Você está na página 1de 10

:

VI CONGRESSO INTERNACIONAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E


DESENVOLVIMENTO – CICTED
3,
MOREIRA, Denilson Nunes¹; OLIVEIRA, Edson Aparecida de Araújo Querido², GALVAN, Eveline SOUZA,
4 5
Edney Costa , SILVA, Roxane Dias da

1. prof.denilsonpvh@gmail.com, Universidade de Taubaté, Taubaté, Brasil


2. evelinegalvan@hotmail.com, Universidade de Taubaté, Brasil
3. professor_edney@hotmail.com, Universidade de Taubaté, Taubaté, Brasil
4. roxanedias@gmail.com, Universidade de Taubaté, Taubaté, Brasil
5. edson.oliveira@unitau.com.br, Universidade de Taubaté, Taubaté, Brasil

ASPECTOS ECONÔMICOS E SOCIAIS NO DESENVOLVIMENTO


REGIONAL, CENÁRIOS E OPORTUNIDADES EM PORTO VELHO/RO
Resumo

A região Norte do Brasil por sua localização distante dos principais centros produtivos e tecnológicos do
país experimentou um desenvolvimento de forma tardia, estando incluso neste contexto o Estado de
Rondônia. No presente estudo buscou-se a compreensão da dinâmica que impulsionou o desenvolvimento
de sua principal cidade a capital Porto Velho a partir de aspectos socioeconômicos nas ultimas décadas. O
município foi criado na década de 1914, mas só ocorreram avanços significativos no seu desenvolvimento
há algumas décadas atrás, incialmente com atividades primárias no extrativismo mineral com ouro e a
cassiterita e vegetal com a borracha, produtos que ajudaram o município a crescer e encontrar as bases
para o desenvolvimento. A economia local é composta por atividades comerciais, serviços, agropecuárias
em sua maioria que ganharam dinamismo a partir das décadas de 1970 e 1980 com a abertura da rodovia
federal BR-364 ligando Porto Velho a Cuiabá e o restante do país e por períodos de mudanças para a
região com a chegada de migrantes de várias partes do Brasil na sua maioria da região sul, especificamente
do Estado do Paraná que introduziram em um primeiro momento a agricultura e posteriormente à pecuária e
comércio. No período da década de 1980 em diante o desenvolvimento encaminhou-se de forma lenta, com
fatos importantes como a criação do Estado de Rondônia em 1981 e em 2008 o inicio da construção do
complexo hidroelétrico Santo Antônio e Jirau no Rio Madeira finalizando as obras em 2015, períodos de
melhorias econômicas e sociais ao município.

Palavras Chave: Desenvolvimento, Fatores Socioeconômicos, Planejamento Regional

ECONOMIC AND SOCIAL ASPECTS IN REGIONAL DEVELOPMENT,


SCENARIOS AND OPPORTUNITIES IN PORTO VELHO / RO
Abstract

The northern region of Brazil, because of its far location from the main productive and technological centers
of the country, experienced a late development as the included in this context, the State of Rondônia. In the
present study it was sought to comprehend the dynamics that lead the development of its main city, the
capital of Porto Velho, based on socioeconomic aspects in the last decades. The county was created in the
1914s, but only there were significant advances in its development a few decades ago, initially with primary
activities in mineral extractivism with gold and cassiterite and vegetable with rubber, products that helped the
county to grow and find the bases for development. The local economy consists of commercial activities,
services, agricultural mostly that gained momentum from the 1970s and 1980s with the opening of federal
highway BR-364 linking Porto Velho to Cuiaba and the rest of the country and periods of change to the
region with the arrival of migrants from many other parts of Brazil, mostly from the southern region,
specifically from the State of Paraná, who first introduced agriculture and then cattle and trade. During the
1980s, development was slow, with important events such as the creation of the State of Rondônia in 1981
and the beginning of construction of the Santo Antônio and Jirau water power plants on the Madeira River in
2008 until 2015 when happened economic and social improvements to the county.

