Você está na página 1de 81
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES DESENHO DE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE

ESCOLA DE ENGENHARIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES DESENHO DE TUBULAÇÕES

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

DESENHO DE TUBULAÇÕES

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES DESENHO DE TUBULAÇÕES

http://www.fabricadoprojeto.com.br/wp-content/uploads/projetos_membros_n1/365-curso-de-tubulacoes-industriais-fundamentos-centro-rj-670-13377805314fbce9333e441.jpg

PROF. MSC. MAX LETZOW

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES OBJETIVOS DA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

OBJETIVOS DA AULA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES OBJETIVOS DA AULA 1º Conhecer o sistema de etiquetas usados em

1º Conhecer o sistema de etiquetas usados em tubulações; 2º Correlacionar a cor da tubulação ao fluído transportado; 3º Apresentar a simbologia dos principais componentes utilizados.

a simbologia dos principais componentes utilizados.

http://www.petroblog.com.br/wp-content/uploads/Arranjo-tubula%C3%A7%C3%B5es.jpg

http://www.petroblog.com.br/wp-content/uploads/Arranjo-tubula%C3%A7%C3%B5es.jpg

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Necessidade: • Transporte de

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Necessidade:

Transporte de fluidos;

Controle e instrumentação;

E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Necessidade: • Transporte de fluidos; • Controle e instrumentação;
E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Necessidade: • Transporte de fluidos; • Controle e instrumentação;
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubo, Mangueira e

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Tubo, Mangueira e

Cano

DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubo, Mangueira e
DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubo, Mangueira e
DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubo, Mangueira e
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Generalidades • Diâmetro

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Generalidades

Diâmetro Nominal

Série Schedule

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Generalidades • Diâmetro Nominal • Série Schedule
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tabela Parcial Tubo Aço Carbono

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Tabela Parcial Tubo Aço Carbono Norma ANSI

B.36.10

DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tabela Parcial Tubo Aço Carbono Norma ANSI B.36.10 Sch α

Sch α t

DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tabela Parcial Tubo Aço Carbono Norma ANSI B.36.10 Sch α
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 1. Sistema de Identificação

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 1. Sistema de Identificação

1. Sistema de Identificação

GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 1. Sistema de Identificação
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Identificação – TAG : -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Identificação TAG :

- Codificação sistemática para identificação de documentos, equipamentos, tubulações, válvulas e instrumentos;

- O TAG NUMBER consiste de um código alfanumérico

para identificação de equipamentos ou instrumentos

numa planta de processos;

- A seguir tem-se o padrão Petrobrás de identificação que

é empregado, nos setores de E&P (Exploração e

Produção) e ABAST (Refino).

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tipos de TAG’s Documentos

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tipos de TAG’s Documentos Equipamentos Tubulações

Tipos de TAG’s

Documentos Equipamentos Tubulações
Documentos
Equipamentos
Tubulações
DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tipos de TAG’s Documentos Equipamentos Tubulações
DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tipos de TAG’s Documentos Equipamentos Tubulações
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 1.1 - TAG de Documentos I

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

1.1 - TAG de Documentos

I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC - 001

TAG de Documentos I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC - 001

Grupo 0:

Código de identificação do idioma. Caso o documento encontre-se em português, omite-se este grupo.

Utiliza-se:

I para inglês;

A

para alemão;

F

para Francês;

L

para italiano;

E

para espanhol;

D para outros idiomas.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC

- 001

INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC - 001 Grupo 1:
INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC - 001 Grupo 1:
INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC - 001 Grupo 1:

Grupo 1:

Código da categoria do

documento técnico.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC

- 001

INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC - 001 Grupo 2:
INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC - 001 Grupo 2:

Grupo 2:

Número de identificação da instalação industrial

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

I - ET - 3010.64 - 1221 - 200 - PPC

- 001

INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 - 1221 - 200 - PPC - 001 Grupo 3:
INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 - 1221 - 200 - PPC - 001 Grupo 3:
INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 - 1221 - 200 - PPC - 001 Grupo 3:

Grupo 3:

Identifica a área ou sistema dentro da instalação industrial.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC

- 001

INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC - 001 Grupo 4:
INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC - 001 Grupo 4:

Grupo 4:

Número de identificação da classe de serviço.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC - 001 Grupo

- 001

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC - 001 Grupo

Grupo 5:

Código da origem do documento.

