Você está na página 1de 31

DIRPF

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE
RENDA PESSOA FISICA

Organizadora: Prof. Ms Mara Cristina Piovesan Cortezia

1/2019
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

Sumário

1. IMPOSTO DE RENDA PESSOA FISICA ........................................................................................................... 4


1.1 Características Gerais da Lei 7713/1988 ............................................................................................. 4
1.2 Prazo de Entrega .................................................................................................................................. 5
1.3 Diferença entre Exercício e Ano-calendário ....................................................................................... 5
1.4 Tabela de Imposto de Renda ............................................................................................................... 6
1.5 Obrigatoriedade da Entrega da Declaração ........................................................................................ 6
1.6 Isenção da Entrega da Declaração 2018 ............................................................................................. 7
1.7 Dispensa da Entrega da Declaração 2018 ........................................................................................... 7
1.8 Fluxo de Processamento da Declaração ............................................................................................. 8
1.9 Tipos de Declaração de Imposto de Renda ....................................................................................... 10
1.10 Das formas de elaboração ................................................................................................................. 10
1.11 Tipos de Rendimentos ....................................................................................................................... 10
1.12 Deduções Permitidas ......................................................................................................................... 11
1.13 Informações Diversas ........................................................................................................................ 13
1.14 Documentos para a Declaração de Imposto de Renda 2019 ........................................................... 15
1.15 Da Declaração Apresentada Depois do Prazo ........................................................................................ 16
1.16 Tabela de mudanças na declaração de IRPF 2019 ................................................................................ 16
1.17 PRATICANDO O CONHECIMENTO .......................................................................................................... 17
Atividade 1 – Classifique os rendimentos ................................................................................................. 17
Atividade 2 – Estudos de Casos ................................................................................................................. 18
CASO 1 .................................................................................................................................................... 18
CASO 2 .................................................................................................................................................... 20
CASO 3 .................................................................................................................................................... 22
CASO 4 .................................................................................................................................................... 25
CASO 5 .................................................................................................................................................... 27
CASO 6 .................................................................................................................................................... 29
Referencias......................................................................................................................................................... 31

2|Página
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

3|Página
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

1. IMPOSTO DE RENDA PESSOA FISICA

Este imposto incide sobre a renda e os proventos de contribuintes residentes no país ou residentes
no exterior que recebam rendimentos de fontes no Brasil.
É de Competência da União (Art. 153,III), e obedece aos seguinte critérios estabelecidos (§2º, I, Art.
153):
✓ Generalidade
✓ Universalidade
✓ Progressividade
É Respeita à capacidade contributiva (art. 145, §1º)
Art. 145. A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios poderão instituir os seguintes
tributos:
I - impostos;
II - taxas, em razão do exercício do poder de polícia ou pela utilização, efetiva ou potencial, de
serviços públicos específicos e divisíveis, prestados ao contribuinte ou postos a sua disposição;
III - contribuição de melhoria, decorrente de obras públicas.
§ 1º Sempre que possível, os impostos terão caráter pessoal e serão graduados segundo a
capacidade econômica do contribuinte, facultado à administração tributária, especialmente para
conferir efetividade a esses objetivos, identificar, respeitados os direitos individuais e nos termos da
lei, o patrimônio, os rendimentos e as atividades econômicas do contribuinte.
§ 2º As taxas não poderão ter base de cálculo própria de impostos.

A distribuição da Arrecadação do IRRF obedece o artigo 159 da CF, obedecendo:


• 53% para a União
• 21,5% para os Estados (FPE)
• 22,5% para os Municípios (FPM)
• 3% para os fundos de desenvolvimento regionais

1.1 Características Gerais da Lei 7713/1988


Essa lei institui o Imposto de renda pessoa física, com a seguintes características gerais:
✓ Regime de Caixa
o O fato gerador ocorre com o pagamento ou crédito em conta
✓ Sistema de bases correntes
o Os rendimentos são tributados à medida em que forem ganhos
o O período de apuração é mensal
o Ocorre um ajuste anual

4|Página
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

1.2 Prazo de Entrega


As pessoas físicas que são obrigadas devem apresentar a declaração no período de 7 de março a 30 de

abril de 2019. Veja as formas, locais e horários de apresentação:

Formas de Locais e horários de apresentação

Apresentação

computador A declaração deve ser apresentada pela Internet, por meio da

funcionalidade “Entregar Declaração” do PGD IRPF 2019. O serviço é

gratuito.

Horário de transmissão: durante todo o dia, exceto no período de 1h às 5h

da manhã (horário de Brasília). No último dia, a recepção termina às

23h59mim59s (horário de Brasília).

APP Meu Imposto A apresentação pode ser feita a partir de dispositivos móveis, tablets e

de Renda smartphones, mediante a utilização do serviço "Meu Imposto de Renda", no

APP Meu Imposto de Renda.

Portal e-CAC Utilização do serviço "Meu Imposto de Renda", no Portal e-CAC, acessado

com certificado digital.


Fonte: Receita Federal

1.3 Diferença entre Exercício e Ano-calendário

É uma Informação Simples, mas muito importante, pois as


regras mudam anualmente.

Partindo dessa diferença, pode-se afirmar que a declaração apresentada no ano corrente se
refere a fatos que aconteceram no ano anterior. Desta forma, a declaração do EXERCICIO 2019 está

5|Página
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

apta para receber informaçoes ocorridas durante o ano-calendário de 2018, ou seja, eventos/fatos
entre 01/01/2018 a 31/12/2018.

1.4 Tabela de Imposto de Renda


Tabela de 2018

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IRPF (R$)

Até 1.903,98 - -

De 1.903,99 até 2.826,65 7,5 142,80

De 2.826,66 até 3.751,05 15 354,80

De 3.751,06 até 4.664,68 22,5 636,13

Acima de 4.664,68 27,5 869,36


Valor por dependente: R$ 189,59 mensalmente

1.5 Obrigatoriedade da Entrega da Declaração


De acordo com a INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1871, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2019, no art 2º, está
obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual referente ao exercício de 2019 a pessoa física residente
no Brasil que, no ano-calendário de 2018:
I - Recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70
(vinte e oito mil, quinhentos e cinquenta e nove reais e setenta centavos);
II - Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior
a R$ 40.000,00 (quarenta mil reais);
III - obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeitos à incidência do
imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
IV - Relativamente à atividade rural:
a) obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 (cento e quarenta e dois mil, setecentos e noventa
e oito reais e cinquenta centavos); ou
b) pretenda compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou
do próprio ano-calendário de 2018;
V - Teve, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total
superior a R$ 300.000,00 (trezentos mil reais);
VI - Passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nessa condição encontrava-se em 31 de
dezembro; ou
VII - optou pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de
imóveis residenciais cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no
País, no prazo de 180 (cento e oitenta) dias, contado da celebração do contrato de venda, nos termos do art.
39 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005.
§ 1º Fica dispensada de apresentar a Declaração de Ajuste Anual a pessoa física que se enquadrar:
I - Apenas na hipótese prevista no inciso V do caput e que, na constância da sociedade conjugal ou da união
estável, os bens comuns tenham sido declarados pelo outro cônjuge ou companheiro, desde que o valor total
dos seus bens privativos não exceda R$ 300.000,00 (trezentos mil reais); e

