Você está na página 1de 27

Universidade Federal de Santa Catarina

Campus Blumenau

FENÔMENOS DE TRANSPORTE

UNIDADE 1:
CONCEITOS E DEFINIÇÕES
Propriedades dos fluidos
2

Fenômenos de Transporte

Mecânica Transferência Transferência


dos Fluidos de calor de massa
(movimento) (energia) (matéria)
Mecânica dos Fluidos
3

 Comportamento dos fluidos tanto em equilíbrio


(repouso) quanto em movimento.
 Estuda a interação dos fluidos com sólidos ou
outros fluidos na fronteira.

O que é um fluido?
Exemplos de fluidos
4
Definição de fluido
5

 Um material é dito fluido quando se deforma


continuamente ao ser submetido a uma tensão
(tangencial) de cisalhamento, por menor que ela
seja.

https://www.youtube.com/watch?v=qF8UT60bkcM
Definição de fluido
6

 Sólido: Deforma-se sob a ação de uma tensão


tangencial, mas a deformação não aumenta
continuamente com o tempo. Deformação
proporcional à tensão desde que o limite elástico
não seja excedido.

 Fluido: A deformação aumenta continuamente


enquanto a força estiver aplicada. Princípio da
aderência.
Definição de fluido
7

 Princípio da aderência: As partículas fluidas em


contato com uma superfície sólida têm a
velocidade da superfície em que se encontram em
contato.
Definição de fluido
8

 Existindo tensão cisalhante, ocorre escoamento, ou


seja, o fluido entra em movimento.
 Não possuem forma própria e assumem a forma do
recipiente que os contém.

Sólido Líquido Gás


Definição de fluido
9

Volume livre Sem volume livre

Incompressível Compressível
Classificação dos fluidos

Incompressível
Líquido
Volume livre

Gás Compressível
Sem volume livre

Sempre que se tratar de um escoamento incompressível, ou,


idealmente, de um sistema com fluido incompressível, a massa
específica será considerada constante.
A hipótese do contínuo
11

 Qualquer fluido é um aglomerado de moléculas cujo


comportamento conjunto é decorrente de forças de
atração, que dependem do estado do fluido.
 O fluido é descontínuo.

 Meio contínuo: idealização da matéria. Considera o


comportamento macroscópico, em que se considera
uma distribuição contínua da massa.
 A mecânica dos fluidos clássica requer que a hipótese do
contínuo seja válida.
A hipótese do contínuo
12

 Cada ponto do espaço corresponde um ponto do fluido;


 Não existem vazios no interior do fluido;
 Despreza-se a mobilidade das moléculas e os espaços
intermoleculares.
 Válido para um volume macroscópico no qual existe um
grande número de partículas.
 Em um volume reduzido de moléculas, o percurso médio
não pode ser representado por uma média significativa,
fazendo variar a propriedade em relação a cada ponto
considerado.
O fluido como um meio contínuo
13
Propriedades dos fluidos
14

 São fundamentais para a análise de um fluido;


 São específicas para cada tipo de substância
avaliada.

ρ: massa específica pv: pressão de vapor


ɣ: peso específico (cavitação)
v: volume específico t: tensão superficial
d : densidade relativa µ: viscosidade (absoluta,
β: compressibilidade dinâmica)
E: módulo de elasticidade n: viscosidade cinemática
Massa específica (ρ)
15

 Representa a relação entre a massa de uma


determinada substância e o volume ocupado por
ela.
 Também conhecida como densidade absoluta

Unidades usuais: kg/m³ ; g/cm³


Massa específica (ρ)
16

Fluido  (Kg/m3)
Água destilada a 4 oC 1000
Água do mar a 15 oC 1022 a 1030 H O  1000 
T  4
2

Ar atmosférico (1 atm, 20°C) 1,20


2
180
Mercúrio 13590 a 13650
Petróleo 880
Sangue 1060
Glicerina 1260

A massa específica dos líquidos é pouco sensível à variações de pressão e


temperatura, já a massa especifica dos gases é fortemente influenciada
tanto pela pressão quanto pela temperatura.
Peso específico (g)
17

 É a relação entre o peso da massa do fluido e o


volume que contém este peso.

