Você está na página 1de 15
SIMULADO -0 1 Esse documento é uma simulação que usa os mesmos padrões da Prova
SIMULADO -0 1 Esse documento é uma simulação que usa os mesmos padrões da Prova
SIMULADO -0 1 Esse documento é uma simulação que usa os mesmos padrões da Prova
SIMULADO -0 1 Esse documento é uma simulação que usa os mesmos padrões da Prova

SIMULADO -01 Esse documento é uma simulação que usa os mesmos padrões da Prova prático-profissional 1ª Fase do Exame de Ordem aplicada pela Fundação Getúlio Vargas

Revisão: Juliana Fabres

SEU SIMULADO Ÿ Realize este simulado nas mesmas condições que você realizaria a 1ª Fase
SEU SIMULADO
Ÿ Realize este simulado nas mesmas condições
que você realizaria a 1ª Fase do XXV Exame de
Ordem. Não utilize materiais para consulta,
cronometre seu tempo e anote seu gabarito.
TEMPO Ÿ 5 horas é o tempo disponível para a realização da prova, já incluindo
TEMPO
Ÿ 5 horas é o tempo disponível para a realização da
prova, já incluindo o tempo para a marcação da
folha de respostas da prova obje va.
Ÿ 2 horas após o início da prova é possível re rar-se
da sala, sem levar o caderno de prova.
Ÿ 1 hora antes do término do período de prova é
possível re rar-se da sala levando o caderno de
prova.
NÃO SERÁ PERMITIDO Ÿ Qualquer tipo de comunicação entre os examinandos. Ÿ Levantar da cadeira
NÃO SERÁ PERMITIDO
Ÿ Qualquer tipo de comunicação entre os examinandos.
Ÿ Levantar da cadeira sem a devida autorização do
fiscal de sala.
Ÿ Portar aparelhos eletrônicos, tais como bipe,
telefone celular, walkman, agenda eletrônica,
notebook, palmtop, receptor, gravador, telefone
celular, máquina fotográfica, controle de alarme
de carro etc., bem como relógio de qualquer
espécie, protetor auricular, óculos escuros ou
quaisquer acessórios de chapelaria, tais como
chapéu, boné, gorro etc., e ainda lápis, lapiseira,
borracha e/ou corretivo de qualquer espécie.
Ÿ Usar o sanitário ao término da prova, após deixar
a sala.
INFORMAÇÕES GERAIS Ÿ Verifique se o número deste caderno de provas coincide com o registrado
INFORMAÇÕES GERAIS
Ÿ
Verifique se o número deste caderno de provas coincide com
o
registrado no rodapé de cada página. Caso contrário,
notifique imediatamente o fiscal da sala, para que sejam
tomadas as devidas providências.
Ÿ
Confira seus dados pessoais, especialmente nome, número
de inscrição e documento de identidade e leia atentamente
as
instruções para preencher a folha de respostas.
Ÿ
Assine seu nome, no espaço reservado, com caneta
esferográfica transparente de cor azul ou preta.
Ÿ
Marque na folha de respostas o campo relativo à
confirmação do tipo/cor de prova, conforme o caderno
recebido.
Ÿ
Não será permitida a troca da folha de respostas por erro
do
examinando.
Ÿ
Reserve tempo suficiente para o preenchimento de sua
folha de respostas. Para fins de avaliação, serão levadas em
consideração apenas as marcações realizadas na folha de
respostas.
Ÿ
A
FGV coletará as impressões digitais dos examinandos na
folha de respostas .
Ÿ
Quandoterminarsuaprova,vocêdeverá,OBRIGATORIAMENTE,
entregar a folha de respostas devidamente preenchida e
assinada ao fiscal da sala. Aquele que descumprir esta regra
seráELIMINADO.
Ÿ
Os 3 (três) últimos examinandos de cada sala só poderão
sair juntos, após entregarem ao fiscal de aplicação os
documentos que serão utilizados na correção das provas.
Esses examinandos poderão acompanhar, caso queiram, o
procedimento de conferência da documentação da sala de
aplicação, que será realizada pelo Coordenador da
unidade, na Coordenação do local de provas. Caso algum
desses examinandos insista em sair do local de aplicação
antes de autorizado pelo fiscal de aplicação, deverá assinar
termo desistindo do Exame e, caso se negue, será lavrado
Termo de Ocorrência, testemunhado pelos 2 (dois) outros
examinandos, pelo fiscal de aplicação da sala e pelo
Coordenador da unidade de provas.

‘‘Qualquer semelhança nominal e/ ou situacional presente nos enunciados das questões é mera coincidência’’

‘‘Qualquer semelhança nominal e/ ou situacional presente nos enunciados das questões é mera coincidência’’
Questão 1 Questão 5 Quanto a renúncia ao mandato, assinale a alternativa CORRETA: A) O
Questão 1 Questão 5
Questão 1
Questão 5

Quanto a renúncia ao mandato, assinale a alternativa CORRETA:

A) O

Advogado

deve

comunicar

a

renúncia

ao

mandato

diretamente ao juízo da causa, o qual deverá intimar a parte;

B) O

advogado

não

tem

o

dever

de

comunicar

à

parte

a renúncia ao mantado judicial ou extrajudicial;

C) A

renúncia

ao

mandado

deve

ser

comunicada

ao

cliente,

preferencialmente mediante carta com aviso de recebimento;

D) A

comunicação

da

renúncia

do

mandado

não

pode

ser

pessoal, para evitar conflitos com o cliente;

Questão 2
Questão 2

Maurício dos Santos, conhecido advogado, é contratado por João da Silva para defender seus interesses num processo judicial onde João é réu. A ação foi proposta por Felipe dos Anjos, o qual é representado pelo jovem advogado Messias Rodrigues (reconhecido na comarca por ser uma pessoa de difícil trato, o qual não costuma fazer acordos com as outras partes). Conhecedor das técnicas alternativas de solução de conflitos (bem como da postura contrária ao acordo do procurador Messias), o advogado Maurício entra em contato diretamente com Felipe, propondo-lhe um acerto para por fim no processo (sem consultar o advogado Messias). Levando em consideração as disposições do Código de Ética:

A) Agiu

certo

o

advogado

Maurício,

que

o

profissional

da advocacia

deve

buscar

a

conciliação

 

a

qualquer

preço, circunstância defendida pelo Conselho Nacional de Justiça;

B) O advogado somente poderia buscar o acordo diretamente com a (sem consultar seu advogado) se autorizado pelo juiz que conduz o procedimento judicial;

C) O advogado pode buscar o acordo diretamente com a outra parte (sem consultar o seu procurador) no caso de conflitos de interesses ainda não judicializados, na fase extrajudicial;

D) O

advogado

não

pode

acertar-se

diretamente

com

a

parte

adversa

que

tenha

advogado

constituído

sem

a

concordância deste;

 
Questão 3
Questão 3

Quanto a advocacia pública, assinale a assertiva CORRETA

A) Os advogados públicos estão obrigados a ter inscrição na OAB para

o exercício das suas atividades;

B) Os advogados públicos devem requerer o licenciamento do exercício da advocacia e não o cancelamento da sua inscrição na OAB;

C) Os advogados públicos pode requerer o cancelamento da sua inscrição na OAB quando assumem a função pública;

D) Como os advogados públicos não podem exercer a advocacia

privada,

devem requerer

o

cancelamento

da

sua

inscrição

na

OAB;

Questão 4
Questão 4

Quanto à possibilidade de agenciamento de clientela, levando em consideração as regras do Estatuto da OAB e do Código de Ética, assinale a alternativa CORRETA

A) Levando em consideração a moderna visão mercantilista da

profissão

agenciar e indicar novos clientes;

(advocacia),

pode o advogado contratar uma para

B) Somente será autorizado o agenciamento e indicação de novos clientes mediante autorização expressa da Seccional da OAB;

C) Será

desnecessária

a

autorização

da

Seccional

da

OAB,

sendo permitido

o

agenciamento

e

indicação

de

novos

clientes, caso seja publicizada, de forma ampla, a relação entre o advogado e o agenciador;

o

agenciamento e a indicação de clientes por agenciador, sem exceções;

D) Será

vedada,

sempre

e

em

qualquer

circunstância,

2

Quanto

a

possibilidade

do

advogado

substabelecer

para

outro

profissional

os

poderes

outorgados

(e

recebidos)

assinale a

alternativa CORRETA

A) O substabelecimento com reserva de poderes precisa ser

comunicado

de

modo

inequívoco

ao

cliente;

não bastando

que

conste

no

mandado

poderes

específicos

para

substabelecer;

 

B) O substabelecimento sem reserva de poderes não precisa ser comunicado de modo inequívoco ao cliente, bastando que conste no mandado poderes específicos para substabelecer;

C) O substabelecimento sem reserva de poderes precisa ser comunicado de modo inequívoco ao cliente, não bastando que conste no mandado poderes

específicos

para substabelecer;

D) O substabelecimento com reserva de poderes somente pode ser realizado por tempo determinado, não necessitando de comunicado inequívoco ao cliente (bastando que conste no mandado poderes específicos para substabelecer);

Questão 6
Questão 6

Dr. Causa já Ganha, advogado, foi procurado em seu escritório por Aristóteles. Na oportunidade realizou consulta sobre determinado tema jurídico. Meses mais tarde o advogado recebeu uma intimação para depor na condição de testemunha num processo – em tal processo figurava como réu Aristóteles (e a lide era justamente sobre os fatos que foram relatados ao advogado na consulta profissional). Levando em consideração o Estatuto da OAB, o Regulamento e o Código de Ética, é correto afirmar que:

A) A simples consulta sobre tema jurídico não é ato privativo da advocacia, sendo perfeitamente possível que o advogado preste depoimento nos autos;

B) A consulta sobre tema jurídico é ato privativo da advocacia, mas como o advogado não foi contratado, perfeitamente possível será seu depoimento nos autos;

C) Como teve ciência dos fatos em decorrência do exercício da profissão, deve o advogado se recusar de prestar o depoimento como testemunha

D) A recusa do advogado, neste caso, de prestar depoimento como testemunha configura falta ética;

Questão 7
Questão 7

Quanto a publicidade na advocacia, é correto afirmar (levando em consideração as normas do Código de Ética):