6|Página
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

II - Em pelo menos uma das hipóteses previstas nos incisos I a VII do caput, caso conste como dependente em
Declaração de Ajuste Anual apresentada por outra pessoa física, na qual tenham sido informados seus
rendimentos, bens e direitos, caso os possua.
§ 2º A pessoa física, ainda que desobrigada, pode apresentar a Declaração de Ajuste Anual, observado o
disposto no § 3º.
§ 3º É vedado a um mesmo contribuinte constar simultaneamente em mais de uma Declaração de Ajuste
Anual, seja como titular ou dependente, exceto nos casos de alteração na relação de dependência no ano-
calendário de 2018.
ATENÇÃO
Aplicam-se as hipóteses acima também aos dependentes incluídos na declaração, sendo seus
rendimentos somados aos do titular, para efeito dos limites relativos aos rendimentos tributáveis,
isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte.
A pessoa física, mesmo desobrigada, pode apresentar a Declaração de Ajuste Anual.

1.6 Isenção da Entrega da Declaração 2018


Não estão obrigados a entregar a declaração do imposto de renda 2018 os contribuintes que
não se enquadrarem nos casos abaixo listados.
✓ Quem receber rendimentos tributáveis inferior a R$ 1.903,98 mensalmente;
✓ Estarão de renda os trabalhadores diagnosticados com uma das doenças dispostas na lei
nº 7.713/88:
1. Hepatopatia Grave;
2. Espondiloartrose anquilosante;
3. Hanseníase;
4. Neoplasia Maligna;
5. Alienação Mental;
6. Doença de Paget em estados avançados (Osteíte Deformante);
7. Doença de Parkinson;
8. Esclerose Múltipla;
9. Paralisia Irreversível e Incapacitante;
10. AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida);
11. Cegueira;
12. Cardiopatia Grave;
13. Fibrose Cística (Mucoviscidose);
14. Nefropatia grave;
15. Tuberculose Ativa;
16. Contaminação por Radiação.

1.7 Dispensa da Entrega da Declaração 2018


A pessoa física está dispensada da apresentação da declaração, desde que:
a) não se enquadre em nenhuma das hipóteses de obrigatoriedade da tabela anterior;
b) conste como dependente em declaração apresentada por outra pessoa física, na qual
tenham sido informados seus rendimentos, bens e direitos caso os possua;
c) teve a posse ou a propriedade de bens e direitos, inclusive terra nua, quando os bens
comuns forem declarados pelo cônjuge, desde que o valor total dos seus bens privativos não exceda R$
300.000,00, em 31 de dezembro de 2018.

7|Página
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

1.8 Fluxo de Processamento da Declaração


A SRF (Secretaria da Receita federal) informa ao contribuinte o estado atual do processamento da
declaração e da restituição, sendo classificadas em cinco estados principais:
Em Processamento: Significa que a declaração do contribuinte foi recebida corretamente pela
Receita, mas ainda não teve a análise completada. Ela já consta na base de dados da Fisco mas ainda
não foi analisada ou está em processo de análise.
Processada: Significa que a declaração já foi analisada, os dados prestados estão corretos e não há
imposto a restituir, ou seja, o processo de declaração daquele contribuinte está encerrado.
Processada – em Fila de Restituição: Se a declaração já foi analisada e há imposto a restituir então a
sua situação será em fila de restituição, ou seja, o contribuinte está apto a receber a
restituição nos próximos lotes a serem liberados.
Com Pendência: Malha fina – a Receita informa ao contribuinte qual é a pendência e pedirá ao
contribuinte que preste dados adicionais. Pendências podem surgir, por exemplo, alguma informação
prestada pelo contribuinte não casa com uma informação prestada por outra entidade. Casos comuns
são despesas médicas e rendimentos tributados de pessoa jurídica como alguma fonte pagadora ao
contribuinte.
Em Análise: Esta situação ocorrerá quando o contribuinte já prestou os devidos esclarecimentos à
Receita sobre as pendências levantadas. Ou seja, neste momento o Fisco está analisando os
documentos prestados pelo contribuinte para resolução da(s) pendência(s).

E possivel consultar a situação do processamento no e-CAC

8|Página
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

Fonte: http://abacusliquid.com/irpf

9|Página
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

1.9 Tipos de Declaração de Imposto de Renda


a) Declaração Simplificada ou Declaração Completa.
A simplificada permite a dedução de 20% dos rendimentos tributáveis para a apuração do imposto.
A completa realiza a dedução real.

b) Declaração Completa - Utilizando As Deduções Legais


É o regime de tributação em que podem ser utilizadas todas as deduções legais, desde que
comprovadas.

SIMPLIFICADA - UTILIZANDO O DESCONTO SIMPLIFICADO


É o regime de tributação em que se utiliza o desconto de 20% (vinte por cento) dos rendimentos
tributáveis, limitado a R$ 16.754,34 em substituição a todas as deduções legais, sem a necessidade
de comprovação.

1.10 Das formas de elaboração


A Declaração pode ser elaborada de três formas:
- Computador, por meio do PGD IRPF2018, disponível no sítio da Secretaria da Receita Federal do
Brasil (RFB) na Internet, no endereço;
- Dispositivos móveis, tais como tablets e smartphones, mediante acesso ao serviço “Meu Imposto
de Renda”, acessado por meio do aplicativo APP “Meu Imposto de Renda”, disponível nas lojas de
aplicativos Google play, para o sistema operacional Android, ou App Store, para o sistema
operacional iOS;
- computador, mediante acesso ao serviço “Meu Imposto de Renda”, disponível no Centro Virtual
de Atendimento (e-CAC) no sítio da RFB na Internet, com o uso de certificado digital, e que pode ser
feito pelo contribuinte ou seu representante com procuração eletrônica ou a procuração de que
trata a IN RFB nº 1.751, de 16 de outubro de 2018.

1.11 Tipos de Rendimentos


a. Rendimento isento ou não tributáveis:
Bolsa de estudos e pesquisa.
Prêmio de seguros restituído.
Indenizações por rescisão de trabalho, PDV, acidente de trabalho e FGTS
Lucro na alienação de bens de pequeno valor ou do único imóvel
Rendimento de caderneta de poupança
Transferências patrimoniais – doações, heranças, dissolução da sociedade conjugal.

