Você está na página 1de 30

16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.

edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção LO G I N SIGN UP  D O W N LO A

PDF
apostila - Produção de vídeo -
roteiro e Direção
Josias Pereira Kelly Demo Christ

Josias Pereira Festival de Video F…

Download with Google

Download with Facebook

or download with email

READ PAPER

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 1/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 2/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 3/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 4/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 5/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 6/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 7/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 8/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 9/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 10/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 11/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 12/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 13/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 14/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 15/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 16/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 17/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

 
conceito  e  sentimento  de  culpa  por  esse  ato  de  violência.  Na  mesma  cena  há  um
plano  aproximado  de  pés  balançando  no  ar,  o  que  indica  para  o  espectador   que  ma
d i ã d f
https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção
d E i ifi d f i d b id18/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu
uma  das  irmãs  morreu,  dessa  vez  enforcada.  Esse  significado  foi  sendo  absorvido 
partir de certas imagens que nos levam a uma conclusão, servido como códigos visua
apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A
para  fechar  um  raciocínio  lógico,  como  imagens‐chave:  corda  +  foto  do  homem 
expressão de sofrimento + pés balançando no ar. 

Esses  planos  aproximados  são  os  populares  e  chamados  Closes,que  também  podem
identificados como Planos Detalhes. 

Planos  Abertos  –  São planos que buscam um distanciamento maior em relaçã


à  ação.  Eles  são  mais  narrativos,  pois  o  que  se  olha  é  o  espaço  que  cerca  o  ato
situando  o  espectador  a  determinado  local.  A  mais  clássica  forma  de  usar  esse  tipo  d

plano  são  os  inícios  de  filmes,  que  geralmente  pegam  toda  a  cidade  para  depois 
aproximando a câmera para o protagonista. 

Esses  dois  planos  são  os  primeiros  a  aparecerem  no  curta.  Ambos  pegam
variadas  pessoas  em  locais  abertos,  o  que  indica  certo  desejo  de  demonstrar  mais 
espaço  do  que  o   personagem.  Na  narrativa  de   As  Irmãs  Maniacci ambos  os  plano
servem para nos transportando logo de início para o universo da época e da cidade em
que  a  história  se  passa,  ou  seja,  pelotas  nos  meados  dos  anos  20.  A  primeira  mostr
vários  trabalhadores  na  frente  da  sede  do  Jornal  O  Rebate  e  a  segunda  demonstr
pessoas  assistindo  um  espetáculo  no  Teatro   Guarany.  Estes  dois  espaços  (O  Rebate
Guarany)  são  locais  típicos  do  Sul  do  país,  sobretudo  de  Pelotas,  assim  esses  loca
servem  novamente  como  imagens‐chave  para  a  compreensão  do  roteiro.  Outr
detalhe  que  permite  uma  melhor  forma  de  afirmar  o  clima  e  a  época  em  que  se  pass
o  curta  é  a  cor  das  fotos,  ambas  estão  com  cores  em  sépia  (amareladas),  isso  faz  com
que o espectador  perceba de imediato de que ambas as fotos são de épocas passadas

Esse tipo de plano pode ser chamado também de Plano Geral . 

Plano  de  cima  para  baixo  –  É  caracterizado  pela  câmera  que  filma  de  cim
determinada  ação.  Esse  plano  imprime  de  certa  forma  um  significado  bastant
1

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 19/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu
 

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A


 
utilizado  no  cinema,  o  de  inferioridade  em  relação  à  outra  coisa.  Funciona  com 
sentido  de  algo  “grande”  olhando  para  algo  “menor”,  estabelecendo  uma  relaçã
diferenciada do plano aberto e fechado, pois este busca aflorar a dramaticidade. 

Ele  também  pode  ser  entendido  como  um  adulto  (tamanho  maior)  que  olh

uma  criança  (tamanho  menor),  ou  também  para  indicar  lugares  muito  altos,  com
pontes e prédios. Isso depende muito da forma como é usado, podendo gerar variado
significados,  no  caso  “códigos  narrativos”,  que  ajudam  o  filme  a  se  tornar  cada  ve
mais interessante. 

A  imagem  a  cima  demonstra  certa  fragilidade  da  personagem  Joaquina,  e  ess


posição  de câmera  (de cima  para baixo)  nos leva  a crer que é a  mais  amedrontada da
irmãs, pois é a mais nova e de certa forma com a mentalidade mais infantil entre elas.

Plano  de  baixo  para  cima  –Ao  contrário  da  explicação  anterior,  esse  tipo  d
plano  implica  na  grandiosidade  de  algo,  servindo  para  impor  um  sentido  d
superioridade. 

