Você está na página 1de 45

GUIA DE USO DA URM NO SUBSISTEMA MCSS

1. SISTEMA: CONTROLADOR MCSS............................................................ 3


1.1. INTRODUÇÃO ..........................................................................................................................3

1.2. FUNÇÃO DAS TECLAS ...........................................................................................................6

1.3. MONITOR ..................................................................................................................................9


1.3.1. Monitorando o Estado do Sistema ........................................................................................9
1.3.2. Monitorando o estado do sistema e comandos ...................................................................11
1.3.3. Monitorando Entradas discretas..........................................................................................13
1.3.4. Monitorando Saídas discretas .............................................................................................15
1.3.5. Monitorando comunicações seriais.....................................................................................17
1.3.6. Monitorando tabelas de andar.............................................................................................18

1.4. TESTE .......................................................................................................................................19


1.4.1. Teste - checagem de bateria................................................................................................19
1.4.2. Teste-Registro do evento ....................................................................................................20
1.4.3. Auto teste............................................................................................................................23
1.4.4. Teste - Part..........................................................................................................................24
1.4.5 Teste - Segurança................................................................................................................25
1.4.6. Teste - Utilização CPU .......................................................................................................26

1.5. PROGRAMAÇÃO ...................................................................................................................27


1.5.1. Parâmetros de instalação.....................................................................................................27
1.5.2. Parâmetros de instalação.....................................................................................................30
1.5.3. Parâmetros geradores de perfil ...........................................................................................31
1.5.4. Parâmetros geradores de perfil ...........................................................................................34
1.5.5. Parâmetros de Andares .......................................................................................................35
1.5.6. Parâmetros de pesagem de carga ........................................................................................36
1.5.7. Parâmetros de pesagem de carga ........................................................................................38

1.6. CALIBRAR...............................................................................................................................39
1.6.1. Realizar corrida de Aprendizado ........................................................................................39
1.6.2. Teste do transdutor de velocidade de posição.....................................................................41
1.6.3. Transdutor de Pesagem Ajuste Automático........................................................................42
1.6.4. Transdutor de pesagem Ajuste Manual...............................................................................45
1. SISTEMA: CONTROLADOR MCSS

1.1. INTRODUÇÃO

Este documento fornece a descrição de como usar a URM (Service Tool)


quando conectada a placa MCSS de um sistema de controle de elevadores
modulares engrenados (MCS) e não engrenados tal como o Otis E311MV,
E311VF, GEM, MVF e E411MV.

Sub - Sistema de comando de movimento limitado (LMCSS)

O LMCSS é o sistema de serviço responsável pelas funções de movimento.


No sistema LMCSS a placa usada é chamada MCB (placa de controle de
movimento).

OCSS LMCSS DBSS

DCSS

Como mostra o diagrama em bloco, a LMCSS é situada no centro dos


respectivos sistemas de serviços.
A LMCSS recebe o comando para enviar o carro ao piso designado pela
OCSS, e enquanto monitora os dispositivos de segurança, calcula as distâncias
e emite para a DBSS a mais adequada velocidade para corrida.
Quando a LMCSS registra que o carro alcançou o piso designado, esta realiza
uma confirmação de segurança (verifica velocidade, zona de porta, etc.) ao
receber da OCSS as diretivas de abertura ou fechamento das portas, a LMCSS
envia o comando para abertura ou fechamento de porta para a DISS que irá
executar este comando.
No caso de falta de energia a LMCSS mantém os dados de localização da
cabina pois esta possui uma bateria de lithium. Assim quando a energia voltar
ao normal o carro não precisa realizar uma corrida de correção.

Funções da LMCSS

-Funções de controle de movimento:

Gerenciamento do controle do estado lógico de movimento


Os estados lógicos de movimento tem os seguintes modos conforme as
condições da corrida:
Modo corrida normal
Modo corrida de inspeção
Modo corrida de correção
Modo de renivelamento
Modo corrida de resgate
Modo corrida de aprendizado

Gerenciamento do controle de estado de movimento do drive

Calcula a velocidade, aceleração e envia para a DBSS

Envia para a DBSS os sinais para controle de freio

Calcula a distância para redução de velocidade e o ponto para início da


redução de velocidade

Envia sinais de estado do carro para a OCSS

-Função de detecção de posição

Com os pulsos do PVT, calcula a velocidade da corrida, a direção e a


localização.

Detecta a posição absoluta da aleta de cada piso e revisa a presente


localização.

Calcula os pisos que são possíveis parar em relação da direção da corrida.

Calcula o piso terminal independente, redução de velocidade forçada para


NTSD e distância de parada de emergência no piso terminal ETSD.

-Função de gerenciamento da segurança

Parada de emergência baseada na monitoramento da linha de segurança.

Gerenciamento da segurança da abertura e fechamento das portas baseado


nos cálculos da zona de porta.

Gerenciamento da distância para redução de velocidade e ponto para início da


redução.

Gerenciamento da segurança da velocidade para cada corrida.

-Função de: manutenção e entrada de dados de inspeção.

Através da URM, função de monitoração dos dados da corrida

Através da URM, função de estabelecer os dados da corrida.


Baseado na corrida de aprendizado, a função de estabelecer automaticamente
os dados relativos ao ponto principal de cada piso.

Função de redução de velocidade forçada para o piso terminal (NTSD)


Para a redução de velocidade forçada, a LMCSS monitora o NTSD.
Quando o elevador está indo para o piso terminal e não desacelerar após
passar pelo ponto de início da redução de velocidade, a LMCSS baseada no
monitoração de 1LS/2LS aciona a proteção de NTSD e causando uma redução
de velocidade forçada.

-Dispositivo de parada de emergência no piso terminal (ETSD)


Para uma parada de emergência no piso terminal, a LMCSS monitora o ETSD.
Quando a cabina esta indo para o piso terminal e a LMCSS detecta ETSD, se a
velocidade do carro não estiver abaixo de 94%, a placa ativará a linha de
segurança, o freio atuará e a uma parada de emergência será causada.
1.2. FUNÇÃO DAS TECLAS

MODULE Apertar para acessar ou retornar ao Menu Principal.

FUNCTION Apertar para acessar ou retornar ao Menu de Operações.

SET Apertar para acessar ou retornar ao Menu das Funções.

AZUL Apertar antes das funções em azul, indicadas na parte inferior


das teclas.
Quando apertada, o primeiro campo no visor ficará
piscando, indicando que uma tecla com função em azul deve ser
apertada para completar o comando.

0 Número Zero.

OFF Para passar uma saida discreta para nível lógico 0, ou desativar
determinada função, etc...

1 Número Um.

ON Para passar uma saida discreta para nível lógico 1, ou ativar


determinada função, etc...

2 Número Dois.

UP Tecla de seleção de direção de subida. Possui para alguns


comandos a mesma função da tecla GO ON.

3 Número Três.
DOWN Tecla de seleção de direção de descida. Possui para alguns
comandos a mesma função da tecla GO BACK.

4 Número Quatro.

DISP IN Não usada.

5 Número Cinco.

SEL OUT Apertar para apagar todos os dados do código de eventos.

6 Número Seis.

7 Número Sete.

DISP STATE Não usada.

8 Número Oito.

ENT CALL Não usada.

9 Número Nove.

TEST Não usado.


GO ON Apertar para avançar para próxima série de dados.

GO BACK Apertar para voltar para próxima série de dados.

CLEAR Apertar para apagar o último dado colocado.

ENTER Apertar para registrar o dado (entrada de dados).

SELF TEST ( AUTO-TESTE )

Ao conectar a URM no conector P1 da MCB é executado um auto-teste de


comunicação entre a placa e a URM.
Caso ocorra algum problema, aparecerá no display uma mensagem indicando que existe
um problema de comunicação que pode ser proveniente da placa ou da URM.
Caso o auto-teste tenha sido realizado com sucesso aparecerá no display da URM a
seguinte mensagem:

SELF TESTE
-OK- MECS- MODE

Pressione a tecla MODULE para proceder para o menu principal da


URM (ver “Acesso à instalação de MCSS e menu de funções de manutenção”
nesta seção).