10 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

b. Rendimento tributado exclusivamente na fonte:


13º. Salário
Ganhos de Capital na alienação de bens e direitos
Rendimentos de aplicações financeiras

c. Rendimento tributável:
Salários
Honorários
Pensões recebidas
Aluguéis recebidos

1.12 Deduções Permitidas


A. Dependentes
É possível deduzir até R$ 2.275,08 anualmente, ou R$ 189,59 mensalmente por dependente na
declaração do IR deste ano.
Quem pode ser dependente:
Código Relação de dependência
11 Companheiro(a) com o(a) qual o contribuinte tenha filho(a) ou viva há
mais de 5 (cinco) anos, ou cônjuge.
21 Filho(a) ou enteado(a) até 21(vinte e um) anos.
22 Filho(a) ou enteado(a) universitário(a) ou cursando escola técnica de 2º
grau, até 24 (vinte e quatro) anos.
23 Filho(a) ou enteado(a) em qualquer idade, quando incapacitado física e/ou
mentalmente para o trabalho.
24 Irmão(ã), neto(a) ou bisneto(a) sem arrimo dos pais, do(a) qual o
contribuinte detém a guarda judicial, até 21 (vinte e um) anos.
25 Irmão(ã), neto(a) ou bisneto(a) sem arrimo dos pais, com idade de 21
(vinte e um) até 24 (vinte e quatro) anos, se ainda estiver cursando
estabelecimento de nível superior ou escola técnica de 2º grau, desde que
o contribuinte tenha detido sua guarda judicial até os 21 (vinte e um) anos.
26 Irmão(ã), neto(a) ou bisneto(a) sem arrimo dos pais, do(a) qual o
contribuinte detém a guarda judicial, em qualquer idade, quando
incapacitado física e/ou mentalmente para o trabalho.
31 Pais, avós e bisavós que, em 2018, receberam rendimentos, tributáveis ou
não, até R$ 22.847,76.
41 Menor pobre, até 21 (vinte e um) anos, que o contribuinte crie e eduque e
do qual detenha a guarda judicial.
51 A pessoa absolutamente incapaz, da qual o contribuinte seja tutor ou
curador.

11 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

B. Educação
O limite individual de dedução é de R$ 3.561,50. Podem ser deduzidas as despesas realizadas
pelo declarante com a própria educação e dependentes:
- a educação infantil, compreendendo as creches e as pré-escolas;
- o ensino fundamental;
- o ensino médio;
- a educação superior, compreendendo os cursos de graduação e de pós-graduação (mestrado,
doutorado e especialização);
- a educação profissional, compreendendo o ensino técnico e o tecnológico.
Deve ser informado o valor total pago para cada instituição de educação, ainda que superior
ao limite de dedução.
Não podem ser deduzidos os gastos relativos, dentre outros, a:
- uniforme, material e transporte escolar e elaboração de dissertação de mestrado;
- aquisição de enciclopédias, livros, revistas e jornais;
- aulas particulares;
- aula de música, dança, natação, ginástica, tênis, pilotagem, dicção, corte e costura, informática
e assemelhados;
- cursos preparatórios para concursos e/ou vestibulares;
- aulas de idiomas;
- contribuições a entidades que criem e eduquem menores desvalidos e abandonados;
- contribuições às associações de pais e mestres e às associações voltadas para a educação;
- passagens e estadas para estudo no Brasil ou no exterior.

C. INSS Doméstico
Na declaração completa, será possível deduzir até R$ 1.171,84 reais em despesas com um empregado
doméstico este ano.

D. Despesas Médicas
Observar se estão em conformidade com a legislação vigente, observando-se que despesas médicas
devem corresponder a serviços efetivamente prestados e efetivamente pagos.
Fornecer ou utilizar recibos médicos inidôneos (recibos "frios") configura crime contra a ordem
tributária, sujeitando-se o infrator à multa de 150% e pena de reclusão de 2 a 5 anos.
Podem ser deduzidos os seguintes pagamentos relativos a tratamento próprio, dos dependentes:
a) médicos, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos,
hospitais, e com exames laboratoriais e serviços radiológicos, aparelhos ortopédicos e próteses
ortopédicas e dentárias;
Consideram-se aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas: pernas e braços mecânicos, cadeira
de rodas, andadores ortopédicos, palmilhas e calçados ortopédicos, qualquer outro aparelho
ortopédico destinado à correção de desvio de coluna ou defeitos dos membros ou das
articulações.
12 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

São também dedutíveis gastos com parafusos e placas em cirurgias ortopédicas ou odontológicas,
com marca-passo e com a colocação de lente intraocular em cirurgia de catarata, desde que os
valores relativos a esses gastos integrem a conta hospitalar;
b) empresas domiciliadas no Brasil, destinados à cobertura de despesas com hospitalização,
cuidados médicos e dentários, e a entidades que assegurem direito de atendimento ou
ressarcimento destas despesas;
c) estabelecimento geriátrico qualificado como hospital, nos termos da legislação específica;
d) estabelecimentos especializados relativos à instrução de portador de deficiência física ou
mental;
e) empresa ou entidade onde o contribuinte trabalhe, ou a fundação, caixa e sociedade de
assistência, no caso de a entidade manter convênio direto para cobrir total ou parcialmente tais
despesas.

Não podem ser deduzidas as despesas:


- reembolsadas ou cobertas por apólice de seguro;
- com enfermeiros e remédios, exceto quando constarem da conta hospitalar;
- com a compra de óculos, lentes de contato, aparelhos de surdez e similares;
- com planos de saúde pagos no exterior.

E. Doações
O abatimento referente a doações para incentivo à cultura, atividade audiovisual, desporto e estatuto do
idoso estão limitadas a 6% do imposto.

F. Previdência Complementar
O limite de dedução das contribuições é de 12% da renda tributável.

1.13 Informações Diversas


A) O que registramos na ficha Imposto Pago da Declaração de Ajuste?
O imposto já pago durante o ano de rendimentos de pessoa física (autônomo), do exterior... que
pode ser deduzido na declaração de ajuste.

B) Para apuração da base de cálculo do IR, existem despesas que podem ser abatidas já ao longo
do ano e outras que somente por ocasião da declaração de ajuste. Explique.
Ao longo do ano: Dependentes, INSS e pensão alimentícia
Na declaração de ajuste: tudo isso mais despesa com instrução, despesas médicas, plano de saúde,
planos de previdência, doações a título de incentivo a cultura, desporto, estatuto da criança e do
adolescente, contribuição patronal de empregador doméstico.

