Você está na página 1de 7

3.

Acentue E JUSTIFIQUE corretamente a palavra destacada:

a) Ninguém viu o jovem que se aproximava.


b) Conheci a ruína do castelo.
c) Aquele ônibus foi para o Estado do Pará;
d) O motorista do táxi foi gentil com a passageira.
e) O homem tirou o chapéu para a senhorita.
f) O túmulo do artista esta enfeitado.
g) Aquele jovem é recém-matriculado.
h) Sua paciência é uma característica marcante.
i) Gosto de melancia, mas ele tem ânsia.
j) Aquele vírus é letal.

4. Assinale a alternativa em que há UM erro de acentuação, corrigindo-o:


( ) chapéu, hífen, idéia
( ) lápis, rainha, egoísta
( ) tatuí, régua, taxista
( ) maracujá, rapé, cipó
 ( ) ruim, órgão, túnel

5. Acentue as formas verbais, se necessário:


a) Zagalo mantém o mesmo time para o jogo de domingo.
b) Os jogadores mantêm um ritmo acelerado.
c) Polícia intervém na greve dos metalúrgicos
e) Aposentados mantêm a esperança no reajuste.
d) Policiais detêm três suspeitos de assalto a banco.
e) O professor detém alunos agressivos.
Obs.: Verbos no singular usamos acento agudo; verbos no plural usamos acento circunflexo.
6. Justifique a acentuação gráfica das seguintes palavras:

a) pântano:
b) herói:
c) também:
d) após:
e) juízes:
j) tábua:
l) açúcar:

7. Construa frases com as palavras de cada item. (SUGESTÕES)


a) sábia/ sabia/ sabiá:
b) pode/pôde:
c) pôr/ por:

8. Assinale o oxítona terminada em A


a( ) sofá
b(    ) casa
c(    ) farofa
d(    ) câmara

9. Assinale o paroxítona  terminada em I


a(    ) tatuí
b( ) táxi
c(    ) sai
d(    ) câmara

10. Assinale o proparoxítona.


a(    ) tatuí
b(    ) táxi
c(    ) sai
d( ) câmara

---========
(Enem – 2003)

Operários, 1933, óleo sobre tela, 150x205 cm, (P122), Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo
Desiguais na fisionomia, na cor e na raça, o que lhes assegura identidade peculiar, são iguais
enquanto frente de trabalho. Num dos cantos, as chaminés das indústrias se alçam
verticalmente. No mais, em todo o quadro, rostos colados, um ao lado do outro, em pirâmide
que tende a se prolongar infinitamente, como mercadoria que se acumula, pelo quadro afora.
(Nádia Gotlib. Tarsila do Amaral, a modernista.)
O texto aponta no quadro de Tarsila do Amaral um tema que também se encontra nos versos
transcritos em:
a) “Pensem nas meninas/ Cegas inexatas/ Pensem nas mulheres/ Rotas alteradas.” (Vinícius
de Moraes)
b) “Somos muitos severinos/ iguais em tudo e na sina:/ a de abrandar estas pedras/ suando-se
muito em cima.” (João Cabral de Melo Neto)
c) “O funcionário público não cabe no poema/ com seu salário de fome/ sua vida fechada em
arquivos.” (Ferreira Gullar)
d) “Não sou nada./ Nunca serei nada./ Não posso querer ser nada./À parte isso, tenho em mim
todos os sonhos do mundo.” (Fernando Pessoa)
e) “Os inocentes do Leblon/ Não viram o navio entrar (...)/ Os inocentes, definitivamente
inocentes/ tudo ignoravam,/ mas a areia é quente, e há um óleo suave que eles passam pelas
costas, e aquecem.” (Carlos Drummond de Andrade)

---===
- FUNÇÕES DA LINGUAGEM
01. Assinale a alternativa em que a função apelativa da linguagem é a que
prevalece: 14.
A) Trago no meu peito um sentimento de solidão sem fim... sem fim... Assinale a
B) “Não discuto com o destino o que pintar eu assino.” única
C) Machado de Assis é um dos maiores escritores brasileiros. alternativa
D) Conheça você também a obra desse grande mestre. que
E) Semântica é o estudo da significação das palavras. apresenta
02. Identifique a frase em que a função predominante da linguagem é a dois
REFERENCIAL: encontros
A) Dona Casemira vivia sozinha com seu cachorrinho.
B) Vem, Dudu!
C) Pobre Dona Casemira...
D) O que ... O que foi que você disse?
E) Um cachorro falando?
03. A função metalinguística predomina em todos os fragmentos, exceto em:
A) “Amo-te como um bicho simplesmente de um amor sem mistério e sem
virtude com um desejo maciço e permanente.” (Vinicius de Morais)
B) “Proponho-me a que não seja complexo o que escreverei, embora
obrigada a usar as palavras que vos sustentam.” (Clarice Lispector)
C) “Não narro mais pelo prazer de saber. Narro pelo gosto de narrar, sopro
palavras e mais palavras, componho frases e mais frases.” (Silviano Santiago)
D) “Agarro o azul do poema pelo fio mais delgado de lã de seu discurso e
vou traçando as linhas do relâmpago no vidro opaco da janela.” (Gilberto
Mendonça Teles)
E) Que é Poesia? Uma ilha cercada de palavras por todos os
lados.”(Cassiano Ricardo)
04. O texto seguinte também é de natureza poética. Nele, qual a função
secundária da linguagem?
“Lutar com as palavras
é a luta mais vã.
Entanto lutamos
mal rompe a manhã.” (Carlos Drummond de Andrade)

