Você está na página 1de 5

I SEMANA LASCP (SAÚDE COLETIVA E PARASITOLOGIA) - BELÉM/PA 2019.

NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHO CIENTÍFICO

INFORMAÇÕES GERAIS:

• No período de 22 a 26 de abril de 2019 (de 8h30 às 11h e das 19h às 21h na UNINASSAU -
Quintino) , serão realizadas as apresentações dos trabalhos selecionados para a modalidade
BANNER na I SEMANA LASCP (SAÚDE COLETIVA E PARASITOLOGIA).

• O processo de submissão das propostas de trabalho é totalmente on-line e não será


cobrada nenhuma taxa de inscrição.

• A submissão de trabalhos será possível apenas aos participantes que estiverem inscritos no
evento, sendo permitido o número máximo de 10 (dez) autores por trabalho e todos participarão
da exposição do mesmo;

• Os estudantes da UNINASSAU serão orientados pelos Professores da Instituição e os das


demais instituições interessadas em participar da I SEMANA LASCP (SAÚDE COLETIVA E
PARASITOLOGIA) pelos seus respectivos orientadores;

• Será emitido 01 (um) certificado on-line por trabalho apresentado, com os nomes do autores e
orientador;

• O envio de qualquer trabalho implica automaticamente na cessão dos direitos autorais aos
organizadores da I SEMANA LASCP (SAÚDE COLETIVA E PARASITOLOGIA);

• A publicação do trabalho (resumo expandido) não implica nenhuma remuneração aos autores e
orientadores;

• Os trabalhos apresentados (resumo expandido) e publicados não refletem, necessariamente, a


opinião dos organizadores da I SEMANA LASCP (SAÚDE COLETIVA E PARASITOLOGIA);

CRITÉRIOS DE SUBMISSÃO:

• O Envio de trabalhos está aberto e fechará para envio em 12/04/2019 até às 23h59.
• Os termas a serem desenvolvidos na I SEMANA LASCP (SAÚDE COLETIVA E
PARASITOLOGIA) deverão estar de acordo com os seis temas: saúde mental, doenças
infectoparasitárias, neoplasias, ciências da saúde e doenças crônicas, doenças parasitárias.

• Serão aceitos apenas os trabalhos científicos enviados para os e-mails:


eventoslascp@gmail.com;
• Somente serão analisados trabalhos do tipo: Revisão Bibliográfica; Relatos de experiência;
Pesquisa de campo; Estudo de Caso.

1
• Os tipos: Pesquisa de campo e Estudo de Caso envolvem estudo ou com ou animais ou com
seres humanos, portanto, obrigatoriamente, deverão ser enviados com a cópia do parecer
favorável do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP), com Nº do Certificado de Apresentação para
Apreciação Ética (CAAE);

• No e-mail enviado pelo congressista deverá constar: (1) o trabalho; (2) a comprovação de
inscrição na semana e Cópia do Parecer FAVORAVEL do CEP com o Nº CAAE, apenas em caso
de Pesquisa de Campo ou estudo de caso;

• Somente serão considerados para analise os trabalhos analisados que estejam de acordo com
as regras estabelecidas neste edital (ver formato do resumo expandido).

FORMATO DO RESUMO EXPANDIDO:

• As informações deverão ser digitadas sem parágrafos, de acordo com a norma culta e a nova
ortografia da língua portuguesa. Em formato Word; letra Times New Roman; fonte tamanho 12;
Margem superior: 3,0 cm; Margem inferior: 2,0 cm; Margem direita: 2,0 cm; Margem esquerda:
3,0 cm; parágrafo justificado; espaçamento 1,5 cm.

• Título (em negrito e caixa alta).

• Autores e Orientador: indicar suas respectivas instituições de Ensino Superior.

• Estrutura do Resumo Expandido:

Introdução (Apresentação, problemática, justificativa e Objetivos)

Metodologia

Resultados e Discussões

Conclusão

Referências

• Palavras-chave (mínimo 03 e máximo 04).

• Referências (no mínimo quatro (04) referências e conforme ABNT 6023/2002).

• Tamanho: mínimo 02 (duas) laudas e máximo 04 (quatro) laudas.

2
Exemplo do resumo expandido

CONDIÇÕES AMBIENTAIS DA DOENÇA DE CHAGAS NA REGIÃO METROPOLITANA DE


BELÉM – PARÁ

ALBUQUERQUE, Roberta Universidade da Amazônia (UNAMA), discente


BARROS, Estela Universidade da Amazônia (UNAMA), discente.
BARRETO, Leandro Universidade da Amazônia (UNAMA), docente.

