Você está na página 1de 2

Ciclo de vida dos sistemas de

informação
Criação, evolução, decadência e morte. Conheça o ciclo de vida
dos sistemas de informação. Um conceito teórico da vida útil dos
softwares em geral.
O que é ciclo de vida ou vida útil? Entendo que o tempo em que determinado
produto ou objeto está em condições satisfatória de uso ou consumo. Dependendo
so item que estamos falando esse tempo pode ser medido em números, como
dias, horas, anos ou outros, mas no caso de sistemas de informação ele é medido
por ciclos que podem variar bastante de caso para caso.

O ciclo de vida de um sistema de informação é composto por criação, evolução,


decadência e morte. Embora não existem medidores precisos para estabelecer em
que ponto o sistema se encontra, é possível ter uma boa idéia se analisarmos os
fatores abaixo:

Criação
O sistema é criado com a utilização de um projeto que estabelece os objetivos que
o sistema deverá alcançar. Toda a expectativa em relação ao sistema deve ser
declarada no projeto. Essa criação envolve todo o processo de análise,
refinamento de requisitos, declaração de projeto, documentação, desenvolvimento,
testes, implantação e treinamento. É um período longo e trabalhoso.

Evolução
Mudanças nas organizações, no mercado ou ações governamentais forçam os
sistemas a evoluírem para atender as novas necessidades das empresas.

A mudança no ciclo de vida dos sistemas de informação de criação para


evolução ocorre quando os sistemas começam a receber recursos que não
estavam previsto no projeto original.

Essas mudanças ou evoluções como alguns chamam são benéficas quando bem
implementadas e são necessárias em muitos casos para dar um impulso no
sistema a fim de adequá-lo a novas realidades que vão surgindo. Novas leis,
práticas de consumo, posicionamento da concorrência, entre outros fatores
geralmente forçam mudanças nos sistemas a fim de adequá-lo à nova realidade.

Decadência
Um sistema de informação nem sempre consegue acompanhar as evoluções
tecnológicas, organizacionais ou exigências de governos. Há situações em que se
torna muito oneroso realizar adaptações nos sistemas para atender tais
necessidades.

Com o tempo o sistema começa entrar em decadência, isto pode ser observado
quando as necessidades do mercado começam a distanciar-se dos sistemas de
informação.

Morte
A morte de um sistema de informação nem sempre é declarada, mas ela ocorre
quando o sistema já não atende mais as necessidades da empresa ou dos
usuários. Há casos que a empresa mantém o sistema apenas para consulta de
dados antigos ou para operações básicas que ainda sobrevivem.