Você está na página 1de 10

ebook

Meditação
para todos
Leandro Castello Branco
Com certeza você já deve ter ouvido falar de a mente totalmente fora de controle.
meditação. Hoje em dia, na verdade, com
a informação a mil por hora, whatsapp, Se você agora pensou que está nesse caso,
facebook, twitter e sei lá mais o quê, é difí- que sua mente é muito agitada e que isso
cil não ter ouvido falar de qualquer coisa... com certeza não é para você, então você
Mas, enfim... Esse dilúvio de informações acaba de confirmar o que falei acima, pois
tem seus problemas. A maior parte do que este é o mito n.º1 a respeito da meditação.
se ouve por aí ou está incompleto ou com-
pletamente equivocado. Isto acontece com Mas estou me adiantando.
qualquer tipo de assunto – não é incomum
ver as pessoas até compartilhando notícias Enfim, este e-book serve para que você con-
falsas que parecem ser verdadeiras – e com heça melhor a meditação e descubra como
a meditação acontece a mesma coisa. começar uma prática que você pode levar
para sua vida toda.Aqui você vai descobrir
Tanto é assim que eu nem te conheço, mas o que é meditação, como fazer e também
posso afirmar com segurança que – se você vai ver dicas básicas para inserir essa práti-
não tem contato com meditação (só ou- ca no seu dia a dia.
viu falar) – quase TUDO que você sabe (ou
pensa que sabe) sobre esta prática milenar Vamos começar?
está ERRADO. Muitos mitos são criados so-
bre a meditação e, com certeza, você deve
ter pelo menos dois ou três deles aí na sua
mente.

Isto é um fato.

E é realmente uma pena que isto seja as-


sim pois a pior consequência desta falta de
informação é que ela afasta as pessoas de
uma prática que é extremamente fácil de
fazer e que traz inúmeros benefícios, entre
eles o alívio do stress, da insônia, da ansie-
dade e de muitas outras questões causadas
pelo mesmo problema –
começando do começo
o que é a meditação?

Pois é. Por incrível que pareça, nós temos Ela não acontece por acaso, nem por mági-
que começar do básico do básico, o que é ca. Ela é, antes de tudo um método – uma
uma coisa incrível quando temos o Google técnica para que qualquer pessoa possa
e a wikipedia por aí, né? Eu sei que pode ser conseguir isso.
um choque, mas tem várias coisas que não
estão lá direito (ou pelo menos são difíceis Você já viu que, sozinha, sua mente não
de achar – ficam a partir da segunda pági- para, que deixada funcionando normal-
na de busca e ninguém nunca chega lá). mente ela vai pensar em tudo e não esta-
cionar um segundo. Vai começar pensan-
Mas, voltando ao assunto, você sabe o que do no que é aquele barulhinho que você
é meditação? nunca ouviu antes e terminar cantando sua
música favorita. Pois então, a meditação é
Se você pensou em algo como “sentar e aplicação de um método para driblar essa
tentar não pensar em nada” ou “ sentar e volatilidade da mente e conferir uma pausa
se acalmar”, novamente você comprova o a essa bagunça.
que eu disse na introdução, pois estes são
os mitos n.º2 e n.º3 sobre a meditação e O truque é ter foco. E não em qualquer coi-
sabe por quê? É absolutamente impossível sa, mas na técnica que você está usando
um ser humano normal fazer qualquer uma para meditar. E, seja qual for ela (e existem
destas coisa, só por querer. Não acredita? muitas) elas sempre vão girar em torno de
Tenta aí. alguma coisa simples, repetida por um de-
terminado tempo. E é isso que desacelera
Sério. Fecha os olhos e tenta parar de pen- a mente.
sar.
Aqui, vou passar para você uma que é mole-
Voltou? Não deu certo, né? za: meditar na respiração.

Pois é. Já, já a gente volta nisso.

Então, vãos lá: meditação é simplesmente


uma forma de você entrar em contato con-
sigo mesmo e conseguir alcançar um pou-
co de paz e tranquilidade nesse processo.
começando a meditar
foco na respiração

Sente-se confortavelmente. Pode ser no


chão, com as pernas cruzadas, ou numa
cadeira, com as costas apoiadas, o impor-
tante é manter a coluna reta. Feche os ol-
hos e relaxe os braços, as pernas, relaxe
tudo exceto aquilo que é responsável por
te manter ereto. Relaxe o rosto, os lábios,
as pálpebras e a testa. Na dúvida, contraia
o rosto numa careta, segure por alguns se-
gundos e solte. O contraste vai lhe mostrar
o relaxamento. Repare na sua respiração,
totalmente natural, espontânea, funciona-
ndo sem a sua influência. Agora, escolha
um dentre estes 3 focos a seguir. Eles estão
dispostos em ordem crescente de dificul-
dade. Você deve encontrar aquele que é
melhor para você e seguir com ele por um
tempo. Provavelmente, mais de um mês,
até que sinta que pode mudar para outro
foco mais difícil ou aumentar o tempo da
meditação. Mas, calma. A gente chega lá.
1º foco
região abdominal

Sinta como sua barriga infla, quando o ar


preenche os pulmões, e observe como ela
se retrai, quando você solta o ar. Este movi-
mento do subir e descer do abdômen é seu
primeiro foco.

