Você está na página 1de 2

7.

Os furos através da alma de vigas não afectam a resistência ao fogo desde que a área
restante da secção transversal na zona traccionada não seja inferior a Ac=2b2min, onde o
valor de bmin é fornecido pela Tabela 5.5

8. Como existe uma concentração de temperaturas elevadas nos cantos inferiores da secção
da viga, o recobrimento asd (Figura 5.2, medida ao centro do varão), entre a face lateral e
o varão de canto, (cabos ou fio), da armadura inferior, no caso de existir uma só camada,
deve aumentar-se de 10mm para vigas simplesmente apoiadas e com larguras indicadas na
coluna 4 da Tabela 5.5, e na coluna 3 da Tabela 5.6, para vigas continuas,
respectivamente, para a resistência ao fogo padrão desejada.

6.2- Vigas simplesmente apoiadas


1. A Tabela 5.5 fornece os valores mínimos de recobrimento, (distância medida ao eixo do
varão), para a face inferior ou face lateral das vigas simplesmente apoiadas juntamente
com os valores mínimos da largura das vigas para a resistência ao fogo padrão. de R30 a
R240.

13
6.3- Vigas Continuas
1. A Tabela 5.6 fornece os valores mínimos de recobrimento, (distância medida ao eixo do
varão),para a face inferior ou face lateral das vigas continuas juntamente com os valores
mínimos da largura das vigas para a resistência ao fogo padrão de R30 a R240.

2. Os valores apresentados na Tabela 5.6 só são válidos se se verificarem as regras


seguintes:
a) As regras construtivas são observadas;
b) A redistribuição de momentos flectores à temperatura ambiente não exceder os 15%.
Caso estas normas não se verifiquem a viga deve ser dimensionada como simplesmente
apoiada.

Nota: A Tabela 5.6 pode ser usada para vigas continuas onde a redistribuição do momento flector
é superior a 15%, desde que exista uma capacidade suficiente de rotação dos apoios para as
exigências das condições de exposição ao fogo. Cálculos mais rigorosos podem ser efectuados
com base nos métodos simplificados apresentados no Anexo E, quando utilizáveis, para
determinar de uma maneira mais precisa o recobrimento (distância ao eixo) e comprimento de
amarração na armadura superior e inferior

3. Para a resistência ao fogo igual ou superior a R90, a área da armadura superior para cada
um dos apoios intermédios e para uma distância de 0,3leff, (como define a secção 5 do EN
1992-1-1), medida a partir do eixo do apoio não deve ser inferior a

14

Interesses relacionados