Você está na página 1de 7

QUÍMICA

química.alternativo@gmail.com
LIGAÇÕES QUÍMICAS

LIGAÇÕES QUÍMICAS PROPRIEDADES DAS SUBSTÂNCIAS IÔNICAS


As ligações químicas correspondem à união dos átomos para a As substâncias iônicas são aquelas que possuem pelo menos
formação das moléculas. Em outras palavras, elas acontecem uma ligação iônica, ou seja, quando há transferência
quando os átomos reagem entre si. Há duas forças de naturezas definitiva de elétrons de um dos átomos para outro,
distintas que atuam no interior da matéria: são as forças formando íons.
intermoleculares, isto é, entre moléculas, e as forças
intramoleculares, que agem no interior dessas moléculas, como  Apresentam alto ponto de fusão (PF) e ponto de
é o caso das ligações químicas. ebulição (PE);
 São sólidas à temperatura ambiente (25 °C) e
REGRA DO OCTETO apresentam forma definida;
A teoria do octeto criada por Gilbert Newton Lewis, químico
estadunidense e Walter Kossel, físico alemão, surgiu a partir da  Quebram-se facilmente quando são submetidas a
observação de alguns gases nobres e algumas características impactos, e produzem faces planas, e são, portanto,
como por exemplo, a estabilidade desses elementos cristais duros e quebradiços;
preenchidos por 8 elétrons na Camada de Valência. A partir  O melhor solvente dessas substâncias é a água;
disso, postulou-se que um átomo atinge a estabilidade quando  Conduzem corrente elétrica no estado líquido
possui 8 elétrons na sua camada de valência (camada eletrônica (fundido) e quando estão dissolvidas em água. Essa
mais externa), ou 2 elétrons quando possui apenas uma camada propriedade decorre da existência de íons com
(caso do hidrogênio). liberdade de movimento.

Como já foi explicado, as substâncias iônicas são formadas por


íons (cátions e ânions). Entre os ânions, destacam-se
os: CLORETOS, CARBONATOS, NITRATOS E SULFATOS. Eles ligam-se
com elementos menos eletronegativos que eles e formam os
principais sais encontrados na natureza e em nosso cotidiano.

CLORETOS
Para tanto, o átomo procura sua estabilidade doando ou  Os cloretos são aqueles compostos iônicos que
possuem o Cl1
compartilhando elétrons com outros átomos, originando as
ligações químicas.  São sais derivados da reação de uma base com o
ácido clorídrico (HCℓ(aq)). A base fornece o cátion e o
LIGAÇÃO IÔNICA ácido clorídrico fornece o íon cloreto.
 Também chamada de ligação eletrovalente.  Os cloretos são todos classificados como sais
inorgânicos, pois em meio aquoso liberam um cátion
 Acontece entre íons (cátions e ânions).
diferente de H+ e liberam o ânion cloreto.
 Ocorre entre METAIS e AMETAIS.
 A nomenclatura dos cloretos sempre segue essa
regra: Cloreto + de + (nome do elemento ligado ao
Os Íons são átomos que possuem uma carga elétrica por adição
cloro).
ou perda de um ou mais elétrons, portanto um ânion, de carga
elétrica negativa, se une com um cátion de carga positiva
formando um composto iônico por meio da interação
eletrostática existente entre eles.

As suas fórmulas são formadas trocando-se as cargas dos íons


EX1: O sódio possui 1 elétron na sua camada de
pelos índices.
valência, enquanto que o Cloro possui 7. Dessa forma,
torna-se mais viável para o Sódio perder esse elétron,
ficando estável com 8 elétrons na sua camada anterior,
enquanto que o Cloro recebe esse elétron, também
ficando estável com 8 elétrons na camada de valência.
Se o índice for “1”, não é preciso escrevê-lo na fórmula, como
mostrado abaixo:

Vale frisar que a ligação iônica ocorre entre átomos de metais


e ametais, porquanto:
QUÍMICA
química.alternativo@gmail.com
LIGAÇÕES QUÍMICAS

 Os átomos dos metais possuem 1, 2 ou 3 elétrons fabricação de dispositivos cirúrgicos, fios elásticos, água
na última camada e têm forte tendência a perde- mineral, entre outros. Atletas como ginastas e levantadores
los; de peso costumam aplicar o carbonato de magnésio nas mãos
 Os átomos dos ametais possuem 5, 6 ou 7 elétrons
para eliminar o suor e segurar melhor os objetos.
na última camada e têm acentuada tendência a
receber mais 3, 2 ou 1 elétron e, assim, completar
NITRATOS
seus octetos eletrônicos.
 Os nitratos são compostos inorgânicos que contêm
CURIOSIDADE! o ânion NO3-. Esse ânion pode receber um elétron e
- formar um composto eletricamente neutro, um sal
Os íons Cℓ provenientes dos cloretos que ingerimos,
inorgânico.
principalmente no sal, peixes e carnes, são importantes para
 Esses compostos são todos solúveis em água.
algumas funções do organismo humano, pois são o principal
ânion extracelular, estão presentes no suco gástrico, regulam
EX3. Os nitratos podem ser produzidos por meio de
fluidos corpóreos, como distribuição de água no organismo, e
uma reação de neutralização do ácido nítrico (HNO3)
mantêm a pressão osmótica do plasma e a neutralidade
com alguma base. Veja o exemplo abaixo, onde se
elétrica.
formou o nitrato de magnésio:
Sua carência pode provocar ansiedade, diarreia e problemas
circulatórios. O seu excesso é excretado pela urina (em
média, cada pessoa excreta cerca de 4 g de cloreto por dia),
suor e fezes.
CARBONATOS
 Os carbonatos são sais inorgânicos formados pela Nitrato de amônio (NH4NO3): É um sal inorgânico que,
ligação iônica de um METAL (ou semimetal) com o quando puro, é encontrado na cor branca e quando impuro
ÂNION CARBONATO CO32-. nas colorações: cinza claro ou marrom. Usado
 São insolúveis em água, com exceção do carbonato como fertilizantes, herbicidas, inseticidas, como oxidante em
de amônio ((NH4)2CO3) e dos carbonatos formados propelentes sólidos para foguetes, explosivos, etc.
com metais alcalinos (elementos da família 1: Li, Na,
K, Rb, Cs e Fr). Nitrato de sódio (NaNO3): Os territórios da Argentina, Bolívia,
 Quase todos são sólidos brancos. Chile e Peru possuem as principais reservas naturais do
nitrato de sódio. Entre as principais aplicações do nitrato de
Carbonato de Cálcio (CaCO3): O cálcio é da família 2, tendo a sódio, pode-se citar a produção de explosivos (dinamite
tendência de perder dois elétrons. Assim, um átomo de cálcio e pólvora negra, principalmente), vidros, fogos de artifício,
liga-se a um radical carbonato. O carbonato de cálcio é muito adesivos, aditivos de pinturas; usado como conservante na
encontrado na natureza, constituindo o mármore, o calcário, fabricação de derivados do leite, enlatados, embutidos
a casca do ovo, o esqueleto de conchas e corais. Utiliza-se o (linguiça, salsicha, presunto, mortadela) e outros produtos
carbonato de cálcio na correção da acidez de solos e na cárneos, em que age também como fixador de cor.
fabricação do vidro (assim como os carbonatos em geral),
cimento, aço, cremes dentais, medicamentos e outros. Nitrato de potássio (KNO3): Atualmente, a maioria do nitrato
de potássio vem dos vastos depósitos de nitrato de
Carbonato de sódio (Na2CO3): O sódio é da família 1,
sódio existentes nos desertos chilenos. É usado pelas
possuindo um elétron na camada de valência e tendo a indústrias de alimentos que produzem carnes
tendência de perder esse elétron para ficar estável. Como o defumadas e embutidos/enchidos (salsichas, linguiças, salam
ânion carbonato precisa receber dois elétrons, ele liga-se a es, etc.) é ótimo como adubo, sendo grande fonte de
dois átomos de sódio. Sua principal aplicação é na produção nitrogênio e potássio para as plantas. É utilizado no
do vidro comum, especialmente aqueles utilizados em tratamento da hipersensibilidade dentária.
embalagens. Também é utilizado na fabricação de
sabões, detergentes, corantes, papéis, medicamentos e SULFATOS
no tratamento da água de piscina.  Os sulfatos são compostos iônicos que contêm o ânion
Carbonato de Potássio (K2CO3): é usado na produção da SO42-, que é chamado de ânion sulfato
porcelana, vidro, sabão, cerâmicas, esmaltes, lã, fertilizantes  Sais de sulfato são altamente solúveis em água.
agrícolas, explosivos, etc.  Sulfatos aumentam a acidez da atmosfera, criando
chuva ácida.
Carbonato de Magnésio (MgCO3): um composto sólido  O ânion sulfato pode ser proveniente do ácido sulfúrico
largamente empregado na produção de produtos (H2SO4(aq)).
farmacêuticos, especialmente antiácidos e laxantes, na
QUÍMICA
química.alternativo@gmail.com
LIGAÇÕES QUÍMICAS

