Você está na página 1de 75

Gua Sha

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 1


ORIGEM DA PALAVRA: CHINA

 GUA técnica– de
movimentar, raspar, escovar,
arranhar;

 SHA – para fora, exteriorizar,


sinal. Manchas subcutâneas
avermelhadas que representam
a exteriorização da doença.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 2


OCORRÊNCIA DO SHA

FPE

WEI QI INVASÃO

ESTAGNAÇÃO TAI YANG – B +


DE QI E XUE ID

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 3


SHA - DEFINIÇÃO
Doença com manifestações cutâneas,
causadas por qualquer F.P.E que
provoca bloqueio ou obstrução dos M.P e
M.E (VM, Lo, Distintos e MTM),
geralmente associados a fenômenos
internos em algum dos três aquecedores
ou nos tecidos nutridos pelos respectivos
Zang Fú.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 4


GUA SHA - SINÔNIMOS
 Coin massage (massagem de moedas);

 Coining (cunhando);

 Cao Gio;

 Scraping (raspando);

 Spooning (cuidando);

 Press- stroking (toque acrobático);

 Raspagem terapêutica.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 5


GUA SHA - HISTÓRICO

Os animais, por instinto, estimulavam os


locais doloridos em seu corpo para
promover alívio;

Acredita-se que os primeiros humanos


também por instinto repetiam essa
prática por exercerem maior esforço
físico (caça, defesa, fuga) e estarem
expostos a fatores climáticos ;

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 6


GUA SHA - HISTÓRICO

 Ásia (3000 a.C) – ninguém sabe exatamente a origem, mas


indícios apontam que chineses, mongóis e vietnamistas
raspavam determinadas áreas do corpo com moedas para alívio
de dor ou para diminuir febre ou frio;

 Hipócrates (459-377 a.C) - partiu do princípio da observação


dos sintomas, da posição do paciente no leito, para a natureza
da expectoração dele e pelo caráter da respiração e etc.
Hipócrates também preconizava o uso de métodos onde se
provoca uma “crise artificial” para acelerar o processo de cura;

 Galeno (129-200 d.C) também utilizava de métodos para


“eliminar resíduos” ou “impedir de acumular”. Estes resíduos ou
excessos deles, são agentes causadores de febre e doenças.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 7


GUA SHA – CONCEITO/OBJETIVO
 Gua Sha ou “Raspadura Terapêutica” é
uma terapia física não invasiva que consiste
em raspar determinadas áreas da superfície
da pele na busca de diagnóstico,
tratamento e prevenção de
enfermidades;

 Objetivo da técnica:
 Aumentar processos metabólicos através do
aumento da circulação local;
 Eliminar fluidos e estases de Xue e Qi;
 Alívio da dor;
 Controlar e combater enfermidades
musculoesqueléticas, respiratórias, digestivas, etc.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 8


GUA SHA – CONCEITO/OBJETIVO

• Os estímulos podem ser realizados com o uso


específico de pequenas placas de jade, osso
polido ou mesmo com as mãos, e com o uso de
óleos ou loções terapêuticas para potencializar
os seus resultados;

• Técnica complementar à acupuntura e na China


seu uso é popular. Reconhecida como uma
verdadeira terapia complementar independente.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 9


GUA SHA – MECANISMO DE AÇÃO
MECÂNICA
A Raspadura Terapêutica, por uma
ação mecânica, age diretamente nos
vasos sanguíneos e capilares,
tornando-os permeáveis e
funcionalmente mais fortes;

Troca gasosa;

Melhora da forma e função da


circulação sanguínea, na pele,
nervos, músculos, tendões e tecidos
adjacentes.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 10


GUA SHA – MECANISMO DE AÇÃO
MECÂNICA
A invasão de F.P.E culminam com a
formação de toxinas metabólicas e
endotoxinas na microcirculação;

A raspagem faz com que a energia


perversa aflore cada vez mais a
superfície para serem eliminadas pelos
poros e pelos ressonadores energéticos;

Dessa forma, o Gua Sha elimina todos os


F.P.E causadores dos distúrbios do Qi e
estase de Xue, aliviando as algias.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 11


TEORIA DAS COMPORTAS MEDULARES
Melzack e Wall (1965)

Responsáveis pela dor


mais aguda e imediata

Responsáveis pela dor


mais duradoura e que
incapacita

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 12


REAÇÕES NA PELE
O Gua Sha, na maioria das vezes provoca uma reação
imediata na pele, manifestada por uma hiperemia reativa
local.

Sha

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 13


REAÇÕES NA PELE - DIAGNÓSTICO
Dependendo do estado de saúde do indivíduo, o Sha manifesta-se em
diferentes cores, tamanho, forma e tempo de reabsorção pela
circulação:

Sha Roxo ou Preto endotoxina. Permanece por


(cianótico) algumas horas.
Sha Vermelho vivo
Permanece por alguns
dias. Doenças Doenças agudas.
crônicas.

