Você está na página 1de 8

Confirmando os ânimos dos discípulos, exortando-os a permanecer na fé, pois que por muitas

tribulações nos importa entrar no reino de Deus.

Atos 14:22

1) A maior crise

Apostatarão...

Achará Fe quando vier...

2) Exemplos de fé

Ainda que ele me mate...

Se disserdes somente uma palavra

Hebreus 1:2-3

A palavra, que é Jesus, é a expressão exata de Deus. Deus e sua palavra, são um! Não
semelhante, nem parecido, mas exato.
Todas as coisas se prostram diante da palavra. A palavra do seu poder, sustenta todas as coisas.

2 Coríntios 5:17

Cristo é um lugar! Nós fomos exaltados, através do sangue de Jesus Cristo, estamos assentados
na desta de Deus nas regiões celestiais, eu sou o que a Bíblia diz que eu sou, eu sou justiça de
Deus, estamos livres de toda condenação, quem está em Cristo na existe sentença, nem
condenação, estamos libertos! Não podemos estar em Cristo, e ser a mesma pessoa em que
éramos. O que está estabelecido para raça humana, não pode nos alcançar pois já morremos e
somos novas criaturas!

João 13:38

Enquanto Jesus estava na terra, Ele Estava em um lugar!


Só iremos entender isso, lendo e conhecendo a palavra. Um nível mais elevado de vida, vida
abundante. Nos não estamos em busca da terra prometida, muito menos no deserto! Já
chegamos nela.

Efésios 6:12-13

Não podemos permanecer em um lugar, onde não estamos. Se estamos em um lugar inabalável,
quando o dia mal vem, vencemos tudo e permanecemos inabaláveis. Não temos que sentir, nem
achar, apenas permanecer no lugar que o Senhor Jesus estabeleceu pra nós! Nós estamos em
Cristo.

Você não pode disciplinar a carnalidade através da sua justiça própria. Não é na nossa força, não
porque fizemos, mas sim por causa que nos rendemos. Quando nos rendemos a palavra,
permaneceremos na palavra. A polda é pra que eu permaneça na palavra. Quando começamos a
crescer, o velho homem pode começar a se orgulhar, e esses galhos malignos quando começam
a crescer, Deus nos manda de volta para a palavra!

Efésios 1:3/ João 15:1-8


A polda é para limpar. Todo crescimento está sujeito a entrar engano, entrar coisas que não são
lícitas. O crescimento de um cristão, deve sempre recorrer aos fundamentos da palavra.

Existem duas formas para permanecer:

Confissão! Confessar que somos uma nova criatura, raça eleita, herdeiro e co-herdeiro. A
confissão nos dá a consciência de onde nós estamos. O testemunho é a experiência da
confissão. Enquanto a experiência não for feita, eu não tenho um testemunho, mas quando temos
um testemunho NOS ALEGRAMOS!

Permanecer justamente no que sabemos. Nós sabemos não só para saber, mas sabemos para
permanecer! As pessoas por muitas vezes sabem, para questionar. Quando na verdade devemos
saber para permanecer.

Nós temos que permanecer em Cristo, isso é uma escolha nossa.

Não existe evangelho sem confissão. O nosso caminho está sendo trilhado pelas palavras que
dizemos.

Nós não sabemos para apenas saber, mas para permanecer. E permanecendo na videira,
daremos frutos.

A bênção não está no saber mais, a bênção está no permanecer.

Os frutos que damos é pelo fato de estarmos ligados à videira, isto é, frutos que ninguém dá, nós
iremos dar, porque estamos em Cristo, e o Pai é glorificado, por causa desses frutos.

Quando sabemos para saber viramos bons filósofos, mas quando sabemos para permanecermos
em Cristo, descobrimos a paternidade do nosso Pai.

1 Coríntios 16:13

Quando formos bombardeados, o que devemos fazer? Permanecer firmes, confessando a


Palavra.

