Você está na página 1de 38

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE

Indice
1 Apresentação da disciplina ...................................................................................... iii
1.1 Programa da disciplina .................................................................................... iv
1.1.1 Resultados esperados ................................................................................. iv
1.1.2 Temas.......................................................................................................... v
1.1.3 Metodologias de ensino .............................................................................. v
1.1.4 Estratégias de Avaliação ............................................................................. v
2 Aula 1 – Conceitos de informática, computadores e tecnologias de informação ... vi
2.1 O que e Informática? ...................................................................................... vii
2.1.1 O que são Dados? .................................................................................... vii
2.1.2 O que é Informação?................................................................................ viii
2.1.3 O que é processamento de dados? ........................................................... viii
2.1.4 Critérios de qualidade ou valor da informação ........................................... x
2.2 O que é um computador? ................................................................................. xi
2.2.1 Elementos de um computador ................................................................... xi
2.3 Tecnologias de Informação e Comunicação ................................................. xxii
3 Aula 2 .................................................................................................................. xxiii
3.1 Vírus informáticos e Programas de Antivírus informáticos ........................ xxiii
3.1.1 O que são vírus informáticos? ............................................................... xxiv
3.1.2 O que são Hackers e Crackers? ............................................................ xxiv
3.1.3 Tipos de vírus informáticos e outras ameaças da internet? ................... xxiv
3.1.4 Como se faz a propagação dos vírus informáticos? .............................. xxiv
3.1.5 Porque são criados os vírus informáticos? ............................................. xxv
3.1.6 Algumas Regras de Básicas de Segurança ............................................. xxv
3.1.7 Sinais mais comuns quando um computador está infectado com vírus . xxv
3.1.8 O que são programas de antivírus informáticos?.................................... xxv
3.2 Introdução ao Windows .............................................................................. xxvii
3.2.1 Área de trabalho – Desktop e Barra de Tarefas .................................... xxvii
3.2.2 Botão do windows ............................................................................... xxviii
3.2.3 Programas Afixados (pinned) na Barra de Tarefas ............................. xxviii
3.2.4 Programas em execução ........................................................................ xxix
3.2.5 Área de notificação ................................................................................ xxix

@2018 UEM – Faculdade de Economia Introducao a Informática i


3.2.6 Gadgets ................................................................................................... xxx
3.2.7 Exibir desktop ......................................................................................... xxx
3.2.8 Programas recém utilizados ................................................................... xxxi
3.2.9 Programas afixados no menu iniciar ..................................................... xxxi
3.2.10 Atalhos de teclado do ambiente Windows ........................................... xxxii
3.3 Redes de computadores e Internet ............................................................. xxxiv
3.3.1 O que são redes de computadores? ....................................................... xxxv
3.3.2 Para que ligar computadores em rede? .............................................. xxxviii
Ilustração 1 Apresentação da disciplina .......................................................................... iv
Ilustração 2 Folha de salários ......................................................................................... vii
Ilustração 3 Hardware mais comum presente num sistema informático de
secretária......................................................................................................................... xi
Ilustração 4 Exemplos de unidades de entrada ........................................................ xii
Ilustração 5 Exemplos de unidades de saída ............................................................ xii
Ilustração 6 Desktop .................................................................................................... xiii
Ilustração 7 Notebook ou Laptop ............................................................................ xiii
Ilustração 8 Tablet ...................................................................................................... xiv
Ilustração 9 Handheld ................................................................................................. xiv
Ilustração 10 MS Word ................................................................................................. xv
Ilustração 11 MS Excel .................................................................................................. xvi
Ilustração 12 MS Acess ................................................................................................ xvi
Ilustração 13 Microsoft Publisher................................................................................. xvii
Ilustração 14 Corel Draw .............................................................................................. xvii
Ilustração 15 PowerPoint ............................................................................................. xviii
Ilustração 16 Exemplos de sistemas operativos ....................................................... xxii
Ilustração 17 Repetidor .............................................................................................. xxxvi
Ilustração 18 Router................................................................................................... xxxvi
Ilustração 19 Switch ................................................................................................. xxxvii
Ilustração 20 Hub...................................................................................................... xxxvii
Ilustração 21 Bridge................................................................................................. xxxviii
Ilustração 22 Componentes duma rede simples ...................................................... xxxviii
Ilustração 1 Apresentação da disciplina

A disciplina de Informática será leccionada pelos seguintes docentes

 Fernando Lichucha
 Prof. Doutor Lourenço Magaia
 Dr. Zeferino Numaio

A disciplina será leccionada duas vezes por semana num total de 4 horas. No entanto, o
estudante terá que despender no mínimo 2 horas por semana de estudo independente.

1.1 Programa da disciplina

A disciplina de Informática tem por objectivo a introdução de conceitos básicos sobre o


uso de computadores, na óptica de utilizador, em matéria de Windows, Internet, edição
e formatação de texto, folhas de cálculo, apresentações electrónicas, gestão de base de
dados e gestão de projectos. Os conhecimentos adquiridos são importantes para uma
aprendizagem de técnicas mais avançadas de novas tecnologias e o uso destas em outras
disciplinas durante o curso com vista à sua posterior aplicação na área de Contabilidade
e Finanças, Economia e Gestão. O ensino desta disciplina é baseado no computador
pessoal com o uso dos produtos da MS (Microsoft).