Keywords: Development, Socioeconomic Factors, Regional Planning

ISSN 1981-8688
1 INTRODUÇÃO
O município de Porto Velho em Rondônia, região Na visão dos teóricos do desenvolvimento regional
Norte do Brasil nas ultimas décadas experimentou a efetividade de ações concretas em prol do
um desenvolvimento cíclico com o advento de desenvolvimento regional e local, passa pela
períodos econômicos crescentes e decrescentes interação entre os atores envolvidos no processo,
em sua história. Por situar-se em uma região compostos por sociedade civil organizada e
distante dos grandes centros desenvolvidos do organizações públicas e privadas atuando cada
país os avanços aconteceram de forma lenta e um de forma ativa e com foco no objetivo traçado.
inconstante.
As oportunidades de trabalho e de novos negócios 3 CONCEITOS ECONÔMICOS DE
apresentam nesta localidade de forma crescente CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO
nos mais diversos segmentos produtivos. Mas o REGIONAL
crescimento e desenvolvimento de forma
duradoura necessitará do aporte de novos A questão regional no crescimento e
investimentos em sua infraestrutura e no setor desenvolvimento deverá ser observada como
produtivo, esforços que demandarão a interação demonstra Carleial; Cruz (2012) [1] a partir de uma
dos diversos setores da sociedade e governo em análise que contemple os aspectos das diferenças
proporcionar a sociedade os caminhos ao seu sociais, desigualdades salariais e sistema
desenvolvimento sustentável. produtivo de cada região.
A inclusão do processo tecnológico e de inovação Conforme Marini; Silva (2012) [2] a discussão
poderá ser uma opção viável ao desenvolvimento sobre as questões do desenvolvimento regional,
desta região a partir de uma proximidade entre os surgem na metade do século XX, quando da
setores publico e privado no estabelecimento de decadência econômica que rodeava o mundo pós
parcerias estratégicas em beneficio do segunda guerra, neste período a indústria avança
crescimento local. e com ela perspectivas boas de um lado, mas do
outro lado as desigualdades regionais se ampliam,
1.1 Objetivo forçando a discussão de como equilibrar os
problemas advindos deste processo.
O presente estudo buscou compreender as O conceito de região é também compreendido “A
dinâmicas socioeconômicas no município de Porto região, enquanto escala prioritária na definição de
Velho e os cenários e oportunidades para novos projetos de desenvolvimento, representa uma
investimentos em favor do desenvolvimento. referência associada à localização e à extensão
de um determinado fenômeno, correspondendo a
2 REVISÃO DA LITERATURA entidades espaciais de escala média, entre o
nacional e o local” (SILVA, 2016, p. 4). [3]
As indagações serão direcionadas na busca pela Argumenta Etges, Degrandi (2013) [4] que a
compreensão das contribuições dos aspectos existência das regiões se caracteriza pelas
econômicos e sociais ao município de Porto diversas formas de ocupação e utilização dos
Velho/RO no processo de desenvolvimento em espaços pelas comunidades de um território.
uma região que enfrenta problemas de Afirma o autor que o fator regional em muitas
infraestrutura urbana deficitária e de ordem vezes este associado mais ao termo
socioeconômicos mas com possibilidades de desenvolvimento em detrimento da real
melhorias a partir da gestão correta de recursos representatividade que realmente devida no
públicos e o investimento do setor privado na escopo do desenvolvimento local e regional.
direção do crescimento e desenvolvimento Escreve Pimenta (2014) [5] que estabelecer
sustentável. instrumentos que possibilitem o crescimento e
A literatura que aborda a questão desenvolvimento de uma região a partir da ótica
desenvolvimentista, caminha no apontamento de econômica é importante, mas que o campo social
questões de como encontrar caminhos ao deverá também ser comtemplado com politicas
desenvolvimento de cada região do Brasil, que introduzam e facilitem o emprego e a
buscando entender as suas particularidades e prospecção de rendimentos a sociedade.
especificidades que poderão contribuir ao avanço Mazzeto et al. (2017) [6] compreende que os
do seu setor produtivo e melhoria da qualidade de desiquilíbrios regionais que promovem uma região
vida de seu povo. e enfraquece a outra, estes fatores segundo o
autor passam pela capacidade de ambas na

ISSN 1981-8688
atração de investimentos aos seus territórios em avançados, mas acrescenta o autor que estas
maior ou menor quantidades. Prossegue o autor variáveis poderão impulsionar o crescimento
que os indicadores sociais e de bem estar econômico e o desempenho favorável a
regionais, associados poderão revelar as determinadas regiões em desfavor de outras que
desigualdades regionais presentes em suas não possuem os mesmos requisitos.
estruturas. Pesquisar o tema desenvolvimento econômico
Revela Diniz (2009) [7] que os estudos sobre os regional, implica em entender também os aspectos
problemas regionais no Brasil surgem a partir do não econômicos associados neste contexto, uma
século XIX e mesmo não possuindo o enfoque da vez que as mais variadas regiões do Brasil
atualidade a discussão sobre esta problemática foi possuem estas nuances em seu escopo (VIERA;
alterada naquela ocasião para o enfretamento de SANTOS, 2012). [8]
problemas como a escassez de chuvas na região Argumenta Justen et. al. (2015) [12] que o
Nordeste e a ocupação da Amazônia. desenvolvimento local em um determinado
Destaca Vieira; Santos (2012) [8] ser o município ou região e os setores produtivos sendo
desenvolvimento um conjunto de ações amplas, originários de outros polos regionais ou cidades
no entendimento do autor a definição do tipo a ser com aspectos socioeconômicos diferentes aquele,
abordado passa pelo critério de escolha ao migrarem para estas novas posições, deverão
metodológica, podendo haver o direcionamento incorporar os conceitos locais em termos políticos,
aos campos politico, social ou cultural em busca econômicos, sociais e culturais locais, focando
da representatividade de cada um em especial. suas ações em favor do avanço e crescimento da
O desenvolvimento regional se estabelece a partir localidade a qual está inserido.
da interação dos agentes econômicos locais na Na visão de Pimenta (2014) [5] algumas
busca por ordenar os lugares em que as alterações ocorreram no bojo do processo de
atividades produtivas se desenvolveram desenvolvimento que permearam a história dos
atentando-se paras particularidades de cada avanços dos processos produtivos inicialmente
região e as suas potencialidades especificas centrados na força de trabalho do homem como
decorrentes desta escolha (OLIVEIRA; LIMA, diferencial e séculos a frente na produtividade e
2017). [9] inovações.
Expõe Silva; Santos; Silva (2011) [10] que o No entendimento de Frazin; Almeida; Souza
planejamento caracteriza-se por uma ferramenta (2015) [13] muito se tem discutido e debatido no
útil que utilizada de forma assertiva pelo governo âmbito do desenvolvimento regional os aspectos
em todas as suas esferas poderá contribuir de socioeconômicos que o rodeiam, mas de forma
forma significativa nos avanços socioeconômicos contida o assunto inovação permeia os mesmos
a todas as regiões do país. ambientes.
Como explica Silva (2016) [3] que o processo de Corroborando com a discussão sobre
desenvolvimento regional no decorrer dos anos desenvolvimento econômico, Bresser Pereira
vem sendo descentralizado do governo central em (2008) [14] o definirá da seguinte maneira “O
direção as bases. Ao utilizar instrumentos desenvolvimento econômico de um país ou
capazes de impulsionar o desenvolvimento em estados-nação é o processo de acumulação de
cada região, cria-se a oportunidade de cada região capital e incorporação de progresso técnico ao
determinar quais são as suas prioridades. Neste trabalho e ao capital que leva ao aumento da
sentido haverá uma melhor compreensão das produtividade, dos salários, e do padrão médio de
regiões, em compreender as suas necessidades, vida da população”. (BRESSER PEREIRA, 2008,
levando em consideração aspectos culturais de p. 1).[14]
cada uma. Os impactos causados a uma região pela sua
No entendimento de Vieira; Souza (2012) [8] o transformação econômica são decorrentes de
desenvolvimento não se apresenta somente no duas maneiras distintas, sendo uma pelo avanço
formato de melhoria econômica financeira e tecnológico e outra pelo acumulo de capital,
aumentos dos níveis de renda e bem estar de uma complementa os autores que o estágio de manter
sociedade, a dinâmica desta temática sobrepõe a o nível elevado do capital, seria a forma ideal para
todo este contexto. os benefícios contínuos a sociedade, distanciando
Neste sentido Carleial; Cruz (2012) [1] classifica desta forma do crescimento econômico apenas
que regiões com pouco desenvolvimento como o moderado (OLIVEIRA; QUINTAIROS, 2011). [15]
Norte e Nordeste no Brasil, precisam de estímulos No entendimento de Bresser Pereira (2008) [14] a
na direção de inovação e estratégias que visão de desenvolvimento econômico parte do
colaborar no caminho do desenvolvimento pressuposto da interação em harmonia entre
regional. governos na regulação e apoio ao mercado e ao
Escreve Souza (2009) [11] que cada região possui sistema econômico e na outra extremidade o setor
um dinamismo próprio com relação às demais, privado com expertise que lhe peculiar
mesmo não possuindo vantagens estratégicas promovendo ações no campo do trabalho ao
como localização e sistemas produtivos empregar pessoas e remunera-las, distribuir