Atos 14:21-22 / 2 Pedro 1:12-15

Alguns estavam cheios e confirmados da verdade, mas nem por isso Pedro deixou de lembra-los.
A exortação nesta manhã pelo Espírito de Deus é: Não desista! Permaneça firme na fé!

Sabe porque algumas pessoas não celebram a posição que estão, digo, em Cristo? Porque falta
honra. Não é apenas dizer “eu sei que estou em Cristo”, mas celebrar isso, permanecendo firme.

2 Pedro 3:1 / Gálatas 5:1

Permanecer é inconveniente para nossa razão, nossa mente, nosso saber, contudo se
permanecermos teremos a nossa vitória. Devemos permanecer firmes, não nos submetendo ao
jugo da escravidão. Vai acontecer aquilo que nós estamos crendo e falando!

Aprendendo a permanecer na fé

A maior virtude do cristão é aprender a permanecer na fé mesmo quando as coisas não


acontecem. Quantos anos Abraão esperou uma promessa sem ter a posse? Ele esperou por
volta de 70 anos. Normalmente quando você passa contrariedades você desiste da fé? Ou você
tem uma fé imediata e vê o teu milagre na mesma hora? Ou você se frustra?
Deus quer que você esteja nesse lugar de contradição para que você cresça. Esse ponto de
tensão é o mais importante da vida do cristão, é nessa hora que você mostra a sua força interior.
Tem gente que prefere desistir para não lutar. Outros acham que o poder das trevas é muito forte,
isso porque não conhecem o poder de Deus.
Você consegue compreender o que é andar em vitória quando você entra no mundo espiritual.
Aquilo que os olhos não viram, aquilo que o coração humano não compreendeu. Quando o
Espírito Santo te revela muda a sua existência. Você começa a ver as coisas com firmeza, com
autoridade. Você começa a ver as coisas segundo a perspectiva da palavra de Deus e nenhuma
situação abalará a sua paz.
A maior batalha da humanidade hoje é em como enxergamos a vida. A forma que enxergamos a
vida é o que faz a diferença. Eu quero cada vez mais enxergar a vida pelas lentes da palavra de
Deus e isso pode ser o seu diferencial nessa vida. É a revelação do Espírito Santo que comunica
com você e não sua inteligência ou perspicácia. Enquanto as outras pessoas se limitaram numa
perspectiva de existência, você transcende isso.

A importância de permanecer firme na caminhada


Portanto, meus amados irmãos, mantenham-se firmes, e que nada os abale. Sejam sempre
dedicados à obra do Senhor, pois vocês sabem que, no Senhor, o trabalho de vocês não será
inútil (I Coríntios 15:58).

Infelizmente muitos Cristãos que um dia foram brasas vivas, foram chapa quente estão passando
por um processo de esfriamento espiritual. Muitos que um dia faziam a obra de Deus com alegria
hoje vivem se arrastando na fé encontrando dificuldade até mesmo para participar dos cultos.
Apesar de Paulo dizer que nós devemos ser SEMPRE dedicados a obra do Senhor, porque no
Senhor, o nosso trabalho não é inútil, muitos estão abandonando a frente de trabalho, muitos não
estão conseguindo manter a chama acesa.

Vamos estudar a luz da bíblia alguns motivos que levam o cristão a esse esfriamento e como ele
pode ser evitado.

1º. (Mateus 24:12) - E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará.

A palavra iniqüidade tem o mesmo significado de maldade, Jesus disse, a maldade no mundo vai
chegar a tal ponto que muitos cristãos vão deixar de acreditar, o amor vai esfriar. E o maior
requisito para que nós possamos permanecer firmes fazendo a obra de Deus é o amor. Amar a
Deus sobre todas as coisas e ao teu próximo como a ti mesmo são os maiores mandamentos do
cristão, nenhum Cristão consegue se manter firme, inabalável, nenhum cristão consegue se
manter dedicado a obra do Senhor se a chama do amor não estiver acesa dentro dele. O cristão
que é dedicado a obra do Senhor não se abala com a maldade do mundo. Lembre-se

O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta (I coríntios 13:7). Não permita que a
maldade do mundo pare você, permaneça firme porque no Senhor o nosso trabalho não é inútil.
Jesus disse: e por se multiplicar a iniqüidade o amor de muitos se esfriará, mas aquele que
perseverar até o fim será salvo.

