Você está na página 1de 20

Uma Simples Ideia

simples.indd 1 29/10/2012 17:24:34


simples.indd 2 29/10/2012 17:24:34
Stephen Key

Uma Simples Ideia


Transforme os Seus Sonhos em uma
MINA DE EMPREENDEDORISMO
Enquanto os OUTROS TRABALHAM

Tradução
CLAUDIA GERPE DUARTE

simples.indd 3 01/11/2012 12:12:05


Título original: One Simple Idea.
Copyright © 2011 Stephen Key.
Copyright da edição brasileira © 2012 Editora Pensamento-Cultrix Ltda.
Publicado originalmente por The McGraw-Hill Companies, Inc.
Texto de acordo com as novas regras ortográficas da língua portuguesa.
1a edição 2012.
Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta obra pode ser reproduzida ou usada
de qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, inclusive fotocópias,
gravações ou sistema de armazenamento em banco de dados, sem permissão por escrito,
exceto nos casos de trechos curtos citados em resenhas críticas ou artigos de revistas.
A Editora Cultrix não se responsabiliza por eventuais mudanças ocorridas nos endereços
convencionais ou eletrônicos citados neste livro.
Coordenação editorial: Denise de C. Rocha Delela e Roseli de S. Ferraz
Preparação de originais: Roseli de S. Ferraz
Revisão: Iraci Miyuki Kishi e Yociko Oikawa
Diagramação: Fama Editoração Eletrônica

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)


(Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

Key, Stephen
Uma simples ideia : transforme os seus sonhos em uma mina de empreendedo-
rismo enquanto os outros trabalham / Stephen Key; tradução Claudia Gerpe Duarte.
— São Paulo : Cultrix, 2012.

Título original: One simple idea : turn your dreams into a licensing goldmine
while letting others do the work.
ISBN 978-85-316-1208-4

1. Criatividade nos negócios 2. Empreendedorismo 3. Empresas novas - Admi-


nistração 4. Invenções 5. Invenções - Marketing I. Título.

12-11476 CDD-658.1
Índices para catálogo sistemático:
1. Empreendedores : Administração de empresas 658.1

Direitos de tradução para o Brasil


adquiridos com exclusividade pela
EDITORA PENSAMENTO-CULTRIX LTDA.
Rua Dr. Mário Vicente, 368 — 04270-000 — São Paulo, SP
Fone: (11) 2066-9000 — Fax: (11) 2066-9008
E-mail: atendimento@editoracultrix.com.br
http://www.editoracultrix.com.br
que se reserva a propriedade literária desta tradução.
Foi feito o depósito legal.

simples.indd 4 01/11/2012 12:12:06


Dedico este livro a Janice,
minha mulher, minha vida

simples.indd 5 29/10/2012 17:24:34


simples.indd 6 29/10/2012 17:24:34
Sumário

Prefácio: O efeito Ferriss........................................................................ 9


Agradecimentos do autor....................................................................... 13
Introdução.............................................................................................. 15
Como uma simples ideia me conduziu à vida dos meus sonhos

Primeira parte — O poder de uma simples ideia


  1 • Como criar a vida dos seus sonhos................................................ 25
  2 • A beleza — e a oportunidade — da inovação aberta...................... 41
  3 • CEO ou CIO — que chapéu lhe cai melhor?................................. 53

Segunda parte — Descubra a sua ideia milionária


  4 • Procure ideias comercializáveis...................................................... 65
  5 • Seja criativo!................................................................................... 77
  6 • Você não é criativo? Seja um scout de produtos............................. 85
  7 • Como escolher ideias vencedoras................................................... 101

Terceira parte — Demonstre a sua ideia


  8 • O produto vai vender?.................................................................... 117
  9 • A ideia é executável?...................................................................... 125
10 • Criar ou não um protótipo............................................................. 133