P m.g
g  g    g
V V
Exemplos
18

1) Ache a massa e o peso do ar no interior de uma sala de


estar com uma altura de 3,0 m e um piso com área de 4,0
x 5,0 m. Quais seriam a massa e o peso de um volume
igual de água? Dado: ar = 1,20 kg/m3

2) O heptano e o octano são duas substâncias que entram


na composição da gasolina. Suas massas específicas
valem, respectivamente, 0,68 g/cm3 e 0,70 g/cm3.
Desejamos saber a massa específica da gasolina obtida,
misturando-se 65 cm3 de heptano e 35 cm3 de octano.
Densidade relativa (d)
19

 Também conhecido como gravidade específica (GE). Razão


entre a massa específica de uma substância e a massa
específica de uma substância de referência. (adimensional)

 g
d 
 padrão g padrão
Referência
Líquidos Gases
Água a 4°C Ar a 0°C
1000 kg/m3 1,29 kg/m3
Volume específico
20

 É o inverso da massa específica

V 1
n 
m 

Unidades:
Sistema internacional (SI): m3/kg
Sistema Inglês: ft3/lb
Pressão de vapor
21

 Çengel: A pressão de vapor (Pv) de uma substância


pura é definida como a pressão exercida por seu
vapor em equilíbrio de fase com seu líquido numa
dada temperatura.
 A Pv de uma substância pura é idêntica à pressão de
saturação Psat do líquido.
Pressão de vapor
22

 Pressão de vapor: pressão na qual o líquido numa


determinada temperatura começa a vaporizar.
 Ex.: 100°C = Pv água é 1 atm
 Pv depende da temperatura e indica a volatilidade
do líquido
 Maior Pv: + volátil

P =3 atm, T= 134°C
P = 0,8 atm (2000 m), T= 93°C
Pressão de vapor
23

 Pressão de vapor de um líquido a uma determinada


temperatura é aquela na qual o fluido coexiste nas
fases líquido e vapor.
 Pressão maior que a Pv – fase líquida

 Pressão menor que Pv – fase vapor


Pressão de vapor - cavitação
24

Possibilidade da pressão do líquido nos sistemas de escoamento


cair abaixo da pressão de vapor. Mantendo-se um fluido a uma
temperatura constante e diminuindo-se a pressão, o mesmo ao
alcançar a pressão de vapor, começará a vaporizar.

Resultado: bolhas de vapor que se quebram à medida que se


afastam da região de baixa pressão provocando a erosão
(cavidades) e corrosão na superfície.

https://www.youtube.com/watch?v=kt-llDfeQ9Q
Pressão de vapor - cavitação
25

 Exemplo: Num sistema de distribuição de água, a


temperatura observada é de cerca de 30°C.
 A pressão de vapor a 30°C é de 4,25 kPa
 Para evitar a cavitação, a pressão em qualquer
ponto do escoamento deve ser mantida acima de
4,25 kPa.
Coeficiente de compressibilidade
26

Representa a variação de pressão correspondente a uma


variação relativa do volume ou da densidade do fluido
enquanto a temperatura permanece constante.

Valor grande de k = grande mudança de pressão é necessária


para causar uma pequena variação relativa no volume - Fluido
incompressível.
Elasticidade: é o inverso da compressibilidade
Sinal negativo significa que um aumento na pressão resultará
em uma diminuição de volume.
Coeficiente de expansão volumétrica
27

 Propriedade que representa a variação da densidade de um


fluido com a temperatura sob pressão constante.

Um valor grande de β para o fluido


significa uma variação grande da
densidade com a temperatura.

Você também pode gostar