Você está na página 1de 8

22.

SHRAVANA:
A Estrela da Aprendizagem
Estrelas: Neste nakshatra existem três estrelas na cabeça da águia, estas são também
as três pegadas de Vishnu. Altair, leva a posições de poder e riqueza, mas problemas
com a lei.
Mitologia: Vishnu estendeu o universo em três etapas, denotando suas viagens
expansivas, bem como sua viagem expansiva aos três mundos.
Regente: Lua
Divindade: Vishnu, o preservador do universo. Vamana Avatar de Vishnu também
chamado Trivikrama (3 passos), Saraswathi (Deusa do Aprendizado) também é
associado com Shravana como Deidade Subordinada.
TriMurthi: Bhrama
Animal: macaca
Árvore: árvore pipal onde Buda alcançou a iluminação através da escuta da voz do
divino interior.
Símbolo: orelha, ou três pegadas
Dosha: kapha
Elemento: ar
Temperamento: leve, rápido
Parte do corpo: Orelha e órgãos sexuais.
Corpo VarahaMihira: Orelhas
Parashara: barriga inferior
Chakra: sacral
Classe de trabalho: forasteiro
Motivação: artha
Guna: sattwa
Gana: deva
Cor: Azul claro
Sua base acima está buscando. Sua base abaixo é os caminhos. O resultado desses
três é a conexão de todas as coisas juntas.
Poder: Seu poder é o da conexão (samhanana shakti)
Esta é a estrela da escuta, também chamada de “Estrela da Aprendizagem”. Eles
estão sempre buscando conhecimento e informação. Eles podem ser muito
intelectuais. A sabedoria e a palavra falada são muito importantes aqui. Eles são
ótimos professores ou estudantes perpétuos. Aconselhamento é um presente para eles
terem a capacidade de realmente ouvir. Seu senso de audição pode ser muito agudo
e sensível. Eles são muito tradicionais e querem descobrir o conhecimento do
passado. Ouvir e participar de fofocas é comum, embora elas sejam extremamente
sensíveis e prejudicadas como resultado. Sua natureza inquieta faz com que eles
viajem extensivamente, geralmente em busca de conhecimento. Parece haver
problemas e decepções no início da vida e algumas deficiências. Com a idade, eles
lentamente recuperam seu senso de autoconfiança. Eles podem andar mancando ou
com um portão incomum.
Shravana literalmente significa "ouvir". Essa estrela nos concede o poder de
conectar, entender, ouvir e simpatizar. Shravana nakshatra está nos ensinando
humildade, paciência, não julgamento, ouvindo a voz de nossa intuição e vendo uma
causa divina superior por trás do véu da ilusão do mundo. É por isso que as pessoas
nascidas sob este nakshatra são grandes ouvintes, que podem sempre ouvir
pacientemente e mostrar empatia a todos, bem como aconselhar as pessoas de uma
forma muito precisa e prática. Encontraremos muitos terapeutas, professores e
escritores nascidos sob este nakshatra.
Shravana nos permite unir as pessoas conectando-as aos seus caminhos
apropriados na vida. Isso requer receptividade e escuta, e resulta em compreensão e
aspiração. Vishnu com seus três passos liga os três mundos da Terra, Atmosfera e
Céu, conectando todas as criaturas com o Divino. A importância do conhecimento,
ensino e comunicação é indicada aqui, sem a qual nossos esforços não podem ser
bem-sucedidos. Shravana faz com que os outros falem bem de nós e que seus elogios
cheguem ao campo de nossa audição.
Literalmente significa ouvir, não apenas ouvir um som, mas ouvir a verdade. É
sobre ser perceptivo à verdade e às vibrações da vida. Um som viaja através da
vibração e do espaço que é o recipiente de tudo. É também por isso que está
relacionado com mantra, som, canto, vibração sagrada e manifestação de coisas. As
coisas se manifestam através do som e o Senhor Vishnu é o manifestador. Todos
estes são princípios importantes.
Isto é em Capricórnio, que está muito interessado em manifestação. Uma das
outras principais coisas que nos permitem manifestar é a nossa relação com as outras
pessoas. Sravana literalmente significa escutar a verdade, por trás das palavras que
são ditas não apenas as palavras literais. Você está escutando a verdade por trás da
pergunta, não a verdade literal da informação. Ser capaz de entender e ouvir a
verdade por trás do que é dito e fazer um ajuste adequado é importante.
Você vê que as pessoas entendem mal os ensinamentos o tempo todo, como os
ateus que querem agir como Deus não existe porque as religiões são estúpidas.
Muitas religiões são estúpidas, elas têm crenças cegas e você pode encontrar buracos
em qualquer tipo de religião, mas isso não é ouvir com Sravana. Ouvir com Sravana
está dizendo “isso é uma metáfora”.
Sravana é uma capacidade de ouvir a verdade e fazer um ajuste adequado para
se manifestar. Uma vez que a vitória é certa, queremos manter, cultivar e nutrir nosso
coração e aprofundar a própria existência, para que possamos abandonar a
individualidade e começar a nos tornar mais universalizados, que também a natureza
da Sravana e sua relação com outras pessoas e essa vibração da criatividade em si.
Os nativos de Shravana podem ter o potencial de ouvir os sons cósmicos da
flauta de Krishna, o sino ou o Om cósmico, para ficarem sintonizados com Naada, o
"som ideacional cósmico que leva à unidirecionalidade". Tal esforço de
unidirecionamento é refletido pelo seu outro ícone simbólico, a flecha, e requer
persistência e paciência inigualáveis (disponíveis através do governo de Śani dos rāśi
nos quais Śrāvaṇa reside) e um intelecto altamente evoluído, muito parecido com o
que os símbolos animais deste asterismo sugerem.

