Você está na página 1de 7

CE ARDALIAO AMÉRICO PIRES

Aula 03: PRINCIPAIS DOENÇAS CRÔNICAS DEGENERATIVAS – UNIDADE IV


Aluno:
Prof° Esp. Leonardo Delgado
Data: / /

PRINCIPAIS DOENÇAS CRÔNICAS a função do aparelho é pressionar no sentido


DEGENERATIVAS LIGADAS AO contrário ao do sangue, medindo assim a pressão
SEDENTARISMO E A OBESIDADE arterial sistólica.
Durante o período de “relaxamento”
do coração, conhecido como diástole, conseguimos
mensurar a pressão diastólica.

Vimos na aula anterior que o


sobrepeso, a obesidade e o sedentarismo
Ao medirmos a pressão arterial de
atingiram status de problema epidemiológico e
alguém precisamos de referências para sabermos o
neste cenário surgiu uma nova área de
atual estado de saúde da pessoa avaliada.
investigação, a epidemiologia da atividade física,
buscando aplicar as estratégias gerais das
pesquisas epidemiológicas no estudo da atividade
física relacionada à saúde.
Nesta aula veremos as principais
doenças crônicas degenerativas ligadas ao
sedentarismo e a obesidade. Buscaremos, ainda,
conhecer a etiologia destas doenças e o papel do
estilo de vida positivo e da atividade física no
combate às mesmas. Vamos em frente!

HIPERTENSÃO ARTERIAL Assim, temos como precisar se esta


É comum escutarmos que esta ou pessoa esta sofrendo ou não de hipertensão e,
aquela pessoa tem pressão alta e isto é ainda, qual o nível de comprometimento do estado
compreensível tamanho o número de pessoas hipertensivo.
acometidas por este mal. Mas, afinal, o que é Pressões em torno 120 por 80mmHg
hipertensão? Qual sua relação com o (milímetros de mercúrio) são consideradas
sedentarismo, a obesidade e os maus hábitos normais. Conhecidas por nós apenas como 12/8.
alimentares? Estas são algumas questões que A hipertensão arterial geralmente
tentaremos responder neste tópico. não apresenta sinais precoces de sua existência
Vamos começar entendendo o que possa advertir o portador desta patologia, por
mecanismo da pressão arterial. O sangue isso é conhecida como “assassina silenciosa”. Ela
bombeado pelo coração é transportado pelas sozinha aumenta potencialmente o risco de
artérias, veias e capilares para todos os tecidos e desenvolvimento de doenças cardiovasculares
órgãos do corpo. Este processo envolve duas fases como veremos a seguir.
distintas do batimento do coração: a sístole, que é Quando associada a outros fatores
a fase de contração em que o coração impulsiona o de risco como tabagismo, colesterol alto,
sangue pelo corpo, e a diástole, quando o coração alimentação rica em sal e gorduras, estresse e
“relaxa” brevemente para que suas câmaras sejam histórico familiar pode se tornar realmente uma
enchidas de sangue e reinicie o novo processo de doença muito perigosa.
bombeamento. Durante a fase da sístole o sangue Por não apresentar sintomas claros
invade as artérias e na sua passagem pressiona de sua existência, ou seja, por ser assintomática, a
suas paredes tencionando-as. Esta tensão é hipertensão arterial é conhecida como “assassina
medida por um aparelho (esfigmomanômetro) silenciosa”. Ela sozinha aumenta muito o risco de
colocado externamente ao vaso, por sobre a pele, doenças cardiovasculares.