2º foco
narinas

Observe como o ar passa pelas narinas –


mais quente quando ele entra, mais frio
quando sai. Sinta o toque desse “ventin-
ho” passando na pele, por dentro no nariz,
roçando nos pequenos pelos.

3º foco
lábio superior

Este é difícil. Tente sentir o toque do ar no


lábio superior, quando você inspira e expi-
ra. É uma brisa muuuito suave. E é isso.
observações MUITO importantes
(para eliminar mitos e tornar a
prática mais agradável)

A despeito de tudo que você ouviu/viu so-


bre meditação até hoje, aplicar esta técnica
meditativa (e qualquer outra, na verdade)
pode até ser simples, mas não é agradável
– pelo menos no começo. Quando você se
senta, fecha os olhos e tenta aplicar o foco
na respiração, a tendência da sua mente é
prestar atenção nisso por, digamos, alguns
segundos, e depois fazer o que ela faz de
melhor – viajar na maionese. E aí, o seu
trabalho é trazer o foco de qualquer pens-
amento que passe pela sua mente de vol-
ta para a respiração. E é isso! Você já está
meditando (eba!)

Então, isto quer dizer que, a princípio, a sen-


sação de estar meditando é de travar uma
pequena luta interna – foco da meditação
X pensamentos. Isto quer dizer também
que, quando você vê o sujeito numa capa
de revista meditando com aquela cara de
felicidade extrema, das duas uma – ou ele
é um meditador muito experiente, ou não
tem a mínima idéia do que está fazendo.
Este conflito entre a mente e a técnica é
o que dá a impressão de que você não foi
feita para meditar.

Porém, nada mais falso – inclusive, este é o


mito n.º4 sobre a meditação: “não sou ca-
paz de meditar”.
QUALQUER PESSOA
é capaz de meditar.

A chave para conseguir um pouco de tran-


quilidade nesse processo é perseverar. E,
neste ponto, a meditação não é diferente
de qualquer outra atividade. Quanto mais
você pratica, melhor você fica!E como faz-
er desta prática duradoura? Ok, vamos ver
isso!
dicas essenciais para colocar a
meditação em dia (e NO seu dia!)

para iniciar

Assuma um compromisso consigo mesma e veja como você sente ao final. Se abriu
de ficar de duas semanas a um mês sem o olho uma ou duas vezes para conferir o
perder um dia sequer de meditação. Vai relógio ou achou que esses 5 minutos de-
por mim – se meditar fosse que nem tomar moraram uma eternidade para passar, aí
sorvete no calor, isso não ia ser necessário. está muito difícil e você tem de diminuir um
Mas, meditar requer um certo esforço, ded- pouco. Caso contrário, pode manter ou até
icação e muita disciplina. Depois que essa subir para 6 a 8 minutos.
semana/esse mês passar, aí você já vai ter
conseguido um lugar para essa prática no método
seu dia e o melhor – já estará colhendo os
benefícios! Se você aprendeu aqui seu primeiro mét-
odo de meditação, siga com ele e procure
lugar não trocar, pelo menos por 6 meses. Lem-
bre: seu mente precisa de regras!
Eleja um lugar tranquilo. Meditar já vai ser
difícil o suficiente sem você ter sua atenção
atraída para cada ruído, cada pessoa que
passa pelo ambiente.

hora

Se possível, medite sempre no mesmo


horário. Sua mente precisa de regras, ami-
go! Quando ela se acostumar, aí, sim, pode
ser a qualquer hora.

duração

Depende de cada pessoa. Faça um teste:


quando fizer suas primeiras 3 ou 4 sessões
marque um cronômetro para 5 minutos
considerações finais

Assuma um compromisso consigo mesma (adeus, dieta!), um passeio, uma roupa


de ficar de duas semanas a um mês sem nova... Algo factível!
perder um dia sequer de meditação. Vai
por mim – se meditar fosse que nem tomar E conte comigo para qualquer dúvida!!
sorvete no calor, isso não ia ser necessário.
Mas, meditar requer um certo esforço, ded-
icação e muita disciplina. Depois que essa
semana/esse mês passar, aí você já vai ter
conseguido um lugar para essa prática no
seu dia e o melhor – já estará colhendo os
benefícios!

Parabéns! Você já está apta a seguir med-


itando! Algumas dicas finais, para aliviar o
seu processo..

seja gentil consigo

durante a meditação, os pensamentos VÃO


voltar e sua mente VAI focar neles. Assuma
isso como um fato, não se irrite – apenas
traga a mente de volta pra a respiração.

seja constante

não perca um dia sequer da sua rotina.


Pense nos benefícios, na mente mais sere-
na, no alívio da ansiedade e persevere!

seja generosa

ao fim do seu prazo de 1 semana ou mês,


dê-se uma recompensa! Pode ser uma so-
bremesa que geralmente você não pede
e-mail
formacaoyoga@saraswatistudio.com

youtube
https://www.youtube.com/user/castellobran/

facebook
/leandrocastellobranco

instagram
@castellobyoga

hari om