Este  plano  do  curta  indica  tanto  uma  grandiosidade  em  relação  ao  espaço
quanto também os indícios de que a personagem, e última irmã viva, vai se  suicidar s
 jogando do parapeito de sua casa. Logo uniu dois sentidos em apenas um plano. 
https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 20/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

 
Há  tam ém  o   pla o  subjeti  o,  que  é  uma  espé ie  de  visão  dos  olh s  d
personagem. A câmera se comporta  omo o olh  do ator e acompanha o que ele vê, 
geralmente usado para cri r um clima mais íntimo com a ação do pers nagem. 

 
2.4   ESTÉTICA/FOTO RAFIA 
Um  filme  é  ma  fusão  de  variados  eleme tos  que   j nto
for am  uma  narrativa.  E ses  eleme tos  são  fu damentai par
o  e tendimen o  pleno  d   obra  e  para  causa  uma  sensaç o  a
esp ctador.  Cabe  ao  Dire or  da  obra  pensar  no  roteiro  do  film
par   se  encaixar  em  determina  estética,  e  é  is o  que  vai  dar 
tom  certo  qu   o  filme  precisa,  sej   uma  câmera  parad ,  em
mo imento,  girando,  ou  cores  mais  claras  ou  mais  escu as. 
fundamental  q e  toda  a  quipe  ten a  em  mente  o  tipo  e  filme  que  buscam  aze
pois  assim  a  estética se  torna  a  chav   para  que o  espectador  sinta  o clima  do  ilme
causando sensações e mo entos cad  vez mais  nvolvente . 

O  comportamento  da  câmera  tem  um  grande  poder  sobr a  image n


produção  fílmi a.  Seus  movimentos  e  até  mesmo  o  nã ‐movimen o  podem  gera
significados  ex ressivos  ara  a  narrativa,  tor ando  um   cena  mais  eletriza te 
inquieta  ou  mais  calma  e  arrasta a.  Abaix   citaremo   alguns  esses  tip s  d
com ortament da câmer : 

Câmera   na  mão  –  O  ato  de  segurar  o  equipamento  nas  mãos  permite um
mai r  mobilidade  de  movimentos  controle  sobre  a  câmera,  m s  esse  tipo  d
modalidade  de  uso  traz  c rtas  trepidações  par   a  imagem,  e  são  ne ses  balanços  d
câm ra  que  o  filme  ganha  significados.  A  câmer   na  mão  t rna  a  cen   mais  inquieta 
com  certa  agilidade,  log   é  bastante  usada  m  filmes  de  ação  e  suspense, po

com lementam  junto  com a  montag m um ritmo rápido  e até  mesm  desconfortáve


Nos  suspenses    nos  filmes  de  terror   a  câmera  na  mão  é  utilizada  de  orma  mais  lent
com um  elem nto  para  riar  um  cli a  de  tensão  crescen e,  há  tam ém  o  uso  ess
movimento para caracteri ar o  plano subjetivo, no caso a visão do olho do ator, j qu
as trepidações  a imagem são parecidascom a visão do olh  humano. 

Outro  ênero  cinematográfico  que  utiliza  muito  desse  ecurso  são  o


doc  mentários,  pois  a  relação  da  c mera  co   o  operador  é  ativa,  aproxima do 
ima em filmada para um tom mais orgânico natural logo torna a imagem ma
https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 21/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu
ima em  filmada  para  um  tom  mais  orgânico    natural,  logo  torna  a  imagem  ma
próxima do que se pode c amar de “real”. 
apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A
O  cuidado  que  se  deve  ter  com  a  câ era  na  mão  é  não  tremer  muito 
equipamento,  j que  isso  era  um  pensamento  e  amadorismo  e  falt   de  controle  em
rela ão ao equi amento. 

 
Câmera  fixa  –O equipamento parado, sem nenhum tipo de movimentação, no
remete  a  uma  imagem  calma  que  torna  o  filme  mais  distante  dos  personagens,  ma
que  foca  no  ambiente  e  na  atuação  sem  interferências  agressivas  à  imagem.  Ela  serv
também para dar um ritmo mais realista às cenas e para descrever o ambiente em qu
o  personagem  se  encontra,  aliando  a  câmera  fixa  com  o  plano  aberto.  Os  filme
europeus de diretores mais pessoais utilizam muito este recurso. 

Câmera  lenta ‐Os movimentos e ações no filme são vistos numa duração maio
do  que  a  normal,  dando  a  sensação  de  que  o  próprio  tempo  está  passando  ma
devagar  do  que  o  normal.  O  recurso  da  "câmera  lenta"  é  muito  usado  em  filmes  d
ficção  para  criar  tensão  ou  ampliar  momentos  de  clímax,  para  modificar  o  ritm
normal  dos  movimentos  e  ajustá‐los  à  trilha  sonora  escolhida  ou  ainda,  ma
recentemente, para enfatizar  cenas de violência. 

