Você está na página 1de 6

Raças de alagaesia

Humanos

A raça mais populosa de alagaesia, vieram para lá depois dos elfos e anões, não são
especialistas em nada, porem os humanos podem se especializar em varias coisas, recebem 1
talentos a mais no primeiro nível e 3 pontos a mais em todas as suas pericias de classe.

Elfos

Orgulhosos, poderosos, e fortes mágicos, os Elfos chegaram a Alagaësia através do mar.


Quando chegaram, já os Dragões lá estavam. Os Elfos pensaram que os Dragões eram como
todos os outros animais: que poderiam ser caçados. Um jovem Elfo, pensando isto, matou um
Dragão como se este fosse somente um veado. Ultrajados e cientes do facto que um da sua
raça tinha sido caçado, os Dragões atacaram os Elfos. Isto foi o início de uma guerra sangrenta
que durou 5 anos. A guerra duraria por muito mais tempo se não fosse um jovem Elfo
chamado Eragon (homónimo da nossa personagem principal) descobrir um ovo de Dragão.
Quando o ovo chocou, surgiu um Dragão e este chamou-o Bid'Daum. Quando Bid’Daum
chegou à idade adequada, os dois viajaram entre os Dragões e os Elfos e convenceram as duas
raças a viverem em paz. Para se certificarem que outra guerra não ocorreria os Cavaleiros do
Dragão, ou Shur’tugal, foram estabelecidos.

Os Elfos, conhecidos também como Povo Justo, pois são mais graciosos do que qualquer outra
raça, são imortais e mais poderosos na magia do que qualquer raça. O Elfo mais fraco de todos
poderia facilmente bater todo o homem na luta, na magia, ou sobre qualquer outra coisa.
Somente os Cavaleiros podem igualar a sua força e poder, após terminarem o seu treino. Os
Elfos vivem na floresta de Du Weldenvarden e a sua capital é Ellesméra, onde reside a rainha
dos Elfos: Islanzandí. A sua localização exacta, entretanto, não é conhecida porque os Elfos
mantêm em segredo as suas cidades e o seu conhecimento.

Além disso, os Elfos têm um conjunto de regras sociais projectadas para impedirem
desavenças entre Elfos e famílias. Arya explica este facto a Eragon, chamando-o à atenção de
que, como as vidas dos Elfos são muito longas, uma desavença poderia durar por séculos.
Além de que os Elfos, embora sejam imortais, conseguem raramente ter filhos. Por causa
disto, para um Elfo, ter uma criança com o seu companheiro é a mais completa ligação de
confiança que um Elfo pode expressar. Por isso, ter um filho é um dos maiores deveres de um
Elfo, se houver a possibilidade de isso se concretizar.

Outra vez porque os Elfos são imortais, não exercem as mesmas práticas de união dos seres
humanos. Os Elfos têm relações com um companheiro por tanto tempo quanto este o satisfaz
e raramente há sentimentos para com um companheiro anterior.

OBS: Chamados de O BELO POVO, são de facto tão belos que dificilmente se distingue o rosto
de um homem de uma mulher. São vegetarianos e sofrem com os danos provocados na
Natureza. Dominam a magia desde cedo e conseguem alterar a sua aparência. Também sabem
manobrar armas com grande destreza, e preferem arcos ou espadas.
Como os Elfos podem obter qualquer coisa que necessitem por magia não precisam de cultivar
ou trabalhar para sobreviver. No entanto, devido à sua imortalidade podem dedicar-se
inteiramente a qualquer trabalho que os satisfaça, o que dá origem a trabalhos espantosos.

Os Elfos não têm religião. Acreditam somente naquilo que podem provar e testemunhar.

Características raciais:

Bônus de +2 em força, +2 em constituição, +1 em sabedoria, + 4 em carisma +3 em destreza


visão na penumbra.

Pericias raciais

Acrobacia, furtividade

Anões

Os Anões eram uma raça forte e poderosa que um dia já governaram alagaesia direto de
Farthen dûr ("Pai Nosso" na língua anã). A cidade em si, Tronjheim a cidade
montanha, existem treze clãs Anões, em que cada um tem o seu próprio chefe, sendo
Hrothghar chefe supremo e, ao mesmo tempo chefe de Dûrgrimst Ingeitum (clã Ingeitum).
Nem todos os clãs concordam em que Hrothgar seja seu Rei.

