entre os mamilos. É associado ao timo e é nele que se
concentra a energia do Amor Incondicional, nossa fonte vital. É responsável também pela saúde e
vitalidade do corpo físico, o coração e os pulmões. Sua cor é o verde, e as pedras a ele associadas
são verdes (representando a cura e a energia vital) ou cor-de-rosa (representando o Amor).

Verde Rosa Verde e rosa Translúcida

Ágata Musgo Calcita Rosa Jade do Transvaal Opala

Apatita Verde Cobaltocalcita (Afrodite) Turmalina Melancia Pedra da Lua

Aventurina (Quartzo Verde Halita Rosa

Apofilita Verde Kunzita

Brasilianita Morganita

Calcita Verde Quartzo Rosa

Crisoberilo Rodocrosita

Crisoprásio Rubelita (Turmalina Rosa)

Diopsídio Smithsonita Rosa

Dioptásio

Esmeralda

Hiddenita

Jade (Jadeíta e Nefrita)

Malaquita

Peridoto

Serpentina

Smithsonita Verde
Uvarovita

Variscita

Verdelita (Turmalina Verde)

Vesuvianita

As pedras de cor rosa trabalham diretamente com a energia do Amor Incondicional e promovem
tranquilidade e paz ao coração. As verdes trabalham com a energia da cura, da saúde, da vitalidade,
do amor físico e da prosperidade. A Turmalina Melancia é bastante especial por conter as duas
cores básicas deste chakra, representando-o em sua totalidade. O chakra cardíaco é especialmente
importante por ser o ponto central de nosso corpo, separando (e unindo) os chakras superiores
(quinto, sexto e sétimo), que regem a espiritualidade, dos inferiores (primeiro, segundo e terceiro),
que regem o físico. Para energizá-lo e ativá-lo, proceda como das vezes anteriores, mantendo o
cristal paralelo ao chão, na posição horizontal, com a ponta direcionada ao quarto chakra, e
visualize também um raio de luz branca saindo de dentro deste seu centro de energia, encontrando-
se e unindo-se ao feixe de luz que sai pela ponta do cristal.

O Chakra do Plexo Solar (terceiro chakra)

Este chakra se localiza de quatro a seis centímetros acima do umbigo. Controla toda a nossa
energia emocional e é fortemente ligado ao Ego individual. Fisicamente rege o aparelho digestivo.
Não é por coincidência que problemas emocionais sempre causam problemas digestivos. A emoção
e a digestão estão intimamente ligadas. A cor do terceiro chakra é o amarelo e ele se associa
diretamente ao pâncreas. As pedras que aí trabalham também são amarelas, destacando-se:

A energização e a ativação do plexo solar são feitas da mesma maneira que as anteriores, ficando o
cristal na posição horizontal.

O Chakra Sexual (segundo chakra)


O chakra sexual situa-se três a quatro centímetros abaixo do umbigo, e trabalha com a energia
sexual e a criatividade. É ligado também à produção da adrenalina, e ao amor do homem pela Terra
e pela Natureza. Tudo que criamos em nossa mente se ativa para manifestação através deste
centro de energia. Fisicamente rege os órgãos sexuais. Sua cor é laranja, assim como a das pedras
que lhe correspondem:

Andaluzita Calcita Laranja Coral Crocoita Cornalina

Opala de Fogo Orpimento Vanadinita Wulfenita

Siga o mesmo processo de energização e ativação dos chakras anteriores, posicionando o cristal
inclinado levemente com a ponta direcionada ao segundo chakra. Ao visualizar a luz branca
entrando em seu corpo através do chakra sexual, faça com que ela se espalhe em círculos
concêntricos por toda a região abdominal.

O Chakra Básico (primeiro chakra)

O chakra básico fica situado na direção da base da coluna, bem acima dos órgãos de reprodução, e
se relaciona com a parte inferior do corpo, os pés, o ancoramento e os instintos físicos. É através
dele que plantamos nossos pés no chão e nos relacionamos com o mundo físico. Sua cor é o
vermelho e as pedras que com ele se relacionam são vermelhas, marrons, cinzas, pretas ou
multicoloridas.

Vermelho Marrom/Cinza/Outras Cores Preto

Bixbita Ágata de Botswana Crisântemo

Calcita Vermelha Boji Stone Obsidiana

Cinábrio Galena Ônix

Cuprita Howlita Turmalina Preta

Espinélio Jaspe Paisagem

Granada Jaspe Pele de Leopardo

Hematita Lingam

Heliotrópio (Bloodstone) Madeira Petrificada

Jaspe Vermelho Magnesita

Quartzo Vermelho Magnetita

Realgar Quartzo Enfumaçado (Fumê)

Rodonita Quartzo Olho de Falcão

Rubi Quartzo Olho de Tigre

Rutilo Quartzo Rutilado

Thulita Quartzo Turmalinado

Zincita Unakita

Zircão

As pedras vermelhas se relacionam diretamente com o sangue e a circulação. As pretas são de


proteção contra a negatividade. Todas, de qualquer cor, proporcionam ancoramento. Para ativação
e energização, proceda como nas meditações anteriores, mantendo o cristal ligeiramente inclinado
com a ponta direcionada ao chakra básico. Importante: não gire o cristal, mantenha-o imóvel
enquanto apontado para este centro energético. Os exercícios de meditação para ativação e
energização dos chakras devem ser praticados com regularidade, até que você consiga sentir
reações nas áreas correspondentes aos chakras. É importante anotar o que acontece durante e
após os exercícios e tentar reconhecer sua influência no cotidiano. Não espere nem procure
resultados imediatos. Como em todas as coisas na vida, só com a prática e a regularidade nos
exercícios é que se chega a reconhecer os resultados.
 Projeto Gráfico: Ivan Ribeiro

 Desenvolvido em TWiki por CarlinhosCecconi

 © 2007 xamanismo.com.br

ÓLEOS ESSENCIAIS
Léo Artése

Quando se fala em aromaterapia, algumas pessoas imaginam o cheiro a fragância , o perfume. A


aromaterapia é a terapia através dos óleos essenciais. É a forma mais concentrada de energia
vegetal.