A) Função emotiva.
B) Função conativa.
C) Função referencial.
D) Função metalinguística.
E) Função fática.
05. “Se eu não vejo a mulher que eu mais desejo, Nada que eu veja vale o
que eu não vejo.”
 Nesses versos do poeta provençal Bernart de Ventadorn (século XII),
vertidos para o português pelo poeta Augusto de Campos, é evidente o
predomínio da função poética da linguagem, notável nos ritmos, nos jogos
sonoros e no fraseado. Ao lado dessa função, destaca-se a presença da:
A) função emotiva.
B) função conativa.
C) função referencial.
D) função metalinguística.
E) função fática.
consonantais.

a) Professores
b) Problema
c) Trabalho
d) Qualquer
e) Processos

15. Assinale a única alternativa que apresenta apenas um encontro vocálico.

a) Relatórios
b) Violência
c) Regionais
d) Reuniões
e) Funcionários

16. Assinale a alternativa em que a letra n tem valor fonético equivalente em todas as palavras
retiradas do texto.

a) norteiam - iniciados - municipais.


b) governo - somando - pavimentadas.
c) inacabadas - contra - número.
d) sendo - nordeste - ponto.
e) Anajé - menos - começando.

17. É preciso corrigir um equívoco de redação da seguinte frase:

a) Não houve ninguém que se furtasse em dar entrevista.


b) A força policial solidarizou-se com os moradores.
c) Correu o boato de que o objeto contava com poderes sobrenaturais.
d) Em nada perturbou os animais a aparição do exótico objeto.
e) Afrouxou-se a vigilância dos guardas, acometidos por letargia.
---========

. Marque a alternativa que se completa com o primeiro elemento do parênteses:

a) A polícia federal combate o _________ de cocaína (tráfego-tráfico);


b) No Brasil é vedada a ________ racial; embora haja quem a pratique (discriminação-
descriminação);
c) Você precisa melhorar seu __________ de humor (censo-senso);
d) O presidente _________ antecipou a queda do muro de Berlim (ruço-russo);
e) O balão, tremelizindo _________ para o céu estrelado (acendeu-ascendeu).

5. Indique o item em que o antônimo da palavra ou expressão em destaque


está corretamente apontado.
a) duradouro sucesso - efêmero
b) fama em ascendência - excelsa
c) elegante região - carente
d) sala lotada - desabitada
6. A palavra tráfico não dever ser confundida com tráfego, seu parônimo. Em que item a seguir
o par de vocábulos é exemplo de homonímia e não de paronímia?
a) estrato / extrato
b) flagrante / fragrante
c) eminente / iminente
d) inflação / infração
e) cavaleiro / cavalheiro
7. Assinale a alternativa correta, considerando que à direita de cada palavra há um sinônimo.
a) emergir = vir à tona; imergir = mergulhar
b) emigrar = entrar (no país); imigrar = sair (do país)
c) delatar = expandir; dilatar = denunciar
d) deferir = diferenciar; diferir = conceder
e) dispensa = cômodo; despensa = desobrigação
8. Indique a letra na qual as palavras completam, corretamente, os espaços das frases abaixo.
Quem possui deficiência auditiva não consegue ______ os sons com nitidez.
Hoje são muitos os governos que passaram a combater o ______ de entorpecentes com rigor.
O diretor do presídio ______ pesado castigo aos prisioneiros revoltosos.
a) discriminar - tráfico - infligiu
b) discriminar - tráfico - infringiu
c) descriminar - tráfego - infringiu
d) descriminar - tráfego - infligiu
e) descriminar - tráfico - infringiu 