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC - 001 Grupo
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC

- 001

INDUSTRIAIS I - ET - 3010.64 - 1200 - 200 - PPC - 001 Grupo 6:

Grupo 6: Número de ordem cronológica do documento técnico.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Resumindo: • Documento em

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Resumindo:

Documento em idioma Inglês;

Trata-se de uma Especificação Técnica;

Petrobrás 52, P52 (UEP-2 de Roncador Leste);

Pertencente ao setor de Produção Estação Coletora;

Especificação Técnica de uma Tubulação;

Petrobrás- CENPES (centro de pesquisa);

Documento número 1.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS TAG de Equipamentos M - B

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

TAG de Equipamentos

M - B - 1223 01 A

0

1

2

3

4

Grupo 0: Símbolo identificador da classe do equipamento auxiliar. (Caso o equipamento seja principal, omite-se este grupo).

Grupo 1: Símbolo de identificação da classe do equipamento principal

Grupo 2: Número de identificação da área de atividade com quatro algarismos

Grupo 3: Número sequencial do equipamento com dois algarismos.(bomba 1, bomba 2, etc)

Grupo 4: Letra maiúscula adicionada ao final da série numérica no caso de

equipamentos iguais, localizados em uma mesma área e com função similar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS B - 1223 01 A Grupo

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS B - 1223 01 A Grupo 0 Símbolo Identificador Classe
DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS B - 1223 01 A Grupo 0 Símbolo Identificador Classe

B - 1223 01 A

Grupo 0

Símbolo Identificador Classe do equipamento auxiliar.

E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS B - 1223 01 A Grupo 0 Símbolo Identificador Classe do equipamento
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS M - B - 1223 01

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS M - B - 1223 01 A Grupo 1 Símbolo
DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS M - B - 1223 01 A Grupo 1 Símbolo

M - B - 1223 01 A

Grupo 1 Símbolo Identificador Classe do equipamento principal.
Grupo 1
Símbolo Identificador Classe do
equipamento principal.
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS M - B - 1223 01

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

M - B - 1223 01 A Grupo 2 Símbolo Identificador Área de atividade. Grupo
M - B - 1223
01 A
Grupo 2
Símbolo Identificador Área de
atividade.
Grupo 3
Número sequencial do equipamento
com dois algarismos.(bomba 1, bomba
2
)
Grupo 4
Letra maiúscula adicionada ao final da série
numérica no caso de equipamentos iguais,
localizados em uma mesma área e com função
similar.
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Resumindo • Motor elétrico

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Resumindo

Motor elétrico (equipamento auxiliar).

Bomba (equipamento principal).

Pertencentes à área de processamento de petróleo

(plataforma ou unidades móveis).

Bomba 01 de duas iguais.

Bomba A.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS TAG DE TUBULAÇÕES - Devem ser

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

TAG DE TUBULAÇÕES

- Devem ser identificadas individualmente;

- Código alfanumérico composto por 5 grupos;

- Dispostos horizontalmente e separados por hífen.

8” - PE - 1222 - 005 - Ac

alfanumérico composto por 5 grupos; - Dispostos horizontalmente e separados por hífen. 8” - PE -
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 8” - PE - 1222 -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

8” - PE - 1222 - 005 - Ac

1 2
1
2
3 4 5
3
4
5

Grupo 1: Número representativo do diâmetro nominal da tubulação.

Grupo 2: Notação simbólica indicativa da classe do fluído conduzido pela tubulação (anexo VII).

- Quando houver uma mistura de fluídos com características semelhantes deve-se usar

a designação genérica (por exemplo: HC para hidrocarbonetos

em geral, PQ para produtos químicos não especificados).

- Quando o fluído for gás natural, condensado ou vapor, o símbolo deve ser seguido do

valor da pressão máxima de trabalho admissível (PMTA) da linha, com o valor inteiro

mais próximo expresso em kgf/cm2 (por exemplo V11 para vapor a 10,5 kgf/cm2, G50

para gás natural a 49,7 kgf/cm2).