1.1.1 Resultados esperados

O estudante deve ser capaz de:


 Distinguir dado de informação e os diferentes tipos de informação
 Identificar e caracterizar os componentes básicos de um computador
 Explicar o modo de funcionamento dum computador
 Identificar os diferentes tipos de Software
 Usar as potencialidades de Internet no processo de ensino aprendizagem
 Executar tarefas básicas e avançadas no processador de texto - Microsoft Word
 Formatar um documento de acordo com uma qualquer especificação pretendida
 Construir um documento com base em documentos já existentes
 Dominar a estrutura de uma folha de cálculo e modo como funciona
 Utilizar situações de cálculo na resolução de problemas
 Elaborar gráficos de diversos tipos
 Dominar a estrutura de um programa de apresentação Electrónica (Power Point)
 Dominar a estrutura de um programa de Gestão de base de dados
 Dominar a estrutura de um programa de Gestão de projectos

1.1.2 Temas

Os temas que serão tratados são:

1. Introdução à disciplina
2. Conceitos de informática, computadores e tecnologias de informação
3. Vírus e Programas de Antivírus
4. Introdução ao Windows
5. Redes de computadores & Internet
6. Processador de texto - MS Word
7. Folha de Cálculo – MS Excel
8. Apresentação electrónica Microsoft Power Point
9. Gestão de Sistema de Base de Dados - MS Access
10. Introdução à Gestão de Projectos - MS Project

1.1.3 Metodologias de ensino

O leccionamento desta disciplina será centrado no estudante de uma forma activa e


interactiva. As aulas serão do tipo teórico-práticas, usando o computador pessoal,
distribuídas de acordo com o estabelecido no Plano Temático.

1.1.4 Estratégias de Avaliação

No decurso da disciplina serão realizados vários trabalhos práticos em grupo.

A avaliação global da nota de Frequência é calculada pela fórmula:


Trabalho1  Trabalho 2  .....  TrabalhoN
NotaFreq =
N
Serão admitidos ao exame os estudantes que obtiverem média igual ou superior a 10
valores e dispensados do exame os estudantes que tiverem média igual ou superior a 14
valores e todas notas de frequência iguais ou superiores a 10 valores
A nota Final é calculada da seguinte forma:

Nota Final =50% Nota Freq + 50% Nota do Exame  10 valores

Todas as avaliações de frequência serão feitas em grupo e a entrega será feita na


presença de todos os membros do grupo no dia indicado para o efeito. A constituição de
grupos será feita na base de assinatura presencial do estudante e em nenhum momento o
chefe da turma ou colega poderá inscrever colega(s) no grupo. Outros arranjos serão
considerados nulos.

2 Aula 1 – Conceitos de informática, computadores e tecnologias


de informação

A aula 1 vai cobrir os seguintes tópicos

 Conceitos de informática
 Computadores
 Tecnologias de informação
No final da aula 1 o estudante vai saber:
 Definir o conceito informática, e
 Distinguir dado de informação e os diferentes tipos de informação
 Identificar e explicar elementos de um computador
 Dar exemplos de aplicações comerciais
 Identificar componentes de tecnologias de informação e dar exemplos
2.1 O que e Informática?

É a ciência do tratamento automático da informação através do computador.

A palavra informática foi criada em 1952 por Philippe Dreyfus, para designar o
domínio do tratamento automático da informação. Esta resultou da associação das
palavras:

 Informática = Informação + Automática

Ilustração 2 Folha de salários

2.1.1 O que são Dados? 1

Em informática designa-se por dados os elementos de partida que servem de base


para o tratamento e sobre os quais o computador efectua as operações necessárias à
tarefa em questão.

Os dados são uma representação dos factos, conceitos ou instruções de uma maneira
normalizada que se adapte à comunicação, interpretação e processamento pelo ser
humano ou através de máquinas automáticas.

Exercício 1. Da Ilustração 2 Folha de salários, quais são os elementos de partida que


servem de base para o cálculo de salário líquido?

1
http://www.aprendercomastics.net/tic/materiaisapoio/Informacaoedados.pdf
2.1.2 O que é Informação?

Informação é toda a forma de expressão ou representação de factos, acontecimentos,


objectos, ideias, sentimentos ou sensações. Em Informática, informação são dados
com significado e utilidade

 Informação = Dados com SIGNIFICADO + UTILIDADE

Exercício 2. Da Ilustração 2 Folha de salários, quais são os dados com significado e


utilidade?

2.1.3 O que é processamento de dados?

Processamento de dados é o conjunto de todas as operações efectuadas, desde a


entrada dos dados até à saída da informação

As funções do processamento de dados são seis: Input, Ordenação,


Processamento, Armazenamento, Output, Controlo

Exercício 3. Da Ilustração 2 Folha de salários, quais são os dados de entrada, dados


processados e dados de saída?

2.1.3.1 Tipos de dados processados e operações realizadas pelo computador 2

Tipos de dados processados - Os dados que fornecemos a um computador para


processar podem ser de três tipos: quantitativos; classificativos/qualitativos;
referenciais.

 Dados quantitativos - são os que exprimem quantidades e por isso,


normalmente, servem de base para cálculos aritméticos. Exemplo: o processo
do(a) estudante na Faculdade de Economia : as notas do período, as faltas, o
total das faltas.

Exercício 4. Da Ilustração 2 Folha de salários, quais são dados quantitativos?

