Você está na página 1de 2

Universidade Federal de São João del Rei

Cronograma 2019/1
Disciplina: Circuitos Elétricos
Prof. Dr. Alexandre Cândido Moreira

Professor: Alexandre Cândido Moreira, Sala 206.3

E-mail: amoreira@ufsj.edu.br

Homepage: http://sites.google.com/site/alexandrecandidomoreira/

Fevereiro 18 19 25 26
Março 11 12 18 19 25
Dias letivos: Abril 01 02 08 09 15 16 22 23 29 30
Maio 06 07 12 13 14 20 21 27 28
Junho 03 04 10 11 17 18 24 25
Julho 01 02 08

Frequência:
A frequência será controlada por chamada realizada ao final de cada aula. Para aprovação (e para fazer a prova
substitutiva) é necessário ter frequência superior ou igual a 75% das aulas. Faltas serão abonadas apenas nos casos
previstos no Regimento dos Cursos de Graduação, mediante apresentação de documento comprobatório no prazo
de 15 dias durante a vigência do período letivo.

Atendimento:
Segunda - feira: 17h00 - 21h00
Terça - feira: 17h00 - 19h00
Quarta - feira: 15h00 - 17h00

Avaliação:

Data Descrição
09/04 Prova I
21/05 Prova II
02/07 Prova III
08/07 Prova Substitutiva

A prova substitutiva será realizada para quem perder alguma prova ou por quem desejar melhorar a nota final.
Não há outra forma de prova substitutiva e não há necessidade de atestados no caso de ser perdida uma prova.

A prova substitutiva é obrigatória para quem tiver média aritmética das três provas inferior a 6,0 (seis).

Para alunos que fizerem a prova substitutiva, obrigatória ou não, a nota final será a média aritmética entre a
mesma e as duas maiores notas entre as três provas realizadas durante o período.

Pspice (Cadence OrCAD 16.6 Lite):

http://www.engrcs.com/tools_programs/16.6_OrCAD_Lite_Capture&PSpice_Products.zip

1
Critério de avaliação:

Descrição Pontos
Prova I 25%
Prova II 25%
Prova III 25%
Relatórios de laboratório 15%
Simulações Pspice 10%

Conteúdo das provas:

• Prova I: Cap.2, Cap.3, Cap.4;


• Prova II: Cap.6, Cap.7, Cap.8;

• Prova III: Cap.9, Cap.10, Cap.11, Cap.12;


• Prova Substitutiva: Toda matéria.

Referências Bibliográficas:

• Livro texto:
◦ Charles K. Alexander e Matthew N. O. Sadiku. Fundamentos de Circuitos Elétricos, 5a edição.

• Bibliografia complementar:
◦ Dorf, R. C. Introdução aos Circuitos Elétricos, 8a ed. Editora LTC, 2012.
◦ Irwin, J. David. Análise de Circuitos em Engenharia, 10a . ed. São Paulo: Makron Books, 2013.
◦ Nilsson, James W., Susan A. Riedel - Circuitos Elétricos, 10a ed. Prentice Hall/Pearson, 2016.

Ementa detalhada:

2. Lei de Ohm. Leis de Kirchhoff. Divisor de tensão. Divisor de Corrente. Transformação Y-delta. 3. Equa-
cionamento e Soluções de Circuitos por Métodos Algébricos e Matriciais. Análise nodal. Análise de malhas. 4.
Superposição. Transformação de fontes. Teorema de Thévenin. Teorema de Norton. Máxima transferência de
potência. 6. Capacitores em série e paralelo. Indutores em série e paralelo. 7. Equacionamento de Circuitos
Dinâmicos Solução por equações diferenciais. Circuitos RC e RL sem fontes. Circuitos RC e RL com fontes. 8.
Circuitos RLC e RLC sem fontes. Circuitos RLC e RLC com fontes. 9. Circuitos Monofásicos Tensões e correntes
variáveis no tempo. Formas de onda: oscilatórias, periódicas, alternadas. Ciclo, período, frequência, velocidade ou
frequência angular, ângulo de fase, diferença de fase (defasagem), valores de pico, médio e eficaz. Conceito de valor
eficaz. Tensões e correntes senoidais. Relação entre valor de pico e valor eficaz para onda senoidal. Representação
por fasores. Conceitos de Impedância e Admitância. 10. Análise em regime estacionário senoidal. Análise nodal.
Análise de malhas. Thévenin e Norton. 11. Potência instantânea. Potências ativa e reativa. Potências complexa
e aparente. Medição de potência ativa e reativa. Fator de potência. Compensação de reativos: série e paralela.
Correção do fator de potência. 12. Circuitos Trifásicos. Relação entre tensões de fase e tensões de linha. Relação
entre correntes de fase e correntes de linha. Conexão estrela-estrela equilibrada. Conexão estrela-triângulo equili-
brada. Conexão triângulo-triângulo equilibrada. Conexão triângulo-estrela equilibrada. Potência em um sistema
equilibrado.