Quarta parte — Proteja a sua ideia


11 • A maneira inteligente de salvaguardar a sua ideia.......................... 149
12 • Controle cada etapa do processo.................................................... 171

simples.indd 7 29/10/2012 17:24:34


8  •  UMA SIMPLES IDEIA

Quinta parte — Prepare-se para promover a sua ideia


13 • Crie ferramentas de venda que vendam vantagens........................ 181
14 • Entre no jogo sem sair do emprego................................................ 193

Sexta parte — Submeta a sua ideia à apreciação de licenciados em


potencial
15 • Livre-se do medo............................................................................ 205
16 • Descubra em que portas você deve bater....................................... 219
17 • O telefonema que abre portas......................................................... 229

Sétima parte — Coloque as suas ideias no mercado


18 • Feche um grande negócio.............................................................. 251
19 • Vivendo o sonho............................................................................. 267

Apêndice: Recursos valiosos.................................................................. 283

simples.indd 8 29/10/2012 17:24:34


Prefácio
O efeito Ferriss

N os idos de 2003, quando comecei a ministrar o curso “10 Steps to


Bring Your Idea to Market”, um rapaz que não se parecia muito com
um aluno começou a comparecer às aulas. Possuidor de uma forma físi-
ca invejável, ele vestia couro da cabeça aos pés e carregava um capacete
de motociclista. Ele chegava bem depois de todo mundo ter se acomoda-
do e examinava a sala em busca do lugar perfeito para se sentar e prestar
atenção. Depois de assumir a posição desejada, ele erguia a cabeça e
ficava olhando fixamente, de um modo penetrante, para Andrew, o meu
parceiro, ou para mim, enquanto falávamos na frente da sala. Eu tinha a
impressão de que ele estava absorvendo todas as histórias, estatísticas e
estratégias que apresentávamos e revirando-as na cabeça.
No fim da aula, os alunos ficavam circulando respeitosamente pela
sala, ansiosos para fazer perguntas. Mas Ferriss não perdia tempo com
conversa fiada.
“Vamos sair para tomar gim com tônica”, propôs ele. “Preciso saber
mais coisas.”
Inicialmente rejeitei o convite, mas ele insistiu. Queria saber como
eu havia me tornado o meu próprio chefe com dezenas de milhares de
pessoas, que eu não conhecia, trabalhando para mim. Com o tempo,
acabei saindo para beber com ele, em parte apenas para fazê-lo calar a
boca. Tim se revelou a pessoa mais persistente que já conheci na vida, e
ele me sabatinou a respeito do que eu fazia e como ele poderia aplicar as
minhas experiências ao seu negócio. Tim havia criado um suplemento
9

