Você está na página 1de 6

FUNDAÇÕES

SUPERFICIAIS OU DIRECTAS
Constrrução

Constrrução
FUNDAÇÕES INDIRECTAS / PROFUNDAS • SAPATAS
– Isoladas
– Contínuas
Paulina Faria

Paulina Faria
as da C

as da C
• ENSOLEIRAMENTO GERAL
nologia

nologia
P

P
EM PROFUNDIDADE
Tecn

Tecn
Fontes bibliográficas principais: Silvério Coelho - Tecnologia de Fundações; monografias
de alunos

FUNDAÇÕES PROFUNDAS OU INDIRECTAS OU  FUNDAÇÕES PROFUNDAS OU INDIRECTAS OU 
SEMIPROFUNDAS SEMIPROFUNDAS ‐ Normalização
SEMIPROFUNDAS 
• ESTACAS
Se o firme estiver a uma profundidade superior a 8 metros do piso térreo 
ou existirem situações claramente distintas na implantação do edifício
ou existirem situações claramente distintas na implantação do edifício • ESTACAS
– de madeira – EN 1536: 2010 – Execution of special geotechnical works. Bored piles. 
– de aço CEN, Brussels (estacas)
– mistasi – EN 12699: 2000 ‐
EN 12699 2000 Execution
E ti off special
i l geotechnical
t h i l works. 
k
– de betão armado Displacement piles. CEN, Brussels (estacas com deslocamento do 
• préfabricadas e cravadas terreno)
• moldadas in situ
– com ou sem extracção do terreno • MICROESTACAS
– com tubo moldador perdido ou recuperado
– EN
EN 14199: 2005 ‐
14199 2005 Execution of special geotechnical works. Micropiles. 
works Micropiles
CEN, Brussels (microestacas)
• MICROESTACAS – estacas de reduzido diâmetro e menor comprimento, 
mais utilizadas para reforço de fundações
mais utilizadas para reforço de fundações
• PEGÕES  ou poços – “estacas” não armadas, de grande diâmetro e 
menor comprimento, mais em desuso
ESTACAS
Principais tipos de funcionamento: MODO DE EXECUÇÃO DAS ESTACAS

Constrrução
• Estacas de ponta
• Estacas p
prefabricadas e cravadas
• Estacas com tubo moldador cravado fechado

Paulina Faria
(sem extração de terreno) e moldadas in
in-situ
situ

as da C
• Tubo moldador recuperado
• Estacas flutuantes ou laterais

nologia
P
• Tubo moldador perdido

• Estacas com tubo moldador cravado aberto,

Tecn
extração
t ã d de tterreno e moldadas
ld d in-situ
i it

• Estacas que funcionam por • Extração do terreno (sem tubo moldador) e


resistência de ponta e lateral estacas moldadas in-situ

ESTACAS CRAVADAS
ESTACAS CRAVADAS
Com grande perturbação de solo

Com pequena perturbação


• Estacas de betão pré-fabricado de solo
(p
(pré-esforçado)
ç )
NP EN 12794:2005 + A1:2010 – Produtos • Perfis de aço em I ou H
prefabricados de betão. Estacas de
p
fundação. IPQ.
• Secções tubulares ou
em forma de caixa em
• Secções tubulares ou em forma aço com ponta em
de caixa, de aço com ponta aberto
fechada
VANTAGENS DAS ESTACAS DESVANTAGENS DAS ESTACAS
CRAVADAS CRAVADAS

• Não são facilmente ajustáveis ao terreno (a


• Grande capacidade de carga
menos que tenham juntas)
• Maior durabilidade (se cravadas
• Requerem uso de equipamentos pesados e
sem danos)
em princípio mais dispendiosos
• Material pode ser • Podem provocar elevação do solo
inspecionado antes da
ç (mas
cravação ( não depois…)
p ) • Estruturas ou estacas adjacentes podem ficar
danificadas
• Execução e colocação em
obra não são afetados pela • As próprias estacas podem ficar danificadas
no processo de cravação
presença de nível freático
• Têm de ser previamente dimensionadas,
• Possibilidade de maior
tendo em conta os processos de cravação e
qualidade (especialmente no
manuseamento
caso das estacas de betão
armado ou pré-esforçado) • Execução produz elevado ruído

• Compactação do solo • Alargamentos de ponta difíceis ou mesmos


envolvente impossíveis de realizar

Maciço de encabeçamento
Maciço de encabeçamento

Secções de estacas e
armaduras
ESTACAS COM TUBO MOLDADOR CRAVADO E
ESTACAS COM TUBO MOLDADOR CRAVADO E MOLDADAS IN-SITU
MOLDADAS IN
IN-SITU
SITU
Vantagens:
É cravada a secção
ç tubular obturada, colocada a armadura e a • Comprimento facilmente ajustável
estaca é betonada
• Possibilidade de executar alargamento da ponta (se topo for solto)
Ou • Dimensionamento não é influenciado por processos de cravação e
É cravada a secção tubular aberta, retirado - com trado – o manuseamento
terreno colocada a armadura e a estaca betonada
terreno, • Solo envolvente não é muito perturbado quando o tubo moldador é
cravado não obturado
O tubo moldador ppode ser recuperado,
p , se for cravado não Desvantagens:
obturado ou se, quando cravado obturado, o topo poder ser solto
após cravação • O betão (e a estaca) não pode ser inspeccionado antes da sua colocação
• Grande perturbação do solo
solo, quando o tubo moldador é cravado obturado
Se não recuperado, faz parte da armadura da estaca (cofragem
colaborante) • Dispendiosas quando o tubo moldador não é recuperado