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 8” - PE - 1222 -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 8” - PE - 1222 - 005 - Ac Grupo

8” - PE - 1222 - 005 - Ac

DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 8” - PE - 1222 - 005 - Ac Grupo

Grupo 2

Classe de fluído conduzido

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 8” - PE - 1222 -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 8” - PE - 1222 - 005 - Ac

8” - PE - 1222 - 005 - Ac

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 8” - PE - 1222 - 005 - Ac

Grupo 3 Área de atividade

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 8” - PE - 1222 - 005 - Ac
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 8” - PE - 1222 -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

8” - PE - 1222 - 005 - Ac

Grupo 4: Número de três algarismos que indica a ordem

sequencial da tubulação, dentro da unidade ou área, podendo

ser deixados alguns números não utilizados para futuras inclusões de novas tubulações do mesmo fluído.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 8” - PE - 1222 -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 8” - PE - 1222 - 005 - Ac Grupo

8” - PE - 1222 - 005 - Ac

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 8” - PE - 1222 - 005 - Ac Grupo 5 Padronização do Material

Grupo 5

Padronização do Material

- Notação

indicativa da padronização

do material tubulação.

simbólica

da

linha

da

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Resumindo • Diâmetro da

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Resumindo

Diâmetro da tubulação 8”.

Classe de fluído conduzido - Petróleo.

Área de atividade - Estação de Tratamento de Óleo.

Tubulação número 5.

Material da tubulação - Aço carbono galvanizado.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 2. Sistema de Cores de

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 2. Sistema de Cores de Identificação dos Fluídos

2. Sistema de Cores de

Identificação dos Fluídos

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 2. Sistema de Cores de Identificação dos Fluídos
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS CORES UTILIZADAS PARA IDENTIFICAR

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

CORES UTILIZADAS PARA IDENTIFICAR TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

(NBR-6493)

Inflamáveis e Combustíveis de Alta Viscosidade

Preto

Inflamáveis e Combustíveis de Baixa Viscosidade

Alumínio

Produtos intermediários ou Pesados

Creme

Gases não liquefeitos

Amarelo

Vácuo

Cinza Claro

Eletrodutos

Cinza Escuro

Álcalis - Lixívias

Lilás

Ácido

Laranja

Água - Potável

Verde

Vapor Saturado - combate a

incêndios

Vermelho

Produtos sob pressão - Ar comprimido

Azul

Vapor

Branco

Vapor Superaquecido

Vermelho - Branco - Vermelho

Gasolina

Marrom - Vermelho - Marrom

Cor para os demais fluidos - Óleo

Marrom

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 3. Simbologia de Tubulações e

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 3. Simbologia de Tubulações e Equipamentos

3. Simbologia de Tubulações e

Equipamentos

DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS 3. Simbologia de Tubulações e Equipamentos
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Extremidades: Lisa Rosqueada

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Extremidades:

DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Extremidades: Lisa Rosqueada Biselada Bolsa

Lisa

DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Extremidades: Lisa Rosqueada Biselada Bolsa

Rosqueada

DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Extremidades: Lisa Rosqueada Biselada Bolsa

Biselada

DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Extremidades: Lisa Rosqueada Biselada Bolsa

Bolsa

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubos de Processo: - Até Ø

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Tubos de Processo:

- Até Ø 12

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubos de Processo: - Até Ø 12 ” -
DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubos de Processo: - Até Ø 12 ” -

- Acima Ø 12

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubos de Processo: - Até Ø 12 ” -
DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubos de Processo: - Até Ø 12 ” -
DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubos de Processo: - Até Ø 12 ” -
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubos de Instrumentação: - Ar -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubos de Instrumentação:

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubos de Instrumentação: - Ar - Sinal Pneumático - Sinal Hidráulico - Linha de

- Ar - Sinal Pneumático

- Sinal Hidráulico

- Linha de Vapor

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubos de Instrumentação: - Ar - Sinal Pneumático - Sinal Hidráulico - Linha de
TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubos de Instrumentação: - Ar - Sinal Pneumático - Sinal Hidráulico - Linha de
TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubos de Instrumentação: - Ar - Sinal Pneumático - Sinal Hidráulico - Linha de
TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tubos de Instrumentação: - Ar - Sinal Pneumático - Sinal Hidráulico - Linha de
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Curvas e Joelhos: Conexão