Se o display mostrar :

SELF TEST
OK - MP2/3

Desconectar e conectar novamente a URM. Se a mesma mensagem


aparecer novamente, existe uma falha na URM ou na placa MCB.

O display deve mostrar:

MCSS = 2
DCSS = 3 DBSS = 4

Pressione 2 para ter acesso aos demais parâmetros( ver na próxima página ).
1.3. MONITOR
1.3.1. Monitorando o Estado do Sistema
MODULE
2 MCSS
1 MONITOR
1 STATUS

Esta função é usada para monitorar o status do sistema: estado lógico de movimento, estado
do drive de movimento, direção do movimento do carro, andar mais próximo, comando OCSS e
a porcentagem do peso da carga.

Direção do Status da Porta


carro Andar Andar mais [ ] = Aberta
U= Subida ][ = Fechada
D= Descida Atual Próximo
< > = Abrindo
- = sem > < = Fechando
direção * * =Nenhuma
FRONTAL OPOSTA

U af 11 NC 12 ][ ][
NOR NOR MOV VCO

Módulo de Controle Módulo de Estado de Módulo de Status Status do Gerador


de Movimento Movimento do Drive de Perfil

1. Aperte a tecla SET para sair desta função e retornar ao menu do monitor MCSS.
Status de sistema de monitoração M-2-1-1
MÓDULOS DE CONTROLE DE MOVIMENTO ESTADOS DO DRIVE DE MOVIMENTO

NRD Não preparado INA Inativo


NOR Normal PRU Preparar para corrida
REC Recuperar ,resgatar LBK Levantar freio
INI Inicialização WMO Espera para movimentar
RLV Renivelamento MOV Movimentação
INS Inspeção TRA Desaceleração de inclinação
LRN Experimentação temporizada
EST Parada de emergência TRF Desaceleração de inclinação
SES Serviço de emergência especial temporizada para o andar
ACC Operação de acesso STP Parando
DBK Soltar freio
RES Reset (reajustamento)

ESTADOS LÓGICOS DE MOVIMETO ESTADOS DE GERADORES DE PERFIL

SHD Paralização IDL ocioso


MGS Gerador de motor parado AJI oscilação(JERK) de entrada de STB
Standby aceleração
IST Inspeção parada ACO oscilação de saída de aceleração
IRU Inspeção em andamento VCO constante de velocidade
LST Corrida experimental de parada AJO oscilação(JERK) de saída de
LRU Corrida experimental em andamento aceleração
NOR Corrida normal DJI oscilação(JERK) de entrada de RLV
Renivelamento desaceleração
RIN Corrida de incialização DCO constante de desaceleração
REC Corrida de recuperação, resgate DJO oscilação (JERK ) de saída de
desaceleração
FST parada final
FXG controle de posição de ganho fixo
FIN terminado
1.3.2. Monitorando o estado do sistema e comandos
MÓDULE
2 MCSS
1 MONITOR
2 ESTADO/COMANDO

Esta função é usada para monitorar o estado do sistema, modo de controle de movimento,
estado lógico de movimento, direção do movimento do carro, andar mais próximo, andar
potencial, e estado das portas.

NOTA: Simulação de chamada de carros na OCSS pode ser registrada via URM se esta
estiver diretamente conectada.

1. Antes de simular uma chamada de carro OCSS pela URM certifique se que as portas
do carro estejam fechadas. Para fechar as portas do carro, selecione o comando FCLD (e/ou
ACLD se as portas anteriores estiverem abertas) e pressione ENTER para fechar as portas. O
comando aparecerá no campo de comando de movimento selecionado.

2 Role através dos comandos OCSS usando as teclas GO ON/GO BACK. Aperte ENTER
para executar o comando OCSS selecionado. O comando aparecerá no campo “ultimo
comando OCSS”.

Direção do Status da Porta


carro Andar Estado Lógico Estado de [ ] = Aberta
U= Subida ][ = Fechada
D= Descida Atual de Movimento Movimento do
Drive < > = Abrindo
- = sem > < = Fechando
direção * * =Nenhuma
FRONTAL OPOSTA

U af 11 NOR MOV ][ ][
GTNo | GTN** D

Comandos da MCSS para Estado da Carga


conexão direta OU
Comandos da porta da
OCSS para conexão
indireta.

3. Aperte MODULE para sair desta função e retornar ao menu do monitor


MCSS.
MÓDULE
2 MCSS
1 MONITOR
2 ESTADO/COMANDO

Estados lógicos de movimento Comandos de porta OCSS


SHD paralização FF:RR Onde FF for o comando da porta frontal e
MGS gerador de motor parado RR for o comando da porta traseira. cada comando
STD Standby pode ter os seguintes valores:
IST inspeção parada OP comando de abertura de porta
IRU Inspeção em andamento Cn fechamento de porta com combinação
LST corrida experimental parada reversa n (n pode ser de 1 a 8)
LRU corrida experimental em andamento Comandos OCSS
NOR corrida normal GTNnn - vai ao andar nn em modo normal
RLV renivelamento GTEnn - vai ao andar nn em modo de serviço de
RIN corrida de reinicialização emergência
REC corrida de recuperação/resgate ST SB - fica em standby
Estados do drive em movimento REPOS - reinicialização posição
INA inativo Mgru1 - corrida do gerador do motor, perfil 1
PRU preparar para corrida Mgru2 - corrida do gerador do motor , perfil 2
LBK levantar freio Mgru3 - corrida do gerador do motor , perfil 3
WMO espera para movimentar Mgstp- parada do gerador do motor
MOV movimentação SDSI - desaceleração e parada imediata
TRA desaceleração de inclinação GTnUP - vai para o próximo andar em direção de
temporizada subida
TRF desaceleração de inclinação GTnDO - vai para o próximo andar para baixo
temporizada para o andar FOPD - porta frontal aberta
STP parada FCLDn - porta frontal fechada com combinação n
DBK soltar freio de reverão
RES reset AOPD - porta aberta alternada
STATUS DE CARGA ACLD - porta fechada alternada com
Para a microswitch de pesagem de carga: Combinação n de reversão
A carga ANS<10% Combinação de reversões para o dispositivo de
D carga default 10%-50% reversão de porta
P carga de pico 50%-80% Botão de abrir porta DOB - posição 1
F carga total 80%-110% D = DOB reverão completa
O sobre carga >110% D = DOB reversão limitada
Para outros tipos de pesagem de carga: % de - = DOB nenhuma reversão
carga do duty Dispositivo de raio de luz(LRD) - posição 2
L=LRD reversão total
l=LRD reversão limitada
-=LRD nenhuma reversão
Proteção de porta eletrônica (EDP) posição 3
E=EDP reversão total
E=EDP reversão limitada
-=EDP nenhuma reversão
1.3.3. Monitorando Entradas discretas
MÓDULE
2 MCSS
1 MONITOR
3 DISCRETE INPUTS (Entradas Discretas)

Esta função é usada para monitorar o status do sistema: modo de controle de movimento,
estado lógico de movimento, direção do movimento do carro, andar mais próximo, estado das
portas e o status dos inputs discretos.

1 Role através dos inputs usando as teclas GO ON/GO BACK. Note que quando o valor
de input é mostrado em letras maiúsculas, o estado estará em lógica alta, quando é mostrado
em letras minúsculas, o estado estará em lógica baixa.