Os óleos essenciais são extratos altamente concentrados, que não podem ser confundidos com
essências oleosas ( maceração de óleos vegetais nas ervas secas ) ou substâncias químicas que
produzem aromas.

Os óleos essências são os hormônios da planta. São obtidos por um processo alquímico, onde
representavam para os alquimistas a quintessência . É a extração do óleo contido na propria planta,
presente em quantidades muito pequenas a partir de 0,01 %, dependendo da planta.

É a própria alma da planta, ou o Eu Superior da planta.

Na idade média, nos tempos de cólera os perfumistas raramente contraiam a doença, devido os
óleos essenciais possuir propriedades anti-sépticas. Na visão da antroposofia, os óleos essenciais
são produzidos pela atividade solar. São manifestações das forças cósmicas do fogo, produzidos
pelo “Eu Cósmico” da planta, por isso indicados para o corpo astral.

Cada óleo tem um efeito curativo próprio, e , juntando o conhecimento das técnicas de preparo, a
matéria-prima de qualidade e o conhecimento das necessidades pessoais do usuário, cria-se a
energia necessária para que a saúde se restabeleça.

Os óleos essenciais são encontrados principalmente na França e na Índia. Foi na França, que o
perfumista francês Maurice Gattefosse, consagrou o termo aromaterapia. Gattefosse entrou no
mundo dos aromas como terapia, a partir de um acidente pessoal em seu laboratório, quando ao ter
sua mão queimada, imediatamente mergulhou-a numa vasilha contendo óleo essencial de lavanda e
espantou-se ao constatar não só o alívio do ardor, como também as boas condições de sua mão.

A aromaterapia age em diversos níveis :

 Ação Alopática : devido à


composição química dos óleos
essenciais e suas propriedades
anti-sépticas, estimulantes,
calmantes, antinevralgicas e etc.
 Ação Sutil : ao nível da
informação, como os remédios
homeopáticos e antroposóficos.
 Ação Mental : efeitos a partir
dos cheiros / aromas.

Chegamos á definição que Aromaterapia é a arte de curar através dos óleos essenciais. A ação
terapêutica básica do óleo essencial consiste em fortalecer órgão e suas funções, aumentar as
defesas do organismo, propiciar clima, fortalecer emoções, relembrar, propiciar prazer.

DESTILAÇÃO ALQUÍMICA

Os métodos de extração de óleos essenciais desde os mais antigos até os mais modernos foram
muitos. Desde os mais antigos “enfleurage “ ( extração com uso de gorduras ) até por alambiques de
vapor e com dióxido de carbono hipercítrico. A destilação alquímica nos permite comparar o
processo com o desenvolvimento espiritual humano.

A destilação pode simbolizar a meditação ou o esforço da mente para subir ao plano das idéias
arquetípicas. A destilação demonstra a interação constante das complementaridades, Matéria e
Espírito. Neste caso o processo alquímico é dividido em quatro fases : (Extraído do livro The Magical
and Ritual Use Of Perfumes de R.A.Miller e Iona Miller )

1. O Espírito alcança uma consciência separada da matéria.

2. Depois de algum tempo o espírito deseja identificar-se com todo o Universo e sublima,
abandonando a Matéria.

3. A matéria, porém, atrai o Espírito de volta para si, percebendo que enriquecer a consciência
dessa maneira faz parte do plano evolucionário da criação.

4. Os dois voltam a unir-se.

O processo continua até que o Espírito absorva completamente todas as lições da matéria, ao
mesmo tempo em que esta é depurada. Cada destilação é um passo para frente. Na meditação, a
consciência é gradual e dolorosamente expandida pela concentração e pelo esforço por uma
relação correta, mas o processo é longo.

PRIMA MATÉRIA
Na alquimia é a matéria- prima ou a massa botânica bruta( plantas). Representa nossos complexos
ou problemas mentais. É a base do trabalho que será exposta ao calor do elemento fogo na
operação chamada CALCINATIO

CALCINATIO

No processo de desenvolvimento, o fogo vem da frustração de desejos instintivos o que leva ao


desenvolvimento espiritual. O calor faz com que a essência ou alma se livre de identificações
terrenas e comece a subir.

SOLUTIO

O que antes parecia sólido passa a ser líquido (solutio) e emerge numa forma rejuvenescida.
Forçamos nossos limites, alcançamos novos estados de consciência. Elemento Água.

SUBLIMATIO

União c/Deus

É a operação do elemento Ar. Um processo de elevação que transforma a substancia menor em


outra maior. O vapor contendo óleo volátil evapora para o alto do frasco, assim como o espírito
eleva-se na meditação. Separa a alma do corpo. Espírito livre ainda está ligado às limitações da vida
física (karmas obrigações, trabalho).

COAGULATIO

Corpo Imortal

O vapor resfria e condensa recoagulando a essência assumindo nova existência livre de impurezas

CIRCULATIO

QUANDO ESTÁ PRONTA PARA COMBINAR COM OUTRAS ESSÊNCIAS.