13 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

C) O que são considerados na ficha Bens e Direitos da Declaração de Ajuste?


• Imóveis, veículos automotores, embarcações e aeronaves, independentemente do valor de
aquisição.
Bens móveis e direitos de valor de aquisição unitário igual ou superior a R$ 5.000,00.
Saldos de conta corrente bancária, caderneta de poupança e demais aplicações financeiras, de
valor individual superior a R$ 140,00 em 31/12/2018.
Conjunto de ações, quotas ou quinhão de capital de uma mesma empresa, negociadas ou não
em bolsa de valores, e de ouro, ativo financeiro, cujo valor de aquisição unitário seja igual ou
superior a R$ 1.000,00.

d) O que registramos como Dívidas e Ônus Reais na Declaração de Ajuste?


Todas as dívidas existentes, exceto:
- valor igual ou inferior a R$ 5.000,00 em 31 de dezembro de 2018.
- financiamentos do Sistema Financeiro da Habitação (SFH) ou sujeitos às mesmas condições,
ou seja, aqueles nos quais o bem é dado como garantia do pagamento - ex: alienação fiduciária,
hipoteca, penhor;
- bens adquiridos por consórcio;
- atividade rural

e) A esposa está obrigada a elaborar a declarar em conjunto com o esposo? Explique.

Não. A esposa pode declarar em separado. Os bens em conjunto devem ser declarados 50% para
cada um neste caso. Além disso, deve preencher a ficha de Informações do cônjuge.

f) a evolução patrimonial tem relevância dentro da Declaração de Ajuste? Porque?


Sim, pois os rendimentos devem ser superiores à variação patrimonial.

g) obrigatoriedade de uso de certificado digital


contribuintes que tenham recebido rendimentos acima de r$ 5.000.000,00:
- tributáveis
- isentos e não tributáveis
- sujeitos a tributação exclusiva ou definitiva
contribuintes que tenham realizado pagamentos de rendimentos a pessoa física ou pessoas
jurídica, cuja soma tenha sido superior a R$ 5.000.000,00
Obs. 1: a declaração de espólio (inicial/intermediária/final) que se enquadre nos critérios acima
devem ser entregues em mídia removível a uma unidade da RFB, sem necessidade de certificado
digital.
Obs. 2: as disposições acima não se aplicam às declarações entregues em computador, mediante
uso do serviço “meu imposto de renda”.

14 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

1.14 Documentos para a Declaração de Imposto de Renda 2019


• Cópia da declaração do IR de 2018;
• Informes de rendimentos recebidos das fontes pagadoras; Pedir no RH
• Recibos e notas fiscais de serviços médicos, dentistas, fisioterapeutas, entre outros da área da
saúde;
• Informe de rendimentos do INSS (no caso de quem recebe benefícios previdenciários) ou de
entidades de previdência privada;
• Informes de rendimentos financeiros fornecidos pelos bancos;
• Comprovantes de pagamento de instituições de ensino regular;
• Informes de pagamento de contribuições a entidades de previdência privada (é preciso nome e
CNPJ);
• Recibos de aluguéis pagos/recebidos em 2018;
• Nome e CPF dos beneficiários de despesas com saúde (médicos, dentistas etc.);
• Nome e CNPJ dos beneficiários de pagamentos a pessoas jurídicas (planos de saúde, exames etc.);
• Escrituras ou compromissos de compra/venda de imóveis/terrenos vendidos em 2018;
• Documento de compra/venda de veículos em 2018 (marca, modelo, placa e nome do CPF/CNPJ do
comprador/vendedor).

Segundo o informe a Receita Federal, podem ser dependentes:


• O cônjuge (se este tiver emprego somará o valor da renda aos seus rendimentos);
• O companheiro(a), desde que haja vida em comum por mais de 5 anos, ou por período menor, se
o casal teve filho;
• O filho(a) ou enteado(a) de até 21 anos; ou de qualquer idade, quando incapacitado física ou
mentalmente para o trabalho; ou até 24 anos, se ainda estiver na universidade ou em escola técnica
de segundo grau;
• O menor pobre, de até 21 anos, que o contribuinte crie e eduque e do qual detenha a guarda
judicial;
• O irmão, o neto ou o bisneto, sem amparo dos pais, do qual judicial, até 21 anos; ou de qualquer
idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho; ou até 24 anos, se ainda estiver
na universidade ou em escola técnica de segundo grau;
• Os pais, os avós ou os bisavós, desde que não tenham rendimentos, tributáveis ou não, superiores
ao limite de isenção mensal
• O absolutamente incapaz, do qual o contribuinte seja tutor ou curador.

15 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

1.15 Da Declaração Apresentada Depois do Prazo


A Declaração depois do prazo deve ser apresentada pela Internet, utilizando o PGD IRPF 2018 ou o
serviço “Meu Imposto de Renda”, ou em mídia removível, nas unidades da RFB, durante o seu horário
de expediente. A multa para quem apresentar a Declaração depois do prazo é de 1% (um por cento)
ao mês-calendário ou fração de atraso, lançada de ofício e calculada sobre o Imposto sobre a Renda
devido, com valor mínimo de R$ 165,74, e máximo de 20% (vinte por cento) do Imposto sobre a Renda
devido.

1.16 Tabela de mudanças na declaração de IRPF 2019

Declaração de IRPF 2018 Declaração de IRPF 2019

Preenchimento de campos destinados às Preenchimento de campos destinados às


informações complementares era facultativo. informações complementares é obrigatório.

Declaração de CPF de dependentes a partir de Declaração de CPF de dependentes de


12 anos. qualquer idade.

Informar o CNPJ da instituição financeira onde Informar o CNPJ da instituição financeira onde
tem conta-corrente e aplicações financeiras era tem conta-corrente e aplicações financeiras é
facultativo. obrigatório.

Informar sobre a alíquota efetiva utilizada no Informar sobre a alíquota efetiva utilizada no
cálculo da apuração do imposto era facultivo. cálculo da apuração do imposto é obrigatório.

Possibilidade de impressão do DARF para Possibilidade de impressão do DARF para


pagamento de todas as quotas do imposto, pagamento de todas as quotas do imposto,
mesmo em atraso. mesmo em atraso.