O ácido sulfúrico reage com alguma base, em uma reação de Existe outra forma de representar as ligações covalentes, que
é por meio da fórmula estrutural. Nessa fórmula, cada par
compartilhado é representado por um traço. Veja:

neutralização, formando um sal inorgânico, que é o nosso Assim, a ligação que forma o gás hidrogênio é representada
sulfato, e também água:Reação genérica: Ácido sulfúrico + da seguinte forma: H─H. E sua fórmula molecular é H2.
Base→ Sal (sulfato) + Água
Considere, agora, a molécula de dióxido de carbono (CO2). O
carbono, que pertence à família 14, possui quatro elétrons na
A nomenclatura de um sulfato é feita simplesmente pela
última camada, como mostrado na tabela, e precisa fazer
regra: sulfato de + nome do elemento ligado a ele. Além
quatro ligações covalentes para ficar estável. Já o oxigênio é
disso, as fórmulas dos sulfatos são feitas trocando-se a carga
da família 16, possui seis elétrons na camada de valência e
de cada íon pelo índice do elemento, sendo que o índice “1”
precisa realizar duas ligações. Desse modo, o carbono
não precisa ser escrito:
compartilha dois pares de elétrons ou faz duas ligações
duplas com cada átomo de oxigênio. Veja como ficam as
Os sais que contêm o íon sulfato costumam ser solúveis em fórmulas eletrônica e estrutural, respectivamente, do dióxido
água, sendo que as exceções são quatro: sulfato de cálcio de carbono:
(CaSO4), sulfato de estrôncio (SrSO4), sulfato de bário (BaSO4) e
sulfato de chumbo (PbSO4).

lfato Os sais que


LIGAÇÃO COVALENTE contêm o íon Veja mais exemplos a seguir:
 Na ligação covalente, há o compartilhamento
sulfato de
elétrons. costumam ser
 Ocorre entre Ametais, Semimetaissolúveis
e Hidrogênio. em
 Geralmente a ligação covalente água,ocorre
sendo que nos
elementos químicos que possuem as de exceções
4 a 7 elétrons
são
em sua camada de valência. quatro: sulfato
 Os arranjos entre moléculas formamde substâncias
cálcio
moleculares ou compostos moleculares.
(CaSO4), sulfato LIGAÇÃO COVALENTE COORDENADA
 Essas substâncias se encontramdeà temperatura
estrôncio  É um caso especial de ligação covalente em que o
ambiente nos três estados físicos:(SrSO4),
sólido, líquido
sulfato e par de elétrons compartilhados é proveniente
gasoso. de bário (BaSO4) apenas de um dos átomos que já está estável.
e sulfato de
.  Antigamente, esse tipo de ligação covalente era
chumbo
Se tivermos dois átomos de chamado de dativa, hoje ela é mais comumente
(PbSO4).costum
hidrogênio, ambos precisarão denominada de coordenada.
receber um elétron cada. Por isso, am ser solúveis
em vez de transferirem elétrons em água, sendo Exemplo: formação de dióxido de enxofre (SO2).
eles farão uma ligação covalente que as exceções
em que compartilharão um par de são quatro:
elétrons. Desse modo, ambos sulfato de cálcio O átomo de enxofre (S) adquire seu octeto através da ligação
ficarão com dois elétrons, (CaSO4), sulfato com o oxigênio localizado à esquerda (ligação dupla
adquirindo a estabilidade: de estrôncio coordenada). O oxigênio à direita necessita de elétrons para
(SrSO4), sulfato completar a camada de valência, e então o enxofre doa um
Essa forma de representar as ligações químicas, em(BaSO
de bário que4)os par de elétrons para esse oxigênio. Essa transferência de
elétrons da camada de valência são colocados ao redordedo
e sulfato elétrons é indicada pelo vetor (seta) e corresponde à ligação
símbolo do elemento como “pontinhos”,chumboé chamada
(PbSO4).de covalente dativa.
fórmula de LEWIS. Nela, cada par de elétrons compartilhado
PROPRIEDADES DAS SUBSTÂNCIAS MOLECULARES
em uma ligação covalente é representado por um
“enlaçamento” entre os dois pontinhos.
 Força intermolecular: a temperatura de ebulição
(T.E.) de uma molécula é influenciada pela interação
entre seus átomos (forças de atração
QUÍMICA
química.alternativo@gmail.com
LIGAÇÕES QUÍMICAS