simples.indd 9 29/10/2012 17:24:34


10  •  UMA SIMPLES IDEIA

alimentar, o Brain Quicken, e como muitos empresários, também abriu


uma empresa para fabricar e comercializar o produto. Agora ele queria
fazer o que eu faço: conseguir uma licença para fabricar e comercializar
a sua ideia para ele de maneira que pudesse relaxar e recolher os che-
ques dos royalties.
Com o tempo, Tim foi viajar pelo mundo, entrando periodicamente
em contato comigo para pedir mais conselhos sobre como fazer com
que a sua empresa, que era uma máquina sugadora de tempo, passasse
a gerar uma renda passiva. Certo dia, em 2005, ele me telefonou da Ar-
gentina, onde estava aprendendo tango, para me comunicar que estava
escrevendo um livro e me pedir que lesse o que havia escrito até então.
Tim deu ao livro o título The 4-Hour Workweek, e este rapidamente
chegou à posição número um na lista de best-sellers do New York Times.
As lições que Tim aprendeu nas minhas aulas ajudou-o a formar a filoso-
fia que é a base do livro. Nele, Tim cria o termo “design de estilo de vida”
e me descreve como membro de “uma subcultura silenciosa de pessoas
chamadas de ‘novos-ricos’” — pessoas que escaparam da competição
destrutiva e descobriram como viver a vida que desejam.
O meu ensinamento teve origem numa atividade paralela ao traba-
lho de desenvolvimento do meu produto, mas alguns meses depois do
lançamento do livro de Tim, uma enxurrada de novos alunos começou
a se inscrever no meu curso. “Uau”, disse eu para a minha mulher certo
dia quando cheguei em casa. “Vamos ter de começar a levar isso a sério.”
Graças ao que hoje chamo de “efeito Ferriss”, o número de alunos
continuou a aumentar. Hoje já dei aulas para pessoas de mais de trinta
países, entre eles Austrália, Bolívia, Costa Rica, Chile, Noruega, Islândia,
Cingapura e Canadá. As estratégias que ensino podem funcionar para
qualquer pessoa em qualquer lugar.
Os meus alunos anseiam por começar onde The 4-Hour Workweed
para, que é o que as minhas aulas e este livro fazem. Ao longo dos últi-
mos trinta anos, criei o meu estilo de vida “alugando” as minhas ideias
para grandes corporações. O que eu faço e como faço é simples, se bem
que nem sempre seja fácil. No entanto, é mais fácil hoje do que jamais
foi devido a um fenômeno chamado “inovação aberta”, do qual qualquer

simples.indd 10 29/10/2012 17:24:34


PREFÁCIO  •  11

pessoa — independentemente do seu grau de instrução ou formação —


pode se beneficiar.
Uma das paixões da minha vida é ensinar aos outros o meu roteiro
para que elas saltem no fluxo da inovação e se tornem o seu próprio che-
fe. Resumi os meus ensinamentos nos 19 capítulos de fácil leitura deste
livro. Quer as pessoas aprendam comigo esse roteiro, quer o descubram
sozinhas, acredito que um número bem maior delas começará a criar o
seu estilo de vida dessa maneira no futuro.
Embora no início Tim tenha pedido a minha ajuda, ele acabou retri-
buindo o favor.
Tim, da próxima vez que você estiver na cidade, a bebida é por mi-
nha conta.

simples.indd 11 29/10/2012 17:24:35


simples.indd 12 29/10/2012 17:24:35
Agradecimentos do autor

E m primeiro lugar, quero agradecer à minha mulher, Janice, por dei-


xar que eu persiga os meus sonhos. Não creio que possa existir um
presente melhor. Sei que nem sempre tem sido fácil viver com Peter
Pan, mas você continua a ser a mulher mais extraordinária, inteligente
e bonita que já conheci. Quero agradecer aos meus filhos, que também
foram obrigados a me aturar ao longo dos anos. O pai de vocês nunca
teve um emprego tradicional, mas vocês foram pacientes comigo duran-
te os altos e baixos que tivemos. Tenho muito orgulho disso e do que
vocês realizaram.
James Shehan, não tenho palavras para descrever o quanto você me
ajuda. Você tem sido um assistente e amigo incrivelmente leal. Não co-
nheço ninguém que possua todas as suas habilidades e talento. Fico
constantemente impressionado com a sua capacidade. E você também
me aturou, o que talvez seja a tarefa mais difícil de todas! Aguardo an-
sioso pelos próximos dez anos.
Preciso agradecer ao meu sócio, Andrew Krauss, por me ajudar a ini-
ciar esta jornada. Jamais conheci alguém tão altruísta. A sua dedicação
à comunidade inventiva é extraordinária. Aprecio tudo o que você faz.
Linda Pollock, desejo lhe agradecer por ser a minha incomparável
primeira aluna e por acreditar em mim e me apoiar todos esses anos.
Você se tornou uma verdadeira amiga.
Meu mentor, Stephen Askin, também tem me dado um enorme
apoio. Você me ofereceu a minha primeira oportunidade de ter sucesso
quando eu estava apenas iniciando a minha carreira; todo mundo acha-
13

