Você está na página 1de 3

Mecânica dos Fluidos I (MEMec, MEGE e Naval)

Semana 2

Problema 1: Considere o escoamento de um fluido viscoso entre uma placa imóvel


(inferior) e uma placa móvel (superior), como representado na figura.
Na placa superior aplica-se, no sentido do movimento, uma força por unidade de área
τ = 1,5 ×10−2 N m2 .Admita que a distribuição vertical da velocidade longitudinal é
linear, que h = 0,012 m , e que V = 0,10 m/s .

a) Calcule a viscosidade do fluido.


3 3
b) Se a massa volúmica do fluido for 0,8 ×10 kg m , calcule a viscosidade
cinemática

Resposta: µ = 0, 0018 kg m -1 s -1 ; ν = 2, 25 ×10−6 m 2 s -1

Problema 2: Considere o sistema representado na figura, composto por duas placas


imóveis paralelas, uma placa móvel que se desloca num plano paralelo ao das placas
imóveis e duas camadas de fluidos viscosos, de espessuras h1 e h2 e viscosidades µ1
e µ2 , respectivamente, separadas pela placa móvel.
A placa móvel desloca-se com velocidade constante V , sendo-lhe unicamente
aplicada a força F, como indicado na figura. As tensões tangenciais que se
desenvolvem dos dois lados da placa móvel são idênticas (não existem momentos
aplicados à placa). A distribuição vertical da velocidade longitudinal (sentido do
movimento da placa) é linear em cada uma das camadas.
Nestas condições, diga qual é a relação necessária entre viscosidades e espessuras de
cada uma das camadas.
µ1 h1
Resposta: =
µ2 h2

Problema 3: Uma agulha cilíndrica de diâmetro d , comprimento L ≫ d de


densidade n pode flutuar num líquido de tensão superficial σ . Admita que, em cada
secção transversal, a geometria do contacto é a que se mostra na figura (em particular,
admita que é nulo o ângulo θ entre o plano vertical e o plano tangente à superfície
livre na linha de contacto).

a) Desprezando a impulsão hidrostática deduza a fórmula para o diâmetro


máximo dmax da agulha para que não se afunde, uma vez colocada
horizontalmente na superfície do líquido.
b) Calcule o diâmetro se a agulha for de aço (n = 7,84) e se o líquido for água a
3
20 ºC ( σ = 0,073 N/m , ρa = 998 kg/m ).

Resposta: d max = ; d max = 1,56 mm
πρa ng

Problema 4: Calcule o acréscimo de pressão no interior de uma esfera de sabão com


5 mm de diâmetro (a espessura do filme de sabão considera-se desprezável).
Considere ainda que a ação da gravidade é desprezável. Admita que a tensão
superficial do filme é σ = 0, 030 N m -1 .
Resposta: 24 Pa

Problema 5: Utiliza-se um manómetro diferencial para medir o aumento de pressão


entre a entrada e a saída de uma bomba. O fluido mais pesado no manómetro é
3 3
mercúrio com uma massa específica de ρ Hg = 13,6 ⋅10 kg m , estando os restantes
3 3
tubos cheios de água, fluido para o qual ρH2O = 10 kg m . O desnível observado no
manómetro é de 762 mm e os tubos encontram-se ligados à bomba como se indica na
figura.

Determine o aumento de pressão estática ( p 2 − p1 ) em kPa.


Resposta: 94 ,188 kPa

Problema 6: Um veio vertical de uma mina tem um comprimento de 3000 m , e


contém ar em repouso, cuja temperatura aumenta linearmente entre 20° C à superfície
até 45° C no fundo. Calcule a pressão do ar no fundo à profundidade de 3000 m . A
pressão à superfície é 100 kPa . O ar não é incompressível, e pode ser considerado
como um gás perfeito.
Resposta: 1,399 bar

Você também pode gostar