intermoleculares): quanto mais intensa for a atração  Latão: constituída de cobre (Cu) e zinco (Zn), esse tipo de
entre as moléculas, maior será a temperatura de liga metálica é muito utilizada na fabricação de armas,
ebulição. torneiras, etc.
 Tamanho das moléculas: o tamanho de um
composto molecular também influencia no seu  Ouro: Na fabricação de joias, o ouro não é empregado em
ponto de ebulição. Quanto maior for a substância sua forma pura, ou seja, da forma encontrada na natureza.
maior será sua superfície de contato, devido ao Assim, a liga metálica formada para a fabricação de joias é
aumento das interações entre as moléculas, composta de 75% de ouro (Au) e 25% de cobre (Cu) ou
consequentemente a temperatura de ebulição irá prata (Ag). Observe que para a confecção de joias de ouro
aumentar. 18 quilates, utilizam-se 25% de cobre, enquanto que o ouro
chamado de 24 quilates é considerado “ouro puro”. Além
disso, a liga metálica composta de ouro é utilizada na
LIGAÇÕES METÁLICAS
fabricação de veículos espaciais, acessórios de astronautas,
 As ligações metálicas são tipos de ligações químicas dentre outros.
que ocorrem entre metais.
 Elas formam uma estrutura cristalina chamadas de POLARIDADE DAS LIGAÇÕES
“ligas metálicas” (união de dois ou mais metais).
Na ligação covalente não há formação de íons. Mas em muitas
 Os metais são encontrados na natureza no estado substâncias, apesar de os átomos não terem perdido nem
sólido (exceto o mercúrio encontrado no estado ganhado elétrons, as cargas elétricas não são distribuídas de
líquido), possuem brilho característico e a facilidade forma homogênea, fazendo com que partes distintas das
de perderem elétrons. moléculas fiquem positivas e outras, negativas. As moléculas
 São considerados bons condutores elétricos e que possuem cargas elétricas deslocadas são denominadas
térmicos (calor), possuem densidade elevada, alto polares (têm pequenos polos elétricos positivos e negativos) e
ponto de fusão e ebulição, maleabilidade e as que não possuem essa assimetria são apolares.
ductilidade.
PROPRIEDADES DOS METAIS O químico Linus Carl Pauling observou que os átomos dos
elementos químicos apresentavam diferentes intensidades de
 Na tabela periódica, os metais são os elementos da Família atração sobre os pares eletrônicos em ligações covalentes, essa
I A, chamados de Metais Alcalinos (lítio, sódio, potássio, diferença de intensidade é denominada eletronegatividade.
rubídio, césio e frâncio) e os elementos da Família II A, os
Metais Alcalino-Terrosos (berílio, magnésio, cálcio, Os átomos que possuem maior eletronegatividade são aqueles
estrôncio, bário e rádio). que têm maior tendência a atrair os elétrons das ligações
 Além disso, no bloco B (grupo 3 ao 12), tem-se a categoria covalentes das quais participam.
dos “Metais de Transição”, por exemplo, o ouro, prata,
cromo, ferro, manganês, níquel, cobre, zinco, platina, POLARIDADE DAS MOLÉCULAS
dentre outros.
 Os mais importantes elementos que compõem os “Metais
 Molécula polar: quando μ (momento dipolar) total ≠
Representativos” são: alumínio, gálio, índio, estanho, tálio, 0, sendo esta molécula eletricamente assimétrica, ou
chumbo, bismuto. seja, cada carga (positiva e negativa) possui o seu
centro.
LIGAS METÁLICAS  Molécula apolar: quando μ total = 0, sendo esta uma
São constituídas por dois ou mais tipos de metais e formadas molécula eletricamente simétrica, ou seja, possui os
através das ligações metálicas, são utilizadas na confecção de centros de cargas (positivo e negativo) simultâneos
muito produtos. Merecem destaque os fios, lâmpadas,
estruturas de carros, bicicletas, viadutos, eletrodomésticos, GEOMETRIA DA MOLÉCULA
dentre outros.
A distribuição dos átomos nas moléculas ocorre em três
A seguir, apresentamos alguns exemplos mais notórios das dimensões e é responsável por muitas propriedades das
ligas metálicas: substâncias. A representação dos átomos distribuídos
espacialmente (3D) demonstra a forma geométrica da
 Aço Inoxidável: composta de ferro (Fe), carbono (C), cromo molécula.
(Cr) e níquel (Ni). Diferente do aço comum, essa liga
metálica não sofre oxidação, ou seja, não enferruja, sendo Para facilitar a visualização espacial das moléculas, é comum
utilizada na construção de vagões de metrô, trens, utilizarmos modelos em que esferas – representando os átomos
fabricações de peças automotivas, utensílios cirúrgicos, – são unidas por barras, que representam as ligações químicas.
fogões, pias, talheres, etc.
QUÍMICA
química.alternativo@gmail.com
LIGAÇÕES QUÍMICAS