2
http://www.aprendercomastics.net/tic/materiaisapoio/Informacaoedados.pdf
 Dados classificativos/qualitativos - são os que descrevem ou especificam os
elementos envolvidos e quantificados. Normalmente servem de complemento
aos dados quantitativos, identificando pessoas, objectos, situações, etc. Não
servem portanto, para elementos de cálculo. Exemplo: o processo do estudante
na Faculdade de Economia: o nome do(a) estudante, o nome da disciplina, o
nome do(a) docente.

Exercício 5. Da Ilustração 2 Folha de salários, quais são dados qualitativos?

 Dados referenciais - são dados que permitem controlar e referenciar os elementos


tratados. Exemplo: processo individual guardado no registo académico da Faculdade
de Economia contém: o ano lectivo, o número do estudante, disciplinas inscritas.

Exercício 6. Da Ilustração 2 Folha de salários, quais são dados referenciais?


Resposta; Mês (Janeiro) e ano (2015)

Operações realizadas pelo computador - O tipo de operações efectuadas


dependem dos objectivos do processamento e igualmente dos tipos de dados
envolvidos, pois o computador pode processar dados numéricos ou não numéricos.
Assim, temos as seguintes operações possíveis num processamento:

 Operações aritméticas - são efectuadas apenas sobre dados numéricos e são


basicamente constituídas por somas, subtracções, multiplicações, divisões e
outras similares.

Exercício 7. Da Ilustração 2 Folha de salários, indique colunas que envolvem


somas, subtracções, multiplicações, e divisões.

 Operações lógicas - são efectuadas sobre dados numéricos ou não numéricos.


Estas operações são também, por vezes, designadas por operações de
comparação.

Exercício 8. Da Ilustração 2 Folha de salários, indique operações lógicas.

 Operações de movimentação interna - são efectuadas sobre qualquer tipo de


dados e consistem na cópia e mudança de localização interna dos dados na
memória do computador.
 Operação de Input/Output - são as operações que envolvem os órgãos de
entrada e saída, permitindo a comunicação entre o operador e a máquina

2.1.4 Critérios de qualidade ou valor da informação

Para que possa ser utilizada com um apoio eficaz à tomada de decisão, a informação só
tem valor se se verificarem, simultaneamente, algumas condições (Benyon 1990):

 Actualidade – O valor da informação dependerá em grande parte da sua


actualidade. Dado o dinamismo verificado em todos os sectores da sociedade em
geral e do ambiente empresarial em particular, o período de validade da informação
é cada vez mais curto. Torna-se necessário dispor de fontes de informação que
acompanhem continuamente essas modificações. Só com base em informação
actualizada se podem tomar decisões acertadas.
 Correcção – Não basta que a informação seja actual, é também necessário que, na
medida do possível, seja rigorosa. Só com informação correcta se pode decidir com
confiança.
 Relevância – Dado o grande volume de informação envolvida, o processo de
tomada de decisão, ao contrário de ser facilitado, pode ser dificultado pelo excesso
de informação. A informação deve ser devidamente filtrada de tal forma que apenas
aquela com relevância para cada situação seja considerada.
 Disponibilidade – Ainda que a informação verifique os três requisitos anteriores, a
sua utilidade poderá ser posta em causa se não puder ser disponibilizada de forma
imediata, no momento em que é solicitada. As decisões muito ponderadas, com o
longo período de gestação, são cada vez mais, situações do passado. Hoje, dadas as
características do meio envolvente, o processo de tomada de decisão tem que ser
quase instantâneo. Para isso, a informação tem que ser disponibilizada rapidamente,
caso contrario deixa de ser útil.
 Legibilidade - Esta condição, apesar de apresentada em último lugar não é, por isso,
menos importante. A informação só é informação se puder ser interpretada. De
facto, de nada vale que a informação seja actual, precisa, relevante e disponibilizada
em tempo oportuno se não puder ser entendida. A forma como é disponibilizada tem
também grande importância informação só é informação se puder ser interpretada. A
forma como é disponibilizada tem também grande importância.
2.2 O que é um computador?

Um dispositivo de manipulação rápida e precisa de símbolos que é capaz de aceitar


dados numéricos ou não numéricos, armazená-los, aplicar-lhes processos pré-
definidos e fornecer os resultados do processamento sob a forma de informação com
qualidade.

2.2.1 Elementos de um computador


Os elementos de um computador são:
 Utentes-usuários com tarefas a executar
 Hardware que é a parte física da máquina
 Software que é a parte lógica da máquina ou seja conjunto de instruções
executadas pelo hardware

2.2.1.1 Hardware

O Hardware representa a parte física do sistema, com todos os seus elementos


eléctricos, magnéticos, mecânicos e electrónicos. O "hardware" é basicamente
constituído por: uma unidade central, memórias de dados, periféricos para
introdução de dados, e periféricos para saída de dados.

Ilustração 3 Hardware mais comum presente num sistema informático de


secretária.
2.2.1.1.1 Elementos de entrada

Ilustração 4 Exemplos de unidades de entrada

2.2.1.1.2 Elementos de saída

Ilustração 5 Exemplos de unidades de saída


2.2.1.1.3 Tipos de microcomputadores
Actualmente, podemos encontrar os seguintes tipos de microcomputadores.

2.2.1.1.3.1 Desktop
Computadores que cabem numa mesa e que são pesados para serem transportados

pessoalmente. Ver a Ilustração 4

Ilustração 6 Desktop

2.2.1.1.3.2 Notebook ou laptop


São computadores portáveis, leves, e que cabem numa mala de documentos.