Vira novamente prima-matéria. Para aquisição de um corpo imortal é mais rodadas de destilação. A
repetição dos movimentos ascendente e descendente traz o padrão de refinamento. Quando está
devidamente purificada vai para a operação CONJUCTIO.

CONJUCTIO

Significa União, amizade, intimidade relacionamento. É a união da Alma com Deus.


O seu resultado é a Quintessência.

CAMINHO DOS ÓLEOS


ÓLEOS ESSENCIAIS & PARA ONDE VÃO QUANDO INALADOS

Os óleos essenciais são substâncias voláteis; ou seja, suas moléculas, quando liberadas no ar,
formam um vapor gasoso. Na terapia via inalação, este vapor é inalado e as moléculas vaporizadas
são absorvidas pela corrente sangüínea através dos pulmões, bem como absorvidas pelos nervos
olfativos através do nariz. Os vapores afetam o sistema límbico, que compreende várias estruturas
no cérebro anterior que lidam com a integração e expressão dos sentimentos, aprendizado,
memória, emoções e impulsos físicos.

Ao inalar o odor através do nariz, os sentimentos e a memória são afetados. As moléculas


vaporizadas são expelidas via secreções das glândulas endócrinas.

Ao inalar através da boca, os óleos essenciais são absorvidos pelos vasos sangüíneos nos
pulmões, o que afeta todo sistema respiratório.
ÓLEOS ESSENCIAIS PARA TRATAR DO CORPO & MENTE E PARA ONDE VÃO
QUANDO APLICADOS INTERNAMENTE OU EXTERNAMENTE

Quando os óleos essenciais são aplicados externamente, as moléculas são absorvidas pela pele via
pequenos vasos sangüíneos. Os óleos são levados ao tecido muscular e juntas, via corrente
sangüínea, as moléculas são levadas para todos os tecidos e órgãos. A excreção se dá através dos
rins, vesícula biliar e pele e exalada através dos pulmões. Portanto como você pode ver, os óleos
essenciais podem ser aplicados externamente e chegarão a todas as partes do corpo.
COMO USAR

COMO ARMAZENAR ÓLEOS ESSENCIAIS

Os óleos essenciais têm uma alta taxa de evaporação. São sensíveis à luz. Para guardá-lo, tape
sempre o recipiente após o uso. Como são voláteis devem ser guardados em frascos bem fechados,
escuros, pois a luz pode destruí-los. Deixe-os em lugar que não recebam calor.

UTILIZANDO OS ÓLEOS ESSENCIAIS

Podem ser utilizados em diversas formas :

 Ingestão ( não utilizar sem que


haja recomendação para
ingestão expressa no produto )
 Óleos de corpo.
 Banhos.
 Fricções.
 Inalação.
 Compressas
 Cremes, loções, pomadas,
ungüentos, shampoos, e
cosmética em geral.
 Em difusores.
 Velas, incensos.
PREPARO DE ÓLEO DE CORPO OU ÓLEO DE MASSAGEM

O poder de ação dos óleos essenciais é maximizado através de massagens. São completamente
absorvidos pela pele. A massagem ajuda os óleos essenciais a penetrarem nos tecidos nos locais
onde são mais úteis.

Os veículos para os óleos essenciais devem ser os mais puros possíveis, por isso fuja dos óleos
minerais, derivados de petróleo, pois além de não possuir a devida pureza seu poder de penetração
é baixo e não alcança as camadas profundas da pele.

Os óleos vegetais têm alto poder de penetração e conduzem os óleos essenciais em direção ao
sangue. São também conhecidos como óleos carreadores, base, veículo, mistura.

ÓLEOS VEGETAIS

semente de uva - leve e inodoro, facilmente absorvido pela pele, é purificante e tônico.
germe de trigo - rico em vitaminas E, A e B. É antioxidante, prevenindo rancidão. Regenera os
tecidos, dá elasticidade à pele.

abacate - tem alto teor vitamínico, nutre e protege a pele.

jojoba - nunca fica rançoso. Emoliente e nutriente da pele. É ótimo para tratamento de cabelos.

gergelim - antioxidante e protetor solar.

girassol - hidratante e anti-séptico.

Outros : amêndoa doce, pêssego, damasco, macadâmia, nozes, avelã , etc.

FÓRMULA DE BASE

Uma vez adicionado óleo essencial em óleos vegetais, eles tenderão a oxidar e a ficarem rançosos ,
a receita abaixo e as recomendações de conservação, manterão o seu óleo de corpo por um bom
tempo.

 90 % de óleo de semente de
uva
 05 % de óleo de germe de trigo
 05 % de óleo de semente de
abacate

O óleo de semente de uva é bem fino e bastante claro . A adição de 5 % de óleo de germe de trigo
pois é anti-oxidante e evita que seu óleo fique rançoso rapidamente. O óleo de abacate é rico e
pesado para penetrar fundo nos tecidos.

Após o preparo da base adicionar o óleo essencial, de acordo com o aroma. Para uma quantidade
de 50 ml’s de óleo base , você irá adicionar de 15 a 30 gotas de óleo essencial.