ISSN 1981-8688
retorno do capital investido aos seus investidores comunidade e sua real necessidade de forma
e estimulo a inovação e inclusão de novas eficaz.
tecnologias em uma região. Em um mundo de constantes transformações os
Destaca Oliveira; Lima (2017) [9] que o resultado desafios pessoas e organizações precisarão se
do processo de desenvolvimento local, se reinventar a todo o momento utilizando-se do
efetivará a partir da interação dos agentes locais processo tecnológico associando o a inovação e a
em projetos que comtemplem toda a população pesquisa na busca por encontrar soluções as
nos resultados advindos destas ações. demandas do século XXI na sociedade do
Para Pimenta (2014) [5] a questão temporal para conhecimento (FRAZIN; ALMEIDA ; SOUZA,
os avanços do desenvolvimento regional se 2015). [13]
realizaram no longo prazo a partir das diferentes Outro aspecto relacionado ao desenvolvimento
formas em que as dimensões se estabeleceram regional, conforme comenta Souza (2009) [11]
no decorrer do processo de mudanças e passa pela implantação de um polo de
transformações de uma região. desenvolvimento que fomentaria o sistema
O desenvolvimento regional dependerá de forças produtivo na geração de oportunidades de
exteriores para impulsionar a sua efetivação, a trabalho e renda, através da proximidade de
partir de elementos convergentes como políticos, setores de serviços e tecnológicos impulsionando
de instituições e da sociedade que juntos poderão o crescimento das atividades regionais.
desencadear ações proativas em beneficio de Em períodos de instabilidades econômicas nas
todos (OLIVEIRA; LIMA, 2017). [9] regiões subdesenvolvidas poderá haver
Escreve Carleial; Cruz (2012) [1] que na busca por interferências no processo de crescimento, no
lucratividade e vantagens econômicas no cenário entanto as inserções de arranjos produtivos locais
do desenvolvimento regional, poderá ocorrer o poderão contribuir para a recuperação e retorno
aglutinamento de atividades produtivas em ao rumo certo (GONÇALVES, 2017). [17]
determinadas regiões que ofereçam as condições Observam Oliveira; Lima (2017) [9] que o
ideais para a produção, propiciando as crescimento e desenvolvimento local se efetivará a
organizações produtivas ganhos em formato de partir da participação de todos os atores
vantagens competitivas frente a outras regiões do envolvidos naquela determinada região produtiva,
país. sabendo que os frutos dos avanços conquistados
As alternativas para o enfretamento das questões se reverterão em benefícios de todo e que no
do desenvolvimento regional exigirão as praticas desenvolvimento regional de uma região, existem
de inovação, pesquisa e da expansão no três dimensões passiveis de induzi-lo, conforme a
conhecimento em novas práticas de cada região, Figura 1.
sabendo-se que os desafios serão constantes em
um tempo de mudanças e transformações para as Figura 1 – Dimensões na indução ao
sociedades em nível global (FRAZIN; ALMEIDA ; desenvolvimento
SOUZA, 2015). [13]
O processo de desenvolvimento regional também
poderá se efetivar de acordo com Carleial: Cruz
(2012) [1] a partir de politicas de inovação no
sistema produtivo, gerando o crescimento das
regiões com a redistribuição da riqueza nacional
na forma de novos empreendimentos, postos de
trabalho e geração de renda as estas sociedades.
Na visão de Abramovay (2010) [16] não contribui
para o desenvolvimento estratégico sustentável da
região Amazônica a simples redução do
desmatamento da floresta, aliado a novas práticas
da ocupação do espaço para a expansão da
produção de commodities como soja, carne e
madeira, mas na visão do autor a outros pontos a
serem trabalhados como a geração de energia Fonte: Oliveira; Lima (2017, p.5). [9]
que proporcionaria um crescimento equilibrado.
Argumenta Vieira; Santos (2012) [8] que o volume 3.1 Breve históricos dos aspectos econômicos
dos recursos econômicos disponibilizados para e sociais de Porto Velho/RO
uma determinada região é peça chave para a
melhoria do processo produtivo no contexto do Conforme escreve Nascimento; Santos; Silva
desenvolvimento, mas o que trará ganhos a uma (2012) [18] o processo de ocupação no interior e
sociedade, passa pela organização na alocação na capital do Estado de Rondônia se iniciam a
dos recursos de forma a atender as demandas da partir das ocupações e integrações da região
Amazônica que em um primeiro momento