Ilustração 7 Notebook ou Laptop


2.2.1.1.3.3 Tablet PC
É um tipo de computador que aceita escrita a mão. A escrita a mão é digitalizada e
convertida em texto que pode ser lido por um processador de textos. Ver ilustração.

Ilustração 8 Tablet

2.2.1.1.3.4 Handheld

Computadores de mão. Estes computadores combinam escrita de uma caneta,


reconhecimento da escrita, agendas e calendários, e ferramentas de comunicação.

Ilustração 9 Handheld

2.2.1.2 Software
Software é o termo que se usa para designar os programas e, de um modo geral, todos
os processos lógicos de representação da informação nos computadores. O "software" é
um conjunto de instruções ou programas que permite controlar as operações do
computador. Sem software os computadores seriam inúteis.

Podemos dividir o software em duas grandes áreas:


 software de aplicação
 software de base

2.2.1.2.1 Software de aplicação

O software de aplicação inclui ferramentas de produtividade para negócios, gráficos e


multimédia, educação, comunicação, e linguagens de programação/ software de
desenvolvimento de programas.

(i) Ferramentas de produtividade para negócios - as ferramentas de


produtividade mais utilizadas por empresas, clientes, e utentes são:
 Processamento de textos - facilitam a composição, edição, correcção, e
impressão de documentos. Algumas das facilidades incluídas são: - Bold,
underline, margins, spell check, print, page number, justify, footnotes, table of
contents, font size and type, mail merge, save. Exemplos: Word, WordPerfect

Ilustração 10 MS Word

 Planilhas electrónicas – manipulam números em forma de tabelas. Elas


parassem uma folha de razão, ou seja uma folha quadriculada dividida em
colunas e linhas que definem células. O utente pode entrar números, formulas e
texto nas células. Algumas facilidades incluídas são: copia de formulas, analise
“what if”, construção de gráficos. Exemplo, Lotus, Excel, Quattro Pro

Ilustração 11 MS Excel

 Gestão de base de dados - permite a criação e manutenção de base de dados


do negocio da empresa. Facilidades incluídas são: create, edit, sort, query.
Exemplo Foxpro, Oracle, Dbase, Access.

Ilustração 12 MS Acess
 Desktop Publishing – facilita a produção de documentos, newsletters, posters-
Exemplo: Page Maker, Microsoft Publisher

Ilustração 13 Microsoft Publisher

 Pacotes integrados – colecção de pacotes concebidos para serem utilizados em


conjunto. Exemplo – dados em excel são facilmente utilizados em sistemas de
base dados. Exemplo Microsoft Office, Lotus Smartsuite, Corel Wordperfect
Suite.
(ii) Gráficos e multimédia
 Gráficos – facilitam a criação de gráficos utilizando computadores. Requerem
muita memoria e ecrãs grandes. Destacam-se os seguintes: gráficos para
negócios e computer-aided design (CAD). CAD é utilizado por arquitectos,
engenheiros para desenhar plantas, carros, etc. Utilizam light pen, mouse ou
digitiser pad. Pode girar, inverter (flip), pintar, mover, apagar, alterar o
tamanho, exemplos . Corel Draw.

Ilustração 14 Corel Draw


 Apresentações – facilitam a criação de transparências contendo texto, gráficos,
vídeo e som. Exemplo PowerPoint.
Ilustração 15 PowerPoint

 Multimedia – facilita a combinação de texto, som, gráficos, vídeo e animação,


exemplo, Microsoft Office Publisher

(iii) Educação/pessoal/residência
 Encyclopedia – Compton, Encarta, etc.
 Internet – para compras, pesquisa, email
 Games.
 Entretenimento – Exemplo, jogos, tocadores de musica e vídeos. Exemplos
Windows Media Player, Chess, Monopoly, Solitaire etc

Comunicação – software de comunicação é um programa que a) ajuda os utentes a


estabelecer ligação entre computadores, b) gere a transmissão de dados, instruções, e
informação ou c) oferecem um interface para os utentes comunicarem um com os
outros. Exemplos:

(iv) Network Operating Systems (NOS)


(v) Web Browsers (Internet Explorer, Mozilla Firefox Netscape Navigator),
(vi) Hotmail, gmail, Outlook (Email), etc.

(vii) Linguagens de programação/ software de desenvolvimento de programas –


são usadas para criar programas. Exemplos:
 C, C++, Fortran, Matlab, Pascal, Visual Basic, COBOL etc.

2.2.1.2.2 Aplicações comerciais


Exemplos de aplicações comerciais.