Direção do Status da Porta


carro Andar Estado Lógico Estado de [ ] = Aberta
U= Subida ][ = Fechada
D= Descida Atual de Movimento Movimento do
Drive < > = Abrindo
- = sem > < = Fechando
direção * * =Nenhuma
FRONTAL OPOSTA

U af 11 NOR MOV ][ ][
Saf DFC INS ies

Entradas Discretas

2 Aperte a tecla MODULE para sair desta função e retornar ao menu do monitor MCSS.
MÓDULE
2 MCSS
1 MONITOR
3 Discrete Inputs (Entradas Discretas)

Estados lógicos de movimento Estados do drive em movimento

SHD paralização INA inativo


MGS gerador do motor parado PRU preparar para corrida
STB standby LBK levantar freio
IST inspeção parada WMO espera para movimentar
IRU inspeção em andamento MOV movimentação
LST corrida experimental parada TRA desaceleração de inclinação
LRU corrida experimental em andamento temporizada
NOR corrida normal TRF desaceleração de inclinação
RLV renivelamento temporizada para o andar
RIN corrida de reinicialização STP parada
REC corrida de recuperação/resgate DBK soltar freio
RES reset

Abreviações do input discreto

SAF corrente de segurança SC relê de controle de velocidade


DFC porta completamente fechada ETS controle de parada final de emergência
INS chave de inspeção DBB drive e freio desconectados
IES parada de emergência no carro GDS chave da porta gate
ID1 zona de porta interna 1 GSM monitor da chave gate
ODZ zona da porta externa EES parada de emergência eletrônica
ID2 zona da porta interna 2 LAC baixa TENSÃO AC
DBP contato de passagem da porta AUD chave de acesso
U contato do relê UP DZ input da zona de porta
D contato do relê DOWN ADZ zoneamento da porta alternado
MUP Subir manualmente PF falha de energia
MDO Descer manualmente PVU PVT up
NTB botão terminal normal(GEM/E311VF) EEP proteção de escrita EEPROM
1LS chave de limite de direção(E311VF) BTS teste de bateria
NTT topo terminal normal(GEM/E311VF) SVT controle de taxa baud da URM
2LS chave limite de direção IDZ circuito IDZ na placa
SC relê de controle de velocidade COD chave de código-US/NON US
ETP proteção final de emergência
LSP proteção de baixa velocidade

Nota: quando o input for mostrado em letras maiusculas o estado está em alta
lógica;quando for mostrado em letras minúsculas, o estado está em baixa lógica.
1.3.4. Monitorando Saídas discretas
MODULE
2 MCSS
1 MONITOR
4 DISCRETE OUTPUTS (Saídas Discretas)

Esta função é usada para monitorar status do sistema: modo do controle de movimento, estado
lógico de movimento, direção do movimento do carro, andar mais próximo, estado das portas, e
os estados dos outputs discretos.

1 Role através dos outputs usando as teclas GO ON/GO BACK. Note que quando o valor
do output for mostrado em letras maiúsculas, o estado estará em alta lógica; quando mostrado
em letras minúsculas, o estado estará em baixa lógica.

Direção do Status da Porta


carro Andar Estado Lógico Estado de [ ] = Aberta
U= Subida ][ = Fechada
D= Descida Atual de Movimento Movimento do
Drive < > = Abrindo
- = sem > < = Fechando
direção * * =Nenhuma
FRONTAL OPOSTA

U af 11 NOR MOV ][ ][
DZ ADZ EES

Saídas Discretas

2 Aperte MODULE para sair desta função e retornar ao menu do monitor MCSS.
Estados lógicos de movimento Abreviações do output discreto

SHD paralização DZ zoneamento da porta


MGS gerador do motor parado ADZ zoneamento da porta alternada
STB standby EES parada de emergência eletrônica
IST inspeção parada BTST teste de bateria
IRU inspeção em andamento LSP proteção em baixa
LST corrida experimental parada velocidade(GEM/E311VF)
LRU corrida experimental em andamento UCM relê de movimento
NOR corrida normal descontrolado(E311VF)
RLV renivelamento UCMX auxiliar do relê de movimento
RIN corrida de reinicialização descontrolado(E311VF)
REC corrida de recuperação/resgate

Estados do drive em movimento

INA inativo
PRU preparar para corrida
LBK levantar freio
WMO espera para movimentar
MOV movimentação
TRA desaceleração de inclinação temporizada
TRF desaceleração de inclinação temporizada
para o andar
STP parada
DBK soltar freio
RES reset

Nota: quando a saída for mostrada em letras maiúsculas o estado está em alta
lógica; quando for mostrada em letras minúsculas, o estado está em baixa
lógica.
1.3.5. Monitorando comunicações seriais
MODULE
2 MCSS
1 MONITOR
5 COMUNICAÇÃO SERIAL

Esta função é usada para monitorar bytes de comunicação seriais que são recebidas de outros
subsistemas. Estes bytes podem ser traduzidos e analisados usando o ICD documento de
controle interface para o subsistema emissor.

DATA FROM: OCSS = 1


DCSS = 2 DBSS = 3

1 Selecione o número do subsistema desejado, 1-3. O display mostrará

102011003489643882387
864233200043864721008

2 Aperte MODULE para sair desta função e retornar ao menu do monitor MCSS, ou
aperte SET para sair desta função e retornar ao menu de comunicações seriais.
1.3.6. Monitorando tabelas de andar
MODULE
2 MCSS
1 MONITOR
6 FLOOR TABLES (Tabelas de Andar)

Esta função é usada para monitorar dados de tabelas de andar, e informação sobre os
sensores em cada andar.

Número Posição
do Andar do Andar Distância em mm
entre os três sensores

05 : 12345 NRZ = 24
A = ........ B = -12

GO ON (>)

05 : 12345 NRZ = 24
C = .....00 D = 12

1 Os valores mostrados para A,B,C, e D indicam 4 posições discretas para o elevador.


Em cada andar quando viajando em posição de subida:
A= posição na qual ID1 faz contato com a aleta
B= posição na qual ID2 faz contato com a aleta
C= posição na qual ID1 interrompe contato com a aleta
D= posição na qual ID2 interrompe contato com a aleta
(Onde o ID1 é um sensor de zoneamento de porta interior superior e ID2 é um sensor de
zoneamento da porta interior inferior)Aperte GO ON para ter a informação para o próximo
andar.

2 Pressione a tecla AZUL e então a tecla ON para mostrar os valores da chave de limite
de desaceleração final.

05 : 12345 NRZ = 24
1L = 132 2L = 245

3 Aperte a tecla AZUL e então OFF para retornar para o display dos sensores de
zoneamento de porta.

4 Aperte MODULE para sair desta função e retornar ao menu MCSS.


1.4. TESTE

1.4.1. Teste - checagem de bateria


MODULE
2 MCSS
2 TESTE
1 BT

Esta função é usada para checar o status da bateria RAM. Quando o teste for selecionado o
display mostrará:

BATTERY TESTING
PLEASE WAIT 5s

1 Quando o teste de bateria estiver completo, se a bateria tiver TENSÃO suficiente, o


display mostrará:

BATTERY TEST OK

2 Se a bateria não tiver TENSÃO suficiente, o display mostrará:


A bateria deve ser trocada.

BATTERY TEST
! LOW VOLTAGE !

3 Aperte SET para sair desta função e retornar ao menu de teste MCSS.
1.4.2. Teste-Registro do evento
MODULE
2 MCSS
2 TESTE
2 REGISTRO

Esta função é usada para mostrar a informação sobre quando e quantos eventos ocorreram
desde a última reajustamento (reset) do registro de evento(EEPROM).