Fonte: https://www.jornalcontabil.com.br/imposto-de-renda-mudancas-na-declaracao-de-irpf-em-2019/

16 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

1.17 PRATICANDO O CONHECIMENTO

Atividade 1 – Classifique os rendimentos


Durante o ano de 2018, os seguintes rendimentos são auferidos pelo indivíduo “A”:
JANEIRO REND. FEVEREIRO REND.

a) indenização (rescisão do contrato de trabalho) +


a) bolsa de estudos FAPESP *
800 aviso prévio + saque do FGTS * 23.500
ISENTO
ISENTO
b) salário PJ 1 (1) TRIBUTAVEL 5.000 b) herança (apartamento) ISENTO 250.000

MARÇO REND. ABRIL REND.


a) aluguel PF 1 TRIBUTAVEL 3.000 a) venda imóvel PF 1 300.000
TRIBUTAVEL POR GANHO DE CAPITAL

MAIO REND. JUNHO REND.


a) pro labore PJ 4 (1) TRIBUTAVEL 11.000 a) aluguel PJ 3 (6) TRIBUTAVEL 2.550
b) aplicação financeira (renda fixa, 350
prazo de 8 meses) b) caderneta de poupança * ISENTO 200
TRIBUTAÇÃO EXCLUSIVA

JULHO REND. AGOSTO REND.


a) caderneta de poupança * ISENTO 150 a) venda imóvel PJ 3 400.000
TRIBUTAVEL POR GANHO DE CAPITAL
b) honorários PF 2 TRIBUTAVEL 3.670 b) venda de automóvel VW Fusca 68 40.000
TRIBUTAVEL POR GANHO DE CAPITAL

SETEMBRO REND. OUTUBRO REND.


a) pro labore PJ 4 (5) TRIBUTAVEL 11.000 a) pro labore PJ 4 (6) TRIBUTAVEL 11.000

NOVEMBRO REND. DEZEMBRO REND.


a) salário PJ 5 (3) TRIBUTAVEL 6.800 a) salário PJ 5 (4) TRIBUTAVEL 6.800
b) 13º salário PJ 5 (1ª parcela) 2.133,33 b) 13º salário PJ 5 (2ª parcela) 2.133,33
TRIBUTAÇÃO EXCLUSIVA TRIBUTAÇÃO EXCLUSIVA
Pede-se:
- Classificar os tipos de rendimentos: Isentos, tributáveis, como tributação exclusiva

17 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

Atividade 2 – Estudos de Casos


CASO 1- Apuração de IR devido pelo Preenchimento Simplificado e Completo
Preencher a Declaração de Imposto de Renda, ano calendário 2018 do contribuinte ANTONIO
MEDEIROS, CPF 717.674.142-50, nascido em 16/03/1980
Primeiramente, baseado na documentação a sua disposição, você identifica a situação patrimonial
de seu cliente, conforme abaixo:

Situação patrimonial 31/12/2017 31/12/2018


Caderneta de Poupança, no BB ag. 0352-2 12.000,00 13.200,00
Conta corrente, no BB ag. 0352-2 200,00 1.600,00
01 veículo marca Volkswagen, ano 2015, 34.800,00
RENAVAM 57828406387
01 veículo marca Volkswagen, ano 2018, 60.800,00
RENAVAM 25633218087
A seguir, são listados os rendimentos recebimento por seu cliente e seus dependentes ao longo de
2018:
a) Vínculo empregatício com a PREFEITURA MUNICIPAL DE MARINGÁ (CNPJ 78.846.854/0001-80)
com a função de engenheiro.

Salário bruto 88.250,00


(-) Contribuição INSS 6.120,55
IR Retido 18.380,66
13. salário 8.830,00
INSS S/ 13 SALÁRIO 601,04
IRRF S/ 13 SALÁRIO 1.830,00

b) Dependentes: Esposa (Margarida) – 18/06/1982 e a mãe (Josefina) – 01.03.1962.


Margarida Alves Medeiros – CPF: 518.125.535-36
Josefina Kofis Medeiros – CPF: 761.419.880-83

c) Rendimentos Pessoa Física: julho a dezembro – 1.400,00 (mensal).


Recebidos de Jose de Souza CPF: 190.153.830-30

d) Rendimentos da aposentadoria da mãe – janeiro a dezembro – R$ 1.280,00 (por mês) + R$


1.280,00 de 13º Salário.

e) Outros rendimentos:
Banco do Brasil: CNPJ 00.000.000/0001-91
Agência: 0352-2
- Caderneta de poupança: R$ 289,33
- Rendimentos de aplicações financeiras – R$ 1.600,00

f) Outras informações:

18 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

- Venda no mês de junho/2018 de veículo 2015 para Maria da Silva-CPF 959.293.639-00- R$ 25.800.

DESPESAS REALIZADAS EM 2018:


(Pessoal) Plano de Saúde-Unimed-CNPJ 72.570.484/0001-15 = R$ 3.430,00
(Margarida) Plano de Saúde-Unimed-CNPJ 72.570.484/0001-15 = R$ 2.980,00
(Margarida) - Hospitalização-Hospital Santa Rita-CNPJ 76.484.013/0001-45 = R$ 2.200,00
Plano de Previdência Privada – BrasilPrev – CNPJ 27.665.207/0001-31 = R$ 4.890,00
José da Silva – Aluguel da Casa – CPF 517.849.809-78 = R$ 6.000,00

19 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

CASO 2- Apuração de IR devido pelo Preenchimento Simplificado e Completo


Você é contador e seu cliente, Mario Sérgio Rodrigues – CPF 123.456.789-09, nascido em 12.12.1962,
confia a você toda a documentação necessária para elaboração da Declaração de Imposto de Renda,
ano calendário 2018. Primeiramente, baseado na documentação a sua disposição, você identifica a
situação patrimonial de seu cliente, conforme abaixo:

Situação patrimonial 31/12/2017 31/12/2018


Caderneta de Poupança, no Banco do Brasil ag. 0444-4 conta 2345-6 3.000,00 6.200,00
Banco do Brasil: CNPJ 00.000.000/0001-91
Conta corrente, no Banco do Brasil ag. 0444-4 conta 2345-6 200,00 1.800,00
Aplicação Financeira no Banco do Brasil ag. 0444-4 conta 2345-6 0,00 10.000,00
01 veículo marca Volkswagen, ano 2010 20.800,00
RENAVAM 19451336152, placa AFG-1234
Vendido para Sergio Pontes, CPF: 930.958.520-02 por R$
13.000,00 em 18/06/2018
01 veículo marca Volkswagen, ano 2018 55.800,00
RENAVAN 17626724729 – AYY2496
A seguir, são listados os rendimentos recebimento por seu cliente e seus dependentes ao longo de
2018:
a) Vínculo empregatício com a SOMACO S/A (CNPJ 35.978.283/0001-25) como Supervisor de
Vendas.
Salário bruto 98.250,00
(-) Contribuição INSS 6.230,00
IR Retido 10.580,66
13. salário 8.185,00
INSS S/ 13 SALÁRIO 601,04
IRRF S/ 13 SALÁRIO 1.880,00

b) Dependentes:
Esposa: Gertrudes Silva Rodrigues, CPF: 387.527.691-43, DN: 18/06/1969,
Filha: Marina Silva Rodrigues, CPF: 213.641.185-30, DN: 16/01/1997
Filho: Jonas Silva Rodrigues, CPF: 058.131.892-70, DN-03/08/1999,
Filha: Raquel Silva Rodrigues, CPF: 240.812.618-57, DN 04/09/2007,
Filho: Tomas Silva Rodrigues, CPF: 140.780.778-11, DN 01/02/2012.