2º. Não vos enganeis. As más companhias corrompem os bons costumes (I Corintios 15:33).

Existe um ditado que diz: diga com quem andas e eu te direi quem és. Devemos ter todo o
cuidado para que as nossas amizades não venham roubar de nós o desejo de fazer a obra de
Deus. Quando andamos com as pessoas erradas aumenta o risco de praticarmos coisas erradas.
Muitos cristãos que já foram verdadeiras labaredas de fogo, firmes e comprometidos com a obra
de Deus perderam a salvação porque se envolveram com pessoas erradas. Na bíblia temos um
exemplo: No Juízes do capítulo 13 ao 16 conta a história de Sansão , ele foi um homem que
nasceu debaixo de uma promessa, seria usado por Deus para libertar o seu povo , foi tomado
pelo espírito de Deus, foi revestido de uma tremenda força, era o terror dos inimigos do seu povo,
mas ele começou a se envolver com as pessoas erradas até que um dia ele Conheceu uma
mulher chamada Dalila, essa mulher conseguiu destruir o relacionamento que Sansão tinha com
Deus, diz a bíblia no livro de juízes cap. 16:19 que a força deixou Sansão e ele foi vencido pelo
inimigo por causa da má companhia de Dalila. Temos que estar atentos, quando o povo de Deus
ia entrar na terra prometida Deus disse: guarda-te de fazeres aliança com os moradores da terra
em que hás de entrar, para que não sejam por laço no meio de ti (Êxodo 34:12). Cuidado com
quem você anda lembre-se a bíblia diz que a luz não tem comunhão com as trevas. Não permita
que as más companhias abalem o seu relacionamento com Deus. Lembre-se: Felizes são
aqueles que não se deixam levar pelos conselhos dos maus, que não seguem o exemplo dos que
não querem saber de Deus e que não se juntam dos que zombam de tudo o que é sagrado!
(Salmo 1:1).

3º Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o reino de Deus e aquilo que Deus
quer,(Mateus 6:33).

O fogo que arde dentro do homem é o fogo do seu desejo, se ele permanecer firme desejando as
coisas de Deus o fogo do espírito vai estar aceso dentro dele, mas se ele começa a cobiçar as
coisas do mundo e passa a buscá-las em primeiro lugar com certeza o fogo do espírito vai se
apagar e ele vai para longe de Deus e para perto do mundo. Porque, onde esta o teu tesouro ai
esta também o teu coração (Mateus 6:21). Fique firme na caminhada não permita que a fadiga, o
cansaço, as preocupações desse mundo consigam parar você. De prioridade para o reino de
Deus lembre as palavras que o apostolo Paulo disse ao seu discípulo Timoteo: Nenhum soldado
em serviço se embaraça com negócio desta vida, a fim de agradar aquele que o alistou para a
guerra (II Timoteo 2:4). Você é um soldado do exército de Cristo, alistado por Cristo para fazer a
obra de Deus. Fique firme nessa caminhada, Mantenha o fogo do espírito aceso dentro de você
tendo sempre uma certeza. As aflições desse tempo presente não são para comparar com a
glória que em nós há de se revelada (Romanos 8:18).

Só depende de você o fogo que arde dentro de você é o fogo do teu desejo, Alguém pode roubar
a tua saúde, pode roubar o teu dinheiro, pode roubar até mesmo a tua família, mas ninguém pode
apagar a chama do teu desejo. Pois estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos,
nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a
profundidade, nem alguma outra criatura poderá nos separar do amor de Deus, que esta em
Cristo Jesus nosso Senhor (Romanos 8:38,39).

LEMBRE-SE: Permaneça firme nesse caminho, porque nesse caminho o teu trabalho não é
INÚTIL.

Como Permanecer Firme num Mundo em Crise

“Vigiai, estai firmes na fé, portai-vos varonilmente e fortalecei-vos”. (I Coríntios 16:13).