2.2.1.2.2.1 Hotel
Exemplos de aplicações em hotéis:

 Reserva de quartos
 Facturação dos clientes
 Preparar demonstrações financeiras
 Pagamento do pessoal do hotel.
 Realizar transacções bancárias (o cliente paga com cartão)

2.2.1.2.2.2 Vantagens
 Melhora a assistência ao cliente – pode verificar a disponibilidade dos
quartos
 Produz facturas em qualquer momento

2.2.1.2.2.3 Educação
 Calendário escolar
 Registo académico
 Declarações de cadeiras feitas
 Bibliotecas virtuais

2.2.1.2.2.4 Vantagens

Os computadores ajudam o processo de ensino e aprendizagem. Por exemplo, nas


escolas médicas e militares onde as matérias são complexas e os custos são elevados, os
computadores ajudam a disponibilizar sessões completas de ensino e aprendizagem a

um custo reduzido.
2.2.1.2.2.5 Banca
 Saldos das contas - depósitos, levantamento, transferências
 Calcular juros, impostos, e preparar mapa do empréstimo
 Taxas bancárias – cartões de crédito, etc.
 ATM

2.2.1.2.2.6 Vantagens

Transferência electrónica de fundos, elimina a utilização de numerário, cheques,


e cartões de crédito. Estes sistemas permitem o pagamento de salários, seguro
social, e outros rendimentos que são creditados na conta do cliente.

Pagamento de facturas de água, luz, telefone, renda, empréstimos bancários


podem ser feitos directamente, como POS – para compras e ATM’s – a qualquer
momento.

2.2.1.2.2.7 Desvantagens:

 As ATM’s são vandalizadas


 Computadores facilitam o roubo de dinheiro

2.2.1.2.2.8 Residência
 Sistemas de segurança residencial
 Controlo a iluminação da casa, os aparelhos ligados, etc.
 Compras a partir de casa
 Pesquisa a partir de casa
 Estudar a partir de casa

2.2.1.2.2.9 Desvantagens

 Encoraja preguiça, não visitar lojas.


 Os pais estão preocupados com conteúdo que os filhos podem ver na
internet, e tentam bloquear comprando utilitários.
 Os clientes receiam que a internet possa obrigar muitas empresas a
fecharem.
 Criminosos podem aceder a internet como qualquer utilizador e
convencer outros clientes a fornecer-lhes informação das suas contas.

 Diminuem o contacto social entre as pessoas. Ver Ilustração 6 Desktop

2.2.1.2.2.10 Supermercados

2.2.1.2.2.11 Vantagens

 Agilizam a facturação dos caixas – uso do código de barras


 Os caixas não precisam de memorizar os preços
 Actualiza automaticamente os stocks

 Cartões evitam o uso de numerário, evitando roubos.

2.2.1.2.2.12 Desvantagens
 Os sistemas podem avariar, exemplo avaria do leitor óptico.
 Deve-se fazer o backup de dados

2.2.1.2.3 Software de base

No software de base estão incluídos os sistemas operativos e utilitários.

Um sistema operativo consiste numa série de programas para controlo do hardware,


tornando-o funcional. Todas as operações executadas pelo hardware, tais como:
impressão de uma linha de texto ou recepção de um carácter proveniente do teclado,
exigem a intervenção dos sistemas operativos.

O sistema operativo comunica directamente com o hardware , o utilizador dispõe assim


de duas maneiras para controlar o hardware: ou através de comandos directos do
sistema operativo ou através de um programa de aplicação que, por sua vez, comunica
com o sistema operativo. Existem diversos sistemas operativos.
Ilustração 16 Exemplos de sistemas operativos

Utilitários são facilidades que permitem o utente realizar actividades rotineiras tais
como:
 Visualização do conteúdo de ficheiros - Quickview do ambiente Windows.
 Compressão de ficheiro, para reduzir o tamanho do ficheiro - PKZIP,
WinZip, RAR.
 Diagnóstico – junta informação técnica do computador e reporta problemas
físicos e lógicos. Problemas físicos – discos riscados, Problemas lógicos, como
corrupção de ficheiros - Scandisk, Norton disk doctor.
 Defragmenter – Reorganiza ficheiros e espaço livre no computador para
facilitar o acesso a dados e acelerar a execução de programas. Exemplo defrag
no Windows
 Backup – para copiar certos ficheiros para outro dispositivo e alerta o utente do
esgotamento do espaço. O oposto é RESTORE para recuperar ficheiros.
Exemplo MSBACKUP, NovaBACKUP
 Anti-virus – para prevenir, detectar, remover vírus do computador. Exemplo.
Norton Anti-virus, Mcaffee, Kaspersky.
 Screen saver – Mostra imagens ou ecrã em branco quando o computador não
estiver em uso.

2.3 Tecnologias de Informação e Comunicação

As TIC são as tecnologias que associam a informação e a comunicação e automatizam o


processamento de dados através do uso de computadores e softwares, para captar,
armazenar, proteger, processar, transmitir e recuperar informações. As componentes
básicas das TIC são:

 Hardware.
 Software
 Redes de computadores
 Telecomunicações
 Gestão de dados

Actualmente, as TIC são essenciais para o desenvolvimento de vários sectores da


economia e da sociedade. Elas são aplicadas intensivamente nos sectores de Educação,
Saúde, Agricultura e Pecuária, Aeronáutica e Espaço, Indústria e Comércio, Transporte,
Entretenimento, Segurança e muitos outros.