1. Diga a que gênero (lírico, épico ou dramático) pertencem as frases abaixo.

a) “Quando um céu nos passa uma emoção, um estado de espírito...” Este trecho pertence ao
gênero ..............
b) No gênero ......................atores, por meio de palavras ou gestos, apresentam num espaço
especial um acontecimento.
c) No gênero ........................... temos um narrador .Este inclui  todas as manifestações narrativas,
desde o poema épico até o romance, a novela e o conto.
d) O nome ......................vem da palavra  “lira”, instrumento musical que acompanha os cantos
gregos.
e) No gênero ...................... predomina-se sentimentos e emoções.
f) No gênero ......................, os poemas são escritos geralmente em versos.
g)  A palavra ...................... vem do grego “drama” e significa ação.
h) Ao gênero ......................, pertencem os textos em poesia ou prosa, feitos para serem
representados.
I) Ao gênero ...................... pertecem a ode (poesia entusiástica) e o hino (poesia destinada a
glorificar a pátria ou dar louvores às divindades).
j) No gênero ...................... temos as tragédias (representação de um fato trágico, compadecido apto
a suscitar compaixão e terror).
k) O gênero ...................... apresenta o soneto (poema de 14 versos).
l) O gênero ...................... apresenta a farsa, pequena peça teatral de caráter ridículo e caricatural,
criticando a sociedade e seus costumes.
m) O gênero ...................... apresenta a elegia, que é um poema de canto lírico de tom triste.
n) O gênero ...................... apresenta o conto, a fábula e a crônica.
o) O gênero ...................... é expressão dos sentimentos, emoções e reflexões acerca do homem.
p) No gênero ......................,predomina a narração, por meio de personagens e sequência de ações
das várias relações do homem com o mundo.
q) No gênero ...................... temos atualização e concretização, por meio de atores, cenário e
iluminação.

2. “Na serra de Ibiapaba, numa de suas encostas mais altas, encontrei um jegue. Estava voltado
para o lado e me pareceu que descortinava o panorama. Mas quando me aproximei, percebi que era
cego.” (Oswaldo França Júnior, em As Laranjas Iguais).

O fragmento é representante do gênero:


a) lírico
b) épico
c) narrativo
d) dramático
e) nenhuma das opções acima.

  3. Leia o texto abaixo para responder à questão abaixo.

A um passarinho
Para que vieste
Na minha janela
Meter o nariz?
Se foi por um verso
Não sou mais poeta
Ando tão feliz!
(Vinícius de Moraes)

A que gênero literário pertence o texto?


......................................................................

DENOTAÇÃO E CONOTAÇÃO

01) Assinale o segmento em que NÃO foram usadas palavras em sentido conotativo:

(A) Lendo o futuro no passado dos políticos (...)


(B) As fontes é que iam beber em seus ouvidos.
(C) Eram 75 linhas que jorravam na máquina de escrever com regularidade mecânica.
(D) Antes do meio-dia, a coluna estava pronta.
(E) (...) capaz de cortar com a elegância de um golpe de florete.

02) Assinale a alternativa cujo termo grifado NÃO é linguagem conotativa:

(A) “... mas um defunto autor, para quem a campa foi outro berço ”
(B) “Acresce que chovia - peneirava - uma chuvinha miúda, triste”
(C) “A natureza parece estar chorando a perda irreparável ...”
(D) “... no discurso que proferiu à beira da minha cova.”

03) O item em que o termo sublinhado está empregado no sentido denotativo é:

 (A) “Além dos ganhos econômicos, a nova realidade rendeu frutos políticos.”
(B) “...com percentuais capazes de causar inveja ao presidente.”
(C) “Os genéricos estão abrindo as portas do mercado...”
(D) “...a indústria disparou gordos investimentos.”
(E) “Colheu uma revelação surpreendente:...”

04) Marque a alternativa cuja frase apresenta palavra(s) empregada(s) em sentido conotativo:

(A) O homem procura novos caminhos na tentativa de fixar suas raízes.


(B) “Mas lá, no ano dois mil, tudo pode acontecer. Hoje, não.”
(C) “... os planejadores fizeram dele a meta e o ponto de partida.”
(D) “Pode estabelecer regras que conduzam a um viver tranquilo ...”
(E) “Evidentemente, (...) as transformações serão mais rápidas.”

05) Assinale a alternativa em que NÃO há palavra empregada em sentido conotativo:

(A) “O estrangeiro ainda tropeça com muita frequência na incompreensão das sociedades por onde
passa.”
(B) “Quando a luz estender a roupa nos telhados, seremos, na manhã, duas máscaras
calmas.”(Mário Quintana)
(C) “Vejo que o amor que te dedico aumenta seguindo a trilha de meu próprio espanto.”
(D) Não, eu te peço, não te ausentes / Porque a dor que agora sentes / Só se esquece no perdão.”
(E) “Sinto que o tempo sobre mim abate sua mão pesada.” (Carlos Drummond de Andrade)

Você também pode gostar