O estudo da geometria molecular é fundamental, porque as EXERCÍCIOS


propriedades das substâncias estão relacionadas com a
geometria de suas moléculas. 01) (PUC) Analise as propriedades físicas na tabela abaixo:
Segundo os modelos de ligação química, A, B, C e D podem
1. Apolar: A molécula é apolar quando os quatro ser classificados, respectivamente,
ligantes forem idênticos, tal como em CCl4 e CH4.

2. Polar: A molécula é polar quando os quatro ligantes


forem diferentes, tal como em CH3Cl e CH2Cl2.

FORÇAS INTERMOLECULARES

a) composto iônico, metal, substância molecular, metal.


Existem três tipos de interações intermoleculares:
b) metal, composto iônico, composto iônico, substância
molecular.
 Interações dipolo instantâneo-dipolo induzido c) composto iônico, substância molecular, metal, metal.
 Interações dipolo-dipolo d) substância molecular, composto iônico, composto iônico,
 Ligações de hidrogênio. metal.
e) composto iônico, substância molecular, metal, composto
Interação dipolo instantâneo-dipolo induzido iônico

Essa interação é fraca e ocorre entre moléculas apolares da 02) (UFRN) O cobre metálico é bastante utilizado na
seguinte maneira: Quando duas moléculas apolares ou dois confecção de fios condutores de eletricidade. Baseado na
átomos de um gás nobre se aproximam, os elétrons das propriedade de condutividade elétrica dos metais, pode-se
eletrosferas dos átomos se repelem provocando um afirmar, a respeito do fio de cobre, que:
movimento dos elétrons, que se acumulam em uma única a) é constituído de íons metálicos positivos em posições
região. Desse modo, cria-se um dipolo na molécula ou átomo, ordenadas, com os elétrons de valência movimentando-se
pois uma região fica com acúmulo de elétrons e carga negativa, em todo o fio.
e outra região fica com deficiência de elétrons e carga positiva. b) é constituído de moléculas.
c) seus átomos estão unidos por ligações iônicas.
Interação dipolo-dipolo d) as forças eletrostáticas que unem os átomos de cobre no
fio são resultantes das intereações dipolo-dipolo.
Quando uma molécula é polar, como, por exemplo, HCl, ela e) as ligações nele existentes são covalentes.
apresenta uma extremidade mais eletropositiva e outra mais
eletronegativa. Sendo assim, a molécula é um dipolo elétrico 03) (UFRRJ) Os telefones celulares, telefones sem fio,
permanente, que pode ser representado da seguinte forma: relógios, controles remotos, são alguns dos equipamentos
que funcionam com baterias à base de Lítio (Li). Considerando
Ligação de hidrogênio o íon Li+ e a posição do elemento na tabela periódica, é
incorreto afirmar que esse íon:
Este tipo de interação ocorre quando a molécula possui um
hidrogênio (polo positivo) ligado diretamente ao flúor, a) apresenta 1 nível completamente preenchido.
nitrogênio ou oxigênio, ou seja, elementos muito b) tem um núcleo com 3 prótons.
c) tem a mesma configuração eletrônica que o átomo de
eletronegativos (polos negativos).
Hélio.
d) apresenta números iguais de prótons e elétrons.
Como esta força é muito intensa, originam-se dipolos muito
e) quando se liga com o íon cloreto, forma um composto
acentuados; e é necessária uma energia muito alta para romper
iônico.
as moléculas. As ligações de hidrogênio existem, por exemplo,
entre as moléculas de água. Observe a figura abaixo:
04) (UFJF-MG) Numa substância iônica XY3 , sendo X o cátion
e Y o ânion, no estado normal, os átomos X e Y devem possuir,
respectivamente, na última camada:
a) 3 e 6 elétrons.
b) 5 e 7 elétrons.
c) 2 e 5 elétrons.
d) 3 e 7 elétrons.
e) 1 e 3 elétrons.
QUÍMICA
química.alternativo@gmail.com
LIGAÇÕES QUÍMICAS