Hoje eu quero meditar um pouco com vocês sobre algumas exortações que a Palavra de Deus
nos dá, para que possamos permanecer firmes na vida cristã. A cada dia que passa, fica mais
difícil viver aqui no mundo. Hoje só se ouve falar em crise e, estamos verdadeiramente vivendo
num mundo em crise. Crise não só financeira e econômica, mas, crise na família, no trabalho,
crise em todos os aspectos. É bom lembrar também que “estamos no mundo, mas não somos do
mundo” e, o planeta Terra fica cada vez mais corrompido e mais distante do padrão do Reino de
Deus. A ordem de Deus, portanto, é:

1 – Vigiar - Nos tempos antigos as cidades eram muradas e possuíam torres de vigia. Ali ficava o
soldado vigiando para verificar se vinha algum inimigo atacar a cidade. Assim também o Senhor
manda que fiquemos vigilantes, pois, como diz I Pedro 5.8: “Estejam alertas e vigiem. O Diabo, o
inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar”.
Portanto, devemos nos manter sempre vigilantes, não dando brechas para o inimigo.

2 – Estar firme na fé – Ainda nos reportando a I Pedro 5.9, lemos: “Resistam-lhe, permanecendo
firmes na fé”. A fé é o nosso escudo de proteção que o Senhor nos dá, para que possamos nos
livrar dos dardos inflamados que o Diabo lança contra nossa vida. Efésios 6.16, diz: “Além disso,
usem o escudo da fé com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno”.

3 – Portar com coragem – A Bíblia nos compara a soldados. Somos soldado de Cristo e, como
tais, não podemos jamais ser covardes. Pode vir a tribulação que vier nos atingir, não podemos
nos acovardar, mas sair a combate, usando a armadura de Deus, que está descrita em Efésios 6.
13 a 17. Ainda mais, quando sabemos que o Senhor é a nossa Bandeira, Ele luta as nossas
batalhas. Em Romanos 8 .37, lemos: “mas, em todas estas coisas somos mais que vencedores,
por meio daquele que nos amou”. Em Isaias 41.10, lemos: “Por isso, não tema, pois estou com
você; não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei; eu o segurarei com a
minha mão direita vitoriosa”. Que maravilha!

4 – Fortalecei-vos – A ordem de Deus é a de que eu me mantenha sempre fortalecido. Como


posso me fortalecer? Através de uma vida de intimidade diária com Jesus, me alimentando da
Sua Palavra, desenvolvendo uma vida de oração, tendo comunhão com os irmãos. Estas são
formas de nos mantermos fortalecidos e, podermos resistir aos ataques do Diabo. Em Jeremias
15 .16, lemos: “Quando as tuas palavras foram encontradas, eu as comi; elas são a minha alegria
e o meu júbilo, pois pertenço a ti, Senhor dos exércitos”. Vejamos ainda Salmo 119.11: “Guardei
no coração a tua palavra para não pecar contra ti”. Finalmente, Filipenses 4 .13, diz: “Tudo posso
naquele que me fortalece”.

Reflexão: Que aceitemos o desafio de viver uma vida vitoriosa aqui na terra, nos comprometendo
a ser mais vigilante, a termos mais fé, a sermos mais corajosos e, tendo mais intimidade com o
Senhor, através da leitura da Bíblia, meditação na Palavra e da oração. A vitória será certa!