simples.indd 13 29/10/2012 17:24:35


14  •  UMA SIMPLES IDEIA

va que eu era maluco, mas você acreditou em mim! A sua orientação


e estímulo me proporcionaram a segurança de que eu precisava. Eu o
tenho observado enquanto você continua a orientar de corpo e alma
outras pessoas. Obrigado.
Tim Ferriss, você ajudou a espalhar a minha mensagem pelo mundo
enquanto propagava a sua. Não tenho palavras para lhe agradecer por
isso.
Minha agente literária, Kirsten Neuhaus — obrigado por me ensinar
a escrever um livro e por segurar a minha mão durante a jornada.
Quero agradecer ao meu editor, Gary Krebs, por entender a minha
visão e me ajudar a enfocar o meu material. Você é realmente magnífico
no que faz.
Colleen Sell, você é mais do que uma colaboradora. Você foi além
da sua responsabilidade profissional ao me ajudar a produzir este livro.
Você compreendeu o conteúdo tanto quanto a minha voz. Obrigado por
ser uma parte tão essencial da nossa equipe.
John Kimball, meu sogro, você tem sido duro comigo ao longo dos
anos, mas tem sido sempre aquele que mais me apoia. Você é o meu
segundo pai. Apreciei as nossas conversas das noites de sexta-feira mais
do que jamais saberá. Obrigado pela sua sabedoria.
E finalmente quero agradecer ao meu pai. Os princípios de negócios
que você inculcou em mim são aqueles segundo os quais eu continuo a
viver e que transmito aos meus alunos. Esses são os princípios que me
tornaram o homem que sou hoje. Segui a minha paixão, papai. A vida é
curta demais, e eu a tenho aproveitado o máximo possível.

simples.indd 14 29/10/2012 17:24:35


Introdução
Como uma simples ideia me
conduziu à vida dos meus sonhos

O lá, o meu nome é Stephen Key, e sou um empresário e especialis-


ta em licenciamento bem-sucedido. Não sou formado em enge-
nharia, marketing ou administração. Não sou dono nem tampouco sou
funcionário de uma grande empresa. Em vez disso, as empresas traba-
lham para mim, dando vida às minhas ideias sobre produtos enquanto
eu relaxo e recebo cheques de royalties, crio novas ideias sobre produtos
e aproveito a vida com a minha bela mulher e os nossos três filhos. E
escrevi este livro para mostrar como você pode fazer a mesma coisa e
colher o mesmo tipo de benefícios.
Mas antes que eu lhe diga o que fazer para dar vida às suas ideias, vou
lhe contar um pouco mais a meu respeito... porque tenho a sensação de
que somos muito parecidos. Desde tenra idade, sonhava em ser empresá-
rio. Mas não queria frequentar a faculdade durante quatro, seis ou mais
anos ainda para estudar como criar e administrar uma empresa. Não que-
ria dirigir uma empresa com muitos funcionários, despesas administrati-
vas, dívidas, problemas e dor de cabeça. Não queria viver para trabalhar,
como fazem tantos empresários e executivos. Em vez disso, queria traba-
lhar para viver — e viver bem. Acima de tudo, eu queria criar coisas e me
divertir! Conhecer o mundo! Ter uma família! Aproveitar a vida!
É exatamente isso que venho fazendo há quase trinta anos. Gostaria
que alguém tivesse me contado os segredos do processo — os segredos
que vou lhe contar neste livro — quando iniciei a minha jornada.
15

