Você está na página 1de 28

ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO I

Propriedades Concreto e do Aço


Aço

Prof. Dr. Esperidião Fecury Pinheiro de Lima


Aços para Armaduras
Aços empregados em estruturas de concreto armado são:

 Ligas de ferro com carbono (0,4 e 0,6%)

 Para melhorar suas propriedades, incorpora-se:


 Manganês;
 Níquel;
 Enxofre;
 Silício
 Etc.

O carbono desempenha o fator de maior importância


na liga. 2
Aço

NBR 7480 – Estabelece os vergalhões de aço utilizados


em estruturas de concreto armado.

Barras: Diâmetro mínimo de 5,0mm (laminados a


quente);

Fios: Diâmetro máximo de 10mm ( laminados a frio ou


trefilados);

3
Categorias de Ferros
Aço CA-25 – Aço para concreto armado cuja tensão de
escoamento característica (𝑓𝑦𝑘 ) é de : 250 MPa/2500kgf/cm²/
25kgf/mm2

Superfície Lisa;

Laminados à quente.

4
Categorias de Ferros
Aço CA-50 – Aço para concreto armado cuja tensão de
escoamento característica (𝑓𝑦𝑘 ) é de : 500 MPa/5000kgf/cm²/
50kgf/mm2

Superfície Nervurada;

Laminados à quente.

5
Categorias de Ferros
Aço CA-60 – Aço para concreto armado cuja tensão de
escoamento característica (𝑓𝑦𝑘 ) é de : 600 MPa/6000kgf/cm²/
60kgf/mm2

Superfície – lisas, entalhadas ou nervuradas;

Obtidos por Trefilação fio a fio.

6
Trefilação

• Ação ou efeito de trefilar,


de fabricar por
estiramento.

7
Trefilação

• Acarreta na redução da
seção transversal e
respectivo aumento no
comprimento do material.

8
Aços para Armaduras

As dimensões
comerciais de
barras e fios são
apresentadas na
tabela ao lado:

9
Diagrama tensão x deformação dos
aços CA-25, CA-50 e CA-60
a) Com patamar de escoamento (laminação a quente) –
CA-50/CA-25
𝑓𝑦𝑘 − 𝑇𝑒𝑛𝑠ã𝑜 𝑑𝑒 𝑒𝑠𝑐𝑜𝑎𝑚𝑒𝑛𝑡𝑜;
𝑓𝑠𝑡
𝜀𝑦𝑘 − 𝐷𝑒𝑓𝑜𝑟𝑚𝑎çã𝑜 𝑑𝑒 𝑒𝑠𝑐𝑜𝑎𝑚𝑒𝑛𝑡𝑜;
𝑓𝑦𝑘 𝑒𝑠𝑐𝑜𝑎𝑚𝑒𝑛𝑡𝑜 𝑓𝑠𝑡 − 𝑇𝑒𝑛𝑠ã𝑜 𝑑𝑒 𝑟𝑢𝑝𝑡𝑢𝑟𝑎;
𝜀𝑢 − 𝐷𝑒𝑓𝑜𝑟𝑚𝑎çã𝑜 𝑑𝑒 𝑟𝑢𝑝𝑡𝑢𝑟𝑎;

α
𝜀𝑦𝑘 𝜀𝑢

10
Diagrama 𝜎 𝑥 𝜀 simplificado de cálculo dos aços
CA-25/CA-50/CA-60

b) Sem patamar de escoamento (trefilados) – CA-60

𝑓𝑦 - valor convencional
que corresponde a uma
𝑓𝑦𝑘
deformação residual
0,7𝑓𝑦𝑘
(permanente) de 0,2%.

α
10 ‰

11
Diagrama 𝜎 𝑥 𝜀 simplificado de cálculo dos aços
CA-25/CA-50/CA-60
∆𝑙
 Deformação específica do aço → 𝜀𝑠 = (𝑚𝑚/𝑚 = ‰ )
𝑙

 𝜀𝑠 é limitado no final do patamar de escoamento pelo


valor máximo convencionado de 10 ‰ (Evita
deformações plásticas excessivas);

 Aços CA-50 com diâmetro menor que 10mm não


apresenta o patamar de escoamento bem definido;

Geometria da barra influencia nessa propriedade do aço.