ISSN 1981-8688
experimentaram um desenvolvimento econômico predomina em Porto Velho/RO a população
baseados no extrativismo no modo tradicional e urbana (NASCIMENTO; SANTOS: SILVA, 2012).
que após décadas e em uma fase posterior iriam [18]
conhecer um desenvolvimento em uma forma O município de Porto Velho nos aspectos
mais abrangente e transformador. geográficos possui em seu entorno doze distritos,
No contexto urbano o Estado de Rondônia vilas e povoados conforme SEPOG (2017) [19] e
desenvolveu-se com maior intensidade em dados do último Censo demográfico no ano de
cidades as margens do principal eixo logístico a 2010 a população era de 428.527 habitantes em
Rodovia BR-364, com ênfase aos principais uma área territorial de 34.090,926 Km². No último
municípios no centro-sul do estado, destacando-se levantamento em 2016 a população estimada já
sob este ângulo a capital Porto Velho/RO chegava aos 511.219 moradores. A sua
(NASCIMENTO; SANTOS; SILVA, 2012). [18] localização é próxima à Bolívia país fronteiriço e
Escreve Bresser Pereira (2008) [14] que o ao Estado do Acre, conforme descreve mapa da
desenvolvimento no campo econômico prioriza região na Figura 2.
fundamentalmente o bem estar e de forma
secundária outras demandas da sociedade como Figura 2 – Mapa da localização de Porto
meio ambiente, justiça social, a liberdade e a Velho/RO
segurança.
No entendimento de Pimenta (2014) [5] a
construção do desenvolvimento que possa atender
a toda a sociedade passa pelo Estado na
formulação de politicas públicas eficazes que
possam atender a todos em igualdade e respeito
enquanto cidadãos, ampliando oportunidades de
acesso a novas tecnologias, capacitando pessoas
para o mercado de trabalho e gerando o
crescimento local de forma ordenada.
Em sua estrutura urbana Porto Velho/RO,
necessita de melhorias em toda a sua extensão,
conforme Plano Diretor em vigor desde o ano de
2008 a sua divisão territorial é composta por 69 Fonte: IBGE (2017). [20]
bairros que não contemplam uma infraestrutura
completa na sua maioria, este fato deve-se ao não No contexto do desenvolvimento econômico o
cumprimento dos investimentos corretos por parte município de Porto Velho/RO, desde a sua criação
e por muitas décadas experimentou os processos
de gestões municipais anteriores e na falta de
projetos que atendessem estas demandas (SILVA; de ciclos econômicos nas áreas de extrativismo
SANTOS; SILVA, 2011). [10] vegetal e de minérios com borracha, ouro e
Considera o autor que “Em Porto Velho, o Plano cassiterita que com as possibilidade de riquezas
Diretor foi elaborado para permitir o urbanismo e em solo, atraiu milhares de migrantes das mais
contém em seu eixo, a política municipal de variadas regiões do Brasil que deslocaram para
esta região em busca de trabalho e de melhores
desenvolvimento e de expansão urbana e para
atingir o seu objetivo, a política municipal de condições de vida (FROTA, 2016). [21]
desenvolvimento urbano apresenta as seguintes Escreve Gonçalves; Almeida; Souza (2014) [22]
diretrizes: a) a garantia do direito à cidade que as transformações que ocorreram em Porto
sustentável; b) a gestão democrática e Velho ao longo das ultimas décadas foram
importantes para o avanço do município em
cooperação entre governo, iniciativa privada e o
terceiro setor; c) o ordenamento e controle do uso direção ao desenvolvimento, mas há a
do solo, proteção, preservação e recuperação do necessidade de estudos com maior
meio ambiente natural e construído, do patrimônio aprofundamento sobre temas como a ocupação
cultural, histórico, artístico, paisagístico e urbana e urbanização.
arqueológico” (SILVA; SANTOS; SILVA, 2011, p. Pimenta (2014) [5] argumenta que áreas do
conhecimento como a economia e administração
8).[10]
Nos aspectos sociais ao longo das ultimas poderão contribuir, interagindo em aspectos
décadas Porto Velho/RO se consolidou como a institucionais para o desenvolvimento regional,
mais importante cidade de Rondônia, e este fato agregando a estes fatores o envolvimento do
se deve também por ser a capital agregando para Estado e das organizações públicas e privadas.
si a função central em atendimentos em todas as Argumenta Gonçalves Filho (2014) [23] que o
município de Porto Velho/RO começou a
áreas de serviços, contribuindo inclusive com
Estados vizinhos como o Acre e Amazonas no dinamizar o seu desenvolvimento e crescimento
atendimento em demandas como saúde e econômico a partir da década de 1970 com a
trabalho. Complementa ainda o autor de que inserção de atividades agropecuárias e comerciais