simples.indd 15 29/10/2012 17:24:35


16  •  UMA SIMPLES IDEIA

A minha primeira incursão como empresário foi projetar animais e


personagens de pelúcia, os quais eu mesmo fabricava e vendia em ex-
posições de arte e feiras estaduais. Foi quando aprendi a minha grande
lição em design de produtos. Sejamos realistas: quando o aluguel vence e
você está com fome, e o produto que você passou várias horas produzin-
do não vende bem, rapidamente começa a fazer outra coisa.
Pouco tempo depois, representantes de fabricantes de brinquedos
começaram a reparar nas minhas criações, e comecei a projetar produtos
para a Dakin, Inc., como freelancer. Depois, consegui o meu primeiro
“emprego de verdade” — do tipo que fornece um contracheque regu-
lar — em uma start-up chamada Worlds of Wonder (WOW). Imaginei
que eu poderia trabalhar na WOW durante o dia e me dedicar aos meus
projetos de freelance à noite, para duplicar o meu rendimento. No fim
das contas, acabei passando mais tempo supervisionando a fabricação
de produtos do que projetando-os. Ainda assim, na condição de chefe
do grupo de design da WOW, estive envolvido no design (não na criação,
mas na fabricação e no design) de vários brinquedos de sucesso como
Teddy Ruxpin, o primeiro ursinho falante do mundo, e Lazer Tag, o
brinquedo mais vendido de 1986. Mas com frequência eu olhava para
as novas ideias de produtos que chegavam e pensava, sou capaz de fazer
coisas muito melhores!
Assim sendo, dois anos depois, deixei a WOW para criar a minha
empresa de criação, design e licenciamento de brinquedos. Durante al-
gum tempo, para pagar o aluguel, continuei a trabalhar como designer
freelancer para fabricantes de brinquedos, entre eles a Disney, a ­Applause,
a Dakin e a WOW, entre outras. Hoje eu me concentro exclusivamente
em criar e licenciar as minhas próprias ideias.
Obtive a licença para mais de vinte ideias de produtos em diferentes
áreas, como nas indústrias de brinquedos, bebidas, música, novidades
decorativas e produtos farmacêuticos. Celebridades como Michael Jor-
dan e Alex Trebek fizeram a propaganda de dois dos meus produtos.
Coletivamente, as minhas criações venderam mais de meio bilhão de
unidades e geraram bilhões de dólares de receita de varejo. Atuei como

simples.indd 16 29/10/2012 17:24:35


INTRODUÇÃO  •  17

consultor no reality show “American Inventor” e apareci no programa


da CNBC “The Big Idea with Donny Deutsch”. Costumo ser convidado
para falar em eventos do U.S. Patent and Trademark Office, na Stanford
University, IDEO (uma das principais empresas de design do mundo) e
em outros lugares. Além disso, ensino as minhas estratégias de “inventar
a coisa certa”* para milhares de pessoas.
As minhas ideias de produtos são extremamente variadas; podem
ser simples, tolas ou salvar vidas. Na minha opinião, as boas ideias são
aquelas que vendem — pura e simplesmente. Idealizei uma flecha de
Valentine’s Day [Dia dos Namorados] com uma ventosa e uma faixa com
os dizeres, “I’m stuck on you” [“Estou apaixonado por você”]. Essa ideia
me rendeu 10 mil dólares de adiantamento sem nenhum investimento
da minha parte. Recriei a palheta cinzenta simples para guitarra como
uma lousa em branco para novas cores e designs — padrões escoceses es-
tampados e formas de caveira, mencionando apenas alguns — e também
para tie-ins, ou vendas casadas, de marketing, como nomes de bandas e
artistas, entre eles Taylor Swift. Essa ideia simples elevou o valor de uma
compra de 25 centavos para um dólar e vendeu 20 milhões de palhetas.
Uma das minhas primeiras ideias favoritas é uma pequena tabela de
basquete projetada para se parecer com um jogador de basquete com os
braços estendidos. A Ohio Art comprou a licença dessa ideia de mim e
vendeu mais de um milhão de Michael Jordan Wall Balls no primeiro
ano! Uma das minhas ideias de maior sucesso é o rótulo giratório Spin-
formation, que acrescenta 75% de informações aos rótulos de frascos e
vendeu mais de 400 milhões de unidades no mundo inteiro. Na sua ver-
são mais recente, o rótulo Spinformation vendido pela Accudial Phar-
maceutical, Inc., está ajudando a evitar os estimados trinta mil casos de
dosagem excessiva ou insuficiente de crianças a nível nacional.
Em qualquer dia considerado, tenho seis ideias novas para diferentes
empresas. Como os meus alunos, ainda estou criando.
Passo momentos incríveis imaginando ideias para novos produtos e
“alugando-as” para fabricantes. É divertido. É estimulante. Nunca fico
entediado. Nunca fico sem ideias. Não tenho de me preocupar em ir tra-