Leonardo de A. Delgado CREF. 001764-G/MA


As doenças hipertensivas aumentam dos vasos sanguíneos, para facilitar a passagem de
muito o peso sobre a morbimortalidade geral e, suprimento (O2 e glicose) trazidos pela corrente
em especial, sobre as cardiovasculares. sanguínea para os músculos e demais órgãos.
Após destacar a alta correlação entre Após o término da sessão de
a hipertensão arterial e algumas das mais temíveis exercício, a pressão arterial cai abaixo dos níveis
doenças crônicas, um grupo de especialistas da normais por um período em torno de 20 a 120
34
Sociedade Brasileira de Cardiologia (2004) minutos, este efeito é que chamamos de agudo e
anunciou, durante a publicação das IV Diretrizes se destaca ainda mais quando a pessoa é
Brasileiras de Hipertensão Arterial, que esta hipertensa. Se esta prática se torna rotineira este
doença configura-se como um dos principais efeito começa a aumentar durante a fase pós-
agravos à saúde no Brasil, elevando sobremaneira exercício, além, é claro, dos efeitos benéficos
o custo médico-social. Estes especialistas adicionais, como a redução do peso corporal, a
anunciaram ainda que o combate a esta doença diminuição do estresse, a melhoria do perfil
tão perigosa e comum na população brasileira, só lipídico sanguíneo, a conseqüente melhora do
seria eficaz através de uma abordagem padrão alimentar, entre outros.
multipofissional dado ao caráter multifatorial da
doença. Anunciaram, também, as medidas de DIABETES MELITO
maior eficiência no tratamento não- O diabetes melito ou simplesmente
33
medicamentoso . São elas: diabetes, a exemplo das demais doenças crônicas,
- Redução do peso corporal e manutenção do peso tem sua etiologia ainda um tanto confusa, mas
2
ideal (IMC entre 20 e 25 kg/m ). vamos analisá-la de forma geral.
- Redução da ingestão de sódio (o ideal seria Temos dois tipos de diabetes
ingerir até 6 g/dia de sal, correspondente a 4 diagnosticados, o insulino-dependente ou do tipo
colheres rasas de café). 1 e o não insulino-dependente ou do tipo 2.
- Maior ingestão de potássio (dieta rica em Em linhas gerais, esta desordem
vegetais e frutas, entre 2 e 4 g/dia de potássio). metabólica diminui a capacidade do organismo em
- Redução de bebidas alcoólicas (30g álcool/dia, metabolizar (“queimar”) a glicose que é
aproximadamente uma cerveja de 600 ml). responsável por alimentar de energia as células do
- Exercícios físicos regulares (pelo menos 30 nosso organismo.
minutos de atividades física moderada na maioria No caso do diabetes tipo 1 o
dos dias da semana). pâncreas deixa de produzir ou produz em baixa
Observe que todas estas medidas escala o hormônio insulina, que é responsável por
estão diretamente associadas ao estilo de vida permitir a entrada da glicose no interior das células
positivo, reforçando o quanto este estilo de vida é (uma espécie de chave), assim a glicose se acumula
importante no combate a morbimortalidade no sangue e depois é eliminado pela urina através
causado pelas doenças crônicas. Só para dos rins. Por razões ainda não bem esclarecidas, as
reforçarmos o que estamos dizendo, segundo células betas, que são as células pancreáticas
Nieman (1999), a obesidade sozinha triplica o risco responsáveis por produzirem a insulina, são
de hipertensão arterial. Imagine só quando atacadas pelo sistema imunológico e deixam de
associamos a outros fatores de riscos, como, por produzir a insulina, por isso a pessoa acometida
exemplo, o sedentarismo. Estima-se que o por este tipo de diabetes precisa receber insulina
sedentarismo aumenta em até 50% o risco de para que as concentrações de glicose sejam
hipertensão. Ainda bem que basta perder peso metabolizadas e o corpo possa receber esta
para diminuir muito os valores de pressão arterial, energia tão importante, daí o nome insulino-
mas a melhor estratégia é associar uma dependente.
alimentação saudável a um programa regular de
atividade aeróbia.
E você sabe como está sua pressão
arterial?
Durante os exercícios aeróbios a
frequência cardíaca sobe e com ela a tensão
arterial, a vantagem neste processo é que o
organismo durante a prática de exercícios físicos
entra num estado que chamamos de prontidão
para o esforço, neste momento acontece um
aquecimento do corpo e um processo de
vasodilatação, que é a ampliação do calibre ou luz
34
Efeito agudo: causado imediatamente à atividade física e
33
Não-medicamentoso: sem a utilização de medicamentos. passageiro.