3 Aula 2

A aula 2 vai cobrir os seguintes tópicos

 Vírus informáticos e Programas de Antivírus informáticos


 Introdução ao Windows
 Redes de computadores e Internet
No final da aula 2 o estudante vai saber:

 Definir vírus informáticos e caracterizar tipos de vírus informáticos


 Explicar a propagação de vírus informáticos e enumerar algumas regras básicas
de segurança
 Definir de programas de antivírus informáticos e dar exemplos de programas de
antivírus informáticos
 Explicar o funcionamento da área de trabalho do Windows e dar exemplos de
atalhos de teclado

3.1 Vírus informáticos e Programas de Antivírus informáticos


3.1.1 O que são vírus informáticos?3

Os vírus informáticos são pequenos programas concebidos para se espalharem de um


computador para outro e para interferir no seu funcionamento. Os vírus podem danificar
ou eliminar dados do computador, utilizar o programa de correio electrónico para se
alastrar para outros computadores, ou até apagar tudo o que esteja no disco rígido.

3.1.2 O que são Hackers e Crackers?

Hackers e Crackers são gurus ou experts em computadores, pessoas que possuem


habilidades extraordinárias em lidar com sistemas e programações, e que dedicam muito
tempo das suas vidas a fim de estudar tais conteúdos.

3.1.3 Tipos de vírus informáticos e outras ameaças da internet?4

 Worms : Em geral são ferramentas de hackers para atacar computadores ligados


à Internet, usando os e-mails e outros meios na Internet. O objectivo deste tipo
de vírus é no geral roubar dados dum determinado computador.
 Adware : são pequenos programas incluídos em versões gratuitas de programas
descarregados da Internet. São utilizados pelos fabricantes dos produtos
informáticos descarregados para conseguir informações sobre o que a pessoa que
os descarregou está a fazer com eles e quanto tempo esteve ou está a utilizá-los.
 Spyware : são tipos de ameaças da Internet utilizados pelos hackers ou
simplesmente contidos nos programas descarregados na Internet. São utilizados
para “espiar”, ou seja, roubar informação ou dados de informação dum
computador. Podem provocar danos fatais nos programas ou danos
irrecuperáveis e fatais no sistema operativo de um computador

3.1.4 Como se faz a propagação dos vírus informáticos?

Os vírus espalham-se mais facilmente através de anexos em mensagens de correio


electrónico ou mensagens instantâneas.

É essencial que nunca abra anexos de correio electrónico provenientes de um remetente


que não conheça ou de que não esteja à espera.

3
http://pt.slideshare.net/mrcelino/o-que-so-virus-imformaticos
4
http://pt.slideshare.net/Moderadora/anti-vrus
3.1.5 Porque são criados os vírus informáticos?

A maioria de vírus informáticos é criada para destruir dados ou imobilizar a operação


dos sistemas informáticos (computadores).

3.1.6 Algumas Regras de Básicas de Segurança

 Actualize o software do seu computador com regularidade;


 Instale um antivírus e mantenha-o sempre actualizado;
 Instale ou configure um firewall pessoal5;
 Mantenha-se informado sobre os riscos e recomendações;
 Deve ter cuidado ao fazer downloads;
 Cuidado ao abrir documentos e programas recebidos por e-mail, sobretudo se
não conhecemos quem os enviou.

3.1.7 Sinais mais comuns quando um computador está infectado com vírus6

 Funciona mais lentamente do que o normal;


 Bloqueia constantemente;
 Reinicia sozinho e deixa de trabalhar normalmente;
 Algumas aplicações não funcionam correctamente;
 Discos e/ou unidades de disco ficam inacessíveis;
 A impressão não ocorre correctamente;
 Surgem mensagens de erro pouco usuais;
 Apresenta menus e caixas de diálogo distorcidos.

3.1.8 O que são programas de antivírus informáticos?

Programas de antivírus informáticos são programas de computador concebidos para


prevenir, detectar e eliminar vírus de computador. Existe uma grande variedade
programas de antivírus informáticos com esse intuito no mercado, sendo recomendado

5
Uma firewall é software ou hardware que verifica as informações recebidas a partir da Internet ou de
uma rede e que bloqueia ou permite a respectiva passagem para o computador, dependendo das
definições da firewall.
6
http://tsvirus.blogs.sapo.pt/
utilizar apenas um antivírus de cada vez. Exemplos de programas de antivirus
informaticos:7

 Dirigido ao mercado empresarial


o GFi WebMonitor e GFi MailSecurity, da empresa GFI Software
o Sybari Software, esta empresa foi adquirida pela Microsoft em 2005.
o Empresa Sophos
o Empresa Trend Micro (várias soluções de segurança)
o Uniwares Leon Enterprise Anti-Spam Server (com antivírus integrado)
o Vexira da empresa Central Command

 Dirigido ao mercado em geral


o BitDefender, da empresa Softwin
o Bullguard Antivirus, da empresa BullGuard
o Command Antivirus, da empresa Authentium
o Dr.Web da empresa Doctor Web, Ltd.
o eTrust EZ Antivirus, da empresa Computer Associates
o Kaspersky Anti-Virus, da empresa Kaspersky Lab
o McAfee VirusScan, da empresa McAfee
o NOD32, da empresa Eset
o Norman
o Norton Antivírus, da empresa Symantec
o Qihoo 360 Internet Security, da empresa Qihoo
o Qihoo 360 Mobile Security, da empresa Qihoo
o F-Prot, da empresa FRISK Software International
o F-Secure Anti-Virus, da empresa F-Secure
o Panda AntiVírus, da Panda Software
o Pc-cillin Internet Security, da Trend Micro
o Pocket Antivirus, da JSJ Software
o Rising AntiVirus
o TrustPort Antivirus, da empresa TrustPort
o Virex (Mac OS), da empresa McAfee, anteriormente um produto gratuito
da universidade Wellesley College
o Windows Live OneCare, da empresa Microsoft
o ZoneAlarm AntiVirus, da empresa Zone Labs
o Outpost Antivirus, da empresa Agnitum
o Aladdin (eSafe), da empresa eSafe
o ArcaVir (ArcaBit), da empresa Arcabit
o Quick Heal AntiVirus, da empresa Quick Heal
o Commtouch’s Command antivirus, da empresa Commtouch
o Emsisoft Anti-Malware, da empresa Emsisoft
o AdAware, da empresa Lavasoft
o KV Antivirus, da empresa JiangMin
o K7 Enterprise Security, da empresa K7 Computing
o IKARUS virus.utilities, da empresa IKARUS
o Prevx, da empresa Prevx
o G Data AntiVirus, da empresa GData

