Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS

CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS


DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS
DISCIPLINA: ECONOMIA BRASILEIRA

Prof. Joelson Gonçalves de Carvalho


joelson@ufscar.br

Programa de Economia Brasileira

Ementa: 1) Bases e premissas para a formação do capitalismo brasileiro: o capitalismo


agroexportador; 2) Industrialização substitutiva e industrialização exportadora; 3)
Desenvolvimento e nacionalismo: a controvérsia sobre o "nacional - capitalismo"; 4)
Crescimento econômico e dependência. 5) Economia no Brasil contemporâneo.

Objetivos: proporcionar aos alunos nos conceitos básicos utilizados pelos cientistas
econômicos, bem como refletir sobre a trajetória histórica da Ciência Econômica e as
especificidades teórico-metodológicas de seus principais campus analíticos a fim
contribuir para que os discentes possam compreender os fenômenos econômicos
contemporâneos.

Conteúdo programático

1 – Bases e premissas para a formação do capitalismo brasileiro: o capitalismo


agroexportador:
1.1 – Os ciclos econômicos e os seus impactos na ocupação do território;
1.2 – Dos complexos rurais ao complexo cafeeiro: gênese da industrialização nacional.

2 – Industrialização substitutiva e industrialização exportadora:


2.1 – Mudança do eixo dinâmico da economia;
2.2 – Do Processo de Substituição de Importações ao Plano de Metas;
2.3 – Crise dos anos 1960, Plano Trienal e Golpe.

3 – Desenvolvimento e nacionalismo: a controvérsia sobre o "nacional - capitalismo":


3.1 – PAEG e Milagre Econômico;
3.2 – Crise externa, conjuntura interna e II PND;
3.3 – Capitalismo associado e dependente;
3.4 – O Acordo de Bretton Woods e os impactos no Brasil.

4 – Crescimento econômico e dependência:


4.1 – Década perdida: inflação, dívida externa e interna;
4.2 – O Consenso de Washington e suas influências no Brasil.

5 – Economia no Brasil contemporâneo:


5.1 – Plano Real e a política econômica do Governo FHC;
5.2 – A política econômica do governo Lula;
5.3 – A política econômica do governo Dilma.
Encontro/ Tema geral Bibliografia Básica
Dia
Apresentação do programa/ Baer (2003): capítulo 2;
Brasil primário-exportador: da Furtado (2005): capítulos 8 a 29;
1 (28/03)
formação da economia agrário- Gremaud, et al (2002): capítulo 13.
exportadora até a crise de 1929.
Brasil primário-exportador: da Baer (2003): capítulo 2;
formação da economia agrário- Furtado (2005): capítulos 8 ao 29;
2 (11/04)
exportadora até a crise de Gremaud, et al (2002): capítulo 13.
1929.
Processo de industrialização Baer (2003): capítulos 3 e 4.
nacional: características gerais Cano (1999): capítulo 3.
3 (18/04)
e especificidades (PSI, Plano Furtado (2005): capítulos 30 a 35;
de Metas, Plano Trienal) Gremaud, et al (2002): capítulo 14.
Processo de industrialização Baer (2003): capítulos 3 e 4.
nacional: características gerais Cano (1999): capítulo 3.
4 (25/04)
e especificidades (PSI, Plano Furtado (2005): capítulos 30 a 35;
de Metas, Plano Trienal) Gremaud, (2002): capítulo 14.
5 (02/05) Seminários
A economia brasileira dos “anos Baer (2003), capítulos 5 e 6
6 (09/05) de chumbo” à nova república: Cano (1999): capítulo 3.
PAEG, Milagre, II PND e crise. Gremaud, et al (2002): capítulos 15 e 16.
A economia brasileira dos “anos Baer (2003), capítulos 5 e 6
7 (16/05)
de chumbo” à nova república: Cano (1999): capítulo 3.
PAEG, Milagre, II PND e crise. Gremaud, et al (2002): capítulo 15 e 16.
Crescimento x Carvalho (2017)
8 (23/05) Desenvolvimento: o capitalismo Rostow (1961): capítulo 1
nacional em questão Furtado (1961): capítulo 4
A década perdida: inflação, Baer (2003), capítulos 7 a 9
9 (30/05) dívida externa e dívida interna Cano (1999): capítulo 3.
Gremaud, et al (2002): capítulo 16, 17 e 20.
A década perdida: inflação, Baer (2003), capítulos 7 a 9
10 (06/06) dívida externa e dívida interna Cano (1999): capítulo 3.
Gremaud, et al (2002): capítulo 16,17 e 20.
11 (13/06) Seminários
Do Consenso de Washington à Belluzzo; Bastos (2015): capítulo 23 (páginas
política neoliberal no Brasil: 181-260);
12 (20/06)
características e impactos Batista (1994);
Carvalho (2017)
Genari (2001)
O Plano Real e a política Bresser (2003)
13 (27/06) econômica do governo FHC Dantas; Cerqueira (2014)
Gremaud, et al (2002): capítulo 18
A política econômica dos Belluzzo; Bastos (2015): capítulo 23 (páginas
14 (04/07) governos Lula e Dilma 260-312)
Filgueiras; Gonçalves (2007): capítulos 2 a 5.
15 (11/07) Seminários
Prova e entrega do Estudo
16 (18/07)
Dirigido

