Você está na página 1de 3

AlfaCon Concursos Públicos

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
ÍNDICE
Extinção do Ato Administrativo�����������������������������������������������������������������������������������������������������������������������2
Anulação ou Invalidação (controle de legalidade)��������������������������������������������������������������������������������������������������������2
Revogação (controle de mérito)���������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������2
Cassação������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������2
Caducidade��������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������2
Convalidação�����������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������2

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
1
AlfaCon Concursos Públicos

Extinção do Ato Administrativo


Anulação ou Invalidação (controle de legalidade)
˃˃ Vícios de ilegalidade (ato ilegal).
˃˃ Feita pela Administração que praticou o ato ou pelo Poder Judiciário (se provocado).
˃˃ Alcança atos vinculados ou discricionários.
˃˃ Efeitos: Retroativos (ex tunc).
˃˃ Prazo (decadencial): Atos dos quais decorram efeitos favoráveis ao destinatário → 5 anos (salvo
comprovada má-fé).
“Lei 9.784/99 - Art. 53. A Administração deve anular seus próprios atos, quando eivados de vício de lega-
lidade, e pode revogá-los por motivo de conveniência ou oportunidade, respeitados os direitos adquiridos.
Art. 54. O direito da Administração de anular os atos administrativos de que decorram efeitos favoráveis
para os destinatários decai em cinco anos, contados da data em que foram praticados, salvo comprovada
má-fé”.

Revogação (controle de mérito)


˃˃ Mérito administrativo: juízo de conveniência e oportunidade (ato legal).
˃˃ Feita apenas pela Administração que praticou o ato.
˃˃ Alcança apenas atos discricionários.
˃˃ Efeitos: não retroativos (ex nunc).
˃˃ Prazo: em regra, a qualquer momento, mas alguns atos não podem ser revogados:
»» atos consumados (que já exauriram seus efeitos);
»» atos vinculados;
»» atos que geraram direito adquirido;
»» atos que integram um procedimento.

Cassação
Desfazimento do ato por descumprimento dos requisitos de sua manutenção.
Caducidade
Extinção do ato pela vigência de uma lei nova, incompatível com a manutenção de tal ato, que
proíba ou torne inadmissível determinada atividade que antes era legalmente permitida.
Convalidação
˃˃ Correção de vícios sanáveis.
˃˃ Efeitos retroativos.
→→ Podem ser convalidados vícios relativos:
˃˃ à competência (em razão da pessoa, salvo se exclusiva);
˃˃ à forma (salvo quando a lei determina que ela é elemento essencial de validade).
Convalidação tácita
O Art. 54 da Lei 9.784/99 prevê que o direito da Administração de anular os atos administrativos
de que decorram efeitos favoráveis para os destinatários decai em cinco anos, contados da data em
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
2
AlfaCon Concursos Públicos

que foram praticados, salvo comprovada má-fé. Desse modo, decorrido esse prazo sem que haja a in-
validação do ato, considera-se esse vício convalidado, não comportando mais a anulação do mesmo.
Convalidação expressa
O Art. 55 da Lei 9.784/99 estabelece que em decisão na qual se evidencie não acarretarem lesão
ao interesse público nem prejuízo a terceiros, os atos que apresentarem defeitos sanáveis poderão ser
convalidados pela própria Administração.
EXERCÍCIOS
01. Os atos administrativos extinguem-se por diversas razões, dentre elas, a retirada, que com-
preende a revogação e a invalidação ou anulação. A revogação e a anulação constituem-se,
respectivamente, na retirada do ato
a) por razões de ilegalidade, produzindo efeitos, em regra, para o futuro na primeira hipótese e
retroativos à data em que emitido, na segunda hipótese.
b) por razões de ilegalidade e por razões de conveniência e oportunidade, produzindo efeitos,
em regra, retroativos à data em que emitido na primeira hipótese e para o passado na
segunda hipótese.
c) por razões de conveniência e oportunidade e por razões de ilegalidade, produzindo efeitos,
em regra, para o futuro na primeira hipótese e retroativos à data em que emitido, na segunda
hipótese.
d) com fundamento no exercício do poder hierárquico e, no segundo caso, com fundamento
no exercício do poder discricionário.
e) pelo Poder Judiciário, após provocação e pela Administração, de ofício, produzindo efeitos,
em regra, para o futuro na primeira hipótese e retroativos à data em que emitido, na segunda
hipótese.
02. Considere que um servidor tenha sido demitido do serviço público por meio de ato de auto-
ridade incompetente. Nessa situação, o ato administrativo poderá ser invalidado tanto pela
Administração como pelo Poder Judiciário.
Certo ( ) Errado ( )
03. A revogação de um ato administrativo produz efeitos retroativos à data em que ele tiver sido
praticado.
Certo ( ) Errado ( )
04. O ato discricionário, dada sua natureza, não está sujeito à apreciação judicial.
Certo ( ) Errado ( )
05. O Poder Judiciário poderá revogar um ato administrativo editado pelo Poder Executivo, se o
ato for considerado ilegal.
Certo ( ) Errado ( )
GABARITO
01 - C
02 - CERTO
03 - ERRADO
04 - ERRADO
05 - ERRADO

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
3