VANTAGENS DAS ESTACAS MOLDADAS IN-SITU (sem tubo


moldador)
ESTACAS MOLDADAS IN-SITU (sem tubo
moldador) • Risco reduzido de levantamento/perturbação do terreno ou estruturas
adjacentes
• Comprimento
C i t ffacilmente
il t adaptável
d tá l
• Escavação com trado contínuo, com extracção
simultânea do solo no interior • Dimensionamento não está condicionado por operações de
manuseamento
• Preenchimento com lama bentonítica
(geralmente) • Podem ser executadas com grandes comprimentos e diâmetros

• Introdução da armadura • É possível realizarem se alargamentos de ponta da estaca muito grandes


realizarem-se
(duas a três vezes o seu diâmetro)
• Betonagem executada a partir do fundo
(betão
(b tã fl
fluido)
id ) com remoção
ã simultânea
i ltâ d
da
lama
DESVANTAGENS DAS ESTACAS MOLDADAS IN-SITU
IN SITU (sem tubo
moldador)
FACTORES PARA A ESCOLHA DO TIPO DE ESTACA
• A estaca não pode ser inspeccionado antes da sua entrada em serviço
• Dificuldade de betonagem debaixo de água ou atravessando nível
freático (percurso da água pode causar anomalias no betão)
• Localização da obra
• Possibilidade de ocorre “cintagem” e/ou “estrangulamento”
• Tipo de estrutura
• Má execução
ç pode
p levar a uma capacidade
p de carga
g reduzida
• Impossibilidade de compactação do terreno envolvente (por • Condições do terreno
inexistência de qualquer cravação) • Profundidade do nível freático
• Durabilidade
• Disponibilidade de equipamento
• Custo
• Outros....

EQUIPAMENTOS E TÉCNICAS
MATERIAIS ESTACAS CRAVADAS
Betão • Estruturas de Cravação (Pilling Frames)
• Adaptável a todos os tipos de • Guindastes
estacas (cravadas ou moldadas • Cavaletes
in-situ))
• Vibradores
• Sustenta cargas elevadas
• Martelos-pilões
• Sujeito a degradação por
ataques químicos (substâncias MARTELOS-PILÕES
Õ
no solo ou água) • Martelo gravítico (Drop hammer)
• Martelo
M t l ded percussão
ã simples
i l (Si(Single-acting
l ti hammer)
h )
Aço • Martelo de percussão dupla ou diferencial (Double-acting or differential
• Mais caro hammer))
• Manuseamento relativamente • Martelo a diesel
fácil PROTECÇÕES de ESTACAS CRAVADAS PREFABRICADAS
• Grande capacidade de carga • Separação física entre a estaca e o martelo
• Sujeitas a corrosão • Minimizam o dano causado à estaca
Em resumo…
EQUIPAMENTOS E TÉCNICAS
É Soluções para fundações consoante o 
ESTACAS MOLDADAS
tipo de terreno e as sobrecargas
tipo de terreno e as sobrecargas
• Trados contínuos
Fundações directas
• Trados ocos
• Sapatas isoladas ou contínuas – se o firme estiver a uma profundidade de 
• Grampos e Invólucros Oscilatórios 3 a 4 m abaixo do piso térreo, se os níveis de carga forem pequenos ou 
• Escavadoras de circulação inversa médios, se a superestrutura não tiver exigências especiais relativas a
médios, se a superestrutura não tiver exigências especiais relativas a 
assentamentos diferenciais; cota do fundo da sapata a 1 a 1.2 m abaixo da 
• Tripés
cota do terreno natural
• Escavação com lama bentonítica
• Ensoleiramento geral – se o terreno ao nível da cota de soleira for de 
• Mangas de betonagem características médias a fracas e o firme se encontrar a grande 
• profundidade se o nível freático estiver acima ou muito próximo do piso
profundidade, se o nível freático estiver acima ou muito próximo do piso 
térreo, se a superestrutura for muito sensível a assentamentos 
diferenciais, se existirem cargas muito elevadas na totalidade ou parte 
significativa da planta do edifício, quando a solução por sapatas ocupar 
f d l d d fí d l
mais de 50% da implantação do edifício 57

Soluções para fundações consoante o tipo 
l f
de terreno e as sobrecargas
de terreno e as sobrecargas
Fundações indirectas ou semi‐directas
• Pegões ou poços –
Pegões ou poços mais em desuso
mais em desuso
• Estacas – se o firme estiver a uma profundidade superior a 8 metros do 
piso térreo ou existirem situações claramente distintas na implantação
piso térreo ou existirem situações claramente distintas na implantação 
do edifício
• Microestacas – estacas de pequena dimensão (diâmetro e 
comprimento), mais utilizadas em reforço de fundações

58