c) Rendimentos Pessoa Física:


janeiro a junho (mensal) – 1.000,00, recebido de Gertrudes Gonçalves CPF: 171.700.690-67
Julho a dezembro – 1.200,00 (mensal), recebido de Fabio Santos CPF: 752.825.410-09

d) Outros rendimentos:
- Caderneta de poupança: R$ 1.289,00

20 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

- Rendimentos de aplicações financeiras BANCO DO Brasil – R$ 1.800,00

DESPESAS REALIZADAS EM 2018:


(Família) – Plano de Saúde-Unimed-CNPJ 72.570.484/0001-15 Total: R$ 5.920,00
Mário Sergio Rodrigues... R$ 2.240,00
Esposa: Gertrudes Silva Rodrigues ... R$ 2.240,00
Filha: Marina Silva Rodrigues .... R$ 1.860,00
Filho: Jonas Silva Rodrigues.... R$ 1.860,00
Filha: Raquel Silva Rodrigues ... R$ 1.860,00
Filho: Tomas Silva Rodrigues .... R$ 1.860,00
(Gertrudes) - Hospitalização-Hospital Santa Rita-CNPJ 76.484.013/0001-45 = R$ 1.200,00
(Jonas) – Escola Santa Cruz de Maringá – CNPJ 61.254.454/0013-17 = R$ 4.160,00
(Raquel) – Escola Santa Cruz de Maringá – CNPJ 61.254.454/0013-17 = R$ 4.160,00
(Tomas) – Escola Pingo de Gente – CNPJ 61.254.454/0013-17 = R$ 3.300,00
(Marina) – Faculdade SMG – CNPJ 78.846.854/0001-80 = R$ 6.000,00
Plano de Previdência Privada – BrasilPrev – CNPJ 27.665.207/0001-31 = R$ 4.890,00

21 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

CASO 3 – Apuração de IR devido pelo Preenchimento Simplificado e Completo


Preencher a Declaração de Imposto de Renda, ano calendário 2018 do contribuinte FERNANDO
CAVALCANTI, CPF 582.426.818-56, nascido em 30/08/1976.
Situação patrimonial 31/12/2017 31/12/2018
01 VW – Gol mil – modelo 96 – fabricação 95 5.000,00 5.000,00
RENAVAN 15434061288
Caderneta de Poupança, no Banco do Brasil S.A 26.000,00 40.000,00
ag. 0352-2 conta 67895-6
Banco do Brasil : CNPJ 00.000.000/0001-91
Conta corrente, no Banco do Brasil S.A 3.000,00 3.300,00
ag. 0352-2 conta 67895-6
01 Casa de alvenaria com 200 m2 – Maringá (PR) - 280.000,00
Matricula 3904.1020
01 Casa de alvenaria com 150 m2-Maringá (PR) 125.000,00 -
Matricula 5604.5656

RENDIMENTOS RECEBIDOS DE PESSOA JURÍDICA


Empresa: Hospital Maringá Ltda. – CNPJ 60.890.837/0001-85 – Cargo - contador
Salários e ordenados: R$ 68.000,00
Contribuição Previdenciária oficial: R$ 7.201,00
Imposto de Renda Retido na Fonte: R$ 14.235,00
13o salário: R$ 5.700,00
INSS 601,04
IRRF s/ 13 salário R$ 898,00

RENDIMENTOS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA e IR pago (Carnê leão)


Mês Rendimentos IR - Pago
abr/18 R$ 3.200,00 R$ 115,00
mai/18 R$ 1.200,00 -
jun/18 R$ 1.400,00 R$ 30,00
Jul/18 R$ 1.200,00
Ago/18 R$ 1.200,00
Set/18 R$ 1.200,00
out/18 R$ 1.400,00 R$ 30,00
Nov/18 R$ 1.600,00
dez/18 R$ 2.500,00 R$ 201,00

(-) Despesas dedutíveis (mensais) - janeiro a dezembro/2018 – Livro Caixa


Água do escritório .. ...................................................................R$ 200,00
Telefone e Internet do escritório................................................R$ 430,00
Energia do escritório ..................................................................R$ 360,00

22 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

Lista de recebimentos mensais


Abr/18
Fábrica de rodos Maringá - CNPJ 15.740.817/0001-73 >>>R$ 1.200,00
Manoel Soares -CPF: 851.149.960-10... R$ 200,00
Salomão Strudel CPF: 662.056.380-53 .... R$ 1.000,00
José da Silva CPF: 454.389.750-19 ..... R$ 800,00

Mai/18
Fábrica de rodos Maringá - CNPJ 15.740.817/0001-73 >>>R$ 1.200,00
Manoel Soares -CPF: 851.149.960-10... R$ 200,00

Jun/18
Fábrica de rodos Maringá - CNPJ 15.740.817/0001-73 >>>R$ 1.200,00
Manoel Soares -CPF: 851.149.960-10... R$ 200,00

Jul/18
Fábrica de rodos Maringá - CNPJ 15.740.817/0001-73 >>>R$ 1.200,00

Ago/18
Fábrica de rodos Maringá - CNPJ 15.740.817/0001-73 >>>R$ 1.200,00

Set/18
Fábrica de rodos Maringá - CNPJ 15.740.817/0001-73 >>>R$ 1.200,00

Out/18
Fábrica de rodos Maringá - CNPJ 15.740.817/0001-73 >>>R$ 1.400,00

Nov/18
Fábrica de rodos Maringá - CNPJ 15.740.817/0001-73 >>>R$ 1.400,00
Manoel Soares -CPF: 851.149.960-10... R$ 200,00

Dez/18
Fábrica de rodos Maringá - CNPJ 15.740.817/0001-73 >>>R$ 1.400,00
Comercio de Calçados Maringá Ltda – CNPJ 68.895.673/0001-90 >>>> R$ 900,00
Manoel Soares -CPF: 851.149.960-10... R$ 200,00

RENDIMENTOS ISENTOS
Rendimentos de CADERNETA DE POUPANÇA: R$ 1.500,00

DOAÇÕES RECEBIDAS:
- 01 casa de alvenaria com 200 m2, localizado a Rua Tomé de Souza, 832 – Maringá (PR)
(doador: Joaquim da Silva – CPF 280.012.389-38) valor: R$ 280.000,00

23 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

GANHOS DE CAPITAL
Venda, em 05/04/2018 (com recebimento a vista), de uma casa de alvenaria c/ 150 m2, localizado a
Rua Carneiro Leão, 555 – Maringá (PR) (Comprador: Jaime Ramos – CPF 328.848.118-93). Data da
aquisição: 01/05/1997
Valor da venda ....................................... R$ 330.000,00
(-) Valor de compra ............................... (R$ 125.000,00)
(=) Ganho de capital ............................... R$ 205.000,00
O cliente não possui outro imóvel na cidade e nos últimos 5 anos não realizou qualquer transação
imobiliária. Este pretende comprar outra casa com os recursos da venda desta.