Leonardo de A. Delgado CREF. 001764-G/MA


No caso do diabetes tipo 1 o Sabemos também que a grande
pâncreas deixa de produzir insulina e o portador maioria, cerca de 90% dos casos de diabetes, são
dessa doença precisa de insulina externa. Por isso, do tipo 2. Fica até fácil sabermos o porquê, pois
o termo insulino-dependente. sua alta relação com o estilo de vida sedentário,
Como este tipo de diabetes se com a má alimentação e com a obesidade explica
iniciava mais na juventude, ficou conhecido como boa parte deste fenômeno.
diabetes juvenil, nome que hoje não mais se Devido ao efeito tóxico dos níveis
aplica, pois este tipo de diabetes pode aparecer elevados de glicose na corrente sanguínea sobre os
em qualquer idade. vasos, nervos e outros tecidos do corpo, o
Os sintomas do diabetes tipo 1 são portador de diabetes tem aumentado sua
facilmente identificáveis: vulnerabilidade ao surgimento de várias doenças.
• Micção excessiva e freqüente; As pessoas com diabetes estão até
• Fome insaciável; quatro vezes mais susceptíveis a morrerem por
• Sede intensa; doenças cardiovasculares. Cerca de 75% dos casos
• Perda de peso; de óbito por diabetes estão ligadas às doenças
• Visão turva, náuseas e vômitos; cardiovasculares.
• Fraqueza, tontura, irritabilidade e fadiga Os valores recomendados de
extrema; concentração de glicose sanguínea não devem
• Dificuldade de cicatrização de pequenos ultrapassar as 110mg/dl (miligramas por decilitros)
ferimentos, na gengiva por exemplo. após 12hs de jejum. Qual é a boa notícia? Isto
O diabetes tipo 2, não insulino- mesmo, o exercícios aeróbios regulares, associados
dependente, tem um mecanismo etiológico à boa alimentação e a adoção de um estilo de vida
diferente. Neste caso, o pâncreas produz a positivo, combatem principalmente o diabetes 2,
insulina, mas as células do organismo, que chegando a incrível marca de 90% dos casos serem
precisam da glicose para se alimentar, começam a resolvidos com esta mudança no estilo de vida.
ficar insensíveis à insulina, é como se a fechadura, É bom relembrá-lo que a adoção do
neste caso, os receptores de insulina, não estilo de vida positivo combate à obesidade, à
reconhecessem a chave. Como resultado desse hipertensão, ao colesterol alto e,
processo, começa a se acumular no sangue a conseqüentemente, diminui substancialmente os
insulina e a glicose, sobrando para os rins a difícil riscos das doenças cardiovasculares.
tarefa de eliminá-los pela urina. Durante o exercício, como já foi
No caso do diabetes tipo 2 o colocado anteriormente, o corpo entra em estado
pâncreas produz insulina, mas as células do corpo de prontidão potencializando o metabolismo para
ficam insensíveis ao hormônio, o portador dessa as solicitações de gasto energético. Durante este
doença só em alguns casos/momentos vai precisar período os músculos podem aumentar de 7 a 20
de insulina externa. Por isso, o termo não insulino- vezes a captação de glicose aumentando a
dependente. sensibilidade dos receptores na presença,
Os sintomas do diabetes tipo 2 são inclusive, de pouca insulina, isso faz com que as
mais discretos e não se pronunciam com tanta taxas de glicose sanguínea caiam abaixo dos
nitidez como a do tipo 1; são mais lentos e patamares normais. Este fenômeno, dependendo
geralmente se pronunciam após os 30 anos e vão da duração e intensidade do exercício, pode durar
aumentando com o passar da idade. Um fator de várias horas até dois dias após a sessão. Se
isolado que acelera bastante o processo de estas sessões se repetem regularmente este efeito
instauração do diabetes 2 é o aumento do peso. Só pode se tornar crônico trazendo enorme benefício
nos Estados Unidos, 85% dos diagnósticos de para os diabéticos.
diabetes 2 foram feitos em pessoas com excesso Porém, alguns cuidados devem ser
de peso e a medida que aumenta o IMC aumenta tomados durante a prática dos exercícios. Por
potencialmente o risco desta diabetes (NIEMAN, exemplo: deverá monitorar seus níveis de glicemia
1999). para evitar a hipoglicemia facilmente identificada
na sensação de tontura que este estado provoca.
Se o diabético for insulino-dependente, deve
tomar cuidados adicionais com os pés, pois é
natural a perda de sensibilidade nas extremidades
do corpo, o que pode ocasionar pequenos
ferimentos que como você já sabe tornam-se
sempre mais difíceis de curar no diabético,
principalmente, nos pés. Mas, isso não deve ser
impedimento para a prática esportiva dos
diabéticos tipo 1. Temos casos de atletas até de