ISSN 1981-8688
que foram incrementadas com o estimulo do projetos públicos para o desenvolvimento local”
governo federal na ocupação e desenvolvimento (GONÇALVES; ALMEIDA; SOUZA, 2014, p. 4).
do Estado de Rondônia. Na sua maioria os [22]
migrantes eram pequenos agricultores das regiões Gonçalves Filho (2014) [23] comenta que com a
Sul e Sudeste do país que por conhecer as formas chegada da construção do complexo hidroelétrico
de manejo da terra se adaptaram as mais difíceis das usinas do Madeira, aconteceram impactos
situações do clima e solo da região norte e a positivos na economia local de Porto Velho/RO
exploraram. com o estabelecimento de diversas empresas
Nascimento; Santos; Silva (2012) [18] explica que privadas que aproveitando a inserção de um
no período de 1980 a 2010 o município de Porto volume grande de recursos, iniciaram novos
Velho direcionou esforços para avançar em negócios nos mais diversos setores aquecendo o
direção ao crescimento e desenvolvimento mercado e estimulando a dinâmica econômica
econômico, aproveitando o que havia sido deixado financeira, mas as autoridades na esfera pública
pelos ciclos passados dos minérios. não elaboraram um plano estratégico com vistas
Mas os impactos em favor de melhorias ao longo prazo, sendo capaz de melhorar a
econômicas só viriam a ocorrer com o Programa infraestrutura urbana através de projetos para o
de Aceleração do Crescimento – PAC do governo futuro da capital.
federal que projetou executou as duas usinas Mas mesmo com possibilidades de cenários
hidrelétricas em Porto Velho/RO. futuros promissores para Porto Velho/RO,
observa-se que:
3.2 Cenários e oportunidades ao “As estratégias são caracterizadas pelas
desenvolvimento em Porto Velho/RO reconfigurações territoriais do espaço nacional, em
que se manifesta a identificação das áreas de
O ultimo grande ciclo de crescimento econômico maior dinâmica econômica do país, numa
para o município de Porto Velho, ocorreu no perspectiva dearticular as economias regionais ao
período de 2007 a 2016, com a construção do mercado internacional, tendo como aparato os
Complexo Hidrelétrico no Rio Madeira usinas de principais projetos de investimentos direcionados à
Santo Antônio e Jirau. Houve neste contexto infraestrutura, que privilegia as regiões mais ricas,
aumento populacional e surgimento de novas ou seja, aquelas historicamente consolidadas”
empresas e expansão da entrada de (SILVA; SANTOS; SILVA, 2011, p. 5). [10]
investimentos no formato de compensação No entendimento de Gonçalves et al. (2014) [25]
ambiental, tanto no aporte de recursos financeiros mesmo Porto Velho/RO, já tenha alcançado
como em obras na estrutura pública como melhorias em sua estrutura ao longo dos anos.
construção de creches, escolas e praças Faz se necessárias ainda ações assertivas que
poliesportivas pela cidade, estimulando o possam comtemplar efetivamente a sua
desenvolvimento local (GONÇALVES; ALMEIDA; infraestrutura urbana e uma maior atenção aos
SOUZA, 2014). [22] setores estratégicos do município, mas tudo isso
Argumenta Werner (2013) [24] de que há duvidas passa por uma boa gestão dos escassos recursos
sobre a contribuição efetiva do complexo públicos financeiros no campo econômico e
Hidroelétrico das usinas do Rio Madeira no avanço incentivos a investidores que queiram implantar ou
do desenvolvimento regional de Porto Velho/RO, e ampliar as suas unidades produtivas, gerando
o que poderia ter sido feito para propagação dos impostos para o município, lucratividade para as
efeitos dos investimentos realizados em forma de empresas e renda com melhoria na qualidade de
compensação econômica e social por um período vida da sociedade local.
maior de tempo, acabou não se efetivando em sua Observa Nascimento; Santos; Silva (2012) [18]
plenitude, quando se observa a situação pós- que mesmo com avanços em Rondônia em todos
construção do empreendimento. os seus segmentos socioeconômicos o setor
As transformações no município após a chegada industrial não se desenvolveu de modo
das usinas do Madeira podem ser sintetizadas expressivo, fator associado ao modelo cíclico da
assim combinação de período do extrativismo mineral e
“É perceptível à mudança econômica e da vegetal por que passou o Estado em períodos
mobilidade urbana no município de Porto Velho, anteriores.
desde a vinda dos novos empreendimentos do Rio Diante deste quadro existem possibilidades para o
Madeira. Nestas ocorrências, as mudanças de desenvolvimento local, como a melhoria em seu
comportamento resultam das ações sistema produtivo, comércio e serviços que
governamentais por meio de suas instituições e da embora ainda com pouca expressão e ausência
entrada de novas empresas no mercado, alguns tecnologia agregada caminhe em direção de um
fatores de certa forma percebidos pelo senso crescimento sustentável como o surgimento de
comum, porém, outro conjunto de fatores não é parques tecnológicos e no setor agropecuário e de
facilmente percebido ou conhecido, principalmente alimentos no processamento de produtos
pelos agentes formuladores de planejamentos e agrícolas e frutas regionais como o açaí, cupuaçu