Outras informações do contribuinte:


Possui 1 dependente: esposa: Maria de Sousa, CPF: 486.181.824-94, DN: 15.12.1980)
Sua esposa efetuou tratamento dentário que custou R$ 1.200,00 (Dentista: Maria das Dores – CPF
571.087.659-34)

24 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

CASO 4 – Apuração de IR devido pelo Preenchimento Simplificado e Completo


Nome do Contribuinte: João de Sousa - CPF: 641.196.287-10, DN:18.08.1967
Situação patrimonial de João de Sousa 31/12/2017 31/12/2018
01 VW – Gol mil – modelo 96 – fabricação 95 15.000,00 15.000,00
Caderneta de Poupança, no Banco do Brasil S.A. 126.000,00 40.000,00
Conta corrente, no Banco do Brasil S.A 3.000,00 3.300,00
01 Casa de alvenaria com 200 m2 – Maringá (PR) - 100.000,00
01 Casa de alvenaria com 120 m2-Maringá (PR) 85.000,00 -
01 apartamento de 95m2 NA ÁREA CENTRAL DE MARINGÁ 370.000,00 370.000,00

RENDIMENTOS RECEBIDOS DE PESSOA JURÍDICA


Empresa: Hospital Maringá Ltda. – CNPJ 60.890.837/0001-85
Salários e ordenados: R$ 141.350,63 – Cargo - Médico
Contribuição Previdenciária oficial: R$ 12.244,00
Imposto de Renda Retido na Fonte: R$ 11.645,33
13o salário: R$ 12.612,02
RENDIMENTOS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA e IR pago (Carnê leão)
Rendimentos IR - Pago
30 consultas x 200,00 (janeiro/2018) R$ 6.000,00 R$ 900,00
50 consultas x 200,00 (fevereiro/2018) R$ 10.000,00 R$ 1.500,00
60 consultas x 200,00 (março/2018) R$12.000,00 R$ 1.800,00
60 consultas x 200,00 (abril/2018) R$ 12.000,00 R$ 1.800,00
60 consultas x 200,00 (maio/2018) R$ 12.000,00 R$ 1.800,00
60 consultas x 200,00 (junho/2018) R$12.000,00 R$ 1.800,00
60 consultas x 200,00 (julho/2018) R$ 12.000,00 R$ 1.800,00
60 consultas x 200,00 (agosto/2018) R$ 12.000,00 R$ 1.800,00
60 consultas x 200,00 (setembro/2018) R$12.000,00 R$ 1.800,00
60 consultas x 200,00 (outubro/2018) R$ 12.000,00 R$ 1.800,00
60 consultas x 200,00 (novembro/2018) R$ 12.000,00 R$ 1.800,00
40 consultas x R$ 80,00 (dezembro/2018) R$ 8.200,00 R$ 1.200,00

(-) Despesas dedutíveis (mensais) - janeiro a dezembro/2018 – Livro Caixa


aluguel ....................................................................................... ....R$ 2.500,00
salários de funcionários (+ encargos)..... R$ 2.700,00
Água do consultório ........................................... .............................R$ 200,00
Telefone do consultório R$ 230,00
Energia do consultório R$ 460,00

rendimentos de APLICAÇÕES FINANCEIRAS: R$ 500,00

GANHOS DE CAPITAL

25 | P á g i n a
Departamento de Ciências Contábeis
Estágio Supervisionado I

Venda, em 05/04/2018 (com recebimento a vista), de uma casa de alvenaria c/ 150 m2, localizado a
Rua Neo Alves Martins, 34 – Maringá (PR) (Comprador: Jaime Ramos – CPF 328.848.118-93). Data
da aquisição: 01/05/1997
Valor da venda ....................................... R$ 360.000,00
(-) Valor de compra ............................... (R$ 85.000,00)
(=) Ganho de capital ............................... R$ 275.000,00
Titular possui outro imóvel na cidade e não vai aplicar o produto desta venda em outro
imóvel residencial nos próximos 6 meses.

Outras informações do contribuinte:


Pagamento de Pós-Graduação (Doutorado) do Titular – R$ 42.560,00. – PUC/RJ - 68.693.627/0001-
09
Efetuou doação de R$ 500,00 a Instituição Filantrópica vinculada ao Estatuto da Criança (Instituto
da Criança-CNPJ 76484013/0001-45)

26 | P á g i n a
CASO 5– Apuração de IR devido pelo Preenchimento Simplificado e Completo (para
o casal)
Você é contador e irá preencher a Declaração de Imposto de Renda, ano calendário 2018, de
BRUNO ALVES, CPF 082.217.336-01, nascido em 10/101988. Primeiramente, baseado na
documentação a sua disposição, você identifica a situação patrimonial de seu cliente, conforme
abaixo:
Situação patrimonial 31/12/2017 31/12/2018
Caderneta de Poupança, na caixa econômica federal 222.600,00 3.300,00
Conta corrente, na caixa econômica federal 1.200,00 (1.600,00)
01 veículo marca fiat ano 2009 33.250,00 Qual o valor?
01 casa na vila operaria em Maringá – pr 88.000,00
01 casa no jardim alvorada em Maringá – pr 230.000,00

Dependentes:
Companheira de União Estável -Amanda de Oliveira, CPF: ,DN: 15/06/1990
Filho: Mario André de Oliveira Alves, CPF:DN: 16/01/2015)
Mãe: Clarice Aparecida Alves, CPF: ,DN: 18/04/1960

A seguir, são listados os rendimentos recebimento por seu cliente e seus dependentes ao longo
de 2018:
a) Rendimentos Tributáveis - Banco BMM S/A - CNPJ 78.846.854/0001-80, como gerente de
contas.
Salário bruto 77.000,00
(-) Contribuição INSS 7.795,04
IR Retido 9.380,66
13. salário 6.750,00

b) Rendimentos Tributáveis - Amanda de Oliveira (CPF – 718.512.759-91) – Escola Bento


Gonçalves Ltda. - CNPJ 60.890.837/0001-85, como professora do ensino médio.