Antes de elfos e humanos chegarem a Alagaësia, os anões e dragões lutaram em muitas


batalhas entre si. Embora nunca tenham feito uma grande guerra, essas batalhas, no
entanto, deixou as duas raças com rivalidade.

Os anões se dividem em treze clãs, um deles deve governar e os outros doze devem servir
como suporte para o que estiver liderando. Cada clã é composto por um vasto número de
famílias de anões. Todos os clãs são interligados e realizam uma função específica dentro da
sociedade. Para enfatizar a diferença entre cada clã, a maioria dos clãs operam de forma
independente em áreas específicas, com questões gerais e coesão global supervisionados pelo
rei. Cada clã tem seu próprio chefe de clã, ou Grimstborith, que preside as questões relativas à
seu clã específico. O Grimstborith do clã regente é o Rei.

Dûrgrimst Ingeitum: Grimstborith Hrothgar. Clã dos ferreiros.

Dûrgrimst Ragni Hefthyn: Grimstborith Ûndin. Protegem as fronteira do reino Anão próximo
do rio Âz Ragni.

Dûrgrimst Ebardac: Grimstborith Hadfala. Clã devotado a pesquisas.

Dûrgrimst Quan: Grimstborith Gannel. Clã responsável pelos deveres religiosos, manter a
tradição dos anões e armazenar o ouro dos mesmos.
Dûrgrimst Feldûnost: Grimstborith Gáldhiem. Clã dos agricultores.

Dûrgrimst Nagra: Grimstborith Thordris. Clã voltado para a pecuária.

Dûrgrimst Az Sweldn rak Anhûin: Grimstborith Vermund. Clã dedicado ao luto pela morte de
seu ex-líder, Anhüin.

Dûrgrimst Vrenshrrgn: Grimstborith Íorûnn. Clã voltado para a guerra.

Dûrgrimst Ledwonnû: Grimstborith Manndrâth. Clã voltado para o trabalho com pedras
preciosas.

Dûrgrimst Gedthrall: Grimstborith Freowin. Clã dos pedreiros.

Dûrgrimst Fanghur: Grimstborith Havard. Clã dos caçadores.

Dûrgrimst Knurlcarathn: Grimstborith Nado. Clã dos mineiros.

Dûrgrimst Urzhad: Grimstborith Hreidamar. Clã voltado para a patrulha, seja nos tuneis anãos
ou fora das montanhas.

Carcateristicas raciais

Força +2 , constituição +2

2 periciais raciais a escolha do jogador compatíveis com o clã

Dragões

Os dragões existem desde sempre em alagaesia e diz-se que vão acabar com o fim do
mundo.São uma raça impregnada de magia, ninguém, nem mesmo o próprio dragão sabre
quais são seus limites mágicos, pois onde existem dragões coisas inimagináveis acontecem!

Os dragões podem ter vários tamanho, várias cores, maneiras de atacar e alimentos
diferentes, dependendo da descendência, habitat e do tipo. Há 2 tipos: Selvagem, ou seja, não
aceita ordens, pode ser feroz e faz o que bem lhe apetece, ou Doméstico, ligado a um
cavaleiro. São necessários 36 meses para que o ovo possa eclodir, mas num dragão doméstico,
ele espera no ovo até que sinta que quem o tem nas mãos é a pessoa ideal para se tornar seu
cavaleiro. Ao primeiro toque entre ambos, forma-se uma marca no cavaleiro- a Gedwëy
ignasia. Seis meses é o tempo que demora até um dragão ser adulto. Cavaleiro e dragão
comunicam em pensamento. Só se deve montar um dragão depois de ele ser adulto. Têm
escamas, uma língua que magoa e cospem fogo. São belos, altivos, inteligentes, mágicos,
grandes, poderosos e ferozes.

Caracateristicas para criação de ficha de dragões


As fichas dos dragões são como uma ficha de personagem comum.