Leonardo de A. Delgado CREF. 001764-G/MA


triathlon que controlam seus níveis durante as Quando os níveis de HDL-colesterol
provas. são elevados (e” 60mg/dl), observamos uma
redução dos riscos de doenças cardiovasculares.
COLESTEROL ALTO A proporção ideal de colesterol seria
35
O colesterol alto é um dos de 100mg/dl para o LDL e 60mg/dl HDL, ou seja,
principais fatores predisponentes para as doenças um colesterol total de 160mg/dl. A notícia ruim é
cardiovasculares, mas em concentrações normais que as pessoas com HDL superior a 60mg/dl são
torna-se imprescindível para o bom funcionamento bem raras. Provavelmente, isto estaria ligado a
do organismo. Então, vamos entender melhor algum fator genético ainda não explicado. Quando
como é este mecanismo. o colesterol total ultrapassa os 200mg/dl é preciso
Nosso organismo produz colesterol ficar atento para os riscos que isso pode trazer.
para seu próprio funcionamento, mas também A notícia boa é que o exercício
absorve colesterol dos alimentos, principalmente, aeróbio regular aparece em primeiro lugar na
os de origem animal. Quando os níveis de ordem de importância para o aumento do HDL e
colesterol estão elevados uma parte do excesso diminuição do LDL, seguido pela redução do peso
fica depositado nas paredes das artérias, corporal, interrupção do tabagismo e diminuição
aumentando, com isso, os riscos de doenças do consumo de álcool. Para a redução do LDL
cardiovasculares. Mas, basta iniciarmos uma também é preciso uma reeducação alimentar,
mudança do estilo de vida para termos uma principalmente, no tocante à redução do consumo
diminuição deste risco. de gordura saturada, tão abundante em alimentos
Mas, afinal, o colesterol é bom ou industrializados.
ruim para o organismo? Como funciona? O
colesterol, a exemplo do triglicerídes e de outras DOENÇAS CARDIOVASCULARES
gorduras ou lipídeos, é carregado pela corrente Pelo que já estudamos até agora foi
sanguínea por transportadores conhecidos como possível perceber que as doenças cardiovasculares
lipoproteínas, que se dividem em lipoproteínas de são as que mais predispõem as pessoas ao quadro
baixa densidade (LDL) e de alta densidade (HDL). de morbimortalidade. Só para termos uma idéia do
O LDL-colesterol é tido como mau impacto destas doenças, além de serem
colesterol, pois influencia para o “acúmulo de responsáveis por mais da metade do total geral de
gordura” nas paredes das artérias aumentando os óbitos nos países desenvolvidos, se elas fossem
riscos das doenças cardiovasculares. Os níveis eliminadas, teríamos um acréscimo de 10 anos na
considerados aceitáveis não podem ultrapassar as expectativa de vida.
130mg/dl (130 miligramas de LDL-colesterol por Temos mais de 20 diferentes
decilitros de sangue). Seu nível ideal é de doenças ligadas ao coração e aos vasos, por isso o
100mg/dl. termo “doenças cardiovasculares” é entendido de
Já o HDL-colesterol é conhecido forma genérica. Estudaremos, então, as principais.
como o bom colesterol, pois é responsável por Vamos começar!
levar o colesterol até o fígado para ser É inquestionável o papel das doenças
transformado em ácidos biliares ou simplesmente cardiovasculares na morbimortalidade no mundo
bile e, às vezes, até para ser eliminado do contemporâneo ocidental, tanto para os países
organismo pelas fezes. Configurando-se no desenvolvidos quanto para os em
mecanismo de controle do colesterol. desenvolvimento.
Em linhas gerais, podemos dizer que As doenças cardiovasculares
36
o LDL-colesterol é o mau colesterol, pois influencia especialmente a cardiopatia isquêmica e o
no “acúmulo de gordura” nas paredes das artérias. acidente vascular cerebral são e serão, conforme
E o HDL colesterol é o bom colesterol, pois leva o projeção para 2020, as principais causas de morte,
excesso até o fígado para ser transformado, morte prematura e de anos perdidos com
controlando as taxas de colesterol sanguíneo. incapacitação (MATOS et. al., 2004).
Da mesma forma que
exemplificamos a insulina como uma chave que Cardiopatia ou doença coronariana
facilita a entrada da glicose da célula, o HDL- Para estudarmos a doença
colesterol seria uma espécie de caminhão de lixo coronariana, precisamos entender a sua etiologia.
que coleta a gordura pelo organismo e a recicla ou Neste contexto, vamos estudar a aterosclerose
joga fora através do fígado. que, em linhas gerais, é conhecida pela formação
de uma placa de substância gordurosa na camada

