Você está na página 1de 1

EUROCÓDIGO 2

Dimensionamento em situação de incêndio com base em


valores tabelados

1- Objectivos
1. Esta secção fornece soluções de dimensionamento para elementos de betão expostos até
240 minutos ao incêndio padrão. As regras apresentadas estão de acordo com a análise
apresentada em 2.4.2

Nota: As Tabelas foram desenvolvidas numa base empírica e confirmadas pela


experiência e pela avaliação teórica de ensaios de resistência ao fogo. Os valores
tabelados resultam de pressupostos conservadores para os elementos estruturais mais
comuns e são válidos para todo os valores da condutividade térmica apresentada na secção
dedicada às propriedades térmicas dos betões.

2. Os valores apresentados nas Tabelas são para elementos de betão normal (2000 a 2600
Kg/m3 EN 206-1) fabricado com inertes siliciosos.

Se se usar betão com inertes calcários ou com inertes leves no fabrico de vigas e lajes, a
dimensão mínima pode ser reduzida de 10%

3. Quando fizer uso das Tabelas não é necessário fazer a verificação relativamente ao
esforço transverso , torção e aos pormenores de amarração.

4. Quando fizer uso dos valores tabelados não é necessário fazer a verificação relativamente
ao “spalling”, (destacamento explosivo), excepto para as armaduras de pele.

2- Regras gerais de cálculo


1. Os requisitos necessários à função de compartimentação ( Critérios E e I) podem
considerar-se satisfeitos quando as espessuras mínimas das paredes e das lajes estão de
acordo com as Tabelas. As juntas de dilatação devem ser feitas de acordo com 4.6

2. Para a função de suporte (critério R), as exigências mínimas relativamente às dimensões


das secções e do recobrimento, medido ao eixo dos varões, apresentadas nas Tabelas
estão de acordo com:

E d,fi / R d,fi ≤ 1, 0 (1)

Onde:
E d , fi ( t ) -- Valor de cálculo dos efeitos na estrutura devido às acções na situação de
incêndio
R d ,fi ( t ) -- Valor de cálculo da capacidade resistente devido às acções na situação de
incêndio