RECEITAS
FUMIGAÇÕES

Usada por sacerdotes, xamãs, feiticeiros em suas práticas e rituais. É a fumaça aromaterápica. Hoje
em dia existem diversos tipos de difusores aromaterápicos. A oxidação dos óleos essenciais
provocam a formação de baixas doses de ozônio natural, que se decompõe em oxigênio,
semelhante ao processo que ocorre naturalmente nas florestas. Além da ação anti-séptica,
descobriu-se uma forte ação no sistema respiratório de um modo geral. É indicado para casos de
bronquite, asma, sinusite, dores de garganta, resfriados, para acalmar o sistema nervoso, para
propiciar clima, ativa os centros psíquicos. É a maneira mais sutil de se utilizar os óleos essenciais,
com efeitos na mente e na alma. Basta, para tanto colocar algumas gotas do óleo indicado no
difusor.

INALAÇÃO

Indicada para problemas respiratórios e da garganta. 8 a 10 gotas de óleo essencial para uma bacia
de água quente. Cobrir o rosto e a bacia com uma toalha e respirar profundamente.

BANHO DE VAPOR FACIAL

Coloque de 05 a 15 gotas de óleo essencial numa bacia de água quente, cubra a cabeça com uma
toalha grande e deixe que o vapor desobstrua os poros de seu rosto. Adicione algumas gotas de 05
em 05 minutos num total de até 15 minutos.

COMPRESSA FACIAL

Coloque 05 gotas de óleo essencial numa bacia de água morna. Embeba um chumaço de algodão
ou um pedaço de pano no líquido e aplique-o no rosto durante 05 minutos. Repita a operação até
três vezes.

UNGÜENTOS

Medida para 30 ml’s :

1,5 ml’s de óleo essencial


22 ml’s de óleo vegetal ( preferência germe de trigo )
6,0 gr. de cera de abelha.

A cera deve ser derretida antes de misturar-se ao óleo. Esquente o óleo e a cera juntos em um prato
colocado numa panela de água quente ( banho-maria) .

Quando a cera derreter tire o prato do fogo. Quando na beira do prato começar a se solidificar junte
o óleo essencial, mexa e despeje num recipiente. Após isso coloque o recipiente em uma bacia de
água fria.

CREMES

Para fazer creme utilize bases neutras, preferencialmente as que são utilizadas para florais de Bach.

100 g de creme neutro


10 a 40 gotas de óleo essencial

MÁSCARAS

Para limpar a face, nutrir e revitalizar a pele.

Num recipiente coloque algumas colheres de argila e mingau de aveia.


Acrescente um pouco de suco de fruta.
01 colher de chá de óleo de germe de trigo.
05 gotas de óleo essencial.
Mexa e vá acrescentando água destilada, ou chá de ervas, até que a mistura atinja
consistência.
Aplique no rosto com a ponta dos dedos e deixe secar por 15 minutos, no máximo.
Após os 15 minutos, retire cuidadosamente com uma esponja molhada. Passe água destilada
no rosto para fechar os poros
BANDAGEM PARA O CORPO

Coloque um cobertor sobre a cama. Cubra-o com um plástico e coloque uma toalha grande por
cima.

Junte de 10 a 15 gotas de óleo essencial num vaporizador. Misture bem.

Vaporize a mistura na toalha. Deite na toalha enrole-a no corpo com o plástico e o cobertor por
cima. Respire e relaxe.

SABONETE EM BARRA

Derreta o sabão em banho maria


Um pouco de cera de abelhas
Misture o óleo essência e deixe esfriar numa forma
SHAMPOO

Você pode adicionar algumas gotas de óleo essencial num shampoo neutro ou preparar com a
seguinte fórmula

60 % de sulfrax
30 % de água destilada
10 % de mel
óleo essencial
COMPRESSAS
Para problemas de pele, dores e feridas.

10 gotas de óleo essencial em 100 ml de água destilada. Molhar uma toalha na solução, colocando
sobre o local.

Aquecer bem outra toalha e coloca-la na toalha com a solução.

Enrolar um cobertor no local e deixar por 02 horas.

ESCALDA PÉS

Para artrite, artrose e reumatismo.

10 gotas de óleo essencial na água quente, mergulhar os pés (pode mergulhar também as mãos ) e
movimentar dentro da água por uns 15 minutos.

Enxugue bem e friccione no local e gotas do óleo essencial utilizado.

VELAS

Para propiciar clima.

Cera de abelha em banho maria.


Óleo essencial
Para dar cor, raspe ou mexa a solução ainda quente com giz de cera de abelha.
ÁGUA DE COLÔNIA

30 % de álcool de cereais.
70 % de água destilada.
Óleo essencial.
ALGUMAS MISTURAS MÁGICAS

menta com laranja - para clarear as idéias e os pensamentos.

patchuli com lavanda - para melhorar o humor, trazer alegria

ilangue-ilangue e laranja - resgata a magia pessoal e o potencial criativo.

ilangue-ilangue e limão - para obter versatilidade e liberdade.

patchuli e gerânio - para ter objetivos claros e definidos.


gerânio e lavanda - para depressão e circulação.

manjerona e lavanda - para controle emocional e físico.

camomila, gerânio e menta - para momentos de conflitos, para enfrentar melhor as situações.

lavanda, mandarina e camomila - para depressão, tensão nervosa.

menta e patchuli - para falta de interesse, descontentamento, sonolência.

RECEITAS PARA AUMENTAR SUA SATISFAÇÃO SEXUAL

Unção para o pênis e vagina

100 ml’s de água mineral


1 gota de óleo essencial de rosa
2 colheres de chá de mel
Misture bem de modo que a mistura fique espessa, mas líquida.

Ducha sensual para limpar e perfumar a vagina

1 gota de óleo essencial de rosa.


2 gotas de gerânio.
2 gotas de bergamota.
3 gotas de ilangue-ilangue.
100 ml’s de água mineral
Agite bem, depois coloque no recipiente com água morna.