ISSN 1981-8688
e graviola que possam estimular o setor através de investimentos em tecnologia e
secundário em beneficio da região. pesquisa de novos produtos e serviços.
Ações que uma vez efetivadas poderão dinamizar A dinâmica da modernidade na atualidade com o
o desenvolvimento econômico local sustentável papel que as cidades representam neste contexto,
para o futuro, cientes de que há desafios regionais induzirá a cada dia uma maior complexidade do
como o processo logístico no escoamento da funcionamento das regiões na implantação de
produção local e regional, principalmente com os centros especializados a partir de processos
países vizinhos do MERCOSUL e com Estados tecnológicos que possam atender a uma
como Amazonas, Roraima, Amapá e Pará sociedade com altos níveis de complexidade e
utilizando-se como opções a saída para o pacifico demanda por produtos e serviços diferenciados
e a reconstrução da Rodovia BR 319, ligando (CIMA; AMORIN, 2016). [26]
Porto Velho a Manaus, possibilitando acesso a Comenta Aquino et al. (2015) [31] que no apoio a
mercados não explorados (GONÇALVES; efetivação de aparatos tecnológicos nas regiões,
ALMEIDA; SOUZA, 2014). [22] faz se necessário o estabelecimento de estruturas
urbanas que possam interagir as pessoas com os
3.3 Processos tecnológicos e de inovações no elementos urbanos em uma sintonia com as
desenvolvimento regional soluções inovadoras e tecnológicas em beneficio
da comunidade.
Escreve Cima; Amorin (2016) [26] que as As discussões sobre o papel das inovações
discussões sobre inovação ganharam espaço na tecnológicas remontam a economia clássica, mas
atualidade com o avanço da tecnologia em todos estas análises só ganharam destaque em um
os segmentos da sociedade, considerando ser tempo recente com a inclusão do processo
temas que propiciaram a geração de novos tecnológico e de novos campos de conhecimento
produtos e serviços. que proporcionaram aumento da produtividade no
A palavra tecnologia poderá ser definida “como sistema produtivo com melhorias em regiões que
conhecimento sobre técnica, enquanto as técnicas aderiram a estes novos enfoques (OLIVEIRA,
envolvem aplicações desse conhecimento em 2016). [32]
produtos, processos e métodos organizacionais” No entendimento de Cima; Amorin (2016) [26]
(SANTOS; PAULA, 2012, p.5). [27] embora o processo de desenvolvimento regional
Em um cenário de mudanças profundas em tempos de transformações e tecnologia possa
tecnológicas os impactos da globalização alcançar um número crescente de regiões, as
Casarotto; Minuzzi; Santos (2016) [28] diferenças socioeconômicas regionais estarão
argumentam em seu estudo que as organizações presentes desafiando os agentes públicos e
para manterem seus sistemas produtivos em privados a estabelecerem projetos e modelos que
crescimento e permanecerem no mercado atendam a todos, em virtude destas mudanças
precisarão estar inovando continuamente. não ocorrerem de forma linear a todas regiões do
Em sua obra Vale (2009) [29] destaca a crescente país.
alteração nos fluxos a partir do processo de Na visão de Carleial; Cruz (2012) [1] regiões como
globalização dos mercados, fatores que Norte e Nordeste que experimentaram um
impulsionaram uma maior frequência a circulação desenvolvimento tardio em relação ao restante do
de produtos, capital financeiro, pessoas em um país, portanto serão necessários investimentos em
ambiente de livre escolha e de opções pela melhor tecnologia e inovação para continuarem a avançar
oferta ou oportunidade de novos negócios, estas em aumento de produtividade, geração de
alterações culminaram em expor ao mundo um trabalho e renda como estimulo ao crescimento
ambiente interativo e competitivo entre as regional e a uma melhor qualidade de vida para
organizações e regiões pelo mundo. Entendendo sua sociedade.
que a tecnologia neste processo teve um
definitivo. 4 METODOLOGIA
Com os avanços da propagação da rede mundial
de computadores “internet” nas ultimas décadas, Aplicou-se a metodologia qualitativa com a forma
percebeu se que o crescimento e desenvolvimento descritiva que segundo Creswell (2010) [33]
econômico em níveis globais, provocando apresenta-se como um meio para explorar e para
discussões sobre estas mudanças em âmbito entender o significado que os indivíduos ou os
mundial e as suas implicações nas organizações, grupos atribuem a um problema social ou humano
governos e sociedades como um todo (CIMA; a ser pesquisado.
AMORIN, 2016) [26] Considera Pratt (2009) [34] que a pesquisa
Para Negri; Cavalcante (2014) [30] um dos qualitativa permitirá ao pesquisador uma
diferenciais em tempos de novos paradigmas para quantidade de possibilidades de se investigar um
as regiões é o aumento de produtividade que ao determinado problema, ficando ao seu critério a
longo dos anos vem ganhando espaço nas delimitação do universo a ser estudo.
organizações e na maximização dos resultados