35
Colesterol: substância presente em todas as células do
36
corpo, responsável por várias funções bioquímicas, presente na Cardiopatia isquêmica: acontece quando suprimento de
gordura de origem animal muitas vezes até confundida com ela sangue é interrompido causando a isquemia, ou seja, a morte
ou usada como sinônimo de gordura ou lipídio. do tecido cardíaco por falta de suprimento sanguíneo.

Leonardo de A. Delgado CREF. 001764-G/MA


41
interna dos vasos sanguíneos. É tida como fator secundários para entendermos melhor o quanto
subjacente em aproximadamente 85% dos casos os fatores associados podem predispor a pessoa a
de doenças cardiovasculares. esta doença tão perigosa e também, quanto o
A aterosclerose pode desencadear a estilo de vida positivo pode contribuir na
cardiopatia, o acidente vascular cerebral (AVC) e a prevenção e no combate a esta doença.
doença arterial periférica. Segundo Pollock & Wilmore (1993),
A aterosclerose é tida como fator os fatores primários podem ser alteráveis, basta a
subjacente em aproximadamente 85% dos casos pessoa se esforçar e modificar seu estilo de vida.
de doenças cardiovasculares. São eles:
Vejamos como se forma a placa • A Hipertensão arterial.
aterosclerótica. O mecanismo é bem complexo e • Os Lipídeos sanguíneos (LDL-C elevado e HDL-C
controverso, mas vamos abordá-lo reduzido, triglicerídeos elevado).
superficialmente e de forma didática. • Tabagismo.
Segundo Nieman (1999), o processo Já os fatores secundários são
tem início na lesão da parede do vaso ocasionada divididos em alteráveis e inalteráveis.
por vários fatores associados, entre eles podemos Alteráveis:
destacar: o nível elevado de colesterol e as • Diabetes.
37
lipoproteínas oxidadas , a pressão arterial • Estresse.
elevada, o tabagismo, a má alimentação, entre • Sedentarismo.
38
outros. Em resposta a esta lesão, os monócitos • Obesidade.
são atraídos para o local, se acumulam no Inalteráveis:
revestimento interno do vaso (conhecido como • Idade.
íntima) e se transformam em macrófagos (células • Gênero masculino e hereditariedade.
comedoras). Estes macrófagos, ao realizarem a Ainda segundo estes renomados
fagocitose39, liberam proteínas que estimulam a cientistas, a hipertensão tornou-se a principal
produção de colágeno e de outras substâncias que preditora da doença coronariana, especialmente,
formam o tecido fibroso da placa aterosclerótica. quando associada a outros fatores aqui
Como resultado deste processo, temos um apresentados.
estreitamento progressivo da luz do vaso, que, por
conseguinte, pode desencadear um ataque Acidente Vascular Cerebral – AVC
cardíaco, um AVC ou até uma doença arterial Outra doença muito perigosa é o
periférica (varizes). acidente vascular cerebral, conhecido
simplesmente como AVC ou ainda derrame.
O nosso cérebro requer
aproximadamente 25% do volume de sangue
bombeado pelo corpo e ainda 75% da glicose
presente no sangue. Então, não se assuste com a
fome que sentimos quando estamos estudando,
mas é que realmente precisamos nos alimentar
bem nesta hora, mas não vamos exagerar!
Diferente de outros órgãos do corpo,
como, por exemplo, os músculos, o cérebro não
possui energia armazenada em forma de
Então, você já está percebendo glicogênio e se ficar privado de sangue por pouco
porque colocamos as doenças cardiovasculares tempo já será suficiente para perder a função da
nesta sequência. Veja só os fatores de risco para o região afetada e as consequências podem ser
surgimento da doença coronariana, principal irreversíveis ou até fatais.
doença cardiovascular. Antes, porém, precisamos Os AVCs podem ser isquêmicos onde
40 o suprimento sanguíneo é interrompido e a área
dividir estes fatores em primários e
afetada sofre uma necrose. Ou hemorrágico
(derrame) onde acontece o sangramento dentro
37 do cérebro.
Lipoproteínas oxidadas: neste processo o LDL pode ser
oxidado pelo fumo e/ou pela ausência das vitaminas
antioxidante (A, E e C).
38
Monócitos: leucócitos ou glóbulos brancos, responsáveis pela
defesa do organismo.
39
Fagocitose: é a ingestão e destruição de uma partícula de
microrganismo por uma célula, conhecida como fagócito.
40 41
Fatores de risco primário: já amplamente comprovados, em Fatores de risco secundário: tão importante quanto os
que não há mais dúvidas de sua participação na etiologia da primários ainda precisam passar por mais estudos para uma
doença. melhor compreensão no mecanismo etiológico da doença.

Leonardo de A. Delgado CREF. 001764-G/MA


após avaliação médica, poderá receber a nova
dose do medicamento.
a) Certo b) Errado