Creme rinse para os cabelos

Use um creme rinse neutro e coloque :


5 gotas de bergamota
2 gotas de limão
3 gotas de laranja

Para deixar fragrância sensual e maciez na pele

100 ml’s de água mineral


20 ml’s de óleo de germe de trigo
3 gotas de óleo essencial de ilangue-ilangue
3 gotas de óleo essencial de patchuli
agite antes de usar.

Lingerie aromatizada

Adicione 10 gotas de ilangue-ilangue ou gerânio para 01 litro de água.


Agite bem.
Coloque o conteúdo na máquina ( tanque ) para o enxágüe final.
Não torça a lingerie após a lavagem, para não evaporar o aroma.

Solução bucal

100 ml’s de água mineral


1 gota de rosa
2 gotas de bergamota
Agite bem.

Óleo de corpo para o amor

60 ml’s de base de óleo de corpo


1 gota de óleo de rosa
2 gotas de gerânio
4 gotas de ilangue-ilangue
2 gotas de lavanda.

PRATICAS

MEDITANDO E RESPIRANDO OS AROMAS

Com base na obra de Marietta Till - A Força Curativa da Respiração - Ed. Pensamento

RESPIRAÇÃO COM ÊNFASE NO OLFATO

SENTADO

Fechamos uma das narinas com o indicador e inspiramos com a outra narina, como se
estivéssemos “farejando“ , mas não rápido demais. Enquanto isso, imaginamos intensamente um
aroma que deve ter um determinado efeito, como por exemplo, café moído na hora (faz despertar),
menta , limão (refrescante) , lavanda, sálvia (calmantes).
Em seguida, expira-se pela mesma narina, novamente de maneira intermitente. Inflamos um pouco
as narinas a fim de dar maior intensidade ao aroma.

Podemos também ir mais longe e aplicar a aromaterapia de maneira mais prática, pondo uma gota
de óleo essencial numa das mãos e, cheirando com prazer, aspiramos profundamente o aroma pelo
nariz. Sabemos que esses óleos tem maior efeito terapêutico do que a infusão da mesma planta,
porque o ato de cheirar leva a ação do aroma para o cérebro, que governa as nossas funções
corporais.

Não se deve esquecer de fazer uma pausa entre uma inspiração e expiração e vice-versa. Fazer o
exercício três vezes para cada lado.

Imaginamos : “Estou desperto e vivo . “ ”Estou tranqüilo e descontraído. “ “ Estou à altura da minha
tarefa.

RESPIRAÇÃO REFRESCANTE

A língua, enrolada no sentido longitudinal, é esticada bem para fora. Através dessa espécie de tubo,
sorvemos suave e gostosamente o ar; detemo-nos um pouco e , em seguida, expiramos
normalmente pelo nariz. Ao mesmo tempo, imaginamos um aroma refrescante ( limão, laranja,
menta ) , mas podemos igualmente por uma gota dessas substâncias sobre a língua.

Fazer o exercício de três a cinco vezes.

Efeito : frescura quando o ar estiver muito quente; combate à agitação, à ira e ao aborrecimento.

Imaginamos : “Sinto-me refrescado e distante das coisas”.

A MASSAGEM AROMATERÁPICA

Quando usamos óleos para massagear, além de garantirmos a maior penetração na pele, há o
efeito da própria massagem em si, e o efeito energético do toque.

Existem várias técnicas de massagem que podem ser utilizadas com óleos, a massagem indiana,
shiatsu, interativa, energética, reflexologia.

Não vamos tratar dessas técnicas, pois as massagens podem variar de ritmos e movimentos mais
leves, suaves e rítmicos a golpes mais pesados e amassamentos, trações, acupressuras, cada
técnica com um objetivo bem definido.
Neste caso o objetivo é maximizar a terapêutica dos óleos essenciais, para tanto usaremos o mais
suave dos movimentos a que chamamos de deslizamento, e amassamentos e compressões leves.

Deslizamentos - Devem ser suaves e superficiais, mesclados de movimentos mais profundos indo
e vindo como um caminho de volta com as palmas das mãos. Melhoram a circulação venosa,
descongestionando veias, acelera a circulação linfática e, principalmente tem efeito relaxante,
acalmando os nervos .

Compressão - consiste em comprimir o músculo e depois soltá-lo, enquanto a outra mão faz a
mesma coisa. Você deve usar as duas mãos inteiras. Faça amassamentos como se estivesse
amassando um pão de forma lenta, suave e rítmica, sem tirar uma das mãos do corpo do paciente.
Esse movimento melhora a circulação, facilita a eliminação de toxinas e reduz a fadiga.

Fricção - massagens profundas feitas de forma circular com a palma da mão, a polpa dos polegares
e os dedos. Ajuda a eliminar o excesso de líquidos e estimula a circulação, ajuda a dissipar gordura
e nódulos de tensão localizados .

Crie um clima aconchegante num ambiente tranqüilo. Você pode usar uma musica calma para
aumentar o clima de relaxamento. Verifique se o paciente está deitado em posição confortável com
a coluna reta.

Coloque um óleo essencial no difusor.

Prepare antecipadamente os aromas do óleo para massagem, de acordo com o caso do paciente.
Passe sempre os óleos em suas mãos e não direto no paciente . Suas mãos e que devem levar o
óleo ao corpo do paciente. Esfregue as mãos uma na outra. Comece a massagem com o paciente
de barriga para o chão . Você irá começar a deslizar nos pés.

Comece deslizando em toda a planta dos pés fazendo uma compressão delicada em todos os
dedos.