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Curvas e Joelhos:

Conexão Rosqueada

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Curvas e Joelhos: Conexão Rosqueada - Até Ø 4” - Água e Ar condensado

-Até Ø 4” - Água e Ar condensado

- Baixa pressão

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Curvas e Joelhos: Conexão Rosqueada - Até Ø 4” - Água e Ar condensado
TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Curvas e Joelhos: Conexão Rosqueada - Até Ø 4” - Água e Ar condensado
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Curvas e Joelhos: Conexão Rosqueada

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Curvas e Joelhos:

Conexão Rosqueada

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Curvas e Joelhos: Conexão Rosqueada
ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Curvas e Joelhos: Conexão Rosqueada
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Curvas e Joelhos DESENHO DE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Curvas e Joelhos

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Curvas e Joelhos DESENHO DE MÁQUINAS E
FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Curvas e Joelhos DESENHO DE MÁQUINAS E
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tês Cruzetas e Y C o

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Tês Cruzetas e Y

Conexão Flangeada

e Y C o n e x ã o F l a n g e a
e Y C o n e x ã o F l a n g e a

- Fazer derivações, vínculos

- Mudar direções

- Baixa pressão

- Ø de 1”a 24”

o F l a n g e a d a - Fazer derivações, vínculos - Mudar
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Símbolos Gráficos:

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Símbolos Gráficos:

DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Símbolos Gráficos:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Vistas e Aplicações:

DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Vistas e Aplicações:
DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Vistas e Aplicações:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Luvas e Niples: - Conexões entre

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Luvas e Niples:

E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Luvas e Niples: - Conexões entre tubos; - Conexões entre tubos e
E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Luvas e Niples: - Conexões entre tubos; - Conexões entre tubos e

- Conexões entre tubos;

- Conexões entre tubos e instrumentos.

INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Luvas e Niples: - Conexões entre tubos; - Conexões entre tubos e instrumentos.
INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Luvas e Niples: - Conexões entre tubos; - Conexões entre tubos e instrumentos.
INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Luvas e Niples: - Conexões entre tubos; - Conexões entre tubos e instrumentos.
INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Luvas e Niples: - Conexões entre tubos; - Conexões entre tubos e instrumentos.
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Exemplos de Aplicações:

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Exemplos de Aplicações:

RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Exemplos de Aplicações:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Símbolos Gráficos: Obs.: Niples

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Símbolos Gráficos:

DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Símbolos Gráficos: Obs.: Niples não há representação isolada.

Obs.: Niples não há representação isolada.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Aplicações dos Símbolos:

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Aplicações dos Símbolos:

RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Aplicações dos Símbolos:
RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Aplicações dos Símbolos:
RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Aplicações dos Símbolos:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tampão (Caps) e Bujões (Plugs): -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Tampão (Caps) e Bujões (Plugs):

DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tampão (Caps) e Bujões (Plugs): - Fechamento de extremidades.
DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tampão (Caps) e Bujões (Plugs): - Fechamento de extremidades.
DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tampão (Caps) e Bujões (Plugs): - Fechamento de extremidades.

- Fechamento de

extremidades.

DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Tampão (Caps) e Bujões (Plugs): - Fechamento de extremidades.
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Representação Gráfica:

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Representação Gráfica:

DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Representação Gráfica:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Aplicações dos Símbolos:

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Aplicações dos Símbolos:

RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Aplicações dos Símbolos:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Reduções: Concêntrica -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Reduções:

E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Reduções: Concêntrica - Alteração do diâmetro da tubulação.

Concêntrica

- Alteração do diâmetro da

tubulação.