05) Um elemento químico que no seu estado fundamental 10) (Enem – 2016) O carvão ativado é um material que possui
apresenta a seguinte quantidade de elétrons, por nível, n1=2, elevado teor de carbono, sendo muito utilizado para a remoção
n2 = 8, n3 = 3, tem tendência a: de compostos orgânicos voláteis do meio, como o benzeno.
Para a remoção desses compostos, utiliza-se a adsorção. Esse
a) Perder 2 elétrons. b) ganhar 3 elétrons. fenômeno ocorre por meio de interações do tipo
c) ganhar 5 elétrons. d) perder 3 elétrons. intermoleculares entre a superfície do carvão (adsorvente) e o
benzeno (adsorvato, substância adsorvida).
06) Analise a geometria das
No caso apresentado, entre o adsorvente e a substância
moléculas representadas ao lado e
adsorvida ocorre a formação de:
classifique as afirmações como
verdadeiras ou falsas. a) Ligações dissulfeto.
b) Ligações covalentes.
1) A molécula de CO2 é apolar, pois ligações duplas são c) Ligações de hidrogênio.
apolares. d) Interações dipolo induzido – dipolo induzido.
2) Os compostos NH3 e H2O apresentam moléculas polares. e) Interações dipolo permanente – dipolo permanente.
3) A molécula do composto CO2 é apolar, pois o vetor
momento dipolar resultante é igual a zero.
11) (UERJ) Apesar da posição contrária de alguns ortodontistas,
4) A molécula de H2O é polar, pois é angular e o átomo de
O é mais eletronegativo que o de H. está sendo lançada no mercado internacional a "chupeta
5) A molécula de NH3 é apolar, pois apresenta ligações anticárie". Ela contém flúor, um já consagrado agente anticárie,
e xylitol, um açúcar que não provoca cárie e estimula a sucção
simples iguais.
pelo bebê. Considerando que o flúor utilizado para esse fim
07) (VUNESP) Os elementos X e Y têm, respectivamente, dois aparece na forma de fluoreto de sódio, a ligação química
e seis elétrons na camada de valência. Quando X e Y reagem, existente entre o sódio e o flúor é denominada:
forma-se uma substância: a) iônica
b) metálica
a) Covalente, de fórmula XY.
c) dipolo-dipolo
b) Covalente, de fórmula XY2 .
d) covalente apolar
c) Covalente, de fórmula X2 Y2 . e) covalente polar
d) Iônica, de fórmula X 2+ Y 2− .
e) Iônica, de fórmula X 2− Y 2+ . 12) (VUNESP) Pode-se verificar que uma massa de água ocupa
maior volume no estado sólido (gelo) do que no estado
08) (PUC-PR) Observe as moléculas a seguir: NH3, CHCℓ3, SO3. líquido. Isto pode ser explicado pela natureza dipolar das
Suas geometrias moleculares e polaridades são, ligações entre os átomos de hidrogênio e oxigênio, pela
respectivamente: geometria da molécula de água e pela rigidez dos cristais. As
interações entre as moléculas de água são denominadas
a) tetraédrica/polar; tetraédrica/polar; trigonal a) Forças de Van der Waals.
plana/polar. b) Forças de dipolo induzido.
b) piramidal/ polar; tetraédrica/polar; trigonal c) Forças de dipolo permanente.
plana/apolar. d) Pontes de hidrogênio.
c) trigonal plana/apolar; angular/polar; tetraédrica/apolar. e) Ligações covalentes.
d) linear/polar; trigonal plana/polar; angular/polar.
e) piramidal/apolar; piramidal/apolar; linear/apolar. 13) As figuras apresentam as estruturas das moléculas CO2,
H2O, NH3, CH4, H2S e PH3. Quanto às forças
09) (UFES) A molécula do OF2 é polar e a molécula do BeF2 é intermoleculares, a molécula que forma ligações de
apolar. Isto se deve à (ao): hidrogênio (pontes de hidrogênio) com a água é

a) diferença de eletronegatividade entre os átomos nas


respectivas moléculas.
b) geometria molecular.
c) tamanho dos átomos ligados ao flúor.
d) grande reatividade do oxigênio em relação ao flúor.
e) fato de o oxigênio e o flúor serem gases.
a) H2S. b) CH4. c) NH3. d) PH3. e) CO2.
QUÍMICA
química.alternativo@gmail.com
LIGAÇÕES QUÍMICAS