A) É autorizada e permitida a veiculação de publicidade na rádio, mas proibida na televisão;

B) É autorizada a divulgação de serviços de advocacia em conjunto com outra atividade;

C) Exclusivamente para fins de identificação dos escritórios de advocacia, é permitida a utilização de placas, painéis luminosos e inscrições em suas fachadas;

D) É vedado o uso de outdoors, painéis luminosos ou formas assemelhadas de publicidade, bem como as inscrições em muros, paredes, veículos, elevadores ou em qualquer espaço público;

de publicidade, bem como as inscrições em muros, paredes, veículos, elevadores ou em qualquer espaço público
de publicidade, bem como as inscrições em muros, paredes, veículos, elevadores ou em qualquer espaço público
Questão 8 Questão 11 Quanto aos honorários advocatícios, levando em consideração as normas inseridas do
Questão 8 Questão 11
Questão 8
Questão 11

Quanto aos honorários advocatícios, levando em consideração as normas inseridas do Código de Ética, assinale a alternativa INCORRETA:

A) O crédito por honorários advocatícios, seja do advogado autônomo, seja de sociedade de advogados, não autoriza o saque de duplicatas ou qualquer outro título de crédito de natureza mercantil;

B) Pode o advogado, quanto aos honorários advocatícios, emitir fatura quando o cliente assim pretender (desde que expressamente autorizado no contrato de prestação de serviços);

C) Autorizada a emissão de fatura pelo cliente, no caso de falta de pagamento da mesma, fica autorizado o advogado a levar para protesto tal título;

D) Pode o advogado levar a protesto o cheque ou a nota promissória emitida pelo cliente em seu favor (do advogado), depois de frustrada a tentativa de recebimento amigável;

Questão 9
Questão 9

Nos anos de 1980, em um contexto de preocupações com o meio ambiente e o risco nuclear, a Ética do Discurso buscou reorientar as teorias deontológicas que a antecederam. Um exemplo está contido no texto a seguir.

"De maior gravidade são as consequências que um conceito restrito de moral comporta para as questões da ética do meio ambiente. O modelo antropocêntrico parece trazer uma espécie de cegueira às teorias do tipo kantiano, no que diz respeito às questões da responsabilidade moral do homem pelo seu meio ambiente."

(HABERMAS, Jürgen. Comentários à Ética do Discurso. Trad. de Gilda Lopes Encarnação. Lisboa: Instituto Piaget, 1999, p.212.)

Com base no texto e nos conhecimentos sobre a Ética do Discurso, é correto afirmar que a ética:

A) abrange as ações isoladas das pessoas visando adequar-se às mudanças climáticas e às catástrofes naturais;

B) corresponde à maneira como o homem deseja construir e realizar plenamente a sua existência no planeta;

C) compreende a atitude conservacionista que o sistema econômico adota em relação ao ambiente;

D) implica a instrumentalização dos recursos tecnológicos em benefício da redução da poluição;

Questão 10
Questão 10

No pensamento de Norberto Bobbio afirma-se que é da natureza da estrutura democrática e estatal que o alcance da coatividade do aparato sancionador das normas jurídicas invista-se à razão inversa da hierarquia das normas, reconhecendo que o núcleo de poder do qual as normas emanam seria, em última análise, uma fonte incoercível de violência organizada e institucionalizada. É correto afirmar que, para Bobbio

A) se a sanção implica a presença de um aparato coativo, a presença de tal aparato implica, em última instância, a presença de um poder de coação, que por sua vez não pode ser obrigado e que, portanto, a existência de normas não sancionadas no vértice do sistema é o efeito da inversão da relação força-direito que se verifica na passagem das normas inferiores para as superiores;

B) No consenso democrático dos Estados de direito está postada a violência fundadora da ordem jurídica, a decisão soberana ou, como quisera Carl Schmitt (2007), a exceção irredutível até mesmo nos casos em que um tribunal julga subsumindo a situação de fato ao tipo normativo;

C) No Estado de Direito existe a possibilidade de não aceitação da norma vigente, levando em conta que é inerente ao homem o livre-arbítrio e o poder de decisão em quaisquer situações;

D) O Direito, segundo Bobbio não pode se resumir a um conceito que mereça ser aplicado e cumprido. Existiria então a possibilidade de se fazer um Direito de acordo com as intenções individuais e não na coletividade;

Considere a hipótese de Deputado Federal que cometeu crime (comum) após a diplomação. Nesse caso, é correto afirmar que:

A) o Congresso Nacional pode sustar o andamento da ação penal.

B) a Câmara dos Deputados pode sustar o anda¬mento da ação penal.

C) o STF só pode receber a denúncia após a licença da Câmara dos

Deputados.

D) o STF só pode receber a denúncia após a licença do Congresso Nacional.

Questão 12
Questão 12

A respeito do regime de responsabilidade do Presidente da República, assinale a alternativa correta.

A) Compete ao Congresso Nacional julgar o Presidente da República

nos crimes de responsabilidade.

B) Só se admite acusação contra o Presidente da República pelo

voto da maioria da Câmara dos Deputados.

C) O ato do Presidente da República que atenta contra o livre

exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, do Ministério Público

e dos Poderes constitucionais das unidades da Federação é considerado crime de responsabilidade. D) O Presidente ficará suspenso de suas funções nos crimes de responsabilidade somente após a condenação pelo órgão competente.

Questão 13
Questão 13

Fulano de tal, advogado, se candidata a vaga no Tribunal de Justiça do Estado W, logrando obter aprovação, e é nomeado pelo Governador do Estado. Um ano após, se candidata a vaga surgida pela aposentadoria de Desembargador Estadual no Superior Tribunal de Justiça, vindo a ser escolhido. Diante de tal enunciado, revela-se correto afirmar:

A) Ele concorreu a vaga destinada ao órgão especial

B) Impossível, pois tanto o TJ quanto o STJ são formados apenas por juízes

de carreira.

C) Ele candidatou-se pelo quinto constitucional em relação a vaga do

Tribunal de Justiça.

D) Somente se chegará ao STJ se for juiz de carreira.

Questão 14
Questão 14

Um deputado federal, quando era prefeito municipal, cometeu crime de estelionato, mas o processo só foi instaurado após a extinção do mandato de prefeito e de sua diplomação como Deputado. Esse processo é de competência:

A) do Supremo Tribunal Federal.

B) da Justiça local, após deliberação da Câmara dos Vereadores.

C) da Câmara dos Vereadores, que poderá aplicar o impeachment.

D) exclusiva da Câmara dos Deputados.

Questão 15
Questão 15

Marque a alternativa incorreta:

A) A ação direta de inconstitucionalidade por omissão é um importante

instrumento do constitucionalismo dirigente, a fim de atacar a inércia total ou parcial do Poder Executivo e Legislativo.

B) É correto dizer que a ação direta de inconstitucionalidade por omissão,

especialmente no que se refere a omissão legislativa, tem como resultado a concretização do direito no caso concreto.

C) No controle difuso, qualquer juiz ou tribunal poderá declarar a

inconstitucionalidade do ato normativo questionado.

D) Admite-se o recurso extraordinário somente se a questão da controvérsia

judicial não se der de forma reflexa, ou seja, se decorrer diretamente da Constituição.

3

a questão da controvérsia judicial não se der de forma reflexa, ou seja, se decorrer diretamente
a questão da controvérsia judicial não se der de forma reflexa, ou seja, se decorrer diretamente
Questão 16 Questão 19 A Constituição de determinado estado da federação, promulgada em 1989, ao
Questão 16 Questão 19
Questão 16
Questão 19

A Constituição de determinado estado da federação, promulgada em 1989, ao dispor sobre a administração pública estadual, estabelece que a investidura em cargo ou emprego público é assegurada aos cidadãos naturais daquele estado e depende de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego, ressalvadas as nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração. Em 2009 foi promulgada pela Assembleia Legislativa daquele estado após não sofrer veto do Governador, uma Lei Estadual que permite o ingresso em determinada carreira pública por meio de livre nomeação, assegurada a estabilidade do servidor nomeado após 3 (três) anos de efetivo exercício, contrariando a Constituição Estadual. Ocorre que, a nomeação de servidor por concurso público, também é norma constante na Constituição Federal, haja vista que a Constituição Estadual reproduz exatamente o mesmo dispositivo. Considerando que o Governador do Estado pretende a declaração de inconstitucionalidade da Lei Estadual, analise a resposta adequada ao caso em tela.

A) O Governador obrigatoriamente deverá que questionar a

Constitucionalidade perante o STF.

B) O Governador obrigatoriamente deverá questionar a

Constitucionalidade perante o Tribunal de Justiça.

C) Se o Governador questionar a referida Lei Estadual a violação do

disposto na Constituição Estadual, a competência será do Tribunal de Justiça.

D) A competência para apreciar a referida inconstitucionalidade da Lei

Estadual, não dependerá se o Governador pretende questionar a inconstitucionalidade frente à Constituição Estadual ou frente à Constituição Federal

João, belga, residente em Tóquio no Japão, contrai casamento com Maria, americana, residente em Paris na França, ambos trabalham para uma empresa de aviação comercial e casaram na Austrália na cidade de Sydney. Os noivos foram residir após a lua de mel em Buenos Aires na Argentina. Depois de 10 anos de união o casal resolve se separar e ambos residem no Brasil atualmente, responda à questão abaixo marcando a alternativa correta

A) se o casal não realizou pacto pré-nupcial o regime de bens legal dos

mesmos será o aplicado na Austrália.

B) o juiz brasileiro poderá julgar a lide de divórcio com a aplicação da lei

civil Australiana, pois foi o local onde o casamento aconteceu.

C) um juiz brasileiro não é competente para julgar o divórcio envolvendo

as partes, pois a constituição da sociedade conjugal não se deu no Brasil.

D) o juiz brasileiro é competente para julgar um divórcio envolvendo as

partes, pois o réu e o autor da lide tem domicílio no Brasil e se for o caso poderá aplicar norma estrangeira segundo os critérios legais brasileiros.