Sistema de avaliação

O sistema de avaliação desta disciplina foi pensado para ser diversificado, de modo a
possibilitar uma avaliação mais real, ante as complexidades e a variedades de formas
de aprendizado particulares e específicas de cada discente. Sendo assim, teremos:
Avaliação Características Peso
Seminário Atividade a ser realizada em sala e em grupo, de no máximo 30%
4 discentes, sobre tema e bibliografia a ser indicada pelo
docente.
Estudo Resolução de questões, a serem disponibilizadas no início do 20%
semestre, para serem entregues, manuscritamente, ao final do
dirigido
período letivo.
Prova Prova individual e sem consulta, a ser realizada no final do 50%
semestre, sobre todo o conteúdo ministrado durante a
disciplina.

Após o cálculo da média semestral (Seminário x 0,30 + Estudo Dirigido x 0,20 + Prova
x 0,50), serão considerados aprovados os discentes que obtiverem nota final igual ou
maior que 6 e frequência igual ou superior a 75%. Os alunos que obtiverem nota maior
ou igual a 5,0 e inferior a 6,0 estarão automaticamente inscritos nas atividades de
recuperação, a serem realizadas nas primeiras semanas do semestre letivo seguinte.

Bibliografia
BAER, W. A economia brasileira. São Paulo: Editora Nobel, 2003.

BATISTA, P. N. O consenso de Washington e a visão neoliberal dos problemas latino-


americanos. In: LIMA SOBRINHO, Barbosa et al. Em defesa do interesse nacional:
desinformação e alienação do patrimônio público. São Paulo, Paz e Terra, 1994.

BELLUZZO, L. G; BASTOS, P. P. Z. (orgs.) Austeridade para quem? Balanço e


Perspectivas do Governo Dilma Rousseff. São Paulo: Carta maior, 2015.

BRESSER-PEREIRA, L. C. MACROECONOMIA DO BRASIL PÓS-1994. São Paulo:


Análise Econômica, 21(40), setembro 2003

CANO, W. Soberania e Política Econômica na América Latina. São Paulo, Editora


Unesp, 1999.

CARVALHO, J. G. Economia política e desenvolvimento: um debate teórico. 1. ed. São


Carlos: Grupo de Pesquisa Ideias, Intelectuais e Instituições, 2015.
DANTAS, A. T; CERQUEIRA, L. F. Plano Real: auge e declínio de uma política
econômica - uma revisão. Texto para Discussão: Niterói, UFF, 2014

FILGUEIRAS, L.; GONÇALVES, R. A economia política do Governo Lula. São Paulo:


Contraponto, 2007
FURTADO, C. Desenvolvimento e subdesenvolvimento. Rio de Janeiro: Editora Fundo
de Cultura.

FURTADO, C. Formação econômica do Brasil. Cia. Editora Nacional 32ª edição, 2005.

GENNARI, A. M. Globalização, Neoliberalismo e abertura econômica no brasil nos anos


90. São Paulo: Pesquisa & Debate, volume 13, n. 1(21), p. 30-45, 2001

GREMAUD, A. P. et al. Economia Brasileira Contemporânea. Editora Atlas, 4ª edição,


2002.
ROSTOW, W. W. (1961). Etapas do desenvolvimento econômico. Rio de Janeiro: Zahar,
1961.