Você está na página 1de 12

NCRF 12 – Impostos sobre o rendimento correntes e diferidos

Objectivo da NCRF 12

• Estabelecer o tratamento contabilístico

– Impostos sobre o rendimento


• Contabilização das consequências fiscais correntes e futuras
– Transacções e acontecimentos no período corrente
reconhecidos nas demonstrações financeiras
– Recuperação (liquidação) futura dos activos (passivos)
reconhecidos no balanço

– Prejuízos fiscais acumulados não usados


– Benefícios fiscais não usados
– Apresentação e divulgação de impostos sobre o rendimento

RESUMO NCRF12 - EULÁLIA MADIME 2014 1


NCR 12

Quantia Escriturada

Recuperação Liquidação

Pagamentos futuros de impostos maiores ou menores do que


seriam se não tivessem consequências fiscais

Pasivo por Impostos Activo por Impostos


Diferidos Reconhecer Diferidos

Ilustração 1: Reconhecimento de activos e passivos por impostos diferidos


RESUMO NCRF12 - EULÁLIA MADIME 2014 2
NCRF 12 – Impostos sobre o rendimento correntes e diferidos
Base fiscal

• Base fiscal de um activo

– Quantia dedutível para efeitos fiscais contra


quaisquer benefícios económicos tributáveis que
fluirão para uma entidade quando esta recuperar
a quantia registada do activo

– Se esses benefícios económicos não forem


tributáveis, a base fiscal do activo é igual à quantia
registada desse activo
RESUMO NCRF12 - EULÁLIA MADIME 2014 3
ACTIVO

Igual
Quantia Dedutível Quantia Escriturada

Benefícios
Finalidades Fiscais Benefícios
Económicos
Tributáveis Económicos não
Tributáveis
Base Fiscal

Ilustração 2: Base fiscal de um activo


RESUMO NCRF12 - EULÁLIA MADIME 2014 4
NCRF 12 – Impostos sobre o rendimento correntes e diferidos

Rec. de passivos e activos por impostos correntes

• Reconhecimento de passivos e activos por


impostos correntes

– Impostos correntes ainda não pagos


• Reconhecidos como um passivo
– Relativos ao período contabilístico corrente ou a períodos
anteriores
• Quando, em relação ao período corrente ou períodos anteriores, a
quantia já paga exceder a quantia devida
– Excesso reconhecido como um activo

RESUMO NCRF12 - EULÁLIA MADIME 2014 5


NCRF 12 – Impostos sobre o rendimento correntes e diferidos
Rec. de passivos e activos por impostos correntes

• Benefício relativo a um prejuízo fiscal

– Se, quando permitido pela legislação fiscal, pode ser utilizado para
recuperar o imposto corrente de um período anterior
• Reconhecido como um activo

– Quando um prejuízo fiscal é utilizado para recuperar o imposto


corrente de um período anterior
• Entidade reconhece um activo no período em que o prejuízo fiscal
ocorreu porque é provável que o benefício fluirá para a entidade e
que pode ser mensurado com fiabilidade

RESUMO NCRF12 - EULÁLIA MADIME 2014 6


Reconhecimento

Benefício relacionado com


Do período, ou de Excesso pago, do uma perda fiscal que
períodos anteriores que período ou de períodos possa ser reportada para
não estejam pagos anteriores recuperar impostos
correntes de um período
anterior

Passivo Activo Activo

Ilustração 3: Reconhecimento de activos e passivos por impostos correntes

RESUMO NCRF12 - EULÁLIA MADIME 2014 7


Tributáveis

Diferenças
Temporárias

Dedutíveis

Ilustração 4: Diferenças temporárias

RESUMO NCRF12 - EULÁLIA MADIME 2014 8


Passivo por
Impostos Diferidos

Transacção:
Que não seja uma
Concentração de Diferenças Temporárias
Actividades (tributáveis)
Empresariais; e No
momento da
transacção não
afecte o lucro
contabilístico, nem
o lucro tributável
(perda fiscal)

Excepto Sempre reconhecido Excepto Goodwill

Ilustração 5: Reconhecimento de passivos por impostos diferidos


RESUMO NCRF12 - EULÁLIA MADIME 2014 9
Valor atribuído aos
Valor contabilístico de activos e passivos
activos e passivos no para fins fiscais
balanço

Diferenças Temporárias
(dedutíveis)

Ilustração 6: Diferenças temporárias dedutíveis

RESUMO NCRF12 - EULÁLIA MADIME 2014 10


Activo por Impostos Diferidos

Diferenças Temporárias Reporte de perdas


(dedutíveis) fiscais não utilizadas
e créditos fiscais não
Transacção: utilizados
Que não seja uma
Concentração de
Actividades
Empresariais; e No
momento da
transacção não afecte
o lucro contabilístico, Até ao ponto de
Excepto Sempre reconhecido
nem o lucro tributável Prováveis lucros
(perda fiscal) Tributáveis futuros

Ilustração 7: reconhecimento de activos por impostos diferidos

RESUMO NCRF12 - EULÁLIA MADIME 2014 11


Impostos 851 – Imposto sobre o
Correntes (IC) Rendimento – Imposto
Corrente

Demonstração
dos Resultados
852 – Imposto sobre o
Impostos
Rendimento – Imposto
Diferidos
Diferido

Capital
Excepção
Próprio

RESUMO NCRF12 - EULÁLIA MADIME 2014 12