Questão 20
Questão 20

A Declaração Universal de Direitos Humanos é o documento universal da ONU que inaugura a Carta Internacional dos Direitos Humanos, trazendo direitos humanos civis e políticos, bem como os direitos sociais. Marque a alternativa que apresenta um direito humano que não está presente na Declaração Universal de Direitos Humanos de 1948;

A) Instrução

B) Segurança social

C) Segurança pessoal

D) Meio ambiente

Questão 17 Questão 21
Questão 17
Questão 21

Das assertivas abaixo qual dessas está incorreta:

A) Emendas à Constituição estão sujeitas ao controle de

constitucionalidade.

B) As súmulas vinculantes poderão ser objeto de ação direta de

inconstitucionalidade.

C) A não observância de uma Súmula Vinculante por parte de um

Tribunal, poderá resultar em uma reclamação constitucional com competência direta no Supremo Tribunal Federal.

D) Normas constitucionais originárias não serão objeto de controle de

constitucionalidade.

Questão 18
Questão 18

O Mercado Comum do Sul (MERCOSUL) é um processo de integração regional conformado inicialmente pela Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai ao qual recentemente incorporaram-se a Venezuela e a Bolívia, esta última em processo de adesão. O MERCOSUL é um processo aberto e dinâmico. Desde sua criação teve como objetivo principal propiciar um espaço comum que gerasse oportunidades comerciais e de investimentos mediante a integração competitiva das economias nacionais ao mercado internacional. NÃO integra a estrutura do Mercosul:

A) o Foro Consultivo Econômico-Social (FCES).

B) a Secretaria do MERCOSUL (SM).

C) o Tribunal de Direitos Humanos e fundamentais do Mercosul − TDHF.

D) a Comissão Permanente do Mercosul − CPM.

4

O Tribunal Penal Internacional (TPI) instituído pelo Estatuto de Roma se configura num tribunal internacional importantíssimo para a estrutura de direitos humanos e direito humanitário junto à comunidade internacional. Marque a alternativa que traz uma informação incorreta a respeito do TPI, o Estatuto de Roma e a submissão do Brasil ao tribunal.

A) O TPI tem jurisdição no Brasil, portanto todos os brasileiros estão sujeitos às penas do mesmo.

B) O TPI não prevê a pena de morte, mas traz a previsão de prisão perpétua em casos excepcionais.

C) O Brasil pode extraditar brasileiros natos para o TPI julgar, bem como os naturalizados.

D) O TPI como tribunal internacional só poderá julgar pessoas e não países.

o TPI julgar, bem como os naturalizados. D) O TPI como tribunal internacional só poderá julgar
o TPI julgar, bem como os naturalizados. D) O TPI como tribunal internacional só poderá julgar
Questão 22 Questão 25 Presidente da República, preocupado com a grave crise em todo o
Questão 22 Questão 25
Questão 22
Questão 25

Presidente da República, preocupado com a grave crise em todo o país e considerando que houve diminuição de recolhimento de tributos, resolve majorar a alíquota do PIS e COFINS. Quando desta majoração o mesmo faz mediante decreto e com aplicação imediata. Sobre a presente enunciado é correto afirmar

A) É constitucional a majoração do PIS e COFINS mediante decreto,

devendo apenas aguardar a anterioridade do exercício para que tenha efetivada sua aplicação.

B) É constitucional a majoração do PIS e COFINS mediante decreto,

devendo apenas aguardar a anterioridade nonagesimal para que tenha efetivada sua aplicação.

C) É constitucional a majoração do PIS e COFINS mediante decreto,

podendo ser exigido de imediato.

D) É inconstitucional a majoração do PIS e COFINS mediante decreto,

podendo ser realizado apenas por lei ordinária, devendo aguardar a anterioridade nonagesimal para sua exigência.

Questão 23
Questão 23

O Município de Santa Cruz do Sul – RS é considerado um grande pólo industrial. Ocorre que, considerando a presença maciça de indústrias na cidade, estas mesmas vem gerando poluição em demasia e ocasionando problemas para a saúde dos habitantes do referido município. Diante disto o Prefeito resolveu instituir mediante decreto municipal uma taxa à fim de sancionar as poluições geradas pela indústria. Sobre o enunciado é correto afirmar:

A) Poderá o Poder Executivo Municipal criar uma nova espécie de

imposto residual.

B) Poderá o Poder Executivo Municipal criar a referida taxa, visto que

este tributo tem competência comum.

C) Poderá o Poder Executivo Municipal criar a referida taxa mediante

decreto, e a mesma ter exigência de imediato.

D) Não poderá o Poder Executivo Municipal criar a referida taxa visto,

não observou o instrumento normativo adequado, bem como nenhum tributo poderá ter caráter sancionatório.

Questão 24
Questão 24

Considerando a competência tributária de instituição dos tributos municipais, o Município de Vera Cruz – RS, por não deter conhecimento tributário, deixou de criar o Imposto sobre os Serviços de Qualquer Natureza. E considerando a omissão do referido município, o Estado do Rio Grande do Sul, mediante decreto, em seu lugar, supriu essa omissão, vindo a instituir o referido tributo e cobrá-lo dos prestadores de serviços de Vera Cruz - RS. Diante do contexto responda:

A) Em face da omissão legislativa poderá o Estado do Rio Grande do Sul

criar, mediante decreto, o referido tributo.

B) Para efeitos de criação do referido imposto sobre serviços, deverá o

Município acaso venha criar, observar a Lei Complementar 116-03 que dita as normas gerais sobre o referido tributo.

C) O Município jamais poderá criar, visto que prescreveu sua

competência tributária.

D) O Município poderá mediante decreto, criar o referido tributo.

Nini Missioneiro, morador de Santa Cruz do Sul – RS, proprietário de um veículo marca Ferrari, do ano de 2014, ao tentar licenciar seu veículo em 2017, constatou a existência de débito para com o Fisco Estadual, referente ao IPVA, exercício de 2015, no valor de R$ 20.000,00. No entanto, há que se ressaltar o fato de Nini Missioneiro ter adquirido o automóvel em 31 de dezembro de 2015, data em que o IPVA cobrado já deveria ter sido recolhido pelo proprietário do veículo, em 01 de janeiro de 2015 (antigo proprietário), sujeito passivo direto deste tributo. Diante dessa situação, responda:

A) Considerando que o fato gerador não decorre quando da propriedade

de Nini Missioneiro, este não terá que satisfazer o crédito tributário.

B) Nini Missioneiro poderá alegar, acaso cobrado, que a responsabilidade

tributária será do proprietário conforme contrato de compra e venda.

C) Nini Missioneiro será responsável pelo pagamento do tributo referido,

visto que é adquirente do bem, tendo apenas como eximir-se da

responsabilidade acaso tenha comprovante de quitação dos tributos ou o tenha adquirido em hasta pública.

D) Nini Missioneiro será responsável por todos os débitos tributários,

mesmo que tenha certidão de quitação quando da compra do veículo.

Questão 26
Questão 26

Guigui da Fronteira, está sofrendo execução fiscal promovida pelo Município de Santa Cruz do Sul – RS. Importante ressaltar que Guigui da Fronteira, é comerciante falido, tendo decidido trabalhar como autônomo, prestando serviços remunerados a terceiros, não vindo a contribuir com o ISSQN, e em virtude disto, está sofrendo inclusive a Execução Fiscal supra narrada. Ocorre ainda que houve penhora dos bens de Guigui da Fronteira, vindo o mesmo à realizar os Embargos à Execução Fiscal. Diante desta situação responda:

A) Considerando que Guigui da Fronteira é falido, o mesmo prestando

serviços, jamais poderá ser cobrado de ISSQN.

B) Guigui da Fronteira, considerando à realização da penhora e à realização

dos Embargos, não terá efeito suspensivo da Execução Fiscal.

C) Guigui da Fronteira, mesmo que falido, será devedor de ISSQN acaso

venha prestar serviços remunerados para terceiros.

D) Guigui da Fronteira, observando o prazo legal e a garantia do juízo,

considerando ser devedor do tributo, jamais poderá oferecer Embargos à Execução Fiscal.

5

e a garantia do juízo, considerando ser devedor do tributo, jamais poderá oferecer Embargos à Execução
e a garantia do juízo, considerando ser devedor do tributo, jamais poderá oferecer Embargos à Execução
Questão 27 O Governador do Estado X, após a aprovação da Assembleia Legislativa, nomeou o
Questão 27
Questão 27

O Governador do Estado X, após a aprovação da Assembleia Legislativa, nomeou o renomado cardiologista João das Neves, ex-presidente do Conselho Federal de Medicina e seu amigo de longa data, para uma das diretorias da Agência Reguladora de Transportes Públicos Concedidos de

seu Estado. Ocorre que, alguns meses depois da nomeação, João das Neves

e o Governador tiveram um grave desentendimento acerca da

conveniência e oportunidade da edição de determinada norma expedida pela agência. Alegando a total perda de confiança no dirigente João das

Neves, e após o aval da Assembleia Legislativa, o governador exonerou-o do referido cargo. Considerando a narrativa fática e empregando os argumentos jurídicos apropriados, com a fundamentação legal pertinente

ao caso, assinale a alternativa correta:

A)A nomeação de João das Neves foi nula, por infringir requisito essencial para a investidura no cargo;

B)A nomeação de João das Neves é legítima, eis que se trata de renomado profissional, com notório saber médico devidamente comprovado;

C)A exoneração ad nutum de João das neves foi legítima, eis que houve quebra de confiança, razão suficiente para, após aprovação da Assembleia Legislativa, proceder-se à exoneração;

D)A exoneração de João das Neves foi legítima, uma vez que o direito brasileiro adota a livre nomeação e exoneração ao cargo de Diretor de Agência Reguladora;

A) A conduta do Governador do Estado Alfa está em conformidade com

os princípios constitucionais, não havendo qualquer ilicitude em sua medida;

B) A negativa na nomeação de João para o cargo de médico só foi possível

em virtude da previsão legal do Estado Alfa, uma vez que a vedação à prática do nepotismo depende de lei proibitiva;

C) A prática do nepotismo ficou devidamente evidenciada no caso

concreto, razão pela qual, em cumprimento à Lei nº XYZ, o Governador do Estado Alfa agiu estritamente no cumprimento de seu dever legal;

D) A vedação à prática do nepotismo não necessita de lei proibitiva,

decorrendo da própria Constituição, especialmente dos princípios constitucionais da impessoalidade e da moralidade, sendo entretanto, a negativa da nomeação de João, ato que fere diretamente a Constituição Federal de 1988.