Número de Corridas Tempo em minutos do


depois do último Reset último Reset

R = 01345 T = 00785
2703 002 000025

Código do Número de Tempo em minutos, que


Evento Ocorrências ocorreu o último Evento

1. Use as teclas GO ON/GO BACK para navegar nos códigos dos eventos. Eventos que
não ocorrem não aparecem.
Use as teclas ON/OFF para rolar a primeira linha do display entre os Runs desde
Reset/Minutes desde o display Reset e uma descrição do evento com 16 caracteres.
Veja na próxima página uma lista com as descrições dos eventos.
Use as teclas UP/DOWN para rolar a segunda linha do display entre o número de
Ocorrencias/Minutos desde o display do último evento(Last Event) e uma descrição da
razão da parada. Veja na próxima página uma lista das causas de parada.
Use a tecla ENTER para limpar o número de ocorrências e minutos desde o último
evento para o evento selecionado.
Use a tecla SEL OUT para limpar ou reiniciar o contador e o temporizador para todos
os eventos.
2. Aperte a tecla SET para sair desta função e voltar ao menu de teste do MCSS.
MODULE
2 MCSS
2 TESTE
2 REGISTRO DE EVENTO

Eventos executivos do sistema Eventos comunicação da URM


2000 Erro funcionamento placa 2204 Erro comunicação URMserviço
2001 Contador reinicio da energia
2002 Falha energia
2003 Erro tarefa rápida e lenta
Eventos comunicação OCSS
2004 Divisão por zero
2005 Carro não disponível 2304 Erro comunicação OCSS
2006 Erro sobreposição tarefas rápidas
2007 Interrupção espúria software Eventos comunicação DCSS
2008 Erro sobrefluxo
2009 Interrupção espúria hardware 2404 Erro comunicação DCSS

Eventos referência posição Eventos comunicação DBSS


2500 Erro tempo descontado DBSS
2100 Deslize positivo grande 2501 Erro paridade DBSS
2101 Deslize negativo grande 2502 Erro excesso DBSS
2102 Erro medição posição 2503 Erro armação DBSS
2103 Contagem andar inválida 2504 Erro soma verificação DBSS
2104 Posição travada inválida 2505 Erro comunicação DBSS
2105 Erro seqüência do sinal de entrada DZ
2106 Erro seqüência do sinal de entrada DZ1
2107 Erro seqüência do sinal de entrada DZ2
Eventos gerador de perfil
2108 Fundo terminal normal ou Erro sinal de entrada 2600 Ultrapassagem andar
1LS 2601 Excesso tarefa perfil
2109 Topo terminal normal ou Erro sinal de entrada 2602 Tempo descontado controle posição
2LS ganho fixo
Eventos estado lógico de movimento
2700 Freio caído-não preparado para correr DBSS
2701 Desconto de tempo-não preparado para correr DBSS
2702 Desconto de tempo queda/subida do freio DBSS
2703 Falha no drive DBSS
2704 Mensagem de parada DBSS
2705 Mensagem limite torque DBSS
2706 Número de renível de corridas
2707 Número de recuperação de corridas
2708 Número de corridas de reinício
2709 Renível fora da zona da porta
2710 Desconto de tempo não preparado para correr(somente sistema MV)
Eventos de segurança
2800 Excesso de velocidade(absoluta) 2819 Desconto de tempo de desaceleração manual
2801 Erro de rastreamento(velocidade) 2900 Drive de movimento ou estado
lógico inválido
2802 Erro direção PVT 2901 Carro movendo fora da zona
de porta
2803 Excesso de velocidade NTSD 2902 Carro fora da zona de acesso
permitido
2804 Desconto de tempo não-arranque do carro(Tempo DDP)
2805 Erro entrada relê U/D
2806 Erro entrada relê DBP 2903 Erro de entrada AUD
2904 Rede de segurança aberta
2807 Erro entrada relê ETSC 2905 Porta aberta
2808 Erro entrada relê SC 2906 Erro relê ETP
2809 Erro entrada relê DFC 2907 Erro na viagem LSP
2810 Erro entrada relê DBD 2908 Erro relê LSP
2811 Entrada ESS operada 2909 Falha DFL
2812 Entrada SAF operada 2910 Erro DFL/CD
2813 Parada emergência DFC 2911 Erro relê UCM(x)
2814 Erro entrada relê FSO/ASO
2815 Erro verificação EES
2816 Erro entrada relê EES
2817 Ajuste de código baseado na versão do país
2818 Erro de zona de porta na placa
1.4.3. Auto teste
MODULE
2 MCSS
2 TESTE
3 SELFTEST

Esta função é usada para verificar a soma de checagem EPROM, RAM e EEPROM e para
executar testes nas funções do OCSS,DBSS, DCSS e na URM.

Teste das Memórias Status do Teste


EPROM ? = teste em andamento
EEPROM + = teste OK
RAM - = teste falho

EPROM + EEP + RAM +


OC + DC+ DB + ST +

Teste da Comunicação Serial


OC (OCSS), DC (DCSS), DB (DBSS), ST (URM)

1. Aperte SET para sair desta função e retornar ao menu de teste do MCSS.
1.4.4. Teste - Part
MODULE
2 MCSS
2 TESTE
4 PART

Esta função é usada para identificar a parte número do EPROM ou EEPROM correntemente
instalado.

Tipos de PROM
EP = EPROM Parte número da
EE = EEPROM EPROM ou EEPROM

EP = AAA30085AAA
Cop. 1992 OTIS

1. Use as teclas GO ON/GO BACK para posicionar entre os tipos de PROM(EPROM ou


EEPROM)

2. Aperte SET para sair desta função e voltar ao menu de teste do MCSS.
1.4.5 Teste - Segurança
MODULE
2 MCSS
2 TESTE
5 SAFETY

Quando a URM está diretamente conectada, esta função é usada para capacitar ou desativar
certas funções de segurança para fins de testes. O subsistema OCSS deve ser desligado para
capacitar ou desabilitar as funções de segurança.

1. Se o subsistema OCSS estiver conectado ainda, o display mostrará:

PLEASE FIRST
DISCONECT OCSS

2. Uma vez que o subsistema OCSS foi desconectado, o display mostrará.

Função de
Segurança

SAFETY FUNCTION:
STOP CONT. P.: ENAB

Status:
ENAB: Habilitado
DISAB: Desabilitado

3. Use as teclas GO ON/GO BACK para rolar pelas funções de segurança.

4. Use a tecla ENTER para habilitar/desabilitar a função selecionada de segurança. Note


que se qualquer função de segurança estiver desabilitada, estará somente assim para a
próxima corrida de elevador, e então reverterá para o estado de habilitado, exceto para a
função SAFETY TEST VELOCITY. Se esta função estiver acionada, o perfil de movimento será
ditado usando os parâmetros do gerador de perfil, VELOCITY TEST, ACCELERATION TEST e
TESTE DE OSCILAÇÃO para uma corrida.

5. Aperte SET para sair desta função e voltar ao menu de teste do MCSS.

FUNÇÕES DE SEGURANÇA

SAFETY TST V Velocidade teste segurança


STOP CONT.P Ponto controle parada
ABS.OVERSPD Excesso velocidade absoluta
TRACT.LOSS Perda de tração
TRACKING ER Erro de rastreamento
NTSD DYNAMIC Excesso velocidade NTSD
NTSD STATIC Excesso velocidade NTSD(Verifica se velocidade excede a percentagem
NTSD)
OVERLOAD Sobrecarga
1.4.6. Teste - Utilização CPU
MODULE
2 MCSS
2 TESTE
6 CPU UTILIZATION

Esta função é usada para mostrar a utilização CPU. Ela é calculada como a percentagem
média do tempo do CPU utilizado nos últimos 1100 msec.

CPU % USED / WORST


075 086

1. 0% usado significa que o CPU está completamente livre; 100% significa que está
completamente saturado.

2 Aperte SET para sair desta função e voltar ao menu de teste do MCSS.
1.5. PROGRAMAÇÃO

1.5.1. Parâmetros de instalação


MODULE
2 MCSS
3 SETUP(programação)
1 INSTALL1

Esta função é usada para acessar os parâmetros de instalação do sistema armazenados no


EEPROM. Quando a URM estiver diretamente conectada, os parâmetros também podem
ser mudados.

Nome do Parâmetro
(próxima página)

TOP FLOOR
OLD: 021 NEW: 008

Valor Atual do Novo valor do


Parâmetro Parâmetro

1. Use GO ON/GO BACK para rolar pelos parâmetros de instalação.

2. Para mudar o valor de qualquer parâmetro, verifique que a Ferramenta de Serviço


esteja diretamente conectada e que o carro não esteja em movimento. Mova a chave da placa
LMCSS, segmento 2, para a posição ENA. Entre o valor do novo parâmetro (como número
decimal). O número aparecerá no display. Aperte ENTER para armazenar o valor do
parâmetro.

NOTA: Se o display especifica “------”depois de “new”, significa que o valor não pode ser
alterado. Certifique-se que a chave da placa LMCSS esteja na posição ENA, segmento 2.