O Livro de Atos registra que enquanto os apóstolos pregavam com ousadia e intrepidez e com
determinação alcançavam resultados incríveis na evangelização, alguns judeus incrédulos
trabalhavam contra. Mas o Senhor cooperava com Seus discípulos na pregação confirmando a
palavra pregada e concedia a eles que fizessem sinais e prodígios em nome de Jesus. Se de um
lado existiam homens determinados a seguir a missão de Cristo e em Seu nome realizavam
milagres, curas e maravilhas de outro havia um povo que tentava de todas as formas impedir a
pregação e persistiam na perseguição ao Evangelho. Isso acontecia na Igreja Primitiva e não é
diferente nos dias atuais. Temos notícias de perseguições aos cristãos e constantes são os
testemunhos de homens que passam por tribulações, mas permanecem firmes na missão de
levar o Evangelho até os confins da terra. Paulo sofreu a mesma perseguição que os apóstolos
haviam sofrido antes dele, mas não deixou de fazer as viagens missionárias e, mesmo nas
prisões, levou o evangelho a todos quanto pode alcançar e foi capacitado poderosamente pelo
Espírito Santo para dar testemunho da verdade e chamar muitos judeus e gentios à fé. Entrar no
Reino de Deus deve ser a nossa determinação e nessa meta devemos colocar nosso foco, com a
ajuda do Espírito Santo que nos capacita. Não importam quantos estão contra, Deus é por nós e
nos diz:

Esforçai-vos, e animai-vos; não temais, nem vos espanteis diante deles; porque o Senhor teu
Deus é o que vai contigo; não te deixará nem te desamparará. Deuteronômio 31:6

Por que o Reino de Deus é um reino de:

1. Cura – Lucas 9.2


2. Libertação – Lucas 11.20
3. Suprimento em abundância – Mateus 6.33 e Efésios 3.20
4. Justiça – Romanos 14.17
5. Paz – Romanos 14.17
6. Alegria – Romanos 14.17
7. Poder – 1ª Coríntios 4.20
8. Celebração – Lucas 14.15 e Apocalipse 3.20
9. Lugar de honra – Efésios 2.6

A RESPONS ABILID ADE D E PERMANECER LIVRE

Romanos 3:9 diz que todos estamos debaixo do pecado. Nesse versículo, “debaixo de” também
pode ser traduzido como “sob o poder”. Logo, todos nós estamos debaixo do poder do
pecado. Esse poder é como uma corda que nos amarra e tira a liberdade. Sem Deus, todo
homem vive essa situação e é como um escravo (Rm 6:6,12,14,17).

Depois de crer, porém, deixamos de ser pecadores escravos para nos tornar filhos livres que
estão amadurecendo para se tornar herdeiros (Rm 8:14-17). Porém, nessa fase, as lutas não
cessam. O inimigo continua empenhado em nos fazer ceder ao pecado. As tentações não
cessam em razão de crermos, pelo contrário, muitas vezes se intensificam.

O resultado é que todos os dias estamos em constante batalha. Cansados dessa luta constante,
chegamos a pensar: o que há de errado comigo? Por que não consigo me libertar de certas
atitudes que voltam a me levar a pecar? Se sou nova criatura em Deus, como posso ainda sofrer
derrotas em áreas estratégicas da minha vida? Nesse texto, mostraremos que é possível
vencer, mas isso é responsabilidade nossa, depende de nossa escolha em ter fé e ter
contato com a Palavra.

Quando conhecemos Jesus e deixamos Ele nos transformar, experimentamos a verdadeira


liberdade, que nos permite adorá-lo por espontânea vontade e viver a graça. A graça nos traz o
desejo de fazer a vontade de Deus que é alimentado pela fé. Isso nos faz permanecer realizando
as obras do Espírito. Esse sentimento ainda nos enche de um dever: mantermo-nos longe do
pecado e das obras que não provém de Deus.
Escolher uma vida assim é nossa responsabilidade. É um viver diário de tomar por fé o que
foi realizado na cruz. É crer que o sangue precioso de Cristo lidou com todas as coisas negativas
do universo. Na cruz, Jesus crucificou o pecado (a natureza pecaminosa), os pecados (nossos
atos pecaminosos), o mundo, a velha criação, Satanás, o velho homem e aboliu a lei de
mandamentos (2 Co 5:17; Rm 6:6; Gl 5:24; 2 Co 5:21; 1 Pe 2:24; Gl 6:14; Hb 2:14; Ef 2:15).
Quando Jesus foi sepultado, também sepultou o nosso passado; quando ele ressuscitou ao
terceiro dia, nós ressuscitamos com Ele; quando ascendeu, ascendemos juntamente com Ele e
nos fez assentar nos lugares celestiais (Ef 2:6).