Sempre untando as mãos com os óleos comece a subir pelas pernas fazendo movimentos circulares
até as coxas. Desça com a mão suavemente em movimentos circulares repita 5 ou 6 vezes o
movimento. Fazendo também nas coxas uma série de amassamentos.

O ideal é começar com as pernas do tornozelo até o joelho e então trocar indo para a coxa esquerda
e depois a direita. As nádegas podem ser massageadas com mais vigor, através de amassamentos
e percussões ( pequenos tapinhas ).
Apoie as mãos na base da coluna, com os dedos voltados para os ombros e deslize suavemente
pelos dois lados da coluna vertebral até a escápula (omoplata ) voltando ao ponto inicial. Repita
movimento 4 a 5 vezes.

Empurre as mãos pelo meio da espinha e quando chegar próximo a cervical separe as mãos para a
direita e esquerda fazendo um movimento circular na escapula. 4 ou 5 vezes.

Com as palmas das mãos você vai subir a mão esquerda lateralmente ao lado esquerdo da coluna ,
ao mesmo tempo que a mão direita faz o mesmo movimento na lateral direita do paciente. Subindo
e descendo com suavidade por 4 ou 5 movimentos.

A região dos ombros, por ser mais tensa deve ser amassada como uma massa de pão suavemente
. Deslize as duas mãos em toda a extensão das costas do paciente formando um grande 8 . Desça
dos ombros para a região lombar com ambas as mãos uma em cada lateral das costas descrevendo
vários pequenos círculos.

Peça para o paciente virar de costas para baixo.

Deslize em toda a extensão dos pés até os joelhos. Ao chegar nos joelhos faça fricções circulares .

Nas coxas faça amassamentos , fricções e rolamentos ( segurar as coxas com ambas as mãos e
fazer movimentos de vai e vem como se estivesse parafusando e desparafusando. Na altura onde o
peito começa (diafragma) coloque as duas mãos e massageie de cima para baixo lateralmente e
depois na direção do umbigo.

Faça movimentos circulares por todo o abdome .

Os mesmos movimentos das costas servirão para o peito, lembrando no caso do paciente for
mulher, não é necessário tocar os bicos dos seios . ( os bicos dos seios somente são tocados em
massagens sexuais ).

Após terminado o peito massagear ambos os braços e mãos com amassamentos e compressões.

Para finalizar deslize suavemente as mãos pelo rosto começando pelo queixo , orelhas, maças do
rosto. Faça pequena pressão com os dedos por todo e couro cabeludo.

Passe um pouco mais de óleo nas mãos e deslize pela testa .Aqueça as mãos friccionando uma nas
outra e leve uma das mãos para a testa e outra para o umbigo.

Deixe suas mãos por alguns segundos enquanto deseja ao paciente muito amor, paz, e luz.
BIBLIOGRAFIA E LEITURA RECOMENDADA

* Guia Prático de Aromaterapia - Shirley Price - Editora Siciliano

* Aromaterapia Mágica - Scott Cunninghan - Edaf - Madrid

* A Arte da Aromaterapia - Robert Tisserand - Ed. Roca

* Aromaterapia - A Cura Pelos Óleos Essenciais - Marcel Lavabre - Ed. Nova Era

* A Utilização Ritual e Mágica dos Perfumes - Richard A. Miller e Iona Miller - Nova Era

* Terapia Aplicada Através de Óleos Essenciais - Tetrazini M.C.R.Dos Anjos - E.Roka

* Aromaterapia Para Amantes - Maggie Tisserand - Ed. Ibrasa

* O Livro Da Aromaterapia - Jeane Rose

* A Força Curativa da Respiração - Marietta Till - Ed. Pensamento

OS SIGNOS E OS AROMAS
Os Signos e a Aromaterapia

ÁRIES

Incensos: mirra, cipreste, almíscar, angélica, opium, rosa musgosa e alecrim.

Aromas: cipreste, cereja, mirra, bergamota, limão, cravo, canela e almíscar.

Qualidades dos perfumes: virilidade, masculinidade, atividade, calor, coragem, confiança.

Ação sobre o físico: protege os órgãos motores, os olhos e as orelhas, tem efeitos hepáticos.

TOURO

Incensos: sândalo, camomila, arruda e orquídea.

Aromas: almíscar, gengibre, verbena, anis, jasmim, magnólia e lilás.

Qualidades dos perfumes: receptivo e feminino, ajuda a materializar os projetos e a fixar os


desejos, desperta o bom senso e a paciência, favorece os assuntos práticos.
Ação sobre o físico: problemas no pescoço e na garganta, intoxicação sangüínea, distúrbios
circulatórios, problemas de ossos e perdas vitais.

GÊMEOS

Incensos: canela, âmbar, indiano e eucalipto.

Aromas: acácia, basílica, camélia , jasmim, louro , lavanda, magnólia, jacinto, baunilha e narciso.

Qualidades dos perfumes: quente, afetivo e doce. Favorece reconciliações familiares, desperta o
senso de oportunidades e o espírito lógico.

Ação sobre o físico: aumenta a resistência física, atua no aparelho vocal e beneficia o sistema
nervoso periférico (pulmões).

CÂNCER

Incensos: cânfora, jasmim e maçã.

Aromas: âmbar, lilás, lírio, bálsamo, patchuli e acácia.

Qualidades dos perfumes: feminino e receptivo, desperta a passividade, conservadorismo,


devoção religiosa, senso poético e artístico e a sabedoria.

Ação sobre o físico: atua sobre o aparelho digestivo, especialmente estômago e o fígado, combate
problemas linfáticos e a frigidez.