3. Retorne a chave da placa LMCSS, segmento 2 para a posição OFF. Aperte SET para
sair desta função e retornar ao menu de setup(ajustamento) do MCSS.
Parâmetros de instalação M-2-3-1

Parâmetros de instalação
Símbolo Definição Faixa de Ajuste Valor de Ajuste
Top Floor Número do andar superior 0-126 -
Bottom Floor Número do andar inferior 0-126 -
Country AJG País de Origem 0=America 0
1=Japão
2=Alemanha
Enable ADO NY Habilita abertura de porta 0 -1 0
avançada
Enable RELEV Habilita renivelamento 0= Desabilita
1
TYPE 1= Habilita
2= Desabilita no perfil 2
3= Desabilita no perfil 3
4= Desabilita no perfil 2&3
Adv Brk Lift NY Habilita abertura de freio avançado
0 -1 0
DBSS Parity OE Paridade dependente do drive
0-1 1
Car non-strt[s] Limite de tempo para corrida
0 - 60 30
normal sem sinal de passadiço
Man. Decel. Time Tempo de desaceleração manual
0 - 20 20
(100 ms)
Nº of DZ in 1LS Número de zonas de porta dentro
0-8 1
da chave 1LS
Nº of DZ in 2LS Número de zonas de porta dentro
0-8 1
da chave 2LS
Abs oversp% NOR Porcentagem de sobre-velocidade
0 - 255 112
absoluta em corrida normal
Abs oversp% INS Porcentagem de sobre-velocidade
0 - 255 115
absoluta em corrida de inspeção
Abs oversp% REC Porcentagem de sobre-velocidade
0 - 255 112
absoluta em corrida de
recuperação
Abs oversp % REI Porcentagem de sobre-velocidade
0 - 255 112
absoluta em corrida de reinício
Abs overp% Porcentagem de sobre-velocidade
0 - 255 255
JPSDO absoluta em corrida JPSDO
Track err% NOR % de Erro de tração em Normal
0 - 255 25
Track err% INS % de Erro de tração em Inspeção
0 - 255 50
Track err% LOW % de Erro de tração em Baixa vel.
0 - 255 100
NTSD percent Porcentagem de velocidade
0 - 100 97
nominal para checagem da
atuação do sensor NTT e NTB
NTSD cutoff % Porcentagem de velocidade
0 - 80 60
nominal na qual de desabilita
checagem dinâmica NTSD
ETSD percent Porcentagem de velocidade 0 - 100
94
nominal para chaveamento do relé
ETSC
Símbolo Definição Faixa de Ajuste Valor de ajuste
Enable ETSD NY Habilita relé ETSD 0-1 1
max# abs overspd Nº máximo de erro de excesso de 0-255 3
velocidade
max# Track. retry* Nº máximo de erro de 0-255 3
rastreamento
max# NTSD faults* Nº máximo de erro de NTSD 0-255 0
max# ETSD faults* Nº máximo de erro de ETSD 0-255 0
max# Tract. loss* Nº máximo de erro de perda de 0-255 3
tração
max# UX DX fault Nº máximo de erro do relé UD/DX 0-255 3
max# Pos faults Nº máximo de erro de posição 0-255 0
max# PVT faults Nº máximo de erro do PVT 0-255 5
max# ADO retries Nº máximo de erro de tentativas 0-255 10
de abertura de porta avançada
max# EES faults Nº máximo de erro de EES 0-255 3
max# rdyrun tout. Nº máximo de intervalo pronto 0-255 3
para correr
max# brake tout Nº máximo de intervalo de freio 0-255 3
aberto
max# adv brk flt Nº máximo de erro de freio 0-255 3
avançado
max# drive faut Nº máximo de erro do drive 0-255 0
max# relevel run Nº máximo de corridas de 0-255 5
renivelamento
Measure Task No Nº de tarefa para medição de 0-255 0
tempo de corrida
Upper Access Flr Andar superior onde ocorre 0-126 0
acesso ao carro
Ed car ID ID carro diagnósticos ampliados 0-8 0
Elev Type Tipo de elevador 7=E311MV/E411MV 9
8=GEM
9=E311VF,MVS, HVS
Dual ANSI SC BRD Placa de verificação de velocidade 0=só 1 painel 0
ANSI 1=2 paineis, perfil 2
parâmetros usados para alt.
velocidade
2= 2 paineis, perfil 3 para alta
velocidade
Enable LSP NY Habilita proteção de baixa 0-1 0
velocidade para B44
Ena CEN-Hong Habilita manuseio de rede de 0-1 0
Kong segurança do tipo CEN
Enable PVT check Habilita verificação do PVT contra 0=todas bordas desabilitadas 3
bordas de sinal do poço 1=1 LS, 2 LS, 6” DZ bordas
habilitadas
2=1LS, 2LS, 6”, 3” DZ bordas
habilitadas
2=1LS, 2LS, 6”, 3”, ½” DZ
bordas habilitadas
Track. Debnce cyc Nº de ciclos concecutivos de erro 2-8 3
de rastreamento
MCSS to OCSS Versão da MCSS/OCSS ICD 0=versão 4.0 ou anterior 0
ICD 1=versão 4.1
Ena B44 DLF Habilita o erro da trava da porta 0-1 0
para o código 44
ADV PTR option Habilita o avanço PTR 0=desabilitado, 10-60 10
=habilitado
1.5.2. Parâmetros de instalação
MODULE
2 MCSS
3 SETUP(ajustamento)
2 INSTALL2

Esta função é usada para acessar o segundo grupo dos parâmetros de instalação do sistema
armazenados no EEPROM. Quando a URM estiver diretamente conectada, os parâmetros
também podem ser mudados.

Nome do Parâmetro
(próxima página)

ENA Dir Lim NY


OLD: 021 NEW: 008

Valor Atual do Novo valor do


Parâmetro Parâmetro

• Use GO ON/GO BACK para rolar pelos parâmetros de instalação.

• Para mudar o valor de qualquer parâmetro, verifique que a Ferramenta de Serviço esteja
diretamente conectada e que o carro não esteja em movimento. Mova a chave da placa
LMCSS, segmento 2, para a posição ENA. Entre o valor do novo parâmetro (como número
decimal). O número aparecerá no display. Aperte ENTER para armazenar o valor do
parâmetro.
NOTA: Se o display especifica “------”depois de “new”, significa que o valor não pode ser
alterado. Certifique-se que a chave da placa LMCSS esteja na posição ENA, segmento 2.

• Retorne a chave da placa LMCSS, segmento 2 para a posição OFF. Aperte


SET para sair desta função e retornar ao menu de setup(ajustamento) do
MCSS.

Símbolo Definição Faixa de Ajuste Valor de ajuste


ENA Dir Lim Habilita software de limite de direção 0-1 0 (desabilita)
1 (habilita)
Rotate DIR Inverte o sentido de informação do PVT 0-1 0 (desabilita)
1 (habilita)
ADV PTR HOLDOFF Advanced Prepare to run Holdoff 0-50 0(M), 10(N)
Wrt Prot Opt Habilita corrida com a chave de proteção 0 - 1 0 (desabilita )
de escrita desligada 1 ( habilita )
Ena PreJerk Vel Habilita partida em velocidade de prejerk 0 – 1 0 – desabilita
1 - habilita
PreJerk Ramp Dlt
Prejerk Ramp Cyc
DOOR COMM TYPE Tipo de comunicação operador de porta 0-2 0 – DISS/ADISS
1 – Multidrop 1
2 – Multidrop 2
1.5.3. Parâmetros geradores de perfil
MÓDULE
2 MCSS
3 SETUP
3 PROFILE1

Esta função é usada para acessar os parâmetros geradores de perfil armazenados no


EEPROM. Quando a URM estiver diretamente conectada, os parâmetros também podem ser
mudados.