Questão 30
Questão 30

João, analista de sistemas dos quadros do Ministério da Educação, foi demitido de seu cargo público, por meio de Portaria do Ministro da Educação publicada em 19 de maio de 2010, após responder a processo administrativo em que restou apurada infração funcional relativa ao recebimento indevido de vantagem econômica. Exatamente pelo mesmo fato, João também foi processado criminalmente, vindo a ser absolvido por negativa de autoria, em decisão que transitou em julgado em 18 de janeiro de 2011. Considerando-se a situação hipotética, assinale a alternativa correta:

Questão 28
Questão 28

O prefeito do município “P", conhecido como João do “P”, determinou que, em todas as placas de inauguração das novas vias municipais pavimentadas em seu mandato na localidade denominada “E”, fosse colocada a seguinte homenagem: “À minha querida e amada comunidade “E”, um presente especial e exclusivo do João do “P”, o único que sempre agiu em favor de nosso povo!”. Diante da situação hipotética, assinale a alternativa correta:

A) O prefeito municipal não cometeu qualquer ato de improbidade

administrativa, incidindo, porém, em crime tipificado no Código Penal Brasileiro;

B) O prefeito municipal cometeu ato de improbidade administrativa, uma

vez que sua conduta causou comprovado prejuízo ao erário;

C) O prefeito municipal cometeu ato de improbidade administrativa, uma

vez que sua conduta atentou contra o princípio constitucional da impessoalidade.

D) A conduta do prefeito municipal não afrontou qualquer dispositivo

constante no texto constitucional brasileiro, não havendo o que se falar, portanto, em ato ilícito.

Questão 29
Questão 29

Em fevereiro de 2017, o Estado Alfa fez editar a Lei nº XYZ, que inovou no ordenamento local ao proibir a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança, ou, ainda, de função gratificada na respectiva Administração Pública Direta e na Indireta de todos os Poderes locais, também abrangendo ajustes mediante designações recíprocas. Com isso, a dita lei vedou a prática do chamado nepotismo. Em razão de tal norma, o governador do Estado Alfa se recusou a nomear João para o cargo de médico, para o qual este havia sido aprovado em concurso público regularmente realizado, sob o fundamento de o candidato ser filho de deputado estadual. Diante dessa situação hipotética, assinale a alternativa correta:

A) O recebimento da denúncia no processo penal suspende o processo

administrativo disciplinar, devendo qualquer pronunciamento na esfera administrativa, aguardar o trânsito em julgado da ação penal;

B) João poderá requerer sua reintegração aos quadros do Ministério da

Educação, uma vez que a decisão penal que o absolveu, por negativa de

autoria, necessariamente vincula à decisão administrativa, devendo esta ser reformada;

C) Ainda que a decisão judicial tenha sido por negativa de autoria, a

Administração Pública poderá, por critérios de conveniência e

oportunidade, não o reintegrar, diante da independência das esferas de apuração;

D) Mesmo que a decisão tivesse sido por insuficiência de provas e a lei

garanta a autonomia das esferas de apuração, a Administração Pública estaria obrigada a reintegrar João aos quadros do Ministério da Educação.

Questão 31
Questão 31

Liviana, moradora do Município de Trás dos Montes, andava com sua bicicleta em uma via que não possui acostamento, próxima ao centro da cidade, quando, de forma repentina, foi atingida por um ônibus de uma empresa privada concessionária de serviços públicos de transportes municipais, Leva-Tudo. Após o acidente, Liviana teve as duas pernas quebradas e ficou em casa, sem trabalhar, em gozo de auxílio-doença, por cerca de dois meses. Considerando a situação hipotética, assinale a alternativa correta:

A) A Leva-Tudo, concessionária de serviço público, não integrante da

Administração Pública, responde subjetivamente pelos danos que seus agentes causarem a terceiros;

B) A responsabilidade civil, neste caso, é objetiva e é do Município de

Trás dos Montes, por ser a pessoa jurídica de direito público concedente do serviço;

C) Não há de ser falar em responsabilidade civil da Leva-Tudo, uma vez

que Liviana não era usuária do serviço público, portanto não fazendo jus à reparação civil pelos danos sofridos;

D) A Leva-Tudo responderá objetivamente pelos danos causados, uma vez

que é prestadora de serviço público, pouco importando se Liviana era

usuária ou não usuária do transporte coletivo.
6

é prestadora de serviço público, pouco importando se Liviana era usuária ou não usuária do transporte
é prestadora de serviço público, pouco importando se Liviana era usuária ou não usuária do transporte
Questão 32 Questão 34 O Estado XPTO realizou procedimento licitatório, na modalidade concorrência, visando à
Questão 32 Questão 34
Questão 32
Questão 34

O Estado XPTO realizou procedimento licitatório, na modalidade

concorrência, visando à aquisição de 500 (quinhentas) motocicletas para equipar a estrutura da Polícia Militar. Logo após a abertura das propostas de preço, o Secretário de Segurança Pública do referido Estado, responsável pela licitação, resolve revogá-la, por ter tomado conhecimento de que uma grande empresa do ramo não teria tido tempo de reunir a documentação hábil para participar da concorrência e que, em futura licitação, assumiria o compromisso de participar e propor preços inferiores aos já apresentados no certame em andamento. Considerando a narrativa fática acima, assinale a alternativa correta

A) No presente caso, o Secretário não poderia ter revogado a licitação, mas

anulado, uma vez que há razões de relevante interesse público, supervenientes, que ensejam a anulação do certame;

B) Como houve o compromisso assumido pela empresa em oferecer preços

inferiores aos já apresentados, se está diante de relevante interesse público,

que

ensejam a revogação da licitação, não havendo qualquer ilicitude no

ato

do Secretário.

C)

Não há, no caso, qualquer razão de fato e de direito que motive a

revogação da licitação, razão pela qual há ilicitude em sua conduta

D) As razões alegadas pelo secretário só constituiriam fundamento para a

revogação da licitação se o Secretário tivesse firmado acordo escrito com a licitante e acostado tal documento aos autos do processo licitatório

Questão 33
Questão 33

O Estatuto da Cidade regulamentou os artigos 182 e 183 da Constituição Federal estabelecendo as diretrizes gerais da Política Urbana. A esse respeito, assinale a alternativa correta:

A) Na execução da política urbana regula-se o uso e a ocupação do solo

observando-se critérios exclusivamente urbanísticos e não ambientais

B) A competência da União para legislar sobre normas de direito

urbanístico é privativa

C) A gestão democrática por meio da participação da população e de

associações representativas dos vários segmentos da comunidade na

formulação, execução e acompanhamento de planos, programas e projetos de desenvolvimento urbano é uma diretriz geral da política urbana

D) É uma diretriz da política urbana a garantia do direito a cidades

sustentáveis, entendido como o direito à terra urbana, à moradia e ao saneamento ambiental, excluindo-se, contudo, qualquer restrição ou limitação ao direito de propriedade.

Presídio estadual no Estado do Rio Grande do Sul está promovendo o descarte inadequado de seus dejetos. Os documentos constantes no Inquérito Civil instaurado pelo Ministério Público tornam evidente que o esgoto a céu aberto nas proximidades da residência dos vizinhos do estabelecimento prisional é oriundo, em grande parte, da Penitenciária, cujo responsável é o Estado do Rio Grande do Sul. A investigação realizada pelo MP deu origem a uma ação Civil Pública e posterior condenação do Estado por dano ambiental. Considerando a hipótese, assinale a afirmativa correta.

A) Maria e Antônio são vizinhos do estabelecimento prisional e

postulam a condenação do Estado do Rio Grande do Sul ao pagamento de indenização por danos morais decorrentes das condições insalubres a que vem sendo submetidos em razão da má administração do sistema de esgoto do Presídio Estadual. Tal ação

deverá ser fundamentada no Código Civil, nos aspectos atinentes ao direito de vizinhança e não no Direito Ambiental, já que o dano é meramente individual.

B) A responsabilidade por ato comissivo do Estado do Rio Grande do

Sul, consistente no descarte inadequado dos dejetos oriundos do Presídio, deve se dar mediante a verificação de culpabilidade.

C) O Estado do Rio Grande do sul, na condição de poluidor, é

obrigado, independentemente da existência de culpa, a indenizar ou

reparar os danos causados ao meio ambiente e a terceiros, afetados por sua atividade.

D) Os danos causados ao meio ambiente não são passíveis de

reparação moral.

Questão 35
Questão 35

João Pedro Souza é artista famoso, publicamente conhecido como "DJ Pedrosa". Realiza vários shows pelo Brasil e atrai público variado. No entanto, Carlos Solene, amigo e empresário de João Pedro Souza recebeu, via email, cópia de um jornal da cidade de Matadina, RN, afirmando que "DJ PEDROSA" estaria tocando em determinada data. Referida afirmação é inverídica, já que João Pedro Souza não se encontrará no Brasil na data do show em Matadina. Além disso, o jornal, ao divulgar o referido show usa palavras rudes dizendo que DJ Pedrosa não merece respeito e que ninguém deveria comparecer em seu show. De acordo com as regras do Código Civil, assinale a opção correta

A) João Pedro Souza poderá ajuizar ação solicitando danos morais e

materiais contra quem está lhe causando danos, tendo em vista que o Código Civil protege o nome e também o pseudônimo usado para fins lícitos.

B) João Pedro Souza não poderá ajuizar ação, já que a expressão "DJ

Pedrosa" não é protegido por lei.

C) O legitimado ativo da ação de reparação de danos será "DJ

Pedrosa".

D) O prazo prescricional eventual ação de reparação de danos será

de 5 anos a contar da data da ciência do dano.

D) O prazo prescricional eventual ação de reparação de danos será de 5 anos a contar
D) O prazo prescricional eventual ação de reparação de danos será de 5 anos a contar
Questão 3 6 Carlos Martins Filho mora em Macaé com sua esposa e três filhos.

