Você está na página 1de 2

LESÕES ELEMENTARES SÓLIDAS

I ASPECTOS GERAIS
A) Roteiro básico para lesões sólidas:
1) Lesão
2) Cor
3) Tamanho
4) Superfície
5) Limites
6) Bordas
7) Localização
B) Lesões elementares sólidas são aquelas que apresentam constituição sólida
C) Podem ser:
1) Primárias: aparecem sem serem precedidas de outras lesões
2) Secundárias: são precedidas de outras lesões
II LESÕES PRIMÁRIAS
A) Pápulas
1) São elevações sólidas circunscritas, superficiais, cujas dimensões não ultrapassam
1 cm de diâmetro
2) Podem ter formas variadas:
(i) Cônicas – queratose folicular: alteração da queratinização em que tampões
córneos preenchem os orifícios dos folículos pilosos, sem complicação clínica
(ii) Arredondadas (picadas de insetos)
(iii) Achatadas (urticária)
(iv) Umbilicadas (molusco contagioso)
3) Classificam-se em:
(i) Epidérmicas: resultam da hipertrofia de uma ou mais camadas da epiderme
(ex.: verruga plana)
(ii) Dérmicas: quando resultantes da infiltração no corpo papilar ou porção
superior da derme (ex.: sifílides papulosas)
(iii) Mistas: quando formadas por alterações dermo-epidérmicas (ex.: líquen plano,
molusco contagioso)
4) Placas papulosas:
(i) Aglomeração de pápulas,
(ii) Formação se dá de forma isolada ou por aglomeração de pápulas iniciais
(iii) Não pode ser mais alta que 1 cm
B) Lesões urticadas (urticas)
1) Variedades de pápula edematosas, de forma variável, pruriginosas, fugazes
2) Resultam de edema da derme
3) Quanto à cor podem ser:
(i) Eritematosas ou branco-porcelânicas, de contorno róseo-claro
4) São observadas na urticária, estrófulo, dermatite herpetiforme (Duhring-Brocq) –
erupção cutânea crônica, autoimune, papulovesicular e intensamente pruriginosa
em pacientes com doença celíaca
C) Nódulos e nodosidades
1) Formações sólidas que se localizam na derme e hipoderme, podendo ter de 1 a
3cm de diâmetro (quando maiores que 3 cm, são chamados nodosidades)
2) Quanto à coloração:
(i) Cor normal – cistos epidermoides
(ii) Cor castanho ferruginosa – hansenomas
(iii) Eritêmato-violáceas – gomas sifílicas e esporotricósicas
3) Podem ser agudos (furúnculos) ou crônicos (xantomas, sarcomas, angiomas)
D) Gomas
1) Refere-se a nódulos ou nodosidades que sofreram processo de liquefação central,
amolecimento e depois ulceração, eliminando substância necrótica
2) Ex.: goma sifilítica, goma esporotricótica, goma de tuberculose cutânea
E) Vegetações
1) Lesão sólida, pedunculada ou com aspecto de couve-flor, branco-avermelhada,
que sangra facilmente
2) Podem resultar de um alongamento da derme; da proliferação da camada
granulosa ou hipertrofia simultânea (camada granulosa e derme papilar)
3) Exemplos de dermatoses vegetantes: PLECT – Paracoccidioidomicose,
Leishmaniose, Esporotricose, Cromomicose, Tuberculose e carcinoma Espino
celular
F) Verrucosidades
1) Lesão sólida, elevada, de superfície dura, inelástica e amarelada, por
hiperqueratose

III LESÕES SECUNDÁRIAS


A) Escamas
1) Lâminas epidérmicas secas ou untuosas que tendem a desprender-se da superfície
cutânea
2) É oriunda de queratinização alterada
3) Podem assemelhar-se ao aspecto:
(i) de farelo – escamas furfuráceas ou pitiriásicas
(ii) de madrepérola – escamas psoriásicas
(iii) de fragmentos de papel – escamas laminares ou foliáceas
(iv) de escamas de peixe – aderidas na porção central e livres nas bordas (escamas
ictiosiformes)
4) Quanto à cor:
(i) Esbranquiçadas
(ii) Nacaradas (psoríase)
(iii) Amarealadas e gordurosas (eczema seborreico)
(iv) Branco-acinzentadas (Lúpus Eritematoso Sistêmico)
5) Quanto à forma:
(i) Arredondadas
(ii) Poligonais
(iii) Dedo de luva
(iv) Tachas (LES)
B) Crostas
1) Concreção de cor amarelo-clara, esverdeada ou vermelho-escura, que se forma
em área de perda tecidual
2) Resulta do dessecamento de serosidade, pus ou sangue com restos epiteliais
3) Quanto à cor:
(i) Melicérica – cor de mel, resultante de dessecamento purulento
(ii) Hemática – castanho escuro, resultante de dessecamento de sangue
C) Escara ou esfacelo
1) Porção de tecido cutâneo necrosado, insensível e separado do tecido sadio por
sulcos profundos
2) Varia em tamanho: de alguns milímetros (tubercúlide ou sifílides pápulo-
necróticas) a áreas extensas (nas picadas de animais peçonhentos e dermatoses
causadas por cáusticos)
D) Queloides
1) Formações sólidas, de milímetros a vários centímetros de diâmetro isoladas ou
confluentes, de consistência dura, lenhosa, saliente, tensa e de superfície brilhante
2) Coloração da pele normal ou ligeiramente amarelada ou hipercrômica
3) São muito mais comuns em negros