Nome do Parâmetro
(próxima página)

VELOCITY NORMAL
OLD: 021 NEW: 008

Valor Atual do Novo valor do


Parâmetro Parâmetro

1. Use GO ON/GO BACK para rolar através dos parâmetros

2. Para mudar o valor de qualquer parâmetro, certifique-se de que a URM está


diretamente conectada e o carro não está em movimento. Mova a chave da placa LMCSS,
segmento 2 para a posição ENA. Insira o novo valor do parâmetro (como valor decimal).O
número aparecerá no display. Aperte ENTER para armazenar o valor do parâmetro.
NOTA: Se o display especifica “-----”depois de “new”, significa que o valor não pode ser
alterado. Certifique-se que a chave da placa LMCSS, segmento 2 está na posição ENA.

3. Retorne a chave da placa LMCSS segmento 2 para a posição OFF. Aperte SET para
sair desta função e voltar para o menu de SETUP do MCSS.
GERADOR DE PERFIL M-2-3-3

Parâmetros geradores de perfil

Símbolo Definição Faixa de Valor de


Ajuste Ajuste
VELOCITY NORMAL Velocidade nominal para corrida normal 0 - 7500 2500
ACCELERA NORMAL Aceleração nominal para corrida normal 10 - 1200 1000
JERK NORMAL Jerk nominal para corrida normal 10 - 2400 1200
VELOCITY INSPECT Velocidade nominal para corrida de inspeção 0 - 600 300
ACCELERA INSPECT Aceleração nominal para corrida de inspeção 10 - 1200 350
VELOCITY LEARN Velocidade nominal para corrida de 0 - 500 100
experimentação
ACCELERA LEARN Aceleração nominal para corrida de 10 - 1200 250
experimentaçào
VELOCITY RELEVEL Velocidade nominal para corrida de 0 - 300 60
renivelamento
ACCELERA RELEVEL Aceleração nominal para corrida de 10 - 1200 250
renivelamento
VELOCITY RECOVER Velocidade nominal para corrida de 0 - 3000 250
recuperação
ACCELERA RECOVER Aceleração nominal para corrida de 10 - 1200 250
recuperação
VELOCITY SLOW Velocidade intermediária para corrida de 0 - 500 10
reinício
VELOCITY REINIT Velocidade para corrida de reinício 0 - 3000 90

ACCELERA REINIT Aceleração para corrida de reinício 10 - 2000 1000


ACCELERA NTSD Aceleração durante operação NTSD 10 - 2000 1100

NTSD COMP DISTAN Distância para acrescentar a V2/2a igual a 0 - 1000 350
distância 1LS
JERK TIMED Jerk para perfil de rampa temporizada 0 - 2400 0
VELOCITY REDUCED Velocidade para baixo AC 0 - 7500 700

ACCELERA REDUCED Aceleração para baixo AC 0 - 1200 600


JERK REDUCED Jerk para baixo AC 0 - 2400 600
VELOC PROFILE 2 Velocidade nominal para perfil 2 corrida normal 0 - 7500 1000
ACCEL PROFILE 2 Aceleração nominal para perfil 2 corrida normal 10 - 1200 600

JERK PROFILE 2 Jerk nominal para perfil 2 corrida normal 10 - 1200 1560

VELOC PROFILE 3 Velocidade nominal para perfil 3 corrida normal 0 - 7500 1000

ACCEL PROFILE 3 Aceleração nominal para perfil 3 corrida normal 10 - 1200 600

JERK PROFILE 3 Jerk nominal para perfil 3 corrida normal 10 - 2400 1560

VELOCITY TEST Velocidade de teste de segurança 0 - 7500 1000


ACCELERAION TEST Aceleração de teste de segurança 10 - 1200 600
JERK TEST Taxa de oscilação do teste de segurança 10 - 1200 1560
VELOCITY ZERO Limite de medida da velocidade zero 0 - 10 1
Símbolo Definição Faixa de Valor de
ajuste ajuste
JPSDO TYPE TBA Zona de velocidade reduzida para operação 0-1-2 0
JPSDO
0=Zona alta de velocidade reduzida
1=Zona baixa de velocidade reduzida
2=Zona alta e baixa de velocidade
reduzida
VELOCITY JPSDO Velocidade nominal na zona de velocidade 0 – 3000 0
reduzida
GAIN FIXED POSCT Ganho para controle de posição de ganho fixo 10 - 40 24

DELTA TC Atraso de tempo no controle de velocidade 0 - 300 200


DECE/ACCEL% Raio de desaceleração 50 - 100 100
DESTINATION LEAD Distância avanço do destino 0 - 200 0
DESTINATION LAG Distância atraso do destino 0 - 200 0
LEVEL TOLERANCE Tolerância de nivelamento permitida no andar 0 - 10 2

ZERO SPEED TIME Duração para ditado velocidade zero após 0 - 1000 300
desaceleração
BKL to MOV Tout Intervalo entre suspensão do freio e movimento 0 - 200 0
do carro-10ms
EOR PTR TIME Atraso do fim de corrida antes de soltar PTR 0 - 255 20
(100ms)
RELEVEL DELAY Atraso antes do renivelamento(10ms) 0 - 1000 50

CAB HEIGHT Usado como extensão da zona de acesso 0 - 5000 2500


superior(mm)
BOT ACCESS LEN Extensão da zona de acesso inferior(mm) 0 - 5000 2500

POSITION DISPLMT Deslocamento de posição 0 - 25 0

1LS2LS TOLERANCE Tolerância de posição permitida para chaves 0 - 1000 300


1LS/2LS
SLIPPAGE TOLERAN Tolerância de deslize 0 - 1000 200
COUNTS PER REVOL Pulsações do encoder por revolução do motor 0 - 10 000 1024
MOTOR SPEED Velocidade do motor em revoluções por minuto 0 - 5000 1164
MG RUN TIME Timeout Period for MG Set on Inspection 0-255 90(M) 0(N)
1.5.4. Parâmetros geradores de perfil
MÓDULE
2 MCSS
3 SETUP
4 PROFILE2

Esta função é usada para acessar o segundo grupo dos parâmetros geradores de perfil
armazenados no EEPROM. Quando a URM estiver diretamente conectada, os parâmetros
também podem ser mudados.

Nome do Parâmetro
(nesta página)

MOTOR BASE SPEED


OLD: 021 NEW: 008

Valor Atual do Novo valor do


Parâmetro Parâmetro

1. Use GO ON/GO BACK para rolar através dos parâmetros

2. Para mudar o valor de qualquer parâmetro, certifique-se de que a URM está


diretamente conectada e o carro não está em movimento. Mova a chave da placa LMCSS,
segmento 2 para a posição ENA. Insira o novo valor do parâmetro (como valor decimal).O
número aparecerá no display. Aperte ENTER para armazenar o valor do parâmetro.
NOTA: Se o display especifica “-----”depois de “new”, significa que o valor não pode ser
alterado. Certifique-se que a chave da placa LMCSS, segmento 2 está na posição ENA.

3. Retorne a chave da placa LMCSS segmento 2 para a posição OFF. Aperte SET para
sair desta função e voltar para o menu de SETUP do MCSS.

Símbolo Definição Faixa de Valor de


ajuste ajuste
MOTOR BASE Velocidade para ajuste no campo (deve ser ajustado 200-65535 1200 (M)
SPEED entre 80 a 70% da velocidade de contrato) 65535 (N)
Velocity Access Velocidade para o modo de acesso 0-400 100(M)
250(N)
Prejerk Pos Delt Posição em milímetros onde o prejerk deixa de 0-65525 2
atuar
1.5.5. Parâmetros de Andares
MODULE
2 MCSS
3 SETUP
5 LANDINGS

Esta função é usada para acessar o status da porta frontal e oposta para cada andar, que está
armazenado no EEPROM. Quando a URM estiver diretamente conectada, os parâmetros
podem ser mudados.

Andar a ser FR = Frontal


programado AL = Oposta

POS FR AL FR AL
03 : O = 1 1 N = 1 0

Valor Atual Novo Valor

1. Use GO ON/GO BACK para rolar pelos números de andares. O status das portas
frontal (FR) e oposta (AL) para aquele andar são mostrados.

