Você está na página 1de 2

2.

A Secção transversal é dividida num determinado número, (n≥3), de fatias paralelas de


igual espessura, (elementos rectangulares), onde a temperatura média e a tensão de
compressão média do betão fcd(θ) e o módulo de elasticidade ( se necessário) são
calculados.

3. A zona danificada da secção transversal é determinada pela redução da secção transversal,


a qual despreza a zona danificada de espessura az na face exposta ao fogo, ver Figura B.3.
Faz-se referencia a uma parede equivalente, (ver Figura B.3, a) e d)). O ponto M é um
ponto arbitrário na linha central da parede equivalente usado para determinar o valor do
factor de redução da tensão de compressão do betão da secção reduzida. Quando a
exposição ao fogo é dos dois lados, a espessura do elemento é igual a 2w, (ver Figura B.3
a)). Para secções transversais rectangulares, expostas ao fogo só de um lado, a espessura
toma-se igual a w, (ver Figura B.3 c)). O banzo, Figura B.3 f), é equivalente a uma
parede Figura B.3 d), e a alma é equivalente à parede apresentada na Figura B.3 a).

4. Para a parte inferior ou superior de uma secção rectangular, onde a largura é inferior à
altura, o valor de az é igual ao determinado para a espessura, Figura B.3 b), e) e f).

A redução da secção transversal é baseada na zona danificada de espessura az numa


determinada face exposta ao fogo a qual é calculada como se segue:

5. A zona danificada az, é determinada seguidamente para uma parede equivalente exposta
ao fogo nas duas faces opostas:
a) Metade da parede é dividida em n faixas paralelas de igual espessura, onde n≥3,
ver Figura B.4;
b) A temperatura é calculada no meio de cada faixa;
c) O correspondente factor de redução para a tensão de compressão do betão Kc(θi) é
aí determinado, (ver Figura B.5).

6. O factor de redução médio para uma dada secção, o qual incorpora o termo (1-0,2/n) e que
também toma em consideração a variação da temperatura em cada faixa, pode ser
calculado pela expressão B.11

( 1 − 0 ,2 / n ) B.11
∑ K (θ )
n
K c ,m
= c i
n i =1

Onde:
N é o número de faixas paralelas na espessura w
W é metade da espessura
M é número da zona

37
7. A espessura da zona danificada de uma viga, uma laje ou de um elemento com um campo
tensões planas pode ser calculado pela expressão seguinte:

⎡ K ⎤ B.12
a = w⎢1 −
) ⎥⎦
c ,m

⎣ K (θ
z
c m

Onde:
Kc(θm) é o coeficiente de redução da tensão de rotura a compressão do betão no ponto M

38