7
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_programas_antiv%C3%ADrus
o Spyware Doctor, da empresa PC Tools
o nProtect, da empresa nProtect
o eScanAV, da empresa eScan
o Forefront (OneCare), da empresa Microsoft
o VirusBuster, da empresa VirusBuster
o VBA32 ANTI-VIRUS, da empresa VirusBlokAda
o ViRobot, da empresa Hauri
o VIPRE, da empresa VIPRE
o TheHacker, da empresa HackSoft
o SUPERAntiSpyware, da empresa SUPERAntiSpyware

a) Gratuitos
o BankerFix - Removedor Genérico de Bankers e malwares brasileiros
o Avira AntiVir Personal - Free Antivirus, da empresa Avira
o Avast!, da empresa Alwil
o AVG Anti-vírus, da empresa AVG Technologies
o Microsoft Security Essentials
o BitDefender edição Linux e Windows
o Qihoo 360 Internet Security, da empresa Qihoo
o Qihoo 360 Mobile Security, da empresa Qihoo
o PSafe
o ClamWin
o Comodo AntiVirus
o ByteHero Unknown-virus Detection Software(BDV), da empresa
ByteHero
o KingSoft , da empresa kingsoftsecurity

3.2 Introdução ao Windows

Windows é o sistema operacional mais utilizado em computadores pessoais no mundo.

3.2.1 Área de trabalho – Desktop e Barra de Tarefas

O ambiente de trabalho é a área principal do ecrã que é apresentada depois de ligar o


computador e iniciar sessão no Windows. Quando abrir programas ou pastas, estes serão
apresentados no ambiente de trabalho. Também pode colocar itens no ambiente de
trabalho, tal como ficheiros e pastas, e dispô-los do modo que pretender.8

8
http://windows.microsoft.com/pt-pt/windows/desktop-overview#1TC=windows-7
3.2.2 Botão do windows

3.2.3 Programas Afixados (pinned) na Barra de Tarefas

Exercício 9 Afixar o aplicativo Word na barra de tarefas


Solução:

(1) Abrir o aplicativo Word


(2) Click lado direito do mouse sobre o ícone do word na barra de tarefas e
seleccionar Pin this program to taskbar

Exercício 10 Desafixar o aplicativo Word na barra de tarefas


Solução:

(1) Click lado direito do mouse sobre o ícone do word na barra de tarefas e
seleccionar Unpin this program from taskbar

3.2.4 Programas em execução

3.2.5 Área de notificação


3.2.6 Gadgets

3.2.7 Exibir desktop

Exercício 11 Activar o calendário e relógio na área de Gadgets.


Solução:

Click lado direito do mouse e seleccionar Gadgets. Arrasta Calendar para o Desktop e a
seguir Clock.

3.2.8 Programas recém utilizados

3.2.9 Programas afixados no menu iniciar

Exercício 12 Afixar Word no menu iniciar


Solução
(1) Click lado direito do mouse sobre o ícone do word nos programas recém
utilizados e seleccionar Pin to Start Menu

3.2.10 Atalhos de teclado do ambiente Windows

Os atalhos de teclado são combinações de duas ou mais teclas que, quando premidas,
podem ser utilizadas para executar uma tarefa para a qual normalmente seria necessário
um rato ou um dispositivo apontador. Os atalhos de teclado podem facilitar a interacção
com o computador, poupando tempo e esforço ao utilizador enquanto trabalha com o
Windows e outros programas.

Exemplos de atalhos de teclado


Para
Prima esta tecla

F1 Mostrar a Ajuda
Ctrl+C (ou Ctrl+Insert) Copiar o item seleccionado
Ctrl+X Cortar o item seleccionado
Ctrl+V (ou Shift+Insert) Colar o item seleccionado
Ctrl+Z Anular uma acção
Ctrl+R Refazer uma acção
Eliminar o item seleccionado e movê-lo para a
Delete (ou Ctrl+D)
Reciclagem
Eliminar o item seleccionado sem o mover primeiro para
Shift+Delete
a Reciclagem
F2 Mudar o nome do item seleccionado
Ctrl+Seta para a Direita Mover o cursor para o início da palavra seguinte
Ctrl+Seta para a Esquerda Mover o cursor para o início da palavra anterior
Ctrl+Seta para Baixo Mover o cursor para o início do parágrafo seguinte
Ctrl+Seta para Cima Mover o cursor para o início do parágrafo anterior
Ctrl+Shift com uma tecla de seta Seleccionar um bloco de texto
Seleccionar mais do que um item numa janela ou no
Shift com qualquer tecla de seta ambiente de trabalho ou seleccionar texto num
documento
Ctrl com qualquer tecla de seta+Barra de Seleccionar vários itens individuais numa janela ou no
Espaços ambiente de trabalho
Ctrl+A Seleccionar todos os itens num documento ou janela
F3 Procurar um ficheiro ou uma pasta
Alt+Enter Apresentar as propriedades do item seleccionado
Alt+F4 Fechar o item activo ou sair do programa activo
Alt+Barra de Espaços Abrir o menu de atalho da janela activa
Fechar o documento activo (em programas que
Ctrl+F4 permitam a existência de vários documentos abertos em
simultâneo)
Alt+Tab Alternar entre itens abertos