+4 em força, constituição e sabedoria, -1 em destreza +2 em inteligência, todos os dragões tem


ao menos 18 de carisma.

Aura de medo, todos ao redor que n forem bem sucedidos num teste de vontade com cd 12
correm de medo, ate serem convencidos que o dragão não é perigoso, quando o dragão é
ancião a CD sobe para 16.

Sopro de fogo 1d10 + 1d6 a cada 3 níveis.

Urgals
Locais mais importantes de alagaesia.

Du Weldenvarden, A Floresta Guardiã na língua antiga, é uma floresta imensa e bastante


fechada, cobrindo boa parte da região norte do continente. Sua capital é Ellesméra e, tanto ela
como as demais cidades, se mantém ocultas no meio da floresta gigante, longe dos olhos e
acesso das demais raças. As casas são feitas usando as próprias árvores, mas sem derrubá-las
ou matá-las. [Apenas Elfos podem começar em Ellesméra.]

Farthen Dûr é uma montanha pertencente a cordilheira Beor, na região sul de Alagaësia. No
fundo desta montanha, encontra-se a cidade dos anões, Tronjheim, Elmo dos Gigantes na
língua anã. Há uma larga abertura no topo de Farthen Dûr, bem acima de Tronjheim, o que
permite que a luz do sol chegue a cidade. Entretanto, a abertura é tão alta que nunca houve
nada, nem ninguém, que conseguisse entrar por lá. Portanto, o único meio de entrar ou sair da
cidade dos anões é por meio de túneis quilométricos. [Apenas Anões podem começar em
Tronjheim.]

Carvahall é uma pequena e antiga vila, com cerca de 300 habitantes. Dificilmente é visitada,
com exceção de alguns comerciantes. Situa-se pouco acima do rio Anora e à nordeste da
Espinha, uma cordilheira de montanhas. A Espinha é bastante temida em toda a Alagaësia,
aqueles que não a temem são loucos ou tolos. Dizem que um exército inteiro já foi aniquilado
lá e ninguém sabe o porque. [Ogres podem começar em tribos próximas da Espinha.]

Gil'ead, uma grande cidade, sempre pronta para a guerra. É considerada a cidade humana
melhor armada e com melhores soldados. Sua prisão é a mais segura do mundo.

Teirm é a maior cidade portuária da Alagaësia. É cercada por uma muralha extremamente alta
e grossa e possui apenas dois portões. Um no oeste, para a população, e outro no sul, para os
navios. Ambos os portões são fechados ao escurecer e reabertos ao primeiro raiar do dia.
Enquanto fechados, nada, nem ninguém, é permitido entrar ou sair. Sem exceções.
Dras-Leona é a única cidade que apóia, abertamente, a comercialização de escravos. Pouco da
cidade é conhecido, devido a mesma ser evitada pela maioria dos viajantes. "Dras-Leona pode
ser perigosa, até mesmo para o mais cuidadoso." [Não é possível começar aqui.]

Urû'baen, a cidade negra. É o lar do Imperador e de seus servos. Poucos são aqueles
permitidos a entrar na cidade, menos ainda são permitidos a sair. Apenas as regiões Du
Weldenvarden, Farthen Dûr e Surda não são controladas pelo Império. [Não é possível
começar aqui.]

Surda, a única região humana que não é controlada pelo Imperador. Muitos foras da lei
buscam refúgio lá e, por isso, não é bem vista pela população do Império. [Não é possível
começar aqui.]

Hadarac é um extenso deserto bem no centro da Alagaësia. Além do calor intenso, falta de
animais, vegetação, água e construções, ainda existem vários traficantes de escravos e
bandidos escondidos na área, atacando qualquer um que passar por seu caminho. [Não é
possível começar aqui.]

Além da costa oeste de Alagaësia, existem duas grandes ilhas. Beirland e Vroengard. Embora
as duas sejam conhecidas, ninguém nunca chegou a desembarcar em nenhuma, que se saiba,
e não foi por falta de tentativas. Portanto, o que há nelas é um completo mistério. [Não é
possível começar aqui.]