Você está na página 1de 1

COMETAS

Cometa é o menor corpo contido no sistema solar, possui semelhança com um


asteroide e é constituído majoritariamente por gelo. No passado, os cometas
produziam nas pessoas medos e superstições e na contemporaneidade produz
enorme curiosidade.
Eles podem ser do periódicos (como o caso do cometa Halley, que passa pelo
sistema solar em intervalos de 76 anos) e não periódicos, que são aqueles que entram
e saem do sistema solar rapidamente em direção ao espaço interestrelar. Um cometa
possui uma estrutura física dividida em três partes: núcleo, cabeleira ou coma e cauda.
Núcleo: essa parte do cometa possui poucos quilômetros de diâmetro, nele se
origina a maioria dos fenômenos do cometa. Quando essa estrutura se aproxima do
Sol gera a cauda do cometa, produzindo uma grande quantidade de matéria. A matéria
que constitui o núcleo possui um peso que pode variar de 1.0kg até dez toneladas.
Cabeleira ou coma: é uma parte de nebulosa que se encontra em cima do
núcleo, constituída basicamente por hidrogênio, oxigênio e água no estado sólido.

Cauda: é umas das unidades de um cometa que surge a partir dos ventos
solares. Cada vez que o cometa se aproxima do Sol seu diâmetro diminui. Existem
dois tipos de calda: uma formada por poeira e a outra eletromagnética.

Acredita-se que os cometas de período curto tenham sua origem no Cinturão


de Kuiper, ou em seu disco de espalhamento, que fica além da órbita de Netuno. Já
os cometas de longo período, acredita-se que se originam na Nuvem de Oort,
consistindo de restos da condensação da Nebulosa solar, bem além do Cinturão de
Kuiper.