Logo, repito e explico mais: é responsabilidade nossa escolher e viver uma vida vitoriosa por
meio da fé. Deus já fez o suficiente por nós. Todas as suas preciosas e mui grandes promessas
nos foram doadas. Ele mesmo entregou Seu filho e não poupará mais nada em nosso favor. Ele
mesmo nos dará graciosamente todas as coisas, inclusive o poder para ser mais que vencedores
por meio da fé! (Rm 8:31-34, 37).

O segredo é crer no poder do Espírito em nosso espírito e assim anular o poder da nossa carne,
como diz o versículo: “Porque, se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas, se,
pelo Espírito, mortificardes os feitos do corpo, certamente, vivereis” (Rm 8:13).

Essa capacidade de nos afastar do mal nos é dada através da comunhão diária com o Espírito
Santo de Deus. Ele nos capacita a vencer e nos leva a uma mudança de vida duradoura, para
que através da armadura de Deus, possamos resistir e vencer as tentações.

Já que se trata de uma escolha, nunca podemos nos livrar totalmente de tal
responsabilidade. Infelizmente, é muito fácil colocar todas as expectativas e nossos deveres
como sendo responsabilidades de Cristo. Sem dúvida alguma, Jesus veio para libertar o
homem do pecado, para lhe dar sua maravilhosa graça, entretanto, é uma decisão diária manter-
se livre ou não. Tomar o posto de vencedor ou retomar às velhas práticas, àquelas que tínhamos
antes de conhecer a Cristo, depende de querermos ou não seguir o Seu caminho.

Além da questão da escolha e da fé, há outro item importante: a palavra.

Veja esse versículo: “não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu
Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel” (Isaías 41:10). A partir
dessa leitura é importante lembrar que Deus nunca nos desampara, Ele nos sustenta e
aconselha através da sua palavra. Ele é o nosso melhor amigo e confidente. No entanto, deu-
nos livre arbítrio. Apesar de saber o que é melhor para cada um de nós, deu-nos o arbítrio de
decidir segui-lo ou continuar exatamente onde estamos, sendo vencidos pelas circunstâncias da
vida, conhecendo a liberdade de Cristo, sem, no entanto, vive-la.

Outro texto bíblico que também nos mostra a responsabilidade de permanecer livre é Gênesis
2:15-17: “E tomou o Senhor Deus o homem e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar.
E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim comerás livremente,
mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia em que dela
comeres, certamente morrerás”.

Neste texto, vemos que Deus nos deixa cientes da sua vontade e nos dá os meios necessários
para segui-la: a fé e a palavra são dois meios que estamos enfatizando aqui. Força e refrigério
são nossos presentes divinos para que possamos fazer a nossa parte, de segui-lo todos os dias,
escolhendo a sua vontade em detrimento da nossa. Assim como no jardim do Éden, hoje, temos
a escolha de comer ou não dos frutos que surgem ao longo da caminhada querendo privar-nos de
nossa liberdade em Cristo.
Há um louvor da Aline Barros que diz: “A caminhada com Jesus não é fácil, eu sei, cair e levantar
escreve a tua história”. Concordo com a música, nossa vida cristã é exatamente assim. Assim, se
lembrarmos que aquele que começou a boa obra em nós, há de completá-la, pois é fiel, justo e
não nos deixa desamparados; então, podemos tomar a posição de filho responsável, que sabe
decidir seguir o mestre para permanecer irrepreensível e viver a liberdade oferecida por Ele.
Nesse momento, encheremos a nós mesmos de fé e de Palavra para nos tornar mais que
vencedores. Lembre-se a responsabilidade de permanecer livre é sua. Por isso, faça a
escolha boa e certa, escolha Deus, escolha viver! Seja responsável pela sua liberdade: creia,
leia a Palavra e vença!

COL ABO RA ÇÃO ENVI A DA P O R CA RL OS SOA RE S .

Interesses relacionados