Questão 36

Carlos Martins Filho mora em Macaé com sua esposa e três filhos. Possui uma casa em que passa alguns períodos do inverno em Teresópolis. Também possui uma casa na praia, em que passa alguns períodos de verão em Angra dos Reis. Carlos Martins Filho é servidor público, exercendo suas funções na cidade de Niterói. De acordo com o Código Civil, assinale a opção correta:

A) os domicílios de Carlos serão Macaé, Teresópolis e Angra dos

Reis

B) Carlos Martins Filho é domiciliado em Macaé e Niterói,

somente.

C) Carlos Martins Filho possui domicílio em Macaé, Teresópolis,

Angra dos Reis e Niterói.

D) Niterói é o único domicílio de Carlos Martins FIlho.

Questão 37

João Carlos, 16 anos de idade, decide realizar curso de aperfeiçoamento em língua inglesa. Para tanto, se dirige até um curso de línguas em que faz sua inscrição. Ao fazer a matrícula, João Carlos, relativamente incapaz, se faz passar por capaz, eis que quando questionado sobre suas qualificações respondeu que era pessoa capaz e maior de idade. João Carlos realiza todo o curso, mas não efetiva o pagamento das parcelas devidas. Quando procurado, afirmou que não iria pagar. De acordo com o Código Civil:

A) João Carlos não deve pagar, já que relativamente incapaz e

seu contrato deve ser declarado nulo.

B) João Carlos deve pagar, já que, em razão da declaração de

maioridade feita por si, a obrigação poderá ser exigida pelo outro contratante.

C) Se João Carlos fosse representado por seus pais, o contrato

teria validade, eis que não poderia, conforme suas condições, ser assistido.

D) O contrato pode ser declarado nulo no prazo decadencial

de até 4 anos.

Questão 38

Maria e Cláudio se divorciaram em dezembro de 2015. Contudo, não fizeram a partilha de bens por ocasião do divórcio. Em junho de 2017, Maria resolve casar com João. O casal comparece no Cartório de Registro Civil para encaminhar a celebração do casamento. Considerando as regras a respeito do casamento, é correto afirmar que este será

A) nulo, tendo em vista Maria e Cláudio não terem feito a

partilha dos bens.

B) é anulável, tendo em vista que Maria e Cláudio não terem

feito a partilha dos bens.

C) válido, mas o regime de bens será o de separação

obrigatória.

D) válido, sem ter qualquer restrição.

8

Questão 39
Questão 39

João e Maria são casados pelo regime de comunhão parcial de bens. João recebeu um terreno por herança de seu Pai. Após o inventário, João resolve vender este imóvel. Diante da situação apresentada, assinale a afirmativa correta

A) Em razão do regime de bens escolhido, João poderá

celebrar a venda, independentemente da anuência de Maria.

B) Em razão do regime de bens, João não poderá celebrar a

venda da totalidade do imóvel, pois a metade pertence a Maria, por direito de meação.

C) A venda poderá ser celebrada, desde que Maria assine

como anuente, dando sua outorga para a celebração do ato, pois o regime de bens é a comunhão parcial, embora não possua direito sobre o terreno.

D) A venda poderá ser celebrada, desde que Maria assine

como anuente, dando sua outorga para a celebração do ato, pois o regime de bens é a comunhão parcial e Maria tem direito a 50% do terreno.

Questão 40

Roberto e Ana casaram-se, em 2005. Como Ana possuía, na época, 16 anos, necessitou da anuência dos genitores, que prontamente firmaram a autorização. O casamento foi celebrado pelo regime legal dispositivo e observou todos os requisitos legais. Em 2007, Roberto recebeu um terreno de herança de seus pais, situado em Porto Alegre-RS. Em 2009,

Ana ganhou na loteria e usou o valor para adquirir uma casa na praia, localizada em Florianópolis-SC. Roberto e Ana resolveram se divorciar. Procuram você, na qualidade de advogado, especialista em Direito de Família, para verificarem

o que diz a lei, a respeito da partilha de bens. Considerando o regime de bens que vigora no casamento entre Roberto e Ana, assinale a afirmativa correta, que corresponde a informação adequada, considerando a disciplina legal da matéria.

A)Considerando o regime de bens do casal ambos os imóveis deverão ser considerados bens comuns e, portanto, partilhados no teor de 50% para cada um por ocasião do divórcio. B)Como o regime de bens é o de comunhão parcial, comunicam-se apenas os bens adquiridos na constância do

casamento a título oneroso. Neste caso, apenas a casa da praia deverá ser partilhada. O terreno situado em Porto Alegre-RS é bem particular de Roberto. C)Por se tratar de bem adquirido com produto de fato eventual

– ganho da loteria –, Ana não deverá partilhar com Roberto este

imóvel, ficando o mesmo apenas para ela. Por sua vez, Roberto deverá partilhar com Ana o terreno de Porto Alegre-RS. D)Nenhum dos dois imóveis deverá ser partilhado. Ana ficará com a casa na praia e Roberto com o terreno de Porto Alegre- RS.

dos dois imóveis deverá ser partilhado. Ana ficará com a casa na praia e Roberto com
dos dois imóveis deverá ser partilhado. Ana ficará com a casa na praia e Roberto com
Questão 41 Questão 43 João e Maria, casados sob o regime de comunhão parcial de
Questão 41 Questão 43
Questão 41
Questão 43

João e Maria, casados sob o regime de comunhão parcial de bens, decidiram se divorciar após anos de união. Durante o casamento o casal teve dois filhos: Joaquim e Fernanda, hoje com 6 e 8 anos, respectivamente. O casal adquiriu patrimônio durante a união: uma casa, um apartamento e três terrenos. João é médico e Maria, formada em química industrial. Após o nascimento de Fernanda, o casal optou por Maria deixar seu trabalho e se dedicar aos cuidados da casa e dos filhos. Por ocasião do divórcio, o casal acorda sobre a partilha dos bens, mas não está chegando a um acordo sobre as regras da prestação alimentar. Considerando o fato narrado e as normas atinentes a espécie, assinale a alternativa correta.

A) Tendo havido a fixação judicial dos alimentos para Joaquim e Fernanda,

no teor de 2 salários mínimos para cada um, ocorrendo a constituição de

nova família por parte de João, haverá a redução automática dos alimentos para 30% dos seus rendimentos líquidos.

B) Na situação narrada, cabe fixar alimentos de duas ordens: entre pais e

filhos e entre ex-cônjuges. No caso de Maria, os alimentos deverão ter caráter transitório, sendo fixados por prazo razoável, que permita que volte a se inserir no mercado de trabalho.

C) Caso João não pague os alimentos devidos e seja executado

judicialmente, poderá opor a impenhorabilidade da casa, por ser bem de família.

D) Considerando que após 3 meses de separação fática do casal, Maria

descobre que está grávida, poderá ingressar com alimentos gravídicos contra João. Estes alimentos serão devidos até o nascimento da criança, pois após este fato deverá ser proposta ação de alimentos em benefício da criança.

Questão 42
Questão 42

42

JOANINHA, adolescente com 13 anos de idade, foi destituída do poder familiar em face de maus tratos praticados por seus pais biológicos, restando apta para adoção e residindo em um abrigo sob responsabilidade do Município de Sertãozinho. SEBASTIANA, senhora com 60 anos de idade, viúva e aposentada, devidamente habilitada para adoção, começa a realizar visitas no abrigo, ocasião em que estreita seus vínculos com JOANINHA e ingressa com o pedido de sua adoção. No decorrer do processo, após ter sido a pretendente à adoção e a adotanda ouvidas pelo Juiz de Direito da Infância e Juventude, ocasião em que SEBASTIANA manifestou a vontade inequívoca de adotar JOANINHA, bem como que JOANINHA disse já reconhecer a pretendente como mãe posto que já estreitados os vínculos de afeto entre elas, SEBASTIANA veio a óbito, em decorrência de um ataque cardíaco fulminante. Analisando a situação fática acima elencada, segundo as disposições do Estatuto da Criança e do Adolescente no que se refere ao instituto da adoção, é possível afirmar que:

A) A ação de adoção deve ser julgada extinta, em face da impossibilidade

jurídica do pedido, posto ter havido o óbito da adotante.

B) Em que pese o óbito da adotante, houve no decorrer do processo a

manifestação inequívoca do desejo de adotar, sendo possível a adoção.

C) Não poderá haver a adoção, posto que ainda não iniciado o estágio de

convivência entre PETROLINA e JOANINHA.

D) Haveria a possibilidade do processo de adoção prosseguir, caso a

guarda provisória de JOANINHA tivesse sido postulada no início do processo de adoção.

9

Marque a alternativa falsa no que pertine ao instituto da guarda previsto Estatuto da Criança e do Adolescente:

A) A guarda destina-se a regularizar a posse de fato, podendo ser

deferida liminar ou incidentalmente, nos procedimentos de tutela e adoção, exceto no de adoção por estrangeiros.

B) A guarda confere à criança e ao adolescente a condição de

dependente para todos os fins e efeitos de direito, inclusive previdenciários.

C) A guarda obriga a prestação de assistência material, moral e

educacional à criança ou adolescente, conferindo a seu detentor o direito de opor-se a terceiros, inclusive aos pais.

D) O deferimento da guarda só poderá ser conferida aos pais

naturais ou adotivos e ao tutor.

Questão 44
Questão 44

Cecília firmou, em 10.08.13, com a empresa XX Empreendimentos Imobiliários S/A, instrumento Particular de Compromisso de Compra e Venda, tendo por objeto a aquisição do apartamento residencial nº 1317, da Torre C e box de estacionamento de nº 72, ambos do empreendimento Sonho Mais. Refere que o preço foi de R$ 304.560,00, a ser pago de forma parcelada, sendo a data prevista para o habite-se 31.01.16 e, para início da entrega das unidades, 30.04.16. A promitente compradora adimpliu todas as obrigações contratuais pactuadas, nos prazos ajustados. Alude que, em 18.09.15, recebeu correspondência, assinada pelo Diretor Regional da promitente vendedora, informando que a entrega do empreendimento teria ficado aprazado para março de 2017, ou seja, 14 meses a mais em relação ao prazo inicial do habite-se e 11 meses a mais em relação ao prazo prometido para entrega do imóvel. Menciona que nunca foi comunicada de qualquer embargo ou outras questões que pudessem atrasar em mais de um ano a obra. O contrato admitia a prorrogação do prazo por 180 dias, consoante cláusula décima quinta. Assim, o prazo final, em caso de necessária prorrogação, seria outubro de 2016, o que não ocorreu. A cláusula 19 do Contrato prevê a possibilidade de rescisão do contrato por iniciativa do promitente comprador, por atraso na obra, a qual obriga o vendedor a restituir 70% do valor já pago, no mesmo prazo (mesma quantidade de parcelas) em que o pagamento foi efetuado. Cecília requer a rescisão do contrato, a declaração de nulidade da cláusula 19 e a restituição imediata e integral das parcelas pagas, monetariamente corrigidas. A ré alega que o atraso não se deu por sua culpa, pois decorrente do excesso de chuvas em alguns períodos. Partindo dessa narrativa, assinale a opção correta.