1. Para mudar o valor de qualquer parâmetro, certifique-se de que a URM está diretamente
conectada e o carro não está em movimento. Mova a chave da placa LMCSS, segmento 2
para a posição ENA. Insira o novo valor do parâmetro (como valor decimal).O número
aparecerá no display. Aperte ENTER para armazenar o valor do parâmetro.

NOTA: Se o display especifica “-----”depois de “new”, significa que o valor não


pode ser alterado. Certifique-se que a chave da placa LMCSS, segmento 2 está na
posição ENA.

2. Retorne a chave da placa LMCSS segmento 2 para a posição OFF. Aperte SET para sair
desta função e voltar para o menu de SETUP do MCSS.
1.5.6. Parâmetros de pesagem de carga
MODULE
2 MCSS
3 SETUP
6 LOAD1

Esta função é usada para acessar os parâmetros de pesagem de carga do sistema no


EEPROM. Quando a URM estiver conectada diretamente, os parâmetros podem ser mudados.

Nome do Parâmetro
(próxima página)

LOAD DEVICE TYPE


OLD: 021 NEW: 008

Valor Atual do Novo valor do


Parâmetro Parâmetro

1. Use GO ON/GO BACK para rolar pelos parâmetros de pesagem da carga.

2. Para mudar o valor de qualquer parâmetro, certifique-se de que a URM está


diretamente conectada e o carro não está em movimento. Mova a chave da placa LMCSS,
segmento 2 para a posição ENA. Insira o novo valor do parâmetro (como valor decimal).O
número aparecerá no display. Aperte ENTER para armazenar o valor do parâmetro.
NOTA: Se o display especifica “-----”depois de “new”, significa que o valor não pode ser
alterado. Certifique-se que a chave da placa LMCSS, segmento 2 está na posição ENA.

3. Retorne a chave da placa LMCSS segmento 2 para a posição OFF. Aperte SET para
sair desta função e voltar para o menu de SETUP do MCSS.
Parâmetros de pesagem de carga M-2-3-6
Parâmetros de instalação de pesagem de carga

Símbolo Definição Faixa de Valor de


Ajuste Ajuste
Load device type Tipo de dispositivo de pesagem de carga
0=transdutor discreto de pesagem de carga 4
1=N/D para instalações NAO 0-4
2=N/D para instalações NAO
3=Transdutor de deslocamento de TENSÃO linear
4=Pesagem de carga análoga NAO
OCSS load enable Habilita carga OCSS 1
0=OCSS capta Default load do MCSS 0-1
1=OCSS capta Estado de carga do MCSS
DBSS load enable Habilita carga DBSS 1
0=DBSS capta % do sobre equilíbrio do MCSS 0-1
1=DBSS capta % da carga do MCSS
DBSS ANS value % % de pretorque da DBSS para ajuste da chave ANS 0 - 127 10

DBSS Default load % % de pretorque da DBSS para ajuste da chave de carga 0 - 127 40
default
DBSS Peak load % % de pretorque da DBSS p/ajuste da chave de carga peak 0 - 127 60

DBSS Full load % % de pretorque da DBSS p/ajuste da chave de carga total 0 - 127 80
DBSS overload % % de pretorque da DBSS p/ajuste da chave de sobrecarga 0 - 127 110

Offset adjust Valor de ajuste de compensação 0 -255 255


Gain adjust Valor de ajuste de ganho 0 - 255 0
Imb.comp.factor Fator de compensação de carga desbalanceada 0 - 255 0
% Overbalance % de sobre equilíbrio 0 -77 45
Pretorque factor Fator de compensação pretorque 10 -50 10
DBSS load % range Define faixa de % de carga para DBSS 0
0= carga de 0 até +127 0 -1
1= carga de -127 até +127
Dynamic offset Compensação do delta do andar superior p/ adicionar 0 -255 0
p/OFFSET ADJUST
OCSS Imb.ENA Desbalanceamento habilitado p/estado de carga da OCSS: 0
0=Carga DCSS 0 -1
1=Carga DCSS menos fator de comp.de
desbalanceamento
DBSS Imb.ENA Habilita o desbalanceamento para porcentagem de carga DBSS: 0
0=Carga DCSS
1=Carga DCSS menos fator de comp. de 0-1-2
desbalanceamento(no andar superior)
2=Carga DCSS mais fator de comp.de
desbalanceamento(no andar
superior)

Hoist Ropes ENA Habilita compensação dos cabos do poço”: 0


0=sem efeito
1=carga DCSS mais %cabos poço no andar superior e 0 -1
carga DCSS menos % cabos poço no andar inferior

Hoist ropes % % de compensação dos cabos do poço 0 -255 0


Antinuis Max% %de carga máxima no alcance antiincômodo 0-255 10
Peak Min % % de carga mínima no alcance de peak 0 -255 50
Peak Max % % de carga máxima no alcance de peak 0 -255 80
Full Max % % de carga máxima no alcance total 0 -255 110
1.5.7. Parâmetros de pesagem de carga
MODULE
2 MCSS
3 SETUP
7 LOAD2

Esta função é usada para acessar os parâmetros de pesagem de carga do sistema no


EEPROM. Quando a URM estiver conectada diretamente, os parâmetros podem ser mudados.

Nome do Parâmetro
(nesta página)

GRP NOT USED YET


OLD: 021 NEW: 008

Valor Atual do Novo valor do


Parâmetro Parâmetro

1. Use GO ON/GO BACK para rolar pelos parâmetros de pesagem da carga.

2. Para mudar o valor de qualquer parâmetro, certifique-se de que a URM está


diretamente conectada e o carro não está em movimento. Mova a chave da placa LMCSS,
segmento 2 para a posição ENA. Insira o novo valor do parâmetro (como valor decimal).O
número aparecerá no display. Aperte ENTER para armazenar o valor do parâmetro.
NOTA: Se o display especifica “-----”depois de “new”, significa que o valor não pode ser
alterado. Certifique-se que a chave da placa LMCSS, segmento 2 está na posição ENA.

3. Retorne a chave da placa LMCSS segmento 2 para a posição OFF.


Aperte SET para sair desta função e voltar para o menu de SETUP do MCSS.

Name Definition Range Default Type


GRP NOT USED YET N/A 0 0 N/A

Este menu M-2-3-7 é reservado para futura expansão do conteudo dos


parametros de ajuste de carga.
1.6. CALIBRAR

1.6.1. Realizar corrida de Aprendizado


MODULE
2 MCSS
4 CALIBRATE
1 LEARN

Esta função é usada para realizar uma corrida de experimentação para que o sistema aprenda
a localização das chaves do poço quando a URM estiver diretamente conectada.

1. Instruções de corrida de experimentação aparecerão no display, duas linhas por vez.


As instruções são como segue:

SWITCH ON
. INSPECTION

TO START LEARN RUN PRESS GO ON.

1LS, 2LS, DIST TO


TERM. FLOOR = ####

PRESS “GO ON” THEN SWITCH BCK TO NORMAL.

Role pelas instruções usando as teclas GO ON/GO BACK. Em qualquer ponto das
instruções , aperte ENTER para ir ao procedimento de calibragem.

2. Coloque o elevador no modo inspeção. Ajuste a distância 1LS e 2LS aos andares
terminais, conforme necessário. Verique na próxima página uma descrição dos valores e
cálculos 1LS/2LS. Coloque o elevador no modo Normal e a corrida de experimentação
começará.

Direção do Carro Andar mais


U = Subindo próximo
D = Descendo
- = Sem direção
Estado da corrida
de Aprendizagem

d af: 12 do 1LS
A:07375 L:07100

Ultima posição
Posição atual no aprendida (mm)
passadiço (mm)
3.A sequência da corrida de experimentação será executada. Aperte ENTER
em qualquer momento para sair desta função. Uma explicação da sequência
típica é mostrada na próxima página. Todas posições reais mostradas estão
relacionadas com o zoneamento de porta inferior com uma compensação de
aproximadamente 2000mm. Se for detectado erro, esta corrida para, a palavra
ERROR aparece como estado da experimentação, e uma descrição do erro é
mostrada na segunda linha do display. Uma lista de todas descrições de erros
é mostrada na próxima página.