LEÃO

Incensos: amor-perfeito, cedro, lótus, rosa branca e sândalo vermelho.

Aromas: angélica, jacinto, melissa, noz moscada, âmbar, alecrim, sândalo, acácia e aroeira.

Qualidade dos perfumes: de natureza vital, melhora a relação entre os sexos opostos, refreia
excessos físicos e morais, restabelece a autoconfiança e o amor-próprio.

Ação sobre o físico: favorece o aparelho circulatório, alivia dores nas costas, revitaliza, combate
gastrites e febres em geral.

VIRGEM

Incensos: canela, cravo da índia, rosa musgosa angélica e benjoim.


Aromas: camélia, canela, cravo e noz-moscada.

Qualidade dos perfumes: reanima, age sobre o tônus nervoso, restabelece a autoconfiança.
Beneficia instrução intelectual e ativa a memória.

Ação sobre o físico: longevidade, evita vertigens, calores e espasmos, fortifica o sistema nervoso.

LIBRA

Incensos: eucalipto, calêndula, cedro, jasmim e orquídea.

Aromas: benjoim, gerânio, gengibre, musk e rosa.

Qualidade dos perfumes: natureza equilibrada, quente e afetiva. Favorece o entendimento entre as
pessoas, beneficia atividades intelectuais, físicas e sentimentais, combate a indecisão, favorece a
sexualidade, desperta o senso musical e artístico.

Ação sobre o físico: combate a obesidade, fortalece os pulmões, elimina cálculos e outros
problemas do aparelho urinário.

ESCORPIÃO

Incensos: almíscar canforado, flor do campo e lótus.

Aromas: bergamota, canela, menta, limão, mirra, cravo, cipreste, melissa, orégano e pimenta.

Qualidade dos perfumes: passivo, defensivo, evita pontos de vista dúbios, propicia sucesso aos
empreendimentos, ambição, intuição, observação e confiança interior.

Ação sobre o físico: aumenta a resistência muscular, revitaliza os órgãos genitais externos,
combate doenças crônicas em geral.

SAGITÁRIO

Incensos: alfazema, alecrim e sândalo amarelo.

Aromas: acácia, cedro, íris, samambaia, baunilha, violeta e cálamus.

Qualidades dos perfumes: natureza vital, fins nobres, entusiasmo, alegria de viver, organização e
moderação, amizade, amor e simpatia, memória e sensualidade, jovialidade a alma alegre.

Ação sobre o físico: respiração fluente.


CAPRICÓRNIO

Incensos: arruda, benjoim, cravo da índia e sândalo vermelho

Aromas: âmbar, benjoim, gerânio, cravo, musgo, musk, violeta, cipreste, orquídea, angélica e
sândalo.

Qualidades dos perfumes: natureza passiva, combate a ansiedade, encoraja, tonifica, elimina a
inquietação.

Ação sobre o físico: longevidade, regulador das funções digestivas e intestinais.

AQUÁRIO

Incensos: cedro, flores do campo, eucalipto e rosa branca.

Aromas: âmbar, cravo, musgo, patchuli e orquídea.

Qualidades dos perfumes: afetividade, conciliação, calma, pacificação, pensamentos nobres e


altruístas, recolhimento, busca da verdade interior, originalidade.

Ação sobre o físico: atua beneficamente sobre doenças sangüíneas relacionadas com a perda de
vitaminas, combate o nervosismo, favorece longevidade.

PEIXES

Incensos: cânfora, jasmim, mirra, ópium e sândalo amarelo.

Aromas: íris, menta e sândalo.

Qualidades dos perfumes: natureza instintiva, fecundidade, habilidade nos estudos e nos
negócios. Otimismo e prazer.

Ação sobre o físico: restabelece a saúde dos órgãos internos, elimina os males causados pelo frio
e umidade.

 Projeto Gráfico: Ivan Ribeiro

 Desenvolvido em TWiki por CarlinhosCecconi

 © 2007 xamanismo.com.br
ANJOS E O XAMANISMO
Léo Artése

No mundo inteiro existem vários relatos de pessoas que, de alguma forma, foram tocados pela
energia angélica.

Certa noite estava dormindo e me apareceu em sonhos um ser esguio iluminado por fachos de luzes
coloridas como se tivessem sido cortadas por uma tesoura, e o ser ao se aproximar cada vez mais
na minha direção me assustou de tal forma que acordei. Meu susto foi ainda maior, quando, ao abrir
os olhos, vi que imagem ainda estava na minha frente, desfazendo-se pouco a pouco em pequenas
pontos.

A primeira coisa que veio à minha mente foi que se tratava de um contato angélico porém não havia
notado nenhum tipo de asas.

Uns dias atrás havia canalizado uma canção de poder que evocava a força dos Anjos:

A FORÇA DOS ANJOS

Eu recebi, que é para invocar


Proteção dos Arcanjos de Deus.
Chamo os Anjos lá do Céu,
Mensageiros de Meu Deus.

Peço Paz pré não ter que lutar


E coragem se a luta chegar.
Defendei-me São Miguel
Me ensine "Quem é Deus?"

Esperança e revelações
Amor forte no meu coração.
Dai-me Amor São Gabriel
Força e Amor "Homem De Deus".

Por Saúde Eu venho implorar


E a todos os Seres de Deus
Vem curar São Rafael
E Eu Sou "Curado Por Deus"

"Luz De Deus" venha me abençoar


Traga Luz e minha inspiração
Transformai São Uriel
Venha a mim, "Fogo De Deus"

Todos os Anjos e Arcanjos do Céu


Eu vos mando meu canto de amor
E ao meu Anjo Protetor
Companheiro e Guardião.