A) Aplica-se o Código de Proteção e Defesa do Consumidor ao

presente caso, contudo assiste razão à empresa ré, pois as

condições climáticas adversas rompem o nexo de causalidade e autorizam a incidência da cláusula 19 do contrato.

B) O Código de Proteção e Defesa do Consumidor não é aplicável

a esta situação, pois a compra e venda de imóvel não configura uma relação de consumo. Incidente à espécie as regras do Código Civil, admite-se a excludente de responsabilidade por caso fortuito ou força maior, o que afasta o dever da promitente vendedora de restituir a totalidade dos valores pagas pela promitente compradora.

o que afasta o dever da promitente vendedora de restituir a totalidade dos valores pagas pela
o que afasta o dever da promitente vendedora de restituir a totalidade dos valores pagas pela
C) O Código de Proteção e Defesa do Consumidor é aplicado ao caso e Cecília

C) O Código de Proteção e Defesa do Consumidor é aplicado ao

caso e Cecília tem direito a imediata e integral restituição das parcelas pagas. A incidência de chuvas não descaracteriza a culpa

do fornecedor, pois trata-se de evento previsível que deveria ter sido contornado dentro do prazo de 180 dias previsto no contrato

D) O Código de Proteção e Defesa do Consumidor é aplicado ao

caso e Cecília deve ser restituída integralmente da quantia já paga. Contudo, válida é a cláusula que determina a restituição da mesma forma e quantidade de parcelas em que ocorreu o pagamento.

Questão 45

ODONTOX CENTRO DE RADIOLOGIA E IMAGENS EM ODONTOLOGIA LTDA. promoveu ação indenizatória contra a concessionária de energia elétrica prestadora dos serviços no município, narrando a queima de uma placa de aparelho de raio x em decorrência de sobrecarga elétrica. A ré afirma que a pretensão autoral estaria fulminada pela prescrição, não sendo aplicável o prazo quinquenal previsto no Código Consumerista e já ultrapassado o prazo trienal previsto no artigo 206, § 3º, V, do CC. Partindo dessa narrativa, assinale a opção correta.

A) Assiste razão à ré, pois a relação entre as partes não pode ser

considerada de consumo, na medida em que a ODONTOX utiliza-

se da energia elétrica como insumo, de forma que não há que se aplicar o prazo prescricional quinquenal do CDC.

B) A ODONTOX deve ser equipara à consumidora pois, embora o

art. 2º do CDC determine que o consumidor é aquele que dá destinação final ao produto ou serviço, excepcionalmente, contudo, sob a vertente do finalismo aprofundado, tem-se

admitido, diante da vulnerabilidade do contratante, seja técnica, jurídica, fática ou informacional, o enquadramento deste no conceito de consumidor, mesmo que a relação jurídica apreciada seja proveniente de relação interempresarial.

C) ODONTOX é pessoa jurídica vulnerável tecnicamente em sua

relação com a fornecedora de energia elétrica e o Código de Proteção e Defesa do Consumidor deve ser aplicado à espécie. Contudo, o dano sofrido pela autora configura vício, pois decorrente da má prestação do serviço. Ultrapassados mais de 90

dias entre o fato e o ajuizamento da ação, caducou o direito da autora.

D) O Código de Proteção e Defesa do Consumidor não deve ser

aplicado ao caso e ocorreu a prescrição da pretensão da autora uma vez ultrapassado o prazo trienal previsto no Código Civil.

Questão 46
Questão 46

Os títulos de créditos, segundo o Código Civil, que expressa conceito doutrinário acerca do tema, “é documento necessário ao exercício do direito literal e autônomo nele contido, somente produz efeito quando preencha os requisitos da lei”, possuindo diversas classificações. Desse modo, utilizando-se da classificação da causalidade, marque o título de crédito que é causal:

A) O cheque.

B) A promissória.

C) A letra de câmbio.

D) A duplicata.

Questão 47
Questão 47

A sociedade simples está regulada pelo Código Civil, sendo o tipo societário composto por quem não é empresário, podendo utilizar, de modo supletivo e nos casos em que for compatível, as normas da sociedade limitada, nos termos da lei civilista. Sendo assim, marque a alternativa correta acerca da dissolução desse tipo societário

A) O vencimento do prazo de duração, salvo se, vencido este e sem

oposição de sócio, não entrar a sociedade em liquidação, caso em que se prorrogará por tempo indeterminado.

B) A falta de pluralidade de sócios, não reconstituída no prazo de cem dias.

C) A deliberação dos sócios pela sua dissolução, por maioria simples, na

sociedade de prazo indeterminado.

D) Quando houver desistência de um único sócio e este pedir a dissolução

mesmo contrário a vontade dos outros.

Questão 48
Questão 48

A sociedade anônima é regida pela Lei 6404/76, tendo capital dividido em ações e possuindo como principal característica ser uma sociedade de capital. Em relação ao tipo societário em questão, marque a alternativa correta:

A) tem o capital social dividido em quotas.

B) é considerada empresária, independentemente do objeto.

C) é designada por firma acompanhada da expressão “Limitada” ou

“Ltda.”.

D) não pode ter por objeto participar de outras sociedades.

Questão 49
Questão 49

A Lei 11.101/2005 regula os institutos da Recuperação Judicial e Extrajudicial, bem como a Falência. Seus preceitos estabelecem os ditames acerca dos institutos referidos. Em relação à competência para processamento da Recuperação Judicial, Extrajudicial e Falência, marque a alternativa correta

A) Será o local do principal estabelecimento do devedor, que será a

matriz;

B) Será o local do principal estabelecimento do devedor, que poderá ser a

matriz ou uma filial;

C) Será o local em que se encontre a matriz;

D) Nenhuma das alternativas, porque será definido pela prevenção.

Questão 50
Questão 50

Nos casos de pagamento regidos pelo procedimento da Lei 11.101/2005, cabe uma ordem que a própria lei estabelece, tendo em vista que a massa falida não tem condições de solver com todos os seus débitos. Na classificação dos créditos concursais, prevista no art. 83 na Lei n. 11.101/2005, os créditos de natureza tributária serão pagos depois

A) dos

independentemente

B) dos créditos com garantia real até o limite do valor do bem gravado. C) dos créditos com privilégio geral ou especial. D) dos créditos decorrentes de acidentes de trabalho.

créditos

derivados

do

da

legislação

do

trabalho,

valor.

Questão 51
Questão 51

No que tange aos recursos no Código de Processo Civil de 2015, marque a alternativa CORRETA:

A) Todos os recursos devem ser interpostos no prazo de 15

(quinze) dias;

B) Todos os recursos possuem de regra o efeito suspensivo;

C) O recurso pode ser interposto pela parte vencida, pelo terceiro

prejudicado e pelo Ministério Público, como parte ou como fiscal da ordem jurídica.

D) A renúncia ao direito de recorrer depende da aceitação da outra parte.

10

parte ou como fiscal da ordem jurídica. D) A renúncia ao direito de recorrer depende da
parte ou como fiscal da ordem jurídica. D) A renúncia ao direito de recorrer depende da
Questão 52 O recurso de Apelação é interposto contra a sentença. Sobre o recurso de
Questão 52
Questão 52

O recurso de Apelação é interposto contra a sentença. Sobre o recurso de Apelação, marque a alternativa INCORRETA:

A) O recurso deve ser interposto no prazo de 15 dias;

B) De regra, o recurso de Apelação não possui efeito suspensivo;

C) As questões de fato não propostas no juízo inferior poderão ser

suscitadas na apelação, se a parte provar que deixou de fazê-lo por motivo de força maior.

D) O capítulo da sentença que confirma, concede ou revoga a

tutela provisória é impugnável na apelação

Questão 53
Questão 53

No Novo CPC não cabe mais Agravo Retido das decisões Interlocutórias, sendo previsto somente o Agravo de Instrumento. No que se refere ao recurso de Agravo de Instrumento, assinale a alternativa CORRETA:

A) Cabe agravo de instrumento contra as decisões interlocutórias

que versarem sobre tutelas provisórias;

B) Não cabe Agravo de Instrumento da decisão interlocutória que

rejeita o pedido de gratuidade da justiça ou acolhe do pedido de sua revogação;

C) O prazo para interpor

conforme o Código de Processo Civil de 2015;

D) Não cabe agravo de instrumento contra decisões interlocutórias

proferidas na fase de liquidação de sentença ou de cumprimento de sentença, no processo de execução e no processo de inventário;

o Agravo de Instrumento é de

10 dias,

Questão 54
Questão 54

Sobre os recursos no Código de Processo Civil, assinale a alternativa Incorreta:

A) Contra decisão proferida pelo relator caberá agravo interno para o

respectivo órgão colegiado, observadas, quanto ao processamento, as regras do regimento interno do tribunal.

B) Os embargos de declaração serão opostos, no prazo de 5 (cinco) dias,

em petição dirigida ao juiz, com indicação do erro, obscuridade, contradição ou omissão, e não se sujeitam a preparo.

C) Cabem embargos de divergência contra decisão do presidente ou do

vice-presidente do tribunal recorrido que inadmitir recurso extraordinário ou recurso especial, salvo quando fundada na aplicação de entendimento firmado em regime de repercussão geral ou em julgamento de recursos repetitivos.

D) Os embargos de declaração não possuem efeito suspensivo e

interrompem o prazo para a interposição de recurso.