Aperte ENTER para sair desta corrida. Certifique-se que o segmento 2 da


chave da placa LMCSS esteja na posição OFF. Aperte CLEAR para sair desta
função e retornar ao menu de calibragem da MCSS.

Sequência típica da corrida de aprendizado


UP/1LS Sobe não para chave 1LS-pare,mude direção de corrida
DOWN 1LS Desce para chave 1LS
DOWN BFL Desce até o andar de baixo
DO/DZ2 Desce não à chave DZ2-pare, mude direção de corrida
UP DZ1 Sobe à chave DZ1
UP DZ Sobe à chave DZ
UP DZ Sobe à chave DZ2
UP/DZ1 Sobe não à chave DZ1
UP/DZ Sobe não à chave DZ
UP/DZ2 Sobe não à chave DZ2-pare, mude direção de corrida
DOWN TFL Desce não ao zoneamento de não-nivelamento do andar superior -
pare, corrida de experimentação sucedida
FINISHED

Descrição de erro

1LS DISTAN ERROR Verifique distância de 1LS para o andar inferior


2LS DISTAN ERROR Verifique distância de 2LS para o andar superior
SWITCH SEQ ERROR Verifique sequência das chaves de zoneamento de porta
PCI READIN ERROR Tente nova corrida de experimentação; referência de posição
interna - erro no sistema
NO 1LS AT BOTFLR 1LS desaparece no ou embaixo do andar inferior
NO 2LS AT TOPFLR 2LS desaparece no ou embaixo do andar superior
E2P WRITE DISABL Habilita a chave de proteção de escrita no EEPROM
NO BOTTOM FLR Desceu a distância calculada ILS e não viu o andar inferior
LEARN CANCELED Corrida de experimentação interrompida por ENTER ou chave
de inspeção
BAD DZ COUNT 1LS Número de zonas de porta em 1LS não iguala parâmetro
BAD DZ COUNT 2LS Número de zonas de porta em 2LS não iguala parâmetro
1.6.2. Teste do transdutor de velocidade de posição
MODULE
2 MCSS
4 Calibrar
2 PVTTST

Esta função é usada para testar o Transdutor de Velocidade de Posição e comparar a


velocidade ditada e a real. A aceleração ditada e a posição absoluta no passadiço
também são mostrada

Velocidade Ditada Aceleração Ditada


em mm / s. em mm / s²

DV : 0800 DA : 00250
AV : 0800 OS : 23415

Velocidade Atual

1. Aperte SET para sair desta função e retornar ao Menu de Calibragem do MCSS.
1.6.3. Transdutor de Pesagem Ajuste Automático
MODULE
2 MCSS
4 CALIBRATE
3 AUTO LOAD

Esta função é usada para calibrar automaticamente o transdutor de pesagem. Se o


sistema do elevador tem um desequilíbrio na compensação de carga, a calibragem deverá ser
feita usando a OCSS para mover o carro.

Posicione a chave do painel LMCSS segmento 2 para ENA. Insira o menu de


calibragem de carga automática e siga as instruções dadas no display.

Use OCSS To Move


Car To Bot Floor

Se o elevador tem uma compensação de carga desequilibrada, o display acima


aparecerá. Use a OCSS para mover o carro para o andar inferior, depois registre novamente o
menu de calibragem de carga automática.
Press GO ON When
Car Load = Empty

Aperte a tecla GO ON.

Offset Adjusting
Please Wait (123)

A diferença será ajustada automaticamente. O valor dado entre chaves é o valor da


diferença real.
Put Load in Car
Enter Load % > 000

Coloque uma carga entre 20% e 100% da carga nominal no carro. Insira o valor da carga no
carro como uma porcentagem da carga nominal, e aperte ENTER.

Gain Adjusting
Please Wait (123)

O ganho será ajustado automaticamente. O valor entre chaves é o valor de ganho real.

Use OCSS To Move


Car To Top Floor

Se o sistema do elevador tem um desequilíbrio na compensação de carga, o display


acima aparecerá. Use a OCSS para mover o carro para o andar superior, depois registre
novamente o menu de calibragem de carga automática. Se o sistema não tem compensação
de carga desequilibrada, este passo não é necessário.

LWT Adjusting
Finished

A calibragem do LWT está completa, e os valores do parâmetro são armazenados


automaticamente na memória.
Se aparecer uma mensagem durante o processo de calibragem, verifique a descrição dos
erros.

A qualquer momento durante a calibragem, use a chave ON/OFF para mudar entre o
display presente e o display de informação.

Valor Atual do OFFSET Valor Atual do GAIN


[ 0 – 255 ] [ 0 – 255 ]

Ofs = 180 gain = 76


Val = 136 ld % = 80

Valor Atual da CARGA Valor Atual em % da


[ 0 – 255 ] carga [ 0 – 150 % ]

Quando o display de informação aparece, o procedimento de calibragem automática


para até que a chave OFF é pressionada.. Quando a chave OFF for pressionada, o
procedimento de calibragem começa novamente e o display anterior é mostrado.

Certifique-se que o segmento 2 da chave do painel MCSS Geared está na posição


OFF. Aperte CLEAR para sair desta função e retornar ao menu de calibragem do MCSS.
MODULE
2 MCSS
4 CALIBRATE
3 AUTO LOAD

Mensagens de erro

Tipo de dispositivo de
carga não é 1, 2 ou 3

O tipo do dispositivo de carga especificado no menu do parâmetro do ajustamento de


carga é incorreto. Mude o parâmetro para 1,2 ou 3.(Transdutor de pesagem anâloga, transdutor
de pesagem com compensação de desequilíbrio, ou transdutor de deslocamento de TENSÃO
linear).
Alcance Válido é:
20 % - 100 % GO ON

Foi registrado um valor de porcentagem de carga errado. A carga no carro deve ser 20-
100% da carga nominal para ajuste do valor ganho. Aperte GO ON e coloque o valor correto.

Calibragem do LWT
Falhou! Erro ##

A calibragem falhou devido a uma situação existente. Os números de erro individuais


são:
1 Ajuste de compensação; alcance do limite superior
2 Ajuste de compensação; alcance do limite inferior
3 Ajuste de ganho; alcance do limite inferior
4 Ajuste de ganho; alcance do limite superior
5 Fator de compensação de equilíbrio muito alto

Permite Escrita
EEPROM !

Coloque o segmento 2 da chave da placa LMCSS na posição ENA. A calibragem do


LWT continuará automaticamente quando a escrita for ativada.
1.6.4. Transdutor de pesagem Ajuste Manual
MODULE
2 MCSS
4 CALIBRATE
4 LOAD MANUAL

Esta função é usada para calibrar manualmente o transdutor de pesagem de carga. A primeira
linha do display variará baseado no tipo de dispositivo de pesagem instalado para o elevador.

Para o dispositivo de carga tipo = 1,2,3 ou 4 Para o dispositivo de carga tipo= 0

Ld = 046 Ld % = 026 Ld Switch Set = A


OFFSET O: 12 N: 123 OFFSET O: 12 N: 123

GO ON

Ld = 046 Ld % = 026
GAIN O: 12 N: 123

Use as teclas GO ON/GO BACK para rolar através dos parâmetros de pesagem. Estes
parâmetros devem ser ajustados. Para mudar qualquer valor de tabela, certifique-se que a
URM está diretamente conectada e o elevador não esteja em movimento. Mova a chave da
placa LMCSS segmento 2 para a posição ENA.

Coloque o novo valor de parâmetro e aperte ENTER.

Certifique-se que o segmento 2 da chave da placa LMCSS esteja na posição OFF.


Aperte SET para sair desta função e voltar ao Menu de calibragem da MCSS.

Parâmetros da pesagem de carga

Display Explicação Valores de ajuste para a


chave de carga

OFSET Valor de ajuste de compensação A- Antiincômodo


GAIN Valor de ajuste de ganho D-Default
COMP Fator de compensação de desequilíbrio de carga P-Carga pico
%BAL %de sobre equilíbrio para LVDT F-Carga completa
O-Sobrecarga.