Sha Vermelho róseo


Sem problema
aparente. O Sha
desaparece em poucos
minutos.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 14


REAÇÕES NA PELE - DIAGNÓSTICO

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 15


Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 16
REAÇÕES NA PELE - DIAGNÓSTICO
 A Raspadura Terapêutica na pele, não só trata as
enfermidades locais, mas também pode construir
resistência às doenças;

 Atua sobre a pele, nossa primeira barreira de


proteção contra F.P.E.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 17


TÉCNICA
 Para raspar, o terapeuta pode ficar em pé ou sentado;

 Paciente em posição confortável;

 Preparar a área a ser raspada:


 O local deve estar livre e limpo;
 Lubrificar;

 Posicionamento correto do raspador.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 18


ÁREAS DE APLICAÇÃO

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 19


ÁREAS DE APLICAÇÃO

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 20


ÁREAS DE APLICAÇÃO

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 21


ÁREAS DE APLICAÇÃO

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 22


BENEFÍCIOS

 Ativação da circulação de Qi e Xue;


 Elimina toxinas do corpo;
 Estimula o metabolismo;
 Fortalece as funções de defesa da pele;
 Resolve as condições de exterior;
 Ajuda na estase de Xue e Qi;
 Promove aumento da circulação local e da
micro circulação.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 23


INDICAÇÕES
Cicatrizes e
DPOC e Asma
Aderências Sinusite

Dores
Cefaléia, odontalgia musculares e
e desordens na nervosas
ATM

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 24


INDICAÇÕES
Artralgias Dores
abdominais
Hepatopatias e Doenças Renais

Tratamentos Problemas
estéticos Toxicidade no Digestivos
sangue

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 25


INDICAÇÕES
A maioria das doenças causadas por invasão de fatores patogênicos
externos (vento, frio, umidade, calor e secura), quando recentes pode
ser tratado unicamente pelo Gua Sha, as invasões mais antigas devem
ser combinadas com a Acupuntura.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 26


VANTAGENS
 Facilidade de administração:
o Sentado;
o Deitado;
o Em pé.

 Ampla gama de aplicações:


o Terapêutico – sintomas de dores, em acupuntura,
substituindo o uso de agulhas, etc;
o Estético – redução de medidas, rejuvenescimento,
redução de medidas;
o Relaxante – elimina tensão das fibras musculares;

 Praticamente sem efeitos colaterais;

 Alta efetividade.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 27


PRECAUÇÕES

 Se o Sha não apareceu, não se


deve força-lo a aparecer;

 Se o estímulo não for suficiente


(fraco), a técnica não surtirá efeito;

 Evitar lesionar o paciente com


excesso de força ao estimular;

 Atenção para os extremos de


idades;

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 28


CUIDADOS
 Cuidados com extremos de idades;

 Evitar áreas sensíveis como regiões ganglionares,


tórax e rosto. O estímulo deve ser realizado conforme
biotipo, sexo e idade;

 Logo após o tratamento, o paciente deve beber um


copo de água morna;

 Proteger a área tratada contra F.P.E, principalmente


vento e frio;

 Banho morno ou quente somente três horas após o


tratamento;

 Proteger do sol até que o Sha suma completamente.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 29


CONTRA-INDICAÇÕES

 Inflamações agudas;

 Feridas, tumores, neurites,


abrasões, abcessos, furúnculos,
queimaduras, varizes;

 Traumatismos recentes (até 48 Hs);

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 30


CONTRA-INDICAÇÕES

 Gestantes: na região do
abdome inferior, lombar e
em alguns pontos: IG4, E36,
B60, B67, F3;

 Período menstrual: região


lombar e abdominal.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 31


GUA SHA NA VISÃO OCIDENTAL
Pele e anexos: primeira linha de defesa – barreira física
contra entrada de fatores exógenos.

Glóbulos brancos ou
leucócitos: segunda
linha de defesa.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 32


GUA SHA NA VISÃO OCIDENTAL
Principais células imunológicas:

 Polimorfonucleares:
 Neutrófilos;
 Macrófagos;
 Eosinófilos;
 Basófilos;
 Mastócitos;

 Mononucleares:
 Linfócitos T (CD4 e CD8);
 Linfócitos B;
 Monócitos.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 33


GUA SHA NA VISÃO OCIDENTAL

Os efeitos benéficos do Gua Sha


devem-se à sua atuação simultânea na
pele, nos tecidos conjuntivos, no
sistema linfático, nos músculos, vasos
sanguíneos e, por último, nos órgãos
internos;