Desde a canalização deste hino, eu o tenho utilizado em meus rituais e recomendado aos meus
alunos que o usem como uma invocação da energia angélica. Muito embora você não conheça a
melodia, utilize esta canção como uma forma de meditação. Você notará uma diferença em seu
campo energético, se colocar emoção na palavra. Alguns dias após essa canalização, quando então
meditava em meu "Quarto Místico", escutei uma voz alongada que vinha do alto, com uma nitidez
impressionante, ressoando em meu cérebro, como se estivesse dentro dele, que cantava:

ANAEL
Anael, Anael
Guardião meu mensageiro
Lá do Céu.

Anael a canção
Que cantaste
encheu de Amor Meu coração.
Anael, protetor
Peço a Vós, Luz, Paz, Saúde
E muito Amor.

Anael, Anael,
Me ajude a cumprir
O meu papel.

Ficou óbvio para mim que tinha que realizar a partir daquele momento um estudo mais aprofundado
dos Anjos, e é exatamente o que estou procurando por em prática devagar. Portanto, este capítulo
relata a pesquisa que venho efetuando, sem a mínima intenção de esgotar o assunto, e sim de
compartilhar, até porque existe hoje um vasto material para consulta.

Americanos nativos narram o aparecimento de Anjos na forma indígena, relacionando-os também


com deidades animais aladas.

ESTABELECENDO CONTATO COM O REINO ANGÉLICO

Vá para um lugar tranquilo.

Queime sálvia ou outra erva para purificar o ambiente. Acenda uma vela, ou caso esteja na natureza
faça uma pequena fogueira.
Elimine neste momento qualquer tipo de barulho, ou música. Fique em silêncio.

Marque seu espaço sagrado, visualizando um círculo de proteção à sua volta.

Deixe clara sua intenção. Enquanto estiver concentrado. Feche os olhos.

Faça três respirações lentas, aprofundando ainda mais o relaxamento..

Com os olhos fechados, concentre-se olhando acima, através do centro de sua testa (terceira visão).

Imagine que dos dedos de seus pés saem raízes, que vão penetrando na Terra.

Da mesma forma imagine de seu cóccix, sair uma raiz e penetrando na Terra.

A cada inspiração você absorve energia da Terra e a cada expiração você solta stress, tensões.

Imagine que a cada inspiração a energia vai penetrando por seu cóccix, na forma de um elixir
branco, e subindo pela sua espinha energizando todos os túneis.

Após sentir-se totalmente energizado pela Terra, mantenha essa energia no seu coração.

Tente perceber que o seu coração bate como o toque de um tambor.

Visualize que do topo de sua cabeça, saem pequenos filamentos de luz, que o conectam com o
Céu.

Imagine raios azuis celeste penetrando pelo topo de sua cabeça, espalhando-se por todo o seu
corpo.

Após sentir-se energizado com a energia celeste, traga essa energia até o seu coração, onde
permanece a energia terrestre.

Você agora vai unir em seu coração a energia do Céu com a energia da Terra.

Tente perceber sons de sinos, juntamente com os sons de tambores.

Concentre-se!

Deixe sua mente tranquila, para poder esperar por simbolos, sinais, cores, etc.

Coloque sua intenção de contatar a energia angélica. Não se afobe. Preste atenção nas possíveis
respostas que vem do seu interior.
TRABALHANDO COM OS ARCANJOS

Cada Arcanjo rege um dia da semana e uma virtude. Abaixo transcrevo a forma como faço as
evocações para cada Arcanjo:

Primeiramente escolho uma vela simbolizando o Arcanjo e faço a unção com óleo. Acendo a vela ao
lado de um copo de água e um incenso, preparando 0 equilíbrio do ambiente para o momento
espiritual.

Em seguida, após acesa a vela leio o Salmo 91 de David, e inicio o trabalho:

Domingo

vela laranja, simbolizando o Sol e o Arcanjo Miguel. É o Guardião da Paz, e da harmonia. Traz
sabedoria, defende-nos do mal.
Segunda

vela branca, simbolizando a Lua e o Arcanjo Gabriel. É o Arcanjo da Esperança, da Revelação. É


evocado para a vida emocional, para os relacionamentos. Para o psiquismo e intuição.
Terça

vela vermelha, simbolizando Marte e o arcanjo Samael. É o Arcanjo da Justiça. Para obter coragem
e vitalidade.
Quarta

vela verde, simbolizando o Arcanjo Rafael. É o Arcanjo do Corpo Físico e da Saúde. Evocado para
cura.
Quinta

vela azul, simbolizando Júpiter e o Arcanjo Zadquiel. É o Arcanjo da Misericórdia Divina, pra pedir
perdão e perdoar.
Sexta

vela rosa, simbolizando Vênus e o Arcanjo Anael. É o Arcanjo do Amor Incondicional.


Sábado

vela violeta, simbolizando Saturno e os Arcanjos Uriel e Metatron. Uriel é o Arcanjo da


Transformação, é o Guardião da Mente, evocado também para questões de trabalho. Metraton é o
Anjo da Nova Era, o Anjo Libertador.

Como disse Santo Agostinho: "Toda a coisa visível neste Mundo, está sob a responsabilidade de um
Anjo. "

 Projeto Gráfico: Ivan Ribeiro

 Desenvolvido em TWiki por CarlinhosCecconi


 © 2007 xamanismo.com.br