*  Menção à inventRight (invente certo), empresa do autor. (N. da T.)

simples.indd 17 29/10/2012 17:24:35


18  •  UMA SIMPLES IDEIA

balhar para outra pessoa. E nunca me preocupo com dinheiro, embora


eu não afirme saber lidar bem com o dinheiro no sentido convencional.
Tenho muitos amigos que passam o tempo todo tentando descobrir
uma maneira de aumentar a sua riqueza. Eles são obcecados por investir
no mercado e pagar menos impostos. Não dou a mínima para isso. O
dinheiro pelo dinheiro não me interessa. Quando houve o crash do mer-
cado de ações, não fui afetado; simplesmente não estava nele. Quando
a recessão nos atingiu, não sofri nenhum impacto. Dois dos meus filhos
frequentam Berkeley, e o mais novo é calouro da University of Oregon.
Vou conseguir pagar tranquilamente a faculdade dos três.
A minha bela esposa e eu não temos nenhuma dívida. Optamos por
morar em Modesto, uma pequena cidade da Califórnia rodeada por fa-
zendas e vinhas. Nós nos mudamos para cá há mais de vinte anos por
causa do trabalho da minha esposa, e a cidade se revelou um excelente
lugar para criarmos nossos filhos. Eu, é claro, posso fazer o meu traba-
lho em qualquer lugar. Tenho um pequeno escritório a alguns quilôme-
tros de casa. E um funcionário; apenas um.
A nossa casa, embora encantadora, está situada em um loteamen-
to num bairro agradável, mas que não tem nada de excepcional. Ela
está inteiramente paga. A nossa casa não é luxuosa porque foi o que
escolhemos, e não temos um estilo de vida “prático”. Os nossos carros,
comprados com dinheiro vivo, são provavelmente caros demais. E pro-
vavelmente não foi prático tirar as crianças da escola e eu deixar de ir ao
escritório durante um mês para podermos ir à África; e também não foi
prático eu deixar de aparecer lá durante seis meses para podermos viajar
juntos pelos Estados Unidos.
Às vezes, ainda não consigo acreditar que estou fazendo isso há qua-
se trinta anos e ganhando a vida desse jeito — uma boa vida. No início
não foi fácil. Precisei trabalhar arduamente e aprendi muito ao longo do
caminho. Ganhei muito dinheiro e também perdi algum, mas me diverti
a valer.
Qualquer pessoa pode fazer o que eu fiz, inclusive você. Não tenho
uma formação em vendas, marketing ou engenharia. Tudo o que tenho
são ideias. Algumas delas são excelentes, outras são razoáveis e algumas
são horríveis. Não importa que a sua ideia seja grande ou pequena. Ela

simples.indd 18 29/10/2012 17:24:35


INTRODUÇÃO  •  19

não precisa mudar o mundo. Não precisa ser a melhor coisa inventada
depois do pão fatiado. E você não precisa pedir demissão do emprego
para começar a criar e licenciar ideias. Tudo o que é preciso é uma ideia
simples — e a habilidade de transformá-la em um produto que os con-
sumidores desejem e que uma empresa queira fabricar e comercializar
para você.
Venho fazendo isso há muitos anos, e ensinei milhares de outras
pessoas a “inventar a coisa certa” também. Agora, com este livro, estou
compartilhando esta simples e incrível estratégia, para que você também
possa viver a vida dos seus sonhos criando grandes ideias de produtos e
licenciando-as para empresas.

simples.indd 19 29/10/2012 17:24:35