A câmera lenta permite observar em detalhe fenômenos muito rápidos, como 
queda  de  uma  gota  de  água,  o  disparo  de  um  revólver  ou  a  movimentação  do
músculos de um animal correndo. 

Clímax  e enfatizar , são duas palavras que caracterizam bem o uso deste recurs
cinematográfico.  Constantemente  são  usados  com  planos  fechados,  como  olhos,  boc
e  pernas,  buscando  focar  a  atenção  para  algum  movimento  ou  ação  específica.  Est
efeito também pode ser chamado de Slow  Motion. 

Coloração  –  A  utilização  das  cores  nas  cenas  é  algo  crucial  para  atingir  cert
sentido  proposto  para  a  obra  cinematográfica.  As  escolhas  das  cores  que  dominam  a
cenas de um filme são realizadas pelo o Diretor de Fotografia junto com o Diretor, po
elas interferem significativamente no clima e sentimentos da obra. 

A  escolha  de  cores  mais  vivas  e  alegres  determina  um  sentido,   já  cores  ma
escuras e mórbidas é o posto cabe ter certo conhecimento estético para definir qual
https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 22/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu
escuras e mórbidas é o posto, cabe ter certo conhecimento estético para definir qual 
“cara”  que  o  roteiro  do  filme  pretende   seguir.  Vamos  simplificar  e  dividir  as  cores  em
apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção
 frias e quentes. 
 D O W N LO A

 
  Cores  frias:  como  o  próprio  nome  indica,  estão  associadas  à  sensação  de  frio, 
são  essencialmente  todas  as  cores  que  derivam  do  Violeta,  Azul  e  Verde.  Sã
consideradas  cores  calmantes.  Associam‐se  à  água,  ao  frio,  ao  gelo,  ao  mar,  a
céu,  às  árvores,  entre  outras.  O  uso  dessas  cores  nos  filmes  permite  cria
sensações mais depressivas e macabras, como nos filmes de horror e suspense
São  também  usadas  para  designar  um  cenário  gelado  e  frio,  como  também
para  filmes  futuristas  (espaciais  e  ficções  cientificas),  pois  essas  cores  trazem
consigo um tom de modernidade. 

  Cores  quentes:  estão  associadas  a  sensações  completamente  opostas  àquela


que  as  cores  frias  transmitem.  Assim,  as  cores  quentes  associam‐se  à
sensações  de  calor,  adrenalina.  São  consideradas  cores  excitantes.  As  core
quentes  são  todas  aquelas  que,  no  circulo  das  cores  primárias  derivam  da
seguintes  cores:  Amarelo,  Laranja  e  Vermelho.  Estas  cores  estão  ligadas  ao  so
fogo,  a  vulcões  em  erupção,  entre  outras.  No  cinema  essas  cores  remetem 
algum  momento  feliz  e  a  lugares  mais  movimentados  e  com  uma  temperatur
alta, como praias ou o pôr do sol. São bastante usados em filmes de romance 
comedia,  já  que  os  sentimentos  nesses  filmes  são  alegres  e  suaves,  buscand
sempre um ritmo e sensação de alto astral e camaradagem. 

Se  você  percebero  curta  que  estamos  usando  de  exemplo,  As  Irmãs  Maniacci ,  tra
bastante desse conceito de cores. Repare que em todos os planos as cores são sempr
mórbidas e sem muita vida pois na produção foram usados muitos objetos e figurino
https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 23/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu
mórbidas  e sem  muita vida,  pois na produção foram  usados  muitos  objetos  e  figurino
com  cores  frias,  principalmente  o  verde  e  o  azul.  Esse  conceito  de  cores  fo
apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A
estabelecido  como  padrão  para  intensificar  o  clima  de  depressão  e  suicídio  que  a
quatro  irmãs  estavam  passando,  nas  últimas  fotos,  em  que  elas  se  revelam  com
fantasmas,  há  um  considerável  exagero  das  cores  frias  e  de  tons  escuros,  tudo  iss
para  acompanhar  a  narrativa  de  forma  coerente,  aumentando  a  intensidade  das  core
à medida que o roteiro também vai ganhando mais tensão. 

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 24/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 25/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 26/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 27/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 28/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 29/30
16/04/2019 (PDF) apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção | Josias Pereira - Academia.edu

apostila - Produção de vídeo - roteiro e Direção  D O W N LO A

About Blog People Papers Job Board Advertise  We're Hiring!  Help Center
Find new research papers in: Physics Chemistry Biology Health Sciences Ecology Earth Sciences Cognitive Science
Mathematics Computer Science

Terms Privacy Copyright Academia ©2019

https://www.academia.edu/22865870/apostila_-_Produção_de_vídeo_-_roteiro_e_Direção 30/30

Você também pode gostar