E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Reduções: Concêntrica - Alteração do diâmetro da tubulação. Excêntrica

Excêntrica

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Representação Gráfica:

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Representação Gráfica:

DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Representação Gráfica:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Aplicações dos Símbolos:

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Aplicações dos Símbolos:

Aplicações dos Símbolos:

RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Aplicações dos Símbolos:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Niples de Redução: BET -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Niples de Redução:

INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Niples de Redução: BET - Extremidade R o s q u e a

BET - Extremidade

Rosqueada

de Redução: BET - Extremidade R o s q u e a d a LET-SET –

LET-SET Maior

Rosqueada e menor plana

- Alteração do Ø da tubulação; - Geralmente para Ø até 4”.

do Ø da tubulação; - Geralmente para Ø até 4”. BEP - Extremidade Plana LEP-SET –

BEP - Extremidade Plana

Ø da tubulação; - Geralmente para Ø até 4”. BEP - Extremidade Plana LEP-SET – Maior

LEP-SET Maior plana e

menor rosqueada

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Exemplo de Aplicação:

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Exemplo de Aplicação:

DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Exemplo de Aplicação:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Representação Gráfica:

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Representação Gráfica:

DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Representação Gráfica:
DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Representação Gráfica:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Integral Placa de Orifício

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Integral

MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Integral Placa de Orifício Pescoço Solto Flanges Rosqueado Cego

Placa de

Orifício

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Integral Placa de Orifício Pescoço Solto Flanges Rosqueado Cego Sobreposto Encaixe

Pescoço

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Integral Placa de Orifício Pescoço Solto Flanges Rosqueado Cego Sobreposto Encaixe
TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Integral Placa de Orifício Pescoço Solto Flanges Rosqueado Cego Sobreposto Encaixe
TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Integral Placa de Orifício Pescoço Solto Flanges Rosqueado Cego Sobreposto Encaixe
Solto
Solto

Flanges

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Integral Placa de Orifício Pescoço Solto Flanges Rosqueado Cego Sobreposto Encaixe

Rosqueado

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Integral Placa de Orifício Pescoço Solto Flanges Rosqueado Cego Sobreposto Encaixe
TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Integral Placa de Orifício Pescoço Solto Flanges Rosqueado Cego Sobreposto Encaixe
TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Integral Placa de Orifício Pescoço Solto Flanges Rosqueado Cego Sobreposto Encaixe

Cego

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Integral Placa de Orifício Pescoço Solto Flanges Rosqueado Cego Sobreposto Encaixe

Sobreposto

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Integral Placa de Orifício Pescoço Solto Flanges Rosqueado Cego Sobreposto Encaixe

Encaixe

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Integral Placa de Orifício Pescoço Solto Flanges Rosqueado Cego Sobreposto Encaixe
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Integral - Antigo; -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

FLANGES:

Integral
Integral

- Antigo;

- Resistente;

- Restrito a FOFO

DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Integral - Antigo; - Resistente; - Restrito a FOFO
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Pescoço - Mais usado; -

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

FLANGES:

Pescoço
Pescoço
E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Pescoço - Mais usado; - Ligado ao tubo por solda de

- Mais usado; - Ligado ao tubo por solda de topo; - Extremidades dos tubos devem ser biseladas.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Rosqueado - Materiais

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

FLANGES:

Rosqueado
Rosqueado
E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Rosqueado - Materiais não soldáveis; - Tubulações de água e ar
E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Rosqueado - Materiais não soldáveis; - Tubulações de água e ar

- Materiais não soldáveis;

- Tubulações de água e ar comprimido.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Sobreposto - Baixas

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

FLANGES:

Sobreposto
Sobreposto
E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Sobreposto - Baixas pressões e temperaturas; - Fácil montagem e
E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Sobreposto - Baixas pressões e temperaturas; - Fácil montagem e

- Baixas pressões e temperaturas;

- Fácil montagem e baixo custo;

- Necessita de solda.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Cego - Fechar a

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

FLANGES:

Cego
Cego
E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Cego - Fechar a extremidade do tubo; - Necessário que tubo

- Fechar a extremidade do tubo; - Necessário que tubo contenha flange qualquer;

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Solto - Diversidade de

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

FLANGES:

Solto
Solto
E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Solto - Diversidade de diâmetros; - Necessidade de virola no

- Diversidade de diâmetros;

- Necessidade de virola no tubo;

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Representação Gráfica:

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

FLANGES:

Representação Gráfica:

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Representação Gráfica:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Aplicações dos Símbolos:

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Aplicações dos Símbolos:

RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Aplicações dos Símbolos:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS FLANGES: Orifício - Possibilitar

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

FLANGES:

Orifício
Orifício

- Possibilitar a introdução de placa de orifício;

- Medição de vazões;