Ctrl+Alt+Tab Utilizar as teclas de seta para alternar entre itens abertos

Ctrl+Roda de deslocamento do rato Alterar o tamanho dos ícones no ambiente de trabalho


Percorrer programas na barra de tarefas utilizando o
Tecla do logótipo do Windows
Aero Flip 3-D

+Tab
Utilizar as teclas de seta para percorrer programas na
Ctrl+tecla do logótipo do Windows
barra de tarefas utilizando o Aero Flip 3-D

+Tab
Alt+Esc Percorrer itens pela ordem de abertura dos mesmos
Percorrer elementos do ecrã numa janela ou no
F6
ambiente de trabalho
Apresentar a lista da barra endereço no Explorador do
F4
Windows
Shift+F10 Apresentar o menu de atalho do item seleccionado
Ctrl+Esc Abrir o menu Iniciar
Alt+letra sublinhada Apresentar o menu correspondente
Executar o comando de menu (ou outro comando
Alt+letra sublinhada
sublinhado)
F10 Activar a barra de menus no programa activo
Seta para a Direita Abrir o menu seguinte à direita ou abrir um submenu
Abrir o menu seguinte à esquerda ou fechar um
Seta para a Esquerda
submenu
F5 (ou Ctrl+R) Actualizar a janela activa
Visualizar a pasta um nível acima no Explorador do
Alt+Seta para Cima
Windows
Esc Cancelar a tarefa actual
Ctrl+Shift+Esc Abrir o Gestor de Tarefas
Shift quando inserir um CD Evitar a reprodução automática do CD
Alternar o idioma de teclado quando estão activados
Alt esquerdo+Shift
vários idiomas de teclado
Alternar o esquema do teclado quando estão activados
Ctrl+Shift
múltiplos esquemas de teclado
Alterar a direcção de leitura do texto em idiomas
Ctrl direito ou esquerdo+Shift de escrita da direita para a esquerda

Apresentar o ambiente de trabalho.


+D

Minimizar todas as janelas.


+M
Restaurar as janelas minimizadas para o ambiente de
trabalho.
+Shift+M

Procurar um ficheiro ou pasta.


+F
Percorrer os programas na barra de tarefas.
+T

3.3 Redes de computadores e Internet9

9
http://ssdi.di.fct.unl.pt/seminf/SI0405/docs/aula06/int-rc.pdf acessado 13 Fevereiro 13
3.3.1 O que são redes de computadores?

Uma rede de computadores é um conjunto de dois ou mais dispositivos (também


chamados de nós) que usam um conjunto de regras (protocolo) em comum para
compartilhar recursos (hardware, troca de mensagens) entre si, através de uma
determinada conexão, podendo ser: por fio de cobre, fibra óptica, ondas de rádio (sem
fios) e também via satélite.

Perceba que qualquer tipo de dispositivo capaz de enviar ou receber dados pode ajudar a
compor uma rede, não apenas um computador. Por essa razão, quando falamos em
componentes de rede, falamos de nós, e não computadores.

Exemplos de Redes:

 A Internet - Rede de comunicação de milhões de computadores conectados que


oferece inúmeros serviços;
 A Intranet de uma empresa – rede interna de uma empresa;
 Uma rede local doméstica;

Exemplos de nós que vemos com frequência conectados à uma rede:

 Terminais de computadores
 Impressoras
 Computadores
 Repetidores – repete a informação em transito
Ilustração 17 Repetidor

 Router – recebe informação de varios nós de origem e escolhe o melhor


caminho para a fazer chegar ao nó destinatario. Objectivo é partilhar meios de
transmissão

Ilustração 18 Router

 Switches - recebe informaçao de varios nós que depois é repassada para nós
destinatarios. Vários nós podem enviar informação simultaneamente. Objectivo
é partilhar meios de transmissão
Ilustração 19 Switch

 Hub - recebe informação de vários nós origens que depois é repassada para nós
destinatários. A transmissão é feita por um nó de cada vez. Objectivo é partilhar
meios de transmissão. Hub são usados em redes simples com pouco trafego.

Ilustração 20 Hub

 Bridges – é o mesmo que Hub, mas verifica a existencia do no destinario antes


de enviar. Se não estiver ligado não envia.
Ilustração 21 Bridge

Ilustração 22 Componentes duma rede simples


3.3.2 Para que ligar computadores em rede?

 Para ter acesso simultâneo a programas e dados importantes


 Para compartilhar e transferir arquivos
 Para compartilhar periféricos e outros recursos como a internet
 Para facilitar o processo de realização de cópias de segurança (backup)
 Para agilizar as comunicações (e-mail, chat, videoconferência)