ISSN 1981-8688
A análise qualitativa permite ao pesquisador obter até a atualidade, relatando os períodos de
as informações de forma mais aprofundada, crescimento em diversas atividades produtivas
utilizando-se de instrumentos como texto ou como o extrativismo mineral, vegetal que juntos
imagens capazes de trazer uma maior amplitude impulsionaram o desenvolvimento local.
dos assuntos ou temas pesquisados com o Conclui-se que a região precisará de estímulos
enriquecimento dos conteúdos analisados para continuar desenvolver-se e que a interação
(CRESWELL, 2010). [33] entre a iniciativa privada e o governo poderá gerar
“A abordagem qualitativa, atualmente, situa-se em os estímulos necessários ao setor produtivo em
diversos paradigmas e perspectivas de pesquisas. capacitação de mão de obra especializada,
Posicioná-la em apenas um ou outro conjunto de tecnologia e inovação que juntas poderão gerar
pressupostos epistemológicos, ontológicos, resultados positivos e duradouros em beneficio da
teóricos e métodos parece diminuí-la em sua sociedade.
complexidade, além de desfavorecer a
multiplicidade paradigmática dos estudos REFERENCIAS
organizacionais, característica essencial deste
campo de conhecimento das ciências sociais” [16] ABRAMOVAY, Ricardo. Desenvolvimento
(MESQUITA; MATOS, 2014, p. 13). [35] sustentável: qual a estratégia para o
Bardin (2009) [36] afirma que no contexto da Brasil?. Novos estudos-CEBRAP, n. 87, p. 97-
abordagem qualitativa, se destaca a análise 113, 2010.
documental sendo uma ação que contribui no [31] AQUINO, Andre LL et al. Cidades Inteligentes,
tratamento da informação disponível ao estudo, um Novo Paradigma da Sociedade do
somando-se aos demais procedimentos da Conhecimento. Blucher Education Proceedings,
pesquisa. v. 1, n. 1, p. 165-178, 2015.
A pesquisa foi conduzida utilizando-se de uma [36] BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa:
revisão teórica em livros, revistas, periódicos Edições 70, 2009.
científicos e materiais teóricos específicos obtidos [20] Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística –
junto a instituições públicas e privadas no suporte IBGE. Histórico do município. Disponível em:
ao tema central. <http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmu
Na pesquisa qualitativa o pesquisador buscará o n=110020-> Acesso em: 25 abr. 2017.
foco na relevância levantada ao significado do [14] BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos.
problema a partir das informações coletas e não Crescimento e desenvolvimento econômico. Notas
em conclusões próprias (CRESWELL, 2010). [33] para uso em curso de desenvolvimento econômico
Os dados levantados para a pesquisa forma na Escola de Economia de São Paulo da
concebidos a partir de uma análise documental Fundação Getúlio Vargas. Versão de junho de,
temporal, relativas ao processo de contribuição 2008.
dos aspectos econômicos e sociais no município [1 ] CARLEIAL, Liana; CRUZ, Bruno. A hora e a
de Porto Velho/RO. vez do desenvolvimento regional brasileiro: uma
proposta de longo prazo. 2012.
[28] CASAROTTO FILHO, Nelson; MINUZZI,
5 RESULTADOS
Josiane; DOS SANTOS, Paulo da Cruz Freire.
Competitividade sistêmica de distritos industriais
O município de Porto Velho/RO se encontra em
no desenvolvimento regional: uma
uma região de oportunidades de trabalho, renda e
comparação. Revista da FAE, v. 9, n. 2, 2016.
com potencial ao investimento de novos negócios.
[26] CIMA, Elizabeth Giron; AMORIM, Luci Suzana
Sendo uma de suas caraterísticas a necessidade
Bedin. Desenvolvimento regional e organização do
de produtos e serviços em determinadas áreas por
espaço: uma análise do desenvolvimento local e
estar distante dos grandes centros produtores.
regional através do processo de difusão de
Conforme Werner (2013) [24] que em seus
inovação. Revista da FAE, v. 10, n. 2, 2016.
estudos já previa que o município seria
[33] CRESWELL, John W. Projeto de pesquisa:
beneficiado com investimentos na sua
métodos qualitativo, quantitativo e misto. Tradução
infraestrutura com a chegada das usinas
Magda Lopes; consultoria, supervisão e revisão
hidroelétricas do Rio Madeira, fato que não se
técnica desta edição Dirceu da Silva, 3ª ed. Porto
concretizou por falhas no estabelecimento de um
Alegre, Artmed, 2010.
planejamento adequado pelos governantes locais.
[7 ] DINIZ, Clélio Campolina. Celso Furtado e o
desenvolvimento regional. Nova economia, v. 19,
6 CONCLUSÃO n. 2, p. 227-249, 2009.
[4 ] ETGES, Virginia Elisabeta; DEGRANDI, José
A presente pesquisa buscou compreender a Odim. Desenvolvimento regional: a diversidade
dinâmica dos aspectos socioeconômicos no regional como potencialidade. Revista Brasileira
crescimento e desenvolvimento do município de de Desenvolvimento Regional, v. 1, n. 1, p. 085-
Porto Velho/RO e os avanços desde sua criação 094, 2013.