Os Vedas e Vedangas são representações do conhecimento produzido nesta


mansão lunar. Só depois de subjugar emoções e pensamentos pessoais é que podemos
ouvir os sons da corrente subjacente do nosso mundo, onde a verdadeira beleza e a
percepção da harmonia podem ser vistas (ou ouvidas), purificando a natureza interior
da pessoa.
A principal motivação é Artha, que representa ação proposital e prosperidade:
construção, crescimento e coleta de recursos. Uma vez que um nativo de Śrāvaṇa
alcance sua segurança financeira, eles estão livres para perseguir os objetivos mais
elevados de iluminação e libertação espiritual. Eles geralmente são ricos na meia-
idade.
A influência de Śani em Śrāvaṇa pode ser parcialmente responsável por uma
natureza rígida ou obstinada, mas seu objetivo é permitir que a paciência e a
persistência, a calma e o foco, entrem em sintonia com o divino. Também atribui à
personalidade ativa, trabalhadora e dedicada do nativo e seu desejo de buscar a
verdade em tudo que tentam. O grande viajante, Śani, também gosta de viajar,
sugerindo a possibilidade de viver e estudar no exterior ou longe de casa.
Por mais que Śani seja importante para cultivar a paciência de ouvir, Chandra
também é tão importante em sentir e compreender o que é ouvido. Essa combinação
de sensibilidade e foco, no entanto, pode causar dificuldades, mas Śrāvaṇa “fornece
o impulso para ajudar a sustentar a ordem estabelecida contra qualquer força oposta”.
operar em um "ambiente muito incompatível".
Śrāvaṇa rege as posições de adoração e serviço à humanidade. Uma natureza
gentil e caritativa é frequentemente produzida aqui. Fama e reconhecimento no
mundo geralmente resultam. As pessoas de Shravana são excelentes escritores e
professores.