02. O programa de controle de doenças crônico-


degenerativas como a hipertensão e o diabetes
visa identificá-las precocemente, fazer a respectiva
prevenção, reduzir suas complicações, cuidar dos
doentes e desenvolver ações de promoção da
saúde. Com relação à hipertensão e ao diabetes,
julgue os itens subsequentes.
Este primeiro tipo de acidente pode
ser transitório, quando um coágulo ou trombo
As unidades básicas de saúde são responsáveis
sanguíneo interrompe transitoriamente a
pela organização de atendimento individual e em
passagem do sangue ou, ainda, o definitivo quando
grupo dos pacientes portadores dessas doenças
esta interrupção causa a morte da região afetada
residentes em sua área de abrangência, assim
por falta de sangue.
como pelo encaminhamento dos casos que
No caso do hemorrágico, acontece o requerem atenção de média e alta complexidade.
rompimento da artéria cerebral e o vazamento do
a) Certo b) Errado
sangue para outras regiões do cérebro, este tipo é
mais raro, mas muito mais fatal. Em ambos os
03. O programa de controle de doenças crônico-
casos, a aterosclerose e a hipertensão são os
degenerativas como a hipertensão e o diabetes
fatores subjacentes.
visa identificá-las precocemente, fazer a respectiva
Como sempre, a boa notícia é que os
prevenção, reduzir suas complicações, cuidar dos
fatores de risco, como a hipertensão, a obesidade, doentes e desenvolver ações de promoção da
além da má alimentação, do tabagismo e do saúde. Com relação à hipertensão e ao diabetes,
estresse, podem ser combatidos pela mudança do julgue os itens subsequentes.
estilo de vida de sedentário para ativo, esta doença
também pode ser evitada com atitudes simples e A pressão arterial do adulto é considerada alta se,
econômicas.
em repouso, na ausência de uso de medicamentos
Vamos orientar as pessoas para esta
ou drogas e sem estresse, a pressão sistólica for
mudança?
superior a 90 mmHg.
Nesta aula você estudou sobre as
a) Certo b) Errado
principais doenças crônicas e pode perceber que
os fatores de riscos associados e o estilo de vida 04. As doenças crônicas não transmissíveis (DCNT)
negativo, em que a obesidade, os maus hábitos são doenças multifatoriais relacionadas tanto a
alimentares, o tabagismo e o estresse, podem fatores de riscos modificáveis quanto a fatores não
aumentar muito os riscos de morte prematura,
modificáveis. No que se refere a esse assunto,