Introdução: Considerada uma antropozoonose resultante das alterações produzidas pelo homem no
meio ambiente e das desigualdades econômicas. (ARGOLO, 2008), a transmissão do T. cruzi pode
ocorrer por diferentes vias: A vetorial, transfusional, congênita, acidental (acidentes em laboratórios), oral
(com alimentos contaminados) e transplantes. O controle atual da transmissão da doença de Chagas
resultou em queda acentuada da incidência de novos casos nos últimos anos. Isto não significa,
entretanto, o fim das repercussões de uma doença crônica com elevado impacto sócio-econômico. Para
o futuro, problemas e desafios a serem superados continuam principalmente em termos da assistência
médica para os indivíduos já infectados e da manutenção da vigilância epidemiológica (SILVA, 2010).
Objetivos: Realizar um levantamento bibliográfico de forma a identificar as taxas de mortalidade.
Metodologia. Foi realizado um levantamento bibliográfico na busca de artigos que contenham
informações sobre mortalidade, infecção e relação do T. cruzi com o ambiente (urbano e rural), bem como
ocorre a flutuação do Mal de Chagas no Brasil e no Pará. Para isso utilizamos como critérios de seleção,
artigos indexados nas bases de dados PubMed e SciELO nos idiomas português e inglês. Resultados e
Discussão: Foram levantados 30 artigos que tratavam da mortalidade, a taxa varia entre 15 e 25% dos
casos identificados, porém estes não se apresentam de forma igualitária. Em estudo realizado por
Cordeiro et al. (2002) em uma análise histórica de 10 anos no de casos no Pará, esse dado é
corroborado, onde foi identificado que onde se evidenciam 51 (35,7%) municípios com alto risco de
transmissão, 41 (28,6%) com médio risco e 51 (35,7%) com baixo risco. A dinâmica de transmissão é
variável entre os agrupamentos humanos que habitam diferentes estratos epidemiológicos, onde
interagem fatores de risco de diferentes origens. O controle da malária em áreas extensas como a
Amazônia representa um grande desafio aos profissionais da saúde, sendo demandado investimento
público e programas de controle eficazes. Conclusão: Embora controlada em várias localidades do Pará,
o monitoramento e controle eficaz se faz uma necessidade constante de forma a possibilitar uma base de
dados condizente com a realidade da incidência e prevalência do agravo, mas, também, para estudar os
fatores causais, objetivando uma rápida revelação de eventuais epidemias e avaliar a eficiência dos
programas de controle da doença.

Palavras-chave: Antropozoonose; Transmissão T; transmissão de doença.

Referências:
ALMEIDA, Leonardo Pinto; RODRIGUES, Joelson Tavares. Narrativa e Internet: Possibilidades e Limites
do Atendimento Psicoterapêutico Mediado pelo Computador. Psicologia Ciência e Profissão, nº 23, p. 10-
17, Rio de Janeiro, 2003.
CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA - CFP. (2005). Resolução CFP Nº 012/2005. Regulamenta o
atendimento psicoterapêutico e outros serviços psicológicos mediados por computador e revoga a
Resolução CFP Nº 003/2000. Acesso em 28/08/2016.
FARAH, Rosa Maria. Atendimento Psicológico Virtual – O que é possível hoje nessa área? NPPI – PUC-
SP. FORTIM, Ivelise; ANTONIO, Leonardo; COSENTINO, Maruí. Serviço de Orientação Via E-mail:
Novas Considerações. Psicologia Ciência e Profissão, nº 27, p. 164- 176, São Paulo, 2007.
Este trabalho contou com o auxílio financeiro da Universidade da Amazônia.
3
CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DOS RESUMOS

Além dos requisitos previstos neste edital, o processo de avaliação seguirá as regras a seguir:
Os trabalhos serão avaliados por base dos seguintes critérios (Notas de 0 a 10):

• Fundamentação e relevância do estudo (0 a 1,5);

• Apresentação clara do problema de pesquisa/ do objetivo da ação (0 a 1);

• Adequação teórico-metodológica aos objetivos propostos/ Estratégias de intervenção (0 a 2,5);

• Análise dos dados e resultados: descrição compreensível da coleta e análise dos dados/
Descrição clara da intervenção utilizada (0 a 2,5);

• Conclusão: fundamento, coerência e alcance dos objetivos propostos/ Avaliação da pertinência


da experiência (0 a 1,5);

• Qualidade da redação e organização do texto (0 a 1).

• Serão considerados REPROVADOS os trabalhos que obtiverem pontuação total entre 0,0 e
5,0;

• Serão considerados APROVADOS PARA CORREÇÃO os trabalhos que obtiverem pontuação


entre 5,1 e 7,9 pontos;

• Serão considerados APROVADOS os trabalhos que obtiverem pontuação entre 8,0 e 10,0
pontos.

Aprovação do resumo expandido:

Os relatores que tiverem seus resumos aprovados para apresentação receberão um email com
a mensagem de aprovação emitido pela subcomissão científica. E, automaticamente, estarão
responsáveis pelo cumprimento das normas de apresentação em data, horário e local (conforme
planejamento). Não serão aceitos questionamentos ou recurso quanto a não aprovação do
resumo expandido submetido. O congressista assume que, diante do envio, leu e aceitou todas
normas e termos previstas neste edital.

Os trabalhos serão apresentados na forma oral e visual pelos autores, em local destinado para
isto (conforme programação que será informada pelos responsáveis pelo evento).

OBS1: A grade de apresentação será disponibilizada pelos responsáveis pela liga.

Obs2: Os trabalhos que não atenderem às especificações contidas neste edital serão
automaticamente recusados, não havendo possibilidade de pedido de revisão;

4
Formato para a modalidade de Banner: A exposição do trabalho científico será em Banner, o
qual deverá ser feito conforme rigorosamente modelo disponibilizado nos endereços eletrônicos
da organização da Semana. Com as seguintes dimensões: Largura 90 cm e Altura 120 cm.

MODELO DO BANNER