A influência de Śrāvaṇa, que permite alcançar o conhecimento sutil, leva a


pessoa a querer aprender constantemente desde o nascimento até a morte. Assim,
esses nativos geralmente têm grandes bibliotecas ou estudam para gastar seu precioso
tempo. Śrāvaṇa as pessoas precisam de muita solidão e tempo sozinhos, pois o ruído
mundano e outras distrações podem interromper seu foco em alcançar o que eles
buscam. Eles vivem pelo lema de que "a reclusão é o preço da grandeza".
Eles são sensíveis e facilmente feridos pelas opiniões dos outros.
Como Śrāvaṇa é naturalmente orientado para o vazio silencioso (Naada) sobre
o qual tudo é manifestado, ele conduz naturalmente à meditação, a sintonizar-se com
os sons gerados a partir das explosões criativas que se originam das singularidades.
Se alguém estiver em um caminho materialista e necessitar de ajuda para se preparar
para um caminho espiritual ou desenvolver obediência ou serviço aos outros, tal
ajuda e orientação serão recebidas enquanto / se Chandra estiver em Śrāvaṇa, seja
por um professor ou por conta própria. Uma pessoa que escolhe se engajar em uma
vida na qual ele / ela utiliza completamente as capacidades de ārāvaṇa é
freqüentemente isolada de amigos e deve entender as perdas materiais necessárias
para se tornar sintonizada com sucesso em Naada.
As estrelas de Shravana formam o que os místicos védicos viam como um
ouvido. Boas habilidades de comunicação e discurso efetivo vêm de uma capacidade
superior de ouvir. ** Eles também podem fazer com que outras pessoas os escutem
** Ser receptivo traz uma consciência maior que permite o conhecimento da ordem
e estrutura da consciência. Isso dá a capacidade de conectar muitas ideias e conceitos
diferentes juntos, dando uma incrível capacidade de aprender e ganhar grande
sabedoria. Um amor de viajar e explorar através de veículos, caminhadas e corridas
para explorar a presença toda-penetrante que eles sentem por dentro. Pode ser uma
prioridade trazer as coisas de volta ao equilíbrio, restaurando as coisas aos seus mais
altos ideais.
Vamana, a Encarnação Anã de Vishnu e seus “3 Passos”
“Há muito tempo, Mahabali, o rei dos demônios, conquistou todos os três
mundos, o céu, a terra e o submundo. Os demônios estavam vivendo nos céus e os
deuses estavam vivendo no submundo. Tudo estava para trás, então Aditi, a mãe de
todos os deuses, rezou a Vishnu para que seus filhos fossem restaurados ao seu
devido lugar nos céus. Vishnu estava satisfeito com suas orações, então ele a
abençoou dando-lhe um filho que era uma encarnação de Vishnu. O filho de Aditi
foi nomeado Vamana e ele era um anão. Um dia, Mahabali estava realizando um
sacrifício de cavalos na margem norte do rio Narmada. Vamana entrou no salão de
sacrifícios segurando um guarda-chuva, uma vara e uma panela cheia de água.
Ninguém conhecia a identidade de Vamana, mas os sacerdotes que estavam
realizando o sacrifício ficaram tão impressionados com ele que suspeitaram que ele
poderia ser um deus disfarçado. Mahabali, que era um demônio gigante, olhou para
Vamana, cumprimentou-o e disse-lhe que fizesse um desejo. Vamana disse: “Meu
querido rei, você fala tão docemente. Apenas me dê três passos da terra em seu
domínio que eu medirei com meus pés. É tudo o que quero. Mahabali ficou surpreso
ao ouvir um pedido tão insignificante vindo de seu pequeno visitante, mas concordou.
Shukra (Vênus), o guru dos demônios, era muito cético sobre Vamana e viu
através de seu disfarce. Ele secretamente disse a Mahabali não fazer promessas
porque essa pessoa era na verdade Vishnu. Mahabali, no entanto, já havia dado sua
palavra e se recusou a voltar atrás. Então Shukra o amaldiçoou dizendo: “Você se
vangloria da sua sabedoria e aprendizado, mas na verdade você é um idiota! Como
resultado, toda a nossa prosperidade será destruída ”.
Contudo, mesmo após essa maldição, Mahabali honrou sua palavra. Sua rainha,
Vindhyavali, trouxera uma panela dourada cheia de água. Mahabali pegou o pote e
lavou os pés de Vamana, que instantaneamente começou a crescer. Vamana tornou-
se tão grande que era inimaginável, e Mahabali viu muitas coisas maravilhosas em
seu corpo gigante, como os elementos, os sentidos, a mente, divindades e até mesmo
todo o universo.
Depois de crescer tão grande, Vamana deu o primeiro passo e cobriu toda a
terra. Com o segundo passo ele cobriu o resto dos mundos de ti. Então Vamana disse:
“Você prometeu me dar três passos de terra. Eu tomei dois. Mas não há mais espaço
em todo o universo para o terceiro passo. Portanto, você não pode manter sua
promessa para mim, então você deve ir para o submundo. ”Mahabali pediu a Vamana
para colocar o terceiro passo em sua cabeça, o que ele fez, empurrando Mahabali
para o submundo.
Depois disso, Vamana trouxe de volta Indra, o tipo dos deuses, e o instalou
como o governante do céu. ”
Esse mito ensina as pessoas shravana sobre como ouvir seu guru. Muitas vezes,
quando uma pessoa está bêbada de ego, esquece de ouvir e entender a mensagem que
está sendo dada. O sábio Shukracharya reconheceu que o brâmane da divindade era
algo diferente do que ele estava retratando, ao passo que o rei Mahabali o considerou
pelo valor de face.
O lado sombrio de Shravana Nakshatra é sua natureza inquieta, rígida e
obstinada. Devido à sua natureza inquieta, eles viajam extensivamente, geralmente
em busca de conhecimento. Sharvana também significa "O coxo" essas pessoas
parece ser problemas e decepções no início da vida, e pode ter algumas deficiências.
Eles não têm confiança, mas com a idade, recuperam lentamente sua sensação de
autoconfiança. Ouvir e participar de fofocas é comum, apesar de serem extremamente
sensíveis e prejudicadas como um poço. Essas pessoas podem ser de natureza muito
inteligente e egoísta. Essas pessoas têm inimigos devido à sua natureza altamente
ciumenta. Eles gostam de ordem excessiva em coisas que podem ser problemáticas.
Eles podem experimentar desilusão no início da vida enquanto exploram o mundo de
Maya. Sua motivação primária é a busca materialista, quando atingem sua segurança
financeira, buscam a iluminação e a liberação espiritual. Eles precisam aprender a
ouvir mais os outros, ou prestar atenção à sua própria voz interior, a fim de crescer
ou progredir na vida.
Viṣṇu é a origem da própria existência. A palavra viṣṇu significa “aquilo que
está em toda parte”. O espaço está em toda parte. É o que tudo está dentro e o que
tudo tem dentro dele. O comprimento de onda sensorial levado pelo espaço (de
acordo com a ciência de Saṁkhya) é sólido. O som é o que o ouvido ouve. Assim,
Vi allu que permeia tudo é um ajuste perfeito para Śravaṇa, a estrela da escuta. Viṣṇu
é também o deus que nos permite ouvir atentamente. Para ouvir com atenção,
precisamos de um estado de espírito pensativo e claro. Como aprendemos no capítulo
sobre Rohi, este mundo tem três efeitos primários em nós: às vezes nos excita a ação
(rajas), às vezes nos acalma para dormir (tamas) e às vezes nos permite ser
equilibrados e claros (sattva).
Brahma é o deus dos rajas. Rudra / Śiva é o deus de tamas. Viṣṇu é o deus de
sattva - clareza. Assim Viṣṇu permite que nossas mentes sejam claras e pensativas
para que possamos ouvir com atenção e adquirir conhecimento. Śravaṇa é uma
estrela de prestar atenção e adquirir conhecimento. É uma excelente estrela para
educação e inteligência, capacitando-nos a fazer perguntas inteligentes, ouvir
atentamente as respostas e procurar professores qualificados. Viṣṇu é um deus muito
transcendental e não materialista. Assim, Śravaṇa é particularmente adequado para
ajudar a humanidade a adquirir conhecimento espiritual. Um verso famoso no
Bhagavata Purāṇa (7.5.23) explica que os nove processos para a obtenção da
iluminação começam todos e estão enraizados em “Viṣṇu Śravaṇa” - ouvir de e sobre
Viṣṇu. Através de Śravaṇa Viṣṇu inspira os seres humanos a buscarem um
conhecimento mais profundo, verdades espirituais, iluminação e amor divino.
Vishnu é conhecido principalmente como o irmão mais novo de Indra, que
recuperou o universo para Indra em três etapas.
Viṣṇu é um vasto mar de ser! Milhares de rios e lagos inesgotáveis vêm desse
mar. Da mesma forma, suas encarnações estão além da contagem. Todos os sábios,
deuses, progenitores e os senhores originais da humanidade, assim como seus
descendentes extremamente poderosos, são porções de Viṣṇu. Eles são todos
fragmentos ou expansões de Puruṣa. Todos eles encarnam, idade após idade, para
proteger o mundo sempre que os inimigos dos deuses o perturbam. Mas entre todos
eles, Kṛṣṇa é único, porque ele é o Todo-Poderoso! Qualquer um que
cuidadosamente recita esta lista de encarnações confidenciais do Todo-Atrativo com
espírito de devoção pela manhã e à noite fica livre de toda a miséria.