Questão 55
Questão 55

João advogado de Pedro (autor da ação) deve interpor o recurso de Agravo de Instrumento em razão de uma decisão interlocutória que negou o pedido de tutela antecipada para Pedro. Sabendo que o processo de Primeiro Grau tramita em autos eletrônicos, marque a alternativa CORRETA:

A) Deve ser recolhido o preparo recursal, caso Pedro não seja

beneficiário da Justiça Gratuita, inclusive porte de remessa e de retorno;

B) No prazo de 03 dias a contar da interposição do Recurso, devem ser

juntados nos autos do processo de primeiro grau pelo Agravante: cópia da petição do agravo de instrumento, do comprovante de sua interposição e da relação dos documentos que instruíram o recurso, sob pena de inadmissibilidade do Recurso;

C) Não cabe pedido de antecipação de tutela recursal no Agravo de

Instrumento, não podendo o advogado fazer tal requerimento no recurso;

D) No caso do Agravo de Instrumento, se o juiz comunicar que reformou

inteiramente a decisão, o relator considerará prejudicado o agravo de instrumento.

Questão 56
Questão 56

Sobre os recursos no Código de Processo Civil, marque a alternativa

Incorreta:

A) Cabem Embargos de Divergência em recurso extraordinário ou em

recurso especial, que divergir do julgamento de qualquer outro órgão do mesmo tribunal, sendo os acórdãos, embargado e paradigma, de mérito;

B) A petição de agravo de instrumento será instruída obrigatoriamente,

com cópias da petição inicial, da contestação, da petição que ensejou a

decisão agravada, da própria decisão agravada, da certidão da respectiva intimação ou outro documento oficial que comprove a tempestividade e das procurações outorgadas aos advogados do agravante e do agravado;

C) Além de outras hipóteses previstas em lei, começa a produzir efeitos

imediatamente após a sua publicação a sentença que homologa divisão ou demarcação de terras;

D) O recorrente fica dispensado de comprovar a ocorrência de feriado

local no ato de interposição do recurso.

Questão 57
Questão 57

Tatiane ingressa com uma ação indenizatória em face de Maria,

pleiteando danos materiais no valor de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais)

e danos morais no valor de R$ 30.000,00 (trinta mil reais). Ao proferir a sentença no referido processo, o juiz de primeiro grau julgou parcialmente procedente o pedido de Tatiane, condenando a Ré apenas nos danos materiais. Nesse caso

A) Caso Tatiane não litigue sob os benefícios da gratuidade da justiça, e

deseje Apelar, no prazo de 48 horas a contar da interposição do recurso,

a recorrente comprovará, o respectivo preparo, inclusive porte de remessa e de retorno, sob pena de deserção.

B) Como houve sucumbência recíproca, não caberia recurso adesivo,

uma vez que o recurso adesivo somente cabe no recurso especial e no recurso extraordinário;

C) A recorrente poderá, a qualquer tempo, sem a anuência da recorrida

desistir do recurso.

D) A apelação eventualmente interposta não terá de regra, o efeito

suspensivo;

11

da recorrida desistir do recurso. D) A apelação eventualmente interposta não terá de regra, o efeito
da recorrida desistir do recurso. D) A apelação eventualmente interposta não terá de regra, o efeito
Questão 58 Wilson, com intenção de matar, efetua vários disparos de arma de fogo contra
Questão 58
Questão 58

Wilson, com intenção de matar, efetua vários disparos de arma de fogo contra Cláudio, seu desafeto. Ferido, Cláudio é internado em um hospital, no qual vem a falecer, não em razão dos ferimentos, mas queimado em um incêndio que destrói a enfermaria em que se encontrava. Assinale a alternativa que indica o crime pelo qual Wilson será responsabilizado

A) Homicídio consumado, pois o incêndio se trata de causa superveniente

absolutamente independente.

B) Homicídio tentado, pois o incêndio se trata de causa superveniente

relativamente independente.

C) Lesão corporal, poiso incêndio se trata de causa superveniente

dependente.

D) Lesão corporal seguida de morte, pois o incêndio se trata de causa

absolutamente independente preexistente.

Questão 59
Questão 59

Mário está sendo processado por tentativa de homicídio uma vez que injetou substância venenosa em Luciano, com o objetivo de matá-lo. No curso do processo, uma amostra da referida substância foi recolhida para análise e enviada ao Instituto de Criminalística, ficando comprovado que, pelas condições de armazenamento e acondicionamento, a substância não

tinha mais efeito de intoxicar o organismo e causar a morte de uma pessoa.

O caso retratado caracteriza

A) crime impossível por absoluta impropriedade do objeto.

B) desistência voluntária.

C) arrependimento eficaz.

D) crime impossível por ineficácia absoluta do meio.

Questão 60
Questão 60

Bruno Salvador praticou um crime de apropriação indébita, previsto no

artigo 168 do Código Penal em 08.10.2003, sendo processado e condenado

a 02 (dois) anos de prisão. A sentença transitou em julgado no dia

05.03.2005. Dias depois, o mandado de prisão foi cumprido, tendo Bruno cumprido integralmente a pena em 08.04.2007. No dia 15.02.2010, Bruno praticou o delito de roubo (Art. 157 do CP). Diante do fato hipotético, é correto afirmar que:

A) Bruno não é reincidente, porque praticou o crime de roubo cinco anos

depois do trânsito em julgado da condenação pelo crime de apropriação indébita.

B) Bruno não é reincidente, porque praticou o crime de roubo cinco anos

depois da prática do crime de apropriação indébita.

C) Bruno é reincidente, porque praticou o crime de roubo em período não

superior a cinco anos do cumprimento da pena pela prática do crime de apropriação indébita.

D) Bruno é reincidente, porque praticou o crime de roubo em período não

superior a cinco anos do trânsito em julgado da sentença condenatório pela prática do crime de apropriação indébita.

12

Questão 61

No dia 19 de dezembro de 2013, por volta das 20 horas, na Rua Rui Ramos, nº 1000, São Luiz Gonzaga/RS, Félix Solano conduzia seu veículo BMW, ano 2013, quando Salustiano, trabalhador rural, na condução do veículo VW/ Fusca, ano 75, cruzou a via preferencial, provocando a colisão e uma série de danos materiais no veículo de Félix. Indignado, Félix saltou do seu veículo e, munido de um bastão de madeira, investiu contra Salustiano para acertá-lo na região da cabeça. Ao desviar do golpe, Salustiano pegou o facão que sempre carregava no seu veículo e atingiu Félix. Diante do fato hipotético, é correto afirmar que

A) Salustiano agiu em estado de necessidade real.

B) Salustiano agiu em legítima defesa real.

C) Salustiano agiu em legítima defesa putativa.

D) Salustiano agiu em estado de necessidade real.

Questão 62
Questão 62

Otávio Ramos, desejando a morte de Charlo e percebendo que ela se encontrava deprimida, convenceu-a a eliminar a sua própria vida. Para tanto, Charlo amarrou uma corda no galho de uma árvore, a fim de eliminar sua vida por enforcamento. Ao executar os atos para eliminar a própria vida, o galho da árvore que sustentava a corda não suportou o peso do corpo de Charlo e se rompeu, vindo a vítima a cair ao solo, resultando levemente lesionada. Nessa situação hipotética, é correto afirmar que Otávio Ramos

A) praticou o delito de tentativa de induzimento, instigação ou auxílio a

suicídio.

B) praticou o delito de induzimento, instigação ou auxílio a suicídio, na

forma consumada.

C) praticou o delito de tentativa de homicídio simples.

D) não praticou delito algum, pois se trata de fato atípico.

Questão 63
Questão 63

Maria foi denunciada pela prática do tipo legal de crime de falsidade ideológica (art. 299 do CP). Por oportunidade de sua citação, Maria, vislumbrando a possibilidade de prescrição da pretensão punitiva, ofereceu ao Oficial de Justiça determinada quantia em dinheiro para que este adiasse o cumprimento do ato. O Oficial de Justiça aceitou a quantia oferecida. Diante do fato hipotético, é correto afirmar que Maria e o Oficial de Justiça praticaram, respectivamente:

A) concussão e corrupção passiva.

B) prevaricação e corrupção ativa.

C) corrupção passiva e peculato.

D) corrupção ativa e corrupção passiva.

B) prevaricação e corrupção ativa. C) corrupção passiva e peculato. D) corrupção ativa e corrupção passiva.
B) prevaricação e corrupção ativa. C) corrupção passiva e peculato. D) corrupção ativa e corrupção passiva.
Questão 64 Questão 67 O Inquérito Policial é um procedimento investigatório instaurado em razão da
Questão 64 Questão 67
Questão 64
Questão 67

O Inquérito Policial é um procedimento investigatório instaurado em razão

da prática de uma infração penal,

materialidade. Acerca do Inquérito Policial, é correto afirmar que

A) é indispensável à propositura da ação penal nos crimes de ação penal

pública incondicionada.

B) o prazo de encerramento do inquérito policial, estando o acusado preso,

é de 05 (cinco) dias.

C) a autoridade policial poderá determinar o arquivamento do Inquérito

Policial quando não for apurada a autoria do fato.

D) constitui direito da defesa ter acesso amplo aos elementos de prova já

documentados em procedimento investigatório realizado pela autoridade policial.

a

voltado a apurar

a autoria

e

Questão 65
Questão 65

Wilson está sendo investigado pela prática do delito de roubo simples, tipificado no artigo 157, caput, do Código Penal. Concluída a investigação, o Delegado Titular da 41ª Delegacia Policial envia os autos ao Ministério Público, a fim de que este tome as providências que entender cabíveis. O Parquet, após a análise dos autos, decide promover pelo arquivamento do feito, por falta de provas de autoria. A vítima ingressou em juízo com uma ação penal privada subsidiária da pública, que foi rejeitada pelo juiz da causa, que, no caso acima, agiu

A) erroneamente, tendo em vista que a Lei Processual admite a ação

privada nos crimes de ação pública quando esta não for intentada.

B) corretamente, pois a vítima não tem legitimidade para ajuizar ação

penal privada subsidiária da pública, já que o Ministério Público não se manteve inerte.

C) corretamente, já que a Lei Processual não admite a ação penal privada

subsidiária da pública nos casos em que o Ministério Público não se mantém inerte.

D) erroneamente, já que a Lei Penal admite, implicitamente, a ação penal

privada subsidiária da pública.