12
Diagrama 𝜎 𝑥 𝜀 simplificado de cálculo dos aços
CA-25, CA-50 e CA60

𝐷𝑖𝑎𝑔𝑟𝑎𝑚𝑎 𝑐𝑎𝑟𝑎𝑐𝑡𝑒𝑟í𝑠𝑡𝑖𝑐𝑜
𝐷𝑖𝑎𝑔𝑟𝑎𝑚𝑎 𝑑𝑒 𝑐á𝑙𝑐𝑢𝑙𝑜

α
𝜀𝑦𝑑 𝜀𝑦𝑘 10 ‰
𝑓𝑦𝑑
𝑡𝑎𝑛𝛼 = 𝐸𝑠 = = 2, 1 × 105 𝑀𝑃𝑎 − 𝑀𝑜𝑑. 𝑑𝑒 𝑒𝑙𝑎𝑠𝑡. 𝑙𝑜𝑛𝑔𝑖𝑡𝑢𝑑𝑖𝑛𝑎𝑙;
𝜀𝑦𝑑 13
Diagrama 𝜎 𝑥 𝜀 simplificado de cálculo dos aços
CA-25/CA-50/CA-60

𝜎𝑠 = 𝐸𝑠 𝜀𝑠 𝑝𝑎𝑟𝑎 0 ≤ 𝜀𝑠 ≤ 𝜀𝑦𝑑

𝜎𝑠 = 𝑓𝑦𝑑 𝑝𝑎𝑟𝑎 𝜀𝑦𝑑 ≤ 𝜀𝑠 ≤ 10‰

14
Diagrama 𝜎 𝑥 𝜀 simplificado de cálculo dos aços
CA-25/CA-50/CA-60

Propriedades mecânicas dos aços para concreto armado


Aço 𝑓𝑦𝑘 (𝑀𝑃𝑎) 𝑓𝑦𝑑 = 𝑓𝑦𝑘 /1,15 𝜀𝑦𝑑 (‰) 𝑓′𝑦𝑑 (𝑀𝑃𝑎)

CA-25 250 217 1,035 217


CA-50 500 435 2,070 420
CA-60 600 522 2,484 420

15
Aços para Armaduras

 Proíbe-se o emprego simultâneo de diferentes


categorias de aço (evitar trocas na obra);

 Comprimento das barras de aço → 12m (tolerância de


+/- 1%);
 Permite-se usar um tipo de categoria nas armaduras
longitudinais (CA-50 por ex.) e outra categoria nas
transversais (CA-60);

16
Aços para Armaduras

 CA-50 → Empregado praticamente em todas as obras de


concreto armado no país, em armaduras longitudinais (pilares,
vigas, lajes e fundações), ou estribos de pilares e vigas;

 CA-60 → Utilizado em armações de lajes, estribos de pilares e


de vigas;

 CA-25 → Utilizado em pequenas obras.

17
Aços para Armaduras

Barras de CA-50 e fios de CA-60 nervurados, devem ter


marcas de laminação em relevo, identificando o
fabricante, a categoria do material e o material nominal.

18
Aços para Armaduras
 Os fios CA-60 podem ser identificados por
etiquetas;
 As barras lisas CA-25 devem ser identificadas
também por etiquetas;

19
Soldabilidade
 CA-25 e CA-60 → características de soldabilidade;

 CA-50 → não soldável;

 CA-50S → soldáveis (S gravado na superfície da


barra).

Obs.: O processo de solda requer controle e só é comum em


fabricantes (não em obra). 20
ATENÇÃO

As NBR 6118:1978 e NBR 7480:1996 classificavam aços sem e com


patamar de escoamento como classes A e B respectivamente.

Ex.: CA-50 A e CA-50 B

Atenção em verificações de projetos estruturais com aços desses tipos,


pois apresentavam peculiaridades que influenciavam o dimensionamento,
em especial de peças fletidas.

21
Fadiga

A utilização dos aços em peças de concreto armado que


têm solicitações alternados, após 2x106 ciclos de carga e
descarga apresentam para os aços especiais uma
diminuição da resistência.

Ex.: ferragem de pontes.

22
Aço
Tela soldada

Muito comum a sua utilização e traz grande economia


de tempo;

23
Aço
Arames

É comum utilizar-se arames recozidos, geralmente duplos


e torcidos, para armar ferros.

24
Aço
Armaduras Prontas

Atualmente alguns fabricantes de aço fornecem


também armaduras prontas para aplicação em
pilares, vigas e cintas.

25
Tabela mãe (CLÍMACO, 2015)

26
Exercícios de tabela

27
Aço *

Trabalho sobre barras e fios de aços para


construção civil existentes no mercado.

28