Shravana pada 1
Marte
Palavra-chave: ambição
As pessoas nascidas neste trimestre são focadas e ambiciosas. Eles são egoístas e
egoístas por natureza. Eles são propensos a fazer amigos ruins e podem
frequentemente mudar para novos amigos, especialmente do sexo oposto.
Essa pada se relaciona com mais lógica, iniciativa ambiciosa e carreira consciente.
As influências planetárias aqui se concentram no cultivo da lógica, ambição e
iniciativa.

Shravana pada 2
Vênus
Palavras-chave: Diplomacia
As pessoas nascidas neste trimestre são inteligentes, de fala mansa e de natureza
diplomática. Eles conhecem a arte de cunhar dinheiro e nunca deixam nenhum
trabalho intermediário.
Os nativos daqui são diplomáticos e o foco é na música e na indústria do
entretenimento.
Este pada se relaciona com aqueles envolvidos em aspectos organizacionais da
indústria do entretenimento, especialmente o negócio da música.

Shravana pada 3
Mercúrio
Palavra chave: Comunicação
As pessoas nascidas neste trimestre carregam a maioria das qualidades de Shravana
Nakshatra como mencionado acima. Eles estão entre os melhores ouvintes e
extremamente bons em habilidades de comunicação. Eles também gostam de ouvir
histórias antigas relacionadas à religião.
Este pada relacionar com o que é flexível e astúcia, eles podem trabalhar na mídia de
massa e outras ocupações de comunicação orientada.
O foco aqui é nos melhores aspectos de Shravana, que é a comunicação e o desejo de
expandir o conhecimento.

Shravana pada 4
Lua
Palavra chave: Receptivo
As pessoas nascidas neste bairro deixam o nativo pouco emotivo e são muito
carinhosas por natureza. Eles são bons em manter o equilíbrio entre casa e escritório
e também terão um grande círculo público. Eles são encontrados principalmente em
grupos como eles gostam de conversar e fofocar com as pessoas.
Este pada se relaciona mais com aqueles que ocupam importantes cargos públicos ou
aqueles em ocupações lunares, como hoteleiros, etc.
O foco aqui é em ser simpático e receptivo. Esses nativos provavelmente ocuparão
cargos públicos ou empregos na indústria hoteleira.