Questão 66
Questão 66

No dia 10 de abril de 2011, João Severiano foi chamado de “ladrão” por Bento e Tavinho. Constrangido e buscando reparar sua honra na esfera penal, João Severiano contratou advogado para o ajuizamento da respectiva ação penal. O causídico ofereceu queixa-crime contra Bento e Tavinho, imputando-lhes a prática do crime de injúria, previsto no artigo 140 do Código Penal. No decorrer da ação, João Severiano resolve perdoar Bento, obstando, assim, a ação penal em relação a ele. Diante do fato hipotético, é correto afirmar que

A) O perdão de João Severiano em relação a Bento em nada aproveita

Tavinho.

B) O perdão de João Severiano em relação a Bento se estende também a

Tavinho.

C) João Severiano não poderia perdoar Bento, por força do princípio da

obrigatoriedade.

D) João Severiano não poderia perdoar Bento, sendo cabível, no caso,

somente o perdão judicial.

13

Wilson e Fabrício praticaram, em conexão, três furtos ocorridos em Santa Cruz do Sul e um latrocínio, roubo seguido de morte, ocorrido na cidade de Lajeado, este em maio e aqueles em abril do corrente ano. Nessa hipótese, a competência para decidir sobre o eventual recebimento da denúncia e instauração da respectiva ação penal é

A) da Vara Criminal da Comarca de Lajeado.

B) da Vara Criminal da Comarca de Santa Cruz do Sul.

C) determinada pela prevenção.

D) do Tribunal do Júri da Comarca de Lajeado

Questão 68
Questão 68

A prisão preventiva conforme o CPP, é uma modalidade de prisão

processual, decretada por juiz competente, mediante a presença dos

pressupostos que a autorizam. Possui natureza cautelar e visa a tutela da sociedade, da investigação criminal e do processo penal, bem como

a aplicação da pena. Com relação à prisão preventiva, é correto afirmar que:

A) pode ser decretada de ofício pelo juiz em qualquer fase da

investigação policial ou do processo penal.

B) pode ter duração de, no máximo, 90 (noventa) dias, a partir da

efetiva prisão, conforme previsto em lei.

C) pode ser decretada como garantia da ordem pública, da ordem

econômica, conveniência da instrução criminal ou para assegurar a aplicação da lei penal.

D) pode ser decretada mesmo na hipótese de o agente ser primário e o

crime imputado a ele cominar pena máxima não superior a quatro anos.

Questão 69
Questão 69

Wilson, Prefeito de Município de Jabuti do Cerrado, descobriu que sua esposa o estava traindo com um vereador da oposição. Indignado com a situação e, sobretudo, porque o amante era da oposição, Wilson arquiteta e executa a morte do amante da sua esposa. Diante do fato hipotético, Wilson deverá ser processado e julgado:

A) Na Vara do Tribunal do Júri de Jabuti do Cerrado.

B) No Tribunal Regional Eleitoral, já que a vítima se trata de vereador

da oposição.

C) Na Justiça Eleitoral de Jaboti do Cerrado, já que a vítima se trata de

vereador da oposição.

D) No Tribunal de Justiça do Estado.

de Jaboti do Cerrado, já que a vítima se trata de vereador da oposição. D) No
de Jaboti do Cerrado, já que a vítima se trata de vereador da oposição. D) No
Questão 70 Questão 73 O trabalho prestado por pessoa física a uma empresa, para atender
Questão 70 Questão 73
Questão 70
Questão 73

O trabalho prestado por pessoa física a uma empresa, para atender a necessidade transitória de substituição de seu pessoal regular e

permanente ou o acréscimo extraordinário de serviços, é o conceito legal

de trabalho

A) autônomo.

B) temporário.

C) cooperado.

D) deventual.

Questão 71
Questão 71

Rafael Moura, empregado de uma empresa, enquanto jogava futebol com

os amigos em sua residência, pisou na bola e fraturou o seu tornozelo,

precisando ficar afastado do trabalho por 45 dias. Nessa situação, os primeiros 15 dias de afastamento de Rafael Moura são considerados

A)

Suspensão

do

contrato

de

trabalho,

devendo

ser

remunerado

pela

previdência

B)

Interrupção

do

contrato

de

trabalho,

devendo

esses

15 dias

serem

pagos

pelo

empregador

 

C)

Suspensão

do

contrato,

devendo

ser

remunerado

pelo

empregador

 

D)

Interrupção

do

contrato,

devendo

ser

remunerado

pela

previdência

Questão 72
Questão 72

A empresa Gomes Sardinha Móveis Ltda. é procurada por um jovem portador de deficiência, que tem 30 anos, e deseja ser contratado como aprendiz de marceneiro. A empresa tem dúvida sobre a possibilidade legal dessa contratação. A partir do caso relatado, assinale a afirmativa correta.

A) Não se aplica a idade máxima ao aprendiz portador de deficiência,

de modo que a contratação é possível.

B) A idade máxima do aprendiz é de 24 anos, não havendo exceção,

pelo que não é possível a contratação.

C) Havendo autorização da Superintendência Regional do Trabalho, o

jovem poderá ser contratado como aprendiz, haja vista sua situação especial.

D) Não existe idade máxima para a contratação de aprendizes, daí

porque, em qualquer hipótese, a admissão é possível.

14

As situações de estabilidade, de indenizações aplicáveis às rupturas contratuais imotivadas e a restrição às hipóteses de contratação por prazo determinado expressam o princípio

A) da igualdade entre as partes

B) da continuidade da relação de emprego

C) da primazia da realidade

D) da proteção ao trabalhador

Questão 74
Questão 74

Paulo foi contratado como empregado da empresa Fábrica de Doces Celestes para exercer as funções de ajudante geral, recebendo um salário mínimo mensal. Após um ano de trabalho, Paulo foi chamado pelo gerente que o informou que, em razão das dificuldades econômicas da empresa, seu salário seria reduzido para meio salário mínimo mensal. A atitude da empresa

A) não está correta, pois o salário é irredutível, salvo previsão em

convenção ou acordo coletivo.

B) não está correta, pois o salário é impenhorável, salvo previsão em

convenção ou acordo coletivo.

C) não está correta, pois a redução de salário depende de lei.

D) está correta, pois a redução de salário é permitida, se comprovado

que o empregador está em situação econômica difícil.

Questão 75
Questão 75

Nas hipóteses de despedida pelo empregador, sem justa causa, este deverá pagar ao empregado a importância de 40% do montante de todos os depósitos de FGTS realizados na conta vinculada durante a vigência do contrato de trabalho, atualizados monetariamente e acrescidos dos respectivos juros. Havendo culpa recíproca ou força maior, reconhecida pela Justiça do Trabalho, o percentual será:

a) isento para o empregador.

b) acrescido de 20%.

c) reduzido para 20%.

d) pago em dobro pelo empregador.

Questão 76
Questão 76

As empresas integrantes de grupo econômico são, para os efeitos da relação de emprego, responsáveis pelos direitos trabalhistas dos empregados. Essa responsabilidade é de natureza

A) Subsidiária

B) Unitária

C) Concorrente

D) Solidária

dos empregados. Essa responsabilidade é de natureza A) Subsidiária B) Unitária C) Concorrente D) Solidária
dos empregados. Essa responsabilidade é de natureza A) Subsidiária B) Unitária C) Concorrente D) Solidária
Questão 77 Questão 80 Maria ajuizou reclamatória trabalhista pleiteando equiparação salarial e pagamento de horas
Questão 77 Questão 80
Questão 77
Questão 80

Maria ajuizou reclamatória trabalhista pleiteando equiparação salarial e pagamento de horas extraordinárias. A reclamada apresentou defesa e seguiu-se a instrução processual. Ao final, foi prolatada sentença de improcedência. Diante da situação apresentada, assinale a opção correta caso Maria queira recorrer da decisão:

A) Poderá interpor apelação, no prazo de 15 dias, independentemente

de preparo.

B) Poderá interpor apelação, no prazo de 8 dias, mas precisará pagar

custas processuais e efetuar o depósito recursal.

C) Poderá interpor recurso ordinário, no prazo de 8 dias, devendo

efetuar o pagamento de custas, salvo se for beneficiária da justiça gratuita, não precisando efetuar o depósito recursal.

D) Poderá interpor recurso ordinário, no prazo de 10 dias, estando

dispensada de efetuar o preparo

Questão 78
Questão 78

Como forma de garantir o acesso à justiça do trabalho, é reconhecido o princípio do jus postulandi, segundo o qual as partes poderão litigar independentemente de constituição de advogado, porém tal princípio não se aplica:

A) Aos recursos para o Tribunal Regional do Trabalho.

B) Aos recursos ao Tribunal Superior do Trabalho.

C) Para ação rescisória e ação de consignação em pagamento.

D) Para mandado de segurança e inquérito para apuração de falta grave.

Questão 79
Questão 79

José ajuizou reclamatória trabalhista pelo rito sumaríssimo, tendo pleiteado a citação da reclamada por edital, em razão de desconhecer o seu atual paradeiro. Nessa situação, consoante a Consolidação das Leis do Trabalho

A) A ação deverá ser arquivada, pois o rito escolhido não comporta

tal pedido.

B) O autor deverá ser intimado para fornecer o endereço, sob pena

de extinção sem resolução de mérito.

C) O pedido será julgado liminarmente improcedente.

D) A reclamada será citada por edital, tendo o prazo de 15 dias para

apresentar defesa.

A empesa MJH Ltda. pretende dispensar um empregado, pois constatou que o mesmo havia praticado ato de improbidade. Sabendo-se que tal empregado é dirigente sindical, assinale a opção que corresponde ao procedimento correto a ser adoto pela empresa.

A) Ajuizar inquérito para apuração de falta grave, podendo de imediato

suspender o empregado.

B) Ajuizar ação rescisória, não podendo suspender o empregado até o

término do processo.

C) Poderá dispensar administrativamente o empregado, desde que tenha

prova do ato de improbidade.

D) Poderá dispensar o empregado normalmente, pois não há necessidade

de tratamento diferenciado

15

ato de improbidade. D) Poderá dispensar o empregado normalmente, pois não há necessidade de tratamento diferenciado
ato de improbidade. D) Poderá dispensar o empregado normalmente, pois não há necessidade de tratamento diferenciado