O simples gesto de raspar tem efeitos


tão benéficos como a massagem, a
moxabustão, a drenagem linfática, as
terapias de oxigenação e estimulação
do sistema imunológico.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 34


GUA SHA

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 35


GUA SHA
Formato e tamanhos variam de acordo com o local que serão
aplicados:

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 36


GUA SHA

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 37


GUA SHA

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 38


GUA SHA

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 39


ÓLEOS PARA GUA SHA
 Potencializam os efeitos terapêuticos da técnica;

 Aceleram a eliminação do Sha (energia perversa);

 Na china encontram-se dois tipos de loções para o


Gua Sha:

 Branco;

 Vermelho.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 40


06 MOVIMENTOS DO GUA SHA

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 41


CONTEXTUALIZANDO

Material produzido pelo professor: 42


PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS
Acute epiglottitis following traditional Chinese Gua Sha therapy
( Epiglotite aguda após a terapia tradicional chinesa de Gua Sha)

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 43


PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS
Effects of Gua-Sha Therapy on Breast Engorgement: A Randomized Controlled Trial – 2010
(Efeitos da Terapia Gua-Sha em Engenharia de Peito: um Ensaio Controlado Aleatório – 2010)

O objetivo deste estudo foi determinar os efeitos de dois métodos de tratamento da mama, raspagem terapêutica
(Gua-Sha) (grupo experimental) e cuidados de mama tradicional, massagem e aquecimento, (grupo de controle).

Um estudo controlado randomizado foi realizado em 54 puérperas.

Critérios de inclusão foram mulheres em amamentação que:


(a) que tiveram um parto sem complicações ;
(b) que estavam enfrentando problemas de ingurgitamento mamário.

O protocolo de Gua-Sha incluíram as regiões E16, E18, BP17 e Vc17. Cada posição foi levemente raspado sete
vezes em dois ciclos. Para o grupo controle, utilizamos compressas quentes e massagem por 20 min, em
conformidade com as recomendações dadas em um livro de técnica obstétrica.

Conclusões e implicações para a prática: a terapia Gua-Sha pode ser usado como uma técnica eficaz no
tratamento de ingurgitamento da mama.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 44


PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS
An Experience Applying Gua-Sha to Help a Parturient Women With Breast Fullness – 2007
(Aplicação da Técnica Gua-Sha em uma parturiente que sofre de plenitude da mama)

• Principais atividades de cuidados incluíram:

– (1) apoiar e reforçar a confiança da mãe para incentivar a continuidade da amamentação;


– (2) certificar-se de que o bebê estava sendo amamentado em uma boa posição e que a mãe
domina as técnicas de amamentação adequadas;
– (3) aplicação de Gua-Sha para ajudar a expressão do leite materno e reduzir a plenitude da
mama e desconforto;
– (4) acompanhar regularmente as condições de aleitamento materno e plenitude da mama.

• Como resultado, a mãe foi capaz de continuar o aleitamento materno e pode, eventualmente,
cuidar de si mesma, conseguindo assim uma experiência de amamentação satisfatória.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 45


GUA SHA FACIAL

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 46


CONCEITO
 É uma técnica originária do Leste Asiático que estimula o
rejuvenescimento da pele, promove novo tônus e reativa o
metabolismo dos músculos, inclusive nos que mais sofrem tensões
diárias, gerando na pele da face uma melhora a circulação
sanguínea e da oxigenação, deixando a pele mais lisa;

 O Gua Sha na Estética é usado para ajudar a remover toxinas,


remover a estagnação do sangue e líquidos, promover a produção
de colágeno, acelerar o rejuvenescimento da pele e fortalecer
funções imunológicas.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 47


LINHAS DE TENSÃO E RELAÇÃO COM OS
ZANG FU

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 48


LINHAS DE TENSÃO E RELAÇÃO COM OS
ZANG FU
O terapeuta deve observar:

1- cor da pele, presença de descamações ou


despigmentações no tecido conjuntivo;

2- nutrição da pele (oleosidade, secura);

3- palpar, verificar turgor, firmeza, flacidez, dor e


alterações epiteliais.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 49


MECANISMO FISIOLÓGICO DO GUA SHA
NA FACE
O hematoma produzido na raspagem facial já
é previsto e natural, visto que as doenças são
exteriorizadas. No ocidente essa aplicação
merece devidos cuidados;

Através da raspagem e fricção local,


mecanorreceptores são ativados, produzindo
uma ação reflexa no SNC, que por sua vez
atua liberando substâncias vasoativas;

Essas por sua vez estimulam o aumento do


fluxo sanguíneo local, elimina toxinas
presentes, oxigena os músculos faciais e
aumentam o seu tônus.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 50


CUIDADO!!
• NÃO PROVOCAR EXCESSO
DE SHA (HAMATOMAS);