Salário bruto 28.100,00


(-) Contribuição INSS 2.576,00
IR Retido 0,00
13. salário 1.900,00

c) Rendimentos Tributáveis – Seu cliente recebia rendimentos de Pessoa Física por serviços
autônomos que realizava nos fins de semana: Janeiro a Junho (mensal) – 1.000,00, Julho a
Dezembro – 1.300,00 (mensal).

d) Rendimentos de aposentadoria da Sr. Clara de Oliveira: Janeiro a dezembro – R$ 937,00 + 13º


de R$ 937,,00

e) Outros rendimentos:
27 | P á g i n a
- Rendimentos Isentos - Caderneta de poupança: R$ 128,00
- Rendimentos Tributação Definitiva – Rendimentos de aplicações financeiras - R$ 800,00
- Ganhos de Capital - Venda em 31/05/2018 da casa na vila operária (Rua Santos Dumont, 440,
CEP 80050-100), adquirida em 01/04/1995, para Maria da Silva-CPF 959.293.639-00- R$
308.800,00.

DESPESAS REALIZADAS EM 2014:


(Família) – Plano de Saúde-Unimed-CNPJ 72.570.484/0001-15 = R$ 6.590,00, sendo:
Bruno = 1.690,00
Amanda = 1690,00
Clara = 2.230,00
Mario = 980,00
(Mario) – Escola Pequeno Aprendiz – CNPJ 61.254.454/0013-17 = R$ 5.500,00
(Titular) Plano de Previdência Privada – Brasilprev – CNPJ 27.665.207/0001-31 = R$ 4.890,00
(Titular) Assinaturas de revistas e jornais, R$ 1.200,00
Amanda foi internada no Hospital Paraná (CNPJ 76.484.013/0001-45) e as despesas somaram R$
3.500,00
Clara efetuou tratamento dentário que custou R$ 1.300,00 (Dentista: Maria das Dores - CPF
571.087.659-34).
Clara utilizou serviços de Nutricionista de R$ 600,00 (Nutricionista: Gildete Flores – CPF
651.987.285-78)

Observações:
A casa nova foi adquirida em janeiro/2018 de Marcos Costa, CPF: 852.132.841-91
Informações para o ganho de capital: Possui outro imóvel e não aplicará o montante levantado
na venda na aquisição de outro imóvel.
O veículo foi adquirido através de financiamento. Até dez/17 de 2018 foram quitadas 22 parcelas
de R$ 550,00 cada, faltam 38 parcelas de R$ 550,00.

PERGUNTA-SE:
Vale a pena considerar todos os dependentes na Declaração de Imposto de Renda de Bruno
Alves? Que situação seria mais benéfica a este?
Apresente a Declaração de Imposto de Renda mais benéfica.

28 | P á g i n a
CASO 6 – Apuração de IR devido pelo Preenchimento Simplificado e Completo
(para o casal)
Você é contador e seu cliente, José Francisco de Oliveira – CPF 517849809-78, nascido em
14.10.1965, confia a você toda a documentação necessária para elaboração da Declaração de
Imposto de Renda, ano calendário 2018. Primeiramente, baseado na documentação a sua
disposição, você identifica a situação patrimonial de seu cliente, conforme abaixo:
Situação patrimonial 31/12/2017 31/12/2018
Conta corrente, na caixa econômica federal (2.250,00) 4.000,00
01 veículo marca VW, ano 2014 - 68.000,00
01 casa na vila operaria em Maringá – pr 200.000,00 200.000,00

Dependentes: Esposa (Cléria – 15/06/1968), Filho (Amadeu - 16/08/2000), Filha (Clarisse -


03/12/2004).

A seguir, são listados os rendimentos recebimento por seu cliente e seus dependentes ao longo
de 2014:
a) Rendimentos Tributáveis – Seguradora ABC S/A - CNPJ 78.846.854/0001-80, como corretor de
seguros.
Salário bruto 58.900,00
(-) Contribuição INSS 6.130,88
IR Retido 6.105,67
13. salário 5.680,00

b) Rendimentos Tributáveis - Cléria de Oliveira (CPF – 718.512.759-91) – Assis e Martins Ltda. -


CNPJ 60.890.837/0001-85, como vendedora.
Salário bruto 26.300,00
(-) Contribuição INSS 2.176,00
IR Retido 433,40
13. salário 2.500,00

c) Atividade Rural: Agricultura desenvolvida no Sítio Boa Sorte localizado em Bom Sucesso-PR,
24hectares. Exploração por arrendamento. Propriedade em nome do titular.
Receitas Despesas
Janeiro 30.000,00 17.000,00
Outubro 25.000,00 18.000,00
Dezembro 30.000,00 28.000,00

d) Outras informações:
- Rendimentos de Caderneta de poupança: R$ 1.180,00
- Rendimentos de aplicações financeiras - R$ 1.300,00
- Compra de lentes de contato para Cléria no valor de R$ 500,00 (oftalmologista Mario Quintana-
CPF 836.757.102-97)

29 | P á g i n a
- Gastos de R$ 4.000,00 com cirurgia plástica de Cléria, junto ao Hospital Paraná (CNPJ
76.484.013/0001-45).
- Pagamento de Plano de Saúde – Unimed-CNPJ 72.570.484/0001-15 = R$ 12.300,00 (R$ 3.075,00
cada membro da família)
- Pagamento do Colégio Platão – CNPJ 61.254.454/0013-17 = R$ 3.300,00 (Amadeu) e R$ 2.800,00
(Clarisse)
- Pagamento de Assinaturas de revistas e jornais, R$ 1.200,00.
- Aquisição de óculos para José Francisco no valor de R$ 200,00 (oftalmologista Mario Quintana-
CPF 836.757.102-97)
- Pagamento de tratamento dentário de Cléria que custou R$ 500,00 (Dentista: Maria das Dores -
CPF 571.087.659-34).
- Recebimento de herança em espécie de R$ 18.000,00 de seu pai falecido.

PERGUNTA-SE:
Vale a pena realizar a declaração de IR em conjunto pelo casal, ou será mais benéfico se
declararem separadamente?
Apresente a(s) declaração(ões) de IR que for(em) adequada(s).

30 | P á g i n a
Referencias
Sites:
http://receita.economia.gov.br/interface/cidadao/irpf/2019
http://abacusliquid.com/irpf/calendario-de-restituicao/
http://impostoderenda2018.net.br/imposto-de-renda-2019/
http://impostoderenda2018.net.br/imposto-de-renda-2019-quem-deve-declarar/

31 | P á g i n a