invalidez e diminuição da qualidade de vida das assinale a opção correta.
pessoas. Percebeu também quanto o estilo de vida
positivo, em que a atividade física regular
a) Para a prevenção e o controle das DCNT, o
associada a uma boa alimentação e ao não-
Ministério da Saúde estipulou como metas reduzir
tabagismo, pode influenciar na prevenção e
a prevalência de obesidade, estimular a realização
tratamento destas doenças, melhorando a de atividade física, aumentar o consumo de frutas
qualidade de vida e a longevidade das pessoas. e hortaliças e reduzir o consumo médio de sal.
b) Sendo o câncer uma DCNT de alta letalidade, a
Questões
Lei n.º 12.732/2012 estipulou sessenta dias para
realização do primeiro tratamento para todo
01. O programa de controle de doenças crônico-
paciente com suspeita de neoplasia benigna ou
degenerativas como a hipertensão e o diabetes
maligna.
visa identificá-las precocemente, fazer a respectiva
c) O Programa Farmácia Popular/Saúde Não Tem
prevenção, reduzir suas complicações, cuidar dos
Preço foi desenvolvido para o combate das
doentes e desenvolver ações de promoção da
principais DCNT, por meio de subsídios para a
saúde. Com relação à hipertensão e ao diabetes,
aquisição de medicamentos para tratamento da
julgue os itens subsequentes.
hipertensão e diabetes.
d) As ações de vigilância das DCNT visam à
O diabético que se autoaplica insulina injetável eliminação e à prevenção dos riscos não
deve comparecer ao ambulatório hospitalar modificáveis decorrentes do meio ambiente e do
mensalmente para avaliar sua conduta e, somente
meio socioeconômico.

Leonardo de A. Delgado CREF. 001764-G/MA


e) O Programa Academia da Saúde constitui um
segmento das secretarias estaduais de vigilância
epidemiológica criado especialmente com o
objetivo de reduzir a taxa de obesidade das
mulheres brasileiras, minimizando riscos
modificáveis para as DCNT.

05. As principais recomendações não


medicamentosas para prevenção primária da
hipertensão arterial sistêmica são a realização de
atividade física rotineira, o controle do tabagismo e
a manutenção de uma alimentação composta de
alimentos ricos em gordura saturada, mas com
baixa quantidade de sódio.
a) Certo b) Errado

06. A hipertensão arterial, manifesta- se


comumente no período gestacional, sendo
dispensável o relato desse tipo de ocorrência à
equipe de saúde.
a) Certo b) Errado

Gabarito
1B 2A 3B 4A 5B 6B

Leonardo de A. Delgado CREF. 001764-G/MA