Você está na página 1de 2

Fichamento 01. Business Model Generation: Canvas. Capítulo 01.

O Canvas é uma ferramenta que auxilia a descrever, analisar e projetar modelos de


negócios, apresentando um Quadro capaz de sintetizar em uma única folha toda sua
estrutura principal. A ferramenta engloba as quatro áreas principais de um negócio:
clientes, oferta, infraestrutura e viabilidade financeira. Dentro dessas áreas principais,
se organizam os nove componentes básicos, que ajudam a descrever um
empreendimento e mostrar de forma clara a lógica de como uma organização
pretende gerar valor.
Segundo a ferramenta, o primeiro passo para um modelo de negócios é
identificar quais segmentos de clientes irá atender. Segmentar os clientes de acordo
com seus atributos comuns é importante para compreender as necessidades
específicas de cada segmento e estratégias que devem ser adotadas para atingi-los.
O segundo ponto a ser identificado é a proposta de valor que a empresa quer
entregar ao cliente, oferecendo um conjunto de benefícios como um pacote de
produtos e serviços, que resolve um problema ou satisfaz uma necessidade específica
do consumidor desse segmento de clientes. Para entregar a proposta de valor, a
empresa deve selecionar os canais com os quais entrará em contato com o segmento
de clientes escolhido, desde as fases de comunicação, distribuição e venda. A escolha
dos canais também está ligada à forma com que a empresa quer construir seu
relacionamento com os clientes, influenciando na experiência geral do consumidor.
A partir disso, devem-se identificar na empresa quais as suas fontes de
receita, resumida pelo dinheiro que uma empresa gera a partir de um segmento de
clientes. As fontes de receita podem variar em cada segmento de clientes, inclusive
aderindo a mecanismos de precificação diferentes.
Outros pontos a serem elencados no Quadro são os recursos principais para
fazer um Modelo de Negócios funcionar - sejam eles físicos, financeiros, intelectuais
ou humanos - e as ações mais importantes que uma empresa deve realizar, as
atividades chave. Estas são necessárias para criar e oferecer a Proposta de Valor,
alcançar mercados, manter Relacionamento com o Cliente e gerar renda.
Para o Modelo de Negócio, também é preciso estabelecer as parcerias
principais, necessárias para viabilizar o negócio. Estas podem ser motivadas pela
busca de otimização e economia de escala, redução de riscos e incertezas, ou
aquisição de recursos e atividades particulares. Por fim, depois de definidos os
recursos principais, atividades-chave e parcerias principais, pode-se calcular os
custos envolvidos na operação de um Modelo de Negócio específico para criar e
oferecer valor, manter o Relacionamento com Clientes e gerar receita, fechando a
síntese do modelo.

Referência: OSTERWALDER, A.; PIGNEUR, Y. Business model generation. Handbook for


visionaries, game changers, and challengers. Hoboken, New Jersey: Wiley; 1 ed., 2009. cap 1,
p. 01-51.