• A intenção do tratamento nesta


região será para remoção de
células mortas da pele e
rejuvenescimento facial.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 51


INDICAÇÕES
 Rugas profundas;
 Rugas finas em torno dos olhos e boca;
 Redução da flacidez de pálpebras;
 Prevenção de flacidez do pescoço;
 Diminuir olheiras e manchas;
 Sequelas de acnes;
 Paralisia facial;
 Cicatrizes;
 Distúrbios da ATM;
 Sinusite.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 52


FUNÇÕES ENERGÉTICAS
 Drenar Qi e Xue (expelindo toxinas através do suor);
 Remover F.P.E;
 Remover calor perverso, tratando dores e má circulação
do Xue;
 Transportar o Qi acumulado, promovendo equilíbrio
entre Yin e Yang;
 Reforçar a Wei Qi;
 Facilita formação do Jin Ye;
 Aquece o rim e alivia a umidade;
 Tonifica o Yang Geral.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 53


MANOBRAS FACIAIS
Tipos de Manobras:

- Pressão do movimento: fricção forte com movimentos circulares nos


acupontos;

- Deslizamento do movimento: raspagem rápida com fins de


desbloquear linhas de tensão;

- Frequência do movimento: cinco vezes simultâneas para cada


posição do Gua Sha;

- Direção do movimento facial: para cima no sentido da linha do


cabelo e para os lados no sentido das têmporas.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 54


Material produzido pelo professor: dfgdfg 55
PRECAUÇÕES IMPORTANTES

Evitar uso de produtos químicos, aparelhos


aquecedores ou que esfriem demais o rosto,
por no mínimo 04 horas;

Não lavar o rosto com água por 02 horas;

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 56


RUGAS/ LINHAS DE EXPRESSÃO

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 57


RUGAS/ LINHAS DE EXPRESSÃO

 Marcas causadas pela movimentação repetida dos músculos do


rosto e que podem ser influenciadas por fatores como exposição
solar, má alimentação e estresse;

 Surgem quando se perde quantidade e qualidade do colágeno


(elasticidade) e redução de ácido hialurônico (plasticidade);

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 58


VANTAGENS DO GUA SHA SOBRE AS RUGAS

Melhora o aspecto da pele;


Melhora o processo inflamatório;
Melhora a base da ruga;
Melhora a elasticidade;

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 59


TIPOS DE RUGAS

- Horizontais;
- Verticais;
- Para oculares;
- Peribucais;
- Supramentonianas;
- Parabucal proximais;
- Parabucal intermédias;
- Parabucal distais.
Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 60
HORIZONTAIS
Deficiência energética de BP

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 61


VERTICAIS
Deficiência energética de F

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 62


PARA OCULARES
Deficiência energética de E, R e
F

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 63


PERIBUCAIS
Deficiência energética de E e BP

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 64


SUPRAMENTONIANAS
Deficiência energética de R e B

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 65


PARABUCAIS PROXIMAIS
Deficiência energética de E, BP e
IG

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 66


PARABUCAIS INTERMÉDIAS
Deficiência energética de E, BP e
IG

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 67


PARABUCAIS DISTAIS
Deficiência energética de F

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 68


BENEFÍCIOS DO TRATAMENTO
 Ativa a circulação sanguínea;

 Atrai sangue e melhora a oxigenação local;

 Ajuda na liberação de toxinas e redução de ácido lático;

 Tonifica a musculatura facial.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 69


GUA SHA EM CRIANÇAS

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 70


PROTOCOLOS

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 71


PROTOCOLOS

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 72


PROTOCOLOS

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 73


GRATO PELA
ATENÇÃO
Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 74
REFERÊNCIAS
CHIU, Jin-yu et al. Effects of Gua-Sha Therapy on Breast Engorgement:: A
Randomized Controlled Trial. Journal Of Nursing Research, Taiwan, v. 18, n.
1, p.1-10, 2010.

TSAI, Keng-kuang; WANG, Chih-hung. Acute epiglottitis following traditional


Chinese gua sha therapy. Cmaj, Taipei, v. 1, n. 1, p.1-1, 2013.

CHIU, Ching-yu; CHANG, Ching-yi; GAU, Meei-ling. An Experience Applying


Gua-Sha to Help a Parturient Women With Breast Fullness. Taipei, Taiwan, v.
7, n. 1, p.1-7, 2007.

FORNAZIERI, Luiz Carlos.Tratado de Acupuntura Estética. 1 ed. São Paulo:


Ícone, 2005. 60p.

VAMRELL, J.; PAULETE, S.; OLIVEIRA, J. Acupuntura aplicada à estética.


São Paulo: Belezeterna, 1986.

Material produzido pelo professor: Thales Antônio Martins Soares 75