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Orifício Representação Gráfica

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

Orifício
Orifício

Representação Gráfica

ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Orifício Representação Gráfica
ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Orifício Representação Gráfica
ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Orifício Representação Gráfica
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

VÁLVULAS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Gaveta

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

VÁLVULAS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Gaveta
Gaveta
Gaveta
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Macho

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

VÁLVULAS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Macho
Macho
Macho
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Esfera

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

VÁLVULAS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Esfera
Esfera
Esfera
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Globo

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

VÁLVULAS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Globo
Globo
Globo
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Agulha

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

VÁLVULAS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Agulha
Agulha
Agulha
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Borboleta

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

VÁLVULAS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Borboleta
Borboleta
Borboleta
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Diafragma

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

VÁLVULAS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Diafragma
Diafragma
Diafragma
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Regulagem

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

VÁLVULAS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Regulagem -
Regulagem - Controle
Regulagem - Controle
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Retenção

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

VÁLVULAS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Retenção de Portinhola Retenção e Levantamento
DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Retenção de Portinhola Retenção e Levantamento

Retenção de Portinhola

VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Retenção de Portinhola Retenção e Levantamento Retenção de Esfera
Retenção e Levantamento
Retenção e
Levantamento
Retenção de Esfera
Retenção de Esfera
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Retenção

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

VÁLVULAS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Retenção e Fechamento Retenção e Fechamento Apenas
Retenção e Fechamento Retenção e Fechamento Apenas Retenção
Retenção e
Fechamento
Retenção e
Fechamento
Apenas
Retenção
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES VÁLVULAS Controladoras

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES VÁLVULAS Controladoras de Pressão

VÁLVULAS

FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES VÁLVULAS Controladoras de Pressão
Controladoras de Pressão
Controladoras
de Pressão
FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES VÁLVULAS Controladoras de Pressão
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Alívio

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

VÁLVULAS

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA VÁLVULAS DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Alívio
Alívio
Alívio
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA LEMBRETE DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES -

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

LEMBRETE

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

- Se abriu janelas, feche-as.

DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES - Se abriu janelas, feche-as. - Deixe o local (mesa ou bancada

- Deixe o local (mesa ou bancada e cadeira) de estudo organizado

e limpo para os próximos

usuários.

OBRIGADO

feche-as. - Deixe o local (mesa ou bancada e cadeira) de estudo organizado e limpo para
feche-as. - Deixe o local (mesa ou bancada e cadeira) de estudo organizado e limpo para
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES BIBLIOGRAFIA DESENHO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE ESCOLA DE ENGENHARIA

DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES

BIBLIOGRAFIA

ENGENHARIA DESENHO DE MÁQUINAS E INSTALAÇÕES BIBLIOGRAFIA DESENHO TÉCNICO E TECNOLOGIA GRÁFICA – THOMAS E.

DESENHO TÉCNICO E TECNOLOGIA GRÁFICA THOMAS E. FRENCH, CHARLES J. VIERK

SÃO PAULO: GLOBO 2005.

DESENHISTA DE MÁQUINAS FRANCESCO PROVENZA SÃO PAULO: PRO-TEC 1978.

MANUAL DE DESENHO TÉCNICO MECÂNICO GIOVANNI MANFE, RINO POZZA, GIOVANNI SCARATO S.I.: RENOVADORA DE LIVROS CULTURAIS 1977.

TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS: MATERIAIS, PROJETO E DESENHO PEDRO CARLOS SILVA TELLES RIO DE JANEIRO: LTC 1983.

DESENHO TÉCNICO LUIS VEIGA DA CUNHA LISBOA: FUNDAÇÃO COLOUSTE

GULBENKIAN 2004.

NORMAS PARA DESENHO TÉCNICO ABNT EDIÇÃO ORGANIZADA POR PAULO DE BARROS FERLINI PORTO ALEGRE: GLOBO 1981.

INTRODUÇÃO AO DESENHO TÉCNICO JOSÉ STAMATO, JOÃO CARLOS DE OLIVEIRA,

JOÃO CARLOS M. GUIMARÃES RIO DE JANEIRO: MEC/FENAME 1972.

CATÁLOGOS DE FABRICANDES DE PEÇAS E COMPONENTES.