ISSN 1981-8688
[13] FRANZIN, Sergio Francisco Loss; DE [30] NEGRI, Fernanda de; CAVALCANTE, Luiz
ALMEIDA, Fabrício Moraes; DE SOUZA, Carlos Ricardo. Os desafios da produtividade no Brasil.
Henrique Medeiros. A inovação e o 2014.
desenvolvimento regional como referência para [15] OLIVEIRA, Edson Aparecida de Araújo
políticas públicas no brasil. InterSciencePlace, v. Querido; QUINTAIROS, Paulo Cesar Ribeiro.
1, n. 29, 2015. Estudo das disparidades econômicas e
[21] FROTA, Adonai da Silva. Crescimento tecnológicas no desenvolvimento regional
populacional, migração e qualidade de vida em desequilibrado do Vale do Paraíba. Revista
Porto Velho/RO no período de 2000 a Brasileira de Gestão e Desenvolvimento
2010. Revista de Estudos de Literatura, Cultura Regional, v. 7, nr. 2, 2011.
e Alteridade-Igarapé, v. 4, n. 1, p. 54-70, 2016. [32] OLIVEIRA, Gilson Batista de. Regiões
[17] GONÇALVES, Carlos. Regiões, cidades e Inteligentes como Estratégia de Desenvolvimento
comunidades resilientes: novos princípios de Local. Orbis Latina, v. 1, n. 1, 2016.
desenvolvimento. urbe. Revista Brasileira de [9] OLIVEIRA, Gilson Batista de; LIMA, José
Gestão Urbana, v. 9, n. 2, p. 371-385, 2017. Edmilson de Souza. Elementos endógenos do
[22] GONÇALVES Filho, Elmir Marques; desenvolvimento regional: considerações sobre o
ALMEIDA, Fabrício Moraes de, ,SOUZA, Carlos papel da sociedade local no processo de
Henrique Medeiros de. Metamorfose, desenvolvimento sustentável. Revista da FAE, v.
Desenvolvimento Regional E Os 6, n. 2, 2017.
Empreendimentos Hidrelétricos Do Rio Madeira - [5 ] PIMENTA, Carlos Alberto Máximo. Tendências
Porto Velho, RO (Brasil) InterSciencePlace - do desenvolvimento: elementos para reflexão
Revista Científica Internacional Páginas 2 de sobre as dimensões sociais na
267. Nº 31, volume 1, artigo nº 1, contemporaneidade. Revista Brasileira de
Outubro/Dezembro 2014. Gestão e Desenvolvimento Regional, v. 10, n. 3,
[23] GONÇALVES Filho, Emir Marques. 2014.
Empreendimentos Hidrelétricos do Rio Madeira: [34] PRATT, Michael G. From the editors: For the
transformações no espaço econômico de Porto lack of a boilerplate: Tips on writing up (and
Velho. 2014. 143 f. Dissertação (Mestrado em reviewing) qualitative research. Academy of
Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente) Management Journal, v. 52, n. 5, p. 856-862,
Fundação Universidade Federal de Rondônia, 2009.
Programa De Pós-graduação em Desenvolvimento [27] SANTOS, Isabel Cristina dos; PAULA,
Regional e Meio Ambiente, Porto Velho, 2014. Roberta Manfron de. A especialização tecnológica
[25] GONÇALVES, Karen dos Santos et al. local como indutora do empreendedorismo e do
Indicador de vulnerabilidade socioambiental na desenvolvimento regional: o caso do Vale da
Amazônia Ocidental. O caso do município de Eletrônica brasileiro. Gestão & Regionalidade, v.
Porto Velho, Rondônia, Brasil. Ciência & Saúde 28, n. 82, 2012.
Coletiva, v. 19, n. 9, p. 3809-3818, 2014. [10] SILVA, Josué da Costa; SANTOS, Sheila
[12] JUSTEN, Gelciomar Simão et al. Estruturas Castro dos; SILVA, Adnilson de Almeida
de Governança em Arranjos e Sistemas Planejamento e Plano Diretor de Porto Velho.
Produtivos Locais: o caso do Projeto Revista da ANPEGE, v. 7, n. 8, p. 81-92, ago./dez.
Reca. Revista Organizações em Contexto- 2011. Disponível em:
online, v. 11, n. 21, p. 101-126, 2015. <http://anpege.org.br/revista/ojs-
[2] MARINI, Marcos Junior; DA SILVA, Christian 2.4.6/index.php/anpege08/article/viewFile/214/RA8
Luiz. Desenvolvimento Regional e Arranjos 06>. Acesso em: 20 abr. 2017.
Produtivos Locais: uma abordagem sob a ótica [ 3 ] SILVA, Sandro Pereira. Análise da trajetória
interdisciplinar. Revista Brasileira de Gestão e institucional de implementação da Política
Desenvolvimento Regional, v. 8, n. 2, 2012. Nacional de Desenvolvimento Regional no
[6] MAZZETO, Carlos Eduardo et al. Região, Brasil. Revista do Serviço Público, v. 67, n. 3, p.
Desigualdades Regionais e Desenvolvimento 351-376, 2016.
Sustentável. Cadernos do LESTE, v. 1, 2017. [19] SEPOG, Secretária de Estado do
[35] MESQUITA, RF de; MATOS, Fatima Regina Planejamento, Orçamento e Gestão do Estado de
Ney. Pesquisa Qualitativa e Estudos Rondônia – Indicadores Municipais de Porto Velho
Organizacionais: história, abordagens e ano 2012. Disponível em:
perspectivas futuras. IV Colóquio Internacional <http://www.sepog.ro.gov.br/Uploads/Arquivos/PD
de Epistemologia e Sociologia da Ciência da F/GODR/INDICADORES2012/Porto%20Velho.pdf
Administração, 2014. >. Acesso em: 20 abr. 2017.
[18] NASCIMENTO, Cláudia Pinheiro; SANTOS, [11] SOUZA, Nali de Jesus de. Desenvolvimento
Carlos; SILVA, Maurício. Porto Velho: a produção regional. São Paulo: Atlas, 2009.
do espaço urbano de Rondônia [29] VALE, Mário. Conhecimento, inovação e
(1980/2010). Revista Geografar, v. 7, n. 1, 2012. território. Finisterra-Revista Portuguesa de
Geografia, n. 88, p. 9-22, 2009.

ISSN 1981-8688
[ 8 ] VIEIRA, Edson Trajano; DOS SANTOS,
Moacir José. Desenvolvimento econômico
regional–uma revisão histórica e teórica. Revista
Brasileira de Gestão e Desenvolvimento
Regional, v. 8, n. 2, 2012.
[24] WERNER, Deborah. Desenvolvimento
regional e grandes projetos hidrelétricos (1990-
2010): o caso do Complexo Madeira. Inclusão
Social, v. 6, n. 1, 2013.

ISSN 1981-8688

Você também pode gostar